Ir para conteúdo

Surge a Azul Linhas Aéreas


Michael Darolt

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Azul Linhas Aéreas é o nome da nova companhia do empresário americano David Neeleman no Brasil, escolhido através de votação pela internet. O nome remete à empresa JetBlue, que foi fundada pelo empresário nos Estados Unidos e que chacoalhou o mercado americano no início da década por oferecer passagens de baixo custo com um serviço diferenciado, como televisão a bordo.

 

 

Entretanto, Azul não foi o nome mais votado pelos quase 110 mil internautas cadastrados. Pelo júri popular, a nova companhia se chamaria Brasil. O nome Brasil, com todas as suas variações - AirBrasil, Aero Brasil, Brasil Linhas Aéreas, BrasilAir etc. - foi de longe o mais votado. “Todas as variações com Brasil já estavam registradas. AirBrasil, por exemplo, é uma empresa de cargas em operação”, explica o diretor de marketing da Azul, Gianfranco Beting.

 

Azul ficou em uma lista de dez nomes “possíveis” escolhidos pela empresa dentre as centenas de nomes sugeridos. Concorreu com Samba, Abraço, Alegria, Brasileira, Céu, Mais, Nossa, Pátria e Viva numa segunda etapa de votações, da qual participaram 27 mil pessoas. Samba era o nome preferido por parte da equipe envolvida na nova empresa e disputou com Azul até o último minuto.

 

Por conta disso, a empresa resolveu premiar com passagem não apenas os primeiros mil internautas que escolheram o nome Azul, como previsto no regulamento do concurso, mas também os primeiros a votar em Samba. As primeiras mil pessoas que escolheram Azul e as primeiras mil que escolheram Samba ganharão uma passagem de ida e volta, com direito a acompanhante. A primeira pessoa que votou no nome Azul e a primeira que votou em Samba ganharão passes vitalícios, com direito a acompanhante.

 

A Azul Linhas Aéreas nasce com um aporte de US$ 150 milhões e será a primeira companhia a voar com os jatos regionais da Embraer no País. Foram encomendados 76 jatos E-195 e a previsão é de que, em cinco anos, a partir do início das operações, todos estejam voando.

 

A empresa hoje trabalha com uma estrutura muito pequena, com a contratação de apenas uma dezena de pessoas. Da diretoria-executiva, apenas o vice-presidente de Operações, Miguel Dau, e Gianfranco Beting foram contratados. David Neeleman, que hoje está na presidência-executiva e no Conselho de Administração, deverá ficar apenas com o segundo cargo. O futuro presidente ainda não foi definido.

 

Fonte: Jornal do Turismo

Link para o comentário
  • Membros
Ai gente, mas vamos combinar que azul é um nome bem ridículo.

 

Esses nomes todos eram cretinos. Samba, brasil, azul... Ah, me poupe.

 

 

Olha prefiro azul que samba ou os outros...realmente estava complicado.... Maso Azul combina tambem com o nome da empresa dele nos EUA........

 

Concordo!

É, né... Jet Blue = Azul. Será que é só coincidência? :roll:

 

Imagina se fosse samba... O slogan: "voar com a gente vai dar samba"

ahauauhauhauha

ridículo.

Link para o comentário
  • Membros de Honra
Ai gente, mas vamos combinar que azul é um nome bem ridículo.

 

Esses nomes todos eram cretinos. Samba, brasil, azul... Ah, me poupe.

 

 

vai ver quiseram fazer analogia a um certo remedinho azul... potencializando efeitos positivos ao usuario na concorrencia entre cias aereas..

Link para o comentário

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...