Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

Confira vídeo na íntegra: 

Motivação

Minha frustração  de infância em nunca ter ido ao escoteiro. Sempre via nos filmes e desenhos estas barracas e quando comecei a praticar o campismo, com as condições financeiras devidas para comprar a minha própria barraca não pensei duas vezes, fui direto em uma canadense.

Preço

R550,00 fora o frete pela Internet.

Pontos Negativos

O peso, dependendo qual é seu objetivo. Por exemplo, se for praticar trilhas a pé, cicloturismo ou mototurismo não indico de forma alguma, a barraca canadense pesa em média de 10 a 13 quilos. Agora no meu caso que até então meus destinos de acampadas me desloco de carro, já não é um problema.

As soldas dos canos em especial da empresa CAMPESCA são uma porcaria. Depois de aproximadamente oito acampadas as soldas do cano onde fixa o sobreteto romperam, sorte que estava no final da acampada. Meu sogro tem uma da extinta marca Tubarão, faz vinte anos, sendo usada relativamente bem por este vindouro tempo e nunca, nunca deu um trinco.

Por ser nova, deveria vir com alguns organizadores de objetos internos conforme a maioria das barracas lançadas atualmente vêm.

Pontos Positivos

A qualidade dos demais materiais e resistência da lona que cobre a barraca é o diferencial. O "pulo do gato" das canadenses é que não precisamos nos preocupar com a capacidade de coluna d'água, uma vez que é de poliéster plastificado e unido ao design (se bem montada) impedem que a água da chuva acumule e entre na barraca, pode ser a chuva que for você estará seguro dentro dela. Enquanto as Iglus e Tubulares por serem de varetas podem estremecer bastante com o vento, as canadenses nem se mexem. Já peguei algumas chuvas com ventos fortes, de dentro da barraca nem parecia que estava chovendo e muito menos ventando, mas volto a frisar, isso se a mesma estiver bem montada com todos espeques e amarras devidamente presos no solo.

Assim como os escoteiros, esteja sempre alerta, tanto para dias de sol como para chuvas, neste caso, se bem montada, pode ficar tranquilo!

As canadenses tem um design que particularmente eu amo e chamam bastante a atenção em meio a padronização de iglus no mercado, por onde eu vou sempre ouço alguém comentando dela. Existem algumas no qual a combinação de cores fica horrível (verde piscina com azul, amarelo com azul), no meu caso comprei uma com cores discretas, azul e cinza.

A Barraca Canadense da Campesca tem aproximadamente 1,60m de altura por 1,95m de largura e 2,20 de comprimento, uma barraca relativamente grande. Atente-se ao escolher uma barraca pelo tamanho que além das medidas, dependendo o uso (se for individual, casal ou família) sempre some uma ou duas pessoas a mais. Por exemplo, esta é para 5 pessoas, entretanto cabem 3 pessoas confortáveis e 4 bem apertadas. Pense bem, você já estará em um ambiente hostil, se no momento de descanso não estiver confortável qual será o lucro obtido? Suas noites podem transformar-se em um pesadelo estressante e acampar é totalmente o contrário disso.

Os canos são de aço bicromatizado, que teoricamente eram pra ser resistentes, mas serei justo, fora os centrais que vão solda, os demais que formam os pés e os encaixes são resistentes.

O habitáculo é completamente respirável, com o sobreteto montado não dá aquela sensação de claustrofobia como as antigas canadenses. A minha tem respiradores dos dois lados e ambos são bem grandes, com a barraca totalmente fechada mesmo debaixo de um sol senegalês a barraca não ferve, ventila bem.

A mala que vêm para guardarmos a barraca, canos e espeques é bem espaçosa e resistente. Consegui colocar uma bombinha de ar e uma lanterna dentro. Possui duas alças resistentes para segurarmos e não arrebentar com o peso dos equipamentos.

Resumo da Obra

As canadenses infelizmente possuem um alto valor agregado, mas no fim das contas se formos analisar friamente, qualquer barraca que varia de R$400,00 até R$700,00 são ótimas barracas. Se está em dúvida em comprar e o peso não é um impedimento, compre sem medo. Se montada corretamente pode dar o vento que for que ela sequer se mexe e suas noites, sejam de tormentas ou calmaria, serão noites seguras e agradáveis de sono.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Por Birovisky
      Confira vídeo na íntegra: 
       
       
      Motivação
      No caso foi o modelo indicado para 5 ou 6 pessoas. Ou seja, se você tem uma família (3 a 4 pessoas) e quer ter noites tranquilas e confortáveis de sono, essa é a barraca. Minha teoria é, se for comprar uma barraca, numere a quantidade de pessoas que vão dormir nela e sempre some uma ou duas pessoas a mais (incluindo você). Suas noites de acampadas agradecem.
      Preço
      R$600,00 fora o frete na Internet.
      Pontos Negativos
      A vareta que fixa o sobreteto pode causar confusão e dificuldade na finalização da montagem.
      Espeques muito fracas, passei por uma experiência no qual entortaram com uma ventania e chuva, mesmo bem fixadas, ocasionando o desprendimento das mesmas. Aconselho comprar outras de aço galvanizado mais resistentes a climas hostis.
      A sacola onde guardamos a barraca, espeques e varetas deveria ter alguma alça um pouco mais resistente, afinal estamos carregando quase 7 QUILOS! Da forma atual, é mais seguro carregar a sacola no colo.
      Pontos Positivos
      O principal, capacidade de 2500mm de coluna d’água. Outro fator a ser sempre verificado. O barato sai caro, barracas com menos de 1000mm devem ser sempre ignoradas, não frustre suas acampadas transformando sua barraca em uma banheira com apenas um chuvisco. Assim como os escoteiros, esteja sempre alerta, tanto para dias de sol como para chuvas, neste caso, se bem montada, pode ficar tranquilo!
      O acabamento e o tamanho são os atrativos, além de ser muto bonita, possui um espaço inenarrável. Eu com meus 1,80m fico de pé dentro dela, ou seja a Cherokee GT tem aproximadamente 1,85m de altura por 3,00m de largura e comprimento, uma barraca colossal. Suas varetas são de fibra de vidro com um diamêtro acima do padrão, muito resistentes.
      Possui dois organizadores de objetos internos, um prendedor de lanterna central no teto e o tecido da barraca não possui costuras, excelente, assim evita com as chuvas que as costuras vazem água para dentro da barraca.
      O habitáculo é completamente respirável, com o sobreteto montado não dá aquela sensação de claustrofobia. A porta principal de entrada possui um mosqueteiro também, ou seja, em noites ou dias quentes você deixa a porta da barraca aberta apenas com o mosqueteiro fechado!
      Resumo da Obra
      Pelo valor pago o custo benefício é perfeito. Eu recomendo. Uma marca já consolidada no setor, um produto de qualidade por um preço condizente com nossa realidade.
       
    • Por Tiago Vaz
      Olá pessoal, tenho pensado em adquirir este saco pelo custo 115,00 fabricante garante -5 temperatura extrema +8 conforto, estou penando em usar nos cumes aqui do sul, alguem ja teve experiencias com este saco?
    • Por igudant
      Marca: Uso Militar Exército Alemão
       
      Modelo: Marmita Kit de Alimentação M31 em alumínio de 1984
       
      Prós: Segura, Resistente, Versátil, Anatômica, Leve, Alça com trava
       
      Com a marmita M31 Você terá no mesmo item 3 funções
      - Recipiente menor pode ser utilizado como caneca, ou para levar ao fogo
      - Tampa com alça que serve como panela ou prato
      - Compartimento maior de 1 litro, ideal para fazer maior quantidade de comida, transporte ou captura de água, ferver líquidos, transporte de comida, etc.
       
      Essa marmita é variação do modelo anterior, já utilizada na Primeira Guerra Mundial. Item normalizado em 1931 na Alemanha, sobreviveu a Segunda Guerra Mundial, e é utilizada desde então por seu exército e alguns aliados.
       
      A que mostro aqui foi fabricada em 1984. Comprei há alguns anos atrás e desde então é utilizada quinzenalmente. Nunca me deixou na mão, transporto nela 90% do alimento que vou consumir em um acampamento de 2 dias. O que eu mais gosto nesse item é sua robustez, costumo pendurá-la no tripé e a deixo dentro da fogueira. Ela também se comporta muito bem em fogareiros, principalmente o Esbit tradicional, mas dependendo do fogareiro pode desperdiçar calor da chama. E como quase tudo relacionado ao militar, não é a mais leve e confortável, mas a durabilidade é imensa.
       

       
      Com a alça da tampa você pode retirar os outros compartimentos do fogo e juntar a marmita em uma só, facilitando o manuseio. Sua alça trava dando maior segurança na hora de retirar do fogo ou manuseá-la.
       
      Contras: Aproveitamento do calor da chama em fogareiros comuns
       
      Conclusão: Item ideal para quem gosta de acampamentos mais primitivos, ou com disciplina militar, permite que transporte uma boa quantidade de alimento dentro dela, e sua versatilidade permite que dispense outros itens de seu kit
       
      Nota: 9
       
      Fotos:
       


       
       
       


    • Por raulkw
      Em junho deste ano (2014) fiz meu primeiro mochilão de 50 dias passando por 9 cidades (de Lisboa a Istambul). Nunca tinha comprado nem usado uma mochila antes, de forma que antes li vários posts aqui no forum e estava inclinado a comprar uma DEUTER QUANTUM 70+10, quando os preços aumentaram para quase 1.000,00!! Por este preço preferi arriscar e encomendar uma Osprey Men's Aether 60 Backpack (size large) direto dos EUA http://www.ospreypacks.com/en/product/mens/aether_60_1_1
       
      Bom, a preocupação da mochila não ser adequada existiu até ela chegar e eu tentar monta-la. Demorou um pouco a aprender pois de início as coisas não cabem, então assisti a videos no youtube onde aprendi que a regra numero 1 é "compactar" tudo, o que não é simples, chega a ser uma arte .. mas enfim, consegui compactar as coisas e a mochila, que no formato "large" possui cerca de 63 litros, pesou 12 kilos na pesagem..
       
      Durante a viagem fui adquirindo prática pois foram 9 cidades com desmonte e montagem da mochila repetidads vezes. No meio do caminho fui visitando lojas de artigos de viagem e comprando organizadores para facilitar,j ogando fora o que não precisava, enfim, fui fazendo o ajuste fino..
       
      Ela não vem com mochila de ataque, e sim uma grande pochete destacável do topo, que deu pro gasto embora tenha incomodado um pouco quando inseria um pouco mais de peso.. Na proxima trip pretendo comprar uma mochila de ataque especifica.
       
      Ao final da viagem a mochila pesava 16 kilos, e a conclusão de que ela foi mais que perfeita para esta trip. Com ergonomia impecável, ajustes do torso muito bons, fitas de compressão perfeitas deixando a mochila sempre bem acomodada e sem folgas. Optei por não levar saco de dormir, me hospedando apenas em hosteis e AIRBNB. Investir em uma excelente mochila é essencial para o conforto e segurança numa viagem onde não existe margem para êrros...
    • Por rafael_santiago
      Olá, pessoal
       
      Segue aqui um modesto review da barraca Big Agnes Fly Creek 1 Platinum, equipamento que adquiri em junho de 2015 e que tem sido uma grande companheira nas minhas jornadas. Espero que gostem.
       

       
      Para quem, como eu, estava acostumado às barracas nacionais de duas pessoas, duas coisas impressionam ao se montar e entrar numa Big Agnes Fly Creek 1 Platinum pela primeira vez:
       
      1. o tamanho reduzido do interior da barraca (quarto)
      2. a fragilidade do nylon do sobreteto e principalmente do piso
       
      Passados seis meses de uso da Fly Creek 1 Platinum essas primeiras impressões foram colocadas à prova e já posso fazer uma avaliação mais concreta desse ótimo equipamento.
       
      PESO
       
      Desde que descobri que a Fly Creek 1 Platinum tem apenas 822g de peso total, ela passou a ser o meu objeto do desejo. Seu preço de tabela é bastante salgado para os nossos dias de dólar a 4 reais: US$499.95. Consegui comprá-la pela internet por um preço bem mais camarada (US$337), com dólar mais baixo e trazê-la para o Brasil durante uma viagem.
       
      Que eu saiba, a Fly Creek 1 Platinum ainda é a barraca autossustentável mais leve do mercado. A Vaude Lizard GUL 1P pesa meros 690g porém não é autossustentável. O mesmo para a Terra Nova Laser Photon 1, de 720g, e a MSR Carbon Reflex 1 Ultralight, de 790g.
       
      TAMANHO
       
      Para a categoria 1 pessoa, a Fly Creek 1 Platinum tem um tamanho de quarto até razoável. Depois de tanto tempo usando uma barraca para duas pessoas, demorei a me acostumar com o tamanho bem reduzido, mas me adaptei, sempre pensando na máxima redução de peso da mochila.
       
      O quarto da Fly Creek 1 Platinum mede 107cm na porta, 76cm nos fundos e 218cm no comprimento.
       
      Assim, eu costumo colocar a mochila junto à porta (parte bem mais larga) e espalhar bota, roupas e alguns equipamentos ao longo da lateral do isolante térmico e no fundo do quarto, onde há algum espaço sobrando. Não deixo nada fora da barraca ou no vestíbulo/avancê.
       

       

       
      Numa comparação com o tamanho do quarto de outros modelos superleves teríamos:
       
      1. Vaude Lizard GUL 1P
      690g
      60cm na cabeça, 60cm nos pés e 230cm no comprimento
       
      2. Terra Nova Laser Photon 1
      720g
      74cm na cabeça, 74cm nos pés e 220cm no comprimento
       
      3. MSR Carbon Reflex 1 Ultralight
      790g
      76cm na cabeça, 76cm nos pés e 213cm no comprimento
       
      4. Mountain Hardwear SuperMegaUL 1
      980g
      89cm na porta, 53cm nos fundos e 205cm no comprimento
       
      5. The North Face MICA FL 1
      1.24 kg
      76cm na cabeça, 61cm nos pés e 229cm no comprimento
       
      6. Marmot Eos 1P
      1.26 kg
      informação não disponível no site
       
      Como se vê, a Fly Creek 1 Platinum tem uma área de quarto bem maior.
       
      PORTA
       
      A porta da Fly Creek 1 Platinum é frontal, não lateral, embora ache que esse dado não seja tão importante no caso de uma barraca para uma pessoa. Pelo menos para mim, tanto faz a entrada dela ser frontal ou lateral. Para uma tenda de duas ou mais pessoas a porta lateral (somente uma) pode trazer alguns inconvenientes para os ocupantes ao entrar e sair (mas essa característica só é encontrada em barracas nacionais mais antigas).
       

       

       
      ALTURA
       
      A altura da Fly Creek 1 Platinum é algo que ainda me incomoda pois em apenas um ponto a altura é de 97cm e é possível ficar sentado normalmente, sem se curvar. Em qualquer outro ponto do interior do quarto a altura é mais baixa, e na parte do fundo muito mais baixa.
       
      IMPERMEABILIZAÇÃO
       
      A impermeabilização da Fly Creek 1 Platinum, que é de 1200mm para o sobreteto e 1200mm para o piso, perde feio para modelos mais técnicos com a Vaude Lizard GUL 1P (3000mm/10000mm sobreteto/piso), a Terra Nova Laser Photon 1 (3000mm/5000mm) e mesmo a Marmot Eos 1P (1800mm/3000mm), porém não passa tanto vexame diante das outras barracas ultraleves, como a Mountain Hardwear SuperMegaUL 1 (1200mm/2000mm), a The North Face MICA FL 1 (1200mm/1500mm) e a MSR Carbon Reflex 1 Ultralight (1200mm/1200mm).
       
      Mesmo com os números baixos diante das concorrentes eu resolvi arriscar e testar esses indicadores na prática. Até agora ela resistiu bem a chuvas fortes e a chuvas de longa duração. Mas o teste continua e atualizações podem ser feitas nesse quesito da minha avaliação.
       
      Todas as costuras são seladas e o nylon do sobreteto, do piso e do quarto é do tipo ripstop, que não deixa um eventual furo ou rasgo se expandir. Mesmo muito fino, como disse no começo, o nylon é resistente e tomando os devidos cuidados não rasga facilmente.
       
      CONDENSAÇÃO
       
      A condensação na Fly Creek 1 Platinum se restringe ao sobreteto já que o quarto é quase todo telado. Nos dias em que ela condensou mais os colegas de acampamento afirmaram que suas barracas condensaram bastante também, ou seja, está dentro dos padrões.
       
      USO NO FRIO
       
      A Fly Creek 1 Platinum não é uma barraca apropriada para uso em condições de muito frio já que é bastante telada. Ela está classificada pelo fabricante como três estações.
       
      RESISTÊNCIA AO VENTO
       
      Pela experiência até agora, a Fly Creek 1 Platinum tem boa resistência ao vento das montanhas do Brasil (testei-a na região sudeste até agora), embora ela produza um incômodo ranger na vareta. Obviamente ela não foi projetada para os ventos patagônicos, que exigem pelo menos uma formatação semigeodésica, enquanto ela tem apenas uma vareta em Y.
       
      VARETAS
       
      A Fly Creek 1 Platinum tem apenas uma vareta em forma de Y, o que torna a montagem bem simples e rápida. Essa vareta única é da marca DAC, de alumínio extremamente leve. A tecnologia é Featherlite NFL, a mais avançada da empresa DAC.
       
      ESPEQUES
       
      A Fly Creek 1 Platinum vem com 11 espeques de alumínio superleves e bastante resistentes.
       

       
      OUTRAS CARACTERÍSTICAS
       
      A Fly Creek 1 Platinum possui material refletivo nos cordeletes e nas linguetas de fixação do sobreteto em cada canto, tornando-a bastante visível à luz da lanterna.
       

       
      O fabricante recomenda o uso do footprint apropriado ao modelo, o qual tem a função de proteger o piso de eventuais pedrinhas e gravetos pontudos, além de manter a parte inferior do piso mais limpa. Ele é comprado separadamente e custou US$41.
       
      CONCLUSÃO
       
      Em seis meses de uso, a Big Agnes Fly Creek 1 Platinum não me decepcionou nas diversas situações a que a expus. A umidade da chuva não a penetrou, a condensação é normal e a resistência a ventos moderados é boa, mesmo com uma só vareta. O peso mínimo e o tamanho reduzido dela dobrada são fatores fundamentais para mim. O tamanho do quarto para uma barraca de uma pessoa está muito bom, bem acima das concorrentes, mesmo assim demorei a me acostumar. O que me incomoda mesmo é a altura interna, que me faz roçar a cabeça na tela o tempo todo (tenho 1,70m).
       
      Para mais informações: www.bigagnes.com/Products/Detail/Tent/FlyCreek1Platinum
       
      Esse é meu primeiro review de equipamento aqui no fórum e espero que seja útil a quem procura ou pesquisa sobre barracas ultraleves. Não sou nenhum especialista na parte técnica dos equipamentos e o que aprendi foi lendo os comentários de quem entende do assunto aqui no Mochileiros, além de conversas com amigos. Mesmo com eventuais limitações, não quis deixar de passar essas informações aos colegas.
       
      Mais algumas fotos da Fly Creek 1 Platinum:
       

       

       

       

       

       

×