Ir para conteúdo
rodrigoschemes

Pico Focinho D'Anta - São Francisco Xavier/SP

Posts Recomendados

Feriadão de São Paulo sem emenda, em plena terça- feira, nós resolvemos fazer um bate-volta em São Francisco Xavier para subir o Pico Focinho D’Anta.

 

[align=center]20110129025019.JPG[/align]

 

O grupo formado foi Ronald, Cristiano, Bruno, Felipe e eu. Encontramo-nos às 7 da manhã no Graal da Ayrton e após breve café da manhã já estávamos entrando em São José dos Campos, passando pela bela e pacata cidade de Monteiro Lobato até chegarmos à entrada do Bairro dos Remédios, localização do pico e que fica um pouco antes da entrada da cidade de São Francisco Xavier.

 

A estrada do bairro até o Pico está em condições regulares, muita subida com cascalho onde fez meu carro patinar várias vezes. Após o cascalho, o mato quase toma conta da pista.

 

Chegando ao acesso ao pico, que fica numa propriedade privada, somos recepcionados pela Dona Ricardina e pelo seu marido, que nos informa que a taxa de visitação é R$10 por pessoa com direito ao estacionamento. Ela também nos informa que há possibilidade de camping e de aluguel de casa no local. Local este muito tranqüilo, bonito e bem cuidado.

 

[align=center]20110129025048.JPG[/align]

 

O início da trilha é saindo de sua propriedade, retornando a estrada e logo encontramos sinalização da trilha. O trecho inicial é exposto ao sol e subida leve entre samambaias. Após meia hora de caminhada já atingimos os pontos de água disponíveis no caminho. Depois deste trecho, temos sombra provocada pela altura da copa das árvores e a subida torna-se mais íngreme gradualmente.

 

Assim que começamos avistar a pedra, a subida torna-se mais pesada e em muitos trechos temos que nos agarrar em galhos e raízes para conseguirmos subir. Vamos ganhando altitude aos poucos, contornado a pedra para enfim atacar seu cume por trás, através de um estreito filo que nos leva diretamente a crista da montanha.

 

[align=center]20110129025118.JPG[/align]

 

Entretanto, para chegar ao cume do Focinho D’Anta e seus 1712m, temos que caminhar um pouco mais na crista e perder altitude através de uma descida de rocha por uma corda, que na verdade são vários cintos de segurança atados uns aos outros e que formam um “mini-rapel”. Detalhe que a “corda” é mais curta que a rocha, o que me obriga um salto forçado no último lance da pedra. O Bruno decidiu não descer e ficar curtindo o visual de lá mesmo, o que já estava de bom tamanho realmente. O restante do grupo continuou pela crista por mais uns 5 minutos até enfim chegar ao cume verdadeiro, onde assinamos o livro de cume e demos risadas com algumas mensagens lá escritas.

 

[align=center]20110129025155.JPG[/align]

 

O papo foi interrompido pelas nuvens cinzentas que tomavam o céu e imaginando que a descida seria difícil sem chuva, imagina com esses pés d’água que tem caído ultimamente. Prontamente voltamos à trilha, escalamos o trecho da “corda” e continuamos a caminhada. No trecho mais íngreme de descida, vários tombos e ralados, mas nada mais grave. Só paramos no trecho de água para matarmos a sede e beliscarmos alguma comida, pois já sonhávamos com a comida mineira que o Ronald falara que havia em São Francisco Xavier.

 

[align=center]20110129025222.JPG[/align]

 

Já passavam das duas da tarde quando enfim chegamos ao centrinho da cidade e fomos para o restaurante Recanto Mineiro. Excelente comida e preço bem em conta. Após o almoço fomos para a Cachoeira Pedro David. Próxima ao centro, a cachoeira possui várias quedas e bons poços para banho, porém em final de semana, por ser uma cachoeira pública e próxima, ela pode estar lotada como o próprio Ronald testemunhou.

 

O banho na cachoeira pelo menos serviu para deixar-nos tranqüilos e enfrentar os alagamentos na chegada de São Paulo e o trânsito de 10 km na Dutra e assim fechar com chave de ouro nosso curto passeio.

 

[align=center]20110129025243.JPG[/align]

 

Enfim, São Francisco Xavier mostra que tem muito mais a oferecer do que sua tradicional travessia para Monte Verde. Mostra que há boa comida, hospitalidade e muitas outras opções para cachoeiras e trilhas bem próximas a São Paulo.

 

 

 

Tracklog da trilha: http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=1435289

Mais Fotos: http://diarionamochila.multiply.com/photos/album/224/224

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×