Ir para conteúdo

Istambul


Oswaldo Bak

Posts Recomendados

  • Membros

Istambul é uma festa!

 

nosso blog:

www.212dias.blogspot.com



Istambul é uma metrópole que ferve. O comércio é intenso, o trânsito pesado - mais que o de São Paulo - e as ruas estão sempre cheias, dia e noite. É uma cidade europeia, mas está muito longe da organização da Europa tradicional. A cultura islâmica está presente em todas as esquinas, é impossível ignorá-la. Cinco vezes por dia, os milhares de minaretes que compõem a cidade, convocam os muçulmanos e, em forma de canto, lembram que é hora de rezar. Mais de noventa por cento dos turcos são muçulmanos e isso é visível. Não só pelas mesquitas, mas pelos rituais e costumes. As mulheres com véus, todas cobertas, com roupas pesadas parecem nem sentir o sol e o calor, de quase quarenta graus. As mais ortodoxas usam burca, ou a niqab, cobrem o rosto e até as mãos e só podem enxergar o mundo por meio de uma pequena fresta.



Istambul é uma cidade de 15 milhões de habitantes com saída para o Mar Negro e o Mar de Marmara e é cortada pelo Bósforo, que liga os dois mares. O canal também divide a cidade entre oriente e ocidente, o que dá a Istambul uma característica única. Foi a capital de três grandes impérios: Romano, Bizantino e Otomano, o último antes da independência promovida em 1923, por Atatürk, primeiro presidente do país - quase tudo na cidade leva o nome dele. A herança dos três impérios são os palácios, monumentos e mesquitas ativas até hoje. A cidade é geograficamente privilegiada justamente por ser a ponte entre a cultura ocidental e oriental. É uma mistura cultural muito rica e interessante.

 

Nós nos hospedamos no bairro mais turístico e central de Istambul, o Sultanahmet, bem próximo das principais atrações da cidade: O palácio Topkapi, a Basílica Cisterna, o Grand Bazaar, o Spice Bazaar, a Blue Mosque e o Aya Sofia. Nós fizemos tudo isso a pé. Andar pela cidade não é muito fácil porque as calçadas são estreitas, mas fizemos o turismo numa boa.

 

CRUZEIRO NO BÓSFORO

No primeiro dia estávamos super ansiosos para conhecer tudo o que a cidade oferece, e para desvendar aquela cultura tão distante da nossa. Para termos uma visão geográfica mais ampla, resolvemos fazer o passeio de barco pelo Bósforo, que toma grande parte do dia. Os barcos partem diariamente do porto de Eminönü. Existem duas boas opções de tour: uma de duas horas e outra de seis. Optamos pela de seis horas, que custou 25 TL, cerca de R$ 25,00. Nesse passeio mais longo, o barco para diversas vezes e passa por toda a extensão do canal, que é cheio de suntuosos palácios de veraneio dos antigos sultões e de mansões bem atuais, de milionários que estacionam suas lanchas no píer privado. O passeio é muito bonito e vale a pena, ainda mais se o dia estiver ensolarado. Nós demos sorte e até vimos um show de golfinhos que acompanhavam o barco. Foi lindo!



Desembarcamos na última parada, numa região mais afastada de Istambul, onde ficam as ruínas do castelo medieval Anadolu Kavagi, de 1414. Para subir o morro a pé é preciso estar com bom preparo físico, mas vale o esforço. De lá, a vista panorâmica do Bósforo é lindíssima.

 

Ficamos duas horas e meia na região do castelo que é cheia de restaurantes montados para turistas, onde os garçons tentam te puxar para dentro pelo colarinho. Na volta passamos por uma pequena praia, que também é parada do barco, mas não descemos e nos arrependemos por isso. O calor estava de rachar!

 

GRAND BAZAAAR

O maior bazar da Turquia fica em Istambul. É um dos mercados mais antigos do mundo e tem quatro mil lojas. No nosso segundo dia, acordamos cedo e fomos direto pra lá. Se você gosta de negociar e barganhar, este é o seu lugar. O que não pega bem é pechinchar e não levar o produto. Joias, lenços, lustres, bijouterias, roupas, tapetes e souvenirs – artigos como o olho grego, camisetas e ímãs – são o forte do mercado. Não se preocupe se você se perder no Grand Bazaar. As ruas principais são as mais manjadas, com as lojas mais caras, por isso o legal é se perder pelas ruelas e caminhar sem rumo. Prepare-se para um festival de abordagem e de perguntas como “ where are you from” a preferida dos comerciantes turcos, é quase impossível passar batido por ela sem responder algo. Nunca compre sem negociar porque eles sempre irão baixar o preço, em alguns casos em 50%! Se a sua viagem for rápida e você puder gastar e carregar os produtos, é o melhor lugar para fazer compras na Turquia. Dica: chegue cedo ao Grand Bazaar porque, de acordo com a tradição, os comerciantes nunca dispensam a primeira negociação do dia, ou seja, se você barganhar provavelmente levará o produto pelo menor preço.

 

SPICE BAZAAR

O Spice Bazaar fica ao lado do Grand Bazaar, no centro da cidade, e como o nome sugere é o mercado dos temperos, doces e especiarias turcas. Claro que tem uma lojinha ou outra de joias e bijouterias, mas são minoria. É uma explosão de cheiros e sabores, um lugar sempre muito lotado e colorido. Os turcos são exímios comerciantes, por isso, não deixe de negociar lá também, faz parte do jogo. Nós fomos várias vezes ao Spice Bazzaar e provamos vários tipos de doces turcos, à base de pistache e mel, uma delícia!

 

AYA SOFIA

A construção do Aya Sofia, pelo Imperador Romano Justiniano, terminou em 537 DC, quando era uma igreja cristã. Após o domínio árabe em 1453, ela virou uma mesquita e hoje funciona como museu. É uma construção suntuosa, com traços das duas religiões. Tem artigos de mais de dois mil anos de existência e afrescos lindíssimos. Por dentro é muito mais bonita que por fora, é surpreendente. O mix de igreja e mesquita mostra como a Turquia era e é uma encruzilhada do mundo.

 

BASÍLICA CISTERNA

A cisterna é sustentada por 336 pilares de mármore...

Em frente ao Aya Sofia, existe uma caixa d’água romana, que também foi construída pelo Imperador Justiniano em 532 DC. A cisterna subterrânea tem centenas de pilares e capacidade para 80 mil metros cúbicos de água e servia para as épocas de seca na cidade. Hoje ela está vazia e é possível caminhar entre os pilares que têm diferentes designs da era romana. É um dos lugares que mais nos surpreenderam em Istambul.

 

TOPKAPI

Este é um dos pontos turísticos mais cheios e disputados de Istambul, portanto chegue o mais cedo possível para evitar multidões. O Palácio Real dos Sultões foi habitado por cinco séculos, até o fim do século XIX. Existem dois tipos de turistas que lotam o lugar. Os que buscam ver o Harem e o maior diamante do mundo, o Topkapi, que é maravilhoso e exageradamente brilhante.

 

O mais mlauco é que a pedra de valor inestimável foi vendida para um comerciante por um mendigo, em troca de um prato de comida! Vá para ver o diamante gigante, mas não ignore a coleção do tesouro que apresenta peças extremamente preciosas.

 

Há também os turistas muçulmanos que se amontoam numa sala para ver pertences, manuscritos e fios da barba do profeta Maomé, fundador do islamismo. Na mesma sala, onde existem esses tesouros, encontram-se o cajado e o turbante de Moisés, patriarca do judaísmo e considerado um profeta pelos muçulmanos.

 

Não deixe de conhecer o Harem, outro ponto alto do palácio! Para conhecer o local onde morava a família real e as centenas de concubinas (mulheres não oficiais escolhidas pelo sultão), é preciso pagar 15 TL a mais, cerca de R$15,00. Os aposentos reais estão em boa conservação, porém têm pouca mobília. O melhor do lugar são os azulejos com diferentes designs e cores e a arquitetura das salas e pátios. O ingresso para o Topkapi custa 25 TL, cerca de R$ 25,00. Reserve boas horas para o palácio, nós passamos quase um dia inteiro lá dentro.

 

BLUE MOSQUE E NEW MOSQUE

A Blue Mosque é um templo monumental, construído entre 1606 e 1616. Tem seis minaretes e dezenas de domos, que por dentro são incrivelmente decorados. A luz que vem de fora reflete nos azulejos azuis com motivos florais e cria um efeito muito bonito. Como toda a mesquita, as mulheres têm que cobrir a cabeça e estar com as pernas escondidas. O melhor é ir com uma saia longa para não ter que usar os panos oferecidos, de graça, na entrada do templo. Nós fomos às 17h, um dos horários de reza e foi bem interessante observar os rituais e a fé dos muçulmanos.

 

New Mosque

A New Mosque, que fica em frente ao Fish Market, também é muito bonita. É um pouco menor que a Blue Mosque, mas vale a visita para quem quiser conhecer um lugar menos turístico. Uma boa opção para fugir das excursões.

 

A balada é no Beyoğlu!

Não vá a Istambul sem conhecer o Beyoğlu! É um bairro central, mais moderno que Sultanahmet, cheio de lojas, bares e baladas. Não é um bairro com cara de turistão, lá os turcos são maioria. Existem milhares de opções de restaurantes e a Istiklal Caddesi, principal avenida do bairro, está sempre muito cheia, parece saída de estádio de futebol. Nós fomos numa sexta e num sábado a noite e adoramos. Tem de tudo, desde baladas de rock até música eletrônica e centros de dança Sufi.

 

FISH MARKET

A especialidade do Fish Market é o tradicional sanduíche de peixe no pão. Nós particularmente achávamos meio estranha essa combinação, mas fomos surpreendidos. Provamos e repetimos!

 

Existem vários restaurantes com vista para o Bósforo que servem esse sanduíche, mas o mais legal mesmo é comprar diretamente do barco e sentar numa das mesinhas que ficam ao longo do píer, é mais real, um ótimo lugar para observar o povo turco e os costumes locais. Prepare-se para ser abordado por dezenas de meninos que vendem toalhinhas umedecidas para limpar as mãos, eles são amáveis, porém muito insistentes. O sanduba comprado no barco custa 5 TL, pouco mais que R$ 5,00.

 

Na volta de Éfeso, no ônibus para Istambul, conhecemos uma família turca que passou um dia com a gente. Eles foram muito simpáticos e amigáveis, nos pegaram no hotel e até fizeram um jantar para nós na casa deles. Fomos juntos ao Miniaturk, um museu a céu aberto que reúne miniaturas dos principais pontos da Turquia. Depois seguimos para um restaurante típico e para uma loja de produtos em conserva muito tradicional em Istambul. Foi muito legal e enriquecedor para nós trocar ideias e passar ótimos momentos com eles!

 

Istambul é assim...Uma cidade com 12 mil anos de história muito bonita, enorme e segura. É fácil andar de bonde pelos principais pontos turísticos. Tem excelente comida e milhares de restaurantes de todos os preços. A antiga Constantinopla é uma mistura de ocidente e oriente, mas o que predomina hoje é a cultura islâmica.

 

Dica: o site oficial de cultura turca tem uma série de informações sobre história, costumes, música, culinária, estilo de vida e tudo o que você quiser saber antes de conhecer o país. Nós adoramos o tempo que passamos na Turquia e certamente voltaremos!

 

De onde viemos: Éfeso, Turquia (de ônibus)

Para onde vamos: Tel Aviv, Israel (de avião)

 

ISTAMBUL - TURQUIA

Hospedagem:50 euros/dia - Blue Tuana Hotel -

Transporte: a pé, bonde e carro -

Culinária : 10 euros por prato -

Hospitalidade do povo local:

Pontos Turísticos:

Preços:

Clima Local (média 32 graus):

Fuso Horário: 06 horas a mais em relação ao Brasil

Distância Percorrida desde o último destino: 630 km

Distância Percorrida desde o ponto de Partida (Lisboa): 13.491 km

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Oi, Oswaldo. Ótimas dicas. Quando ao passeio no Bósforo, hoje, sabendo como é, você pegaria o de 2 ou de 6h ?

 

Quantos dias ficou na cidade ?

 

Ah, lendo seu blog, me perdi num ponto. Como você chegou na Turquia ? Vi que passou por Plovdiv na Bulgária. Aí foi para a Capadócia. No post de Capadócia, você diz que veio de Ankara. Meu maior empecilho com relação à Turquia tem sido descobrir como chegar até lá de uma forma barata, pois os vôos em maioria são muito caros, ainda mais para quem viaja com malas.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Membros

Oi Marcos!

Pegaria o passeio de 6h, vc pode parar onde gostar mais e não são 6h dentro do barco.

Ficamos 6 dias na cidade no total.

Fomos de Sofia(voltando de Plovdiv) para Ankara de avião e de lá pegamos um onibus para Goreme na Capadocia (dica: fique em Goreme). Os onibus sao melhor opção de viagem pela Turquia. Baratos.

Seguimos de Capadocia para Pamukkale, Bodrum, Efeso e finalizamos a volta em Istambul.

Para pagar barato voando, sugiro q vc pegue um voo até frankfurt e depois outro para istambul.

 

Abs,

Oswaldo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Valeu, Oswaldo. Bom saber, achei que eram 6h direto.

 

Pensei nos ônibus, o problema é que alguns trechos são longos demais. Havia pensado na possibilidade de fazer o trecho Ankara-Goreme para ficar menos tempo direto dentro do ônibus.

 

Valeu pela dica de Frankfurt.

 

Abraços.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...