Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

saulo wds

Expedição Farroupilha

Posts Recomendados

Expedição Farroupilha

 

 

Esta Trip que eu chamo de Expedição Farroupilha aconteceu a um mês,

foram onze dias rodando por todo tipo de caminhos, mais de 6.000 km pelo Rio Grande do Sul,

Fiquei tão surpreendido e encantado com o que vi que resolvi compartilhar,

e quem sabe inspirar da mesma forma que fui inspirado, aos Motociclistas redescobrirem aquele Pago.

 

Nunca fui de muita preparação, 20 dias antes da Trip, um amigo Gaúcho, Da cidade de Santa Cruz,

me ligou me convidando para junto percorrermos os 244 km pela maior praia do Mundo, a praia do Cassino.

Aproveitei que naquela semana todo Rio Grande do Sul comemorava a Semana Farroupilha,

juntei minha tralha que sempre já esta quase pronta esperando o momento oportuno, liguei a Moto e fui... batizei aquela Trip de Expedição farroupilha.

 

Em comemoração aos 168 anos do termino da Guerra dos Farrapos que é comemorada no feriado Gaúcho dia 20 de setembro.

Saio neste momento em direção ao Sul, apesar de não ser Gaúcho tenho muita admiração por aquele " País".

Minha intenção é dar um verdadeiro abraço em todo o Rio Grande do Sul, com objetivo principal de concluir uma viagem iniciada a muitos anos atrás,

percorrendo por toda Praia Do Cassino "A maior praia do Mundo", passando antes pelas Serras com um Off entre São José dos Ausentes a Canela, depois vou seguindo pela Rota do Sol, continuando pelo Caminho dos Faróis e a Estrada do Inferno, Praia do Cassino até o Chui, por ali até onde der vou seguindo beirando a fronteira do Uruguai rumo a Uruguaiana, chegando lá vou subindo a Santo Ângelo e toda região das Missões, Subo um pouco mais e chego em Salto do Yacuma. Atravesso a fronteira percorrendo as Missões Argentinas e Paraguaias, e retorno sentido Foz .

 

Antes do relato, uma curiosidade...

 

Enquanto eu rodava pelo Rio Grande do Sul, meu filho estava fazendo um Mochilão com a esposa, por Colômbia, Venezuela, Peru e Equador no meio da viagem ele me liga de Quito Equador, e todo emocionado me conta assim; Pai acabo de conhecer um Motociclista venezuelano que esta a caminho do Ushuaia e conversando com ele sobre Motociclismo acabo de descobrir que ele leu todo aquele teu relato do seu acidente a caminho da Patagônia que você postou no Mochileiros.

 

Puts de uma coincidência de meus filho ter encontrado alguém de outro País, ter lido lido aquele relato que postei aqui mesmo no Mochileiros, dizendo ainda que se valeu de muita informações e dicas daquele relato. Pois é nunca imaginei que aquele relato pudesse ir tão longe, muito menos que ele fosse valer de fonte de informação para alguém de outro País.

Já que é assim vou continuar postando minhas andadas por aqui.

 

O relato que o Motociclista Venezuelano se refere é este: relato-de-quem-cai-da-moto-no-meio-de-uma-uma-viagem-ao-ushuaia-t60253.html

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Expedição Farroupilha

 

Sai de São Paulo com destino a casa de amigos em Curitiba, pela manhã mesmo diante da insistência do amigo para ficar mais saio ainda bem cedo ruma a Santa Catarina,

continuei pela velha companheira BR 116 até Lages, mais alguns kms e estava em Bom Jardim da Serra, a Trip começa pra valer é amanhã, Pretendo sair cedo daqui com destino a São José dos Ausentes, 90 km estradas de terra, logo depois sigo ainda off pelo passo do inferno até Canela, de lá sigo para o Litoral pela rota do Sol.

 

 

DSCN1897.JPG

 

XGt0rvuFLc_l79uFS5zG2MX1APuOIxoTfxP33Mu0dqk=w1026-h577-no

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Espirito Farrapo

 

Em verdade, o certo que a Semana Farroupilha representa bem mais que um punhado de dias. A questão versa, de fato, acerca do sentimento que nós, amantes do tradicionalismo, nutrimos pela história gaúcha. E é por este motivo, que muita gente não entende e até mesmo não gosta das coisas do pago. Quem não está imbuído no sentimento gaúcho, sequer deve vestir uma bombacha, pois, acima de tudo, é preciso respeitar a nossa bandeira farrapa e as coisas da nossa terra.

Fonte: http://blogdocampeiro.blogspot.com.br/2 ... aucho.html

 

Quer sentir esta centelha? Vá conhecer o Rio Grande do Sul durante a semana Farroupilha.

Era lógico que minha intenção inicial era somente fazer um recorrido de Moto pelo RS,

Mesmo com a distração que a pressa me impôs, pude perceber

e é em fotos, na visão de um Motociclista que vou tentar descrever este sentimento.

 

DSCN2262.JPG

 

DSCN2261.JPG

 

Encenação da Batalha de Seival, representada num monumento a margem da BR 293 - Candiota - RS

 

DSCN2260.JPG

 

Com o objetivo original de derrubar o presidente da província, apenas, os revoltosos gaúchos enfrentaram as tropas imperiais. Destacado por Bento Gonçalves, o coronel Neto deslocou-se, no início de setembro de 1836, à região de Bagé, onde encontrava-se o comandante imperial João da Silva Tavares, vindo do Uruguai. A primeira brigada de Neto, com 400 homens, atravessou o arroio Seival e encontrou as tropas de Silva Tavares sobre uma coxilha, com 560 homens. Durante a tarde de 10 de setembro de 1836, Silva Tavares avançou sobre a coxilha, e os revoltosos defenderam-se usando lanças e espadas.

Inicialmente houve pequena vantagem das forças imperiais, mas o cavalo de Silva Tavares, com o freio rebentado na peleia, disparou em velocidade, causando a impressão de fuga, mesmo entre seus comandados. A confusão entre eles foi aproveitada pelos cavaleiros de Neto, que atacaram com força redobrada.

 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Batalha_do_Seival

 

DSCN2263.JPG

 

DSCN2258.JPG

 

DSCN2265.JPG

 

DSCN2407.JPG

 

DSC_7707%255B1%255D.JPG

 

Nestas poucas fotos percebe se o orgulho Gaúcho pela historia Farroupilha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

As Rotas

 

Tive a oportunidade de fazer as Rotas que desde remotas épocas sempre planejava fazer e o momento oportuno chegou.

 

Rota das serras dos Campos de Cima

 

O Passo do Inferno

 

Rota Do Sol

 

A Estrada do Inferno

 

Cassino a maior praia do Mundo

 

A Rota das Fronteiras

 

A Rota do Rio Uruguai

 

E fechando com Chave de Ouro a Rota das Missões

 

E assim se deu o que eu chamei de Expedição Farroupilha,

que eu passo a partir de agora relatar e postar fotos, seguindo esta ordem acima,

Que as fotos possam falar por mim tudo aquilo que meu relato não conseguir.

Foram mais de seis mil km rodados em terras Gaúchas,

pelos melhores caminhos que este estado pode oferecer,

estou convencido que o meu Pais, ainda é o melhor lugar do mundo para se viajar e conhecer.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota dos Campos de cima da Serra

 

 

Viajar por esta região é descobrir sentimentos, simbologias, conhecer a essência de um povo e envolver-se com suas encantadoras belezas naturais. A cultura gaúcha e a natureza exuberante são os principais atrativos dos Campos de Cima da Serra. Contada por pessoas, por paisagens, pelo sabor da típica comida gaúcha, pelo vento, pelo fogo de chão, pela hospitalidade e pelo misticismo que envolve as rodas de chimarrão. Quem visita os Campos de Cima da Serra sente-se em casa e descobre porque a tradição do gaúcho é tão forte e capaz de tornar uma região inteira inesquecível.

 

 

Esta Rota eu podia escolher sair de São Joaquim - SC 98 km ou de Bom jardim da Serra, qualquer caminho que escolhesse seriam 90 km Off até São Jose dos Ausentes, eu preferi sair de Bom Jardim, Passei a noite na Pousada Encantos da Serra que fica bem em frente ao inicio da estrada para São José dos Ausentes. Logo cedo antes das sete, mesmo com aquele frio tipico da serra já estava tudo pronto, enquanto tomava aquele saboroso café,ouvia as ultimas recomendações do seu Jair dono da pousada, que ainda me dava as ultimas dicas do caminho.

 

DSCN1921.JPG

 

DSCN1927.JPG

 

O trecho percorrido ainda em no estado de Santa Catarina já prometia o que viria pela frente.

 

DSCN1941.JPG

 

DSCN1942.JPG

 

Esta frase escrita na Carroceria de um caminhão na entrada de uma das fazendas da região deu todo o tom da minha viagem, no dia anterior quase fui desencorajado por algumas pessoas que me desaconselharam não ir por aquele caminho por causa das chuvas que tinham caído dois dias antes,

Ou Seja se eu não tivesse fé não teria ido, " Quem tem fé voa" eu Voei, eu Fui!

 

Um Pouco mais a frente eu pude constatar que realmente "Quem tem Fé Voa"

Os primeiros e únicos obstáculos daquele trecho foram fáceis, afinal eu tinha Fé, e um bom par de pneus.

 

DSCN1993.JPG

 

DSCN1994.JPG

 

DSCN1990.JPG

 

Passado aquele obstáculo os Campos da Serra ainda em Santa Catarina vem me dar boas vindas.

 

DSCN1955.JPG

 

DSCN1954.JPG

 

DSCN1961.JPG

 

Guarita de Apoio na divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, em caso de cheia do Rio Pelotas ninguém passa.

 

DSCN1962.JPG

 

Quando eu Passasse por aquela ponte eu estaria no Rio Grande do Sul.

Agora sim eu vou poder dizer que a Expedição Farroupilha vai começar.

 

Continuo no Próximo Post....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota dos Campos de cima da Serra

 

 

Ponte de Madeira sobre o rio Pelotas divisa de Estado SC/RS

 

 

Passar por esta ponte sobre o rio Pelotas na Divisa dos estados era uma realização que a tempos eu perseguia,

inclusive foi num relato do Rigon Hoch que eu me inspirei neste trecho da Trip,

Os anos se passaram e agora eu estava ali e perceber que poucas coisas mudaram desde que li aquele relato em 1998, emocionante!!

 

DSCN1970.JPG

 

DSCN1967.JPG

 

DSCN1973.JPG

 

DSCN1962.JPG

 

Rigon Hoch O pinheiro continua forte, lá no final da ponte, É como se ele dissesse, bem vindo ao Rio Grande do Sul.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota dos Campos de cima da Serra

 

A roda segue girando e o mate de erva buena

vai ter que pular um banco, pois a “querreira” não veio!

A notícia que me deram é que foi ferida na guerra.

Pealada caiu por terra, sem forças para levantar.

Mas sei que se recupera, já viu feridas mais feias.

E ela também faz jus ao sangue gaúcho de luz...

que corre por suas veias!

 

Bianca Bergmann

 

Agora sim, estou em terra Farrapa

 

Espero poder demonstrar em fotos um pouquinho da sensação que eu tive ao passar por caminhos tão belos na Rota dos Campos de Cima da Serra,

Foram um pouco mais de 100 km de estradas de Chão off extremamente fácil, valeu cada centimetro percorrido ali. Passei rapidamente por São José dos Ausentes e logo segui para Bom Jesus, Jaquirana. A meta do dia era mais 100 km de estradas de terra, passando pelo Passo do Inferno e Passo Do Esse e chegar a tarde em Canela.

 

DSCN1976.JPG

 

DSCN1941.JPG

 

DSCN1958.JPG

 

DSCN1975.JPG

 

DSCN1981.JPG

 

DSCN1983.JPG

 

DSCN1987.JPG

 

DSCN1989.JPG

 

DSCN2000.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Saulo

 

Que belo relato, e que ótimas fotos. ::otemo::

 

Muito bacana também sobre o venezuelano ter lido seu relato. O alcance do que postamos na internet é inimaginável.

 

Intééé

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lico

 

Grato pelas palavras.

 

Quanto ao Motociclista venezuelano, Com a Internet, o mundo esta a nosso alcance.

e nós ao alcance do mundo...

 

O nome do Motociclista venezuelano é Cesar Vieira e quem quiser acompanhar a Trip dele no Face o link é : https://www.facebook.com/cevieflo

Este cara esta a há alguns meses na estrada, comprovado que para realizar grandes sonhos não precisa dispor de grandes Motos nem de grandes fortunas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Passo do Inferno Via RS 476

 

 

Saindo de São José dos Ausentes eu queria chegar em Canela por estradas de chão, eu tinha duas opções, ir pelo passo do Esse em Jaquirana ou pelo Passo do Inferno passando por Lajeado Grande, resolvi ir pelo pelo Passo do Inferno, por não conhecer bem a região não quis arriscar atravessar sozinho o Passo do Esse em época de muitas chuvas, mas sem duvidas eu quero retornar em Jaquirana para atravessar o Passo do Esse.

 

Este trecho não passa de 120 km sendo 45 de asfalto e o restante até Canela por estradas de Chão pela RS 476, as atrações do caminho ficam por conta das Serras, da Cachoeira Princesa dos Campos, da Ponte de Madeira em Lajeado Grande, do Parque das cachoeiras e o Pontilhão de ferro Passo do Inferno.

 

DSCN2005.JPG

 

DSCN2004.JPG

 

O Trecho de Asfalto de 45 km feitos entre São José dos Ausentes até Jaquirana merece ser feito bem devagar se deliciar com as misturas de aromas, Hora, dos pinheiros, hora dos fornos das fazendas, e muitas vezes até com os aromas de merda de vaca, Pois é, cheiro de merda de vaca, vira aroma quando passamos por lugares que nos remete ao nosso passado caboclo.

 

DSCN1997.JPG

 

DSCN2017.JPG

 

DSCN2013.JPG

 

A Margem da RS - 476 - a Cachoeira Princesa dos Campos

 

bPlYwRss2xlXfup6QIRpSyufwhqJSUs8Q8QtfURD21uW=w1026-h577-no

 

DSCN2012.JPG

 

DSCN2014.JPG

 

DSCN2016.JPG

 

DSCN2018.JPG

 

Ponte de madeira na ERS-476, em Lajeado Grande, São Francisco de Paula

 

A estrutura é antiga, de idade desconhecida. Moradores estimam que ela tenha mais de 50 anos.

Há 25 anos, ela passou por uma reforma geral.

 

DSCN2023.JPG

 

DSCN2020.JPG

 

DSCN2030.JPG

 

DSCN2033.JPG

 

DSCN2035.JPG

 

Passo do Inferno é um local no município de São Francisco de Paula, Rio Grande do Sul,

onde antigamente as caravanas de viajantes atravessavam o rio Santa Cruz.

De 1933 a 1935 foi construída a Ponte de Ferro pelo Exército Brasileiro,

com o único objetivo de facilitar o transporte da extração de madeira da araucária.

 

DSCN2040.JPG

 

O Pontilhão faz divisa das cidades de São Francisco de Paula e Canela ao lado do Parque das Cachoeiras.

 

DSCN2046.JPG

 

A RS 476 termina no asfalto a poucos kms de Canela bem em frente ao Santuário de Caravaggio é só pegar a direita e em poucos minutos esta no centro de Canela

 

O Primeiro dia Da Expedição Farroupilha estava chegando ao fim,

Quando sai de manhã de Bom Jardim da Serra não imaginava que seria estupidamente surpreendido com tantas belezas naturais,

Estes 250 km me levaram a uma verdadeira overdose do jeito de Ser do Gaúcho dos Campos de Cima da Serra...

E para comemorar me desculpem os Gaúchos, não foi tomando Mate e sim um Tipico chocolate quente em Canela.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...