Ir para conteúdo
Mochileiros.com
tborges

Trekking Pico do Corcovado - Ubatuba / SP

Posts Recomendados

tborges    0

Dificuldade: Alta

Distância: 8 km

Altitude Máxima: 1.181 m

Circular: Sim

 

Como chegar

 

Ubatuba faz divisa ao norte com a cidade histórica de Paraty, no estado do Rio de Janeiro, ao sul com Caraguatatuba (SP) e a oeste com o Vale do Paraíba.

Saindo do Rio de Janeiro a melhor opção é a Rodovia Rio-Santos, já para quem vem de São Paulo o melhor é na cidade de São José dos campos pegar a Rodovia dos Tamoios até Caraguatatuba e depois a Rio-Santos até Ubatuba.

 

A Trilha

 

O Pico do Corcovado Possui 1.181 m de altitude e é considerado o pico mais imponente da região, a visão dele da Rodovia Rio-Santos impressiona por seu alto maciço e sua alta inclinação.

 

pico-corcovado-ubatuba.jpg

 

Para chegar até o inicio da trilha siga pela Rio-Santos até o Km 96 e entre no Bairro do Corcovado, poucos metros após sair da rodovia haverá uma bifurcação, siga pela esquerda na estrada asfaltada, mais ou menos 1 km a frente você verá placa indicando a direita o caminho para o Pico já em estrada de terra, entrando nessa estrada, após passar a ponte o inicio da trilha é na segunda entrada a direita onde é possível chegar de carro até um campo de futebol.

A estrada é bem deserta mas não é aconselhável deixar o carro em qualquer lugar, praticamente em frente ao campo de futebol existe uma pequena casa do senhor Tozaki, um senhor muito gente boa e cheio de histórias para contar que guardou nosso carro nos dois dias de trilha, vale a pena chegar cedo para conversar.

Quem me acompanhou nessa trilha foram meu pai e o Luan, fizemos ela nos dias 12 e 13 de Outubro de 2013.

 

DSC00461.jpg

 

Após passar o campo de futebol siga estrada pela direita até uma pinguela, passando a pinguela o caminho é tranquilo por uma estradinha por mais uns 50 m até entrar realmente na trilha mais fechada que logo no começo já corta um rio, partindo desse trecho é praticamente só subida.

Não existe muita dificuldade de navegação na trilha, a trilha esta bem visível, o que é necessário é um pouco de atenção em alguns trechos que induzem a pegar outro caminho "sem saída", outra coisa que se deve ter cuidado são animais, logo no começo o senhor Tozaki nos avisou que existem cobras venenosas na trilha e não demorou muito para encontrarmos.

 

DSC00467.jpg

 

Após aproximadamente 2 horas de subida chegamos a "Igrejinha", não fique esperando nada construído pelo homem, trata-se de algumas pedras grandes amontoadas(diz a lenda que à meia-noite, próximo da igrejinha é possível avistar a imagem do Frei Bartolomeu rondando por lá), existe uma corda pressa nas pedras, não tentamos subir nelas até porque na subida o tempo estava meio fechado, caminhando alguns metros existe uma outra subida via trilha bem ao lado da igrejinha que é um belo mirante.

 

DSCN1471.jpg

 

A Igrejinha esta a aproximadamente 450 m de altitude, passando desse trecho a trilha vai ficando cada vez mais pesada, a inclinação junto com os altos degraus formados pelas raízes das arvores exigem bastante das pernas na subida.

 

DSCN1478.jpg

 

DSC00474.jpg

 

Depois de sair da igrejinha, caminhando por quase 900 m de distância e a alcançando 750 m de altitude, esta o último ponto de água próximo da trilha, a trilha segue pela direita e o ponto de água esta a esquerda, mesmo a distancia entre a igrejinha e o ponto de água parecendo ser pequena não se engane, andar tudo isso com a inclinação da trilha não é tão rápido.

Continuando subindo após a "bifurcação" do trecho de água, andando por mais aproximadamente 850 m e chegando a 1.050 m de altitude esta uma clareira como primeiro ponto de camping, desse trecho até o pico falta pouco, porém, a última subida até o cume é bem pesada, dependendo do cansaço considere ou parar um pouco nesse trecho ou até mesmo acampar nele e seguir no dia seguinte.

Partindo do camping a trilha segue pela direita e já na crista do pico lateral ao Corcovado, andando cerca de 5 minutos já é possível ter uma visão clara do pico. Esse trecho da trilha é bem suave levando em consideração o que já se passou, alguns trechos até com pequenos declives.

 

DSC02677.jpg

 

O último trecho da trilha para chegar ao cume é uma "escalaminhada", essa é a hora do esforço final onde é necessário e muito a ajuda das mãos para subir os últimos 100 m de distancia e aproximadamente 60 m de altitude e alguns pontos com pedras molhadas que dificultam bastante a subida.

Após passar a escalaminhada, a direita esta o cume do pico com uma pequena área de camping para no máximo 3 barracas pequenas e um pouco mais a frente um pequeno espaço para mais uma barraca, virando para a esquerda há uma área de camping maior e mais protegida do vento, nós acabamos acampando nessa área da esquerda.

 

DSC00518.jpg

 

Acampamento montado é hora de desfrutar a beleza do lugar, do cume é possível avistar o mar, a Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira, dizem que é possível avistar a Serra da Bocaina, porém, dentre as cadeias de montanhas não conseguimos identifica-la.

 

DSC00542.jpg

 

DSC00529.jpg

 

DSC00528.jpg

 

Pelas fotos já da para perceber que faz frio durante a noite, então se prepare para os ventos e o frio, uma outra dica que não seguimos foi guarde todos os alimentos dentro da barraca, esquecemos um pacote de bolacha fora da barraca e durante a noite um quati tentou rouba-lo.

 

Se programe para acordar bem cedo, afinal após subir tudo isso não se pode perder o lindo nascer do sol no mar certo? O nascer do sol no alto do pico é uma visão incrível que compensa qualquer esforço da subida.

 

DSC02634.jpg

 

DSC02656.jpg

 

Depois de tudo muito bem apreciado, é hora da descida. A descida também não tem segredos de navegação, só prestar atenção e seguir a trilha, se na subida exige bastante das coxas e da panturrilha, na descida a força sobre os joelhos é grande, após caminhar quase 4 horas para descer a visão do rio lá do começo da trilha é tentadora e um banho ali da um animo a mais para o corpo se preparar para voltar para casa.

 

DSC02698.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
tborges    0

Cara em um ritmo forte da para chegar no topo em menos de 4 horas, o único problema é que a subida depois da igrejinha judia, é difícil manter um ritmo forte o tempo todo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
melinask8    0

Olá,

alguém saberia me dizer se é de fato necessário agendar a trilha junto ao Parque Estadual Serra do Mar - Núcleo Pincinguaba?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
romeucr    0

Pessoal,

 

em contato com o pessoal do PESM (Parque Estadual da Serrra do Mar) me disseram que a trilha ao Pico pela trilha da Praia Dura é Ilegal. A Trilha legalizada é a que começa na parte de cima da serra, no Núcleo Santa Virgînia, deve ser feita uma "reserva" e obrigatório um guia. Porém disseram para entrar em contato com o outro núcleo, Núcleo Picinguaba, que é o responsável pela parte do PESM na parte de baixo, para ter mais informações. Mandei e-mail pra eles mas até agora não responderam.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia Pessoal,

 

Alguém foi recentemente ao pico do corcovado saberiam informar onde pode ser deixado o carro ? ainda é possível deixar na casa do senhor Tozaki ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
FJ Martins    0

Boa noite.

Pretendo fazer a trilha dia 20/08, porém não tenho esta informação. Tentarei confirmar sobre o estacionamento esta semana.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oie Tiago, adorei o relato. Estamos pra ir em Ubatuba em outubro, pois estaremos na estrada pra divulgar nosso blog de viagens e trilhas. Sua historia me deixou morta de vontade de realiza-la. Se alguém tiver a fim de fazer a trilha em outubro estaremos por lá. Vou deixar meu e-mail caso alguém se interessa em se aventurar com a gente.. [email protected]

 

Abração!

Ghaidy

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia a todos, fui esse final de semana lá e o Senhor Tozaki continua lá sim, ele é uma pessoal incrível e muito simpático, infelizmente não consegui concluir toda a trilha porque um dos meus amigos passou mal e decidimos voltar.

 

Em breve pretendo voltar para concluir essa trilha, até mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Timunhoz    0

Pessoal, pretendo faze-la nesse final de semana.

Alguém sabe se realmente precisa de guia para a trilha? existem muitos trechos técnicos?

Outra duvida quanto ao clima, vai chver 5mm quarta e quinta dessa semana, a trilha fica muito escorregadia?

 

Um abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu me interesso, em subir a lá. 11947601621

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom o relato de viagem parabéns. Estou planejando subir ao pico agora no final do ano, já consegui os formulários junto ao parque. Gostaria de saber se A trilha é bem demarcada ? .

 

Quem tiver interesse (19)991971354

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

olá, Homero! Quando imagina subir? Penso em faze-lo agora na semana que vem. Faz tempo que subi, a trilha é tranquila, basta ter um pouco de familiaridade com navegação na mata. O único ponto que achei menos tranquilo foi o ultimo terço, já no espigão da Serra do Mar. Ali tem que dar uma farejada para achar o caminho correto. Subida forte, exige das pernas, mas quanto à navegação achei tranquilo. Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora




  • Próximas viagens

  • Agora no Mochileiros

    • Olá Tamires, tb estou com planos de conhecer o sul da Bahia em dezembro. Podemos formar um grupo para fazer essa trip.
      Whats 51 996644121
    • Olá @Rafa Meireles, Você não vai precisar escrever novamente. Peço por gentileza pra vc ler as mensagens anteriores deste tópico que há todas as explicações sobre o processo que ainda será executado para recuperação de todo conteúdo que ainda não foi transferido. 
    • Há muito tempo eu queria conhecer Jeri e decidi que deste ano não passaria. Aproveitei pra tentar encaixar a viagem pra o período do meu aniversário, realizando também um antigo desejo de passar a data viajando sozinha. Monitorei as passagens por alguns meses e encontrei até por R$ 300,00 ida e volta partindo de SSA. Em maio, então, consegui encontrar as passagens para o exato período que eu desejava por 12000 milhas ida e volta + R$ 59,90 de taxas. Contagem regressiva até agosto! Minha viagem seria de 09 a 16/08, sendo que eu ficaria de 09 a 13/08 em Jeri, seguindo neste dia para Fortaleza, onde ficaria até o dia 16. TRASLADO PARA JERI: Desembarquei no aeroporto de Fortaleza por volta das 17h de uma quarta-feira. Tinha como opção pegar um ônibus ou um traslado para Jeri. O ônibus Fortaleza – Jeri é operado pela empresa Fretcar. Eles possuem um site onde é possível comprar as passagens antecipadas. O ônibus sai do aeroporto passando pela Rodoviária e alguns pontos em Fortaleza chegando até a cidade de Jijoca – lá os passageiros são deslocados para uma jardineira (pau de arara chique) que percorre a parte de dunas até Jeri.  Para meu horário de chegada, teria que pegar um ônibus das 18h30 saindo do aeroporto e chegaria em Jeri próximo a 01h da manhã. O ônibus custa entre R$ 70 e 80, a depender do horário. Sobre o traslado, pode ser feito de duas maneiras: algumas empresas de turismo fazem este trajeto diariamente saindo de Fortaleza por volta das 09h. Eles te pegam diretamente no seu hotel e o traslado custa cerca de R$ 80,00, sendo que de Fortaleza a Jijoca vai de Van, mudando para Jardineira a partir daí. Para mim não daria em razão do horário, já que eu queria ir para Jeri no dia da chegada. Outra opção é alugar um veículo tipo Hillux, que custa entre 600 e 700 reais para 4 pessoas. Tentei encontrar algumas pessoas para ratear o traslado, mas não consegui. Tive a ideia, então, de ver com o Hostel se eles teriam alguma indicação e eles intermediaram um traslado para mim por R$ 150,00 saindo as 17h30 do aeroporto numa Hillux. A viagem foi confortável e não há necessidade de mudar de veículo. Por volta das 21h40 cheguei ao Hostel.   HOSPEDAGEM: VILLA CHIC HOSTEL E POUSADA  JERICOACOARA: Excelente! O Hostel fica localizado na rua principal, bem próximo à praça principal e à praia. As instalações são bem novinhas, o staff é super prestativo, possui um café da manhã excelente para padrões de hostel, tem uma pequena piscina, chuveiro quente. iquei no alojamento feminino (quarto 02), que conta com quatro beliches, divididos em duas partes, com ar condicionados individuais e dois banheiros, com uma pia externa e chuveiro quente. A cama é muito confortável e conta com luz e tomada individual. Café da manhã muito bom para um hostel e cozinha bem equipada. Limpeza diária nos quartos. Locker enorme e eles cedem cadeado para uso dos hospedes. ALBERGARIA HOSTEL FORTALEZA: O hostel tem uma boa localização, além de boas áreas comuns. O staff foi prestativo e o bar/lanchonete quebra um galho quando se chega cansado da praia e dos passeios. O café da manhã bom para padrões de hostel, mas vem numa bandeja (não sei se é possível repetir algum item, mas vinha tudo em boa quantidade e não precisei repetir). Os beliches dos quartos são MUITO ruins. Por serem de três andares, o primeiro é muito baixo e o último muito alto. Além disso, o meu quarto era muito pequeno para as seis pessoas, o que atrapalhava bastante a circulação e acesso aos lockers. Não conta com chuveiro quente (não senti falta) e o ar condicionado só ligava das 20h as 08h.
×