Ir para conteúdo
DeDau

RetratodoPeru 11X4 relato, fotos, dicas, fones, preços...

Posts Recomendados

Como prometido, aqui está o Relato de Viagem, homônimo do blog, passando para os interessados as experiências e dicas colhidas por 4 amigos que tiveram excelentes 11 dias no Peru.

Importantíssimo: os preços e demais detalhes que passarei aqui são todos relativos a baixa temporada. Durante a alta temporada o nosso Real não consegue competir com todos os Dólares e Euros que desembarcam, aumentando os preços e diminuindo o nosso poder de negociação.

O câmbio colocava o Real de 20 a 24% mais barato que o Sol. Portanto, multiplique os valores que passo em Soles por 0,8 para ter os valores aproximados em real.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_planilha_roteiro.jpg

(clique na imagem para ampliar)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tudo começou quando os primeiros seres pré-históricos ficaram com uma irrefreável vontade de viajar e deixaram definitivamente a vida aquática.

Bom, para ser mais correta eu poderia dizer que tudo começou mesmo com o Big Bang e um monte de matéria que faz estrelas muito a fim de mudar de lugar.

Mas isso daria pano para muita manga, perna de calça e até gola de paletó e eu respeito os amigos que discordam de Darwin e acreditam na origem no barro.

Enfim, o que interessa mesmo é que esta viagem começou muito depois da extinção dos dinossauros e perto da eleição do Obama, quando estávamos com milhagens a vencer, coceira de tanto ficarmos parados (menos o Carlos que tinha recém-chegado da India onde comeu gafanhoto e andou de tuctuc) e um objetivo em comum: Machu Picchu.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_peru_bolg_imagem_1241354586_756690.jpg

detalhes explicadíssimos no blog http://retratodoperu11x4.blogspot.com/

 

Cada passagem CWB/GRU/LIMA custou 20 mil pontos no cartão fidelidade TAM e para quem já tinha torrado a milhagem aproximadamente USD 750,00,00 (com taxas de embarque) ida e volta comprada no início de janeiro.

Comprar apenas ida ou apenas volta torna sua viagem assustadoramente mais cara.

Mas fique atento: As companhias aéreas sempre colocam trechos em oferta na baixa estação.

Graças a dica do Guto (três reverências em gratidão a ele) que estava passeando pelo site da Tam trocamos uma passagem comprada em Janeiro por aproximadamente USD 750,00 por outra em oferta que acabou custando aproximadamente USD 350,00.

O processo de troca foi rápido e fácil. Liguamos para a central (4002-5700), adquirimos a passagem em oferta e então cancelamos a já comprada( porque seguro morreu de velho e nós garantimos a passagem baratinha).

O reembolso demora no máximo 30 dias no caso de compra com cartão de crédito.

Mesmo com as taxas de cancelamento a economia foi considerável.

Somando os dias livres e tirando a prova dos nove sobraram exatamente 11 dias para conhecer Machu Picchu, Lima, Cusco, Titicaca (em respeito ao LeoRJ não citarei Puno...)e a grande surpresa: Tiwanaku.

Como filha de mãe zen precursora da new age, cresci lendo os livros do Von Daniken, intrigada com as linhas de Nazca, com a Porta do Sol em Tiwanaku, as cabeças com feições negróides no Templo da Serpente e a cabeça mumificada com feições asiáticas (bigodinho de chinês e tudo) do túmulo do Lorde Sipán. Daumar, nem se fala, também cresceu lendo sobre os mistérios incas e sonhando com o dia em que veria tudo isso ao vivo e em cores. E tendo feito nossa lição de casa e contaminado nossos dois companheiros de viagem com este espírito arqueológico/visionário dispensamos guias e empresa de turismo e embarcamos para o Peru no dia 27 de março de 2009 (final da temporada de chuvas mas o tempo anda doido mesmo e só tivemos uma noite chuvosa em Cusco).

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_01_LIMA_aeroportos_000.jpg

 

Saimos de Curitiba às 5 da manhã, com 1 hora de janela entre a chegada de nosso vôo e a partida para Lima, ambos em Guarulhos. CLARO que o avião vindo de Curitiba ficou retido e quando colocamos os pés no aeroporto o vôo para Lima estava saindo. Por sorte nossa fizemos o check-in em Curitiba, e foi um tal de atravessar correndo aquele aeroporto atrás do funcionário com a bandeirinha gritando "Lima!". Confesso, não resistimos e corremos atrás dele, no melhor "esqueceram de mim" gritando entusismadamente "Li-i-ima-a-a!". Coisas que se faz na certeza do anonimato.

Desembarcamos ao meio-dia e tratamos de envher o buchinho no aeroporto mesmo, porque saco vazio não pára em pé e cabeça ocupada com a fome não toma boas decisões. O aeroporto de Lima é surpreendentemente pequeno para uma cidade de 8 milhões de habitantes (pelo que conversamos com os locais, o peruano não é muito de viajar) mas conta com uma simpática praça de alimentação. Se você teme um desabamento intestinal causado pelo choque cultural das comidas escolha a pizza de mussarela. Poucos ingredientes e altas temperaturas fazem dela uma comida bastante segura em terras estrangeiras. A nossa, claro, veio acompanhada de Inca Kola, a bebida nacional do Peru. cor de limpol e gostinho de chiclé tutti-frutti. Eu gostei e bebi inca kola sempre que pude (afinal, coca-cola eu encontro em qualquer lugar...).O "prato nacional" no Peru é o Pollo con Papas (frango com batata frita/sauté/assada), também uma boa pedida.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_01_LIMA_aeroportos_014.jpg

 

Saciados, deixamos as mochilas cargueiras no porta-bagagens do aeroporto e tomamos um táxi para a Plaza de Armas.

Táxis merecem um capítulo extra, pois não existem taxímetros e se você perguntar quanto é a corrida o preço sobe automaticamente. O jeito é perguntar quanto é a corrida até tal lugar no restaurante, hotel, loja... e já dono desta informação parar o táxi dizendo "até tal lugar, 10 soles!"

Seja enfático, demonstre conhecimento da questão e você economizará muitos doles.

No caso dos táxis do aeroporto o preço de saida é S55 até a Plaza de Armas. Negociando, chega-se a S45/40. O táxi de rua fará a corrida por S35. Porém, é sabido que muitos bandidos usam o táxi para colher viajantes incautos e assalta-los. Não foi nosso caso, mas não sei se os S10 valem o risco, fica aqui o aviso.

 

Desembarcamos na Plaza de Armas durante uma cerimônia no Palácio do Governo.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_03_LIMA_plazadearmas_005.jpg

Isto significou muito policiamento, poucos vendedores e assaltantes e calma para olhar as lojas coloridas..

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_02_LIMA_ruas_008.jpg

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_resize_of_02_LIMA_ruas_007.jpg

Na verdade, tenha no Peru o mesmo cuidado que teria no Rio ou em São Paulo (jóias ou câmeras carregadas com displiscência são um convite ao roubo em qualquer lugar) e vista-se com discrição (tênis caro brilhando de novo é aviso de que você é turistão e não mochileiro).

A Plaza de Armas em Lima é tão bonita quanto a de Cusco, vale a visita.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_03_LIMA_plazadearmas_001.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_03_LIMA_plazadearmas_010.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_03_LIMA_plazadearmas_022.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_03_LIMA_plazadearmas_026.jpg

 

Saindo da Plaza, fomos a pé até o Museu das Catacumbas, ali pertinho.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_04_LIMA_catacumbas_002.jpg

os pontinhos pretos na fachada são milhares de pombos e dois urubus. Ficar muito tempo posando para foto pode ser arriscado. Como também é arriscado para os fracos de estômago visitar as catacumbas, pois há um cheiro de mofo com podridão antiga onipresente. Mas a sala do coro e a biblioteca estilo Harry Potter são lindíssimos!

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_04_LIMA_catacumbas_004.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_04_LIMA_catacumbas_021.jpg

 

Dali, fomos também a pé até o Museu da Inquisição de do Congresso (grátis!).

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_04_LIMA_inquisi__ao_015.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_04_LIMA_inquisi__ao_004.jpg

Na sala de julgamento o teto é revestido por plaquinhas me madeira entalhadas e presas por pressão. Lindíssimo trabalho! Parte do assoalho do edifício foi removido, dando visão para as celas onde os acusados eram encarcerados. Pode-se descer e caminhar por um trecho das masmorras e tem até uma salinha com os bonecos pendurados demonstrando as torturas (não muito realístico). Mas o teto e as masmorras valem a visita.

 

Museus fechados e obrigados a fazer hora, pois o check-in para Cusco era ás 3 e meia da madrugada (e não valia a pena gastar com hotel), pedimos para a guia do Museu da Inquisição uma sugestão. A simpática senhora indicou o novo Parque Mágico das Águas. Saimos do museu e pedimos a um policial que nos indicasse qual ônibus tomar para o parque. Ele não só indicou como parou o ônibus para nós e recomendou ao motorista que nos deixasse lá (Paseo de la República y la Avenida Arequipa, perto do Estadio Nacional).

Agradecimentos a ele pela cortesia!

Por S6 você passeia por este parque cheio de chafarizes de vários tipos: iliminados, dançantes, para ver, andar dentro e até tomar banho! Um delicioso microclima dentro da secura de Lima, e que tem show de luzes e águas a partir das 8 da noite.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_07_LIMA_aguas_003_1241362811_721570.jpg

Lá pelas 10 e meia da noite jantamos o famoso pollo con papas, S35 para quatro, e pegamos um táxi, S30, de volta ao aeroporto procurar um banco macio e jeitosinho para esconstar os ossos até a hora do check-in do vôo TACA para Cusco.

Você pode embarcar pela Lan às cinco da tarde do mesmo dia, mas isso também significa mais de USD100 a mais de custo na viagem.

Pela TACA ida e volta na classe econômica mais taxas custa hoje aproximadamente USD 160,00 comprados aqui no Brasil, na Aerocondor (5x no Visa).

http://www.aerocondor.com.br/

No tópico sobre Cusco falaremos mais sobre a velha questão shakespereana "ir ou não de avião, eis a questão..."

 

Aqui o link de um 360° que fiz na Plaza de Armas para dar água na boca...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Depois de Cusco, Machu Picchu, Tiwanaku... voltamos a Lima por mais três dias, que relato aqui para manter as informações reunidas em um só lugar.

Bom, já craques em negociar tarifas com os taxistas acabamos acertando a ida a Miraflores por S35. Optamos por ficar em Miraflores simplesmente porque tínhamos esgotado nosso nível de tolerância a casarios, igrejas, museus e múmias. precisávamos manter distância das múmias... Queríamos o bom e velho conforto moderno.

Também especialistas em trançar a língua colhemos informações preciosíssimas do taxista que nos atendeu. Por recomendação dele (e depois de olharmos outros hotéis...) ficamos no

HOSTAL TURISTICO EIFFEL (http://www.hostaleiffel.com fone 242-9498) a impressionantes 2 quadras do shopping Lacomar e da praia. O quarto no terceiro andar ficou em USD12 por pessoa (mais baixo, mais caro).O proprietário é secão, mas depois relaxa e fornece ótimos mapas mostrando o caminho para onde quer que você vá, sistema bem inteligente. O quarto é simples, mas bem limpo e TEM AGUA QUENTE O TEMPO TODO...

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_07_LIMA_hotel_000.jpg

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_hotel_eiffel_1241826937_361549.jpg

 

Também recomendação do taxista foi o restaurante PUNTO AZUL ( Avenida Benavides 2711 fone 260-8943) também a poucas quadras do Lacomar,em Miraflores. Lá você come pratos deliciosos preparados com frutos do mar, o típico ceviche, risotos... com o detalhe de que não é restaurante para turista. O que significa porções generosas e preços muito razoáveis (ceviche para dois, S19). Chegue cedo porque lota na hora do almoço.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_restaurantes_029.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_comida_preto012.jpg

 

E já que eu falei tanto do Lacomar...

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_05_LIMA_lacomar_005.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_05_LIMA_lacomar_010.jpg

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_05_LIMA_lacomar_026.jpg

 

É um shopping a céu aberto com uma boa praça de alimentação, onde você pode tomar seu desayuno, almoçar ou jantar, tomar uma cusqueña, trocar seu dinheiro, passear e olhar vitrines. Saindo do Lacomar e seguindo para a direita há o calçadão com pista para caminhada, pista de parapente e o belíssimo Parque do Amor com poesias escritas em mosaico.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_parquedoamor.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_05_LIMA_amor_010.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_05_LIMA_amor_012.jpg

 

Se pretende comprar roupas baratas, esqueça o Polvos Azules e vá direto ao GAMARRA, uma espécie de 25 de Março barra pesada (vá em grupo e atenção na carteira), vale o gasto com táxi até lá para comprar camisetas "lacoste". pergunte no hotel como chegar lá, todo o mundo conhece.

Em Miraflores você também encotrará várias lojas Bata, com calçados de couro a preços muito interessantes, basta caminhar um pouco pelas redondezas na direção da catedral de do parque.

Ah, sem esquecer do INDIAN MARKET, logo depois da catedral e do óvalo (rotatória). Vários armazéns voltados para os turistas, com lojinhas vendendo artesanato, prata, lã, camisetas. Não se iluda, nada extremamente barato e lembre sempre da regra: FAÇA CARA DE DESINTERESSADO E PECHINCHE.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uma dica importantíssima: antes de sair gastando um monte de dinheiro com ingressos para todos os museus que te aparecerem pela frente vá ao MUSEU DO OURO E DAS ARMAS em Lima!

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_ofmuseudoouro.jpg

 

Na parte superior há uma impressionante coleção de armas e objetos bélicos de todas as eras, de todas as partes do mundo. A coleção é tao vasta que se pode sair, tomar um suco na lanchonete do museu e voltar para ver mais.

As armaduras samurai são lindíssimas.

Depois disso, descemos uma escada e entramos no Museu do Ouro, que é considerado mais rico que o Museu do Cairo. Este museu fica fora do circuito comercial, é preciso gastar com táxi e o ingresso é S30 mas vale cada centavo.

Depois de ver as múmias, as cerâmicas, as peças em ouro e prata... esqueça os museus comuns e gaste seu dinheiro com outra coisa.

 

Museu de Ouro do Peru e Armas do Mundo

Av. Alonso de Molina 1100, Monterrico Surco

Telefone : 3451271

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom.

Parabéns pela trip e pelo ótimo relato.

Estou no aguardo do restante... Vou passar pelo Peru em Outubro, vindo do Chile e Bolivia e suas Informações são muito importantes.

 

Duas duvidas:

 

1 - Por qual empresa aerea vcs foram e qual o valor pago?

2- Vc mensionou "US100 a mais pela Lan pra ir as 17h pra Cuzco", porém não ficou claro pra mim por qual empresa vcs foram e qt custou?

 

Abraços

 

Léo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

bem lembrado!

Eu postei tantas respostaS sobre este assunto em outros tópicos que acabei esquecendo de postar aqui.

Dãã...

Já corrigi a lacuna no item 2.

Detalhes sobre o trecho Lima/Cusco/Puno serão postados nos proximos dias.

E boa viagem!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Além da sinfonia de buzinhas em Lima outra coisa deixa o turista perplexo: os ônibus no Peru.

Não há padronização de empresa, cor, modelo, roteiro...

É um grande e colorido ôba-ôba com os veículos enfeitados e batizados.

Eu andei no "El terrible", no "Amor de Mi Vida" e até em um xará meu.

Com direito a música, pregação evangélica, recital de poesia...

Acredite, os ônibus no Peru são eventos culturais.

 

Passagens a S1, S1,20, S1,50 depende do trajeto

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_03_CUSCOonibus_018.jpg

E você descobre exatamente quanto depois que embarcou...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No sábado 28 às 5 da manhã embarcamos para Cusco. E de cara recebemos uma ótima surpresa: upgrade para a primeira classe, u-hu!

Quando você compra as passagens antecipadamente e há enorme procura para a classe econômica e nenhuma para a primeira classe/executiva os primeiros da classe econômica podem ganhar um upgrade e liberar espaço na econômica.

Assim, tomamos desayuno no avião com guardanapos de linho e comissária exclusiva. Grandes auspícios...

 

Desembarcando, VÁ AO BALCÃO DA IPERU E PEGUE UM MAPA DE CUSCO (na Av El Sol também tem uma Iperu, um pouco antes do Museu Korikancha). No aeroporto um enxame de guias te espera e de novo a recomendação: RESPIRE FUNDO E FAÇA CARA DE DESINTERESSADO. Tentarão te vender pacotes e hospedagem, demonstrando por A+B que é impossível fazer mais barato. depois, hotel e tour.. relaxe, faça orçamento com vários, pegue os cartões dos hotéis com o preço que você deseja pagar (ajuda na hora de negociar). Então, os guias te oferecerão transporte para ver o hotel "sem custo". E se você não ficar com o pacote pedirão que pague o transporte...saiba que isso te espera e não estresse, o táxi ou van aeroporto/centro não pode sair mais do que S10.

Na baixa estação é perfeitamente possível pagar USD10 por um quarto limpo, desayuno continental, e banheiro e agua quente. E de novo a recomendação: na hora de negociar, todo o mundo tem agua quente. mas é fundamental edir para ver o quarto (construções antigas e úmidas acabam com a vida de quem tem rinite) e abrir a torneira do chuveiro para deixar a agua quente chegar. Se em 5 minutos não tiver agua quente correndo, peça para ver outro quarto ou vá para outro lugar, nada pior do que chegar cansado e não ter agua quente para lavar o corpo. Passamos por isso em nosso primeiro dia em Cusco no Hostal Killa Wasi, Av. El Sol 781, e desde então ninguém me engana: eu faço cara de salame e abro a torneira do chuveiro! mas isso aconteceu apenas em nosso quarto. Nos quartos de Cid e Carlos havia àgua quente e cheiro de cigarro.. O desayuno deles era bem gostosinho e havia internet a carvão na recepção e o hotel fica a poucas quadras do Museu Korikancha, IPeru e Plaza de Armas. USD10 em baixa temporada.

http://www.cuscoperuhotels.com/english/hotel_killawasi/

 

Ah... e pergunte sempre se tem agua 24 horas por dia...

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_hotel_killahouse1_1241824087_515021.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_hotel_killahouse2.jpg

Também passamos pela falta dágua neste aqui, o Killa House,a poucas quadras da Plaza de Armas, um hotel otimo, mas depois das sete, nada de banho (deve ser alguma maldição inca envolvendo a palavra Killa).

Mas o quarto era tão limpinho e sem cheiro de mofo quem a gente se programava para tomar banho cedo e pronto. USD10 por pessoa, desayuno continental à parte por S6. A Cid gostou do desayuno deles. Daumar, eu e o Carlos preferimos as medialunas e panquecas com café coado do Mc em Cusco (bem mais barato que em Lima!).

De qualquer forma os dois são bem centrais e dá para fazer de tudo a pé. Até ir a estação de trem comprar passagem para Aguas Calientes, a estação fica depois da igreja de São Francisco, se você gostar de andar, e de quebra passa por um dos portões da cidade (ou S5 de táxi).

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_09_CUSCO_ruas_069.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá... muito boas as tuas orientações, principalmente no que diz respeito às "armadilhas" que o turista vai encontrando pelo caminho.

Você falou em alta temporada. Seriam os meses de dezembro a fevereiro????

Existe a possibilidade de se chegar em Cuzco e não conseguir o passeio para Machu Picchu?? fiquei sabendo que o governo peruano estava limitando em 500 turistas por dia. Isso procede??? Compensa fazer o passeio no vale sagrado?

Grato pelas informações..

Maiko.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dezembro, janeiro, fevereiro e Julho são meses de férias e por consequência alta temporada.

Tudo fica mais caro.

Tem MUITO mais por vir, aguarde!

O grande problema na ida a Machu Picchu está nas passagens de trem, pois vão-se as mais baratas e ficam as mais caras.

Vou explicar tudinho, vai acompanhando o relato ou o blog, ok?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito obrigado pelas informações.. vou acompanhando seus relatos, pois são de grande valia para nós viajantes..

Grato. Maiko.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

As baladas noturnas em Cuzco são famosas.

Como meu prazo de validade para este tipo de divertimento já venceu, deixo a dica para outros viajantes analisarem e sigo comentando a parte histórica.

Cuzco era a capital do império inca na época em que Pizarro desembarcou. Assim, você encontrará lado a lado (e também uma por cima da outra) construções incas e espanholas. O Conjunto espanhol teve sua construção iniciada nos idos de 1535 a partir de blocos de pedra retirados da fortaleza de sacsayamán, localizada acima de Cusco.

20090922195826.JPG

A parede de pedras com acabamento liso é construção inca. A porta com caixilho duplo diz que era um templo (por estas portas passavam apenas sacerdotes e o imperador). O adobe acima é aproveitamento espahol.

 

20090922195251.JPG

Aqui o Puma, parte da trilogia inca (condor, puma e serpente).

 

20090922195402.JPG

Torre da Igreja de Santo Domingo, entalhada em pedras de Sacs.

 

A visitação as igrejas é paga à parte. Fora um pequeno detalhe, a entrada é gratuita em horário de missa.

Assim, houve um dia em que axompanhamos três missas e um funeral...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A tarjeta turística relativa a Cusco que você compra dá direito a visitar o museu na Casa Garcilaso.

Com mobiliario e pinturas coloniais.

20090922200812.JPG20090922201828.JPG

 

O Museu de Arte Moderna (passável, mas já que pagou pela visitação...)

20090922201122.JPG20090922201144.JPG

 

E o Museu Korinkancha. nele você verá engrenagens (quem disse que eles não conheciam a roda? ),

múmias, cerâmicas..

20090922201559.JPG20090922201623.JPG

20090922201643.JPG

Os tanques na foto acima, com jeitão de arquitetura moderna, são dutos de captação de agua construidos pelos incas.

Todos estes passeios você faz a pé, em um dia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como já frisei inúmeras vezes, é fundamental ir até a estação de trens comprar suas passagens de trem até Aguas Calientes assim que você chegue a Cusco.

Pode ser de Cuszco a Aguas ou de Ollantaytambo a Aguas, você decide.

Mas vá logo, porque as passagens mais baratas acabam primeiro.

Assim, quando fomos comprar as nossas só conseguimos passagens de Ollanta a Aguas para dali 2 dias.

E invertemos esta perna da viagem: primeiro Titicaca e Tihuanaku (Bolivia).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nós não só fzemos a descida pelo Vale Sagrado de táxi, como passo o telefone do Jaime, o taxista que nos atendeu em todos os trajetos em Cusco e arredores.

Ele dirige bem, o táxi estava em bom estado, é educado e foi corretíssimo conosco.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_taxi_COonibus_010.jpg

JAIME (pronuncia Ráime) em Cusco 98494-2083. Isso mesmo, é grande assim.

Nós viajamos em 4 pessoas e fizemos um dia todo pelo vale sagrado por USD 50, dando USD 12,50 por pessoa.

Quase o mesmo que na empresa de turismo, mas com a vantagem de te dar o tempo que você quiser em cada sítio arqueológico, parar nos mirantes para fotos, tudo sempre de bom humor.

 

Permitam-me sugerir: comprem as passagens de trem Ollanta/Aguas Calientes para as 8 da noite assim que chegarem em Cusco economizando muito na passagem de trem (paga o táxi com folga), e passagem de volta também Aguas Calientes/Ollantaytambo porque há um mundo de vans que te cobrarão S10 pela volta até Cusco (depois de negociar porque lá tudo se negocia, ok?).

Comecem o passeio bem cedo. A fortaleza de Sacsayuamán é linda.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_12_valesagr_037.jpg

 

Quenqo é pequena,o detalhe é que nela se faziam sacrifícios.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_13_vale_04_QENQO.jpg

 

Puca Pucará era uma espécie de escola, nela há uma maquete de Machu Picchu.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_14_vale_07_PUCARA.jpg

 

E Tambo Machay, que tem mais um cisquinho além do que te mostro na foto.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_15_vale_03_TAMBO.jpg

Tudo isso é bem pertinho. Anda-se um tanto até o próximo sítio, que é Pisac.

 

Pisac é um susto, muito grande, com ruinas até o alto da montanha e vale umas boas horas de caminhada.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_16_vale_05_PISAQ_1241290206_738564.jpg

20090925222208.JPG

 

Sempre tendo atenção ao horário, pois leva-se perto de uma hora até Ollanta e a entrada do parque fecha as seis.

E é uma pena perder este parque, pois ao contrário dos outros, fica dentro da cidade e sobe morro acima.

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_66615_Resize_of_17_vale_06_OLLANTA_1241290297_268529.jpg

 

Olha, nós fizemos nossa lição de casa e sabíamos o que iríamos ver na ruinas e igrejas dispensando guias.

Nas poucas vezes que tivemos guia foi só para ficarmos irritados, pois eles fazem tudo rapidinho para pegarem logo um outro grupo pagando USD 10 por cabeça...

Neste aspecto o Jaime mais do que valeu a pena!

E se não tiver passagem barata (porque a cara sempre tem....) para o dia seguinte Ollanta/Aguas Calientes, basta inverter, comprar as passagens de trem para dali uns 2 dias e fazer o roteiro histórico em Cusco primeiro.

Em resumo, planejem uns 4 ou 5 dias em Cuzco. Assim terão tempo hábil para comprar as passagens de trem mais baratas (Empresa Hiram Bingham. As outras mais caras são Peru Rail e Skydome, chiquérrima), ir a Macgu Picchu e perambularem por Cuzco. O que acontecer primeiro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se uma imagem vale mais do que mil palavras...

A espera pelo trem em Ollanta, a cara de sono às 3 da manhã na fila das vans,

o amanhecer em Machu Picchu.

A segunda parte do clipe e mais alguns clipes de viagem, no youtube "dedau"

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vcs compraram o passei para tiwanaku em Puno? Quanto tempo de viagem?

É possivel ir de cusco a puno à noite, chegar cedo em Puno e ir para Tiwanaku?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×