Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Paris - Guia de Informações


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

[info][align=justify]Este tópico é um Guia de Paris que está sendo construido com informações de viagens realizadas pela equipe do site e também com informações de usuários que foram postadas nos fóruns relacionados ao tema aqui no Mochileiros.com.

 

O Mochileiros.com é uma fonte gratuita de informações para viajantes de língua portuguesa e a contribuição de todos os membros é muito importante.

 

Veja como contribuir com o Guia de Paris:

1- Faça perguntas no Tópico: Paris - Perguntas e respostas

2- Contribua com este guia deixando suas dicas no tópico: Dicas: O que fazer em Paris

3- Faça perguntas sobre transporte em Paris no tópico: Paris - Transporte

4- Deixe suas dicas de alimentação no tópico: Paris - Restaurantes

5- Escreva o Relato de sua Viagem para Paris[/align][/info]

Link para o post

  • Membros de Honra

[align=justify][t1]Paris[/t1]

A Cidade Luz, como é conhecida Paris, é a capital francesa, localizada no norte do país e banhada pelo Rio Sena. É uma das maiores cidades da Europa e um dos destinos turísticos mais procurados do mundo.

 

800px-ParisView.jpgparis.jpg?w=542&h=394paris_06.jpgBig_1330-Paris.jpg800px-Paris_overview_map_with_listings.pngcarte-paris.gif

 

 

[picturethis=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/0a/Jacques-Louis_David_017.jpg/200px-Jacques-Louis_David_017.jpg 182 300 Napoleão Bonaparte, por Jacques-Louis David][t1]História[/t1]

No ano 52 AC os romanos fundaram um assentamento chamado Lutetia na Île de la Cité, onde atualmente está localizada a Catedral de Notre Dame. A cidade de Lutetia cresceu e passou a ocupar a região que hoje em dia corresponde ao Quartier Latin. Posteriormente, Lutetia viria a se chamar Paris, nome originado a partir da tribo celta que dominava a região antes da chegada dos Romanos, os Parisii.

Lutetia foi a última cidade da Europa Ocidental a ser abandonada pelos Romanos, em 508 DC, sendo substituídos por Clovis I, que é considerado o primeiro Rei da França. Durante os próximos 500 anos a cidade cresceu em meio a incursões Vikings e outras calamidades. Apenas nessa época a cidade começou a ocupar a margem direita do Sena, que ficou conhecida desde então como le Marais (o pântano).

No período medieval um importante marco foi a fundação da Sorbonne, a Universidade de Paris, que durante muitos séculos foi um dos principais centros de aprendizado de todo o mundo e ainda hoje continua tendo muito destaque.

O final do século XVIII foi uma época de grandes mudanças políticas e sociais na Europa. A França, que antes era uma monarquia feudal com privilégios para a aristocracia e o clero, passou por mudanças radicais na Revolução Francesa, que culminou com a queda da Bastilha e a ascenção e queda de Napoleão.

A Paris moderna começou a se desenhar com a Construção do Louvre e do Palais Royal. No século XIX vieram as grandes avenidas, que substituíram muitas das construções medievais. Veio então o período que ficou conhecido como La Belle Époque, a era de ouro dos parisienses no fim do século XIX. A Torre Eiffel, muitos dos parques, as primeiras linhas do metrô e as luzes das ruas, que deram a Paris o título de Cidade Luz, todos vieram desse período. Uma outra influência para o “apelido” da cidade foi o grande crescimento intelectual desta época, o Iluminismo.

O século XX foi difícil para Paris, mas poderia ter sido pior. A ordem de Hitler para queimar Paris felizmente foi ignorada pelo general alemão von Choltitz, possivelmente convencido por um diplomata sueco de que seria melhor ser relembrado como o salvador do que como o destruidor de Paris. Depois da guerra Paris se recuperou, mas com o tempo vieram os problemas enfrentados por todas as grandes cidades: poluição, falta de moradia e ocasionalmente falhas experimentadas na renovação urbana. Por outro lado, Paris cresceu como uma cidade multicultural, com novos imigrantes de todas as partes do mundo. Atualmente há mais nacionalidades representadas em Paris do que mesmo em Nova York. Essa tendência continuou no século XXI, quando foi a vez dos latinos migrarem em grande quantidade para a França, incluindo os brasileiros.

O século XXI também trouxe vastas melhorias na qualidade de vida de Paris, com redução da poluição e melhora dos transportes, com incentivo a ciclovias, áreas de pedestres e novas linhas de metrô mais rápidas.

Foto: Napoleão Bonaparte, por Jacques-Louis David.[/picturethis]

 

 

[creditos]Wikitravel[/creditos][/align]

Link para o post
  • 2 semanas depois...
  • Membros de Honra

[align=justify][t1]Atrações[/t1]

 

[picturethis=http://www.paris.org/Monuments/Eiffel/gifs/eiffel.jpg 302 240 Tour Eiffel][t3]Torre Eiffel[/t3]

A Torre Eiffel foi projetada por Gustave Eiffel e construída em 1889 para comemorar o centenário da Revolução Francesa. A torre tem 300 metros de altura (320,75m se incluirmos a antena). Possui três plataformas que oferecem vista panorâmica da cidade. Para ter uma bela vista da Torre Eiffel vá até o Trocadero, localizado em frente à torre, na margem oposta do Sena. Outra forma de chegar a torre é através do metrô Ecole Militaire e caminhando pelo parque Champ de Mars.

Metrô: Bir Hakeim, Trocadéro ou Ecole Militaire / RER: Champ de Mars

Foto: Torre Eiffel[/picturethis]

 

 

[picturethis2=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/a/a4/NotreDameDeParis.jpg/451px-NotreDameDeParis.jpg 225 300 Notre Dame][t3]Notre Dame[/t3]

A Catedral de Notre Dame está localizada na Cité, a ilha do Rio Sena, e foi precedida por um templo romano a Júpiter, uma basílica cristã e uma igreja romana. Sua construção foi iniciada em 1163 durante o reinado de Luís VII, e sua pedra de fundação foi colocada pelo Papa Alexandre III.

Metrô: Cité / RER: Châtelet-Les Halles, Saint Michel-Notre Dame

Foto: Notre Dame, Wikipedia[/picturethis2]

 

 

[picturethis=http://www.paris.org/Monuments/Sainte.Chapelle/gifs/sainte.chapelle.interior.jpg 170 256 Saint-Chapelle][t3]Saint-Chapelle[/t3]

Capela gótica famosa por seus vitrais, que circundam todo o andar superior. Fica localizada na ilha Cité, próximo à Notre Dame. A Saint-Chapelle é cercada pelo pelo Palais de Justice.

Metrô: Cité / RER: Saint Michel-Notre Dame

Foto: Saint Chapelle[/picturethis]

 

 

[picturethis2=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/7/75/Conciergerie_von_N.JPG/800px-Conciergerie_von_N.JPG 266 182 Conciergerie][t3]Conciergerie[/t3]

Construção no estilo de uma Fortaleza que faz parte do complexo do Palais de Justice. Ao longo da história foi um lugar de prisões, torturas e mortes. Seu mais ilustre prisioneiro foi Maria Antonieta, durante a Revolução Francesa.

Metrô: Cité

RER: Saint Michel-Notre Dame, Châtelet-Les Halles

Foto: Conciergerie, Wikipedia[/picturethis2]

 

 

[picturethis=http://www.paris.org/Monuments/Arc/gifs/arc0.jpg 192 288 Arc de Triomphe][t3]Arco do Triunfo[/t3]

A ordem para a construção do Arco do Triunfo foi dada por Napoleão, logo após sua vitória em Austerlitz em 1806, e a construção foi concluída em 1836. Em cada um dos 4 pilares há uma escultura grandiosa em homenagem à uma vitória francesa. No arco também estão gravados os nomes de batalhas e generais franceses (aqueles cujos nomes estão sublinhados morreram em combate). Em baixo do arco encontra-se o túmulo do soldado desonhecido.

Metrô/RER: Charles de Gaulle-Etoile.

Foto: Arco do Triunfo[/picturethis]

 

 

[picturethis2=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/3/39/Champs-%C3%89lys%C3%A9es_from_Arc_de_Triomphe.jpg/800px-Champs-%C3%89lys%C3%A9es_from_Arc_de_Triomphe.jpg 266 192 Champs-Élysées][t3]Champs-Elysées[/t3]

É a avenida mais famosa de Paris, com seus cafés e lojas de luxo. A Champs-Élysées tem 2 Km e se estende desde a Place de la Concorde até a Place Charles de Gaulle (antigamente conhecida como Place l’Étoile), onde fica o Arco do Triunfo.

Metrô: Charles de Gaulle-Étoile, George V, Franklin Roosevelt, Champs-Elysées-Clemanceau, Concorde

Foto: Champs-Élysées vista do Arco do Triunfo, Wikipedia[/picturethis2]

 

 

[picturethis=http://img293.imageshack.us/img293/2083/16013placedelaconcorde0.jpg 194 259 Place de la Concorde][t3]Place de la Concorde[/t3]

Esta é a maior praça de Paris, fica localizada no começo da Champs-Elysées. Foi inaugurada em 1763 e durante a Revolução Francesa ficava no centro da Place de la Concorde a guilhotina que executou Luis XVI, Maria Antonieta, Robespierre, entre outros. Durante a revolução foi removida a estátua de Luis XV que ficava no centro da praça, e substituída pelo Obelisco de Luxor, que ficava na entrada do Templo de Amon em Luxor, e foi dado como um presente do Egito para a França. No mesmo período foram construídas fontes e estátuas que representam as grandes cidades francesas.

Metrô: Concorde

Foto: Place de la Concorde, Samantha Vasques[/picturethis]

 

 

[picturethis2=http://www.parissweetparis.com/images/les%20Invalides_small.jpg 180 116 Les Invalides][t3]Les Invalides[/t3]

O Hôtel National dês Invalides é um complexo que inclui o Musée de l'Armée, o Musée des Plans-Reliefs, o Musée de l'Ordre de la Libération e a Eglise de St-Louis-des-Invalides. O túmulo de Napoleão se encontra em uma cripta sob o domo de Les Invalides.

Metrô: Invalides

Foto: Les Invalides, Paris Sweet Paris[/picturethis2]

 

 

[picturethis=http://img238.imageshack.us/img238/2826/12011sacrecoeur02g.jpg 194 259 Sacre Coeur][t3]Sacre Coeur[/t3]

Fica localizada na região de Montmartre, que é conhecida como o centro artístico de Paris, onde viveram e trabalharam artistas como Picasso, Dali, Duchamp, Toulouse-Lautrec e outros. A basílica está em um dos pontos mais altos de Paris, sobre a colina de Montmartre, proporcionando vistas espetaculares da cidade. Próximo à Sacre Coeur fica a Place du Tertre, onde vários artistas vendem seus trabalhos.

Metrô: Anvers, Abbesses, Château-Rouge ou Lamarck-Caulaincourt

Foto: Sacre Coeur, Samantha Vasques[/picturethis]

 

 

[picturethis2=http://img177.imageshack.us/img177/2339/16011jardindeluxembourg.jpg 259 194 Luxembourg][t3]Jardin et Palais du Luxembourg[/t3]

Palácio cercado de jardins construído para Maria de Médici no século XVII. É um grande parque com muitas flores. Lá encontram-se muitas estátuas em homenagem às rainhas da França.

Metrô: Luxembourg, Port Royal

Foto: Palais du Luxembourg, Samantha Vasques[/picturethis2]

 

 

[picturethis=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/thumb/c/c3/Pantheon_wide_angle-kpcdotexposuremanagerdotcom.jpg/400px-Pantheon_wide_angle-kpcdotexposuremanagerdotcom.jpg 200 300 Pantheon][t3]Panthéon[/t3]

Luis XV ordenou sua construção inicialmente como uma igreja para St. Ganèvieve, a padroeira de Paris, mas durante a revolução foi transformado em um mausoléu para os grandes homens franceses. Dentre os que estão sepultados lá se encontram Voltaire, Rousseau, Mirabeau, Marat, Victor Hugo, Emile Zola, e Soufflot, o arquiteto do Panthéon.

Metrô: Cardinal Lemoine

RER: Luxembourg

Foto: Domo no interior do Pantheon, Wikipedia[/picturethis]

 

 

[picturethis2=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/7/79/Palais_Garnier_bordercropped.jpg/800px-Palais_Garnier_bordercropped.jpg 266 200 Opera Garnier][t3]Opéra Garnier[/t3]

O prédio é ornamentado e ricamente decorado, com frisos de mármore multicolorido, colunas e muitas estátuas. O interior é também muito rico, com veludos, superfícies folheadas a ouro, querubins e ninfas. O candelabro central do salão principal pesa mais de seis toneladas.

Metrô: Opéra

RER: Auber

Foto: Opéra Garnier, Wikipedia[/picturethis2]

 

 

[picturethis=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/e/e6/Paris_Night.jpg/800px-Paris_Night.jpg 400 137 Tour Montparnasse][t3]Torre Montparnasse[/t3]

O acesso aos visitantes fica aberto no 56º e 59º andares, proporcionando uma bela vista da cidade de Paris.

Metrô: Montparnasse-Bienvenüe

Foto: Vista da Tour Montparnasse, Wikipedia[/picturethis]

 

 

[creditos]Paris Pages[/creditos][/align]

Link para o post
  • 3 semanas depois...
  • Membros de Honra

[align=justify][t1]Museus[/t1]

 

[picturethis=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/5/54/Louvre.jpg/450px-Louvre.jpg 225 300 Louvre][t3]Louvre[/t3]

Dispensa maiores comentários. Foi construído em 1.190, como uma fortaleza para os ataques dos vikings, na época do rei Felipe Augusto.

Depois de quatro séculos e de várias reformas, inclusive a polêmica pirâmide de vidro, está agora mais completo do que nunca, com uma das mais importantes coleções do mundo. É impossível visitar todas galerias num só dia.

Entrada gratuita:

- Menores de 18 anos;

- 1° domingo de cada mês;

- Sextas feiras de 18:00 às 21:45 a entrada é gratuita para visitantes menores 26 anos.

Site: http://www.louvre.fr/llv/commun/home.jsp

Foto: Louvre, Wikipedia[/picturethis]

 

 

[picturethis2=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/8/80/MuseeOrsay_20070324.jpg/800px-MuseeOrsay_20070324.jpg 400 200 Dorsay][t3]Musée D’Orsay[/t3]

Localizado em uma fabulosa estação de trem do início do século, é um museu extremamente agradável de ser visitado, pela sua luz natural, e pelo seu tamanho, que não é muito cansativo. Bem dinâmico, dividido em função dos diferentes movimentos artísticos. Há preciosidades de 1848 à 1914, como obras de Renoir, Gaugin, Rodin, Monet.

Entrada gratuita:

- Menores de 18 anos;

- 1° domingo de cada mês

site: http://www.musee-orsay.fr/fr/accueil.html

Foto: Interior do Museu D'Orsay, Wikipedia[/picturethis2]

 

 

[picturethis=http://conexaoparis.files.wordpress.com/2007/08/pompidou2.jpg 250 187 Pompidou][t3]Centre Georges Pompidou[/t3]

O futurístico Centro Pompidou foi construído nos anos 70 e batizado em homenagem ao presidente francês anterior Georges Pompidou (1911-74). O centro é famoso pelo seu Museu de Arte Moderna, que cobre a arte do século XX, do Fauvismo e do Cubismo ao Abstrato do pós-guerra. Outros destaques incluem o restaurante na cobertura e a escada rolante fechada por vidros.

Entrada gratuita:

- Menores de 18 anos;

- 1° domingo de cada mês

site: http://www.cnac-gp.fr

Foto: Conexão Paris[/picturethis]

 

 

[t3]Musée National Picasso[/t3]

Situado numa casa de 1656, o Museu Picasso é puro charme. Aproveite para curtir a fase azul do artista. É um museu pequeno, rápido de ser visto, mas imperdível também pelo lindo jardim de esculturas.

Entrada gratuita:

- Menores de 18 anos;

- 1° domingo de cada mês.

site: http://www.musee-picasso.fr

 

 

[t3]Musée Rodin[/t3]

O Museu Rodin é um museu que foi inaugurado em 1919 no Hotel Biron e exibe inúmeros trabalhos do escultor Auguste Rodin.

Rodin usou o Hotel Biron como a sua residência a partir de 1908, e posteriormente doou sua coleção de esculturas (juntamente com quadros de Vincent Van Gogh e Pierre-Auguste Renoir, que tinha adquirido) para o Estado francês sobre a condição de que transformar o edifício em um museu dedicado à sua obra.

O Museu Rodin contém significativas criações do escultor, incluindo “O Pensador’ e “O beijo”.

Entrada gratuita:

- Menores de 18 anos;

-1° domingo de cada mês

site: http://www.musee-rodin.fr

 

 

[t3]Musée du Moyen Age[/t3]

Para os apreciadores de arte medieval, é um o Musée du Moyen Âge é maravilhoso, com peças super interessantes, vitrais, esculturas góticas, tapeçarias que são verdadeiras jóias do Império Bizantino, Irã Egito, etc. Não perca a boutique com réplicas de jóias antigas, lindas.

Entrada gratuita:

- Menores de 18 anos;

- 1º domingo de cada mês.

site: http://www.musee-moyenage.fr/

 

[t3]Musée du quai Branly[/t3]

É um museu dedicado às artes e às civilizações de África, Ásia, Oceania e América e que se propõe a ser um lugar de "diálogo de culturas".

O novo museu, cujo símbolo é uma escultura pré-hispânica da cultura mexicana de Chupícuaro, é sem dúvida o mais importante do mundo dedicado à arte primitiva de quatro continentes.

Entrada Gratuita:

- Menores de 18 anos;

- 1° domingo de cada mês

site: http://www.quaibranly.fr

 

 

[t3]Invalides[/t3]

site: http://www.invalides.org

Dentro dele, há alguns museus, tais como:

 

Musée de l'Armée

Onde você pode contemplar armaduras medievais, armamento renascentista e colonial, até as salas das últimas guerras.

 

Musée des Plans-Reliefs

Com modelos de várias cidades francesas em localizações estratégicas.

 

Musée l'Ordre de la Libération

Faz homenagem àqueles que lutaram durante a Segunda Guerra Mundial, sob o comando de Charles de Gaulle.

E do outro lado do complexo, visite a imponente Église du Dome com sua cúpula dourada e, talvez a maior atração de todo o local, o túmulo de Napoleão, onde luxo e o esplendor cercam os restos mortais do imperador.

 

 

[t3]Musée du Barreau de Paris[/t3]

O museu possui várias obras de arte (pinturas, esculturas, gravuras, fotografias), manuscritos e impressos, a história jurídica do francês século XVII até hoje. Este museu oferece vários documentários importantes para um melhor conhecimento sobre Paris, de personalidade como: Louis XVI, Marie Antoinette, Zola no caso Dreyfus, Ney, Cambronne, Villain (o assassino de Jaurès), Stavisky. Ele também mantem um rico acervo de notas dos argumentos de famosos advogados, tais como: Chauveau-Lagarde, Fernand Labori, Leon Gambeta, Raymond Poincaré, Jacques Isorni. A visita ao museu termina com uma exposição de cartas despedida de advogados desapareceram durante a Segunda Guerra Mundial. Com todos os episódios e personalidades do património francês, este museu vai deliciar amantes da história.

Entrada: Gratuita (mediante reserva)

sites relacionados:

http://www.evene.fr/culture/lieux/musee-du-barreau-de-paris-6234.php

http://www.cityzeum.com/musee-du-barreau-de-paris

 

 

[t3]Musée-librairie du compagnonnage[/t3]

O museu é operado pela Compagnons du Tour de France, na antiga sede do Compagnons Charpentiers du devoir de Liberté ("Indiens"), possui diversos documentos da história do comércio francês dos guildas (associação de artesãos de um determinado comércio) a partir de suas origens medievais até à atualidade. Contém artefatos, ferramentas, fotografias e documentos relativos a estas diversas associações de artesãos qualificados em áreas como cozinha, pastelaria, canalizações, grilhões, alvenaria, carpintaria, etc.

Entrada: Gratuita

site relacionado: http://www.paris.org/Musees/Compagnonnage

 

 

[t3]Musée du Grand Orient de France[/t3]

Museu que conta a história da Maçonaria européia.

No seu acervo encontram-se diversas obras, tais como: O "Constituições de Anderson", Os mistérios de alvenaria, Porcelana Meissen estatueta, O "serviço a 25 símbolos", Grau maçônicas aquarelle 1766, Avental de Voltaire , etc...

Encontra-se fechado. Sua reabertura é estimada para Maio de 2009.

site: http://www.godf.org/musee.asp

 

 

[t3]Musée Valentin-Haüy[/t3]

O museu foi criado em 1886 pelo professor Esgard Guilbeau do Instituy Nacional de Jeunes Aveugles, e nomeado em homenagem a Vatentin Haüy, fundador da primeira escola para cegos.

O Museu Valentin Haüy é um museu dedicado a ferramentas e educação de cegos. Está aberto terças e quartas-feiras à tarde, sem custo adicional.

Agora, é operado pela Associação Valentin Haüy. O museu contém objetos, equipamentos e livros de 1771 até ao presente documento que a história das ferramentas e da educação para os deficientes visuais.

Entrada: Gratuita

site relacionado: http://www.paris.org/Musees/Valentin.Hauly

 

 

[t3]Musée Lenine[/t3]

Museu dedicado a Lênin, revolucionário russo, responsável em grande parte pela execução da Revolução Russa de 1917, líder do Partido Comunista, e primeiro presidente do Conselho dos Comissários do Povo da União Soviética.

O museu contém a reconstrução do apartamento em que Lênin, sua esposa e mãe moraram no período de julho de 1909 a junho de 1912.

Entrada: Gratuita

site relacionado: http://www.paris.org/Musees/Lenine

 

 

[t3]Pavillon de l'Arsenal[/t3]

Criado em 1988, o Pavillon de l'Arsenal é o centro de informação, documentação e exposição, para o planejamento urbano e arquitetura de Paris. É um lugar único, onde encontramos informações sobre o desenvolvimento urbano e arquitetônico de Paris.

Entrada: Gratuita

site: http://www.pavillon-arsenal.com

 

 

[t3]Musée de la Société de l'histoire du Protestantisme français[/t3]

Museu voltado para a preservação da história do protestantismo francês. Possui em seu acervo documentos e objetos que evocam a memória do protestantismo.

Entrada: gratuita

site relacionado: http://www.paris.org/Musees/Protestantisme[/align]

Link para o post
  • Membros de Honra

[align=justify][t1]Como chegar a Paris[/t1]

 

[t3]Trem[/t3]

Vindo de outros países você vai chegar a Paris em uma destas 6 estações, dependendo do seu local de partida (verifique com antecedência): Gare du Nord, Gare d’Austerlitz, Gare de l’Est, Gare de Lyon, Gare St Lazare e Gare Montparnasse. Há estações de metrô em todas elas, de modo que você não vai ter dificuldade em chegar ao seu hotel ou albergue.

 

 

[t3]Avião[/t3]

Existem 3 aeroportos internacionais em Paris, que recebem vôos do Brasil e de outros países europeus. Eles são o Charles de Gaulle, o Orly e o Beauvais (este último é menos usado). Como nas outras capitais européias, os aeroportos ficam afastados do centro da cidade. Veja abaixo como chegar ao centro de Paris a partir dos principais aeroportos.[/align]

Link para o post
  • Membros de Honra

[t1]Formas práticas para se chegar e sair dos aeroportos de Paris[/t1]

 

[align=justify]Para aqueles que não querem se preocupar em pegar vários tipos de meios de transportes.

 

 

[t3]Aeroporto Charles de Gaulle (CDG)[/t3]

 

Opção 1) Roissybus

 

Itinerário:

Saída do centro de Paris, estação do metrô Opera

A partir de 5:45 às 19:00: a cada 15 minutos

De 19:00 às 23:00: a cada 20 ou 30 minutos

 

Saída de “Air Terminal” 1, 2 e 3 em Charles de Gaulle

A partir de 6:00 às 19:00 da noite: a cada 15 minutos

De 19:00 às 23:00: a cada 20 ou 30 minutos

 

Tempo estimado de viagem: 1 hora

 

 

Opção 2) RER B

 

O RER (Rede Expressa Regional) é a rede ferroviária urbana que liga diversas áreas de Paris a regiões mais afastadas, de um modo prático e rápido. Atualmente a rede é composta por 5 linhas, quais sejam: A, B, C, D, E.

 

[li=]O RER B é que faz a ligação entre Paris e o aeroporto Charles de Gaulle. Sendo que esse RER possui estações dentro de dois terminais do aeroporto: o nome das estações não poderia ser mais fácil. São elas, Aeroporto Charles de Gaulle 1 e Aeroporto Charles de Gaulle 2 (onde se situa o TGV).

Há vários modos de se pegar o RER B. Paris possui uma excelente malha de transportes. Metrô, RER, tudo se conecta. No entanto, nas estações Saint Michel Notre Dame, Chatêlet Lês Halles e Gare du Nord, por exemplo, se tem a opção de pegar diretamente esse RER.

Para finalizar, é só observar o sentido que se tem que tomar, no caso, Aéroport Charles de Gaulle.[/li][/align]

 

Tempo estimado de viagem: 45 min a 1 hora

 

 

Opção 3) Ônibus da companhia Air France

 

[align=justify]A Air France criou a linha de ônibus “Les Cars Air France” para organizar os deslocamentos entre Paris e os aeroportos de Charles de Gaulle e Orly.

Atualmente tornou-se um serviço acessível a todos os passageiros, independente da companhia aérea utilizada.

Há um total de 5 linhas que fazem o transporte até aos aeroportos.

 

As linhas para o Charles de Gaulle são:[/align]

 

Linha 2

 

Pontos de embarque/desembarque:

Etoile - Avenida Carnot, 1

Porte Maillot - Boulevard Gouvion St-Cyr

Charles de Gaulle 1 - setor de embarque, portão 34

Charles de Gaulle 2 - setor do pátio, portão 3

 

Horários:

Charles de Gaulle-Porte Maillot-Etoile - De 5:45 às 23:00

Etoile-Port Maillot-Charles de Gaulle - De 5:45 às 23:00

Saídas: 30 em 30 minutos

 

Linha 3

 

Realiza o translado entre os aeroportos Charles de Gaulle-Orly.

 

Pontos de embarque/desembarque:

Orly Sud - portão K

Orly Quest - portões B,C

Charles de Gaulle 1 - setor de embarque, portão 34

Charles de Gaulle 2: portão B 1

........................setor do pátio - portão 3

........................portão C 2

 

Horários:

Charles de Gaulle-Orly - De 5:55 às 22:25

Orly-Charles de Gaulle - De 6:30 às 22:30/ Fins de semana: 7:00 às 22:30

Saídas: 30 em 30 minutos

 

Linha 4

 

Pontos de embarque/desembarque:

Gare Montparnasse -Rua du Commandant Mouchotte

Gare de Lyon - Boulevard Diderot, 20

Charles de Gaulle 1- setor de embarque, portão 34

Charles de Gaulle 2: portão B 1

........................setor do pátio - portão 3

........................portão C 2

 

Horários:

Charles de Gaulle-Gere de Lyon-Montparnasse - De 7:00 às 21:00

Montparnasse-Gare de Lyon-Charles de Gaulle - De 6:30 às 21:30

Saídas: 30 em 30 minutos

 

 

 

[t3]Aeroporto de Orly[/t3]

 

Opção 1) Orlybus

 

Itinerário:

Saída da Praça Denfert-Rochereau, estação de metrô Denfert-Rochereau.

A partir de 5:45 às 23:30: a cada 15 a 20 minutos

 

Saída dos terminais Orly Sud e Orly Quest situados dentro do aeroporto.

A partir de 6:00 às 23:30: a cada 15 a 20 minutos

 

Tempo estimado de viagem: 1 hora

 

 

Opção 2) RER B + Orlyval

 

[align=justify]O RER B é também o meio utilizado para se chegar ao aeroporto de Orly. No entanto, agora se deve pegar o RER no sentido Saint-Rémi-lès-Chevreuse, e saltar na estação Antony.

 

Após isso, dentro dessa estação, você pegará o Orlyval, que é um sistema de metro automatizado que liga a estação Antony ao aeroporto de Orly, e pode ser utilizado gratuitamente para viajar entre os terminais Sud, West, além dos estacionamentos do aeroporto.[/align]

 

Tempo estimado de viagem: 45 minutos a 1 hora

 

 

Opção 3) Ônibus da companhia Air France

 

As linhas para Orly são:

 

Linha 1*

 

Pontos de embarque/desembarque:

Etoile - Avenida Carnot, 1

Invalides - Rua Esnault Pelterie

Gare Montparnasse - Rua du Commandant Mouchotte

Port D’ Orleans - Não é parada obrigatória. Deve ser requisitada.

Orly Quest - setor de embarque – portões B, C

Orly Sud - portão L

 

Horários:

Orly-Montparnasse-Invalides-Etoile - De 6:00 às 23:30

Etoile-Invalides-Montparnasse-Orly - De 5:55 às 22:55

Saídas: 30 em 30 minutos

 

Linha 1

 

Pontos de embarque/desembarque:

Gare Montparnasse - Rua du Commandant Mouchotte

Port D’ Orleans - Não é parada obrigatória. Deve ser requisitada.

Orly Quest - setor de embarque – portões B, C

Orly Sud - portão L

Horários:

Orly-Montparnasse - De 6:15 às 23:15

Montparnasse-Orly - De 5:45 às 23:15

Saídas:30 em 30 minutos

 

 

 

[t3]Aeroporto de Beauvais Tillé[/t3]

 

Opção 1 ) Shuttle

 

Ponto de embarque/desembarque:

Porte Maillot – Ponto de ônibus situado na Boulevard Pershing, perto do hotel Concorde Lafayette.

 

Os ônibus saem 3:15 antes do seu vôo.

 

O ticket pode ser comprado pelo site do aeroporto.

 

Tempo estimado de viagem: 1:15

 

 

Para maiores informações acessem:

http://www.ratp.fr

http://videocdn.airfrance.com/cars-airfrance/

http://www.aeroportsdeparis.fr/ADP/fr-FR/Passagers/Accueil/

http://www.aeroportbeauvais.com/index.php?lang=eng

Link para o post
  • 1 mês depois...
  • Membros de Honra

[align=justify][t1]Transporte em Paris[/t1]

 

Para ver mapas e informações sobre os meios de transporte disponíveis em Paris visite o site do Departamento de Turismo de Paris.

 

[t3]Caminhando[/t3]

Não perca a oportunidade de andar pelas ruas de Paris, em um roteiro caminhando você vai conhecer bem melhor a cidade do que por qualquer outro meio de transporte. A desvantagem é que por ser uma cidade muito grande alguns pontos turísticos são afastados, e você vai acabar tendo que usar outro meio de transporte de qualquer maneira.

Veja sugestões de roteiros a pé no relato Paris: 4 roteiros à pé a partir de um metrô! do usuário Tiago Fasano.

 

 

[t3]Metrô[/t3]

A rede de metrô de Paris é excelente e você pode chegar a qualquer lugar da cidade através dele. É ideal para quem não tem tempo de conhecer a cidade a pé, porém vai ver muito pouco das ruas de Paris se usar apenas o metrô. É a forma mais prática e fácil de se locomover pela cidade. Funciona de 6:00 à 0:30.

 

Preços:

Ticket unitário - € 1,60

Carnê com 10 tickets - € 11,40

 

 

[t3]RER[/t3]

O RER é o trem urbano de Paris. São 5 linhas, chamadas A, B, C, D e E. É mais rápido que o metrô pois tem menos paradas. Não esqueça de guardar o seu ticket pois ele será necessário para sair da estação no fim da viagem. Funciona de 6:00 à 0:30.

 

Preços:

Zona 1 e 2 - € 1,60

Para outras localidades a tarifa é variável de acordo com o destino.

 

 

[t3]Ônibus[/t3]

É uma boa opção pois você vê a cidade sem precisar se cansar andando, mas o trânsito pode ser um problema e atrasar seus planos. Funciona de 7:00 às 20:30, e algumas linhas funcionam de 20:30 à 0:30. São usados os mesmos tickets do metrô. O unitário pode ser comprado com o motorista.

As linhas “Noctilien” são 7 novas rotas que funcionam de 0:30 às 5:30. O ticket básico, que é o Ticket T+ custa 1,60 euros, mas alguns trajetos podem exigir mais de um ticket dependendo da zona.

 

 

[t3]Bicicleta[/t3]

O Vélib é um sistema de aluguel de bicicletas que funciona todos os dias durante 24 horas. Você pode pegar uma bicicleta numa das estações automáticas do Vélib e devolver em qualquer outra. Mais informações no site Vélib

 

Preços:

Até 30 minutos - gratuito

Primeira meia hora adicional - € 1

Segunda meia hora adicional - € 2

A partir da terceira meia hora adicional - € 4

 

 

[t3]Barco[/t3]

O Batobus tem 8 paradas ao longo do Sena. Funciona do fim de março ao começo de janeiro, com saídas a cada 15 a 25 minutos. Mais informações no site do Batobus. Além do batobus, existem outras empresas que fazem passeios pelo Sena, mas não há paradas, não servindo como meio de transporte.

 

Horários:

Março, abril e outubro – 10:00 às 19:00

Maio, junho, julho, agosto e setembro – 10:00 às 21:00

Novembro, dezembro e janeiro – 10:30 às 16:30

 

Preços:

Viagem única pelo máximo de 4 seções – € 7,50

Ticket de 1 dia, com viagens ilimitadas – € 11

Ticket de 2 dias, com viagens ilimitadas – € 13

Ticket de 1 mês – € 22

Ticket para toda a temporada – € 50[/align]

Link para o post
  • 3 semanas depois...
  • Membros de Honra

[t1]Passes para você economizar em Paris[/t1]

 

 

 

[picturethis=http://www.vamosparaparis.com/Parisvisite.gif 190 150 ParisVisite][t3]ParisVisite[/t3]

 

[align=justify]O ParisVisite é um cartão lhe permite viajar como e quando quiser. Com ele você viaja ilimitadamente nos serviços de transportes públicos, tais como: ônibus, metrô, RER, orlyval, tramway, funicular Montmartre, Montmartrobus, transilien suburbano SNCF, Noctilien (ônibus noturnos) e ônibus da rede Optile, de acordo com a abrangência das zonas escolhidas na compra do passe.

 

Ele é válido a partir do primeiro dia de utilização e não do dia da compra. Sendo assim, você pode adquiri-lo antecipadamente.

 

O dia inteiro é cobrado qualquer que seja o momento de começar a usar o passe durante o horário de funcionamento (entre as 5:30 e 1 hora).

 

Depois de ter comprado o seu passe ParisVisite, preencha o cartão com o seu nome e sobrenome. Tome cuidado para escrever o número de série do cartão no cupom que você ganha juntamente com o mesmo. Adicione também no cupom a data de início da utilização do passe. O cartão e o cupom devem ser mantidos juntos e devem ser mostrados para fins de inspeção quando solicitados.

 

Você pode escolher o cartão com a validade de 1, 2, 3 ou 5 dias consecutivos e também pode escolher entre as zonas de 1 à 3 ou a mais completa que é a zona 1 à 6.

 

Nas zonas de 1 à 3 você pode visitar todos os pontos turísticos mais centralizados como Arco do Triunfo, Museo do Louvre, Torre Eiffel entre outros.

 

Já escolhendo entre as zonas de 1 à 6, além deses pontos centrais, você poderá transitar entre Disneyland Resort Paris (zona 5), Palácio de Versailles (zona 4), Aeroporto Charles de Gaulle (zona 5) e Aeroporto de Orly (zona 4).

 

[li=Dica]Recomendo que compre logo o passe referente as zonas 1 à 6, já que uma ida e volta a Versailles e Orly, por exemplo, custariam mais ou menos 30 euros, e a maior diferença de preços entre as zonas é de 20 euros[/li]

 

Você pode comprar o ParisVisite em todas as estações de metrô, estações de RER, terminais de ônibus que possuam guichês, estações de transilien SNCF, aeroportos de Paris e nos centros de informações turísticas.

 

O ParisVisite também proporciona descontos em alguns pontos turísticos, tais como: Arco do Triunfo, Pantheon, Opera Garnier, além de dar descontos também em passeios de barco, museus e nas Galerias Lafayette.

 

Para consulta de preços e maiores informações, acesse o site: http://www.ratp.fr[/align][/picturethis]

 

 

 

[picturethis=http://www.ratp.info/picts/v2/miniature/navigo_decouverte_GF.gif 139 111 Navigo][align=justify][t3]Navigo Découverte[/t3]

 

Antes propriamente de comentar sobre o passe Navigo Découverte se faz necessário diferencia-lo do passe Navigo.

 

A diferença básica entre esses dois passes é que o passe Navigo é exclusivo de moradores e trabalhadores da região Ile-de-France. Enquanto que o passe Navigo Découverte pode ser utilizado por nós, os turistas.

 

Depois dessa breve diferença vamos começar a falar sobre o passe.

 

O passe Navigo Découverte é um passe que permite viagens ilimitadas nos serviços de transportes públicos, tais como: ônibus, metrô, RER, tramway, funicular Montmartre, transilien suburbano SNCF, Noctilien (ônibus noturnos) e ônibus da rede Optile, de acordo com a abrangência das zonas escolhidas na compra do passe.

 

O Passe abrange as diversas zonas de Paris. E para cada zona há uma tarifa diferente. O mais completo abrange a zona 1 à 6.

 

Você pode comprar o Navigo Découverte nas as estações de metrô, estações de RER, terminais de ônibus que possuam guichês e estações de transilien SNCF.

 

Para compra-lo se diriga as máquinas de compra de bilhete de qualquer estação do metrô, por exemplo, e escolha a opção de compra do Navigo Découverte. Pague o valor de 5,00€ (taxa de custo do cartão) na maquina e dirija-se ao guichê da RATP com o recibo emitido e um documento de identidade. Você receberá imediatamente o seu cartão, que deve ser preenchido na hora com seus dados, assim como apresentar uma foto 3x4 para sua confecção.

 

Feito isso, basta que solicite a carga de créditos de transporte no seu Navigo Découverte. Caso o guichê não disponha de dispositivo de carga, esta poderá ser feita nas máquinas de venda de bilhete da própria estação.

 

As cargas podem ser feitas com validade semanal ou mensal. A validade dos créditos é de segunda a segunda para carga semanal ou do primeiro ao ultimo dia do mês para carga mensal. Apesar do passe Navigo não ter limitação de uso durante a validade da carga, ele não permite que seja feita a validação duas vezes seguidas na mesma estação, uma vez que é de uso pessoal e intransferível.

 

Você verá que algumas catracas do metrô são de uso exclusivo dos portadores do passe Navigo/Navigo Découverte - o que já é uma vantagem aos aderentes ao sistema. No ônibus o cartão Navigo/ Navigo Découverte também deve ser validado nas maquininhas localizadas na porta de entrada e próximas ao motorista.

 

[li=Importante]Para que tenha efeito em caso de fiscalização, o passe Navigo Découverte deve ser apresentado juntamente com um documento de identidade.[/li]

 

[li=Desvantagem]A desvantagem do passe é o seu calendário. A validade do cartão começa na segunda-feira de manhã, primeiro serviço (normalmente em torno de 05:30) e termina no domingo seguinte ao último serviço (metrô, trens, normalmente, chegam na sua estação terminal de cerca de 01:30).

 

Se você chegar no meio da semana, pode não ser vantajoso comprar o passe. Após de 0:00 de quarta-feira você não pode adicionar zonas no passe para a semana em curso.[/li]

 

Para consulta de preços e maiores informações, acessem:

 

http://www.ratp.info/orienter/trafic.php

 

https://www.navigo.fr/pages/accueil.html[/align][/picturethis]

 

 

 

[picturethis=http://www.ratp.info/picts/v2/miniature/ticket_mobilis_stif_GF.gif 139 62 Mobilis][t3]Mobilis[/t3]

 

[align=justify]O Mobilis é um bilhete que lhe permite viajar dentro das zonas selecionadas nas linhas da RATP, nos trens suburbanos SNCF e nos ônibus da rede Optile.

 

O Passe abrange as diversas zonas de Paris. E para cada zona há uma tarifa diferente. O mais completo abrange a zona 1 à 6.

 

O bilhete é válido por um dia durante o horário de expediente (entre às 5h30 e 1 hora).

 

O Mobilis está disponível em todas as estações de metrô,RER, terminais de ônibus que possuam guichês e estações de transilien SNCF.

 

[li=Desvantagens]O Mobilis não pode ser usado para os serviços dos aeroportos, entre eles: Orlybus, Orlyval, Roissybus, Roissyrail e Orlyrail.[/li]

 

 

Para consulta de preços e outras informações, acessem :

 

http://www.ratp.fr

 

http://www.ratp.info/informer/forfait1j.php[/align][/picturethis]

Link para o post
  • Membros de Honra

[align=justify][t1]Links Úteis[/t1]

 

http://www.voyages-sncf.com/ - Bilhetes de trem entre cidades na França

 

RATP - Serviço de transporte urbano em Paris

 

Mapa de transportes - Mostra todas as linhas do metrô e do RER

 

Office du Tourisme et des Congrès de Paris - Informações gerais para turistas em Paris. Não deixe de ver principalmente a seção de transportes.

 

Les Pages de Paris - Informações diversas

 

Conexão Paris - Blog de uma brasileira que mora em Paris com ótimas dicas[/align]

Link para o post
  • 4 meses depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...