Ir para conteúdo
Mary_ann

Europa EM BREVE! Mochileira principiante desesperada por conselhos! (ROTEIRO)

Posts Recomendados

Oi galera!

 

Sou mochileira de primeira viagem MESMO! O único lugar de fora do país em que estive foi Buenos Aires! hahaha ::mmm:

 

Estou programando um mochilão pra Europa pra começo de maio até começo de junho (+-30 dias) ou, alternativamente, de fim de maio a fim de junho (+-30 dias). Pode até ser de começo de junho pra começo de julho (+- 30 dias) caso seja mais barato.

 

Sei que estou em cima da hora, mas é que só deu pra ter certeza da viagem em cima da hora mesmo! ::mmm:

 

Minha vontade sempre foi conhecer itália e frança, e prefiro conhecer menos países mas conhecê-los mais profundamente do que fazer 20 países numa correria!

 

Então vamos lá!

 

Pensei em Ir e voltar de São Paulo para Barcelona (incluí Barcelona porque as passagens me pareceram mais baratas, e porque muita gente me falou mto bem de lá!). Uns 2 dias no máximo lá em Barcelona.

 

Daí, partiria pra conhecer o Sul da França (uns 7 dias). Pensei em incluir algo como Aix-en-provence, Marselha, Alguma cidade da Riviera Francesa, Nice (e talvez, terminar com o principado de mônaco)

Então, partiria pra Itália (local em que quero passar mais tempo. Algo de uns 17 dias ou mais. Incluiria Cinque Terre, Pisa, Florença, San Gimignano, Siena, Roma... e de Roma subir a Itália, para Bolonha, Veneza, Verona. Ir de Verona a Milão somente para partir de Milão pra próxima etapa (sem interesse em conhecer mto milão rs).

 

De Milão, partiria pra Paris (provavelmente de avião naquelas cias baratas) e tb conheceria Versailles (4 dias entre paris/versailles)

 

Então, de Paris pegaria um voo low cost de volta à Barcelona e iria embora!

 

E então gente? Vocês dão uma ajudinha pra uma mochileira inexperiente e com pressa? rs =)

 

1) Realmente vale pegar voo ida e volta da mesma cidade certo? (monetariamente falando)

2) Algum furo grave no meu roteiro? (Meus países e locais de desejo não são passíveis de fazer um "círculo", mas aceito sugestões pra baratear e facilitar meu roteiro!)

3) Entre países é mais barato usar essas companhias aéreas baratas (tipo ryan air e easyjet) certo? Vi que existem passagens por uns U$30! Ou trem?

4) E dentro de um mesmo país? Trem sempre? (Considerando que viajarei muito dentro da frança e dentro da itália principalmente!) Ou ônibus intermunicipal (vi alguns que me pareceram fáceis e baratos)

5) E a maior e pior dúvida: quanto vocês acham que essa brincadeira toda sai? rsrs... Vi que dá pra pechinchar passagens por cerca de uns R$2700 com taxas. PRa ajudar vocês a cotar um preço total, informo que meu esquema de viagem será: hostels (compartilhando quarto), transporte público, mochila nas costas, muita caminhada, economia nas refeições (inclusive disposta a comprar coisa em supermercado e tapear a fome) - mas com planos de algumas refeições bacanas pra conhecer a culinária regional -, e, claro, direito a visitar museus e atrações essenciais e clássicas do local. Eu chutei por volta de uns R$ 11 mil, pesquisando o que li nuns sites, mas não sei se tô chutando baixo (espero que não! rs)

6) Por fim, dos períodos em que citei, tem algum com chances de ser melhor em relação a preços? Eu cotei preços de passagens e hospedagens em hostels para os três períodos, e aparentemente não variaram muito.

 

Agradeço infinitamente se puderem me ajudar! E com a experiência adquirida nessa viagem espero ajudar futuramente vocês todos tb! :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1 - Na grande maioria dos casos chegar e voltar pela mesma cidade é uma má escolha. Pense que voltando por Barcelona você vai ter que comprar uma passagem de Paris a Barcelona, que vai lhe custar no mínimo uns 100 Euros entre passagem, bagagem despachada, deslocamento ao aeroporto, etc, isto sem contar no dia de viagem perdido voltando a Barcelona. Então para valer a pena chegar e voltar pela mesma cidade, a diferença de preços tem que ser muito grande acima de R$ 500 para valer a pena o dia de viagem perdido e os 100 Euros de passagens que você vai gastar voltando a Barcelona.

 

2 - De "furo" no seu roteiro, a principio eu só vejo a distribuição do tempo, pessoalmente eu não gostei de Barcelona, mas a grande maioria gosta muito, e entre as pessoas que gostam, é quase unanimidade que somente 2 dias é pouco tempo para Barcelona, precisaria de uns 3 dias, ainda mais que o dia da chegada geralmente não é aproveitável.

 

Outra questão seria Paris, onde em 4 dias você até consegue visitar as principais atrações, mas ai se for incluir Versailles que vai lhe consumir um dia inteiro, vai ficar um tanto corrido, ou seja, para poder fazer as coisas com calma, o ideal seria ter ao menos 5 dias em Paris.

 

E por fim, se não tem interesse em Milão, corte completamente do seu roteiro, e vá direto do Veneza para Paris, apesar que vindo de Nice/Mônaco, provavelmente você já vai ter que passar por Milão de qualquer jeito devido as conexões de trens por aqueles lados não serem as melhores.

 

3 - Isto vai depender... Mas existem dezenas de outras empresas low-cost, muito provavelmente com preços e horários bem melhores do que estas que você citou, então tem que pesquisar melhor cada trecho, para as passagens aéreas use o www.skyscanner.com.br.

 

De Barcelona ao Sul da França, acho que a melhor opção seria pegar um voo até Marselha ou Nice e partir para explorar a região a partir dali. De Veneza a Paris, com certeza é melhor ir de avião.

 

Já do Sul da França até a Itália é um pouco mais complicado, você tem basicamente duas opções, ir de trem via Ventimiglia até Gênova ou Milão e depois descer até Cinque Terre, mas é uma viagem longa demorada e com 2 ou 3 trocas de trem pelo caminho. A outra opção, seria pegar um voo de Nice até Roma, e depois ir "subindo", passando por Florença, Toscana, Cinque Terre, Bologna, Verona e Veneza, pessoalmente eu iria com a segunda opção.

 

4 - Isto também vai depender das cidades, mas geralmente é uma combinação de trem e ônibus. Por exemplo, muito locais no sul da França só são acessíveis de carro ou ônibus metropolitano, que vai parando em cada esquina, o mesmo acontece na Toscana e Cinque Terre, até Siena você vai de trem, mas para chegar em San Gimignano só de carro ou de ônibus metropolitano, o mesmo acontece em Cinque Terre, você vai de trem até La Spezia, mas para se deslocar lá, provavelmente só de ônibus metropolitano.

 

5 - Esta parte é complicada! Passagens vai depender das datas que você for viajar, mas com a atual cotação do dólar que deixa tudo absurdamente caro, eu estimaria que passagens vão lhe custar uns R$ 3.000, se conseguir algo melhor que isto ótimo, mas eu trabalharia com uma estimativa de R$ 3.000 para as passagens.

 

Alimentação, hospedagem, metrô, passeios e entradas, num mochilão bem econômico, vão lhe custar em média uns 60 Euros por dia, mas como você vai a locais caros (Paris, Sul da França, Veneza, e em menor nível Barcelona), eu aumentaria um pouco a média, para uns 65 a 70 Euros dia para ter alguma folga, ainda mais sendo meio em cima da hora, quando os hosteis bons, bonitos e baratos geralmente já estão meio lotados., então 30 dias lhe custariam em torno de 2.000 Euros, que pela cotação do Euro de hoje, daria em torno de R$ 7.900.

 

Com este monte de deslocamentos entre países e cidades, não dá para ter certeza exata dos valores sem cotar cada trecho, mas acredito que os deslocamentos locais devam lhe custar em torno de uns 400 Euros, o que daria uns R$ 1.600.

 

Isto sem contar com os custos de passaporte, seguro viagem, etc, que deve lhe custar mais uns R$ 500, alem disto é extremamente importante ter uma reserva para imprevistos, geralmente uns 15% a 20% do orçamento total, no caso uns R$ 2.000 para imprevistos...

 

Somando tudo, eu estimaria o custo de uma viagem desta na casa do R$ 13.000, sem a reserva de imprevistos, o dólar a R$ 3.40 e o Euro a R$ 4.00 estão deixando qualquer viagem para o exterior bem cara. Claro que isto é só uma estimativa, dependendo do que você escolher lá na hora, o custo pode ser bem maior, ou mesmo conseguir reduzir um pouco, mas dificilmente acho que ficaria por menos de R$ 12.000.

 

6 - Junho é mais caro do que Maio, pois em Junho já começa a temporada de férias no hemisfério norte, e as companhias aéreas, hoteis, etc, aproveitam para aumentar os preços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caramba Adriano, você me ajudou MUITO! Me deu coragem pra prosseguir com os planos! :D

 

Atualmente, estou já com a passagem comprada (ida e volta por milão, porque realmente comprar separado tava saindo cada trecho o preço da ida+volta!)!

 

Basicamente mudei um pouco roteiro, porque antes eu pensava em sair de barcelona, aí tive que alterar a sequência das cidades, tirei umas, coloquei outras.... tô aceitando novas dicas e conselhos! :D

 

Só pra constar, ficou assim:

 

Itália

Milão (chegada)

Verona + Sirmione (2 dias)

Veneza + Murano (2 dias)

Bolonha (1 dia)

Florença (4 dias)

Cinqueterre (2 dias)

Pisa (metade de um dia. passagem pra ir pra san gimignano)

San Gimignano (1 dia)

Siena (1 dia)

Roma + Vaticano (4 dias)

 

França

Nice (2 dias)

St. Paul de Vence (1 dia)

Aix-en-provence (1 dia)

Avignon (2 dias)

Lyon (2 dias)

Paris + Versailles (4 dias)

 

 

Sistemática que só, usei o site Rome2Rio para fixar, data a data, preço por preço, opção por opção, como se daria o transporte entre todas essas cidades. Só pegarei avião low cost de Roma a Nice e de Paris a Milão, o resto será por trem, onibus, TGV etc, o que sair mais barato+fácil por trecho! Aparentemente dará uns R$1700 (ou seja adriano, você chutou bem perto!!)

 

Dai surgiram algumas dúvidas a mais:

 

1) é perigoso utilizar onibus/trens noturnos, considerando que sou mulher e vou viajar sozinha?

2) a minha tática inicial (para evitar o item 1) foi tentar fazer os traslados entre cidades de manhã cedo. Mas tem um problema: contabilizei, em geral, o dia em que cheguei como dia na cidade. isso é muita loucura minha ou é possível?

3) considerando que fechei roteiro dia a dia, com datas pra sair de uma cidade a outra, eu já devo comprar todas as passagens de trem, õnibus e avião low cost já? E hostels e ingressos para atrações tb? (Dá um medo de pensar q algo de errado no planejamento e eu me veja embolada com td já comprado certinho! rs)

4) eu li que não há necessidade de visto para os países da UE. É assim mesmo?

5)aceito críticas e sugestões pro meu roteiro antes de eu finalizar ele de vez! rs.

 

Obrigada!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você não pode comprar os 2 trechos para a Europa separados, vai lhe custar o dobro. Tem que comprar eles juntos usando a opção Multiplos Destinos que tem em todos os sites das companhias aéreas, mas como já comprou, fica a dica para a próxima...

 

1 - No geral não é perigoso, basta só ter os cuidados básicos de sempre com bagagem e bolsa. Só evite chegar a cidade de destino depois das 23:00, pois ai já não tem mais ônibus e nem metrô para chegar no seu hostel...

 

2 - Pessoalmente eu gosto de ir de uma cidade a outra no final da tarde ou começo da noite, ou seja, lá pelas 18:00 ou 19:00, assim consigo aproveitar bem o dia e quando as atrações já estâo fechando mesmo pego o trem, avião ou ônibus num horário que chegue ao destino no máximo as 22:00, para ter tempo de ir ao hotel e dormir bem.

 

3 - as passagens de avião e os deslocamentos de trens mais longos é bom comprar antes, pois na hora vai ser bem mais caro e você corre o risco de estar lotado. Para os deslocamentos mais curtos, dá para comprar na hora.

 

4 - Não precisa de visto, só precisa ter passagens de volta marcadas, reservas de hospedagem, seguro saúde, dinheiro suficiente e passaporte com validade de 6 meses depois da data prevista de volta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hummm muito obrigada pelas novas dicas! :):):):):):):):):):):):)

 

Depois de ouvir sugestões de amigos que moraram por itália e frança por um tempo, fiz mais algumas alterações (com expectativa de que sejam as ÚLTIMAS!)

 

-Considerando que paguei 2.500 a passagem Brasil -> Milão (ida e volta) com taxas.

-Considerando o euro a 4.00.

- Considerando uma passagem de aviaõ low cost Roma - nice (saindo uns R$120 em pesquisa pela skyscanner), um traslado longo dentro da frança (avignon - paris) que sairia uns R$153 no dia que quero segundo a Rome2Rio.com, e um traslado paris até milão (direto pro aeroporto da volta ao brasil) custando R$165.

- Considerando uma média de 100 reais (25 euros) de hospedagem por dia em hostels de quarto compartilhado

- Considerando uma média de 50 euros por dia de custos com alimentação(só almoço em restaurante)+atrações pagas principais+transportes menores dentro da cidade)

- Considerando a minha última versão do roteiro sendo:

# 2 dias em milão (incluindo lago di como)

# 1 dia em verona + sirmione

# 1 dia em veneza + murano

# 1 dia em bolonha

# 3 dias em florença

# 2 dias em cinqueterre

# 1/2 dia em pisa (no caminho)

# 2 dias em siena + san gimignano

# 4 dias em roma + vaticano

# 2 dias em nápoles (retorno a roma pra pegar avião à nice)

-----

# 2 dias em nice + st paul de vence

#1 dia em cassis

# 1 dia em marselha

# 1 dia em aix-en-provence

# 2 dias em avignon

# 4 dias em paris + versailles

 

Lá se vão minhas derradeiras dúvidas cruéis (e que estão me impedindo de prosseguir nos proximos passos da viagem...)

1) Eu fiz estimativas de traslados entre cidades por um total de R$1800 reais (inclusive com as passagens low cost). Somando isso os outros gastos (50 euros ao dia de gastos gerais + 25 euros ao dia de hospedagem média), passagem ida e volta, seguro (deve sair uns 400 reais?)... Possível dizer que, no máximo, no pior dos cenários, estourando, totalizaria uns 15 mil? Ou estou sendo pouco razoável, levando em conta tudo o que listei?

2) Para cortar custos, a princípio, seria diminuir o número de cidades? (pensei em economizar viajando à noite, mas os traslados entre as cidades escolhidas são tão pequenas - máximo 3 horas - que não dá pra aproveitar e dormir no trem!) Ou não causaria uma diferença mto significativa?

3) algum outro gasto que estou esquecendo? (já tenho passaporte).

 

Obrigada desde já! Sério, pra alguém que tá mochilando pela primeira vez tá sendo bem difícil tomar as decisões :oops: ...espero sinceramente que sejam as últimas dúvidas pq não vejo a hora de terminar essa organização! rsrs ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mary_ann

 

Você deve levar em consideração que o preço das passagens low cost não está incluso o despacho de bagagem, voce só tem direito a uma bagagem de mão. Em dezembro, fiz Lisboa/Paris pela Ryanair e consegui entrar com duas bagagens de mão (sendo uma mochila pequena e outra uma bolsa um pouco maior). Mas quando fui fazer Amsterdã/Lisboa pela EasyJet eu me ferrei, achei que ia conseguir passar com as duas bagagens de mão, mas eles foram mais severos e não permitiram, tive que pagar 50 euros na hora pra poder despachar a bolsa. Quando for comprar a passagem de avião por alguma empresa low cost, já selecione a opção de despachar bagagem, fica mais caro, mas é melhor do que arriscar pagar na hora como eu fiz e pagar mais caro. Normalmente, fica uns 20 euros a mais para despachar, se eu não me engano.

 

Em relação ao seguro saúde, eu fiz pela Mondial Travel, fiquei 31 dias na Europa, e foi 347 reais. Mas fique atenta, jogue no google que é possível achar algum cupom de desconto (eu achei um cupom de desconto de 20% pra Mondial três dias depois de ter contratado o seguro haha)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E como o Adriano tinha falado, eu também acho 4 dias pouco para Paris e Versalhes. A cidade tem muita coisa para ver e visitar, e a ida para Versalhes toma um dia inteiro. Ou seja, você só teria 3 dias para Paris, isso se você não estiver contando o dia da sua chegada e saída da cidade nesses dias, porque aí você conheceria quase nada lá, levando em consideração tudo que a cidade tem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mudanças nos roteiros são comuns, é muito melhor mudar o roteiro quantas vezes forem necessárias do que não pesquisar direito e fazer de qualquer jeito, ainda mais num roteiro relativamente longo como o seu, eu costumo fazer roteiros de 15 dias, e mesmo assim geralmente são umas 4 ou 5 versões de roteiro até chegar na configuração final que me agrade e caiba no orçamento e tempo que eu defini para gastar na viagem.

 

Como o Mateus já falou, neste preço das low-costo não está incluso a bagagem despachada, e se deixar para despachar lá na hora, pode acontecer o mesmo que aconteceu com ele, então já inclua uma bagagem despachada no momento da compra, deve lhe custar uns 20 a 25 Euros por mala.

 

Também tem o custo dos deslocamentos até os aeroportos, que muito são bem distantes, e provavelmente vão lhe custar mais uns 15 ou 20 euros dependendo dos aeroportos e como você for para o aeroporto, Mas a principio os custos seriam mais ou menos estes que você citou, seria um valor razoável.

 

Quanto a formas de economizar, como você mesmo citou, a maioria dos seus deslocamentos são curtos, onde não dá para dormir no trem/ônibus, reordenando completamente o roteiro, você conseguiria no máximo fazer 1 ou 2 deslocamentos noturnos, o que lhe renderia uma economia de no máximo uns 100 Euros, o que é irrelevante no total, mas também teria o risco de esta reestruturação acabar sendo um tiro no pé e deixar os outros deslocamentos mais caros anulando a economia.

 

As melhores formas de economizar num roteiro ainda são as velhas soluções de sempre, cortar a quantidade de dias e de deslocamentos, pois são os itens que custam mais caro numa viagem.

 

Uma outra dica para economizar é ficar mais tempo no mesmo, para descobrir onde ficam os locais baratos, um exemplo pessoal meu, estive em Veneza no mês passado, no primeiro dia, gastei 15 euros para jantar um lanche na rua, pois não achei nenhum local barato na hora, mas no segundo dia, consegui jantar com 5 euros, pois andando pela cidade descobri onde ficam os restaurante bons e baratos.

 

Com um roteiro muito corrido, você não tem tempo a perder explorando a cidade andando sem rumo e achar os locais bons e baratos, você sempre vai estar correndo de uma atração a outra, sem tempo a perder, e vai comer qualquer porcaria no primeiro local que achar próximo de alguma atração turística, onde tudo é bem mais caro. Por exemplo, lembro que um gelato com cara de sem bem industrializado custava 3 euros perto da ponte Rialto e na Praça São Marco em Veneza, mas andando pelas vielas paralelas, achei um excelente gelato artesanal por 2 euros... E são estes pequenos gastos no dia-a-dia que vão deixando a viagem cara.

 

Quanto a distribuição do tempo lembre-se que você não se teletransporta de uma cidade a outra, mesmo sendo cidades próximas, você vai gastar 1 ou 2 horas para chegar lá e se localizar. Por exemplo, eu acho que Veneza está um tanto apertado, você até visita Veneza num dia, mas se descontar 1 ou 2 horas para chegar lá, e ainda ir a Murano, não vai sobrar quase nada de tempo para aproveitar a cidade.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vocês são demais! ::otemo::::otemo::::otemo:: Muito obrigada mesmoooo por toda a ajuda! Vocês nem imaginam como essas dicas todas me dão mais confiança no que estou programando!!! Principalmente você Adriano, obrigada mesmo!

 

Matheus, valeu mesmo pela dica! já incluí o custo da bagagem na passagem que comprei! :D

 

Acho que agora tô nos passos finais de fechar essa viagem! Sei que vou cometer erros e tal, afinal, é a primeira vez! Mas sinto que diminuí muito a chance de cometer erros feios depois de toda a ajuda! :lol:

 

Uma pergunta: sobre quartos mistos: algum conselho? E hostels sem locker? Caso de dispensar o hostel?

 

A maioria dos hostels permite deixar a mala antes do check in ou depois do check out? cobra-se muito?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A questão dos quartos mistos é mais restrição do hospede do que de qualquer outra coisa, já fiquei 1 ou 2 vezes em quarto misto sem nenhum problema ou constrangimento, em todas as minhas experiência o pessoal sempre foi bem respeitoso.

 

Claro que num quarto misto, você tem que se policiar um pouco mais do que num quarto só com meninas ou meninos para não constranger ninguém, mas não costuma ser nada que não se consiga fazer facilmente, em claro que também sempre tem a possibilidade de aparecer alguém sem noção, mas costuma ser exceção e não algo corriqueiro.

 

Mas sendo honesto, se conseguir um quarto não misto será melhor, você se sente mais confortável.

 

Quanto a bagagem, geralmente eles guardam sem custo a sua bagagem antes ou depois do check-in/check-out, ou então 1 ou 2 euros por mala, só fique atenta que alguns hosteis menores fecham a recepção entre 10:00 e 15:00 horas, só entra quem já está hospedado e tem a chave e se precisar justo neste horário, pode não conseguir deixar ou retirar as malas.

 

A té hoje nunca vi hostel sem locker, todos que eu vi até agora possuem locker, até a agora o máximo que vi foi que alguns deles você precisa levar um cadeado, pois os lockers não possuem chave...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é, tô tentando o máximo pegar quartos femininos! mas tem lugar que tá muito dificil!

 

Pior que to vendo uns hostels (E não poucos viu!) com reviews de pessoas reclamando que não tem locker!

 

me bateu uma dúvida braba aqui reservando hostels: como eu disse, vou sair muitas vezes de manhã muiiiito cedo dos hostels (às vezes umas 6h). Tem problema fazer check out muito antes do horário fixado pro check out? Corro risco de não ter ninguém pra fazer minha saída? :shock: Ai deus, me bateu até um arrepio, que reservei uns já sem pensar sobre isso !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já fiquei bastante em hostels e tenho uma leve preferência por quartos mistos, pois me parecem mais divertidos. Sou dessas que entram e saem vestidas do banheiro, então a questão de poder se trocar no quarto não faz diferença pra mim. Só uma vez que eu tive azar de ficar em um quarto bem pequeno, com minha amiga e mais 4 homens e o cheiro não ficou nada agradável hahaha

Também já peguei, por desatenção, hostel sem locker e acho que é sim caso de dispensar. Fica complicado confiar em váárias pessoas e ainda sair durante o dia sem se preocupar. Mas o que o Adriano disse é verdade: leve seu cadeado, porque se precisar até vai ter pra comprar na recepção, mas por um preço nada amigo.

Já fiz check-in e check-out durante a madrugada bastante vezes e nunca tive problema com isso. Mas sugiro que, por precaução, envie um email 1 ou 2 semanas antes da sua viagem, confirmando a reserva e informando os horários aproximados em que você chega/sai do hostel.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, hostels reservados, passagens low cost (com excesso de bagagem incluso) já compradas. Reta final!

Aí surgiu a dúvida: vale eurorail no meu caso? li algumas coisas a respeito, mas quero uma opinião!

 

Considerando os muitos traslados de trem que farei nas cidades que citei antes, nos dois países (acredito que em média uns 10 dias em que utilizarei trem dentro da itália e uns 8 na frança)...

 

Considerando que tenho um cronograma relativamente fechado e organizado (E sequencial) de cidades a visitar (inclusive que me permitiu já pre-reservar todos os hostels de todos os dias de viagem)....

 

Considerando que tenho 25 anos (e ainda terei quando estiver viajando), o que me dá direito a preços menores...

 

Considerando que não me importo de pegar segunda classe...

 

Considerando que estou há aproxim. 1 mês da viagem...

 

Considerando que pra mim, ao menos pelo que entendi, seria interessante somente comprar o Eurail Global PAss (pq ele oferece a opção de usar por 15 dias flexíveis dentro de 2 meses - o que ainda é menos do que eu provavelmente necessite) que custa 570 euros ou o França -Italia Pass (que me dá direito somente a 11 dias dentro de 2 meses, ou seja, menos do que provavelmente utilizarei) custando 411 euros, ou ainda os Pass isolados de cada um dos países, tudo isso sem contar as taxas de reserva..

 

.....é impressão minha ou esse negócio não vale muito a pena? rs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

outra pergunta: alguém sabe me dizer se dá problema usar cartão de crédito internacional com senha de 6 dígitos (meu caso)? percebi que a maioria das pessoas com quem conversei possuem cartões com senha de 4, e 4 digitos parece ser a quantidade de números utilizados nas senhas de cartão de crédito na europa!

 

E emendo a segunda pergunta: eu já comprei 1 passagem de trem de avignon pra paris pela SCFN (maior trecho que farei de trem) antes de pensar nessa opção do eurail. Mas tive um questionamento na hora de escolher o método de retirada da passagem: eles davam a opção de mandar pelo correio e imprimir na estação. Num primeiro momento, queria imprimir lá, mas eles informam que, para conseguir isso, tem que estar de posse do cartao de credito com chip utilizado na compra e do "secret pin number". em contato com a própria companhia de trem (SCFN) eles me informaram que é o número de4 dígitos usado nas ATM (que pelo que entendi são caixas eletronicos, é isso?). Em consulta diretamente com a VISA (bandeira do meu cartão), eles informaram que o pin number nada mais é do que a senha do cartão. Mas como a minha senha é de 6 dígitos (mto provavelmente porque o cartão é de débito e de crédito), fiquei com medo do meu cartão de crédito não passar na europa e de não conseguir emitir a passagem (tanto é que escolhi a opção de recber em casa em 7 dias). Enfim, alguém sabe o que é o pin number? é a senha mesmo? aceita ainda que seja a minha de 6 dígitos? =P

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou dar meus pitacos.

Acho que você devia incluir um bate-volta a Giverny para ver os Jardim de Monet quando estiver na França, vale muito a pena e fica a menos de 1h30 de Paris.

Acho que você devia incluir 1 dia mais em Veneza e 1 em Verona, ou 2 em Veneza e eliminar Cinque Terre da sua viagem. Vc disse que não queria conhecer 20 países, mas só 2, mas conhecer 20 lugares diferentes em 20 dias num mesmo país não dá tb. Haha

3 dias em Florença tb achei exagerado, 2 já tá bom, o mais legal de Florença é a região rural da Toscana, que você já incluiu, San Gimignano, Pisa. Podia incluir Lucca, Montepulciano e Volterra que são próximos. Vai pegando os trens nas cidades, e diminuiria Siena de 2 dias para 1 tb.

Eurail não acredito seja uma opção para seu caso, mas tem que por no papel e calcular. Na minha viagem de 20 dias pela Itália, Suíça e França não valeu a pena.

Lembre-se de avisar no dia anterior do horário do seu check-out.

Todos os meus cartões são de 6 digitos e sempre usei os 6 em todos os países que fui.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O meu cartão do Itau (Mastercard) também tem senha de 6 dígitos, mas que eu lembre, nunca usei a senha de 6 dígitos no exterior, somente os 4 primeiros dígitos, como em qualquer compra aqui no Brasil... Talvez nos cartões Visa seja diferente, faz muitos anos que não tenho mais cartão visa, só tive problemas com eles, então não saberia dizer se na Visa é diferente... O pin number é senha do cartão.

 

Quanto ao Passes da Eurail, você chegou a conclusão certa, no geral eles não valem muito a pena, alem de ser meio caros, você ainda paga uma taxa adicional obrigatória de 10 Euros para reservar um assento nos trens Freccia que você vai usar para se deslocar entre as grandes cidades italianas...

 

Mas para ter certeza absoluta de que o passe vai valer a pena ou não, só tem um jeito, é entrar no site da Trenitalia.com e da SCFN e simular cada trecho, simule como se fosse viajar dentro dos próximos 7 dias, e depois comparar com o custo do Passe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×