Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Angie_Z

BARILOCHE NO INVERNO EM FAMÍLIA - 05 dias - junho/2014 - ROTEIRO, DICAS E FOTOS

Posts Recomendados

Mochileiros,

 

Fui com a minha família para Bariloche entre os dias 19/06/14 a 24/06/14.

Eu tinha anotado com todo o cuidado as dicas e gastos dos passeios em Bariloche, mas acabei perdendo o arquivo, então seguem as dicas dos passeios:

 

 

DIA 01

Chegamos no aeroporto no final da tarde. Estávamos em 04 adultos e 01 criança, com muitas malas, e ainda assim o taxista aceitou nos levar em um carro grande.

Fizemos o check in no hotel Alma Del Lago e recomendo com toda segurança para quem quiser uma hospedagem com bastante conforto! Eu normalmente fico em hostel ou hotéis baratos, mas como estava em família o padrão foi diferente..

O hotel tem uma calefação excelente. A recepção tem vista para o lago, assim como os restaurantes, piscina aquecida e o quarto em que ficamos.

À noite fomos andando para a Calle Mitre e alugamos as roupas de inverno em uma loja , ainda antes de chegar na Mitre (na Calle San Martin). Se não me engano, o nome da loja era "Alquiler El Refugio", exatamente ao lado da CVC e em frente ao Hotel Panamericano. Pagamos 80 pesos por dia, cada um, por casaco, calça, meia impermeável, botas e luvas. É indispensável alugar essas roupas para quem vai fazer passeios na neve.

Jantamos no restaurante Jauja (Calle Elflein 148, San Carlos de Bariloche), duas quadras acima da Calle Mitre e uma quadra para cima da Calle San Martin. Fomos todos de massas e adoramos, mas advirto que os pratos são grandes, dependendo da para dividir, e servem um pão quentinho de entrada que é uma delícia.

Acabamos reservando todos os passeios no hotel mesmo. Comparamos com as agências e o preço era similar.

 

20140619_173905.jpg.0a685527a4ba7303f83eca5abdeacd59.jpg

20140619_180248.jpg.ccb477fda91f3eb28d23240593ce8bb8.jpg

20140619_181247.jpg.7ce1613121955ecf3c27ad871f8872f0.jpg

20140619_202440.jpg.9513a7de4100ad9832fdb5bb249c0f0b.jpg

 

DIA 02

Às 09h saiu nosso tour para Piedras Blancas. O dia começava a amanhecer quando a van chegou. Achei engraçado que somente às 09h30-10h é que fica claro mesmo, acordava às 08h30 e a lua ainda estava alta no céu.

O passeio de ski bunda em Piedras Blancas é maravilhoso! Você compra 06 descidas de trenózinho. Para subir até as pistas se vai de teleférico. A vista é linda e na chegada tem um fotógrafo registrando o momento. Lá no topo da montanha também tem o cachorro são Bernardo, iglu e boneco de neve para quem quiser tirar foto. Eles vendem cada foto por 80 pesos e dependendo a quantidade você ganha as fotos registradas em um CD também.

Eu adorei andar de ski bunda! É divertido e também emocionante, além de que o lugar proporciona vistas maravilhosas.

À tarde seguimos para o Circuito Chico, outro passeio importantíssimo para conhecer um pouco do turismo na região. A principal parada é no Cerro Campanário, onde é possível apreciar uma vista de 360 graus da cidade de Bariloche. Lindíssimo!

Nessa noite fomos jantar fondue no restaurante La Marmite (Calle Mitre). Experimentamos o de queijo, de carne e de chocolate. O de carne não agradou muito, demorava muito para fritar e os molhos não eram aquela coisa.. Mas o de queijo e o de chocolate são muito bons!

Perto do restaurante fica a loja de chocolates Rapa Nui e a Mamushka. Eu me apaixonei pelo chocolate com pasta de amendoim da Rapa Nui, delicioso!

 

G3543350.JPG.548a683fdea9918577cd504cde3dd40e.JPG

G3713453.JPG.d26c90fd138a026b84fee7c19fc10796.JPG

G3553353.JPG.d81382a917413d75128767f58721437b.JPG

G3593371.JPG.17f885f5f4303dd7ae035d2e220f350c.JPG

DSC_0782.JPG.9e4f5a33dfd87745ab8c0ca11fb154ec.JPG

DSC_0808.JPG.9e51438d9a3073ed65c3914d4bfb4c36.JPG

 

DIA 03

Estávamos bem cansados pela correria do dia anterior e saímos para almoçar no Cerro Catedral. Pegamos um táxi até lá, o que levou cerca de 25 minutos.

Ficamos tirando fotos e depois subimos de bondinho até a parada principal e de lá pegamos um teleférico até o Refúgio Lynch. Nevava muito lá em cima e mal conseguimos tirar foto, mas é super alto e dizem que a vista, quando o céu está aberto, é linda. Ainda assim foi bacana conhecer.

Acabamos comendo umas empanadas no restaurante que fica ao lado da escola Xtreme e seguimos para a nossa aula de 2h de snowboard. Foi muito bacana! Caí diversas vezes mas no final da aula estava conseguindo ficar em pé e já me sentia profissional! Hahaah

É super cansativo, e se não fossem as roupas impermeáveis tinha saído congelada de lá de tantos tombos. Como era iniciante fiz aula na pista base, mas para quem tem mais experiência é possível fazer na montanha, o que é bem mais legal, né?

Voltamos para o hotel e relaxamos na piscina térmica. Mais tarde fomos comer cordeiro patagônico no restaurante Don Molina (Calle San Martin, ao lado do Hotel Panamericano). Também experimentamos o chorizo deles e os dois pratos eram maravilhosos!

 

G3853560.JPG.9c97cd661f26a4ccaece56c02ec55831.JPG

DSC_0855.JPG.ac9a400d939d47590b25859e4fa676d9.JPG

GOPR3604.JPG.da48c11ef708edd885c69a46ac09654b.JPG

20140620_225125.jpg.bba70ed2dff86c8b84626e2523c6f667.jpg

 

DIA 04

Esse dia fizemos um passeio muito especial: a caminhada pela floresta até a lagoa congelada no refúgio Neumeyer.

Leva 1h para chegar ao refúgio. Lá fomos recebidos com chá e um aperitivo. Em seguida começou a caminhada... Foi muito lindo pois as árvores estavam secas e nevava muito. Não dá para explicar mas a neve caindo tornou o momento ainda mais especial.

A caminhada dura 1h e é puxadinha. Não indico para crianças ou pessoas com muita idade, principalmente na época de muito frio.

Durante o caminho várias paradas para foto. Também tinha um fotógrafo especial e as fotos eram vendidas por 80 pesos. Chegamos ao topo, de onde se admira a lagoa congelada, foi servido um chazinho para aquecer e voltamos caminhando.

Serviram um almoço (os pratos são escolhidos pela manhã, na chegada ao refúgio) e após ficamos brincando de skibunda pelas trilhas próximas à casa.

É um passeio lindo demais! Muita natureza e neve. Se não me engano custou uns 800 pesos por pessoa, mas tem almoço incluso e é um passeio de dia inteiro.

No final do dia ainda fomos ao centro cívico contemplar os prédios antigos e tirar fotos com o cachorro são Bernardo, além de fazer as comprinhas de chocolate na Rapa Nui e na Mamushka.

 

DSC_0907.JPG.c7132a81f8d8a2f847322429c45b08b9.JPG

GOPR3698.JPG.931e306a07ffce42adfc69b50fc6eb2d.JPG

DSC_1023.JPG.090cda0ea4acf98641cd240532500db2.JPG

DSC_1030.JPG.ac0cc020a6db9b3a0b2b2c63e89eaf50.JPG

DSC_1052.JPG.016b074f6ed6987f80c738a28ed7efa3.JPG

DSC_1060.JPG.2402c2c941bc2a8e4bcbf488beb273a1.JPG

DSC_1087.JPG.53f6b3cfb0d76d28870a96fc79e10e58.JPG

 

DIA 05

Foi o dia do Cerro Tronador. Para chegar até lá foram mais de 2 horas com paradas pelo Lago Mascardi, Lago Gutierrez e almoço em Pampa Linda. Vistas lindas e mais bucólicas, dos lagos com as montanhas de neve ao fundo.

O Cerro Tronador realmente surpreende. Tem mais de 3 mil metros e a geleira que fica no topo tem 150 metros, mas de longe parece super pequenininha. O bacana é ficar em silêncio contemplando o Cerro e ouvindo os glaciares caindo e fazendo um estrondo, como de um trovão.

É um passeio de paisagem e um pouco cansativo pelo tempo despendido na van, mas eu acho que as vistas durante a viagem e o Cerro Tronador ao final fazem valer a pena!

Jantamos massa em um restaurante, acompanhada de um bom vinho, para finalizar nossa viagem.

 

DSC_0009.JPG.96faf95bae53d932f81c3c56b661dd23.JPG

DSC_0011.JPG.7894197cedb61a25ffac267f516eb2b6.JPG

DSC_0082.JPG.2abf544eaf172e1a786e04521e61fa9b.JPG

DSC_0094.JPG.d1339d95610b9e91db867cbe2c0d921e.JPG

DSC_0171.JPG.31161baaffcab1b116681f4019023050.JPG

DSC_0187.JPG.939a410587eb5c88e0aa9beee9418ba8.JPG

 

Foram poucos dias em Bariloche, mas intensamente aproveitados.

Eu adorei a cidade e os passeios, e gostaria de ter ficado mais uns dois dias para poder fazer mais um aula de snowboard, o passeio por Santin Martin de Los Andes pela Ruta dos 7 lagos, entre tantos outros.

O remis, que é o taxista com o qual você combina quanto vai pagar pelo percurso, vale a pena se estiver em várias pessoas, mas dizem que é fácil e barato pegar ônibus.

Os pratos não eram caros, assim como os passeios. Apesar de ter perdido as anotações quanto aos gastos, eu lembro que não fiquei surpresa com os valores, talvez outro relato traga essas informações mais detalhadas.

O que é indispensável: protetor solar (o sol, mesmo com neve, queima), beber muita água, alugar roupas térmicas e impermeáveis, agendar os passeios com antecedência, beber muito vinho e comer massas e carnes deliciosas! Hehe

Qualquer dúvida estou a disposição para ajudá-los :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá! Boa tarde!

 

Muito legal o seu relato e suas fotos ficaram muito bonitas. Estarei viajando com a minha esposa em Setembro e ficaremos hospedados no hotel Cristal que fica na Mitre.

 

Fiquei com uma duvida referente ao aluguel da roupa. Achei muito barato por 80 pesos tudo. É facil achar esta loja? Lembra o nome?

 

 

Agradeço a ajuda

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigada, é bom receber esse tipo de comentário!!

Fico feliz em saber que te ajudou!

 

O preço realmente ficou muito bom. Inicialmente eram 100 pesos, mas fizeram por 80 para cada pessoa porque estávamos em 4 adultos e 1 criança.

O aluguel veio com casaco, calça, meia, luva e botas.

 

Se eu não me engano o nome da loja é "Alquiler El Refugio", peguei indicação aqui no mochileiros.

Não tem como errar: caminhe pela Calle San Martin, sentido Centro Cívico, você vai passar pelo Hotel Panamericano (lado esquerdo da rua) e logo após verá a CVC (lado direito). Imediatamente ao lado da CVC fica a loja citada. Ao lado desta tem outra, mas é a "Alquiler El Refugio" onde nós alugamos.

 

Se precisar de mais alguma ajuda, peça aqui :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Minha viagem já esta chegando.. Dia 02 de Setembro :D e quase todo dia venho ver suas fotos com a paisagem de Bariloche, torcendo para estar nevando (e não chovendo) durante o período em que ficarei na cidade.

 

Você conheceu o ICE BARILOCHE? O que achou da alimentação na cidade? Pelo que li as porções são muito grandes e minha esposa parece um passarinho comendo, come muito pouco, será que dá pra dividir as porções? Lembra mais alguns restaurantes para indicar?

 

Pietras Blancas deve ser o mais divertido de todos, mas estou muito curioso para cair bastante tentando fazer o Snowboard rsrs...

 

Se puder dar mais dicas sobre a cidade e os locais, agradeceríamos muito.

 

Abraços e obrigado ::cool:::'> :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que bacana, FSantiago!

Então, na verdade os restaurantes que eu citei são os que nós visitamos mesmo. Ficamos pouco tempo por lá, e teve uma noite que jantamos no hotel, outro dia que almoçamos empanadas.. Mas recomendo que pesquise no Tripadvisor, lá tem a lista de todos os restaurantes com os comentários dos turistas.

As porções são grandes sim, de repente vocês podem tentar pedir uma entrada e uma massa para os dois, dependendo da fome do casal..

Não cheguei a ir ao Ice Bariloche, mas me parece divertido.

O Piedras Blancas é o melhor! Muito gostoso! Mas também adorei as aulas de snowboard, mas foi bem mais difícil parar em pé! hahah

 

Já definiu o roteiro? Se quiser compatilhar aqui posso te ajudar com alguma dica!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oiiii!!!!

 

A programação vai depender do tempo em Bariloche, por enquanto está assim:

 

02SEP - Chegada em Bariloche as 17 horas - Check-In no hotel Cristal e uma volta na Mitre para conhecer, trocar dolar por pesos e fechar os passeios com a agencia.

03SEp- Circuito Chico e alugar roupas

04SEP - Cerro Catedral (Aula de Snow)

05SEP - Pietras Blancas

06SEP - Durante o dia conhecer melhor a cidade e a noite Noche Nordica

07SEP - Cerro Otto

08SEP - Vulcao Tronador

09SEP - Ultimo Passeio na cidade e retorno a noite pro RJ.

 

Você acha necessário a roupa de Neve no vulcão tronador? Minha ideia é colocar os passeios com roupa de neve no inicio para diminuir o tempo de locação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No Cerro Tronador eu não usei roupa de neve, já estava enjoada de usar a mesma há vários dias! haha. Como você pode observar nas fotos, eu fui com um sobretudo e roupas quentes por baixo e foi suficiente.

Já pensou em fazer o passeio pela Ruta de Los 7 Lagos em um desses dias livres?

Você poderia fazer a Noche Nórdica no mesmo dia do Circuito Chico (se for de manhã, às 13h você está de volta), e deixar o dia 06 livre para a Ruta de Los 6 Lagos ou outra coisa diferente. E no dia 09 você passeia um pouco mais pela cidade, compra lembrancinhas e etc.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola!

 

Eu até pensei em colocar a Noche Nordica neste dia do circuito Chico, mas este passeio eu quero que seja o grande momento da viagem, ai colocar logo no primeiro dia não sei se iria ser legal. Minha esposa nem sabe que como é este passeio, vai ser uma surpresa para ela.

 

Em relação a chegada no aeroporto de Bariloche, é simples pegar um taxi ou remis? o Aeroporto é confuso? Estou levando apenas dolares, espero que aceitem e não precise trocar no aeroporto para pagar o taxi.

 

Ah e prometo que volto aqui depois da viagem para te dar um feedback de como foi, muito obrigado pela ajuda. ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Entendo..

Você poderia fazer Cerro Tronador no início (dia 03) e alugar roupas de neve à noite (porque para o passeio do Tronador uma boa roupa de frio basta) e no dia 08 fazer o Circuito Chico + Noche Nordica, e ficaria legal fechar a viagem com esse jantar tão especial.

Mas fica a sugestão apenas! hehe

 

O aeroporto é pequeno, super tranquilo para se virar.

Nós trocamos alguns pesos no câmbio do aeroporto mesmo, porque o taxista não quis aceitar dólar. Você pode fazer o mesmo, trocar só para pegar o taxi.

Na cidade tem os câmbios paralelos, vale a pena trocar dólar por peso nesses lugares pois o câmbio é muito bom!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...