Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Júnia Pimenta

Santiago - Guia de Informações

Posts Recomendados

Atualizado em fevereiro/2010

 

[info]Este tópico é um Guia de Santiago que está sendo construído com informações de viagens realizadas pela equipe do site e, principalmente, com informações de usuários que foram postadas nos fóruns relacionados ao tema aqui no Mochileiros.com. Este guia é atualizado periodicamente.

 

O Mochileiros.com é uma fonte gratuita de informações para viajantes de língua portuguesa e a contribuição de todos os membros é muito importante.

 

Veja como contribuir com o Guia de Santiago:

1- Faça perguntas ou deixe suas dicas no Tópico: Santiago - Perguntas e respostas

2- Deixe sua dica sobre onde se hospedar no Tópico: Santiago - Hotéis e Albergues

3- Deixe sua dica sobre para onde sair no Tópico: Santiago - Baladas e Noitadas

4- Deixe sua dica sobre vinícolas no Tópico: Santiago - Vinícolas

5- Escreva um relato sobre sua viagem por Santiago[/info]

 

 

[t1]Guia de Santiago[/t1]

Capital federal da República do Chile e terceira em melhor qualidade de vida da América Latina.

 

[align=justify]Tendo a imponência da Cordilheira dos Andes como cenário de fundo, Santiago revela-se uma das mais belas cidades de todo o continente sul-americano. A capital chilena reserva espaço importante para a preservação de sua história, cultura, tradição, lazer e meio-ambiente. Ao longo de suas ruas, avenidas, parques e praças, o mochileiro tem a chance de mergulhar no próprio orgulho que o povo guarda pelo seu país e pela sua história. Além disso, ao visitar os parques naturais, estações de esqui, vinícolas e cidades litorâneas, percebe-se ainda a importância, o cuidado e o carinho que a população local tem em relação à sua terra. Com certeza uma viagem que ficará marcada na memória.

 

Santiago, ou Grande Santiago, possui uma população de quase 6 milhões de habitantes e é a terceira em melhor qualidade de vida na América Latina, porém sofre com a contaminação do ar devido a estar envolta por montanhas no Vale Central, principalmente no inverno. A cidade é dividida em 26 comunas, bairros com própria administração, espécie de prefeituras. Cada comuna tem poderes próprios sobre seus bairros que mantêm tradições diferentes entre si. É fácil notar estas diferenças depois de uma caminhada atravessando alguns deles.

 

A economia do Chile é o retrato da evolução de Santiago. Hotéis maravilhosos, restaurantes finíssimos, shoppings com todas as grandes grifes mundiais e arquitetura ultra-moderna. Por aqui, não se vê pessoas dormindo nas ruas (nas áreas turísticas) ou pedindo esmolas, pelo contrário, se vê um povo extremamente educado que para o carro assim que um pedestre pisa na faixa e altamente nacionalista, com leis punindo os que não honram a pátria. É uma cidade segura, mas com a criminalidade aumentando aos poucos, apesar de crimes com armas de fogo serem os casos mais raros.

 

Santiago no inverno funciona mais como destino turístico internacional, principalmente por milhares de brasileiros que visitam a região a procura de esqui. No verão, se torna mais um destino turístico nacional, tendo como principal destino o litoral próximo à cidade, ou seja, Viña del Mar, o principal balneário chileno.[/align]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t1]Geografia e Clima[/t1]

 

[align=justify]A cidade de Santiago está localizada em um vale chamado Vale Central. Este vale é parte de uma depressão e está delimitado pelo cordão Chacabuco, a Cordilheira dos Andes, a Angostura de Paine e a Cordilheira da Costa. O clima de Santiago é o temperado, com chuvas, ventos e frio ameno no inverno e outono, com um verão muito quente e seco, e uma primavera com ótimas temperaturas.

 

Um grave problema ambiental que a cidade sofre é a contaminação atmosférica existente. Esta característica se agrava durante o inverno e primavera, produzindo o aumento das infeccções respiratórias, principalmente em crianças.[/align]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t1]Como Locomover-se[/t1]

 

[align=justify]Aviões chegam e partem do Aeroporto Internacional Comodoro Arturo Merino Benítez, localizado a 13km do centro e utilizado tanto para vôos nacionais como para internacionais. A cidade possui ainda quatro terminais rodoviários que atendem leste a oeste e norte a sul do país – Alameda, Santiago, San Borja e Los Héroes. Os trens santiaguinos são mais voltados para o transporte de cargas, mas mesmo assim a cidade é servida de trens turísticos com direções como Chillán, Rancagua, Concepción e Temuco.

 

A cidade é marcada por muito trânsito na hora do rush e por isso uma ótima forma de conhecer a cidade é a pé, combinando com o metrô quando necessário, como quando se deseja ir a bairros como Las Condes e Vitacura. Andar de ônibus na cidade não é tão simples, é necessário comprar o passe para o ônibus em bancas de jornais antecipadamente, mas não é fácil utilizá-los para quem é turista por aqui.

 

Outra forma de se locomover pela cidade é a bicicleta, transporte que vem se tornando mais popular na cidade. Pegar um táxi pode ser uma boa opção também ou completa furada, pois quanto mais tarde, mais difícil é de se achar um táxi com a marcação inicial do taxímetro baixa. Alugar um carro só vale a pena para ir a vinícolas e visitar o litoral próximo à cidade.[/align]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t1]Principais Atrações[/t1]

 

[align=justify]Quatro ou cinco dias, contando com um bate e volta ao litoral, é um tempo razoavelmente bom para se conhecer diversas atrações da capital chilena. Os locais turísticos históricos mais importantes se encontram na região central da cidade, mas não se pode deixar de visitar nenhum dos bairros mais conhecidos sob o risco de não ter ido, porém não conhecido Santiago.

 

 

[t3]Centro[/t3]

Plaza de Armas - foto de Leonardo Caetano em Multiply

[picturethis=http://images.leoduca.multiply.com/image/7/photos/24/1200x1200/41/IMG-1320.jpg?et=%2BaZbbUcBv44BTP4B8v%2BC4w&nmid=118776683 320 240 Plaza de Armas]O centro santiaguino é cinza e barulhento, com uma grande circulação de pessoas pelas calçadas a qualquer hora do dia. O centro do Centro é a Plaza de Armas, foi aqui onde surgiu a cidade e era o centro político, econômico e social da cidade. Aqui estão: a Catedral Metropolitana, reconstruída quatro vezes devido a incêndios e terremotos, contando com uma bela estátua de madeira de São Francisco Xavier e seu museu de arte sacra; o Correo Central com seu museu postal e telegráfico; a Municipalidad de Santiago, antigo cabildo da cidade; e o pequeno Museo Histórico Nacional cujas obras de arte e utensílios encontrados no local mostram a história do Chile desde o século XVI até o século passado.

 

Próxima à Plaza de Armas, a sudoeste, se encontra o excelente Museo Chileno de Arte Precolombino. É sem dúvida alguma o melhor museu da cidade, onde as diversas culturas indígenas marcam presença com uma detalhada linha do tempo em forma de objetos e obras de arte. Próximo ao museu, está o Palacio de Los Tribunales de Justicia e o ex-Congreso Nacional com seus lindos jardins.

 

Mais ao sul do museu, está a Plaza de La Constitución, a praça que recebe a troca da guarda do Palacio La Moneda, em frente, aberto a visitação. A dica é visitar o palácio durante a troca da guarda que acontece às dez horas da manhã, em dias alternados, e depois conferir seu centro cultural. Poucos quarteirões a leste da praça, depois da Universidad de Chile, se encontra o charmoso micro-bairro Paris-Londres, de ruas estreitas. Nele estão a Iglesia de San Francisco, o edifício mais antigo da cidade, do século XVI, abrigando uma imagem peruana da Virgem Maria, e seu museu colonial.

 

Ao norte da igreja, atravessando a Avenida Libertador O’Higgins, se encontra o Paseo Ahumada, a rua de pedestres mais famosa do Chile, onde circula todo tipo de gente. A rua liga a avenida à Plaza de Armas e depois se transforma em Paseo Puente, ligando a praça ao Mercado Central, parada obrigatória para amantes de frutos do mar. Quase em frente ao mercado, está a Estación Mapocho, antiga estação ferroviária que virou centro cultural.[/picturethis]

 

[t3]Bellavista[/t3]

Vista do Cerro San Cristóbal - foto de Layfan Chau em flickr

[picturethis=http://farm1.static.flickr.com/87/207518045_9fc95a7a9d.jpg?v=1216097054 320 240 Vista do San Cristóbal]A rua de referência do bairro é a Pio Nono, que é sempre muito movimentada a noite devido à grande quantidade de bares, principalmente entre quarta-feira e sábado. Lá estão o Patio Bellavista, um mini-shopping a céu aberto com galerias de arte, artesanato e muitos bares e restaurantes, e a casa museu La Chascona, casa onde viveu o poeta chileno Pablo Neruda que conserva uma pequena parte dos objetos que o poeta adorava colecionar. É parada obrigatória!

 

Próximo ao museu está o Cerro San Cristóbal, muito frequentado pelos santiaguinos no fim de semana e parada de jovens casais apaixonados durante a semana. É um pedaço da Cordilheira dos Andes encravado no meio da cidade. Pode-se chegar ao cume para ver a Virgen de La Inmaculada Concepción a pé, de bicicleta ou pegando o funicolar a partir de uma estação em próxima a casa-museu de Neruda. Porém, evite andar a noite pelo Cerro, pois fica deserto e se torna um pouco perigoso. Uma atração no meio do morro é o Zoológico Nacional, ótimo para crianças.[/picturethis]

 

[t3]Providencia[/t3]

Teleferico no Parque Metropolitano - foto de Rodrigo (no solo pixeles) em flickr

[picturethis=http://farm4.static.flickr.com/3254/2788869915_038cefa991_b.jpg 320 240 Teleferico]Do outro lado do Cerro San Cristóbal, já no bairro de Providencia, se encontra o Parque Metropolitano. Nele estão o Jardín Japonés e o Jardín Botánico Mapumelu, suas principais atrações. O parque abriga ainda a Casa de la Cultura, com espetáculos musicais gratuitos todos os domingos ao meio-dia, e o observatório astronômico da Universidad Católica. Também vale a pena conhecer a Enoteca, onde se podem degustar os saborosos vinhos chilenos. Do alto do parque, pode-se descer a pé, de teleférico ou de bicicleta até o a entrada do parque, na base do morro. Da base do morro, pode-se fazer uma pequena caminhada pelo bairro para ver as principais atrações da região, como o El Patio e o Parque de Las Esculturas. O bairro não se caracteriza por atrações turísticas, mas sim por avenidas agitadas como a Suecia e a Providencia.[/picturethis]

 

[t3]Las Condes e Vitacura[/t3]

Avenida Isidora Goyenechea - foto de Leonardo Caetano em Multiply

[picturethis=http://images.leoduca.multiply.com/image/8/photos/24/1200x1200/117/IMG-1623.jpg?et=owXOD%2Bad8fksE1UOtJBfUA&nmid=118776683 320 240 Avenida Isidora Goyenechea]Para aqueles que gostam de longas caminhadas, pode-se chegar às atrações do bairro a partir de Providencia com algumas horas de caminhada. Os bairros se caracterizam por longas e belas avenidas, repletas de arranha-céus, riqueza e carros, muitos carros. Não são propriamente ruas para pedestres, apesar das largas calçadas. Estações de metrô servem razoavelmente a região, mas com ele não se desfruta da arquitetura moderna do bairro, portanto, vale a pena andar um pouco pelo bairro ou pelo menos pegar um táxi.

 

Entre as atrações do bairro estão as lojas de marca para as fãs de compras, o Parque Bicentenario, o Museo de La Moda, o Borderío e, para os fãs de um shopping, o grandioso e belo Parque Arauco, junto com sua área de lazer o Boulevard del Parque.[/picturethis]

 

[t3]Lastarria e Bellas Artes[/t3]

Cerro Santa Lucía - foto de Daniel Alejandro Aguilera em flickr

[picturethis=http://farm4.static.flickr.com/3512/3212653527_1ae0a51267_o.jpg 320 240 Cerro Santa Lucía]Os bairros mais artísticos de Santiago com certeza são Bellas Artes e Lastarria. Neles se encontram os principais museus, galerias de arte, cinemas, centros culturais e ateliês. Próximo ao Rio Mapocho estão o Museo de Arte Contemporáneo e o e o excelente Museo Nacional de Bellas Artes, de bela arquitetura e com diversas exposições de boa qualidade. Em frente ao museu, está o Parque Forestal, um parque recheado de verde e cheio de casais apaixonados, amigos fazendo piqueniques e crianças correndo pra lá e pra cá. Um bom local para relaxar.

 

Próximo ao parque, já em Lastarria, se encontra a Plaza Mulato Gil de Castro, que abriga pequenas cafeterias e o Museo de Artes Visuales. Por fora parece pequeno, mas se estende três andares solo adentro. É um pouco cara a visita, mas dependendo da exposição deve valer a pena. Da região, já é possível ver o Cerro Santa Lucía. A entrada do tranquilo parque é pela Libertador O’Higgins. O passeio pelo parque é muito agradável. Suas escadas intermináveis levam às torres no topo do morro. Evite as proximidades do morro à noite, quando a área fica com pouca iluminação. A leste da entrada do parque, está a Biblioteca Nacional.

 

Mais distante, na estação de metrô Baquedano, está o Parque Balmaceda, provavelmente a mais bela praça de toda a capital chilena. Este parque é ótimo para caminhadas e passeios tranquilos.[/picturethis]

 

[t3]Barrio Brasil[/t3]

Escultura em Concha y Toro - foto de Mundo Querido em flickr

[picturethis=http://farm4.static.flickr.com/3158/2525768597_559578007c_b.jpg 320 240 Concha y Toro]Antigo bairro aristocrata, atual bairro em renascimento. É o único bairro turístico onde deve se deparar com moradores de rua e é separado do Centro pela Rodovia Panamericana. No bairro estão presentes monumentos e prédios da história santiaguina. Um ponto de partida para se conhecer o bairro pode ser a partir da estação de metrô Toesca, que se encontra perto, talvez, da principal atração do bairro – o Palacio Cousiño, onde para entrar é necessário calçar chinelos de feltro para conservar o piso. O palácio foi residência da família Cousiño-Goyenechea, a mesma que é dona da famosa vinícola, e abriga lindas tapeçarias, jóias, cerâmicas, móveis, lustres e até encanações!

 

Próximo à estação de metrô República, está o micro-bairro Concha y Toro, um recanto romântico e antigo centro social da cidade, onde morou um dos irmãos da família Concha y Toro. Poucos quarteirões ao norte, se encontra a Plaza Brasil, uma pequena praça arborizada muito frequentada por estudantes, senhores que ficam apenas observando os visitantes da praça passando e crianças que curtem os brinquedos-arte no meio da praça. É o centro do bairro. Em frente à praça está a Iglesia de La Preciosa Sangre, ex-convento histórico chileno.

 

Alguns quarteirões a oeste da praça, está o micro-bairro Yungay, um pequeníssimo bairro construído a partir da Plaza Yungay em comemoração à vitória na batalha de Yungay. No fim do limite do micro-bairro, está o Parque Quinta Normal, que abriga os museus de Ciencia y Tecnología, de Historia Natural, Ferroviario e Artequín – todos voltados a crianças. Ao lado do parque, está o Centro Cultural Mutucana 100, um estilo centro cultural que ocupa antigos armazéns de tijolos.

 

Em frente ao Matucana está a Biblioteca de Santiago e um pouco adiante, a Estación Central, de onde partem os trens que ligam a capital a outras cidades. Outras atrações, mais distantes, são o Planetarium, que apresenta ótimas palestras e filmes sobre astronomia, sendo indicado para crianças, e o Parque O´Higgins, uma diversificada área de lazer que dispõe de um pequeno lago, playground, quadras de tênis, piscinas, palco para espetáculos de música e dança, pista de patinação no gelo no inverno, clube hípico, restaurantes e lojas, além de um aquário com diversas espécies de peixes e outros animais marinhos e um museu de insetos e conchas.[/picturethis]

 

 

[t1]Esqui[/t1]

 

[t3]Portillo[/t3]

http://www.skiportillo.com

Local com as pistas de esqui mais profissionais do Chile, tendo como ponto central o confortável hotel com seu único restaurante. Para esquiar em Portillo tem que garantir o tíquete com antecedência e não são fáceis de ser encontrados, pois são destinados aos hóspedes do hotel. São 17 pistas com a maioria delas voltadas para esquiadores avançados.

 

[t3]Valle Nevado[/t3]

http://www.vallenevado.com

Está dentro do complexo de esqui Tres Valles, o maior da América do Sul, que inclui também La Parva e El Colorado. Valle Nevado é o preferido dos turistas e é o preferido por snowboarders, além de possuir um half pipe de medidas oficiais. Conta com 35 pistas – a maioria delas voltadas para esquiadores avançados –, sete restaurantes, três bares, uma boate, além de quatro hotéis – o principal, Valle Nevado e outros três mais econômicos: Puerta del Sol, Tres Puntas e Valle del Sol.

 

[t3]El Colorado[/t3]

http://www.elcolorado.cl

Assim como Valle Nevado, está dentro do complexo de esqui Tres Valles. El Colorado é a estação mais popular entre os santiaguinos e a mais próxima da cidade. Conta com 22 pistas, sendo a maioria delas voltadas para esquiadores iniciantes. A estação é atendida pela pequena e adorável vila de Farellones, com infra-estrutura turística própria.

 

[t3]La Parva[/t3]

http://www.laparva.cl

Assim como Valle Nevado e El Colorado, está dentro do complexo de esqui Tres Valles. La Parva é freqüentada em sua maioria pela alta classe e atletas santiaguinos. Conta com 30 pistas, sendo a maioria delas voltadas para esquiadores avançados. Há inúmeros chalés e apartamentos para aluguel através da agência oficial da estação Propriedades La Parva, além de seis restaurantes e uma boate.

 

[t3]Lagunillas[/t3]

http://www.skilagunillas.cl

Estação de esqui de porte menor que as outras próximas de Santiago, mas nem por isso pequena. Possui 13 pistas de diversos níveis e possui um refúgio para aqueles que desejarem se hospedar próximos à estação, no Club Andino de Chile.

 

 

[t1]Vinícolas[/t1]

O Chile passou a ser fortemente conhecido como um grande e ótimo produtor de vinho a partir da década de 90, com destaque para suas uvas Carmenère. Uma opção bem gostosa de se conhecer as vinícolas chilenas é fazer a Ruta del Vino, um circuito turístico de vinho pelo Valle de Colchagua. Algumas da principais vinícolas:

 

[t3]Concha y Toro[/t3]

http://www.conchaytoro.com

Localizada em Pirque, a mais famosa vinícola chilena foi fundada em 1883 por Melchor Concha y Toro e pode ser visitada qualquer dia da semana. Pode-se ir por agência, táxi ou ônibus – a partir das estações Plaza de Puente Alto ou Las Mercedes, mas deve ser feita uma reserva. A visita inclui conhecer a antiga casa da família, os vinhedos e as adegas. Seu vinho mais conhecido é o Casillero del Diablo.

 

[t3]Cousiño Macul[/t3]

http://www.cousinomacul.cl

Localizada em Peñalolén, é a segunda vinícola mais visitada no Chile, sendo fundada em 1856 por Matías Cousiño e continua sendo administrada pela família Cousiño Macul. Pode-se ir por agência, táxi ou ônibus – a partir do bairro Las Condes, mas deve ser feita uma reserva. A visita inclui conhecer as adegas e passear pela história da família, assim como sua enorme coleção de garrafas de quase um século.

 

[t3]Santa Carolina[/t3]

http://www.santacarolina.cl

Localizada em Macul, é uma das vinícolas mais importadas por brasileiros, sendo fundada em 1875 por Luis Pereyra Cotapos cujo nome foi uma homenagem a sua esposa Carolina Iñiguez Vicuña. A vinícola faz parte da história chilena e pode ser visitada por táxi ou agência de segunda a sexta-feira e sua visita inclui conhecer as adegas e um pouco da história do país.

 

[t3]Outras[/t3]

Existem outras inúmeras ótimas e importantes vinícolas como Almaviva (http://www.almavivawinery.com), Emiliana (http://www.emiliana.cl), Haras de Pirque (http://www.harasdepirque.cl), Indómita (http://www.indomita.cl), Santa Rita (http://www.santarita.cl), Undurraga (http://www.undurraga.cl), Veramonte (http://www.veramonte.cl) e Viña Estampa (http://www.estampa.com), Santa Helena (http://www.santahelena.cl), entre outras muitas.

 

 

[t1]Arredores[/t1]

 

[t3]Valparaíso[/t3]

Valparaíso - foto de Antonio Bracani em flickr

[picturethis=http://farm2.static.flickr.com/1208/646196179_47abdd09fe_b.jpg 320 240 Valparaíso]É o principal porto do Chile, a capital da Região V e está localizado 117km de Santiago. Atualmente abriga o Legislativo e tem muitas atrações, incluindo uma grande e colorida arquitetura eclética situada nos colinas com seus tradicionais elevadores de acesso – os funiculares. Museus, feiras artesanais e uma vida noturna variada gastronômica são parte da atração desta pitoresca cidade. Entre suas principais atrações estão o Monumento a Los Héroes de Iquique, o Puerto Muelle Prat, a Iglesia Matriz, o Museo Naval y Maritimo assim como o ascensor Artilleria, que leva até o museu, o mais antigo de Valparaíso, e o grandioso palácio do congresso chileno. Não se pode deixar de citar a atração mais visitada da cidade, a casa-museu La Sebastiana, onde o poeta Pablo Neruda viveu, chegando-se a partir do ascensor Espiritu Santo. Outro ascensor que leva a outras boas atrações históricas da cidade é o Concepción.[/picturethis]

[t3]Viña del Mar[/t3]

Reloj de Flores - foto de Eduardo Manzo em flickr

[picturethis=http://farm4.static.flickr.com/3642/3371838780_bf5c12119d_b.jpg 320 240 Reloj de Flores]Conhecida como Ciudad Jardín, a cidade está localizada a 120km de Santiago e é rodeada por grandes espaços verdes. Suas praias, sua animada vida noturna, jogos de cassino e sua proximidade à capital, a torna um dos destinos favoritos de turismo nacionais e estrangeiros. Abriga anualmente o "Festival Internacional de Música de Viña del Mar", que é realizada anualmente no mês de fevereiro no Anfiteatro, de quais seus cidadãos têm muito orgulho. Viña começa após a Caleta Abarca Praia, onde existe o símbolo da cidade – o Reloj de Flores. Entre suas atrações estão o Casino Municipal, a Playa Acapulco, a Quinta Vergara, o Palacio Presidencial, o Museo Fonck, o movimentado distrito de Reñaca e as praias mais ao norte como Cochoa e Concón.[/picturethis]

[t3]Isla Negra[/t3]

Casa de Neruda em Isla Negra - foto de Philippe Poustoly em flickr

[picturethis=http://farm4.static.flickr.com/3425/3386719795_b7a546ecec_b.jpg 320 240 Casa de Neruda]Apesar do nome, é uma pequena cidade ao sul de Valparaíso, de onde saem ônibus para a cidade. A atração da cidade é a Casa Museo Pablo Neruda, de frente para o mar, onde o poeta se retirava constantemente para escrever seus livros.[/picturethis][/align]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t1]A Noite de Santiago[/t1]

 

[align=justify]As melhores boites e discotecas estão nos distritos de Bellavista e Providencia. Para quem prefer ir ao cinema ou ao teatro, basta verificar as páginas de jornais locais. É comum os santiaguinos fazerem um esquenta (previa) em algum bar antes de ir para a noite, já lá pelas 2h da manhã.

 

Alguns locais para uma grande noite recomendados pelos mochileiros do fórum:

 

Bar Constitución - O bar funciona até 1 hora e depois vira boate, tocando diversos tipos de música, dependendo do dia, mas o melhor é que a entrada é gratuita. Não deixe de provar os mojitos! Bellavista, http://www.barconstitucion.cl

 

Batuta - Casa de shows underground com o melhor do rock chileno. Nuñoa, http://www.batuta.cl

 

Boomerang - Um dos melhores pubs do Chile com preço razoável e saborosos pratos. Bomba nos fins de semana. Providencia

 

Dublin - Pub famoso com gente de todos os tipos e idades ao som de pop rock. Las Condes e Vitacura, http://www.dublin.cl

 

El Tunel - Bar e boate sempre lotado que toca muito hip-hop e soul. Bellas Artes, http://www.eltunel.cl

 

Esquina - Bar mauricinho para um ótimo esquenta em Santiago. Vitacura

 

Klub Mangosta - Clube de salsa que não toca só salsa com um ambiente muito animado. Providencia, http://www.clubmangosta.cl

 

Laberinto - Pub com bom atendimento e ambiente agradável que fica lotado em noites de futebol. Providencia

 

La Casa Club - Boa boate com 5 ambientes diversos, mas com público mais eletrônico. Bellavista

 

La Casa en El Aire - Pequena casa de shows de música latina. Bellavista

 

La Feria - Melhor club alternativo de Santiago, com preço convidativo e bastante música eletrônica com bons DJ's. Bellavista, http://www.laferia.cl

 

La Maestra Vida - Salsoteca pequena e sempre lotada com ótimo clima. Aqui não tem idade e nem vergonha de dançar! Bellavista, http://www.maestravida.cl

 

Las Lanzas - Tradicional bar santiaguino com mesas na rua e melhor lugar para um esquenta em Nuñoa. O preço é ótimo e ainda possui bons pratos de frutos do mar. Nuñoa

 

Las Urracas - A boate mais famosa e mais frequentada de Santiago. Possui vários ambientes desde eletrônico a reggaeton, mas é cara. Tem um bom happy-hour também. Vitacura, http://www.lasurracas.com

 

Off The Record - Bar todo de madeira e decorado com os maiores ícones chilenos pelas paredes. Bem tranquilo. Bellavista, http://www.offtherecord.cl

 

Santo Remedio - Lounge com boa comida ao som de trance e house. Não abre aos sábados, mas é a melhor opção aos domingos e início da semana. Providencia, http://www.santoremedio.cl

 

Zanzíbar - Bar com ótimo ambiente marroquino e música árabe, além de ótima comida. Las Condes, http://www.zanzibar.cl[/align]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t1]Onde Comer?[/t1]

 

[align=justify]A comida chilena é controversa: uns amam, outros odeiam. De qualquer forma, os pratos chilenos mais tradicionais derivam do mar, com muitos mariscos e peixes diversos. Entre os frutos do mar mais populares estão as machas, o centolla (caranguejos gigantes), as ostiones (algas) e as ostras.

 

A forma mais barata de se alimentar em Santiago, é comendo o menu del dia, que inclui uma entrada, o prato principal, uma bebida e uma sobremesa, isso tudo a partir de $2.500. Pratos populares no preço e no gosto são o lomo e o pollo a lo pobre. Lanches rápidos também são uma boa e nesse quesito os mais tradicionais são o completo - o cachorro-quente chileno com palta (um molho de abacate) - e a empanada, principalmente a de pino, com cebola, carne e ovo, e a de frutos do mar.

 

Não deixe ainda de provar o pastel de choclo, uma torta de milho recheada, e o mote con huesillos, uma espécie de suco bem gelado com pêssegos e trigo para ser "bebido" com a colher, como nosso açaí.

 

Alguns restaurantes recomendados pelos mochileiros do fórum:

 

Anakena

Ótimo restaurante de comida chilena e internacional, com excelente atendimento. É espaçoso e serve alguns dos alimentos mais finos de Santiago. Oferece também uma maneira original de requisitar seu alimento: como um mercado, onde você escolhe que parte de peixes ou de carne você quer e diz então ao chef como você o quer preparado. Las Condes

 

Aquí Está Coco

Ótima opção para o fim de semana. Servem excelentes pratos de peixes e mariscos, em um ambiente com decoração náutica. Cada dia há uma opção diferente de prato, pergunte ao garçom o que é o melhor para o dia. Este é um lugar bom para experimentar os machas famosos do Chile, servidos aqui à parmegiana ou um lenguado bernardino. Não é barato, mas vale a pena. Possui ainda uma adega aberta para visitas. Providencia, http://www.aquiestacoco.cl

 

Balthazar

Restaurante de cozinha chilena e internacional. Las Condes

 

Bravíssimo

Sorveteria mais popular do Chile, em diversos locais da cidade. Há diversas opções em taças, copos e casquinhas com os mais exóticos recheios e coberturas. Providencia e Centro

 

Cienfuegos

Bar e restaurante chique com música ao vivo, num belo ambiente. Bellavista, http://restaurantecienfuegos.cl

 

Dominó

Lanchonete com deliciosos sanduíches presente em toda a cidade de Santiago, com destaque para os completos. http://www.domino.cl

 

Donde Augusto

Principal restaurante do Mercado Central. É especializado em pratos do mar, como peixes, frutos do mar e sua maravilhosa sopa de mariscos, mas é um pouco caro, em média $6.000. Há boas opções de vinho para acompanhar a refeição por preço igual ou pouco menos. Centro, http://www.dondeaugusto.cl

 

El Caramaño

Restaurante de comida típica criolla. O ambiente tem personalidade, é acolhedor e os pratos são muito bons, vários baseados em frutos do mar e peixes, mas com bastantes opções além do mar. Bellavista

 

El Galeón

Restaurante concorrente do Donde Augusto no Mercado Central, porém há casos relatados de atendentes agindo de má fé, trocando cardápios - oferece-se um mais em conta, mas há um outro mais caro caso reclame de algum preço. Os preços dos vinhos no restaurante também são altos. Centro, http://www.elgaleon.cl

 

El Rápido

Bom restaurante para se deliciar de sanduíches e empanadas chilenas, além do tradicional caldo de mariscos. Centro

 

Joya del Pacifico

Bom restaurante no Mercado Central para se comer mariscos e salmão. Aproveite e experimente um pisco sour de cortesia! Centro

 

La Jaula Dorada

Restaurante de cozinha chilena. Providencia

 

Los Adobes de Argomedo

Restaurante com comida excelente, porém cara, mas com um belo show folclórico da Ilha da Páscoa que envolve até a platéia e tira todos para dançar. Providencia, http://www.losadobesdeargomedo.cl

 

Mares de Chile

Mais uma opção no Mercado Central. Tem uma das melhores sopas de mariscos da capital. Centro

 

Mesón de Pedro

Restaurante para se comer barato, pratos a partir de $1.500. Bellavista

 

München

Restaurante de cozinha alemã. Las Condes

 

Nuria

Restaurante grande com prato de preços em torno de $2.500. Um pouco sujo, mas com pratos bem servidos. Centro

 

Ocean Pacific's

Restaurante de frutos do mar para amantes deste tipo de comida com excelente custo benefício, apesar de não ser barato. Vale acrescentar que o atendimento agrada. Barrio Brasil, http://www.oceanpacifics.cl

 

Restaurant Giratorio

Possui uma das melhores vistas de Santiago – de dia as Cordilheiras e, à noite, as luzes da cidade. No restaurante, literalmente girando, há uma vista de 360° de Santiago, mas os pratos, apesar de muito bons, não são dos mais baratos, custando em média $8.500. Para preços mais em conta, peça o menu del día. Aproveite as taças generosas de vinho, mas não deixe de fazer uma reserva. Providencia, http://www.restaurantgiratorio.cl

 

Telepizza

Rede de pizzaria delivery presente em todo o Chile de massa fina em que você monta até 4 ingredientes e saboreia uma deliciosa pizza. http://www.telepizza.cl[/align]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t1]Onde ficar?[/t1]

 

ALBERGUES

 

[t3]::cool:::'> ::cool:::'> ::cool:::'> Albergues mais recomendados pelos mochileiros no fórum:[/t3]

EcoHostel - http://www.ecohostel.cl, Centro

The Bellavista Hostel - http://www.bellavistahostel.com, Bellavista

 

[t3]::cool:::'> ::cool:::'> Albergues recomendados pelos mochileiros no fórum:[/t3]

Andes Hostel - http://www.andeshostel.com, Bellas Artes

Atacama Hostel - http://www.atacamahostel.cl, Providencia

Hostal Providencia - http://www.hostalprovidencia.com, Providencia

Residencial Londres - http://www.lula.cl/residencial, Centro

 

[t3]::cool:::'> Albergues citados pelos mochileiros no fórum:[/t3]

Casa de José

Che Lagarto - http://www.chelagarto.com/br/hostel-em-santiago.php, Centro

Footsteps - http://www.footsteps.cl, Providencia

Hostal Casa Grande - http://www.hostalcasagrande.cl, Providencia

Hostal Forestal - http://www.hostalforestal.cl, Centro

La Casa Roja - http://www.lacasaroja.cl, Barrio Brasil

Newenkara - http://www.newenkarahostel.cl, Providencia

 

[t3]Albergues não recomendados pelos mochileiros no fórum:[/t3]

Casa Condell - http://www.casacondell.com, Providencia

HI-Santiago - http://www.hisantiago.cl, Centro

Hostal Río Amazonas - Barrio Brasil - http://www.hostalrioamazonas.cl, Barrio Brasil

Hostal Río Amazonas - Plaza Italia - http://www.hostalrioamazonas.cl, Providencia

La Chimba Hostel - Bellavista

Marilu's Bed and Breakfast - http://www.bedandbreakfast.cl, Providencia

Navetierra - http://www.navetierra.org, Bellas Artes

Plaza de Armas - http://www.plazadearmashostel.com, Centro

 

 

HOTÉIS ECONÔMICOS

 

[t3]::cool:::'> ::cool:::'> ::cool:::'> Hotéis mais recomendados pelos mochileiros no fórum:[/t3]

Vegas - http://www.hotelvegas.net/index3.html, Paris-Londres

 

[t3]::cool:::'> ::cool:::'> Hotéis recomendados pelos mochileiros no fórum:[/t3]

Aconcágua Apart Hotel - http://www.aconcaguaparthotel.cl, Las Condes

Apart Hotel Monteverde - http://www.moteles.cl/stgo2/scl2.htm, Bellavista

Chilhotel - http://www.chilhotel.cl, Providencia

Hotel Kapital - Centro

Londres - http://www.londres.cl/londres/espanol/inicio.htm, Paris-Londres

Los Arcos Hotel - Centro

Plaza Londres - http://www.hotelplazalondres.cl, Paris-Londres

 

[t3]::cool:::'> Hotéis citados pelos mochileiros no fórum:[/t3]

Alessandria Apartments II - http://www.chile-hotels.com/alessan2.htm, Las Condes

Hotel Libertador - http://www.hotellibertador.cl, Centro

Hotel Majestic - http://www.hotelmajestic.cl, Centro

Los Españoles - http://www.losespanoles.cl, Providencia

 

[t3]Hotéis não recomendados pelos mochileiros no fórum:[/t3]

Apart Hotel Cambiaso - http://www.aparthotelcambiaso.cl, Providencia

Apart Hotel Principado - http://www.hotelesprincipado.com/apartHotel, Centro

Apart Hotel San Marino - http://www.sanmarino.cl, Centro

Eurotel Providencia - http://www.eurotel.cl, Providencia

Holiday Inn Aeropuerto - http://www.holidayinnexpress.cl/app04/hogar/aerop.html, Aeroporto

Hotel ApartCenter - Providencia

Hotel Baleares - Providencia

Hotel Diego de Almagro Aeropuerto - http://www.dahoteles.com, Aeroporto

Hotel Paris - Paris-Londres

La Fayette - http://www.lafayette.cl, Providencia

Posada del Salvador - http://www.posadadelsalvador.cl, Providencia

Principado de Asturias - http://www.hotelesprincipado.com/indexpast.htm, Providencia

Sheraton Hotel & Convention Center - http://www.starwoodhotels.com/sheraton/property/overview/index.html?propertyID=296, Bellavista

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

santiago_bela_cidade_com_42.jpg

 

Santiago – Bela cidade com um maravilhoso postal de fundo.

 

A grande metrópole do Chile tem como pano de fundo, nada mais nada menos, do que a Cordilheira dos Andes. Por quase todos os lados da cidade, esta beleza fica estampada para quem circula pela capital chilena. Uma das cidades mais visitadas por brasileiros, Santiago é uma mistura de simpatia, boa gastronomia, história e cultura, seja pra quem a visite no inverno, querendo explorar o que há de melhor nas estações de esqui dos arredores, ou pra quem deseja desfrutar o clima ameno da cidade em épocas de calor.

 

O que costuma ocorrer quando se planeja uma viagem ao Chile, os turistas na maioria das vezes optam por chegar em Santiago e depois seguir em sua viagem para o norte ou para sul do país, desta forma, reservam para esta cidade, menos dias do que o necessário para conhecer bem o que Santiago oferece. Inclusive, incluem nesses poucos dias, suas idas a cidades vizinhas como Viña del Mar ou Valparaíso .

Praça da Cidadania

 

Praça da Cidadania

 

Santiago é uma cidade muito interessante e com grandes atrativos. A cultura está sempre presente! Nas estações de metrô por exemplo, que diga-se de passagem, funciona de maneira impecável e muito bem. Além de sempre limpas, as estações servem como galerias de artes em constante exibição.

Outro fator que chama a atenção é a limpeza das ruas. Parece que estão constantemente limpando o grande centro e dificilmente se vê concentrações de lixo.

 

O povo chileno é um atrativo a parte, a simpatia é quase uma constante e a disponibilidade para prestar qualquer serviço de orientação não era imaginável antes.

 

Santiago possui uma vida noturna agitada e a avenida Pio Nono próxima do Pátio Bellavista é bastante movimentada com inúmeros restaurantes, bares e pubs de boa qualidade. Pra quem quer este agito, está aí uma boa pedida.

Cerro de São Cristóvão

 

Cerro de São Cristóvão

 

Santiago possuí os famosos “Cerros” que são como nossos mirantes e valem certamente uma visita. O Cerro Santa Lúcia e o menor deles e fica em uma área mais central da cidade. O Cerro São Cristóvão é um espetáculo a parte, nele você tem uma belíssima vista da cordilheira e também dos prédios da cidade. É simplesmente fantástica a vista lá de cima. O acesso é fácil e começa pela subida pelo Furnicular (Bondinho que anda sobre trilhos puxados por cabo de aço. Na parte de cima tem várias barracas de artesanato, lanchonetes, um jardim japonês, um belo santuário da Imaculada Conceição e uma grande imagem da “Virgem”.

 

Este cerro faz parte do Parque Metropolitano que é o maior de Santiago que possui bosques, piscinas e o zoológica da cidade.

 

Valor Furnicular: 1.800,00 pesos ida/volta. Funcionamento Seg – 13h a 20 / Ter a Dom – 10h a 21h.

Escultura Praça de Armas

 

Escultura Praça de Armas

 

Assim como todo país com colonização espanhola, o estilo arquitetônico dessas cidades se assemelham muito. Um grande variedade de prédios com estilo próprio desta colonização foram construídos assim como uma grande praça central que na grande maioria das vezes se chama Plaza de Armas onde está localizada a Catedral Metropolitana. A Plaza de Armas é considerada o marco zero da cidade. Ela é muito interessante e bonita com seus imponentes prédios da época colonial, varias esculturas e arborização. Nela, além da Catedral Metropolitana que possui uma beleza exuberante, pode ser visto também o prédio dos Correios e o Museu Histórico Nacional. Foi nesta praça que em 1541, o conquistador espanhol Pedro de Valdívia fundou a cidade de Santiago.

A imponência da construção externa da Catedral Metropolina ainda não demonstra tudo de valioso que esta catedral possui. Sua área interna é simplesmente exuberante e vale uma visita detalhada. Lindos lustre e vitrais, diversas imagens de santos e um teto maravilhoso são atrações a parte.

 

Na região da Plaza de Armas estão o Museu Chileno de Arte Pré Colombiana, Museu Histórico Nacional, e o Museu Nacional de Belas Artes e ambos possuem grande acervo, além de uma grande riqueza histórica .

Valor Entrada Museu Arte Pré-colombiana: (Estava em reforma e fechado ao publico)

Palácio La Moneda

 

Palácio La Moneda

 

O Palácio La Moneda e o Centro Cultural La Moneda ficam na Praça da Cidadania que foi palco de importantes acontecimentos históricos. Neste mesmo lugar ocorrem a “Troca de Guardas” e como vimos somente o final dela, não posso afirmar que seja uma obrigação no teu roteiro. Se quiser ver vai a dica: Acontece nos dias pares (janeiro, abril, maio, agosto, novembro e dezembro) e ímpares (fevereiro, março, junho, julho, set, out), ou seja, dia sim e dia não as 10h da manhã.

 

Como toda grande cidade, Santiago também possui um interessante Mercado Central. Ele é o mais importante centro de compras de peixes e frutos do mar da cidade. Sua estrutura possui uma grande parte central onde ficam os principais restaurantes e também corredores laterais, onde na sua grande maioria são peixarias e pequenos restaurantes. Fomos visitar o Mercado Central por dois motivos: primeiro porque ir a um Mercado Central é quase que ponto obrigatório de qualquer roteiro e segundo porque queríamos provar a famosa “Centóia Gigante” (caranguejo gigante do chile) que é vendida por lá.

Centóia Gigante

 

Centóia Gigante

Entrada do Mercado Central

 

Entrada do Mercado Central

 

Gostamos muito do que vimos, realmente um Mercado estruturado com restaurantes interessantes, diversas peixarias, muitas lojas de artesanato, apesar de estar claro que é uma estrutura que espera receber muito mais turistas do que propriamente os moradores. Quanto a “centóia” (caranguejo gigante do Chile), uma decepção! Um preço absurdamente caro para pouco sabor. Fomos em um restaurante onde o proprietário é um brasileiro que, obviamente, foi extremamente simpático mas a centóia na minha opinião deixou muito a desejar (talvez meu paladar não seja tão apurado para degustar estes pratos). Mas fica a dica: se você deseja experimentar a centóia ou qualquer outro tipo de frutos do mar, não se sente no primeiro restaurante que parece te oferecer uma boa promoção. Os preços divergem e provavelmente a qualidade também. Nesta área central ficam inúmeros garçons oferendo seus serviços deixando até chata esta questão. Tente acertar na escolha.

 

Restaurante:El rey del Mariscal

Valor da centóia: 88.000,00 a grande (são 4 tamanhos: pequena, média, grande e gigante)

Praça de Armas

 

Praça de Armas

 

O Mercado Central fica bem numa área central como se fosse uma área próxima das rodoviárias do Brasil. Apesar das indicações que pudesse ser um lugar perigoso, não percebi em momento algum. Mas de qualquer forma tome os devidos cuidados.

 

Uma boa opção para quem tem um tempinho de sobra é fazer um passeio pelo Vale de Maipo onde estão algumas vinícolas de grande importância no cenário cultural e principalmente econômico do Chile. Agora, se tiver com o tempo um pouco escasso, vale uma visitinha pelo menos na Concha y Toro. São três possibilidades de passeios guiados mas talvez não tenham muito a se ver. Um passeio por alguns locais de armazenamento de vinho, algumas explicações óbvias (para quem conhece um pouquinho de vinho) e uma degustação um tanto quanto limitada (no caso do pacote mais simples). O mais interessante é a loja de souvenir que tem dentro da empresa. Nela você encontra inúmeros artigos para você ou para quem você quiser presentear no retorno ao lar. Uma boa dica: Se preferir, não precisa comprar um pacote para poder realizar este desejo, a linha 4 (azul escuro) do metrô leva você até quase a empresa. Se você descer na última estação (Plaza de Puente Alto) , você estará a pouquíssimos minutos da vinícola. Este trajeto seguinte você pode faze-lo de ônibus ou de táxi, pois a distancia realmente é muito curta.

 

Valores Metro: 580,00 a 640,00 o bilhete (depende do horário, varia o preço)

Valores Entrada Concha y Toro: 8.000,00 (duas degustações); 17.000,00 (intermediaria); 67.000,00 (completa). http://www.conchaytoro.com/web/tour-en/types-of-tours/

Táxi(Estação a Entrada da empresa): 3.000,00 (trecho)

Valores em Pesos Chilenos e Câmbio da Época: R$ 1,00 = $ 255,00

 

Algumas Atrações Turísticas:

 

Atraçoes: Linha e Estação de Metrô mais próxima

 

Cerro Santa Lúcia: L1 Santa Lúcia

Plaza da Cidadania: L1 La Moneda

Palácio La Moneda:(visita interna deve ser agendada) L1 La Moneda

Plaza de La Constituicion: L1 La Moneda

Museu La Chascona: (uma das casas de Pablo Neruda) L1 ou L5 Baquedano

Cerro San Cristobal: L1 ou L5 Baquedano

Tribunal de Justiça: L5 Plaza de Armas

Ex Congresso Nacional: L5 Plaza de Armas

Plaza de Armas: L5 Plaza de Armas

Passeo Ahumada: L5 Plaza de Armas

Museu Chileno de Arte Pré-colombiano: L5 Plaza de Armas

Correo Central: L5 Plaza de Armas

Museo Histórico Nacional: L5 Plaza de Armas

Mercado Central: L2 Puente Cal y Canto

Vinícula Concha y Toro: L5 Plaza de Puente Alto

 

Veja mais FOTOS de Santiago em: http://retrip.com.br/site/santiago-bela-cidade-com-um-maravilhoso-postal-de-fundo/

 

Outro post de Santiago (hospedagem, compras e mais) : http://retrip.com.br/site/santiago-hospedagem-ski-compras-e-dicas-complementares/

 

Veja mais e mais em: http://www.retrip.com.br

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens



×
×
  • Criar Novo...