Ir para conteúdo
Mochileiros.com
LeoRJ

Rumo a Machu Picchu em Moto Alugada em Cusco

Posts Recomendados

LeoRJ    0

Aluguel da Moto:

 

Agencia da Pâmela

 

A Tornado, pede pra ela te cobrar 25 dólares ou 35 na Falcon. Já fui com as duas e a Tornado aguenta numa boa.

 

Com esse valor, pode pedir equipamento completo pra duas pessoas que ela te dá tranquilo. Casaco corta-vento, luvas, capacete...

 

O bom da moto é que vc faz o Valle Sagrado + Machu Picchu, tudo no seu tempo e sem guia chato perturbando.

 

Um roteiro barato de quatro dias que vc pode fazer tranquilamente:

 

598d9e663679e_ScreenHunter_01Jan_1616_16.jpg.65d24363152a5f4d3c87231e69fe72d3.jpg

 

Tenho outros de 5 dias (U$290.00) e 7 dias (U$ 382.00). Mas se quer economia, o de 4 é ideal. E dá pra curtir muito !!!

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LeoRJ    0

O valor também inclui os itens: kit com bomba, câmaras, cabos de freio e embreagem e algumas ferramentas.

 

O grau de dificuldade depende muito de que caminho vc vai querer ir.

 

Em 2007 eu fui por Ocobamba. Peguei neve, tempestade de gelo, abismos de mais de 1000 metros, passei por dentro de rios com água até a metade da moto, pontes de madeira amarradas por corda somente (balança pra caralho) e da largura de uma pessoa a pé.

 

Uma merda de caminho, e ainda encontrei um grupo de narcotraficantes junto com o Sendero Luminoso em Apurímac.

 

Um horror !!! Tinha hora que eu sentava no chão chorava e continuava o caminho.

 

E olha que me amarro em aventura e detesto caminho fácil.

 

Em 2008, fiz o caminho mais fácil, que é por Abra Málaga (o que está no roteiro acima) e é bem tranquilo e muito bonito.

 

Vc passa por todo Valle Sagrado, de Ollantaytambo (final do Valle) vc começa a subir pra Abra Málaga até chegar a 4300 metros.

 

Lá em cima é muito foda. Vários nevados e um frio da porra no inverno.

 

Depois disso vc desce mais uma hora + ou - até chegar em Alfamayo, que é no final do asfalto. Dali em diante é estrada de terra, mas bem conservada.

 

Vai descer até Santa Teresa. De la pra hidrelética e da hidrelétrica vc sobe andando pelos trilhos até chegar a MP.

 

O caminho dos trilhos é bem legal e seguro. E quase plano também. 3 horas de subida até Águas Calientes.

 

Levar lanterna, pois se chegar a hidrelétrica a noite, vai precisar dela pra subir.

 

Roteiro:

 

1º dia - Alugou a moto - Bota gasolina num posto que fica na subida de Saqsayhuaman (estrada que leva ao Valle Sagrado) - Conhece as ruínas de Pisac - Conhece as ruínas de Ollantaytambo - Dorme em um hotel que fica na parte de cima da cidade.

 

Esse hotel fica na entrada da cidade, numa esquina. Fácil de achar, tem dois andares e fica ao lado de uma garagem. Nesse hotel vc pode entrar com a moto. Custa 30 soles uma suíte. Pode chorar pra 25 se quiser.

 

2º dia - Abastecer a moto em Ollantaytambo (muito importante) - Pegar a estrada de asfalto até Alfamayo - Santa Maria - Santa Teresa - Hidrelétrica - Subir andando por 3 horas - Águas Calientes e dormir.

 

Abastecer a moto em Santa Teresa (só perguntar onde vende gasolina)

 

Não aceite ficar em qualquer hotel em Águas Calientes, procure bastante e pague uns 25 soles numa suíte.

 

3º dia - Ir bem cedo pra MP - Não perder a hora do trem que volta pra Hidrelétrica - Abastecer a moto novamente em Santa Teresa - Voltar a Ollantaytambo - Dormir lá.

 

4º dia - Abastecer a moto em Ollantaytambo - Subir pra Hilloc e Patacancha - Sair de Ollantaytambo no máximo 13:00 - Pegar a estrada via Chinchero e se precisar, abastecer no caminho, lembrando de não colocar gasolina demais, pois não precisa entregar a moto com gasolina.

 

 

Dicas Importantes:

 

O Valle Sagrado acaba em Ollantaytambo. Dali em diante é a estrada de Abra Málaga, que é asfaltada até Alfamayo (micro povoado a beira da estrada). Dali em diante é terra. Mas em boas condições.

 

Em Santa Maria, vc vai ter que pegar um caminho bem a esquerda (por trás de um restaurante). Pare pra perguntar, senão vai seguir na estrada principal até Quillabamba (longe pra caramba).

 

Dali vc segue pra Santa Teresa e depois pra Hidrelétrica.

 

Quando vc alugar a moto, a Pâmela vai te dar equipamento completo.

Capacete, luvas, goggles, casaco corta vento e impermeável, calça (não aceite é um saco usar ou carregar) e também um kit pra se furar o pneu. Ela vai dar um óleo pra passar na cadena (corrente) da moto. Se não passar todo dia pela manha, pode estourar. Lá é muito seco e frio. Tem que fazer isso !!

 

A Pâmela vai falar pra vc deixa a moto na casa da Júlia que é tia dela e mora em Santa Teresa. O problema é que se vc deixar a moto lá, vai ser uma merda pra chegar na hidrelétrica, que fica a 30 minutos de Santa Tereza.

 

Vai com a moto e para ela num barzinho que fica 50 metros antes do posto policial da entrada da estação de trem da hidro.

 

Além de ter polícia ali direto, o cara do bar é super tranquilo e dorme no local. Todo mundo deixa lá numa boa.

 

Dá uns 15 soles de gorjeta pra ele = 5 dólares. (quando chegar, não na volta). Ele não pede, mas consideração se paga com consideração.

 

Não cai na da velha nem na da Pâmela, pois elas vem com besteiras dizendo que é perigoso deixar a moto lá. Tudo isso pra vc ter que dormir na casa da tia dela e pagar uma grana pra velha.

 

Quem alugou a moto foi vc e vc quem decide o que fazer, não elas.

 

Em 2007 a velha vez uma grosseria dizendo que a moto era da Pâmela e eu não poderia ir pra hidro. Saiu batendo pé enquanto eu trocava a câmara furada num borracheiro.

 

Quando ela voltou, já estava pronta. Subi na moto, mandei ela pra PQP e fui embora.

 

Outra parada é não dar mole com gasolina. Qualquer cidadezinha maior que passar, bota mais um pouco. Pois quando tem tremor de terra, a estrada fecha e vc pode ter que voltar ou mudar de caminho.

 

Valle de Lares - Um Espetáculo à Parte

 

Valle de Lares é bem em cima da montanha. Um lugar muito bonito e frio. De lá, partem as caminhadas até Hilloc e Patacancha.

 

O problema é que Vale de Lares é bem longe do Valle Sagrado.

 

A subida é por Calca e demora de 5 a 7 horas pra chegar no topo. Do topo, vc pode continuar o caminho até chegar em Quillabamba (muito longe) e de lá vc vai pra Santa Maria, Santa Tereza, Hidrelétrica, Águas Calientes e no fim, Machu Picchu.

 

Esse caminho por Lares é bem difícil, pois são estradas desertas de terra, cascalho, pedras, rios e penhascos sem fim. Bem perigoso pra quem tem pouca habilidade em pilotar moto em terra.

 

O caminho por Ocobamba é praticamente impossível. É coisa de outro mundo mesmo. Estradas com penhascos de mais de 2000 metros de queda livre, tempestade de gelo, rios com quase um metro de profundidade... Não aconselho a ninguém que não seja suicida. Fui por lá em 2007, pois os outros caminhos estavam com bloqueios e deslizamentos de terra. Pretendo refazê-lo em 2009, mas tendo companhia. Sozinho nunca mais.

 

Na foto vc tem como ver os três caminhos:

 

cusco3.jpg.0ecebc5e84c2b19b136dd45ae7713d3d.jpg

 

• Por Lares, passando por Quebrada Honda, Quillabamba e depois indo pra Santa Maria, que fica entre Maranura e Huayopata.

 

• Por Hilloc ou Willoc (depende se é escrito em espanhol ou quechua), Patacancha, Ocobamba, Quillabamba...

 

• Por Abra Málaga. É o único fácil e quase todo em asfalto. O da esquerda. passando por Huayopata e entrando direto em Santa Maria, que é bem próximo de Santa Teresa e da Hidrelétrica. O único perigo é num pedaço de trecho entre Santa Teresa e a Hidrelétrica. Um penhasco pequeno, com muita pedra e terra.

O perigo são algumas vans e carros que vem correndo na curva. Tem que buzinar bastante pra não te jogarem lá em baixo.

Não é brincadeira. Aconteceu comigo em 2008. Por pouco o viado do taxi não me deu uma porrada.

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LeoRJ    0

Fotos de 2007:

 

pp1.jpgpp2.jpgpp6.jpg

pp3.jpgpp5.jpgpp4.jpg

pp7.jpg

 

 

Fotos de 2008:

 

p1.jpgp2.jpgp3.jpg

p4.jpgp5.jpgp6.jpg

p7.jpgp8.jpgp9.jpg

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
FridaKahlo    0

Valeu LeoRJ,

 

obrigado pelas orientações aqui no fórum. Me registrei a pouco tempo, e, apesar de navegar por suas páginas diariamente, ainda fico meio perdido com tanto conteúdo. Espero ajudar com informações adquiridas em minhas viagens pelo Brasil, mas no momento estou focado nesta que farei depois do Natal.

 

Tô adorando a idéia de alugar uma moto pois o preço realmente fica muito atraente, considerando que os valores pagos com aluguel da moto e combustível (pelo menos no meu caso) serão "teoricamente" divididos por duas pessoas (vou levar a patroa).

 

Estou pensando em fazer o trajeto da planilha anexada, pois como não estarei sozinho quero algo mais "light" e econômico. Senão, certamente iria procurar mais aventura pelo caminho.

 

Gostaria de saber ainda se preciso tirar a Carteira Internacional de Habilitação ou pagar algum seguro obrigatório, e, caso seja afirmativa a resposta, quais procedimentos devo adotar no quesito "burocracia", senão o tempo que tenho para correr atrás disso não será suficiente.

 

Você tem noção da quilometragem percorrida nos quatro dias do percurso? As fotos estão bem bacanas.

 

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LeoRJ    0

No Peru não precisa de nada. Leva só a sua CNH do Brasil, mesmo não sendo pra moto. E algum documento pra deixar com a Pâmela. Passaporte é melhor, mas RG pode também.

 

Já fui parado pela policia e é super tranquilo. Só falar que é Brasileiro que eles ficam até conversando com vc. Não pedem documento nenhum. Em Cusco claro !!!

 

Seguro também não. Nem perca seu tempo fazendo, pois não vai usar. A Pâmela botou contra roubo nas motos. Já incluso no preço.

 

Em 2007 fiz 1900km, esse ano não sei, pois nem olhei pro painel :roll: .

 

Essas fotos são de 2007, pois subi até Abra Málaga, mas teve um berumbe (tremor de terra com deslizamento de terra) e a estrada fechou.

 

Tive que voltar tudo e pegar a ''estrada'' pra Ocobamba e Quillabamba e voltei por Valle de Lares. Por isso que deu essa alta quilometragem.

 

Existem 3 caminhos:

 

1- Via Abra Málaga (Estrada Principal) Caminho mais fácil. O mais rápido.

2- Via Valle de Lares - Muito lindo e dificuldade média. O mais longo.

3- Via Ocobamba - Muito difícil e muito perigoso. O média distancia.

 

FOTO DO MAPA DE CUSCO

 

LINK PARA DOWNLOAD: http://w15.easy-share.com/1702668181.html

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
FridaKahlo    0

Caro Léo,

 

muito obrigado pelas informações e pelo mapa. Por ele pude visualizar tranquilamente a forma de se chegar até Machu Picchu por trilha, ferrovia e rodovia.. muito bom mesmo, espero conseguir um desses por lá.

 

Bom tbm saber que não são necessários outros documentos alem da CNH brasileira. Não aguento mais ir a BH para comprar equipamentos e levar documentos na DPF.

 

Acredito que as únicas informações que me faltam agora são: como contactar a tal Pamela, pois os preços postados por você na tabela anexa estão menos da metade dos preços que encontrei em agencias buscadas pelo google. Há alguma boa referência para que eu possa procurá-la quando estiver por lá? e quanto tempo você levou para percorrer de ollantaytambo até a hidreletrica, pois dá impressão de ser uma distancia razoável, ainda mais com um tanto sendo de terra e estradas possivelmente sinuosas.

 

Bom, é isso aí, valeu mais uma vez.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LeoRJ    0
LeoRJ    0

Que nada... Só deixar o dólar baixar e ir pra lá. Com 1000 dólares dá pra ficar 30 dias, fazer uma semana de moto nas montanhas e ainda conhecer Machu Picchu.

 

Quado tiver afim de ir, me dá um toque, pois fazer o percurso em dupla é bem melhor. Dá pra correr e arriscar mais.

 

Sozinho (como sempre vou) tem que ficar calculando riscos o tempo todo, pois não vai ter nenhuma ajuda mesmo.

 

Abraço,

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
FREEWALKER    0

Olá amigo, pretendo em meados de 2009, subir do ES para Machu-Pichu, via Assis Brasil no Acre e Cuzco.

Saberia informar qual a distância entre Assis Brasil e Cuzco e as condições das estradas? Grato. Sds/Jarilson.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LeoRJ    0

Vou postar o pouco que sei.

 

IMG_20170806_135123126.thumb.jpg.3fd6adee03e168a086db7ea838c59550.jpg[/size]

 

Rio Branco-Brasiléia: 220 km de estrada asfaltada.

 

Brasiléia-Assis Brasil: 110 km de asfalto. Assis Brasil, na fronteira tríplice, é separada da Bolívia por um igarapé e, do Peru, pelo Rio Acre.

 

Assis Brasil-Iñapari-Puerto Maldonado: 230 km. Iñapari é uma pequena cidade peruana. Puerto Maldonado é de porte médio e, para chegar até lá, passa-se pelo Rio Madre de Dios, um dos maiores afluentes da margem direita do Rio Amazonas.

 

Puerto Maldonado-Cuzco: 510 km. Esse percurso é de estrada de pedra e cascalho, rodeada de mata e montanhas até a cidade lendária de Cuzco, antes da subida para a Cordilheira dos Andes.

 

Cusco-Arequipa: 520 km.

 

Arequipa-Ilo: 310 km. De Ilo, cidade portuária, pode-se ter acesso à Rodovia Pan-americana.

 

Distância entre Rio Branco e o oceano Pacífico: 1.900 km.

 

Esse mapa mostra melhor, mas a KM diferente:

 

cuzco-border.jpg.a1c55cf9315450fce00ea761c04697b4.jpg

Assis.jpg.a48ae246cac3200dcfc3e9b75574cb55.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu Léo:

Vou de Cb-400, saindo de Brasília com a moto na caçamba da Montana até Porto Velho. De lá vou de moto para Cuzco, via Acre, em Julho/2009. Pretendia deixar a moto em Cuzco e ir até Machu Pichu de trem.

Porém seu relato, dicas e informações me fizeram mudar de idéia. Vou de moto mesmo até Machu pichu.

O que me faltavam eram essas informações que voce me deu. Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LeoRJ    0

Edmundo

 

De Porto velho até Cusco que o caminho é mais difícil.

Pra ir de Cusco pra Machu Picchu, depois de ter percorrido todo esse caminho, é só alegria !!

 

O que precisar, pode contar comigo. Depois me manda seu email via MP, pois devo fazer esse caminho em Julho de 2009 também.

 

Ainda não sei, mas pretendo ir de Cusco a Puerto Maldonado e retornar. E depois ir de Cusco a Machu Picchu, pois vou levar minha namorada pra conhecer.

 

Como vou estar morando lá, devo comprar uma moto por lá mesmo.

 

Abraço,

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
SEAN    0

Leo,

 

Adorei esse seu roteiro Cuzco Machu Picchu 4 dias com moto alugada.

Vou faze-lo agora dia 24.

Mas tenho um problema, preciso encurtar para 3 dias.

Pode me falar oque posso fazer.

 

Pelo que li, tem todas dicas que preciso saber.

Sabe se mudou algo.

 

Att

 

 

Sean

::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LeoRJ    0

SEAN

 

Mudar não mudou não, mas tem que ver quando chegar lá, pois a estrada principal pode estar fechada devido a tremor ou deslizamentos.

 

Os preços não costumam mudar muito também.

 

Vai ter que ser assim:

 

1º dia - Moto de Cusco a Hidrelétrica / Dormir em Águas Calientes

 

2º dia - Visitar Machu Picchu / Dormir em Águas Calientes

 

3º dia - Descer no máximo às 06:00 pra pegar a moto / Chegar em Cusco a tempo de entregar a moto

 

É viável, mas vai deixar de conhecer as ruínas do Valle Sagrado.

 

Abraço,

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
SEAN    0

Leo,

 

Valeu pelas dicas.

Mas para ficar claro.

 

Chegarei em Cuzco dia 23 de tarde.

Daria para sair para algum local ou tenho que esperar dia seguinte?

 

Preciso estar em Cuzco de volta no dia 26 de manha.( exatas 10:00 )

Qto tempo levo de Aguas Calientes para Cuzco?

 

Valeuuuuu

 

Abraços

 

Sean

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LeoRJ    0

No dia seguinte.

 

Da hidrelétrica a Cusco são umas 7 horas sem parar. Passeando demora mais. Fora as 2.5 horas que vc leva descendo a pé de Águas Calientes até a Hidrelétrica.

 

Com esse tempo que vc tem, pode esquecer, pois não dá mesmo. ::bad::::bad::::bad::

 

Melhor ir de trem. Mais garantido !!

 

Abraço,

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Paulo Nunes    0

Olá Edmundo e Léo,

 

Moro em Belém e estou programando uma viagem á Machu Picchu em julho de 2009. Tenho uma Vstrom e uma Dr650 ambas suzuki mas ainda não sei com que moto vou. Pretendo sair de Manaus ou Rio Branco. Saio lá pelo dia 10/07.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora




×