Entrar na Argentina: documentos, restrições e requisitos

Desde 1º de novembro de 2021 viajantes já podem entrar na Argentina novamente. A segunda boa notícia é que somente com seu RG você consegue entrar no país. Mais uma? Brasileiro não precisa de visto para entrar na Argentina e neste post você fica sabendo quais os documentos para entrar na Argentina e quais são as restrições e requisitos por conta da pandemia.

Documentos e requisitos para entrar na Argentina

Você precisará apresentar os seguintes documentos para entrar na Argentina:

  • RG ou passaporte válido em boas condições de conservação com foto atual (caso o documento gere dúvidas, pode lhe ser solicitado outro tipo de identificação, também com foto), basta para seu ingresso no país.
    O Consulado-Geral do Brasil em Buenos Aires recomenda “especial atenção dos turistas que ingressam na Argentina com RG ao comprovante de ingresso fornecido pela “Dirección Nacional de Migraciones” no momento de sua admissão ao país. O comprovante deve ser guardado em local seguro pois deverá ser apresentado no momento da saída do país para comprovar a data de seu ingresso.” O consulado fica na Carlos Pellegrini 1363 5º piso – C1011AAA – Ciudad de Buenos Aires e por causa da pandemia só está atendendo com hora marcada.
  • Comprovante do esquema de vacinação contra Covid-19 completo (1 ou 2 doses, dependendo da vacina). A data da última/ou única dose deve ser de pelo menos 14 dias antes do embarque.
    Não se esqueça de validar o certificado através do aplicativo ‘Mi Argentina’ (aqui).
  • Teste PCR negativo para a Covid-19 feito pelo menos 72 horas antes do embarque.
  • Ter um Seguro Viagem Argentina com cobertura para Covid-19.

Você também deverá:

  • Preencher uma declaração jurada online (aqui) 48 horas antes da viagem.
  • Utilizar o app “Cuidar-Covid 19 Argentina” em sua versão para dispositivos móveis ou web pelo prazo mínimo de 14 dias. Clicando aqui você acessa os links para baixar o app para Android ou iOs. Se encontrar problemas com o app ou tiver sintomas relacionados à Covid-19, ligue para os telefones disponíveis neste link e peça orientações sobre o seu caso.

“Certificado Turismo” para circulação por algumas áreas do país

A Argentina criou uma espécie de “semáforo” de abertura das atividades turísticas e se você já tem ideia do seu roteiro pode consultar previamente como estão as condições nas províncias do país.
Você pode conferir o mapa aqui, onde também poderá consultar lugares que eventualmente possam solicitar o “Certificado Turismo” para circulação. Você pode levá-lo impresso ou baixá-lo em seu smartphone ou no app ‘Cuidar-Covid 19 Argentina’.

Qual seguro viagem preciso contratar para entrar na Argentina?

Você pode contratar qualquer plano de Seguro Viagem que tenha cobertura para COVID-19.

Nós fizemos uma cotação para uma viagem de 31 dias no mês de janeiro de 2022 e encontramos os 4 melhores planos de seguro viagem América do Sul com cobertura COVID-19 que preenchem todos os atuais requisitos e variam de R$ 17 até R$ 65 por dia de viagem

Plano mais barato: Affinity 35 LATAM COVID-19 SILVER5

Custo de R$ 21 por dia de viagem (ou R$ 17 aplicando Cupom de Desconto clicando aqui)

Este plano da Affinity Seguradora destinado para viajantes de 0 a 64 anos e oferece cobertura total de US$ 35.000 para Despesas Médicas Hospitalares; cobertura de US$ 5.000 para COVID-19 e US$ 1.200 para casos de extravio de bagagem. Apesar de ser mais barato também inclui cobertura em casos de acidentes envolvendo a prática de esporte amador.

Plano intermediário com ótimo custo-benefício: UA 40 MUNDO (exceto EUA) COVID-19

Custo em média R$ 37 por dia de viagem (ou R$ 31 aplicando Cupom de Desconto clicando aqui ) 

Este plano da seguradora Universal Assistance para viajantes de 0 a 70 anos, oferece cobertura de US$ 40.000 para Despesas Médicas Hospitalares e cobertura de US$ 10.000 para COVID-19. O plano também oferece US$ 1.300 para casos de extravio de bagagem e outras coberturas para diversas situações.

Plano intermediário com o melhor custo-benefício: AC 35 MUNDO COVID-19 (Exceto EUA)

Custo em média R$ 42 por dia de viagem (ou R$ 33,60 aplicando Cupom de Desconto clicando aqui )

Este plano da seguradora Assist Card para viajantes de 0 a 85 anos, oferece cobertura de US$ 35.000 para Despesas Médicas Hospitalares e cobertura de US$ 30.000 para COVID-19. O plano também oferece US$ 1.200 para casos de extravio de bagagem e outras coberturas para diversas situações.

Plano mais completo: UA 150 MUNDO (exceto EUA) COVID-19

Custo em média R$ 65 por dia de viagem (ou R$ 52 aplicando Cupom de Desconto clicando aqui ) 

Este plano da seguradora Universal Assistance para viajantes de 0 a 70 anos, oferece cobertura de US$ 150.000 para Despesas Médicas Hospitalares e cobertura de US$ 30.000 para COVID-19. O plano também oferece US$ 1.500 para casos de extravio de bagagem e outras coberturas para diversas situações.

Nota: Os preço citados acima correspondem a simulação de uma viagem de 31 dias no mês de janeiro de 2022 para uma pessoa. Esse valor pode variar para mais ou para menos dependendo da cotação do dólar e duração da viagem.

Vistos para estudo e trabalho na Argentina

Se você brasileiro(a) fará Turismo no país, não precisará de visto para entrar na Argentina. A permanência é de 90 dias, prorrogáveis por outros 90 dias.
Se você deseja ficar mais de 90 dias viajando pelo país deverá procurar a ‘Dirección Nacional de Migraciones’, das 8h às 14h ou um escritório ou delegação de migração no país. Os endereços, telefones e e-mails estão nesta página.

Lembre-se de solicitar a prorrogação dentro dos 60 dias anteriores ao vencimento da residência temporária e dos 10 dias anteriores ao vencimento da residência transitória.
Tenha consigo seus documentos e não se esqueça de, se for o caso, ampliar as datas de cobertura do seu Seguro Viagem para o período em que ficará a mais no país.
Lembrando que há uma taxa para a renovação de permanência no país. Os valores das taxas estão aqui.
OBS: Qualquer estrangeiro que entrar na Argentina como turista não pode realizar atividades remuneradas no país.

Vistos: estudo ou trabalho

Como você leu acima, como turista brasileiros não precisam de visto para entrar na Argentina, mas caso você vá viajar ao país para trabalhar ou estudar, precisará de visto e trâmites específicos. Os escritórios de migração poderão lhe dar as orientações necessárias para que você esteja em conformidade com as leis vigentes no país.
Você também pode saber mais sobre como estudar na Argentina aqui e trabalhar, aqui.

Documentos para uma viagem de carro à Argentina

Além dos documentos exigidos mencionados neste post, se você fará uma viagem de carro pela Argentina, ou em outro veículo particular como motorhome ou moto deverá carregar com você também:

  • Sua Carteira Nacional de Habilitação dentro da validade, emitida no Brasil.
  • O original do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Se o veículo não estiver no nome de quem vai dirigir, o proprietário precisa assinar uma autorização e registrá-la em cartório.
  • O Seguro Carta Verde. Este é um seguro automotivo obrigatório para rodar na Argentina, Uruguai, Paraguai e Bolívia (e também no Brasil, para estrangeiros). Este seguro garantirá indenização por danos pessoais ou materiais a terceiros não transportados no veículo. Vale frisar que ele não cobre danos ao próprio segurado ou ao seu veículo, é um seguro para terceiros.
    Segundo a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), que regulamenta e fiscaliza os seguros no Brasil, além de carros de passeio, o Seguro Carta Verde é obrigatório também para “motos, bicicletas motorizadas, reboques e moto homes matriculados e/ou registrados no Brasil, ao ingressarem, em viagem internacional, nos países membros do Mercosul.
    Você deve ter o Seguro Carta Verde para o automóvel particular ou alugado.
    Vale lembrar que ele não precisa ser da mesma empresa na qual você contratou um seguro para o seu veículo, inclusive nem todas seguradoras trabalham com o serviço e alguns viajantes optam por fazer este seguro até em cidades fronteiriças.
    Esteja sempre atento(a) a data de vigência do seguro. Se for o caso deixe alguns dias a mais, para qualquer imprevisto.

Aqui você encontra outras dicas e informações sobre uma viagem em veículo particular pela Argentina.

Nesta página você acompanha o estado das passagens fronteiriças entre a Argentina e os países vizinhos.

Reabertura das fronteiras argentinas

A reabertura das fronteiras vem sendo feita através dos corredores seguros aprovados pela autoridade sanitária nacional argentina. São os seguintes, para quem vem do Brasil:

Misiones: Ponte Tancredo Neves, Aeroporto Internacional Cataratas del Iguazú (Puerto Iguazú), e fronteira entre as cidades de Bernardo de Irigoyen, na Argentina, e Dionisio Cerqueira (SC).

Mendoza: Aeroporto Internacional Governador Francisco Gabrielli “El Plumerillo” (Cidade de Mendoza).

Buenos Aires: Aeroportos Internacionais de Ezeiza, Aeroparque e San Fernando, e terminais portuários de Buquebus e Colonia Express (via Uruguai). Aproveite e confira nosso post com dicas sobre o que fazer em Buenos Aires.

Terra do Fogo: Aeroporto Internacional Malvinas Argentinas de Ushuaia, e Porto de Ushuaia.

Córdoba: Aeroporto Internacional Ingeniero Aeronáutico Ambrosio Taravella (Cidade de Córdoba).

Entre Ríos: Ponte Internacional Represa Hidrelétrica de Salto Grande (entre Argentina e Uruguai)

Tucumán: Aeroporto Internacional Teniente Benjamín Matienzo (San Miguel de Tucumán).

O governo argentino também divulgou uma lista de voos saindo do Brasil (desde 01/11/2021):

Aerolíneas Argentinas
São Paulo-Buenos Aires – vôos diários (14 saídas semanais)
Río de Janeiro-Buenos Aires (3 saídas semanais em novembro e 4 em dezembro)

Air Canada
Toronto-São Paulo-Buenos Aires (5 saídas semanais a partir de dezembro)

Turkish Airlines
Istambul-São Paulo-Buenos Aires (3 saídas semanais)

LATAM
São Paulo-Buenos Aires (10 saídas semanais em novembro e 11 em dezembro)
São Paulo-Mendoza (3 saídas semanais)

Flybondi
São Paulo-Buenos Aires (2 saídas semanais a partir de dezembro)
Florianópolis-Buenos Aires (3 saídas semanais a partir de dezembro)

GOL
São Paulo-Buenos Aires (vôos diários a partir de dezembro)
Rio de Janeiro-Buenos Aires (diários a partir de dezembro)
Florianópolis-Buenos Aires (2 saídas semanais a partir de dezembro)

Mais informações sobre Turismo na Argentina podem ser conferidas aqui e aqui.

A foto que ilustra o post é de autoria do fotógrafo Andrea Leopardi / Unsplash

Deixe um comentário