Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Tanaguchi

Tailandia + Singapura + Malasia (com Stopover em Dubai e Abu Dhabi) --- Planilha de custos $$$ (Abril 2016)

Posts Recomendados


Aguardando as próximas cenas! Fiquei abismada com a quantidade de coisa que vocês conseguiram fazer no stopover, que disposição!!!! ::otemo::

 

Estou planejando uma viagem pelo sudeste asiático em março/2017 e esses relatos só estão me deixando mais ansiosa para ir! Obrigada por compartilhar!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tô adorando o relato!!

Muito obrigada por dividir a experiência! Não vejo a hora de ver o restante... ::otemo::::otemo::::otemo::

 

Valeu mesmo por comentar!! É sempre animador entrar aqui e saber que tem gente lendo e gostando ^^

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Aguardando as próximas cenas! Fiquei abismada com a quantidade de coisa que vocês conseguiram fazer no stopover, que disposição!!!! ::otemo::

 

Estou planejando uma viagem pelo sudeste asiático em março/2017 e esses relatos só estão me deixando mais ansiosa para ir! Obrigada por compartilhar!!!

 

Valeu por comentar!! Minha meta é postar pelo menos uma parte do relato por semana, vamos ver se o Pokemon Go vai deixar kkkk

 

Sobre o stopover o carro ajuda bastante em otimizar o tempo, sem ele não sei se ia rolar tudo.

 

2017 se Deus quiser eu volto pro Sudeste Asiatico pra visitar alguns paises que ficaram de fora. Lá é tão animal que vc fica louco pra voltar hehehe

Minha ideia é tbm voltar em Março... espero que não seja tão quente como Abril -_-

E obrigado novamente!! ^^V

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 7 - Chiang Mai - Wat Doi Suthep, Tiger Kingdom, Kalare Nigth Market e lutas de Muay Thai

 

O trem chegou em Chiang Mai bem cedo e logo pela manhâ aquele calor de deus... nesse ponto nós estávamos começando a nos acostumar com o calor, nos dois primeiros dias foi bem tenso aclimatar.

Saindo da estação diversos taxis e tuk-tuks, aquela choradeira de sempre pra fechar o valor até o hostel. Tem hora que bate aquela preguiça e dá vontade de pagar oq eles pedem... POREM eu sou muito mão de vaca, fui negociando com meia dúzia de nego até chegar no menor valor... não é pelo fator “valor alto”, é pela teimosia mesmo, me irrita malandro tentando tirar vantagem.

Gostei bastante do hostel de Chiang Mai (The Royal Guest House), boa localização, bom preço, pessoal da recepção era gente boa e aquela piscina marota. Recomendo a todos.

7.jpg

1.jpg

The Royal Guest House

 

 

Fechamos o passeio para Chiang Rai + Triângulo Dourado para o dia seguinte com o próprio pessoal da recepção do hostel e saímos pra conhecer a cidade.

Eu queria muito conhecer o Wat Doi Suthep, um templo que fica no topo da maior montanha de Chiang Mai (a montanha mais alta da Tailândia). Havia visto dezenas de fotos antes da viagem e tinha ficado encantado pelo lugar.

Negociando com os motoristas descobrimos que os tuk-tuk não vão até o Wat Doi Suthep, a subida até lá exige bastante do veículo e os tuks não aguentam, além disso parece também existir algum tipo de proibição pra esse tipo de veiculo na montanha, mais quanto a isso não estou certo (se eu estiver errado alguém me corrija por favor).

Fechamos então um taxi pra nos levar ao templo. Ele iria nos levar e nos trazer de volta, e por cortesia ele disse que poderíamos escolher outro lugar pra visitar que ele nos levaria.

O valor realmente ficou muito bom. Ele perguntou se tinha algum problema se o filhinho dele fosse junto (obvio que não) e então partimos.

 

O templo não fica perto do hostel, é um bom rolezinho. Passamos por uma região de Chiang Mai mais cosmopolita com shopping e lojas famosas, tinha bastante transito nessa área.

Eu observei que vários carros tinham o escudo do que parecia ser um time de futebol, o Buriram United.

Conversando com o motorista descobrimos que atualmente esse é o time mais forte e mais popular da Tailândia. Apesar de representarem a cidade de mesmo nome (Buriram) que fica no outro extremo do pais são o time mais popular em Chiang Mai e no pais todo.

Nessa região central que passamos tinha uma loja gigantesca do Buriram e também vários outdoors do time. Sempre que viajo um dos souvenirs que eu gosto de trazer é a camiseta de algum time local, dai eu fiquei bem instigado hehehe

O taxista disse que quando o Buriram joga o estádio sempre lota. A média de publico do Buriram é de 20 mil pessoas, muito mais que vários clubes grandes do Brasil. Eu desconhecia totalmente essa popularidade do futebol na Tailandia, mais deu pra perceber que esse lance é mais evidente em algumas partes do pais como Chiang Mai e Chiang Rai.

Champ.jpg

Buriram United

 

 

 

Wat Doi Suthep

Depois de passar pela região central chegamos numa região mais afastada e logo começou a subida. É realmente uma baita subida, não sei se pelo fato do desempenho ou da proibição, mais realmente não tem tuk-tuks fazendo a subida e nem lá em cima. Se vc estiver pensando em alugar aquelas motos pra fazer esse passeio é bom avaliar se elas aguentam, eu não arriscaria, a subida exige bem do veiculo.

 

Não levamos em conta que nos dias seguintes iriam se iniciar as comemorações do Songkran (o ano novo tailandês), o templo estava MUITO, MUITO cheio. O templo é bacana e etc, mais o fato de estar tão cheio realmente prejudicou bastante. Os outros templos que vimos em Bangkok são bem movimentados, mais nada comparado com o que rolou ali. Então a dica é: se vc estiver visitado a cidade no período do Songkran fique ciente que vai encontrar o templo bem cheio e isso vai tirar bastante do tesão da visita.

 

Pra se visitar algumas partes do templo é necessário tirar os calçados, até ai OK, já estávamos acostumados com isso, porem o sol estava torrando e o chão lá em algumas partes era de um piso que ficava bem quente, era até difícil ter que andar... dai o pé queimando e aquela muvuca... que blz -_-

 

IMG_20160411_123428765?async&rand=0.5615831682973553

Não se enganem com minhas fotos, está muito mais cheio do que parece

 

 

IMG_20160411_113858535_HDR?async&rand=0.059453165831831134

Parece vazio, mais demoramos pra fazer essa foto xD

 

 

IMG_20160411_120300097?async&rand=0.7254861929002423

IMG_20160411_114728482_HDR?async&rand=0.16224009087211666

IMG_20160411_115203255_HDR?async&rand=0.3381740473123094

 

Outra coisa curiosa que acabou não contribuindo pra visita foi que: em todo nosso tempo por Chiang Mai tivemos a companhia do calor habitual, porem no céu havia um tipo de nevoa... parecia poluição, umidade, sei lá. Ai lá do topo da montanha no templo era impossível ver o horizonte ou curtir a vista.

 

Resumindo: o templo é legal, nós particularmente gostamos muito mais dos de Bangkok, e caso vc vá visita-lo próximo de alguma data especial ou religiosa é bom reconsiderar a visita. Principalmente no período do Songkran.

 

 

TIGER KINGDOM

Comemos algo e iniciamos a decida com o motorista que ficou nos aguardando.

Quando ele nos ofereceu inicialmente pra visitar um segundo lugar eu não tinha nada em mente, para aquele dia eu tinha planejado apenas o templo, curtir a piscina a tarde e sair pro Nigth Market a noite... um segundo ponto de visita não estava nos planos... pensei nas lutas de Muay Thai, mais aquele horário não estava rolando nenhuma. Então pedimos pra ele nos levar no Tiger Kingdom.

 

Inicialmente eu não queria visitar esse lugar, nos já havíamos visitado o Zoo de Lujan na Argentina (aquele famoso onde as pessoas tiram selfies com tigres e leões).

Esse tipo de visita é extremamente polemica, tem quem defenda, tem quem acuse os tratadores de doparem os animais... porem eu gosto de tirar minhas próprias conclusões, então lá fomos nós.

 

Como muita gente aqui do Brasil conhece ou já ouviu falar do Lujan, eu vou usar ele como comparativo.

O espaço total do Tiger Kingdom é bem inferior ao Lujan, a área não é muito grande, porem é muito melhor estruturado, tudo informatizado, organizadinho, loja de souvenirs etc... o Lujan é meio bagunçado, mo zona as filas... já no TK tem monitores lcds mostrando qual o momento e pra qual área vc deve se dirigir pra interagir com os bichos, cada visitante tem um tempo pré-determinado pra interagir com o bicho etc... resumindo as vantagens: organização.

 

O valor dos ingressos é de acordo com o que vc decidir visitar. As opções são tigres adultos, tigres jovens, tigres pequenos e tigres filhotes. O valor pra visitar tudo é bem caro. Nós decidimos ver apenas o tigre bebe, e mesmo assim o valor é salgado.

 

Como é tudo informatizado nós sabíamos que ainda tínhamos um bom tempo até nossa vez, então demos uma volta lá dentro. O espaço como eu disse é bem inferior ao Lujan, a área pra cada tigre tbm não é muito grande, mais ao contrario do Lujan eles pareciam bem menos sonolentos. Do que eu vi o mais triste é a postura dos próprios turistas. Tipo, em determinada jaula tinha um tigre que não estava interagindo com as pessoas, tava ali separado dormindo... ai vai o imbecil do turista chinês (ou de Singapura, sei lá) e fica enfiando o pau de selfie na jaula e cutucando o bicho... pqp que raiva deu... chamamos a atenção dele e ainda achou ruim... fomos lá e deduramos pros funcionários que foram lá dar uma bronca nele xD

 

Ou em outro momento, outro idiota desses fez o seguinte: tava lá outro tigre dormindo e a jaula dele era uma parede de acrílico transparente... ai o tonto fica lá batendo com toda força nessa parede e gritando pra acordar o tigre -_-

 

Essa chinesada vou te falar, na moral... durante toda a viagem vc sempre vai presenciar eles dando uma de sem noção

 

Quando chegou nossa vez fomos pro local indicado, é tipo uma sala toda fechada em acrílico transparente, então vc pode ver os outros visitantes interagindo antes da sua vez. A sala parece um berçário, com musica ambiente de ninar hehehe

Lá dentro vc deve vestir um jaleco igual aos de medico e esterilizar as mãos, colocando luvas em seguida.

 

Depois disso os tratadores passam algumas instruções do que não é permitido fazer e talz, nisso vc tem algo entre 10 a 15 minutos pra ficar lá com o bichinho, sempre com monitoração. Um fotógrafo fica lá tirando várias fotos, ao término da visita vc pode escolher uma por pessoa para ser revelada na hora. Essas fotos acompanham um porta retrato personalizado bem simpático, tudo incluso no valor da visita.

 

IMG_20160411_144344032?async&rand=0.7871804627895826

IMG_20160411_144443423?async&rand=0.03461145115658404

Tigre filhote

 

 

Resumindo a visita ao Tiger Kingdom: Não estava nos planos, acabamos indo por osmose. É sempre estranho visitar esse tipo de lugar, vc sente aquela coisa:”Sera que estou fazendo a coisa certa?”. Você nunca sabe ao certo se está ajudando a financiar algo que não é positivo pros animais. Quando fomos ao Lujan nós realmente gostamos, mais dois fatores foram determinantes: nunca ter interagido com esses animais que tanto admiramos e a total falta de consciência a respeito do assunto. Nessa ocasião do TK sai com aquela sensação pesada. Se você sonha em ter contato com esse tipo de felinos realmente é uma experiência incrível, se vc já teve um contanto anterior ou simplesmente não gosta desses passeios que envolvam animais em cativeiro vc não vai gostar. Como hoje eu me encaixo nesse segundo perfil eu não gostei da visita.

 

 

Kalare Night Market e lutas de Muay Thai

Voltamos pro hostel, descansamos um pouco e a noite fomos pro Kalare Night Market.

Chiang Mai possui diversos Night Markets. Um deles é o melhor, mais popular e mais famoso. Nós não fomos nesse fodão, nós optamos por visitar o Kalare Night Market, pois no meio dele fica uma arena de Muay Thai, adquirindo ingressos pra arena é possível assistir diversas lutas da tão famosa luta tailandesa.

 

Não conhecemos o Night Market clássico, então não temos como comparar com o kalare, mais eu gostei muito dele, trocentas barriquinhas vendendo de tudo, principalmente as de comida, uma oferecendo algo melhor que a outra, muito bom mesmo ^^

 

As lutas se iniciam a partir das 21:00, ao todo foram 7 lutas na noite, duas delas com desafiantes internacionais (Singapura e Finlandia).

Teve duas lutas femininas, em uma delas tinha uma menina de 13 anos lutando!!! Eles começam bem cedo por lá!!

IMG_20160411_222807028?async&rand=0.9978928824214341

 

Eu queria muito assistir as lutas e fiquei bem satisfeito, me diverti muito. A maioria absoluta do publico era composto por gringos. Meu desejo era assistir as lutas em um estádio com os locais e fazendo apostas, ai eu ia me divertir ainda mais. Porem esse era o dia que dispúnhamos. No próximo íamos voltar muito tarde da day trip para Chiang Rai e depois disso já seria o ápice do ano novo tailandês. Ou assistia hoje ou corria o risco de ficar sem assistir nada.

 

Eu tinha ficado meio brochado tanto com o Wat Doi Suthep quanto com o Tiger Kingdom. E realmente o Kalare salvou o dia, foi uma noite bem agradável ^^

 

IMG_20160411_202125621?async&rand=0.23915009516851526

Kalare Night Market

 

 

01__2_?async&rand=0.06438886932403554

Kalare Muay Thai Arena em boa companhia ^^

 

 

13_online?async&rand=0.9665029963571252

Tiger Knee

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Adorando o relato!!!

Programando minha ida pra comemorar um ano de casamento e salvando suas dicas. Stopover Dubai já é certo!!!

Continue!!!

Aguardando ansiosa!

 

Muito obrigado pelo feedback ^^

Peço um pouquinho de paciencia pois o processo aqui tá bem lento kkkk... mais eu prometo continuar

To pesquisando pra trip do ano que vem, dai bate mo preguiça de continuar esse. Dai eu entro e vejo esse tipo de mensagem, dá mo gás kkkkk

 

Vcs vão adorar Dubai, muito foda!!

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 8 - Day trip para Chiang Rai / as fronteiras de Laos e Myanmar e inicio do Ano Novo tailândes (songkran)

 

Wat Rong Khun - O Templo Branco

 

O passeio é iniciado bem cedo, o deslocamento até Chiang Rai é longo, leva aproximadamente 3h.

Como a viagem é longa o motorista faz uma parada em posto com Seven Eleven pro café da manhã, comprar água, banheiro, etc.

 

Nessa área tem vários postos de gasolina próximos, todos muito grandes que recebem essas vans e micro ônibus. Em todos esses postos tem uma fonte de águas termais, que chegam a temperaturas bem altas. Junto a elas ficam umas tiazinhas vendendo ovos em uma cestinha que podem ser cozidos em instantes nessa fonte.

 

Li em trocentos relatos que isso era “um dos pontos turisticos do passeio”. Não cara, isso é só uma parada que o cara faz pra abastecer, em nenhum momento eles querem que vc acredite que esse é um ponto de interesse. Lembro de um relato do cara reclamando da parada, que era chato e etc, mais é obvio que é, pois NÂO SE TRATA DE UMA ATRAÇÂO, é apenas uma parada que o cara faz pra abastecer e outras coisinhas mais, é jogo rápido, 10 a 15 minutos.

 

dsc03688.jpg

Hotspring

 

Enquanto estávamos na fila da Seven Eleven comprando lanches nesse posto conhecemos um rapaz e uma guria, ambos brasileiros. Eles estavam fazendo mochilão pela Tailandia assim como nós, e no dia anterior tinham visitado o Patara Elephant Farm (provavelmente o melhor centro de preservação de elefantes da Tailandia). Eles estavam realmente alucinados com a visita, muito empolgados mesmo.

Eu tentei, tentei MUITO programar a minha visita ao Patara mais não consegui. No lugar visitamos outro centro de Elefantes. Vou descrever em detalhes no próximo post, porem já quero adiantar pra vcs: VÃO AO PATARA. Deem um jeito, sério, se virem!!! Se vc está lendo isso e está planejando sua viagem, já trate de fazer sua reserva AGORA!! Eu tentei com meses e meses de antecedência e já estava tudo esgotado

 

Posteriormente nós encontramos essa mesma dupla indo pro litoral, se por um acaso eles venham a ler o relato deixo aqui um abraço a ambos ^^

 

*voltando ao passeio*

 

Depois de rodar bastante chegamos a cidade de Chiang Rai. A mesma surpresa ao ver vários carros com adesivos do time local de futebol, o Chiang Rai FC

 

Chegamos a principal atração do dia, o famoso White Temple.

Que templo incrível!!! Eu amei!!! Muito foda!!!

Tudo nele é estilizado, desde os cones do estacionamento até os avisos de proibido fumar, tudo muito dahora.

IMG_20160412_110502335?async&rand=0.25320573855582373

IMG_20160412_111536230?async&rand=0.030408624123782202

 

IMG_20160412_103403056?async&rand=0.9352081937153036

"Proibido fumar"

 

 

Para chegar até ele temos que atravessar a ponte que representa o abismo do inferno. Esculturas de criaturas grotescas, mãos e cabeças decepadas representam os que não conseguiram ainda vencer os desejos mundanos. Dentro do templo existe uma pintura onde ícones pop e personagens de filmes se misturam a imagens apocalípticas e tragédias, em crítica à falta de paz do estilo de vida ocidental. A arte se refere ao “assassinato da inocência” e quer nos dizer que nenhum super herói é capaz de nos salvar do julgamento final. O ar sombrio se desfaz à medida que o mural mostra pessoas embarcando em direção à Buda.

 

Não é permitido fotografar ou filmar o interior do templo onde estão essas imagens do apocalipse. Você vai encontrar muitas, muuuuitas referencias: Sailor Moon, Goku, Neo de Matrix, Darth Vader, Homem Aranha, etc etc etc... é divertido ficar encontrando os personagens lá hehehehe

 

Se vc for pentelho consegue sim fazer alguma imagem/filmagem do interior. Eu acho que vale a surpresa e acabei respeitando as regras.

 

14_online?async&rand=0.7266174913733303

White Temple

 

 

IMG_20160412_105636607?async&rand=0.8825045376947864

IMG_20160412_104544198?async&rand=0.2018097995628041

 

 

Outra curiosidade sobre o Templo branco é outro prédio próximo dentro do mesmo complexo. Todo revestido de dourado representando o ouro e toda a prosperidade que ele transmite, encontra-se dentro dessa construção nada mais que um banheiro bem simples: com pias e "privadas". A ideia é justamente essa, dar mais um tapa na cara da sociedade que julga as coisas/pessoas pela aparência. Dinheiro, vaidade e posses são insignificantes... *Para refletir*

 

15_online?async&rand=0.40685102884597857

 

IMG_20160412_110342413?async&rand=0.04264021667293538

Banheiro de “ouro”

 

 

Eu gostei muito desse templo, o único ponto negativo é que no horário que chegamos pra visita é o mesmo que todos os demais tours chegam, então o templo fica abarrotado de pessoas, e pra quem gosta de fazer boas fotos fica bem difícil, ainda mais com o pouco tempo que o tour disponibiliza pra visita. Acaba ficando meio corrido.

 

Porem se não estiver em um tour e conseguir visitar o templo fora dos horários de pico vc vai conseguir aproveitar bem, pois quase todo fluxo de visitantes vem com esses tours, fora do horário das vans parece bem tranquilo.

 

O templo é mais uma atração arquitetônica do que religiosa, pois vc quase não ve ninguém em oração como nos demais, a maioria absoluta de visitantes é composta por turistas. O templo é bem novo, data de 1997 e ainda tem alguns pontos em expansão/construção.

 

Aqui vai uma dica de IMENSA importância:

Eu e minha esposa colecionamos carimbos de países e de atrações turísticas no passaporte (lugares como Machu Picchu e Torre de Tóquio possuem carimbos muito legais!!). E no White Templo tem uns carimbos num ponto próximo ao banheiro,e obvio que eu e a esposa não passamos vontade rs

Alguns gringos nos abordaram perguntando o que estávamos fazendo, e quando explicamos e mostramos o passaporte eles ficaram incrédulos kkkkkkk

Me senti um retardado mental xD

 

 

Triangulo Dourado e Laos

 

Do Templo Branco seguimos para o Triângulo Dourado. A área ficou famosa por ser uma das principais produtoras de ópio da Ásia. Essa região se encontra na confluência dos rios Ruak e Mekong, onde está a tríplice fronteira que divide a Tailândia, Laos e Myanmar (Burma).

 

Hoje em dia esse lance do ópio não “existe” mais, então pode ir tranquilo ^^

 

Essa parte do passeio consiste em pegar um barco e fazer a travessia do Rio Mekong até Donsao, que já é território de Laos.

Durante a travessia a guia vai explicando toda essa historia do ópio e contando diversas outras curiosidades bem interessantes.

Apesar de estarmos em território de Laos não é necessário visto, é uma área “neutra” de economia especial. O tempo que temos disponível em Donsao só é sufuciente pra visitar a feirinha que já fica bem próximo no desembarque do barco.

 

IMG_20160412_133117710?async&rand=0.30384073905980435

Rio Mekong

 

 

Li relatos de pessoas que nem se davam ao trabalho de fazer essa travessia e ficavam do lado tailandês esperando o regresso do grupo. Eu gostei de ter ido pois na feirinha foi onde encontrei alguns dos melhores souvenirs de toda a viagem.

Eu coleciono imãs de geladeira dos países que visito,( na verdade eu fixo eles em um quadro metálico do mapa mundi), e lá tinham ótimos imãs do Laos e de Myanmar. Eles também vendiam notas do Laos e eu também curto colecionar notas e moedas, então fiquei bem entretido na feirinha ^^

 

Todas essas lembrancinhas eu só encontrei lá. Por sorte não deixei de comprar.

 

Pra quem gosta de tomar uma cerveja é possível tomar as brejas do Laos em Donsao. Lá também vendiam umas bebidas bem curiosas com cobras e animas exóticos dentro. Se não desse tanto trabalho pra trazer eu acho que teria comprado, tinha umas muito estilosas.

 

Só fiquei triste por não ter vindo nenhum carimbo no passaporte nessa travessia. Mais de tanto chorar sobre isso a guia carimbou pra gente o voucher de travessia do Mekong.

 

16_online?async&rand=0.8027154330678827

 

 

 

Long Neck Tribe -- Mulheres Girafas

 

O almoço estava incluso no passeio, e sem duvida foi o melhor rango desses que vem inclusos no tour. Comida a vontade, bastante variedade e tudo muito gostoso, comida tailandesa é muito amor S2

 

De lá a guia perguntou se gostaríamos de conhecer a fronteria de Myanmar. Não iriamos atravessa-la nem nada, era só pra dar aquela sapiada mesmo. Todos concordaram e fomos. Nesse intervalo entre almoço e deslocamento pra fronteira fizemos amizade com um casal de velhinhos de Singapura, quando dissemos que iriamos passar alguns dias em Singapura eles se empolgaram e falavam freneticamente. Conversa vai, conversa vem e eles perguntaram onde iriamos ficar hospedados lá. Ao mostrarmos onde, ele fez mo cara de bunda e falou que o lugar era perigoso e talz, dai acho que ele viu que não foi um comentário legal e começou a tentar contornar... deu aquela leve preocupada na gente, mais isso também vai ficar pros posts de Singapura.

 

Na fronteira de Myanmar o tempo de parada foi bem breve, só o tempo de fazer umas fotos na fronteira e pra que eu pudesse comprar minhas moedas e notas de Myanmar hehehe

 

IMG_20160412_151827042?async&rand=0.8214960430310478

Ponte da fronteira entre Myanmar e Tailandia

 

De lá seguimos pra vila das mulheres girafas

Assim como o triangulo dourado esse era um passeio que eu não tava botando muita fé pelos relatos, você nunca acaba lendo nada de legal a respeito, muito mais criticas do que pontos positivos. E novamente eu fui surpreendido.

 

Eu achei bem interessante e divertida a visita. Como sempre é bem diferente vc ler sobre algo e vivencia-lo. A guia conta a historia delas, nos mostra o peso das argolas e como elas são colocadas e diversos outros detalhes.

 

Depois disso ficamos livres pra passear por lá.

É muito surpreendente o tamanho que o pescoço delas alcançam. Porem eu não tenho a moral de tirar foto das pessoas como se fosse num zoológico, ficava mo constrangido. Então pra superar o bloqueio eu chegava nelas, comprava algum dos artesanatos baratinhos que elas vendiam e só ai pedia pra tirar foto e dai tentar algum dialogo.

Não reparei nas outras pessoas, mais notei que pelo menos fazendo isso elas ficavam muito mais acessíveis. Todas foram muito simpáticas e agradáveis com a gente.

 

17_online?async&rand=0.9454538984685885

Mulheres Girafa

 

 

Essa e outras tribos de mulheres girafas são refugiados de Myanmar, esse povo sai de lá fugindo de conflitos étnicos.

Na Tailandia eles vivem em uma área demarcada e recebem ajuda de custo do governo. Porem dizem que essas mulheres são proibidas de sair dessa área e por isso esse tipo de turismo é rejeitado por muitos.

Eu concordo que é bem controverso, ainda mais pra nós de uma cultura tão distante. É bem difícil entender. Mais uma coisa é certa, elas não são proibidas de deixar sua vila, seus bens e suas vidas. O grande X da questão é que a garantia de sua casa na aldeia, ajuda do governo e o dinheiro do turismo faz com que elas permaneçam ali e preservem o costume para as futuras gerações justamente para que não venham a passar necessidades

 

 

Songkran - Ano Novo Tailandês

 

O motorista fez o trajeto de volta de Chiang Rai numa velocidade bem insana, O melhor é vc tentar dormir, pq se vc ficar acordado vai ficar bem tenso, a estrada é escura, com bastante curvas e ele descendo a lenha no acelerador *medo*

 

O passeio regressa tarde pois o trajeto entre as cidades é bem longo. Quando voltamos mesmo cansados decidimos sair pra jantar e dai veio a surpresa maravilhosa!

Mesmo o ano novo só começando no dia seguinte, as ruas já estavam cheias de pessoas com suas armas de água!! A festa já tinha começado!!!

 

O ano novo Tailandes (Songkran) dura 3 dias, sendo o ultimo deles o mais intenso.

Chiang Mai é famosa por ter o maior e melhor ano novo tailandês do pais.

Foi em Chiang Mai onde a tradição começou e a cidade recebe visitantes de todo o pais, não só os estrangeiros, mais principalmente os locais que vem pra Chiang Mai celebrar a melhor festa do pais.

 

Pra mim o Songkran foi o ápice da viagem, foi muuuuuuuuuuuito divertido.

Todo mundo vai as ruas munidos de armas de agua, baldes, mangueiras, qualquer coisa pra molhar uns aos outros, e ai começa o caos. NINGUEM escapa, todo mundo vai te molhar e vc vai molhar todo mundo... quando eu digo todo mundo é todo mundo mesmo, independente da situação.

 

Você está dirigindo uma moto? Vai receber agua na cara

Você está dentro de um tuk-tuk chegando na cidade com toda sua bagagem? Vai receber água e suas malas vão ficar encharcadas.

 

Não existe dó nem piedade.

Eu não sou o cara mais adepto de bagunça do mundo, mais o Songkran é divertidíssimo, superou minhas expectativas em anos luz.

Se vc realmente não gosta desse tipo de brincadeira recomendo fortemente que passe o ano novo em outra cidade... durante o Songkran todos participam, porem na maioria das cidades a brincadeira de um molhar o outro só ocorre em pontos específicos da cidade e não por toda parte. Já em Chiang Mai no ultimo dia por exemplo a cidade TODA se mobiliza pra brincar, realmente não tem pra onde fugir.

 

Um dos pontos fortes é que mesmo a noite é muito quente na Tailandia, então é até agradável ser molhado, não incomoda nem um pouco ficar molhado tamanho o calor que faz em Abril.

 

Nas barracas de camelo vc encontra armas de agua de todos (T O D O S) os tipos, tem uma infinidade de modelos, tamanhos e tipos.

Eu como nerd pirei em uma arma do Doraemon. Alem de achar o personagem ótimo a arminha com a mochila era muito engraçada, não resisti hehehehe

 

Obs: nada a ver com o relato, mais uma curiosidade da Tailandia é o Doraemon. Ele é um personagem de animação japonesa de mesmo nome (até chegou a passar no Brasil anos atrás), na Tailandia ele é muito popular. Vc acha coisas do Doraemon por toda parte, tudo é Doraemon... tranquilamente ele pode ser considerando o personagem mais querido do pais.

 

Eu pirei nessa pequena amostra do Songkran, subia nos tuk-tuk que passavam, invadia eles e molhava todo mundo, molhava toda a chinesada, como uma criança pentelha fiz o diabo... mal sabia eu que aquela era só uma prévia, nos dias seguintes a coisa fica muito mais louca.

 

18_online?async&rand=0.6547300864029613

IMG_20160412_224446920?async&rand=0.31652420813700877

IMG_20160412_224457962?async&rand=0.49600955337473085

 

Fiz mais videos do que fotos no Songkran, é muita água, ficamos com medo de estregar os equipamentos, então só levei a camera que tem proteção estilo go-pro.

Nós compramos um saquinhos especial com cordão pra guardar os celulares, se não já era tbm. Esses "saquinhos" são bons pra levar os celulares no litoral tbm, todo mundo acaba usando e realmente é bem util, pode guardar o celular tranquilamente, não vai entrar água

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Continuo acompanhando seu relato e aguardando os próximos capítulos. To pensando seriamente em fazer a viagem de trem para chiang mai depois da sua experiência.

Sobre cingapura, estou pretendendo passar dois dias com um deles sendo no Marina Bay sands, preciso saber que área ruim é essa pra fugir haha

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...