Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Monte Roraima - 9 dias


Adren-Aline

Posts Recomendados

  • Membros

Simbora pra mais uma aventura!

 

Monte Roraima, tenho a imagem dele gravada na mente desde que... ahh sei lá. Não importa rs, o negócio é que me encantei desde a primeira vez que o vi nas reportagens e documentários... E disse: UM DIA CONQUISTAREI O SEU PICO ::otemo:: .

 

Todo viajante sabe que uma grande viagem começa muito antes do pé encostar no aeroporto. Com essa não foi diferente, mais que isso, essa foi cuidadosamente planejada por conta de alguns pormenores que vocês entenderão no decorrer do relato.

 

Cerca de 5 meses antes fiz a compra das passagens aéreas pela TAM. Saída de Salvador no dia 08/04/2016 e retorno dia 18/04/2016. Essas datas foram estrategicamente marcadas me baseando na agenda da empresa Roraima Adventure. Essa é uma empresa brasileira (creio que a única) que possui pacotes programados para o ano todo. Os pacotes variam de 8 a 11 dias, e que diferem apenas nas atrações visitadas no topo do monte. "Escolhi" o pacote incompleto de 9 dias, Roteiro Circuito Místico Catedral. Incompleto pq não incluía translado e hospedagem em Boa Vista. O pacote completo custava 600 reais a mais. Pra mim não valia a pena esse custo adicional ::ahhhh:: . Já era a grana da cerveja pra comemorar a minha conquista ::hãã:: .

 

Pois bem... segundo passo foi entrar em contato com a Roraima Adventure pra fechar o pacote. Só que não rolou ::Ksimno:: . Apesar de marcado na agenda eles só saem de fato, na data ,se houver no mínimo 5 pessoas interessadas ou se você pagar o equivalente a essas 5 pessoas. Então pedi pra me avisarem assim que tivesse 4 pessoas. Séculos passaram, o homem evoluiu, o homo sapiens virou a mulher sapiens... e nada do contato da empresa. Retornei o email pra ratificar meu interesse das datas e descobrir que por algum motivo desconhecido, provavelmente forças do além, o email da empresa não chegava na minha caixa, retornava com um erro. E surpresaaaaaaaaa já haviam 8 pessoas interessadas ::love::::love::::love::::love:: .

Daí foi só combinar a forma de pagamento, 30% do valor transferido imediatamente e mais 70% em espécie no dia do briefing. Dessa forma obtive 5% de desconto (mais cerveja rs).

 

(

Abro parenteses aqui pra explicar o pq escolhi fazer da forma "mais cara".

Vi em algumas pesquisas, que há uma forma mais em conta pra fazer esse trekking, que é atravessar a fronteira e contratar uma empresa lá na Venezuela. Peguei contato de algumas empresas venezuelanas e não percebi muita diferença de valores, nada que valesse a pena o risco. Além disso os pacotes eram de apenas 6 dias e a infraestrutura ofertada não era a mesma. Logo por está sozinha e considerar uma aventura de alto risco, resolvi contratar a melhor. Deixo claro que não estou sendo paga pra fazer propaganda, mas... se quiserem me dá algo rs não recuso. Só pedi a conta bancária ::lol3::

)

 

Preparando o mochilão:

12417793_10209246119093556_2511980965536660231_n.jpg?oh=c25f0003daf8f6f2ed4015a804f4790f&oe=579DA632

12112507_10209246118613544_5502510390110343516_n.jpg?oh=3e3d08dacf6cb1128349acee5066a91d&oe=57A7F4B1&__gda__=1474758884_077d4d23388c1f73e4d3c41cf21eebdb

12670669_10209246118733547_4912068700912293099_n.jpg?oh=520a25ceb0551ad89cad1b43329f8187&oe=57DAE612

12932686_10209246118893551_33778116290728971_n.jpg?oh=29d7dae1c1673a15fc47f743219a894b&oe=57DACA32

12321439_10209246119253560_3647821283930974109_n.jpg?oh=3f9cd7e1ae63d3ce5d2e4feb869c5d5a&oe=57E5BBB9

 

Além desses itens levei tb um rolo de papel higiênico, coisa extremamente necessária. Ia levar só os lencinhos mas daí fiz um cálculo básico:

 

S = d*c

onde:

S é tamanho do papel higiênico em metros

d é a quantidade de dias

C é ... ::tchann::

 

Os medicamentos foram: relaxante muscular, anti histamínico, antitérmico, analgésico, antifilho, algo pro estômago e pomada pra picada de mosquito.

 

Obs: não, aquele negócio preto na terceira foto não é camisinha ::mmm:::lol4:: .

 

Dicas:

- Levem um carregador portátil pois em momento algum terá acesso a tomada pra recarregar câmeras e celulares. Comprei um PINENG de 20.000 mAh. Tinha um Samsung S4 Mini, e dava exatas 10 cargas completas com ele.

- Tente levar o mínimo possível, afinal a mochila vai nas costas durante todo o percurso, seja nas suas costas ou de um carregador. Evite exageros

- Repelente é essencial. Lá tem uns mosquitos carnívoros chamados de puri-puris. Como sou alérgica, além do repelente líquido levei umas pulseirinhas de citronela, que promete afastar cerca de 83% dos mosquitos.

- Leve clorin, para purificar a água.

- Leve esparadrapo pra proteger os pés das bolhas (voltei com 6 apesar de todo cuidado).

- Bastão de caminhada ajuda pra caralh ::ahhhh:: .

- Capa de chuva para vc e tb outra para a mochila.

 

 

Custos parciais:

Passagem aérea SSA x BOA x SSA: R$1020

Pacote 9d8n: R$2150 -5% (façam a conta ::hãã2:: )

Carregador portátil: R$135 + frete no Extra

 

to be continued...

Link para o post

  • Membros

Olá Rafael

 

Atenção! A roupa de dormir será a msm todos os dias. Muito cuidado com ela pois se molha bye bye sono tranquilo:

1 Sandália para descanso nos acampamentos (papete é a ideal)

1 Par de meias para dormir

1 Casaco de dormir

1 Calça de dormir

10 Roupas íntimas

1 Touca de lã

1 Par de luvas

 

Para caminhada:

2 Bermuda

1 Blusa manga compridas dry fit

1 Casaco de frio impermeável

Bota de trekking (pré-amaciada)

4 Pares de meias

2 Calça leve para caminhada

3 Camisetas para as caminhadas dry fit

3 Tops

1 Colete

 

Passei muito frio. Muito mesmo ::Cold::

Cometi alguns erros e torço para que vcs não façam o msm rs.

Leve segunda pele. Pelo menos um conjunto de blusa e calça. São leves e esquentam pra carai.

No lugar do colete leve outro casaco. Não adianta nada está com coração quente e os bracinhos estilo picolé.

Não leve sandália tipo havaianas. Escorregam demais e acabam sujando as meias de lama. Leve papete msm!

 

E levem uma canga. São super leves e ajudam demais. Levei e fiz um baita sucesso com elas rs. Botei na mala de última hora por isso não aparece nas fotos.

Link para o post
  • Membros

Próxima tarefa?? Procurar um hostel pra passar duas noite. A de chegada em Boa vista dia 08/04 e a noite de chegada do monte dia 17/04. Contudo isso ainda não existe por aquelas bandas, é, nada de albergues.

O jeito foi reservar o hotel mais baratinho que tinha por lá. O Hotel Mecejana, que acabou me surpreendendo. Super confortável! Claro que vcs não devem levar em consideração a opinião de alguém que sempre fica em hostels rs. Cama de casal, ar condicionado, lençóis e toalhas branquinhos ::hahaha:: e um chuveiro frio. Claro que nada é perfeito, tive um probleminha lá na segunda diária. Cenas dos próximos episódios.

 

Tudo ok? Nãoooooooo

E o preparo físico??

O Monte Roraima está longe de ser um passeio no shopping. Então o negócio era treinar e treinar pra não passar vergonha. Comecei mesmo a levar a sério o treinamento 2 meses antes. Inicialmente intercalava musculação com caminhada. Daí percebi que precisava mesmo era perder peso e ganhar resistência então comecei apenas a caminhar. Vcs não precisam saber o quanto ::grr:: , mas estava (e estou rs) muito acima do meu peso dito ideal. Não sou sedentária mas tb passo longe de ser atleta. Esperava perder 10kg até o grande dia. Mas só perdi 3kg.

Então era cerca de uma hora e meia de esteira 5 dias na semana. Depois de um mês precisei interromper o treinamento pois tinha outra viagem marcada (Jalapão) e só voltei a treinar de novo 15 dias antes do grande dia. A segunda parte do treinamento foi mais intensa e engraçada. Enchi minha mochila de lençóis e cobertas, o que dava cerca de 6 kg, e sai pela rua da cidade caminhando, alguns amigos paravam pra me oferecer carona, achando que eu estava indo pra rodoviária kkkkkk. E outros que estavam se exercitando na praça ficavam me olhando esquisito. Olha a louca passando geeeeeeeeeeeeeeeeeente ::dãã2::ãã2::'>. Esse preparo fez toda a diferença!

 

Outro ponto de preocupação era a altitude. Como já escrito em outro relato, desmaiei em Bogotá (2640 m). O Monte Roraima é ainda mais alto, 2810 m. Será que aquele episódio terrível se repetiria? :shock:

 

Dia da viagem, voo tranquilo. No momento de retirada das bagagens da esteira já se tinha uma noção de qm estava indo pra fazer o monte rsrs. Mochilas enormes com os isolantes térmicos amarrados...

 

A informação passada pelo hotel Mecejana, foi que o hotel era o mais próximo da rodoviária, e que era mais fácil ir andando do que pegar ônibus. O mapa tava impresso e lá vou eu com mochilão nas costas caçá-lo. Como era por volta do meio-dia, peguei Sol da zorra, andei cerca de 15 minutos, perguntei aqui e acolá, até que encontrei. E pra que isso?? Pra aprender a melhor forma de fazer e ensinar pra vcs rs. Galera, lá tem dois tipos de "táxi", o padrão convencional, que não cobra por Km rodados, e sim valor único de R$40,00. E tem as lotações que cobram R$4,00, como se fossem táxis compartilhados que passam por uma determinada rota. Então o ideal é pegar um desses que passa pelo DETRAN, e descer lá, daí é só pegar uma rua defronte virar a esquerda e lá está o Mecejana ::otemo:: .

 

Daí foi só me acomodar, comer algo (tem um quiosque na frente do hotel que vende lanches e abre no final da tarde) e dormir zzzzzzz...

 

obs: o hotel não fornece café da manhã.

 

Deixei uma muda de roupa no hotel, pra não precisar levar peso extra lá pra cima. E lá fui eu...

13062093_10209456958364406_98282675691333980_n.jpg?oh=3102835a54213aaea60da16f4bb8e868&oe=57D79317&__gda__=1474643489_323c9e227db8957fa628cef10402a8bd

 

Fui de táxi lotação pro local do briefing às 09h00 no Hotel Aipana Plaza.

Parte da turma que me acompanharia por esses 9 dias. Galera show

13102758_10209456955284329_3983831957381302451_n.jpg?oh=e38634e584873dd93e4050813e1f44b6&oe=579FEC0E

 

O briefing foi muito bem conduzido, lá assim que chegamos ganhamos 10 saquinhos de lixo rsrs (já já vcs entenderão pra q ::lol4:: ). Eramos 17 aventureiros. Cada um se apresentou e os "jogos" começaram...

 

to be continued

Link para o post
  • Membros

Bem...

Como estava dizendo eramos 17 aventureiros. Durantes as apresentações comecei a achar que estava no lugar errado. Era uma mistura de pessoas bem preparadas na sua grande maioria, alguns atletas: meia maratonistas, ciclistas...

 

Papo vai papo vem. E rola o lance do carregador. Carregadores são pessoas, minto,na verdade são heróis com super poderes. Eles são contratados pra carregar até 15 kg durante todo percurso. Logo vc pode ir com uma pequena mochila de ataque com coisas básicas, como comida, câmera fotográfica, lanches, água e etc. E eles levam as mochilas grandes com todo o resto. 12 pessoas do grupo haviam optado de cara contratá-los. Algumas pessoas ainda fizeram o esquema de dividir 1 carregador, cada um entregando cerca de 7,5kg. Eu havia treinado com mochila, queria muito chegar abraçadinha com ela até o topo. Porém verdade seja dita, se todas aquelas pessoas, que ao meu ver, tinham um preparo físico melhor que eu estavam contratando esse serviço, pq diacho eu não ia contratar?? Um outro rapaz tb estava pensando o msm que eu, o que casou direitinho e acabamos por decidir dividir um carregador. Ufa! Literalmente tirei um peso das costas rs.

13124807_10209457071887244_3373104813570220239_n.jpg?oh=95ee3d0525974786b4b07d58687dd252&oe=579C161B

13133333_10209497063006997_5040032903905760138_n.jpg?oh=7f14333d9b61093b121ca8337935ccd8&oe=57D30DD4

 

Foram tratados outros pontos:

Resgate caso algo desse errado: custava 2500 dólares, a empresa não cobre esse gasto. Caso vc se acidente esse valor deve ser pago por vc.

 

Foi explicado como e onde seriam feitos os famosos número 1 e número 2, sabe aqueles 10 sacos pretos?? Então... serviam pra o número 2. Que seria feito nessa charmosa cadeirinha kkkk

13087675_10209603760074357_2490111801884134767_n.jpg?oh=c2239fc14eb977085d2006af4657d00f&oe=57D20C0F

13226902_10209603759474342_9056888377106422144_n.jpg?oh=75ddbbd42b60978b62d4a750614df4ec&oe=57A36125&__gda__=1474436040_b5783bfb4392890be7751209b2ff564b

 

No pacote contratado estava incluso:

 Transporte Boa Vista/Santa Elena de Uairén/Comunidade Indígena Paraitepuy – ida e volta;

 Hospedagem em apartamento duplo em Santa Elena de Uairén – 01 diária;

 Pensão completa no trekking: café da manhã, almoço de trilha e jantar;

 Kit primeiros socorros;

 Seguro-viagem;

 Equipamentos de camping: barracas, lonas, fogareiro, material de cozinha;

 Guia de trilha;

 Carregadores para equipamentos coletivos;

 Reserva do período da viagem junto ao Inparques e Comunidade Indígena Paraitepuy.

 

E as seguintes visitações: Vale dos Cristais, Ponto Triplo, El Foso, Pedra Maverick (ponto mais alto do Monte Roraima, com 2875mt), Banheiras Jacuzzi, Salto Catedral e ao Mirante La Ventana.

 

Acabado o briefing, partimos para o almoço. A dica é comer em um restaurante a quilo que fica a nordeste do hotel Aipana, só atravessa a rua, comida boa e barata (se vc come pouco é claro).

 

As 14:00 foi marcada a saída do hotel em direção a Santa Elena de Uairén (220km) na Venezuela.

 

Atenção: pra Venezuela não é necessário passaporte, mas caso vc tenha e queira levar, sugiro que leve tb a identidade. Na travessia da fronteiras tivemos problemas. A polícia federal estava em manutenção. O que impossibilitou a saída legal, das pessoas que apenas portavam passaporte, do país. Foi necessário voltar lá na manhã seguinte para fazer os tramites legais. Aqueles que além do passaporte estava com o RG não tiveram problema algum.

 

* Refeições em Boa Vista e Santa Elena de Uairén não estavam no pacote, logo era necessário fazer o câmbio de uma pequena quantia. Troquei R$250 reais, onde 1 real = 260 Bolívares. A troca foi feita em uma parada da van. Nunca tive tanto dinheiro nas minhas mãos. E olha que eram todas notas de 100 (maior nota da moeda).

Foram 65.000 mil bilívares ::hahaha::

13062484_10209456954964321_1909439511330443329_n.jpg?oh=9440a6e541fce0cd943985cd5c4fcfa2&oe=57D3F5EA

 

 

 

 

Diária no Mecejana: R$75 (cada)

Alimentação de 1/2 Carregador: R$165 (valor pago diretamente a empresa)

1/2 Carregador: R$150 (esse valor foi convertido em Bolívar)

Outros gastos na Venezuela: R$100 (esse valor foi convertido em Bolívar)

Link para o post
  • Membros

Chegando em Santa Elena de Uairén, ficamos hospedados no Hotel Anaconda (por conta da empresa). Muito confortável porém: Wifi não funcionava, o chuveiro era frio, e o café da manhã era regrado.

 

Fomos jantar num restaurante "japonês", por nossa conta. Levei um bolo de dinheiro acreditando que pagaria jantar pra todos, fecharia o restaurante. Me vi sobre a mesa com copo de cerveja na mão e gritando UMA RODADA POR MINHA CONTA ::otemo:: . Esse sonho acabou assim que comecei a ler o cardápio. Só o prato era 5200 bolívares, eu havia levado apenas 5000 ::lol4::::lol4:: . Tive que pedi mais 1000 emprestado pra poder beber um suquinho ralo de maracujá.

...

2º DIA:

Algumas pessoas haviam saído cedo, bem antes do café pra retornar na Polícia Federal com os passaportes. Os outros foram tomar café da manhã , cada um recebeu um prato com ovo pão e queijo, e nada de repetir ::toma:: .

 

Saímos do hotel em direção à Comunidade Indígena Paraitepuy, cerca de 100 km. Esse trecho foi percorrido com carros 4 X 4. Logo no início paramos para comprar um saco bem grande para por os mochilões e tb água.

 

Na aldeia fomos apresentados aos nossos carregadores. SURPRESA, grande parte "deles" são mulheres. Algumas até bem pequeninas rs. Assinamos um lista de entrada e começamos a caminhada. Previsão de 5h de caminhada e 16 Km. Esse trecho de "ida" pra mim foi o mais cansativo. Não que tenha sido algo de outro mundo, mas comparando com os demais... Tb é o trecho menos íngreme, quase plano na sua totalidade. Nesse dia não almoçamos, apenas paramos no meio do caminho pra chupar umas frutas (abacaxi, melancia e melão).

Durante o percurso a beleza do lugar já pode ser vista.

13087823_10209457064927070_3200570222337209604_n.jpg?oh=1b038d048ace37dc2c64874fd3abd570&oe=57A3B18D&__gda__=1473537747_9ac92eb8457c2a597cabd84e1e76778d

 

Na foto vcs podem observar que o clima não está dos melhores, isso nos ajudou bastante pq o sol não estava "tinindo", porém tb nos preocupava, pq ninguém qr tomar banho de chuva enquanto caminha e o visual é sempre melhor com solzão.

 

Nesse percurso atravessamos 2 rios, Tek e Kukenan. Ambos estavam com baixo nível e por isso de fácil travessia.

A papete nesse dia deve ser levada na mochila de ataque. Dessa forma retira-se a bota e põe a papete, atravessar descalço é perigoso pois é muito escorregadio. Eu não levei papete, e sim uma meia antiderrapante, aquelas usadas pra hidroginástica.

Acampamento fica logo em seguida ao rio Kukenan! uhuuuuuuu descanso!!!!!!!!!!!!

 

Deixamos as mochilas, colocamos a roupa de banho e fomos mergulhar numa água extremamente gostosa. Aqui os mosquitos já começam a perturbar. Enquanto isso a equipe de apoio montava as barracas. Dividi "ap" com outra baiana, existe opção de barraca individual mas pra isso pagá-se um valor a mais.

Os nossos queridos guias (TIRSO, TENSING e BORRACHA) já estavam adiantando a janta, muito gostosa por sinal.

Cardápio?? Pescado, ensalada, farofa, arroz e suquinho de pó.

Esperei mais de 3 horas a minha mochila chegar no acampamento, nesse primeiro dia é praxe os carregadores se atrasarem. Então, levem o que for necessário para esse momento.

 

O jantar foi banhado de muita resenha e risadas. E assim terminamos o primeiro dia!

Link para o post
  • Membros

3º DIA:

 

Acordamos bem cedinho e o café já estava pronto. Melão, leite, café, rosquinha , pão e ovo.

Mochilas mais uma vez arrumadas. E 7:30 lá fomos nós andar mais 7km por 4 horas. Apesar de ser um percurso bem mais curto que o primeiro, possui muitas subidas, por volta de 70%. Destino era a base do monte.

Obs: observem bem as pedras do caminho, vcs irão lembrar de cada uma delas na volta kkkkk. Na ida vc nem percebe a presença delas, mas na volta meu cumpadi...

Pouco mais de 11h já estávamos no acampamento base. As mochilas já estavam lá nos esperando pra pegar as coisas e tomar um banho enquanto as barracas eram montadas. Almoço devorado. Tarde inteira pra resenhar e se encantar com o imenso paredão a nossa frente.

13076927_10209457064807067_3071574381153127109_n.jpg?oh=0cb3ff0244e10856335eb324cb7d38f2&oe=579C7142&__gda__=1473286996_5c818ec5d29c1060654b54cfd28adec7

13051652_10209457075087324_3696216499307193259_n.jpg?oh=4c50f23f626c6b9210b92a323b9a02d6&oe=57A5E189

13092198_10209457074407307_930719555703286969_n.jpg?oh=e899a432fb4454e47723183fcfeccb20&oe=57D41A49&__gda__=1474366945_4989c5b3071444f228e12ecccbd902a0

 

Melhor por do sol do trekking e noite mais bela, céu estrelado. Aqui começa o frio. Alcançamos os 1850 metros de altitude só faltavam mais 1000 m.

 

Estava de fato preocupada com o último dia de subida, havia pesquisado alguns vídeos e relatos. A galera falava muito sobre o passo das lágrimas, o trecho mais perigoso de todo o roteiro. Onde além de ser íngreme, tem muitas pedras soltas e quando chove vira uma cachoeira.

 

Duas das companheiras que levaram seus mochilões até a base, resolveram contratar um carregador para o dia seguinte. Apenas dois bravos aventureiros decidiram subir até o topo carregando a mochila.

 

Hora de repor as energias para enfrentar o passo das lágrimas... zzz

Link para o post
  • Membros

Noite boaaaa... sqn rs. Frio pegou... e olha que foi uma das noites mais quentes que enfrentaríamos. A barraca tb foi montada num terreno torto, e com uma bela pedra pra atrapalhar um pouco o conforto.

 

4º DIA

Mesmo ritual: café, mochila, caminhar.

4,5Km, 4 horas de subida pesada, subida e mais subida. As vezes usávamos as mão pra subir, a famosa escalaminhada. Passamos por alguns mirantes, mas o tempo não ajudava no visual, ainda estava nublado. Subi sem poncho, não me gusta deles, tropeço sempre pq sou baixinha, tb esqueci de por a jaqueta impermeável, de fato não esqueci, me achei mais fodástica que o frio. E peguei muita friagem. Parar para descansar eu não queria, pq parar significava sentir ainda mais frio kkkk. Subi como uma bala.

 

O passo das lagrimas é de fato arriscado, mas não como pintaram pra mim. Basta prestar atenção e tomar cuidado com o companheiro que está na frente e atrás.

Chegada ao topo, momento emocionante, choros, abraços, soluços, SUPERAÇÃO ::kiss:: .

Mais cerca de uma hora de caminhada subindo e descendo pedra. E chegamos no hotel que ficaríamos hospedados por 4 noites. HOTEL GUACHARO.

Tá estranhando ter hotel lá encima?? Pois é, tem! rs Olha a prova logo abaixo:

12920523_10209457069327180_8466564113443364196_n.jpg?oh=15cad46e01a975118fd04933c167b9db&oe=57E4EB28

 

Trata-se de uma "caverna". Lá as barracas ficam mais protegidas das intempéries, seja ela o Sol, a chuva e um pouco do vento. Fiquei no quarto VIP, com banheiro e chuveiro kkkkkkkk.

 

Após almoço e descanso, fui tomar banho numa pocinha de água que fica a alguns metro do hotel. A água dá no joelho, pouco difícil de se banhar daquele jeito. A tarde de resenhas, risadas, canções, pipoca, chocolate quente, goiabada... Nada de fogueira heim, é proibido, então o frio comeu solto. Jantamos uma sopinho e cama, ops, qr dizer saco.

Link para o post
  • Membros

5º DIA

 

O tempo não melhorava :? . Mas mesmo assim fomos fazer o passeio mais longo lá encima. 24 km de caminhada debaixo de chuva intermitente. Loucura de frio, mão chega inchou não me pergunte o pq, não levei luvas para não molhá-las. O casaco dito impermeável não aguentou tanta chuva.

Visitamos:

El Foso

13083198_10209457076447358_109733872932295761_n.jpg?oh=d85ea441447bd20b65ec379893a416bf&oe=57DA2AA4

 

Ponto Triplo

13076596_10209457075927345_4999639041677588440_n.jpg?oh=cd78eb6a1e11b0a083628ebc2b042eed&oe=57D7ED2D&__gda__=1474747401_97db8748527a039454fe272470ab4e75

 

E o vale dos cristais (sem foto).

 

Almoçamos no El foso. Um maravilhoso fricasse.

 

No caminho de retorno tivemos um "caso" de princípio de hipotermia. Uma das garotas que havia rasgado a capa de chuva e por isso se molhou toda, parou, sentou e foi socorridas por alguns companheiros e carregadores, que fizeram uma tenda, a aqueceram com o corpo, e a enrolaram toda em seus casacos.

 

Dia bastante difícil e tenso. Mas tudo deu certo. E no fim da tarde lá estávamos nós no hotel tomando chocolate quente e comendo pipoca pra aquecer.

 

Nesse dia tomamos banho com a queda d'água que se formou na frente da minha barraca. Pelo menos a chuva serviu pra algo.

 

Ahhh já ia esquecendo, alguém aqui tem medo dessas fofuras?? Foram encontradas lá no topo, o escorpião na parte de fora de uma das barracas. Logo mantenha sempre fechada.

13061939_10209457072407257_8186458306952071559_n.jpg?oh=d425db610fec3e9078b32fb64887963e&oe=57A245C3

13091996_10209457076967371_7342451115447312721_n.jpg?oh=a611e6b6c2dafaf7ba52bc06fb4afb18&oe=57D80597&__gda__=1470265694_bbb2403c75a8b6c0300c5db122f01273

 

Nesse dia entrei na barraca no princípio na noite e não saí nem pra jantar de tanto frio que sentia ::Cold:: .

 

6º DIA

 

Dia de descanso, nada demais.

Esse dia é estrategicamente colocado no roteiro para caso algo dê errado no caminho, ainda dá tempo de conhecer todas as atrações contratadas. Coisa que não aconteceu no nosso grupo!

Link para o post
  • Membros

7º DIA

 

Nesse dia o céu meio que abriu.

6 Km de caminhada e previsão de visitas a: Pedra Maverick / Piscinas Jacuzzi / Mirante La Ventana / Salto Catedral

 

Salto catedral

13055454_10209457069087174_6137467370841897939_n.jpg?oh=ee7c5d405e39a99118e4f752920e3623&oe=57E8493E&__gda__=1473894867_9509cde8950841420dba964dc972a981

 

Mirante La Ventana (estava bastante nublado, foto não saiu boa. Mas essa aqui, super perto de lá, saiu perfeita ::love::

13102891_10209457064767066_5775908285838737384_n.jpg?oh=f731ec1537bd6521cc54103a970e20ad&oe=57DD7299&__gda__=1474547288_6df6b356777b9669df0269bf208bb25b

 

Piscinas Jacuzzi (parada de 1 hora pra banho)

13124684_10209457071407232_6854461575388160461_n.jpg?oh=a94f133df3d3ae0bb2f18a263c10fcbd&oe=57D46C56&__gda__=1473889956_e2927ae67ced0d799cfe3ca3e0f45d96

 

Quando chegamos na Pedra Maverick, o tempo fechou, e subir lá sem ter a visão da savana não fazia sentido. Combinamos com os guias de subir na manhã seguinte antes de iniciar a descida do monte.

 

Retorno ao hotel e almoço...

 

8º Dia

 

Arrumamos as malas para iniciar o retorno. O dia amanheceu super bonito, o que nos permitiu ter uma bela visão quando chegamos ao topo da Pedra Maverick.

13062327_10209457065367081_7961014330236940882_n.jpg?oh=f74756a8c92efe4a88f242d2f8f48efc&oe=57DD781F

13124726_10209457065447083_3577471304191806053_n.jpg?oh=f2867fd0df408387771df16d23237e87&oe=57D9AD71&__gda__=1473733552_8f8bb75f56aef04bfe45fc0bd0d9720d

 

De lá começamos a descida. Dessa vez não pararíamos na base pra dormir apenas pra comer, percorremos nesse dia o caminho equivalente ao 3º e 4º dias. 14Km de decida. Aqui até quem não tem problemas no joelha, fica rsrsrs. Lembra das pedras que não estavam lá durante a subida?? Pois bem, aparecem do nada na descida. Atravessamos de novo os dois rios, e ficamos no acampamento do Tek. Banho gostoso no rio, aqui a temperatura já era bem agradável.

Jantei e quando já estava pronta pra dormir, fui convida a dançar. Deixei a dor no joelho na barraca, calcei meu sapato de dança e lá fui eu. Muito divertido.

13055309_10209457070727215_8647416683181653469_n.jpg?oh=c5f7adbe951d88c5ea23a65d63e3012e&oe=57E6EE13&__gda__=1474504310_2f86aa5bf3442fa2be7f297d1a2b3f8c

13118907_10209457073127275_7699380286584923317_n.jpg?oh=25419b314fe84bc021aa01060e4892b8&oe=57A2EAB7

 

zzzzzz...

Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...