Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Santiago - Chile: dicas importantes e relato de viagem


Posts Recomendados

  • Membros

Olá, mochileiros!! Enfim, de volta ao Brasil depois de uma viagem maravilhosa ao lado de outros mochileiros que encontrei por aqui, lá nos tópicos companhia para viajar.

 

Aqui falarei sobre dicas de transfer, passeios e atividades que considerei melhor sob meu ponto de vista, além também de alertá-los sobre cuidados especiais que se deve ter.

 

Bem, fiquei 5 dias em Santiago (do dia 22 ao dia 27/09) e estava em um grupo de 6 pessoas (todos mochileiros). Alugamos um apartamento completo no centro de Santiago, através do Booking. Fizemos a reserva há 2 meses e só pagamos quando chegamos ao local. Foi uma ótima escolha, porque tinha muitos de interesse por perto, feitos a pé mesmo. Sem contar o preço, que foi dividido e saiu bem em conta.

 

Pra começar, se tem dúvidas de como chegar ao se destino do aeroporto, aqui vai a primeira dica: existem várias opções de táxi quando você desembarca, porém optei pelo serviço de Van compartilhada da Transvip. Quando desembarcar vai vê-los facilmente. o serviço é bem rápido e barato, e te deixa no endereço que quiser. Evitei táxi, por que alguns não são confiáveis e depois de muito pesquisar cheguei a conclusão que a Transvip era a melhor escolha.

 

Em relação aos Táxis: Sim! Muito cuidado ao se locomover na cidade por meio de táxis. Infelizmente existem muitos taxistas desonestos em Santiago, e quando percebem que você é turista se aproveitam disso. Nossa experiência: Taxímetro adulterado, rota bem maior do que o normal, taxista cobrando como se fosse bandeira 2 (quando essa bandeira não existe por lá). Há ainda os casos em que taxistas alteram a casa decimal da corrida para confundir o passageiro, como por exemplo uma amiga que pagou 40 000 pesos chilenos por uma corrida que deveria custar 4000 pesos. E essa mesma pessoa também caiu no clássico golpe da troca de notas falsas, quando o taxista alega que você deu apenas 1000 pesos em vez de 10 mil. Fiquem de olho!

 

Dicas para não cair em roubadas:

- Prefiram pegar os táxis com o selo do Easy Táxi, ou do Safer Táxi. Como são app mundiais que gerenciam esses taxistas, a chance de encontrar malandros é menor, porque facilmente você tem acesso a todos os dados daquele veículo e condutor.

- Não existe bandeira 2 no Chile. A tarifa de táxi é uma só, tanto para o dia como para a noite: 300 pesos a partida inicial. A variação dessa tarifa é de 120 pesos a cada 50m e/ou a cada 60 segundos. Fique de olho no taxímetro quando ver que de 300 passou para 600 pesos, certamente estará adulterado.

-Desconfie de taxistas que são demasiadamente simpáticos. A maioria dos taxistas honestos que pegamos conduziram o veículo calados, rs. E a maioria daqueles que foram tagarelas nos deram golpes, rs. Não estou generalizando, mas foi a nossa experiência.

- Trace você mesmo a rota do seu destino no gps do seu celular, e mostre ao taxista onde você quer ir. Assim ele já fica ciente que você está de olho. Fiz isso e me livrei de um outro golpe que ia ser daqueles, rs.

- Mesmo com a rota do gps, observe se o condutor está evitando as vias engarrafadas quando ele pode fazer isso, pois passar muito tempo parado no trânsito faz o taxímetro aumentar a corrida. Foi meu caso, o motorista evitou as vias livres e se manteve o tempo inteiro na via lenta, fazendo com que a corrida ficasse mais cara, até quando eu pedi para ele mudar de faixa.

 

Taxi ok, preço justo, ok. Agora é hora de falar sobre os pontos que visitei.

 

- Preferi a vínicola Concha y Toro numa manhã, utilizando o metrô como locomoção. Mas atenção, saia com bastante antecedência, pois fica um pouco distante e são aproximadamente 40 min de viagem, perdemos nosso horário da visita por conta disso, mas entramos no horário seguinte. Dica: nao vá de estômago vazio, a menos que você seja um bebedor frequente, rs. Eu sai mais pra lá do que pra cá depois das degustações.

 

- A noite, não deixe de ir no Pátio Bellavista. Local com atração de bares e restaurantes para todos os gostos, além de ser um ótimo local para se conhecer baladas nos arredores. E não, eu não fui ao Como Água para Chocolate!, porque não foi um lugar que nos atraiu tanto assim. Opções lá é o que não faltam.

 

- Partimos para visita ao Vale Nevado no dia seguinte, porém o dia amanheceu muito nublado e com trovoadas, então logo imaginei que nosso passeio ficaria comprometido. Mesmo assim nosso serviço de transfer nos levou. Preço justo, van na porta do prédio que estávamos. Tinha reservado este serviço havia 3 semanas, onde conheci pelo instagram. Lucero Travel é o nome deles, indico. Seguimos viagem, porém no caminho descobrimos que havia uma nevasca nos esperando lá em cima, então o motorista não quis arriscar uma subida ao Vale Nevado e acabamos ficando em Farellones mesmo, mas nos divertimos bastante também.

 

- Na volta descemos no Costanera Center, para conhecer o Sky, maior mirante da América Latina. Lugar lindo, vale a pena a visita. Leve pesos, pois a visita é paga.

 

- O restaurante giratório fica logo ali. Em frente ao Costanera. Lugar bonito, comida não muito...nossa! Mas a experiência é super legal! Indico!

 

- Dia seguinte foi dia de Valparaiso e Vina del mar. Depois de muito debater entre nós como fariamos para visitar esse local, decidimos contratar um transfer particular. Eu sei, eu sei...há a opção de ir de ônibus bem mais barato e tal. Porém, nosso tempo era muito curto e só queríamos visitar os pontos principais e ficamos receosos de chegar lá e perder tempo procurando e caminhando pelas ruas. Resultado: contratamos um serviço do Uber, que aliás, foi super gratificante, confortável e com preço bem mais em conta que outros motoristas ofereceram. O motorista, muito atencioso, nos levou em todos os pontos, e nos fez economizar bastante tempo e disposição física, rs. Contato só me pedirem.

 

- O dia seguinte foi mais um dia de city tour, comprinhas em feiras e mercado de santiago (com lembracinhas bem mais em conta que em Valparaiso), almoço com a centolla, que eu não realizei por conta do preço. Sim, estavam bem salgados (300 reais um pequeno, e 600 reais um grande!!!), passeio no cerro santa Lucia, cerro San Cristoban e arredores.

 

- Voltamos de taxi para o aeroporto, perguntamos quanto sairia o preço aproximadamente e partiu Brasil. Não esqueça de guardar e ter em mãos todos os papeis da PDI que recebeu na chegada quando embarcar de volta. Eles vão pedir tudo.

 

Cheguei com mais vontade de voltar! Não fiz tudo que eu queria fazer, mas foi uma experiência incrível. Indico Santiago a todos! Boa viagem!!

  • Gostei! 1
  • Obrigad@! 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...

  • Membros
Adorei suas dicas!

Estou indo agora em Nov/15 e já estou super ansioso.

Saberia me dizer uma média de quanto gastou por dia com alimentação, passeios e transporte?

Desde já obrigado!

Wesley

 

Oii Wesley! Tudo bem? Já estou com invejinha de você porque vai pra lá..rsrs.

Bem, dependendo dos lugares que você vai visitar, considere gastar com taxi ou metrô, alimentação e se os pontos serão pagos ou não.

Em relação aos transporte, prefira metrô, é super barato e confiável. Te deixa na maioria dos pontos turísticos que precisar. Se sair a noite, prefira taxi. Dependendo de onde irá se hospedar (por exemplo, centro ou providência), geralmente uma corrida sai a 3 mil ou 4 mil pesos (18 a 24 reais) a ida para o Patio Bella vista por exemplo. Já pra vinicola concha Y toro sai baratinho de metrô, menos de 3 reais...Para o Sky Costanera, considere pagar uns 36 reais no máximo de taxi, partindo do centro. Então assim, transporte não é caro por lá.

Já em relação à alimentação, se optar por almoço e dependendo do restaurante, você pode encontrar variados preços...desde no mínimo 5 mil pesos (35 reais) a 10 mil pesos (60 reais), ou seja, comida é cara lá, em comparação com o Brasil. Como é novembro, não se se tem a intenção de ir ao Valle Nevado, mas no caso o transfer custa 100 reais por pessoa. Val paraiso e Vina del mar: transfer custou 90 reais por pessoa (de onibus sai a 44 reais por pessoa).

Por enquanto, é isso. Mais dúvidas só me chamar e boa viagemm!! :**

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 mês depois...
  • Membros
Ola. Muito bacana as dicas.

Você lembra qual foi a cotação do dolar em Santiago? Estou indo em Dezembro, super ansiosa já

 

Oi Mônica!

Em Setembro a cotação foi de 1 real a 165 pesos chilenos, com dólar turismo a R$ 4,19. O real estava bem desvalorizado e sentimos bem o peso disso no bolso!

Boa viagem e divirta-se!! :) :)

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 meses depois...
  • Membros

@anasousay. Boa tarde. Minha mãe estava pensando em viajar para lá, talvez meu irmão irá também. Por isso eu estou com uma dúvida, qual foi o gasto todo de lá?? Ou aproximadamente. E quando você foi para lá. Você foi com o real ou estava com o peso chileno?? Ultima dúvida. O uber não seria o melhor meio de locomoção? Pois a tarifa da viajem com uber em trânsitos é parada. Então assim será mais barata. Não?

Desde já agradeço pelas suas dicas muito importantes.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 meses depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...