Ir para conteúdo

Brasileiros são os mais rejeitados pela imigração britânica


Silnei

Posts Recomendados

  • Admin

Brasileiros são os mais 'rejeitados' pela imigração britânica

 

 

Dados do governo inglês mostram que cerca de 15% dos 'recusados' são do Brasil. De 2004 a 2006, 15.360 brasileiros foram 'rejeitados' pelo processo de imigração.

 

 

Para cada grupo de cem brasileiros que chega ao Reino Unido em busca de lazer, educação, trabalho ou qualquer outro objetivo, três têm recusada a entrada no país e são enviados de volta ao Brasil sem que seja necessária qualquer explicação.

 

Mesmo sem ter nenhum conflito diplomático ou oferecer ameaça de terrorismo, o Brasil é o país que mais tem "passageiros com entrada recusada e subseqüentemente removidos” do Reino Unido. De 2004 a 2006, foram 15.360 pessoas rejeitadas pelo processo de imigração britânico, o equivalente a 15,6% de todas as remoções realizadas pelo país no período.

 

A estatística pode ser calculada a partir de dados oficiais do governo britânico sobre imigração, disponíveis na página do Home Office na internet, apontando a nacionalidade de todos os imigrantes que chegam ao país, exceto os advindos da União Européia.

 

 

Dados da Polícia Federal do Brasil relativos ao ano passado apontam a Espanha como o país que mais deportou brasileiros, seguido dos Estados Unidos, e o vem Reino Unido apenas em terceiro lugar. A deportação se diferencia da "remoção" porque acontece quando o estrangeiro passa a ser considerado nocivo à ordem pública nacional, e é retirado do país, não podendo retornar.

 

 

 

Visto

No mesmo período apontado, o número de brasileiros que viajou ao Reino Unido se aproximou de 500 mil, chegando a ter 182 mil pessoas admitidas somente em 2006 – último dado disponível. Dessas que chegaram em 2006, 9.450 eram estudantes, o equivalente a 5%, 18 mil viajaram a trabalho e mais de 90 mil, metade dos brasileiros admitidos, foram registrados como “visitantes ordinários”.

 

Esta categoria inclui as pessoas que têm visto de turista, que pode ser deferido ou negado diretamente nos aeroportos e outras entradas internacionais. Sem precisar de um visto prévio para chegar ao país, os brasileiros passam pela seleção depois de viajarem, o que pode justificar o alto índice de "rejeição" em relação a outros países de relação diplomática mais complicada, que podem fazer o Reino Unido exigir visto prévio.

 

Os dados da imigração não especificam o que levou à "rejeição" dos 4.985 brasileiros recusados apenas em 2006. O número de rejeições deste ano é quase metade de todas as relativas a cidadãos de países das Américas. A Argentina, por exemplo, teve apenas 135 cidadãos com entrada recusada, só 0,2% das mais de 49 mil pessoas do país que viajaram ao Reino Unido.

 

 

 

 

Imigrantes

O Brasil teve mais que o dobro de cidadãos recusados de que o país que teve o segundo maior número absoluto no mesmo ano, o Paquistão. “Apenas” 2.035 paquistaneses foram “removidos”. Além de ser menos da metade do número de brasileiros rejeitados em 2006, a quantidade de deportações é equivalente a apenas 0,7% dos paquistaneses que viajaram ao país.

 

Até mesmo pessoas de países do Oriente Médio, que costumam sofrer preconceito por sua religião e cultura, têm mais facilidade para entrar no Reino Unido do que brasileiros. O Irã, por exemplo, teve 1.070 entradas recusadas em 2006, o equivalente a 1,7% dos mais de 60 mil iranianos que viajaram ao país. Israel, que teve um número de viajantes de cerca de 170 mil, próximo aos 182 mil do Brasil, teve apenas 430 cidadãos "rejeitados".

 

Os Estados Unidos foram o país que mais teve pessoas chegando ao Reino Unido em 2006. Mais de 4,1 milhões de norte-americanos viajaram ao país, sendo 711 mil a trabalho. O número absoluto de norte-americanos que tiveram entrada recusada é relativamente alto, 1.905 em todo o ano. Proporcionalmente, as "rejeições" não chegam a 0,05% dos viajantes do país.

Link para o comentário
  • Membros de Honra

o princípio da reciprocidade é regra no direito internacional. se um país pede visto, o outro pede em sentido contrário, e por aí vai. a questão é a seguinte: os brasileiros preenchem os pré-requisitos mínimos para serem admitidos neste ou naquele país? qual o hsitórico das relações de imigração?

no caso espanhol, histopricamente nós recebemos muito mais espanhóis do que eles receberam brasileiros. mas nosso histórico de maus-tratos aos imigrantes espanhóis tb é maior, muito maior. no pricípio do século XX, praticamente todo espanhol era fichado....

 

mas tem a continuação dessa notícia que o silnei colocou. colo aí embaixo:

 

Britânicos avaliam seleção prévia no Brasil

Sistema permite que agentes de imigração do Reino Unido rejeitem embarque de suspeitos já em aeroportos brasileiros

 

Brasil rechaça a idéia da pré-seleção dos viajantes, afirmando que se trataria de ingerência britânica em assuntos brasileiros

 

DE LONDRES

 

O governo britânico pressiona as autoridades diplomáticas do Brasil, segundo apurou a Folha, a permitir a ação de funcionários do seu país ainda em solo brasileiro, selecionando nos aeroportos quem pode e quem não pode embarcar para o Reino Unido. São os chamados ALOs (Airline Liaison Officers), que já atuam para o serviço de imigração britânico em mais de 30 países.

"Sondagens", diz um diplomata brasileiro, foram feitas em Brasília e diretamente nas representações diplomáticas do Brasil no Reino Unido.

O Brasil rechaça a idéia da pré-seleção dos viajantes, afirmando que se trataria de ingerência britânica em assuntos que devem ser de competência das autoridades brasileiras.

Os britânicos, em uma forma de retaliação, caso o Brasil não permita a atuação dos ALOs, ameaçam então com a possibilidade de virem a exigir visto de turista para os brasileiros.

Por sua vez, o Itamaraty responde com sua política de reciprocidade -ou seja, o Brasil se sentiria à vontade para aplicar, nesse caso, a mesma exigência de visto para os britânicos.

Segundo esse diplomata, as autoridades locais têm um argumento "forte" no caso do grande número de brasileiros sendo parados em aeroportos e mandados de volta ao país: a enorme comunidade ilegal brasileira no Reino Unido.

Essa comunidade cresceu porque muitos brasileiros chegam ao país com vistos de estudante ou alegando razões de turismo para depois aqui permanecerem sem autorização.

Além disso, se tanta gente consegue passar pela imigração, os britânicos podem argumentar que não estão sendo, de fato, demasiadamente severos.

A preocupação com ilegais se mostra no tipo de questionamento feito a brasileiros ao aportarem em Londres ou em outra grande cidade inglesa.

Os funcionários da imigração pedem informações sobre a condição financeira do viajante. Um exemplo: Daniel Peixoto, 23, que é vocalista da banda Montage e vinha em novembro passado para uma série de apresentações de divulgação em Londres, foi imediatamente questionado sobre o volume de recursos que carregava. Ele afirma que sua carteira foi aberta e seu dinheiro, contado.

Após ser detido, questionaram sobre o trabalho e a condição financeira de seus pais. "Falaram que a minha mãe era pobre porque era funcionária pública no Brasil, que eles sabiam que funcionários públicos não ganham bem no Brasil."

Peixoto afirma que chegaram a lhe perguntar, durante o interrogatório, se o verdadeiro motivo da sua visita não era a intenção de se prostituir na capital da Inglaterra.

"Perguntaram muitas vezes a respeito de prostituição, se eu tinha ido lá para fazer isso. Eles foram direto a esse ponto. Eu achei, no início, que eles estivessem me confundindo com alguém", lembra o músico.

(RAFAEL CARIELLO)

Link para o comentário
  • Membros de Honra

e olha o que dizem os do lado de lá:

 

 

 

OUTRO LADO

 

REGRAS PARA DEPORTAÇÃO SÃO PÚBLICAS, AFIRMA HOME OFFICE

Procurado pela Folha para comentar o número de brasileiros enviados de volta, o Home Office, por meio de sua assessoria, disse que seus critérios não têm a intenção de discriminar nenhuma pessoa pela sua nacionalidade. Segundo a assessoria, as recusas são decididas por critérios públicos. As regras estão na página da Agência de Imigração e Fronteira na internet, incluindo desde falha na documentação e razões médicas até decisões do funcionário de imigração pelo "bem comum".

Link para o comentário
  • Membros de Honra

Com o histórico dos brasileiros ilegais vcs acham que pode ser diferente ? Pra mim o melhor seria instituir a necessidade de visto, assim o cara nem tenta ir pra lá e economiza a grana da passagem.

 

Acho que do nosso lado a solução é bastante simples, basta não ir, tem tanto lugar nesse mundo pra se visitar, estudar e trabalhar... mas eu acho que o nosso governo não deveria tratar mal os turistas ingleses, afinal eles vem pra cá com libras na carteira e a gente tá precisando desenvolver o nosso turismo.

Link para o comentário

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...