Ir para conteúdo
odiliofap

Empresas de Ônibus na América do Sul

Posts Recomendados

Galera,

Estou criando este tópico para centralizarmos as informações sobre as empresas de ônibus que rodam pela nossa querida América do Sul. Vamos dar nossa avaliação para as empresas, escolhendo as melhores e piores e relatando experiências inesquecíveis (belas paisagens, companhia legal...) ou sinistras (Foz do Iguaçu-Rio pela Pluma, por exemplo... rsss)

Vamos lá!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Odiliofap,

A Pluma pode ser uma das principais, mas entre as empresas de longa distância sem dúvida é a pior de todas. Os ônibus são velhos, não é servido nada a bordo, nem um biscoito, só café e água lá atrás.

As TVs não funcionam, o banheiro não é lavado em uma viagem de 25 horas!!

Passamos momentos desagradáveis na viagem Foz do Iguaçu-Rio, com intermináveis paradas na Polícia Rodoviária para revistar a muamba dos sacoleiros, que falavam alto, abriam as janelas do ônibus para fumar, deitavam no corredor, enfim, inesquecível!

A única vantagem da Pluma são os preços baixos, mas que na minha opinião não compensam o desconforto. Dizem que os ônibus novos são melhores, mas não demos a sorte de pegar um deles...

 

Depois comento sobre as outras empresas.

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já mandei em outro fórum sobre minhas impressões sobre os ônibus no Peru, mas vou repetir só um conselho: não peguem ônibus da Julsa! É pior do que 634 (essa é só para os cariocas) e senta gente até no seu colo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

rchia pior que o 634 não pode ser!

mudando de assunto: EDITOR MANDA PARA O AMÉRICADO SUL ESSE TÓPICO, QUE O FIXAREI POR LÁ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pior que o 634 só o 638 (Saens Peña-Marechal Hermes), é o terror!!

 

Ao contrário da Pluma, pegamos duas empresas ótimas nesta trip, a Crucero del Norte e a EGA.

 

Fomos pela Crucero de Puerto Iguazu até Buenos Aires, uma viagemm maravilhosa pela ótima Ruta 1. A dica é ficar nas poltronas 11 e 12, as primeiras na parte de cima, fica aquele janelão só para vc.

No ônibus de 15h é servido um jantar em Posadas com direito a vinho e um café da manhã no bus quando está quase chegando em Buenos Aires.

 

A EGA foi a melhor empresa de todas. Ônibus muito confortável, bons filmes em DVD (passou Tróia), e atendimento excelente a bordo. Saímos às 13:30h de Montevideo com destino a Asuncion e às 14:00 já serviram um almoço esperto, bem legal. Ainda rola lanchinho, lenços refrescantes e café da manhã. Para quem gosta tinha até uísque!

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
quote:Originally posted by nelsons

 

Odiliofap,

A Pluma pode ser uma das principais, mas entre as empresas de longa distância sem dúvida é a pior de todas. Os ônibus são velhos, não é servido nada a bordo, nem um biscoito, só café e água lá atrás.

As TVs não funcionam, o banheiro não é lavado em uma viagem de 25 horas!!


id="quote">
id="quote">

Agua e cafe? Ahah isso é luxo aqui no norte. Uma vez eu vi agua mineral em um onibus, até hoje eu lembro desse evento como marca de progresso. Nunca mais vi esse ônibus. :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tem uma empresa paraguaia que faz as linhas Pedro Juan a Campo Grande e Pedro Juan a São Paulo. É a Cometa del Amambay.

Odiliofap

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Imagina esse cometa, Odilio!

 

A Nuestra Señora de Asuncion desfaz a má fama paraguaia, pelo menos no serviço executivo. Os ônibus que fazem o trecho Assunção-Foz são bem confortáveis, com poltronas bem grandes. A passagem sai a G$93.000, uns R$42,00.

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No trajeto São Paulo - Corumbá, o Ônibus da Andorinha é extremamente confortável, com ar, paradas em bons lugares. Muito bom.

 

Neste final de semana, vou pegar todas as minhas passagens de ônibus na Bolívia, Peru e Chile, só pra lembrar o nome das empresas que dá pra dar a opinião legal, lembrar as agruras e também coisas boas que passamos,

 

Abs

 

Tato

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No Chile, andar pela Turbuss eh um luxo! cházinho, biscoito, bus-moço colocando a coberta em vc, super confortável.

Em compensação na Bolívia e Peru...TransSuaréz (de Sta. Cruz à Sucre) é um lixo. De Sta. Cruz até Assunción (Paraguay) eh pior ainda. Se liguem no style do busão abaixo.

Abraços.

200562215235_bus_paraguai.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sinistro, hein Naja?

Dizem que essa viagem de Sta Cruz a Assunção é o terror! Li a história de uns estrangeiros que não conseguiram nem chegar, estava chovendo muito e o ônibus não pôde seguir viagem. Tiveram que voltar, imagina só!

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Do Rio para Santiago, a melhor empresa é a Crucero Del Norte (porém um pouco mais cara, mas, vale a pena) e saindo de São Paulo, a empresa é a ChileBus, que tem motoristas chilenos experientes. Passe longe da Pluma.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Pluma queima o filme do Brasil!

 

Infelizmente não dei a sorte de pegar um dos ônibus novos...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera por favor me ajudem... em janeiro farei uma viagem por Argentina e Chile... mas não consigo encontrar preços das passagens de ônibus de Buenos Aires à Mendoza, de Mendoza à Santiago e de Santiago Valparaíso.... se alguém souber quais comapnhias fazem esse trajeto e o valor dessas passagens por favor me ajudem.... lembrando que já tentei ver pelo site da Crucero del Norte, mas lá não consegui achar.... Irei do Rio à Buenos Aires num ônibus leito da Crucero del Norte por R$300,00.

Espero q alguém possa me ajudar... abraços e valeu!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


  • Conteúdo Similar

    • Por Mochileiros.com
      Destinos da América do Sul
      Argentina
      - Aconcágua
      - Chapelco
      - Córdoba
      - Buenos Aires
      - Bariloche
      - El Bolsón
      - El Calafate
      - El Chaltén
      - Glaciar Perito Moreno
      - Glaciar Vinciguerra
      - Glaciar Viedma
      - Huella Andina
      - Lago Nahuel Huapi
      - La Plata
      - Mar del Plata
      - Mendoza
      - Norte da Argentina
      - Parque Nacional Los Alerces
      - Parque Nacional Los Glaciares
      - Parque Nacional Nahuel Huapi
      - Parque Provincial de Ischigualasto
      - Península Valdés
      - Puerto Iguazú
      - Puerto Madryn
      - Purmamarca
      - Rosário
      - Salta
      - San Martín de Los Andes
      - San Miguel de Tucumán
      - San Salvador de Jujuy
      - Tigre
      - Tilcara
      - Ushuaia
      - Villa la Angostura
       
      Bolívia
      - Amazônia Boliviana
      - Chacaltaya
      - Downhill em Coroico
      - Estrada da Morte
      - Huayna Potosí
      - La Paz
      - Oruro
      - Potosí
      - Santa Cruz de la Sierra
      - Sucre
      - Salar de Uyuni
      - Travessia Kotia - Huayna Potosí
      - Trem da Morte
      - Valle de la Luna
      Chile
      - Arica
      - Aysén
      - Cajón del Maipo
      - Deserto do Atacama
      - Iquique
      - Ilha de Páscoa
      - Parque Nacional Lauca
      - Pucón
      - Punta Arenas
      - Puerto Montt
      - Puerto Natales
      - Puerto Williams
      - Puerto Varas
      - Reserva Natural Tamango
      - Santiago
      - Santuário El Cañi
      - Torres del Paine
      - Trekking Dientes de Navarino
      - Valparaíso
      - Viña del Mar
      - Vulcão Villarica
      Colômbia
      - Cartagena
      - Bogotá
      - Medellín
      - Parque Nacional de Chicamocha
      - San Andrés
      - Santa Marta
      - Trekking pelo Cânion de Chicamocha
       
      Equador
      - Baños
      - Cuenca
      - Galápagos
      - Quito
      - Riobamba
       
      Peru

      - Arequipa
      - Cordilheira Huayhuash
      - Cusco
      - Grande circuito no Cânion do Colca
      - Huaraz
      - Laguna 69
      - Lima
      - Machu Picchu
      - Paracas
      - Puno
      - Tacna
      - Trekking Ausangate
      - Trekking Quebrada Santa Cruz 
      - Trilha Salkatay
      - Trujillo
       
      Uruguai

      - Cabo Polonio
      - Colônia del Sacramento
      - La Pedrera
      - Montevidéu
      - Punta del Diablo
      - Punta del Este
      Venezuela
      - Caracas
      - Isla Margarita
      - Los Roques
      - Monte Roraima
       
      Tags de Roteiros Clássicos:
      - Mochilão Bolívia Chile Peru
       
      Tags com grupos de tópicos:
      - Destinos da Argentina
      - Destinos da Bolívia
      - Destinos da Colômbia
      - Destinos do Chile
      - Destinos do Equador
      - Destinos do Peru
      - Destinos da Venezuela
       
       
    • Por Adriana Vargas
      Olá Mochileiros!
       
      Como exitem muitos relatos aqui sobre a descrição dos passeios, farei o meu sobre os custos da viagem (passagem, passeios, alimentação....) e algumas impressões.
       
      Esse relato é para quem quer conhecer o Atacama sem gastar muito, mas também sem luxos e mimos, afinal estamos num blog de mochileiros, não é mesmo!? rs.
       
      Data viagem: 25/02/17 a 03/03/17
       
      Para começar, não indico esse período para viajar ao Atacama, famoso "inverno altiplânico", claro que você terá a oportunidade de ver o Deserto de uma outra forma, mas, devido as chuvas desse período poderá não conseguir fazer todos os passeios. Tivemos sorte, pois, conseguimos fazer quase todos os passeios (não fizemos o tour astronômico, devido a quantidade de nuvens), o que não aconteceu com quem chegou uma semana antes, pois, vários passeios estavam suspensos.
       
      Companhias aéreas:
      LATAM - BH --> Santiago - ida e volta (Usamos milhas)
      Sky Airline - Santiago --> Calama - ida e volta ($71 dólares por pessoa), conseguimos uma promoção comprando no final de semana.
       
      Câmbio aeroporto Santiago: 1 real = 195 pesos
      Para quem vai passar por Santiago, aconselho trocar lá, o câmbio é bem melhor, como já conhecíamos Santiago, não fizemos essa parada, assim, trocamos no aeroporto.
      Dica: Sempre que quiser saber o valor em real, divida o valor em peso pelo valor da taxa de câmbio que conseguiu, ex: 20000pesos/195pesos = 102 reais
       
      Transfer aeroporto Calama-San Pedro de Atacama:
      Agência: Licancabur - reserva foi feita pelo site: http://www.translicancabur.cl/
      Valor: 20.000 pesos/pessoa ida e volta
       
      Hospedagem:
      Hostal Mirador (reservado pelo booking)
      Quarto casal com banheiro privativo = $325 doláres
      Gostamos bastante do Hostal, simples, mas tudo muito limpo, quarto amplo e quente. A localização é ótima, uns 5 minutos a pé da Rua Caracoles, e próximo também do terminal de ônibus (onde quase todas as vãs e ônibus nos deixam depois dos passeios).
      Obs.: O Hostal não tem café da manhã, mas tem uma cozinha bem equipada. Não sei se é vantagem café da manhã na hospedagem em Atacama, pois, quase todos os passeios saem muito cedo e já está incluso o café da manhã.
       
      Passeios:
      Primeira dica: não tenham vergonha de pechinchar!
      Todos os passeios foram fechados lá. No dia que chegamos fomos em algumas agências para fazermos umas cotações. Não foi necessário fechar todos os passeios em uma só agência para termos desconto, lá é fácil negociar o valor, mesmo fechando apenas um passeio, mas, é necessário que tenha um noção prévia dos valores. Não optamos por fechar tudo em uma só agência para não correr o risco de não gostarmos do serviço prestado e ter que continuar fazendo os passeios com a mesma agência. Outro detalhe, quando é baixa temporada as agências se unem para completar os lugares, então, muitas vezes, você fecha com uma agência e faz o passeio com outra. Acho que as agências mais caras não fazem isso, mas, todos as outras fazem.
       
      Salar de Tara
      Agência: Inca North - Calle Tocanao
      Valor: 37.000 pesos/pessoa
      (café da manhã e almoço)
       
      Geyser el Tatio
      Agência: Tani Tani - Calle Caracoles
      Valor: 16.000 pesos/pessoa + entrada: 10.000
      (café da manhã)
       
      Valle de la Luna e Valle de la Muerte
      Agência: Tani Tani com Inca North
      Valor: 8.000 pesos/pessoa + entrada: 3.000
       
      Piedras Rojas + Lagunas Altiplânicas
      Agência: Andes Travel - Calle Caracoles
      Valor: 55.000 pesos/pessoa
      (café da manhã e almoço)
       
      Termas Puritama
      Agência: Tani Tani - Calle Caracoles
      Valor: 10.000 pesos/pessoa + entrada: 9.000 (o valor da entrada varia de acordo com o dia da semana)
       
      Vulcão Lascar
      Agência: Ivero Travels - Calle Caracoles 359
      Valor: 85.000 pesos/pessoa com botas para neve
      (café da manhã e snacks para subida)
       
      A subida do Vulcão Lascar foi sem dúvida a experiência mais louca que já tive, primeiro por que subir um vulcão ativo já dá uma certa adrenalina, e ainda, pegamos o Lascar coberto por neve. Fomos em um grupo de 5 pessoas (brasileiros, alemã, francês e inglês), a ascensão já começa nos 4500m de altitude, assim, é necessário caminhar bem lentamente e em silêncio para minimizar os efeitos da altura. Quando chegamos aos 5000m começamos a sentir todos os efeitos, rs, alguns mais que outros, a sensação é como se você tivesse de ressaca, o raciocínio fica lento e a fala também. Resumindo, chegamos ao topo do Lascar dopados, rs. Como havia muita neve não foi possível ver a cratera, apenas sentir o cheiro do enxofre, então, ficamos poucos minutos lá no topo e começamos a descida, que, se você estiver sentindo mal, é muito pior que a subida. Quando enfim chegamos no carro, só se ouvia os gemidos, com exceção do francês, a sensação foi de ter participado de uma maratona, rs. E valeu a pena? Sim, cada minuto, foi uma experiência incrível.
       

       
      Obs.: Não é recomendado fazer esse passeio se tiver algum problema de saúde.
       
      Alimentação:
      Restaurante Pica del Indio
      Valor refeição: 5000 pesos (entrada, principal e sobremesa)
      Para nós o melhor custo/benefício de SPA, ótimo atendimento e comida bem gostosa. Tudo que pedimos foi muito bem servido.
       
      Pizzaria el Charrua
      Valor: 8900 pesos (pizza familiar, 8 pedaços finos)
      Não é muito barato, mas é bem servido e muito boa.
       
      Próximo ao terminal de ônibus há uma feirinha com comidas e temperos típicos do Chile. Para quem não conhece experimente a bebida típica deles (não alcoólica) Mote con huesillos. Vale a pena também comprar frutas nessa feirinha, são deliciosas e com preço bom.
    • Por João Peregrino
      aqui sera relatada uma historia de uma aventura vivida logo no inicio do ano quando tive a brilhante ideia de aproveitar meu seguro-desemprego,e com apenas R$700 reais conhecer cinco países sulamericanos sucessivamente;e das formas menos convencionais.
       
       
      sai de minha casa logo nas primeiras horas da manha do dia 2 de janeiro de 2012,e através de caronas com gordos caminhoneiros,carros de todos os modelos e ate mesmo um ônibus que transportava boias frias aos canaviais,eu finalmente cheguei a cidade de Corumba-MS "1650 km apenas de carona" :'>
       
       
       
       

       
      permaneci 2 dias na cidadizinha Boliviana de Quijarro onde aconselho ficar quem for esperar pelo ônibus ou pelo trem da morte,ao invés de se hospedar no lado Brasileiro onde a hospedagem custa ate 6x mais caro.

    • Por Mochila Brasil
      Desde 2010 o site americano Price of Travel divulga seu ‘Backpacker Index’, uma pesquisa com as cidades mais baratas para mochileiros. Abaixo você confere as cidades da América do Sul. Para chegar ao resultado o índice considera que o viajante, diariamente: – hospede-se em dormitório em um hostel considerado bom e barato; – consuma 3 […]
      The post As cidades mais baratas para mochileiros na América do Sul em 2018 appeared first on Mochila Brasil.
      Visualizar artigo completo
    • Por raquelmorgado
      Ela é técnica de radiologia, perfecionista, exigente, ansiosa com o desconhecido e o futuro, desconfia de surpresas, gosta de ligar aos amigos e espera que eles também lhe liguem. Tem mais de 30 e deixou de fazer fretes, de fazer sala aos que são só conhecidos e de trabalhar por dinheiro, se não lhe trouxer prazer. Ela tem colite ulcerosa e trouxe mais de dois quilos de medicamentos. Ele é engenheiro civil, perfecionista, exigente, focado, aventureiro, mão de vaca, gosta dos amigos mas não de lhes ligar. Caminha para os 30 ainda devagar e não se deixa levar pelos julgamentos e opiniões dos outros. Ele acha que não tem doenças mas passa a vida a espirrar. A ideia e o orçamento da viagem são dele.
      Discordam em muita coisa mas juntos formam a dupla do 365 dias no mundo. Um escreve, o outro corrige. Um fotografa e edita, o outro fixa as paisagens com o olhar e as texturas com os dedos. Um odeia mosquitos, o outro lembra que o mosquiteiro é essencial. São os dois boa boca e experimentam tudo. Quando ela não gosta do que experimenta, ele sacrifica-se e come o resto. Ela quase não come açúcar e ele está sempre pronto para a livrar desse fardo. Viajam de mãos dadas mas cada um carrega o peso que decidiu trazer.
      Viajámos durante 5 meses pela América do Sul e Central, e criámos este blog para contar a nossa experiência, as coisas boas e as menos boas, os gastos previstos e os inesperados e tudo o que vemos por esse mundo fora. Somos portugueses, mas pertencemos ao mundo e queremos conhecer mais. 
      https://365diasnomundo.com/
       










×