Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Olha, já aviso que não é nada demais. Na verdade, não é nem uma invenção, foi um acidente que deu certo.

Eu fui comprar aqueles kits de panelas para camping, mas era um absurdo de caro. Me recuso a pagar tudo aquilo em... panelas!

Desisti. Em um supermercado na praia achei uma panelinha minúscula, com tampa e um cabo que se dobra sobre ela prendendo a tampa na panela. Paguei 4 reais. Cheguei feliz no acampamento, e descobri que era uma marmita. Mas funciona que é uma beleza, cozinha exatamente um miojo ou duas sopas individuais. Nunca escureceu o metal nem nada, o cabo esquenta pouco, e cabe em qualquer canto. Achei também um canivete com garfo, faca, colher e abridor de latas, que cabe dentro da panela por 10 reais, esse quem quiser é só me avisar que ainda sei como conseguir :P

 

É só isso ;)

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 140
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

ISOLANTE   Fiz meu próprio isolante, utilizando ETAFLOM e ficou (modéstia à parte) muito melhor e mais leve do que os de EVA.   Para fazê-lo é muito simples :   1 Comprar dois metros de comprime

[t1]Repelente de Animais Peçonhentos[/t1]   Talvez não seja uma invenção, mas é um BISU legal....   Geralmente nas áreas de camping tem grama nos locais reservados para as barracas, locais ótimos

Sobre as Pedras de Carbureto x Animais Peçonhentos   A preocupação com o plástico é importante. Uma solução pra isso é enrolar as pedras com algumas voltas de corda de sisal fina, que são biodegradá

  • Membros
Olha, já aviso que não é nada demais. Na verdade, não é nem uma invenção, foi um acidente que deu certo.

Eu fui comprar aqueles kits de panelas para camping, mas era um absurdo de caro. Me recuso a pagar tudo aquilo em... panelas!

Desisti. Em um supermercado na praia achei uma panelinha minúscula, com tampa e um cabo que se dobra sobre ela prendendo a tampa na panela. Paguei 4 reais. Cheguei feliz no acampamento, e descobri que era uma marmita. Mas funciona que é uma beleza, cozinha exatamente um miojo ou duas sopas individuais. Nunca escureceu o metal nem nada, o cabo esquenta pouco, e cabe em qualquer canto. Achei também um canivete com garfo, faca, colher e abridor de latas, que cabe dentro da panela por 10 reais, esse quem quiser é só me avisar que ainda sei como conseguir :P

 

É só isso ;)

 

Você tem foto da panela e do canivete? Parecem ser bons...

abraço

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...
  • Membros
Para lacrar a parte de cima da mochila, use um cabo de aço bem fino com duas voltas, argolas ou ilhoses bem pequenos nas pontas. Passe ele por dentro dos dois fechos (fivela ou sei lá) superiores e feche as duas pontas com cadeado em alguma parte fixa da mochila (o meu dá pra passar por dentro dos puxadores dos zipers. Nos outros zipers, claro, é só colocar cadeado.

 

Usei essa idéia para embarcar a mochila no avião (ou no ônibus se não puder levá-la dentro) e funcionou bem. Prendi até o chinelo que uso preso no cadarço externo.

 

Outra dica, pra não ter de levar chaves diferentes, é comprar os cadeados iguais e pedir num chaveiro pra colocar todos abrindo com a mesma chave. isso facilita muito o manuseio.

 

O cabo que falei, consegui já pronto. Tem 87 cm (veio dentro do cabo da minha "faquinha" Comander II. Talvez fosse pra pesca) mas dá pra fazer ou mandar fazer. Apertei os ilhoses um pouco com o alicate pra passar dentro dos zipers.

 

Um abraço. Vê a foto ai.

 

24704_cabo1_1.jpg

 

 

Onde encontro este gancho mausper??????????

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

jccouto escreveu:

Fiz meu próprio isolante, utilizando ETAFLOM e ficou (modéstia à parte) muito melhor e mais leve do que os de EVA.

 

Para fazê-lo é muito simples :

 

1) Comprar dois metros de comprimento de ETAFLOM (tem - de fábrica - um metro de largura).

2) Dobrar o ETAFLOM em dois (com as duas faces metalizadas - aluminizadas - para fora).

3) Cortar cuidadosamente, fazendo duas metades.

4) Colar as metades com cola de isopor.

5) Colar as bordas externas com SILVER TAPE, fazendo arremates (acabamentos) nas pontas.

 

 

 

[ ]s

 

JC

-------------------------------

 

Alguém sabe onde se vende esse ETAFLOM???

 

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Rapaz...

 

Eu procurei com o Etaflom, Etaflon, Ethaflon...

Até consegui encontrar na busca google duas empresas que supostamente trabalhavam com esse material: Uma em Campinas e outra no Rio de Janeiro.

A de Campinas até arrisquei um interurbanos, sou de São Paulo, mas a vendedora me disse que nem conhecio o que era isso (???) e o do Rio mandei e-mail mas não consegui resposta (imagino que nem vão me responder).

O problema é que não sei se é um tipo de borracha, como o E.V.A., ou um tecido. Então não dá pra saber nem por onde começar a procurar, uma vez que nas buscas pela net mal aparecem esse registro.

Um abraço e continuo esperando.

 

P.S.: Comprei uma placa de E.V.A mas essa está com um cheiro muit forte de solvente, ou algo que o valha, alguém sabe se é possível tirar esse cheiro? Ou que tipo específico de E.V.A. posso usar como alternativa aos vendidos como "isolante térmico"?

 

Um abraço!

 

O Lagosta.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Para Botas E Tênis não impermeáveis.

 

Uma solução para botas e tenis não impermeáveis, geralmente aqueles de couro leve, pode-se usar uma sacola plástica por cima da meia, dai sim calça o tênis ou a bota, apesar do tênis ficar umido não passa a friagem para o pé.

 

Usa-se a sacola plástica entre o tenis e a meia, não gela o pé e guenta bem.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Poxa, excelente tópico este. Com certeza sua idéias pra lá de interessantes e muito uteis.

 

 

Agora, com relação ao "isolamento dos pés":

 

É uma MÁ idéia usar sacos plasticos ou qualquer coisa parecida dentro de calçados para proteger os pés contra umidade.

 

Baseado em experiencia própria (MILITAR), este tipo de isolamente, realmente, protege o pé contra a água porem, ele facilita o surgimento de bolhas no pé. Os pés ficam em atrito com o calçado e suam dentro deles. Com isolamento plastico, tanto isolaria o pé da água externa, como evitaria o escoamento do suor.

 

Acreditem, é uma pessima idéia mesmo.

 

Uma solução seria colocar o saco plastico fora do calçado e prende-lo até a lateral da sola com alguma fita adesiva.

Ou usar algum destes produtos quimicos impermeabilizantes (isto, se funcionar numa bota ou tenis).

 

Abraços!

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Olá!

Sou "adepto" há uns bons anos do que os americanos chamam de "Lightweight backpackers". Faço muitas caminhas por aí, portanto, sempre procuro equipos leves, fáceis de fazer (se for preciso), seguros e, claro, funcionais!

Tenho feito muitas coisas, absorvido algumas bibliografia nacionais (como Sérgio Becker) e estrangeiras tbm. Como Ed Speer diz "Ninguém melhor do que a sua experiência para testar o que funciona melhor em você!".

 

Espiriteiras: Fiz algumas (acho que algumas baseadas em idéias de usuários daqui) como a da latinha de refrigerante, com lata de extrato de tomate, etc, mas hoje prefiro meu fogareiro da MSR.

 

Isolantes: A idéia de fazer um, é bem bacana, mas não se esqueçam de que quanto mais peso nas costas, mais cansado ficará. Os melhores, em minha opinião são os auto-infláveis. Tive um da Therma-rest, mas hoje tenho um da Artiach (muito mais superior). No caso, o Skin-lite.

 

Barracas: Foi um das primeiras coisas que abandonei. Hoje uso rede de dormir de nylon (da Kampa); muito leve e prática. (Aos que se assustam, me perguntando "Você não fica com dor nas costas??" Não. É só dormir à 45 graus e seu corpo fica retinho)

No caso do relato de colocar carbureto em volta da barraca p/ impedir "animais curiosos", devo lembrá-los que a Aranha Marrom curte lugares secos como madeiras empilhadas, pedras empilhadas, baratinhas assadas. A chance de achar uma desta na grama é mínima. Agora, achar uma Armadeira na grama, sim, é possível. Ah, saiu no Estado de S. Paulo esses dias que a armadeira foi classificada como a com o veneno mais potente (só não sei nacionalmente ou internacionalmente falando).

Não sei dizer tbm se colocar carbureto no chão e deixá-lo lá enterrado ou não, não causaria um impacto ao meio ambiente.

 

Calçados: Realmente, colocar saco de plástico nos pés com a intenção de imperdir que molhe eles, é o fim da picada. Se quiser, coloque. Mas lembre-se de ficar pouco tempo ou até saber que seus pés estão começando a suar. A idéia de colocar um saco fora é boa, mas ele pode rasgar facilmente. Prefiro economizar um pouco e comprar um calçado de qualidade. Hoje no mercado, os melhores são da Snake e Salomon.

Lembrem-se de comprá-lo um pouco maior que seus pés para colocar meias confortáveis e impedir bolhas assassinas.

 

Roupa: Alguns já me chamaram de radical, mas em minhas viagens, independente do tempo que fico fora, levo no máximo 3 mudas de roupas: 1 p/ dormir, 1 p/ andar e a última p/ não se passar por mendigo quando estiver na rodoviária.

 

Acessórios: Cortar o cabo da escova de dentes, arrancar fora todas aquelas tirinhas que ficam penduradas na mochila, não levar barbeador e um monte coisinhas é normal p/ mim p/ evitar peso inútil.

 

Boa viagem!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...