Ir para conteúdo

Perú e Bolívia - dicas e cuidados


Posts Recomendados

  • Membros

Iniciamos a viagem por La Paz, onde a primeira coisa a fazer é tomar chá de coca, para os efeitos da altitude. Ficamos no Hotel Torino, no centro, que é razoável, pagando US 25,00 o duplo. Não existe muito o que conhecer,só alguns museus pequenos. O interessante é a própria população nativa, com suas vestes típicas, que vende de tudo pela rua, até pão e comida pronta.

O único passeio é Tiwanaku, mas não valeu a pena, é muito longe, caro, e tem pouco a ver. Assim, um dia chega na city. CUIDADO com os falsos policiais, que pedem documentos e querem revistar as bolsas. Os verdadeiros estão fardados, e não atacam os turistas.

Dali fomos de bus a COPACABANA, onde se conhece o Titicaca e se faz o passeio de barco à Isla del Sol, muito interessante. Tem de subir trocentos degraus para atravessar a ilha, mas a vista é fantástica.

Ficamos uma noite, e fomos para PUNO, já no Perú, onde fomos de barco até as ilhas flutuantes dos UROS (muito legal). Seguimos viagem em bus-leito até Cuzco, chegando de madrugada. Há muita oferta de pousadas, tem de pesquisar muito, e nelas vão tentar enfiar todo tipo de pacotes. Não compre, procure nas agências, que os preços são diferenciados.

Tem-se que comprar uma cartela com ingressos para vários lugares, desde museus até um show folclórico (Centro Qosqo de Arte Nativo), por 70 soles (US 23), e o trem para Águas Calientes custa US 32,00, mais US 30 para entrar em Machu Pichu. Vale a pena ficar um dia nessa cidade, pois assim poderá curtir mais MP, senão ficará apenas umas duas horas, pois o trem chega às 11:OO e volta às 15:00.

De Cuzco, o principal passeio é o Vale Sagrado, custa em torno de US 10 por pessoa, mas se forem várias, podem contratar um taxi. Visitarão vários sitios históricos.

De Cuzco, íamos para Arequipa, a segunda maior cidade do Perú, onde tem o mais alto Canyon do mundo, com 3.400m., mas havia um protesto fechando a estrada, pelo que não fomos. No dirigimos então ao que seria a seguinte cidade - NAZCA - onde tem as famosas linhas, de origem ainda incerta. A viagem de bus durou 14 horas, atravessando os Andes (as curvas de SP-Santos são fichinha perto delas), muita gente botou os bofes de fora (levar Dramin ou Plasil).

Em NAZCA, exitem três passeios: Cemitério de Chauchilla, (onde estão as múmias ainda no local), Aquedutos (feito há 1.000 anos pelos Nazcas) e Mirador (onde se tem alguma vista das linhas), cada um em tour separado, de forma a se ter que gastar mais e ficar uns 2 dias na city. Pode-se fazer tudo num dia, se contratar um taxi, mas tem que ter cuidade, informar-se bem primeiro sobre a honestidade do mesmo.

Existe, também, um vôo de monomotor, sobre as linhas, onde se tem uma vista ampla das mesmas. Cobram desde US 60,00, mas consegui por US 40 por pessoa.

Dali, fomos para ICA, ondr ficamos no OASIS de HUACACHINA, um lago rodeado de dunas, com algumas pousadas. Depois, fomos a PISCO, onde fizemos um passeio de barco até as ISLAS BALLESTAS, refúgio de pingüins e lobos-marinhos, muito legal.

Por fim, nos dirigimos de bus a LIMA, pagando 12 soles (US 4), onde ficamos no Hostal Roma, próximo ao centro histórico. Este encontra-se todo restaurado, está muito bonito. Recomendo uma visita ao Museu da Inquisição, em frente ao Congresso Nacional.

Em Lima há muita coisa para comprar, desde roupas de lã de alpaca, camisetas e artesanato, mas é mais caro que em La Paz. Os taxis também são mais caros que no interior. Para comer existem boas opções, mas sempre à base do "'pollio com papas" (frango/batatas).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


  • Membros de Honra

Eu também gostei do Museu da Inquisição.

No Peru, depois de 15-20 dias de viagem você já fica saturado de ver ruína inca, múmia inca, trajes incas.

 

Esse Museu é uma boa opção para sair dessa rotina inca e aprender um pouco de sua história colonial.

 

Quanto a La Paz, vale a pena visitar o Museu da Coca e o Chacaltaya. E pra quem curte tem o MTB até Corocio e o trekking no Condoriri.

Quanto a Tiwanaku, eu particularmente curti demais. Meu interesse em visitar essas ruínas era enorme, pois havia visto um documentário deles na NG e o povo teve uma história muito interessante.

 

Quanto aos passeios no Titicaca, são sensacionais mesmo!!!

 

Achei La Paz a cidade mais doida e se voltar pra Bolivia, pretendo passar por lá mais uma vez.

 

 

Unirio, esse hotel Torino é um que fica na ladeira perto da praça do palácio do governo??

 

Abs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Eu talvez não tenha achado muito interessante as ruínas de Tiwanaku por não ter lido mais sobre sua história. Sei que é um povo anterior aos Incas, e que sua história é muito importante para os Bolivianos, mas foi uma pena que os espanhóis, durante a colonização, utilizaram as pedras das ruínas para construir uma igreja que existe próximas a elas, pelo que restaram poucas construções.

Quanto ao hotel, efetivamente fica próximo à praça. Para quem fica de frente para a catedral, fica na primeira rua à direita, descendo a ladeira.

No que refere a passeios, efetivamente pode haver alguns mais radicais, com trekking, mas como estava com minha esposa, nem busquei esse tipo de distração, OK?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Olá pessoal, meu primeiro comentário aqui no Mochileiros.

 

Quando fui a Bolívia fiquei no Hotel Torino, e recomendo - apesar do frio que passei nele...

 

O hotel fica descendo a catedral, na rua Socabaya. A entrada é meio discreta, uma porta pequena, mas dá pra notá-lo de longe de boa. Ele fica bem no centro, o lugar é muito bom.

 

O pessoal do hotel é simpático e ele sempre está cheio de galera, principalmente europeus, que estão conhecendo a Bolívia. Conheci gente do mundo inteiro ali no lobby, nos dias em que ficava de bobeira no hotel. Sem contar o preço, muito bom para um hotel no centro da cidade. Claro que ele não tem nenhum conforto (aquecimento, box nos banheiros), mas pra quem tá viajando de mochilão isso não faz diferença né.

 

La Paz é uma cidade fera, e os passeios também. Eu me amarrei no Tiwanaku, e subi no Chacaltaya também - só que a estação estava fechada porque tinha pouca neve na época que fui (junho deste ano). O Vale da Lua é legal, mas róla mais se vc for de taxi ou ônibus, pra poder fazer a trilha completa sem ter pressa (eu peguei uma excursão, e ficamos só 15 minutos por lá).

 

O principal problema de La Paz é que quase não tem vida noturna. Fui na porta de uma boate, e em cinco minutos vi altas brigas... Mal rolou de sair por lá.

 

O Lago Titicaca também é um passeio legal, fui e voltei no mesmo dia... Foi bem corrido, mas valeu demais a pena!

 

Tirei umas fotos de lá, depois coloco na net e passo o endereço.

 

Abraços

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Olá Taka,

 

Cara, eu fui na transição entre a baixa e a alta temporada. O hotel estava mais ou menos cheio, e foi de boa conseguir um bom quarto pra ficar.

 

Talvez seja bom fazer a reserva tipo um ou dois dias antes, só pra garantir, dependendo da época que vc for. E mesmo se lá estiver cheio, tem outros hotéis legais também... Uma opção pra galera é ficar num hotel na rua Sagárnaga, só de mochileiro também, mas esqueci o nome dele.

 

Abs,

Rafael

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...