Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

diogoacl

20 dias pela Europa - Londres / Paris / Amsterdã / Roma / Zurich e Interlaken

Posts Recomendados

Boa noite galera,

 

PArabéns ao site, tem uns 3 dias que estou lendo tudo aqui durante umas 8hs por dia, e as atividades só atrasando. rs! Mas vai valer a pena.

 

Bom, vamos ao que interessa. Estou planejando uma viagem de lua de mel com minha noiva, teremos 20 dias para aproveitar pela europa. Vamos às condições:

1º Não iremos pagar as passagens pois iremos de TAM, milhagens. Logo, a ida e a volta deverá ser em algum dos aeroportos atendidos.

2º Queremos conhecer alguns pontos "comuns" e outros que achamos que é interessante.

 

Diante disso, traçamos o primeiro esboço preliminar do projeto da viagem, é ele:

1º Chegada em Londres, 3 dias;

2º Paris, 6 dias (ela adora paris e queremos conhecer algumas cidades ao redor)

3º Barcelona, 3 dias;

4º Roma, 3 dias (Obrigatorio, queremos conhecer o vaticano e roma mesmo);

5º Saída de Munique, 5 dias. Aqui provavelmente iremos dá um pulo na Austria (Innsbruck e talvez viena na Áustria)

 

Dúvidas:

1) O Roteiro está bom? Alguma sugestão de melhoria? Creio que em alguns casos, devido a distância poderiamos ir de trem, e passar a noite viajando. Claro, desde que em cabines confortáveis.

2) Sei que na época que iremos, entre 15/11 e 08/12 estará iniciando inverno europeu, estou certo? Diante disso, não sei se há a probalidade de pegarmos um clima muito ruim nestas cidades? Já que, sei que em janeiro e fevereiro a nevasca lá é forte.

3) Os dias são longos? Sei que na suiça, dependendo, o sol se põe muito cedo.

 

Sobre os trajetos?

De londres para paris, eurostar. Trem.

De Paris para Barcelona, melhor trem ou avião? Quais são as opções?

De Barcelona para Roma, melhor trem ou avião? Quais são as opções?

De Roma para Munique, melhor trem ou avião? Quais são as opções?

 

OUvi falar de cias aéreas que são baratas na europa, porém estive pesquisando nas grandes (Swiss, Luthfansa, Spainair, TAP) e achei as passagens salgadas.

 

Antecipadamente, agradeço a todos pelo apoio.

Compartilhar este post


Link para o post

Oi, Diogo!

 

Eu sou defensora das viagens de trem, mas pelo seu roteiro, acho que o avião vai ser uma escolha melhor. As distâncias estão bem grandes, então vc perderia muuuuuuuito tempo nos deslocamentos. Minha experiência com trem noturno não foi das melhores, então não indico. Não sei se a primeira classe é melhor, mas a cabine com 6 é bem desconfortável. Daria pra encarar uma viagem de trem noturno, mas várias... Acho meio cansativo. O Eurostar é uma ótima escolha, acho que pro trecho Londres-Paris é a melhor opção. Para o restante, sugiro avião mesmo.

Os dias nessa época são curtos, escurece cedo em toda a Europa (quanto mais ao norte, mais cedo). Dê uma olhada nesse site, ele fala sobre o tempo e a duração do dia: http://br.weather.com

As cias. mais baratas são a Ryanair e a Easyjet. Vc chega a encontrar passagens "de graça". Ou seja, vc só paga as taxas (embarque, bagagem, etc.). Leia as condições com atenção, pois são bem diferentes do que a gente está acostumado.

Quanto ao seu roteiro, eu diria que Londres e Roma merecem mais dias, mas eu sei que é difícil a gente ter o tempo que a cidade merece. Eu ameeeeeeeeeiiii Londres e Roma, mas tb só fiquei 3 dias em cada. Se vc puder acrescentar, acrescente. Se não, deixe como desculpa para voltar em breve! =)

Se quiser saber mais alguma coisa, fique à vontade para perguntar!

 

Ah, e obrigada pelo elogio lá no meu relato! =)

 

Abraços,

 

Lili

Compartilhar este post


Link para o post

Oi Lili,

 

Estive olhando sobre os trens, e de Paris a Barcelona e Barcelona a Roma, são viagens, inclusive, demoradas. Cerca de 14 horas. Creio que trem, só os trajetos pequenos e talvez algumas pequenas cidades, se der, para conhecermos. Achei longo. Irei olhar passagens aéraeas mesmo.

 

Em relação a parte área o unico receio em relação a parte aérea é em relação a estas condições das empresas. Pois como iremos de lua de mel, acho dificil minha noiva levar malas pequenas, aliás, até eu. rs! E a cada hora acho informações desencontradas e está dificil saber como ir. Alguns amigos que já foram, me reportaram dizendo que os aeroportos não aceitam malas grandes. Ou seja, malas menores - mais coisa pra carregar. Estou meio confuso ainda em relação à bagagem. Não iremos de "mochila", então isso está um pouco confuso ainda. No minimo uma grande e uma de bordo.

 

Sobre um maior tempo nas cidades de Londres e Roma, tenho certeza que iria precisar de mais tempo. Mas, fica aí uma ótima desculpa para voltar lá depois. Não dá pra aumentar muito o tempo nestas cidades, pois na última cidade, demos uma previsão maior, por se tratar da cidade de volta. Poderiamos curtir um pouco mais, além de descansar um pouco para o retorno. Estou querendo muito, mudar a última cidade, para voltar de Viena. Todo mundo diz que lá é muito bonito. E também, não sou muito fã de visitar as cidades "Nomes" da europa. Queria visitar Genebra e Viena. Mas enfim, ao menos Viena deverá ser nosso ponto de volta. Quero muito que minha noiva consiga esquiar, eu já consegui. E é algo que vale muito a pena conhecer. Então, tivemos que fazer vários cortes de cidades para conseguir isso.

 

E em relação aos dias, essa era a minha preocupação. São muito curtos. O Sol nasce por volta das 7:30 e se pôem as 17:40...

 

Obrigado Lili pela atenção... Ainda tenho uns dois meses antes de começar as reservas.

Compartilhar este post


Link para o post

Galerinha,

 

Mais uma pergunta:

 

Vale a pena a compra de eletrônicos? Algumas lojas como a Fnac tem produtos bons, que no geral, estão bem mais barato que aqui. Uns 30 a 40%. Por exemplo um laptop, que custa em torno de 4 mil reais, lá sairia por R$ 2.300,00. Para trazer, teria alguma problema na alfandega?

 

Grato.

Compartilhar este post


Link para o post

Oioioi Diogo...

Também estou planejando uma viagem com o maridão, e comecei com algumas dúvidas como as suas!

Depois de pesquisar um montão, comecei a entender melhor esse grande universo dos transportes!!! hehehe

Vamos lá...

Os preços das passagens aéreas de low-costs como Ryanair (ryanair.com), easyJet (easyjet.com), Vueling (vueling.com), Air Berlin (airberlin.com), Wizzair (wizzair.com) ou My Air (myair.com) são opções bastante atraentes. De repente, comprar um monte de trechos aéreos dentro da Europa, por uma pechincha, virou febre. Essas companhias aéreas brigam tanto pelos clientes que chegam a lançar promoções com passagens a 1€! Por isso, é importante levar em conta essas empresas na hora de planejar a viagem.

Para não ficar se matando, visitando site por site, você pode utilizar sites de busca como o Skyscanner (skyscanner.net). Esse buscador rastreia as passagens mais baratas entre as low-costs da Europa, Austrália e Ásia. Mas não confie cegamente em todos os sites de busca: como às vezes pode haver variações de preço, vale a pena pesquisar em outros sites similares como o Wegolo (wegolo.com) e no site das próprias companhias aéreas.

Mas como nem tudo é perfeito, também há desvantagens nas viagens de avião dentro da Europa. Antes de sair clicando e comprando as passagens enlouquecidamente, vale lembrar que a maioria dessas companhias usam aeroportos secundários, distantes mais de uma hora das capitais e acessíveis às vezes apenas por ônibus fretados ou táxis. Então, fique atento! Outro detalhe é que a franquia de bagagens não passa dos 20 quilos, sendo de até 15 quilos em algumas, e normalmente cobra-se por cada bagagem despachada (média de €10 por mala). Isso quer dizer que, com os gastos com as bagagens e o transporte do aeroporto ao centro, às vezes o barato pode sair bem caro! E olha que eu nem falei das taxas de excesso de bagagem, que são bem altas!

Uma boa opção para quem vai fazer um grande trajeto por países da Europa é tentar incluir na passagem Brasil-Europa, os trechos internos que se pretende fazer. Muitas vezes eles podem ser incluídos no bilhete de ida e volta do Brasil de graça, ou pagando taxas menores ou similares às cobradas pelas low-costs. Não sei como funcionaria no caso das milhagens, mas tente ver isso!

Para opção de viagens de trem, as estações são bem centrais, o que diminui os gastos com táxi! Entretanto, as distâncias entre as cidades escolhidas são bem grandes... Talvez fique cansativo... E lembrando que a viagem não é um mochilão clássico, as malas podem ser um problema nas estações... Já pensou uma mala enorme no meio daquela muvuca??? ::mmm:

Até mais!

Compartilhar este post


Link para o post

Ah, já estava me esquecendo de responder sua última pergunta!

Acho que vc não terá problemas com a alfândega... Mas para poupar ainda mais, não esqueça de pedir a restituição do imposto sobre compras (por isso, guarde as notas fiscais), que pode chegar a 20% do que você pagou. Solicite o formulário na loja e entregue-o na alfândega. Na Itália, a devolução do dinheiro é imediata, no próprio aeroporto. Mas, na maioria dos países, a restituição é enviada pelo correio mais tarde.

Outra coisa a se levar em consideração é que as compras no exterior acima de 500 dólares (em caso de viagem aérea ou marítima) e de 300 dólares (para viagem terrestre ou fluvial) ficam sujeitas a taxação. Estão fora dessa conta roupas, objetos de uso pessoal, livros e revistas. As compras que ultrapassam a cota de isenção citada são taxadas em 50%. Por exemplo, um notebook comprado por 800 dólares deve pagar 50% sobre 300 dólares ($300 pq foi o valor que excedeu) – ele vai ficar 150 dólares mais caro, portanto. Essa regra é bastante desrespeitada nos aeroportos brasileiros, mas o viajante está sujeito a multa e processo criminal. A cota de isenção é concedida uma vez a cada 30 dias. Se você fizer duas viagens em menos de um mês, só terá direito a uma cota de isenção.

Então faça as contas direitinho e veja se vale a pena!

Bjs

Compartilhar este post


Link para o post

Olá Thais,

 

Pois é, acompanhei todo os seu tópico, não quis comentar nada lá, para não desviar a atenção do seu.

 

Realmente, há um momento em que quanto mais pesquisamos mais dúvidas aparecem. Sobre as viagens de trem à noite, estão descartadas. Os trechos longos iremos mesmo de avião. Resta agora pesquisar e achar o melhor preço. A minha dúvida sobre as passagens áreas estão mais em relação as "condições" de embarque. Pois de certa forma não iremos de mochila, e sim de malão de rodinhas. Então talvez complique um pouco. Uma dúvida básica que tenho é sobre os volumes que as empresas e aeroportos europeus trabalham. Não sei trabalham com volumes grandes + mala de bordo. Ou volumes pequenos + bordo. Isso é um ponto bem importante, que definirá até as passagens.

 

De trem iremos fazer os trechos mais curtos, e pequenas viagens (bate e volta) há algumas cidades próximas das cidades de apoio. Aqui uma dúvida, toda estação possui lugar para guardar malas, se por acaso precisarmos? Ah, claro, iremos andar no eurostar.

 

Localização em Paris, estamos tentando ficar próximo ao centro, achamos bons hoteis ali da rede mercure a um preço "convidativo". Mas caso não seja possível, ou se for mais víavel, sei que há alguns bairros em Paris meio "punk", onde não seria bom hospedar em Paris?

 

Agradeço as atenções! :)

Compartilhar este post


Link para o post

Ah,

 

Sobre a segunda resposta, eu já estive olhando a questão de alguns produtos e vi que vale a pena. E nós brasileiros sempre damos um jeitinho nos aeorportos para trazer algo. Minha dúvida é se é a mesma idéia. Os produtos devem ser vistos na alfandega Brasileira. não é isso?

Compartilhar este post


Link para o post

Oioioi Diogo...

Para viagens internacionais, pode-se levar duas malas com 23 quilos cada uma. O limite sobe para 32 quilos na executiva e na primeira classe. Além disso, a soma de comprimento, altura e profundidade de cada bagagem pode ser de no máximo 158 centímetros. Isso dá um volume de 90 litros. Além desse limite, a bagagem só vai por empresas de carga.

Já para as bagagens de mão, o limite é de 5 quilos, com tamanho que não exceda 115cm (55cm40cm20cm). São aceitos como excessões na bagagem de mão, 1 casaco, 1 notebook, 1 bolsa de mulher, guarda chuva.

Essas regras valem para as empresas regulares... Já para as de baixo custo, a franquia de bagagens é de 20 quilos em média, e normalmente cobra-se por cada bagagem despachada. Se a mala de vcs pesar mais, fique atento para o valor cobrado para o excesso... costuma ser bem salgado! Acesse o site das empresas que pretende viajar e dá uma lida...

Aqui no site tem um tópico bem interessante sobre isso... Talvez te ajude! tutorial-passagem-aerea-internacional-t38461.html

Pelo o que andei pesquisando, todas os aeroportos e estações possuem um lugar para se guardar malas! Só não sei te responder sobre os tamanhos dos lockers... Ouvi dizer que não são muito grandes...

E por fim, vai a indicação para um bom hotel em Paris... Essa retirei no site Conexão Paris (http://www.conexaoparis.com.br/category/hoteis/) Lá tem tudo o que vc quiser saber sobre a cidade luz...

Essa talvez será minha escolha por lá... Possui boas recomendações http://www.hoteis-paris-excelsior.com/

Sobre a alfândega, para conseguir a restituição do imposto que vai pagar nas compras que vai fazer, vc terá que apresentar no aeroporto, ainda na alfândega da Europa, as notas fiscais.... Daí se tiver excesso, a taxação deve ser paga lá. O que for restituído, geralmente será feito quando vc estiver aqui no Brasil!

Nossaaa... uma viagem tem tanto detalhezinho, né! hehehe

::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...