Ir para conteúdo
Mochileiros.com
LiCo

Yamaha XTZ 250 Lander VS Honda XR 250 Tornado

Posts Recomendados

LiCo    0

Olá pessoal, gostaria de iniciar aqui uma discussão TÉCNICA sobre Honda XR 250 Tornado e Yamaha XTZ 250 Lander.

 

As duas motos tem características físicas e preços parecidos, mas com algumas particularidades que no final acabam fazendo a diferença para o consumidor. A Yamaha vem tomando terreno da Honda em motos de baixa cilindrada, mas será que a Lander é tão boa quando a Tornado? Será que a Tornado é tão boa assim?

 

Sei que a discussão é boa, então vou colocar aqui algumas especificações que eu conheço e gostaria que os colegas compartilhassem seus conhecimentos.

 

Bom, para começar a Lander tem freio a disco nas duas rodas e a Tornado só tem na roda dianteira. Já ouvi dizer que as duas freiam igualmente bem. O farol da Tornado é menor (e mais bonito eu acho), então não sei se ele ilumina tão bem como o farol maior da Lander. Outra vantagem da Lander é a injeção eletrônica, que dá uma melhor resposta, contra o carburadorzão da Tornado.

 

O painel da Tornado acho que é mais interessante, tem um monte de hodômetro, cronômetro, marcador de viagem e é mais bonito. Os bancos são parecidos nas duas, vão até o fim da traseira e para mim, que sou baixinho, acho que elas são meio altas, mas eu gosto.

 

Falando de suspensão, se tratando de motos on-off-road, fica minha dúvida de qual das duas é melhor, ou se âmbas são iguais. A Tornado tem uma suspensão traseira com a regulagem na mola, uma PRO-LINK. A Lander tem um sistema hidráulico que trabalha com links, penso eu que é mais reforçado, mas não sei.

 

Agora o X da questão: MOTOR. O motor da Tornado tem 23,2 cavalos de potência a 7500rpm e 2,41mkgf de torque. Tem um radiador de óleo e é refrigerada a ar. A Lander usa o mesmo motor da Fazer, com algumas mudanças no pistão, e tem 21 cavalos e 2,1mkgr de torque a 6500rpm.

 

É isso aí. O que me dizem? O que se deve realmente levar em consideração na hora da compra? Vamos deixar de lado nossas preferências pessoais e analisar friamente e tecnicamente as diferenças.

 

Ah, esqueci uma pergunta. Que história é essa de que a Lander "não pode andar na chuva"? Fonte: http://www.xtzlander.com.br/forum/viewt ... f=1&t=2058

 

Intééé

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
chinaf    0

Fala Lico, blz ?

 

Cara vou começar pelo lance da água na Lander que esse é mais fácil de responder..... heheheheheheehhee

 

A Lander passou por um "recall branco" no começo da sua "vida" motociclística:

 

it2007002lowresjn5.jpg

 

Link de onde tirei a imagem:

 

http://xtz250lander.blogspot.com/2007/10/recall-da-xtz-250-lander.html

 

Eu estava presente numa concessionária Yamaha, fazendo a revisão da minha Fazer, quando chegou esse comunicado.

 

O fato é que pelo desenho do tanque da moto, no caso de chuva, o jato de água é direcionado direto ao sensor híbrido, a Fazer tem o mesmo sistema e não há histórico de problemas, tanto é que a minha está até hoje sem "o recall branco" e rodando bastante, faça chuva ou Sol.

 

Após esse "recall branco" a Lander já veio com a proteção para o sensor híbrido e o chicote diferenciado.

 

Se for comprar uma usada vale a pena olhar esse detalhe.

 

Outro ponto que tem "pegado" para a dupla Fazer/Lander, é o tubo de deliberação, já que estamos falando de "uma usada" vale a pena saber os outros pontos, toda moto tem isso, o que faz com ela seja "confiável" não é ela não quebrar, mas vc saber "o que é corriqueiro quebrar nela", entende ????

 

No caso o tubo de deliberação é a nacionalização da peça, dá uma pesquisada no Googrou que vc vai achar vários depoimentos de tubos que quebravam com frequência, mas sempre nas mesmas motos, não importanto tanto a km rodada.

 

A Yamaha agora, após um longo período, resolveu o problema vendendo novamente o tubo de deliberação importanto, made in Japan.

 

Outro ponto que pegou numas 2008 (e pode ser Lander ou Fazer) é a queima de alguns lotes de bomba de gasolina, algo normal de acontecer, com o tempo, o problema é o preço, 900 dinheiros para substituir tal produto, mas já estão vendendo na internet por 150 dinheiros e eu conheço um caso de troca e sucesso.

 

Outro ponto e esse é bem conhecido é o reparo da vedação do Sensor Híbrido que vai com o tempo se desgastando e começa a "entrar" ar, dando um falso "dado para a injeção eletrônica", o problema é que a Yamaha até recentemente fazia vc trocar todo o corpo de injeção por conta desse "reparo" (muita gente também chama de anel de vedação), e o preço é a bagatela de 1.300 dinheiros o conjunto, agora a Yamaha descobriu que custa mais barato enviar para as concessionárias o tal reparo (posso te afirmar a troca não demora mais que 5 minutos, pois troquei o reparo da minha Fazer essa semana, e nem fui para resolver isso, mas já que estava lá, e o pessoal tava empolgado trocamos fui para pedir a limpeza da injeção eletrônica da minha moto, no caso o corpo e o bico injetor, mas segundo o pessoal que é ótimo, nem precisava, no caso só a troca do reparo, corrigia uma "sensação de amarração" que começou a aparecer nas subidas fortes, quando ando com garupa e muita bagagem, esse foi o único sintoma que causou na minha moto).

 

No caso já vi relatos da moto morrer, afogar, etc, no meu caso, foi só esse sintoma mesmo, tanto é que nem achava que precisava trocar tal reparo.

 

Hoje em dia vc acha na internet o mesmo reparo sendo vendido por 35 dinheiros , mas já que a fábrica está trocando, melhor será se começar a vender, pois eu prefiro sempre substituir por produtos originais, desde que a fábrica esteja praticando preços honestos.

 

Mais detalhes sobre esse assunto aqui:

http://www.fazeronline.com/SMF/index.php?topic=12493.0

 

E aqui:

 

http://www.debatemotos.com/phpBB3/viewtopic.php?f=1&t=15342

 

E o da bomba aqui:

 

http://www.debatemotos.com/phpBB3/viewtopic.php?f=1&t=15135

 

Bom, isso é normal de acontecer com todas as motos que usam o sistema de injeção eletrônica, no caso, há que se pesar se isso é um problema ou não.

 

Particularmente se os preços praticados pela Yamaha fossem mais realistas, eu andaria com um kit reparo para esses momentos, que seria basicamente uma bomba reserva e um corpo de injeção inteiro, mas infelizmente não é caso.

 

Mas, é normal acontecer do pessoal que faz as viagens pelo mundo, andar com isso para motos muuuuito maiores, como as BMWs e as KTMs, tem um modelo específico, que eu esqueço qual é, que é batata, sempre queima uma ou a outra e aí o cara já vem com isso na mochila e troca.

 

É o preço da eletrônica e aí tem que se pesar se vale a pena.

 

No meu caso, a minha esperança que é "universalisando" a injeção eletrônica nas outras marcas (ainda bem que está acontecendo) isso vai baratear o preço dos componentes, consequentemente vai dar para montar "um kit" reserva.

 

Sobre a durabilidade, bom, acho que é notório encontrar Fazer's com mais de 200.000 km's, essa informação eu vi em alguns fóruns, e já vi uma foto de 1 ano atrás de uma Fazer com mais de 85.000 km's, numa revista, acho que foi na "Duas Hondas"....hehehehehehehehehehehehehehe

 

A minha está com quase 75.000 km's e está como nova, exceto alguns arranhados e detalhes na pintura, por descuido do dono..... hehehehehehehehehehehehehehehehe

 

Particularmente nas laterais onde vão os alforges, sou meio contra usar papel contact para a moto, acho que com o vento patagônico é melhor não abusar, mas é pq também não pretendo passar a Fazer para ninguém, então é só mandar pintar quando quiser deixá-la zero bala de novo, mas duvido que faça isso.

 

Um outro ponto que ia me esquecendo é que algumas motos Fazer 2008 tiveram problemas na Biela, isso sim foi preocupante, mas é que um lote saiu com a qualidade abaixo das especificadas, causando tal problema, as motos infelizmente sofreram o tal "recall branco" e foram corrigidas, segundo o pessoal onde faço as revisões, foi só um lote e nas novas não apareceram mais problemas.......

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
chinaf    0

Agora vamos as vantagens:

 

O motor da Fazer e da Lander são feitos com composto que promete durabilidade, agora em torno de 3 x o tempo de vida útil de um motor normal.

 

A tecnologia é a mesma da R1 e superior a da XT660 que também é extremamente durável.

 

Novamente já vi relatos de que Fazer com 200.000 km's e pequenos ajustes.

 

Mas, já vi motores abertos da Fazer com muuuuuuito menos, vai do cuidado com a moto.

 

Eu particularmente, sigo a risca o "manuel", troco o óleo com 5000 km's e não vejo necessidade de trocar com menos, 2.500 kms é a média que o pessoal tem trocado o óleo da moto, vai do cuidado.

 

Particularmente, não troco o filtro de óleo da Fazer por outro que não seja original, pois é bem diferente um filtro Valflex (acho que é esse o nome) do original e a diferença se dilui na km, ou seja, troco a cada 10.000 km.

 

Mas, um detalhe ruim, putz é vantagem ou não....hehehehehehe... é que por ter essa tecnologia da R1 ela não aceita o famoso recondicionamento do cilindro, pois é, não aceita mesmo, mas tem gente que fez e continua rodando, mas aí perde a "tecnologia", faz parte e vai de cada um.

 

Outro ponto legal é que tirando o problema dos "estouros" nas altitudes, no caso só vi essa informação na minha viagem e da necessidade de ajustes na marcha lenta da moto (aí vi em alguns poucos relatos da XT660) de acordo com o combustível, não há outro "mal de altitude" na moto.

 

Ela perde sim um pouco de potência, mas dá para dar uns 110-120 km/h na altitude sim, claro no plano, né...... heheheheheheheheheheheheheeheheheheheh

 

Outro detalhe é a econômia, se andar normal, é muuuuuito mais econômica que uma carburada.

 

Outro detalhe, é que a Lander possui um banco mais confortável que a Tornado.

 

Mas, isso também é um problema, ela é um tantim mais "larga" e aí no "trail" dá uma diferença.

 

Enfim, só falei da Lander/Fazer mas é que é o mesmo motor então fica fácil comparar.

 

Depois volto para falar mais coisas.

 

Grande abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LiCo    0

Intão marcos, eu na verdade ainda não estou pensando em comprar porque estou com outras prioridades, mas se rolar, vai ser usadinha mesmo. Iniciei essa discussão para conhecer mais e quem sabe as lombrigas aqui falem mais forte hehehe.

 

China, pára de puxar a sardinha para a Yamaha ::hahaha::

 

Eu não tinha ouvido falar sobre o chicote da Lander entrar água e achei muito estranho quando li naquele fórum que postei acima. A respeito da bomba de gasolina, é normal ela queimar depois de muito tempo de uso (não deveria ser assim) ou andar muito tempo na reserva, porque ela esquenta e queima mesmo. Agora essas bombas ainda continuam dando dor de cabeça e pelo visto esse lote de bombas é bem grande. Algumas reclamações recentes: http://www.reclameaqui.com.br/279560/yamaha-motor-do-brasil/bomba-de-gasolina-lander-xtz-250

 

Falando dos motores das duas, competem de igual para igual? A durabilidade vai do cuidado de cada um mesmo, não tem jeito.

 

Intééé

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DaniloDassi    0

Lico,

Qndo fui comprar minha moto fiquei na dúvida entre a Fazer e a Lander... pra te falar que até hoje ainda tenho lá minhas dúvidas ::tchann::

Mas o que me optou por não pegar a Lander foi a autonomia. Achei o tanque de 11L muito pequeno, então troquei o "off-road" pelos kilometros extras que a Fazer proporciona.

Com tanque cheio, rodei 320km e só então entrou na reserva (que são mais 4L). ::otemo::

 

Hoje gostaria de pegar uma "Trail" maior, talvez uma Falcon (o problema são os furtos) ou XT (600 ou 660). Por enquanto me falta $$ para manter uma moto maior.

 

 

Não vou opinar sobre a Honda porque a única que montei foi a CG da auto-escola ::hãã::

 

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marcosplf    0
Intão marcos, eu na verdade ainda não estou pensando em comprar porque estou com outras prioridades, mas se rolar, vai ser usadinha mesmo. Iniciei essa discussão para conhecer mais e quem sabe as lombrigas aqui falem mais forte hehehe.

 

 

 

Saquei!! Cara esse lance de lombriga e moto é foda hahaha eu mal peguei a minha e ja to querendo trocar haha

 

Olha sobre a falcon um amigo faz trilha com ela e adora, fez a trilha do bonete com ela no feriado de finados,

quer dizer não foi ele que fez a trilha com ela, foi ela que fez a trilha com ele hahaha ja que segundo ele teve que carregar a moto nas costas em 90% da trilha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DaniloDassi    0

Porra Marcão, dai você me quebra!!! ::prestessao::

Minha dúvida entre Custom e Trail já encerrou... quero uma big trail pô! E já faz tempo que to falando isso ::toma::

 

O problema são as opções:

Falcon, Xt600, Xt660, G 650GS... ::bruuu::

Só falta-me o dimdim ::lol4::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marcosplf    0

tem a v-strom 650 tbm!

 

Eu quero uma harley agora, so esbarro no mesmo problema que vc dim dim!!

 

Bom vamos parar de desvirtuar o topico.

 

Abras

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
chinaf    0

China, pára de puxar a sardinha para a Yamaha ::hahaha::

 

 

Puxa imagina se eu tivesse mesmo puxado a sardinha para a D. Iamapaia...... heheheheheheheheheheehehe... tem muito xiita que nem gosta que eu falei essas coisas.... hehehehehehehehehehehehehehehe

 

Eu não tinha ouvido falar sobre o chicote da Lander entrar água e achei muito estranho quando li naquele fórum que postei acima. A respeito da bomba de gasolina, é normal ela queimar depois de muito tempo de uso (não deveria ser assim) ou andar muito tempo na reserva, porque ela esquenta e queima mesmo. Agora essas bombas ainda continuam dando dor de cabeça e pelo visto esse lote de bombas é bem grande. Algumas reclamações recentes: http://www.reclameaqui.com.br/279560/yamaha-motor-do-brasil/bomba-de-gasolina-lander-xtz-250

 

Falando dos motores das duas, competem de igual para igual? A durabilidade vai do cuidado de cada um mesmo, não tem jeito.

 

Intééé

 

Pois é, eu parei de escrever pq sabia que cedo ou tarde lembrava mais alguma coisinha.

 

E lembrei...... heheheheheheheheheeheheheheheheheheheheheh

 

O quadro da Lander tem alguns problemas com o peso do bauleto, pode quebrar ali o chassi, tem que fazer um reforço, tem bastante informação lá no fórum das lander's.

 

E tem o problema da lâmpada também, no caso da Fazer é mais gritante, eu particularmente uso, já há muuuuuito tempo, uma lâmpada de 55W da Osram, chama-se Silverstar, se for na original (aí no caso da Fazer, não sei da Lander), putz é terrível a noite.

 

Então comparando as duas, tem várias revistas, uma hora uma puxa sardinha para uma, outra hora para outra.

 

Eu particularmente acho que "depende".

 

Depende do que vc quer.

 

Se for andar na altitude(acima de 3.500 m), invariavelmente uma injetada vai melhor, mas nada que uma carburada não faça, só acho mais "cômodo" uma injetada, beeem mais tranquilo.

 

Se for para andar abaixo disso, aí acho que é de igual para igual, não vejo tanta vantagem para uma ou para outra(exceto a economia e "linearidade" de uma injetada, é bem diferente mesmo).

 

Se for pensar em "up" lá na frente, putz, Yamaha é terrível para vender, embora o mercado esteja ruim para todas, o lado bom disso é que vc acha Lander's vendendo beeem baratim.

 

A autonomia é ruim em ambas, mas se for andar no Brasil dificilmente terá problemas, mas já há tanques Gili de plástico para ambos os casos, eu particularmente gosto da moto o mais original possível, portanto sou muito fã e agradecido pela autonomia da Fazer, quase 500 km's contando com a reserva, que já usei, por conta de "apuros" e "cagadas mesmo do dono" até andar só no cheiro.

 

Tem um lugar que é horrível, fica entre Arica e Chuquicamata no Chile, que vc só acha posto perto de Iquique, o problema é que tem um posto quase em Iquique, isso pela Ruta 5 a PanAmericana, que vc vê o posto ali, com uma placa completamente enferrujada e amassada dizendo, próximo posto 275 km's, vc olha o combustível na moto ainda está com bastante, o problema é que vc fica na dúvida, abasteço ou não...... hehehehehehehehe.... e vai embora...... Pois é só tem um posto numa cidadezinha beeeeeeem pequena chamada Maria Elena que fica no entrocamento da Ruta 5 com a "descida" de Chuquicamata até Tocopila, só que vc não acha a cidade, tem que entrar numa "via" secundária que vc só vê a cidade quando chega...... heheheheheheheheheheheheheheheheheheheeheheheh

 

Naquele dia pensei que ia ficar sem combustível, andei uns 100 km's há 80 km/h, depois que me avisaram no posto fiscal e entre regiões (pois é lá tem que carimbar um papel de entrada da moto em cada mudança de região, pelo menos nessa parte) que o próximo posto estava há 150 km's..... Bom e quem conhece ali, sabe o que é "deserto", DESERTO..... heheheheheheheheheheheheheheheheehheeheheh

 

Isso pq um amigo, o Marcos Catania (que viaja com a esposa numa V-STrom) te avisou que ficou com pane seca ali, quando vc o conheceu no Valle de La Luna, uns dias antes ..... heheheheheheeheheheheheheh

 

Nessa hora vc dá muuuuuuuito valor a ter uma ótima autonomia e a economia da injeção eletrônica...... heheheheheheheeheheheheheheheheheheheheheheheh

 

Mas, é fácil de resolver também, é só levar umas garrafinhas PETs com combustível amarradas na moto, caso a autonomia seja baixa..... heheheheheheehehehehehehehehehe

 

Coisa que invariavelmente eu já nem me preocupo mais.

 

A parte mecânica da Lander e da Tornado são equivalentes, talvez a Tornado tenha mais final, mas é relativo, quem é que anda de trail há mais de 120 km/h ???? Não vale a pena, mesmo de Xt660 é ruim, ou particularmente, eu acho até pior..... heheheheheheheheheheheheheheheheheheheheheheheheheh

 

A vantagem da Tornado é a confiabilidade do carburador, ele é aquilo que é, ou seja, mecânico, se der pau, até o cara da farmácia sabe mexer, não precisa de grandes manutenções, etc e tal, só que opera de uma única maneira, enrolando o cabo ou não, ao nível do mar ou não, etc.

 

O conforto se acerta também, o banco da Tornado é horrível, mas nada que um banco Êre ou Paulinho Bancos não resolva, embora perca a "liberdade" de ser uma trail, afinal o banco fica mais "largo" e aí dá uma prejudicada.

 

Outro ponto legal é que vc pode fazer "n" gambiaras na carburada, pois a parte elétrica de uma carburada é menos "usada", já numa injetada, é tudo elétrico, gambiarra tem que ser beeeeem feita, com o perigo de dar "pau" na injeção, tem relatos no XT660 e eu conheço uma moça a que teve um problema na NHornet dela pq usava o GPS ligado na bateria via "ascendedor de cigarros" adaptado na moto.

 

Eu, particulamente não fiz nada de adaptação na Fazer, exceto a lâmpada de maior "Wattagen", embora para mim fosse bem interessante ter o "ascendedor" de cigarros para eventualmente ligar um GPS, inflar algo, ajustar o pneu em viagens, etc. , mas já vi uma Fazer com várias "customizações", um rádio mesmo, rádio tipo CHIP's e dois faróis auxiliares e rodando, mas com pouco km, algo em torno de 15.000 km's.

 

Outro ponto é que peças Yamaha normalmente só originais, não há uma grande gama de peças paralelas de qualidade como há no caso das Hondas, agora peças originais Hondas também são caras, tem que lembrar, que vai ter que trocar disco de embreagem (e é sempre melhor original do que paralelo), por exemplo.

 

E no caso há a vantagem da Lander ter o freio à disco atrás.

 

Mas, daqui há algum tempo a XRE300 e a CB300R serão que nem "carne de vaca" todo lugar terá e aí vc também terá a opção de poder "incluir" essas motos na lista de "usadas", só acho que tem que esperar mais algum tempo até saber o que é confiável nelas e os "recall's brancos" acontecerem nelas também, já li em algum lugar que a junta do cilindro ou do cabeçote vaza um tantim de óleo e suja o motor, é chato, mas é simples de resolver, mas já é algo que tem surgido.

 

Enfim, vamos nos conversando.

 

Grande abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
chinaf    0

FAla Danilo, blz ??

 

Já que o assunto é moto e é um assunto realmente apaixonante.

 

Fica aí um tópico recente e beeeeem interessante para vc dar uma olhada:

 

http://www.debatemotos.com/phpBB3/viewtopic.php?f=1&t=15395

 

É um dos vários que tem surgido, compensa ler para não se arrepender depois..... hehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehe

 

Eu também tinha a dúvida da XT660, hoje sei que não compraria ela, exceto se achasse uma beeeeeeeemmmm baratinha, coisa que é difícil de achar.

 

Acho a Falcon, dentro dos limites delas, uma moto honesta.

 

Eu, infelizmente depois que subi na V-Strom 650, descobri a sucessora da Fazer, ótima posição de pilotagem, ótima sensação, péssimo para o bolso...... heheheheheheheheheeheheheheheh

 

Ainda bem que hoje, pés no chão, a Fazer tem servido bem e espero que continue, durante mais o dobro de km, aí vou parar e pensar, já vai ter usadinha da V-Strom, coisa que hoje não tem.....

 

Grande abraço,

 

P.s.: Se for para meter a moto no off de verdade, a Falcon, a XT600, a XT660, etc são motos muito pesadas, melhor seria uma DR400, peso de CG, com 49 HPs e banco de trail (se a Tornado é um modess a DR é um Tampax.....heheheheheheheehh), mas refrigeração líquida e é conhecida por ser tratorzão, tem como comprar documentada e com placa, só que o preço, é lá em cima........ Uma pena.

 

DR-Z400E_2008%2002.jpg

 

Olha só os detalhes:

 

Peso: 119 kg

49 HPs a 8.500 rpm ou 49,7 cv se a conversão estiver correta

 

Lado ruim: altura do assento: 945mm e tanque: 10 L, carburada e é claro o preço, que é sofrível.

 

http://www.suzukimotos.com.br/drz400e.aspx

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
chinaf    0

Outra moto honesta e econômica a mais econômica das big, só que é meio fun bike, é a TDM900.

 

Digo meio Fun Bike, pq o Ricardo Rauen, viajou anos com uma 850 e meteu ela em cada roubada..... heheheheheheheeheheheheheheheheheheh

 

Agora o cara viaja com uma V-strom 1000 e continua metendo a moto em cada roubada..... heheheheheheheeheheheheheheheheheheheh

 

A TDM é ruim de comércio, por isso vc acha várias inteiras e com preço beeeeem interessantes, dá uma busca que vc vai ver bastante coisa interessante sobre ela.

 

Eu particularmente já pensei em comprar uma dessas, quando tivesse dinheiro sobrando e antes da V-Strom 650.

 

tdm_9001.jpg

 

Essa moto é linda demais !!!!!

 

Enfim, tem uma coleção grande fotos dela no rípio lá no site do Ricardo Rauen, mas é uma moto que tem que goste e quem não goste, eu particularmente sou apaixonado por ela.

 

Grande abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

salve !!!!!

puts essa disputa vai longe !!!!!

sem duvida em termos de modernidade a lander sai na frente !!!!!!

mas ...... sei la

eu tenho uma tornado e não tenho o que reclamar !!!!!não da manutenção e aguenta porrada hehehehe mas tem os contras que sem duvida é falta de freio a disco traseiro(que ja é resolvido com kits 700,00 ou ate trocar a balança traseira pela da falcon fica muito bom600,00 ) o banco tambem é bem critico mais pra quem vai de garupa

::sos:: ps :> salve marcão !!!

caraca vc comentou que seu brother ia pra ilha ele chegou no bonete com a falcon?foi sozinho?caraca tem trechos la que ta nervoso hehehehe puts parabens para ele ai eheheheh ve se não tem umas fotinhas do perrengue pra nois dar umas risadas !!!!!

os ultimos que vi indo pra la eram com dt mas os caras tavam carregando nas costas hehehehe e depois pra voltar tentaram negociar com as canoas par afazer a volta mas os caiçaras pediram 500,00 pra levar as motocas , fim das contas voltaram pela trilha mesmo todos acabados( motos e pilotos)heehehehehe!!

abço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
DaniloDassi    0

Tinha me esquecido da V-STROMzinha ::prestessao::

 

A coisa é bem por ai China! Meu futuro UP será para uma moto "topa-tupo", que me leve bem em rodovidas de asfalto e não me deixe na mão quando precisar pegar um ripio/chão, etc etc etc, por isso pensei nas Big Trails.

A V-STROM não sei se entra nessa categoria, mas já tinha pensado bastante nela. Estou até devendo uma visita a Suzuki pra ver ela de perto. ::love::

 

Meu medo é com a J Toledo ::toma::

Amigo meu ficou 2 meses pra arrumar a B12... acabou vendendo e pegou uma R1 usada.

 

 

Mas vamos parar de desvirtuar o tópico do LiCo, logo logo ele vem brabo!!! ::lol4::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LiCo    0

kkkkkkk e óia que eu sô brabo hein Danilo.

 

Se aqui não roubassem tanto essa Falcon ... é quase o mesmo preço da Lander ou da Tornado.

 

Estou terminando de ler o resto aqui.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
chinaf    0

Fala Lico, blz ?

 

Moto tem que ter seguro, sobretudo se andar em grandes cidades.

 

Dá uma olhada no Banco do Brasil, eles estavam fazendo seguro que saia pela metade do preço das outras seguradoras.

 

Eu que renovo todo ano, paguei exatamente 40% à menos do que a apólice do ano anterior que era pela SulAmérica Seguradora.

 

Já li tópicos no [email protected] e no Fol (falcononline) comentando que os corretores perderam quase toda a carteira de seguros de motos.

 

Dá uma olhada lá, a Falcon por ser uma 400cc, me parece que terá menos problemas para fazer o seguro e talvez o valor do seguro + o da moto acabe compensando uma Falcon, pois seguro para as menores é extremamente caro.

 

Grande abraço e vamos nos conversando.

 

P.s.: Já te aviso, primeira coisa que terá que olhar na Falcon é o RetificadorRegulador de Voltagem, peça que queima em todas, vide os relatos que postei do F.Quebramar não teve uma única vez que não deu bucha, o outro detalhe é que a peça original é caríssima, mas tem jeito de consegui-la paralela mais barata ou substituir pelo da CB400 II, eu acho, precisa confirmar lá no falcononline.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marcosplf    0

é verdade o seguro pelo BB esta otimo, paguei para a minha Drag star um diferença de 600 reais a menos do que o mais barato encontrado que era a porto seguro. E pelo fato de ser correntista parcelei em 10 x ainda. Saiu mais barato que a mensalidade do car system que meu primo tem na fazer.

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

fala ai irmão eu comprei uma LANDER ZERO KM em janeiro de 2008 a moto tem 8000KM rodados quase não ando de 03 meses pra ca a moto começou a me deixar na mão a bomba não arma passa um tempo ai ela arma ai eu vou pro meu destino chego la ela nao arma ai espero um pouco ela arma não guento mais levei na yamaha o mexanico veio e condenou a bomba de gasolina me cobrando 1085REAIS eu quase desmaiei como pode uma moto ZERO da prblema de bomba de gasolina eu sempre tive honda FALCON TWISTER primeira vez que pegui yamaha to sofrendo o que eu faço?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
chinaf    0

Fala Alex xandão, blz ?

 

Dá uma lida nesse tópico aqui, que há duas soluções que funcionaram:

 

http://www.debatemotos.com/phpBB3/viewtopic.php?f=1&t=15135

 

Outra opção é voltar lá na concessionária que está indo e perguntar se eles não poderiam dar um "choque" de 24V na sua bomba, já ouvi que tal procedimento, que não é garantido costuma dar certo também.

 

enfim, tem aí 3 opções para resolver o seu problema, qualquer coisa nos avise como foi.

 

Grande abraço,

 

P.s.: Não se esqueça que até esse ano as pequenas e médias Hondas não eram injetadas, portanto não possuiam uma bomba de gasolina, temos que avaliar ainda algum tempo antes de saber se os problemas serão os mesmos nas duas marcas, lembrando que em carros é comum trocar a bomba de gasolina após uma certa km(apesar de que 8.000 km é muito pouco para ocasionar tal quebra), o problema, realmente é o preço, que infelizmente nos casos de peças originais, independente de marcas, é muito caro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora




×