Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''rafting''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Companhia para Viajar
  • Trilhas e Travessias
  • Equipamentos
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 2 registros

  1. Fim de semana estávamos livres e Decidimos na sexta ir pra brotas-sp no sabado fazer um bate volta e se achar um lugar pra dormir ficaríamos até domingo ou segunda feira chegamos umas 10 da manhã e conhecemos o parque dos saltos, um dos poucos lugares gratuitos de brotas a tarde decidimos ir pra cachoeira das 3 quedas a entrada e taxa de visitação era 70 reais, mas se fossemos fazer rappel pagaríamos apenas o valor do rapel que foi de 195 reais em 2 cachoeiras, uma de 20m e a outra de 47 metros de altura e na minha opinião valeu muito a pena a experiencia não encontramos pousadas disponíveis, a maioria custava 300 reais e nao encontramos pousada em sao pedro liguei no motel luha e tinha vaga decidimos dormir la por 100 reais e café da manhã, mas não Usufruímos do café da manha no dia o motel estava sem energia, mas não atrapalhou nossa viagem domingo cedo após tomar café fomos atras de uma agencia de rafting e custou 120,00 Por pessoa Tinha dois horários disponíveis das 10 e das 14h.. optamos pelo das 10 e o passeio durou cerca de 1h30m a tarde fomos pra cachoeira do martelo, onde almoçamos o uso da piscina custava 25 e a entrada da cachoeira era 25 uma cachoeira mais simples e rápida de ir recomendo irem fora de temporada, pois a cidade estava fervendo de gente!! um abraço @dr.renandanilomota
  2. Saudações! Esse relato é sobre uma cidade chamada Ibirama. Cidade pequena, cerca de 17500 habitantes, mas como é de praxe nas minhas viagens, esse é o tipo de lugar perfeito. Onde você pode explorar tudo que há na cidade. Eu tenho muito claro em mente que todas as cidades tem algo pra oferecer, algum lugar pra conhecer e aproveitar. O que me chama atenção é que na maioria das vezes os próprios moradores da cidade, não conhecem seu próprio chão (me incluo nisso também).. Bom, mas lá vai algumas coisas sobre Ibirama : é uma cidade de colonização alemã, aliás muitas pessoas falam alemão nas ruas, é até engraçado. Foi a primeira cidade de Santa Catarina que conheci, onde a arquitetura é bem estilo Enxaimel, bem lindinho. O que eu fiz lá? 1. Museu da cidade. 2. Tirolesa: nunca curti muito tirolesa, essas coisas construídas pelo homo sapiens me dão um pouco de angústia. Mas é clássico da cidade, e é a maior tirolesa urbana do Brasil. Urbana mesmo! Pq vc passa em cima da cidade. É bem legal! 2. Pedal no interior : fiz um pedal saindo da cidade, fazendo uma rota pelo interior até Presidente Getúlio. Estrada tranquila e paisagem de interior mesmo. Na volta dá pra ir pelo asfalto. Cerca de 35 k no total. 3. Morro pelado: essa subida vale a pena, passa por um lago e um túnel beem bucólicos (cuidado com os morcegos :s). O morro tem uma vegetação bem rasteira lá em cima. Não dá pra ver, mas ele é bem agudo, por isso a importância de seguir bem na trilha, alguns passos fora e cabuum, vai lá em baixo. Lá de cima você vê o Rio que atravessa a cidade. Maravilha!! 4. Rafting : pelo rio Itajaí Açu você pode descer as corredeiras, bem radical. Quando eu fui o rio estava no ponto! Nem tão alto que seja reto, nem tão baixo que mostre tanta pedra. Fiz com o pessoal do Ibirama Rafting. No local de saída eles passam várias instruções e faz umas didáticas pro pessoal entrar no clima (tem que conferir heeh). De lá eles levam de bus o pessoal até a entrada no rio (vários baldes de água nos acompanham no caminho, e todos tem que chegar vazios kkkkk). Chegamos no ponto de entrada no rio já molhados. É sensacional!!! 5. Rapel: foi meu primeiro rapel, uma cachoeira de uns 30 metros. Não muita água, mas o suficiente pra ser massa!!! Subi e desci até não aguentar mais. 6. Artesanato: fui perto do natal, tem uma casa de artesanato com coisas lindas, algumas feitas com palha de milho. Muito fofo. Bom. Tudo isso (exceto o rafting) quem me ajudou foi o Neco, guia extremamente profissional e prestativo. O Rapel fiz com ele também e me deu muitas instruções de segurança e tal. Acompanho ainda ele nas redes e vi que eles estão investindo bem forte nessa parte de ecoturismo e turismo de aventura na cidade. A região tem um potencial enooorme. Mais um lugarzinho de SC que vale conhecer!! Obs. Essa foi minha primeira viagem sozinha hehehe depois dessa, só vai. Tenho fome disso!
×
×
  • Criar Novo...