Ir para conteúdo

Roteiro pela Califórnia - Agosto ou Setembro 2011


freitaspedro

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Pedro

 

Acho um pecado tirar Yosemite do roteiro, seguramente um dos lugares mais bonitos do mundo. Eu tiraria um dia de Vegas ou Los Angeles mas não tiraria Yosemite do roteiro.

 

Sobre hotéis em Vegas o Luxor é um pouco afastado da Strip e o Stratosphere também, além de ficar numa zona menos segura. Eu fiquei no Monte Carlo que fica muito bem localizado na strip (ficarei lá novamente agora em janeiro).

 

Cambria é uma pequena cidade que vc irá passar ao fazer o trajeto em San Francisco e Los Angeles pela HWY 1. Recomendo também uma passada em Solvang. Seguem algumas imagens destas duas localidades.

 

CAMBRIA

20101230150937.JPG

20101230151046.JPG

 

SOLVANG

20101230151123.JPG

20101230151149.JPG

 

No meu fotolog tem mais imagens dos lugares previstos em seu roteiro, se quiser dar uma olhada fique a vontade.

http://picasaweb.google.com/eniobeier/Ferias2010EstadosUnidos#

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 26
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Pedro desculpa pela demora. Final de ano corrido e início de ano correndo pra perder os quilos extras adquiridos na base da rabanada, farofa de natal, bobó de camarão, panetone entre outros.

 

Vou responder por partes:

 

"@marciopanoeiro: achei que daria mesmo pra pegar a passagem na TAM dessa forma, valeu por confirmar! Ainda estou definindo se a viagem vai sair em Agosto ou Setembro, e dependendo disso ligarei dia 1 de março (agosto) ou 1 de abril (setembro). É isso né?"

 

Não tá errado. Se você vai em 1 de agosto (Mês 08) vc deve ligar pra TAM no dia 01 de fevereiro (Mês 02), ou seja 6 meses antes.

 

"Estou estudando o passeio ao Grand Canyon, mas to achando que vai ser corrido demais o bate e volta. Tem fotos? O helicóptero desce lá ou só sobrevoa?"

 

Tem os dois passeios. Eu fiz o que sobrevoa só. mas vale a pena. E vc vai de limosine. Te pega e te deixa no hotel.

 

Sobre hotéis, tu falou do Luxor, algum outro mais indicado? Eu pesquisei preços muito camaradas do tipo U$ 45 a diária no Stratosphere. Pretendo ir no Cirque du Soleil 2 dias certos, ver o “O” e o “Ka”, e talvez ainda o “Mystere”...acho que os de música não devem ser tão chocantes como os espetáculos do Cirque mesmo (os musicais feitos por eles, Love dos Beatles, tem um do Michael Jackson também...ficarão pra próxima).

 

O Luxor eu gostei por causa do tema. Era minha lua de mel e minha esposa é ama o Egito e foi surpresa dela. Ele não fica no centro da Strip, mas não tive problemas. Ele fica entre o Mandalay Bay (o hotel do UFC) e o Excalibur. Tem um trem (trem é isso que temos no Brasil, lá vc sabe que é coisa de primeiro mundo, né?) O Stratosphere fica na ponta da Strip e realmente é meio longe de tudo.

 

Pretendo ir no Cirque du Soleil 2 dias certos, ver o “O” e o “Ka”, e talvez ainda o “Mystere”...acho que os de música não devem ser tão chocantes como os espetáculos do Cirque mesmo (os musicais feitos por eles, Love dos Beatles, tem um do Michael Jackson também...ficarão pra próxima).

 

Fui no "O". Realmente é fantástico. Gostaria de ter ido no "K", pois é sobre gravidade. Então deve ser fantástico.

 

Pegou hotel onde em San Francisco? Ainda não pesquisei hotel pra lá, mas pelo que já li, parece que o interessante é na Union Square. Aceitarei dicas depois que tu voltar, com certeza!

 

Em San Francisco eu tava na dúvida de hotel. Aí passei em diversas agências de turismo grandes aqui do Rio e peguei uma cotação de viagem para SF. PEguei o hotel deles e fui cotar na internet. Fechei no The Opal por R$ 522,00 por 4 noites quarto duplo.

 

As fotos tô com dificuldade de mandar. Assim que conseguir eu posto aqui.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Membros

Valeu pelas respostas pessoal!!! Tô deixando de lado a programação pra Califórnia pois consegui comprar a promoção de barbada por R$ 700 ida e volta pra Moscou seguindo a dica do melhoresdestinos.com.br...agora tenho que ver hotel e passeios em Moscou! Talvez vá pra São Petersburgo lá também. Assim que eu retomar a Califórnia posto aqui de novo!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Olá freitaspedro.

Olha só, tenho um roteiro de viagem para califórnia sensacional (não fala sobre Vegas, mas o resto é maravilhoso).

Pode confiar e se tiver todo esse tempo de viagem, sugiro fazer um por um ...

OBS. Roteiro feito por mim e uma amiga!

 

Califórnia

É o estado com a maior quantidade de lugares para se Visitar (San Diego, Santa Monica, Santa Barbara, Big Sur, Long Beach, Santa Cruz, Carmel, Santa Maria, Solvang, Montecito, Venice, Beverlly Hills, Los Angeles, Sacramento etc.) Claro que podemos fazer 2 a 3 locais no mesmo dia. Pela lista que estou passando abaixo o local mais distante fica a 150 km do centro de San Francisco.

 

San Francisco a San Diego

Tempo Sugerido: 7 dias | Total percorrido: 919 km

 

O convite para ficar em San Francisco pode parecer irrecusável, mas deixar a cidade com destino ao sul da Califórnia só lhe trará boas surpresas. Não bastasse o cenário exuberante, uma mistura perfeita de (surpreendentes) encostas e (belas) praias, a região costeira da Califórnia entre San Francisco e San Diego é cheia de história e cultura. A sugestão de roteiro é de 7 dias, mas você pode (e deve!) esticá-lo a cada parada. Vontade não vai faltar.

 

 

 

Dia 1

San Francisco/Baía de Monterey/Carmel 167 km *

 

Deixe para trás as ladeiras e os bondes de San Francisco e caia na Highway 1, a estrada que costeia a maior parte da Califórnia. A primeira parada, a 117 quilômetros de San Francisco, é em Santa Cruz, já dentro da Baía de Monterey. E Santa Cruz não poderia ser mais uma californiana mais típica: sede da University of Califórnia e auto-batizada como berço do surfe na costa oeste americana - há até um curioso museu do surfe -, a cidade tem um centro histórico com missão do século 18 e um bucólico parque de diversões no Beach Boardwalk. Você pode almoçar aqui, nos cafés da Pacific Avenue, ou seguir direto paraMonterey, onde os restaurantes mais descolados ficam na Fisherman´s Wharf, antiga zona portuária, e em Cannery Row Veja NotaCannery Row

Nascido na cidade de Salinas, o escritor John Steinbeck (1902-1968) mudou-se para Monterey nos anos 20. Chegou a trabalhar numa fábrica de sardinhas em lata em Cannery Row enquanto sua carreira não deslanchava. Depois, escreveria A Rua das Ilusões Perdidas sobre a região. Também falam de pessoas de Salinas e Monterey os clássicos Ratos e Homens e Vidas Amargas. No seu livro mais famoso, As Vinhas da Ira, a Califórnia aparece como sonho de uma família de Oklahoma. A partir de 1945, Steinbeck, depois de uma temporada como correspondente de guerra no norte da África, passou a viver em Nova York, onde morreu. Seu corpo foi sepultado em Salinas. .

Capital da Califórnia até 1848, Monterey tem charmosas construções históricas, é sede de um famoso festival de jazz (sempre em setembro) e abriga o maior aquário do país, o Monterey Bay Aquarium - se você viaja com crianças, não deixe de visitá-lo. Coladinha em Monterey está Carmel. Estacione e relaxe. Carmel é para ser explorada a pé, fuçando os antiquários, lojinhas e cafés nos arredores da Ocean Street. Com ares europeus, Carmel é ponto de parada de celebridades - a maior delas é Clint Eastwood, que foi prefeito nos anos 80 e hoje é dono do restaurante Mission Ranch, que abre apenas para o jantar. Se você não escolheu seu hotel, as sugestões são o Cypress Inn (da atriz Doris Day, tel: 624-3871), e o familiar Normandy Inn (tel: 624-3825)

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Dia 2

Big Sur 200 km *

 

A decisão de passar a manhã na deliciosa Carmel ou percorrer uma das estradas cênicas mais famosas da Califórnia é das mais difíceis. Mas, se você optar por pegar o carro e conhecer a 17-Mile Drive, não se arrependerá. Trata-se de um percurso de três horas repletas de campos de golfe, casas de bilionários, florestas, praias e encostas. Uma delícia, mas a grande panorâmica mesmo é a Big Sur, estrada que começa 40 quilômetros ao sul de Carmel. São 160 sinuosos quilômetros de praias, montanhas e penhascos capturados em várias cenas clássicas de cinema. Vá devagar, apreciando as curvas e os cenários prontinhos para fotografar.

Não há grandes cidades ao longo da Big Sur, apenas a natureza, selvagem em Point Lobos (cheio de barulhentos leões-marinhos), romântica no parque Julia Pfeiffer Burns Veja NotaCachoeira do Parque Julia Pfeifer

Uma das paisagens mais bonitas mais bonitas do Big Sur fica escondidinha no parque Julia Pfeiffer Burns. Um túnel acessível a pé leva até a cachoeira McWay Creek, que despenca de um rochedo de 30 metros direto nas águas esverdeadas do Pacífico. Fique atento à placa que indica o parque para não perder a atração. e sua famosa cachoeira, árida na Jade Cove e esotérica em Esalen, onde há um instituto new age. Uma boa parada para lanchar é Nepenthe, cidadezinha escondida cujo restaurante mais famoso leva seu nome e serve no terraço à beira-mar. A visita ao Hearst Castle Veja NotaHearst Castle

O milionário da mídia William Randolph Hearst (1863-1951) não economizou em luxo para construir seu castelo em San Simeon, entre os anos de 1922 e 1947. Sua obsessão pelo que havia de mais caro e requintado é retratada em forma de ficção no filme Cidadão Kane. Pelos 110 cômodos repletos de antiguidades, obras de arte, prataria e tapeçarias, Hearst e sua amante Marion Davies recebiam amigos como Walt Disney e Charles Chaplin. Saiba mais em www.hearstcastle.org, em San Simeon, é obrigatória. A casa (!) do milionário William Hearst tem 110 cômodos luxuriantes, como a Sala de Reuniões com uma imensa lareira francesa do século 16 e a Piscina Romana, com azulejos folheados a ouro. Descanse em San Luis Obispo, uma das cidades mais antigas da região e, atualmente, das mais modernas, graças aos universitários que aqui vivem e circulam pela Higuera Street. Às quintas-feiras, uma grande feira ao ar livre reúne a cidade. Para se hospedar, procure o agradável Garden Street Inn (tel: 545-9802), instalado numa casa vitoriana.

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

 

Dia 3

San Luis Obispo / Santa Maria / Santa Ynes Valley 105 km *

 

 

De manhã, aproveite para visitar a San Luis Obispo Mission de Tolosa, missão fundada em 1772. Ela ainda é usada como igreja e, ao seu lado, um museu apresenta arte indígena. Despeça-se da cidade e caia na Highway 1 novamente na direção sul para adentrar a região de Santa Barbara, célebre pelos vinhedos, pelas mansões de celebridades e pelas praias. A primeira parada é Santa Maria, 57 quilômetros ao sul de San Luis Obispo, cuja fama maior nos últimos tempos veio do julgamento de Michael Jackson. Esqueça o escândalo - embora o rancho do astro, conhecido como Neverland, fique próximo daqui e desperte curiosidade. Santa Maria é pequena, charmosa e auto-intitulada Capital Mundial do Churrasco. Na Broadway, principal avenida da cidade, o churrasco, assado não com carvão, mas com a lenha de um carvalho típico da região, é encontrado até em barracas de ambulantes. Santa Maria é um dos pontos de partida para as vinícolas do Santa Ynes Valley. O passeio, uma rota de 48 quilômetros bem sinalizados, pode ser curtido em dois dias, para você ter tempo de apreciar as paradas, a paisagem e as degustações. Por Santa Maria, você entra no vale através da estrada Foxen Canyon (endereço de vinícolas) e segue até Los Olivos, onde um agradável café serve almoço. Dica: alugue o filme Sideways - Entre umas e outras Veja NotaSideways - Entre Umas e Outras

No filme Sideways - Entre Umas e Outras (2004), dois amigos passeiam pelas vinícolas de Santa Barbara. Um deles é um tímido professor e enófilo, interpretado por Paul Giamatti; o outro, vivido por Thomas Haden, é um bon-vivant às vésperas de seu casamento. Os dois, e as companhias que surgem pelo caminho, degustam bons e maus vinhos e freqüentam restaurantes de Buellton, Los Olivos e Solvang ao longo do filme, enquanto descobrem mais sobre eles mesmos. antes de viajar para sentir o clima da região.

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Dia 4

Santa Maria / Solvang 56 km *

 

 

Solvang, no meio da rota dos vinhedos, não se parece com nenhuma vizinha na Califórnia. Fundada por imigrantes dinamarqueses em 1911, é uma cidade em estilo escandinavo, cheia de construções que parecem de brinquedo, enfeitadas com moinhos e bondinhos puxados por cavalos. Em Solvang há ótimas confeitarias, padarias e delicatessens. Ou seja, é aqui que você pode se abastecer de pães e queijos para continuar seu passeio no Vale de Santa Ynes, desta vez com direito a piquenique. Uma das vinícolas mais procuradas da região é a Sanford Winery (www.sanfordwinery.com), na cidade de Buellton, elogiada por seu pinot noir no filme Sideways. Os restaurantes da região são ótimos - em Solvang, há vários de comida dinamarquesa, com sobremesas ainda mais saborosas de agosto a outubro por causa da temporada da maçã. Em Buellton, a dica é o Hitching Post II, retratado no filme, que serve carnes e produz o próprio vinho. Por menos de US$ 80, você pode se hospedar no Royal Copenhagen Inn (tel: 688-5561), que lembra uma vila escandinava e tem piscina aquecida.

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

Dia 5

Solvang / Santa Barbara 57 km *

 

 

Ignore a ressaca com um belo café da manhã e parta para Santa Barbara pela Highway 101. A chegada pela costa já dá uma idéia do clima do lugar: são 8 quilômetros de palmeiras à beira-mar. A diferença entre a nórdica Solvang e a mediterrânea Santa Barbara é notável - pelo menos na arquitetura, pois as duas são irmãs no bom gosto e no apreço pela boa cozinha. Fundada em 1782, Santa Barbara foi destruída por um terremoto em 1925. A reconstrução da cidade obedeceu a um estilo arquitetônico (mediterrâneo), o que lhe dá uma singular unidade de paisagem. Na State Street, cafés, bistrôs, lojas descoladas e ateliês reúnem gente bonita e desencanada, típicas vitoriosas do sonho americano (ou californiano, no caso). É o lugar ideal para escolher um café, se sentar e curtir um final da tarde vendo o tempo passar. Se quiser esticar o passeio, veja a vizinha Montecito, ainda mais sofisticada que Santa Barbara e lar de celebridades como a apresentadora Oprah Winfrey e o casal de astros Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones.

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

Dia 6

Santa Barbara / Santa Monica 152 km *

 

 

Despeça-se da região dos vinhos para entrar no circuito das praias mais retratadas no cinema. O litoral próximo de Los Angeles é cheio de nomes conhecidos: Malibu, Venice Beach, Santa Monica e Long Beach estão aqui. Ao longo da Pacific Coast Highway (a Highway 1), via de entrada para a região, o clima de Santa Monica contagia. Entre a praia e a cidade, acima de um penhasco, está o parque costeiro de Palisades, com refrescantes palmeiras e uma excelente vista para o pôr-do-sol. O píer de Santa Monica, um longo calçadão em madeira, é vizinho de um parque de diversões com enorme roda gigante. Santa Monica é uma ótima parada para compras Veja NotaCompras em Santa Monica

O calçadão da Third Promenade Street, repleto de fontes de diferentes formas, tem uma sucessão de lojas de marcas famosas que abrange três quarteirões. É uma região comercial famosa entre turistas - os locais freqüentam as lojas da Main Street. Outra opção para compras é o shopping Santa Monica Place, projetado pelo arquiteto Frank Gehry em 1979, antes de seus famosos desenhos para os museus Guggenheim., mas, se a Califórnia que você procura não é a do consumo e sim a do sonho cantado por The Mamas & The Papas, vá para Venice. Boêmia, Venice Beach reúne patinadores, famílias e muitos tipos exóticos em seu calçadão à beira-mar - entre eles, dezenas de covers de músicos. A cidade é pitoresca desde seu nascimento: o milionário que a criou, há 100 anos, queria homenagear a Veneza italiana. Para isso, construiu uma grande rede de canais, que logo se desmanchou. Os que restaram estão ao longo da Dell Avenue, num cenário bucólico. As melhores opções de hospedagem estão em Santa Monica - entre elas, o Carmel (tel: 451-2469).

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

Dia 7

Santa Monica / San Diego 182 km *

 

 

No caminho para San Diego, é difícil não ficar boquiaberto com as mansões de Orange County, sobretudo nos arredores de Newport Beach. São os casarões que aparecem no seriado televisivo The O. C. Se você quiser parar por aqui, pode esticar até Anaheim, onde está a Disneyland californiana. Ou siga direto para San Diego, parada final deste roteiro. Foi aqui que nasceu a Califórnia, ou seja, foi em San Diego que a primeira das 21 missões jesuíticas foi estabelecida, em 1769. Na cidade respira-se história: em Old Town tudo lembra uma cidade do Velho Oeste, tempo em que a Califórnia ainda era mexicana. No Gaslamp QuarterVeja NotaGaslamp Quarter

As 16 quadras do Gaslamp Quarter viveram décadas de má-fama. No século 19, brigas entre bêbados, jogadores e prostitutas aconteciam toda noite nos arredores da Fifth Avenue. Nas casas de arquitetura mista, com influência européia e oriental, bordéis e cassinos funcionavam a todo vapor. A decadência veio no século 20 e somente nos anos 70 uma restauração devolveu a beleza do lugar. Hoje, o Gaslamp Quarter é um centro de ferveção noturna, com o charme da iluminação das lâmpadas a gás., zona de prostituição e jogo durante o século 19, a iluminação a gás dá o clima nostálgico para modernos bares, restaurantes e boates. Na praia de Coronado fica o hotel de mesmo nome (tel: 435-6611), onde foi filmada a maior parte do clássico Quanto Mais Quente Melhor, com Jack Lemmon e Marilyn Monroe. Um dia pode ser pouco para visitar San Diego, pois ninguém deve deixar de visitar o imenso San Diego Zoo Veja NotaSan Diego Zoo

Os programas de preservação do zoológico de San Diego são copiados mundialmente - o zôo foi um dos primeiros no mundo a manter os animais soltos, em recintos isolados por fossos que reproduzem o habitat natural das espécies, ao invés das claustrofóbicas jaulas. Enorme, o zoológico faz parte de uma estrutura ainda maior, o Balboa Park, área verde com outras opções de lazer, como os museus de Arte, do Espaço e do Homem e a estufa do Botanical Building. , um dos mais importantes do mundo. Com 4 mil animais, ele pode ser explorado num passeio de ônibus de 35 minutos ou por um bondinho aéreo, para ter uma visão geral primeiro e depois explorar a pé as centenas de santuários. Uma belíssima maneira de encerrar sua viagem.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Pedro,

 

fiz um roteiro muito parecido com o seu em maio de 2010. Cheguei em SF e voltei por Las Vegas.

Se me permite, faço duas sugestões:

1-) Passe no mínimo 1 dia e meio em Yosemite. Só um dia é pouco. Com um pouco mais de tempo, vc poderá ir na área central do parque, em Glacier Point e no mariposa groove. Aliás, se vc puder ficar nos hoteis da Hw41, vale a pena. Não deixe de ir no Sequoia National Park (e junto o Kings Canyon). Fica umas 3 horas da saída sul do Yosemite.

2-) Ao menos q vc efetivamente jogue poker ou blackjack, diminua o tempo de estadia em vegas. É bacana dar uma volta nos cassinos e conhecer do Grand Canyon. Não sei se vale ficar tanto tempo.

Abs,

Eduardo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

pessoal muito obrigado pelas dicas! todas valiosas, agora preciso de tempo pra compilar o que vou poder aproveitar de tudo isso...

 

acho que vou deixar os parques pra uma próxima ida! assim posso ir mais tranquilo nos que eu quiser, e apreciar a paisagem sem ter o tempo contado em cada lugar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...
  • Membros

Oi Freitas. Estou começando aqui no Mochileiros e tô achando ótimas dicas. A sua viagem é parecida com a que quero fazer e na mesma época, só que vou sozinha, por enquanto. Pretendo sair dia 26/08/11 e voltar dia 24/09/11, porém quero estender até NY, por isso pensei em chegar em La e depois ir para San Francisco e de lá pegar um voo para NY e de lá para o Brasil. Será que vale a pena? Já pensei em fazer o inverso também....hehehe Como pode ver, ainda estou organizando as idéias, e não quero demorar muito para me acertar. Valeu pelas dicas. Outra coisa, tenho conhecidos que foram ao Yosemite e acho que é imperdível mesmo, aquelas sequóias gigantes são o máximo!. Boa viagem para nós. Beijos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...