Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''rotadasemoções''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Companhia para Viajar
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 1 registro

  1. Olá mochileiros Estou na estrada há quase 5 meses viajando pelo litoral brasileiro, tenho muita coisa pra compartilhar, mas decidi por começar os relatos com o litoral do Piauí - que é maravilhoso - mais especificamente sobre Barra Grande, que é onde estou no momento. Eu nem fazia ideia da existência de praia no Piauí (vergonha, eu sei!), quanto mais de praias maravilhosas como Pedra do Sal, Coqueiro, Barrinha… um amigo de São Paulo me recomendou seguir a Rota das Emoções assim que caísse no Maranhão, daí pergunta daqui, pergunta de lá e o nome da Barra Grande sempre aparecia como um lugar IMPERDÍVEL. Cheguei no Piauí vinda dos Lençóis Maranhenses, de ônibus: de Barreirinhas a Tutóia de ônibus (sai por volta das 11h, não lembro o preço =/), depois de Tutóia a Parnaíba (sai de Tutóia por volta das 14h, 15h, compra na hora, $20). No centro de Parnaíba saem micro-ônibus e vans diariamente para o litoral: Luís Correia - praia do Atalaia, praia do Coqueiro; Cajueiro da Praia e Barra Grande. Barra Grande está situada no litoral do Piauí, mais especificamente no município de Cajueiro da Praia. É praia querida por kitesurfistas (por conta do vento abundante e da ótima estrutura para os praticantes) e aventureiros em busca de praias de beleza selvagem e sem muvuca, e parada mais que obrigatória para quem percorre a Rota das Emoções. Parnaíba é a cidade mais próxima - fica a 78 km - e tem conexões rodoviárias com várias cidades, além de um aeroporto com voos aos sábados! Fiquei em Parnaíba por 3 dias, lá conheci um piauiense que me recomendou conhecer a Praia do Coqueiro, em Luís Correia, a caminho de Barra Grande. A CAMINHO - Passei uma noite na Praia do Coqueiro e decidi ir pra Barra Grande no dia seguinte - tinha visto que tinha transporte para BG na parada dos micro-ônibus em Parnaíba (ele só circula de segunda a sábado), “a estrada é a mesma, não tem erro”, pensei. Porém era domingo, o único dia da semana que as vans não vão pra BG! Me lasquei - só que não, rs. Os piauienses são muito solícitos, e me ajudaram: na saída do Coqueiro peguei o micro-ônibus ($7) até Cajueiro da Praia; desci num posto e um moto-táxi me levou até BG por $10. Sucesso! PRA FICAR - Em Barra Grande caí no Raízes Eco Hostel - como passei um tempo viajando em lugares com pouco sinal de internet e tenho construído o meu roteiro de forma mais orgânica, conforme vão me sugerindo lugares, acabei não tendo muito tempo pra pesquisar. O Raízes veio pra mim numa busca rápida - hostel, Barra Grande - e foi amor à primeira olhada no IG. O hostel é todo baseado nos conceitos da permacultura, e foi bio-construído: paredes de hiperadobe, uso de composteiras, tratamento da água cinza, fossa ecológica, teto verde, captação de água da chuva. Além de ser eco, é lindo de morrer! Ou seja, caí no lugar certo, afinal ando buscando práticas mais sustentáveis não só em casa mas no decorrer da jornada. Ficar no Raízes é uma experiência educativa também pros hóspedes, tudo é sinalizado dentro do hostel, justamente para que essas ações possam ser reaplicadas nas nossas casas. O hostel é bem equipado, charmoso, bem localizado (pertinho da praia e do comércio) organizado e limpo, e serve um café da manhã delicioso - quem tá na estrada sabe o quanto um café fresquinho e um bolo caseiro deixam a caminhada mais gostosa! De noite funciona o Raízes Bar, aberto ao público de fora do hostel, com cardápio de comidas rápidas feitas artesanalmente - pizza artesanal assada no forno à lenha! -, cerveja, caipirinhas. A diária no quarto coletivo sai por R$ 60, com café-da-manhã incluso e promoção de double caipirinha na chegada! Pra quem viaja de casal ou em família (o hostel recebe muito bem famílias com criança!) tem quartos privativos com vista privilegiada, deu vontade de ficar uma noite só pra sentir a vibe, rs. SOBRE BARRA GRANDE - Barra Grande é LINDA. O mar do Piauí é de uma cor turquesa muito brilhante, pra mim que venho acompanhando o mar desde o litoral do Pará é muito louco observar a mudança de tom, temperatura, fluxo… A praia é meio de tombo, tem dias que a maré tá suave pra entrar e boiar, tem dias que ela tá mais movimentada. Caminhando sentido Barrinha - à direita - depois do cemitério tem um rio que encontra o mar e forma uma lagoa. Caminhando sentido Macapá - à esquerda - ficam as barracas de praia, o complexo BGK, os kitesurfistas, enfim, o agito da praia. Caminhando até depois da última barraca, bem pra frente, é possível conhecer o mangue - vale pelo pôr-do-sol, que é maravilhoso. Aliás, na Barra Grande o céu fica rosa ao entardecer… um espetáculo à parte. A praia é bem limpa e o mar é super próprio pra banho. Nos finais-de-semana a praia fica bem lotada, a quantidade de lixo nas barracas aumenta, mas felizmente o pessoal que comanda o comércio agiliza a limpeza - uma pena ver que quem frequenta a praia polui e vai embora, deixando a sujeira pra população local. Barra Grande é destino querido dos kitesurfistas por causa do vento (venta muito, a galera do kite pira!). Mas quem não é praticante consegue curtir - e muito - a praia e as outras belezas. Tem passeios ecológicos, eu ainda não me engajei em nenhum, mas sei que dá pra sair pra ver os cavalos-marinho e o peixe-boi. A vila é um charme: ruas de pedra e de piçarra, casas floridas, praça com igreja, pessoas conversando nas soleiras da porta, jumentos e porquinhos nas ruas. Pra quem curte vila de praia mais tranquila Barra Grande é um deleite, sem aqueles empreendimentos hoteleiros gigantescos que descaracterizam o lugar e escondem a população local, transformando a praia num pico elitizado e somente para turistas endinheirados e pouco interessados na comunidade e na natureza. Faz-se tudo a pé, e próximo do hostel e das pousadas tem mercado, adega, frutaria, peixaria, cafés, padaria, farmácia… só não tem banco! Mas a maior parte dos locais aceitam cartão, então dá pra se virar bem. PRA COMER - acabo cozinhando e dividindo rango, até porque a cozinha do Raízes é toda equipada e dá pra ficar bem à vontade. Mas tem opções boas de prato feito na barraca da Croa (fica na praia, próximo ao Kite Lounge), e comidinhas. Recomendo muito o Cocinharte, que vende empanadas argentinas e faz promoções durante a semana. Para comprar, recomendo a frutaria da Clarinha e as peixarias locais - sempre tento me informar com a galera os melhores lugares para comprar comida e aproveitar as safras. No Piauí o caju é abundante, a banana é deliciosa, dá pra inventar e ser feliz, além de participar de forma positiva da economia local. PRA CHEGAR SEM PERRENGUES E SURPRESAS - Pra quem vai de ônibus: vindo de Teresina, tem carro saindo diariamente da rodoviária às 23h30 pela Expresso Guanabara (valor aprox. $90). Se você você estiver vindo do Maranhão ou do Ceará, o melhor é descer em Parnaíba, e de lá vir com o microônibus da Damasceno ($15, agência Fontenele, fica no centro da cidade, rua São Sebastião), com saídas de segunda à sexta às 10h30, 14h, 16h, e sábado às 14h (aos domingos não tem transporte direto pra BG!). Dá pra vir de transfer também, sai em média $100 - a empresa Rota Combo faz todos os trajetos da Rota das Emoções. NAS REDONDEZAS - vale muito à pena conhecer a praia de Macapá, a praia do Coqueiro e as outras de Luis Correia. Se você estiver por conta, dá pra descolar caronas pra lá se não, tem sempre a opção do ônibus que está voltando de Barra Grande pra Parnaíba. Espero ter contribuído! O litoral do Piauí é lindíssimo e ainda pouco explorado.
×
×
  • Criar Novo...