Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
vmesquita

Tel Aviv, Jerusalém e o norte de Israel em 11 dias!

Posts Recomendados

Informações básicas e preoparação para a viagem

 

Dinheiro

  • * A moeda de Israel é o Shekel, que atualmente vale aproximadamente o mesmo que o Real. Mas isto muda com o tempo, verifique sempre a cotação

  • * É bom levar dólares ou Euros. Reais não podem ser trocados em nenhum lugar que eu tenha passado.

  • * O câmbio do aeroporto de Tel Aviv é ridículo de desfavorável. Como é complicado obter a moeda de israel no Brasil, pode valer a pena fazer um saque só para não ser tão lesado e sair do aeroporto. Se você for alugar um carro e sair do aeroporto assim, pode deixar pra trocar depois. Foi o que fizemos. A maioria dos locais aceita cartão, então mesmo se você quiser parar numa loja de conveniência no caminho não terá problemas.

 

Comida

  • * Comida em Israel é absurdamente caro. É altamente recomendável que você se prepare para poder cozinhar, seja ficando em hostel, ou alugando apartamentos pelo AirBNB ou booking. Aliás a comida também é cara no mercado (só que proporcionalmente menos, como aqui). Para ter uma idéia, uma McOferta sai por cerca de 50 NIS, um prato com macarrão num restaurante simples 70 NIS. No mercado, um pacote de macarrão custa uns 5 NIS e o molho algo entre 10 e 15 dependendo da marca

 

Idioma

  • * Quase todo mundo fala um mínimo de inglês, e em Tel Aviv e Jerusalém a maioria das pessoas tem um nível muito bom.

  • * Por outro lado, as placas, sinais, mapas, em geral estão disponíveis somente em hebraico mesmo.

  • * É possível usar o app Google Translate para traduzir a partir de fotos.

 

Chip de celular

  • * Conforme eu pesquisei antes da viagem, para usar um chip local você precisa registrá-lo, existe uma certa burocracia em torno disso. Então a melhor maneira é usar um vendedor do ebay recomendado pelo tripadvisor. Ele manda o chip pra sua casa no Brasil antes da viagem (chegou em menos de 1 mês), e aí após receber o chip vc paga pelo plano que escolher. Escreva para ele em snapir arroba syc.co.il para mais informações.

 

Shabat/Fim de semana

  • * O fim de semana em Israel é sexta e sábado, e não sábado e domingo como o nosso. Ou seja domingo é um dia de semana normal, em que as pessoas trabalham

  • * Por este mesmo motivo, muitas coisas não funcionam desde sexta a tarde até sábado o dia inteiro. Inclusive os Ônibus param de funcionar em um horario na sexta e só voltam sábado a noite. É importantíssimo levar isto em conta no seu roteiro.

  • * Pelo mesmo motivo, quinta a noite e sexta a noite são os dias em que as pessoas normalmente saem a noite.

 

Transporte

  • * Alugamos carro pela Eldan e gostamos do serviço. Eles não se importam muito com arranhões e amassados leves.

  • * Na verdade, isso ocorre porque as pessoas são bem agressivas no trânsito. É só desacelerar um pouquinho pra ja ouvir uma buzinada raivosa.

  • * Em Tel Aviv, vale a pena comprar o passe diário de ônibus, que equivale a um pouco mais do valor de 2 passagens.

  • * Em Tel Aviv e Jerusalém o transporte é ótimo e carro não é necessário. Na verdade é um gasto a mais porque estacionamento é muito caro. Se for de madrugada, existem locais na rua onde você pode estacionar gratis de 18h às 7h. Mas este horario varia, leia sempre as placas (não da pra entender nada mas dá pra ler os numeros de horario)

 

Segurança

  • * O país é muito tranquilo, em momento algum sentimos qualquer ameaça. para ter uma idéia, em Cafernaum tem um aviso dizendo que é proibido sair do carro e deixar o ar condicionado ligado. Ou seja, deixar o carro ligado, com a chave dentro é totalmente de boa, o problema é o ar condicionado ligado.

 

Clima

Fomos em dezembro de 2016, e na maioria dos dias precisamos utilizer casados pesado, com temperaturas entre 5 e 10 graus, em média. Pegamos alguns dias com chuva também.

 

Roteiro

Nossa viagem foi em 12 dias, aproveitando a promoção da Air Canada. Fizemos alguns passeios em Toronto na ida e na volta, que não irei incluir neste relato para manter a organização. Fiz esta viagem com minha família, e ficamos em apartamentos e no quarto família do Abraham Hostel em Jerusalém.

 

Dia 1:Domingo

Chegamos no aeroporto de Tel Aviv as 11h da manhã. O aeroporto de Tel Aviv fica distante da cidade, na prática fica mais ou menos entre Jerusalém e Tel Aviv (um pouco mais perto de Tel Aviv). Alugamos um carro pela Eldan, que já estava previamente reservado, e dirijimos para nosso apartamento em Haifa, onde passamos a primeira noite. Neste dia não fizemos mais nada.

 

Dia 2:Segunda - Haifa/Acre

Começamos o dia no Bah'ai Garden. O jardim é lindo mas fica no alto da cidade, então recomendo pegar um taxi para ir e voltar a pé. Não vá de carro, é complicado estacionar por lá. Depois dirigimos até Acre e visitamos a cidade antiga e o túnel dos Templários. O audioguia da cidade antiga é muito legal, o audio é reproduzido automaticamente de acordo com o lugar que você está sem precisar apertar botões, e estava disponível em Português. No fim do dia, rumamos para Tiberíades, onde passaríamos as próximas duas noites em outro apartamento. Tiberíades é uma cidade meio dormitório, o que fez dela uma ótima base para explorar a região.

 

Dia 3:Terça - Rosh Hanikra

Este dia dirigimos até o extremo norte do país, para visitar este incrível local onde o mar bate com força numas cavernas, fazendo tudo vibrar. As paisagens e as sensações são incríveis. Depois planejávamos visitar alguns pontos religiosos próximos a Tiberíades, mas eu peguei uma estrada que ia por dentro e haviam vários pontos de congestionamento. Então acabou que ficou muito tarde e voltamos para o apartamento.

 

Dia 4:Quarta - Cafarnaum, Igreja da Multiplicação, Casa de São Pedro, Yardenit etc

Neste dia visitamos vários pontos religiosos próximos a Tiberíades. É bem fácil chegar de carro, a entrada geralmente é gratuita (mas alguns cobram estacionamento). Fomos também no local de batismo de Yadernit, onde você pode pagar 10 dólares pra alugar uma roupa e ser batizado no Rio Jordão (o padre/pastor é por sua conta, se quiser pode mandar email pra eles e pedir uma lista). Eu achei meio turistão.

No final do dia dirigimos até Tel Aviv.

Em Tel Aviv alugamos um apto pelo BNB TLV. O apartamento era excelente, mas eles não perguntam como você quer pagar e saem descontando do cartão de crédito. Então tive que solicitar que viessem receber em dinheiro e cancelassem o pagamento por cartão, o que demorou alguns dias para ser processado pela administradora. Aliás foi possível pagar em dólares, e dos 3 apartamentos que alugamos nesta viagem, 2 permitiram pagar em dólar diretamente. Então vale a pena perguntar se existe essa possibilidade e fazer as contas.

 

Dia 5:Quinta - Tel Aviv / Old Jaffa

O carro ficou estacionado durante a noite e devolvemos para a locadora na manhã deste dia.

Então fomos de ônibus até Old Jaffa, e conhecemos o centro de visitação. Vale a pena pagar pelo cinema 4D que conta a história do local, projetado por cima das ruínas. A idéia era fazer também o free walking tour, mas perdemos a hora.

 

Dia 6:Sexta - Tel Aviv

Fomos no museu Eretz, porque estava chuvendo muito forte. O museu em si não é nada demais, achei que não valeu muito a pena. Depois fomos no Azrieli center, o maior centro comercial do Oriente Médio, que abriga também o prédio mais alto da região. No ultimo andar tem um daqueles mirantes pagos. Vale a pena. Porém atente para o fato de que sexta as coisas fecham cedo (inclusive centros comerciais). Deu 15h e virou tudo um deserto no shopping.

 

Dia 7:Sábado - Jerusalém

Combinamos um transfer para nos levar de Tel Aviv a Jerusalém, já que ônibus não funcionam neste dia. Peguei a recomendação do motorista Ruslan no site do trip advisor e recomendo muito seus serviços. Cobra menos que taxi, carro grande e limpo, e ele é muito educado. É possível entrar em contato com ele no email rasse777 arroba mail.ru .

Em Jerusalém ficamos no quarto família do Abraham Hostel, que eu recomendo muito. É o local onde acomodações são mais caras, e por isso não achamos um apartamento por um preço razoável.

Ainda deu tempo de fazer o walking tour na cidade antiga ás 14h. Ótima opção para ter uma visão geral da cidade.

 

Dia 8: Domingo - Jerusalém

Domingo saímos para conhecer com calma alguns pontos da cidade antiga. Começamos pela Torre de David, que tem um audio tour fantástico, e fomos a outros pontos como a Igreja do Santo Sepulcro, o local da última ceia e o túmulo do Rei David.

 

Dia 9: Segunda - Belém (Bethlehem)

Este dia pegamos um ônibus para Belém. Já tinha me programado para fazer o free walking tour, que acontece às segundas e quintas. Ao descer do Ônibus, um monte de taxistas vem encher o saco e é difícil se livrar deles e de suas ofertas de serviço. Tentaram até queimar o cara do Free Walking Tour que eles sequer conheciam. Mas finalmente conseguimos fazer o tour e valeu muito a pena. Em mais de 3 horas, passeamos pela cidade conhecendo não somente os pontos religiosos como também um campo de refugiados (que parecia uma favela não muito pobre... Pra quem é do Rio, imagine um vidigal plano), o muro entre Israel e a Palestina. Foi excelente e recomendo muito. Vale a pena contactar o cara que faz o tour antes (o Abood) e pegar infos e mapas de como chegar no local após descer do ônibus. É pertinho e fácil, o dificil é raciocinar com aquele monte de taxista pé no saco falando com você. (http://aboodtours.weebly.com/)

Para retornar, pegamos um taxi baratinho e por fim o mesmo onibus.

 

Dia 10: Terça - Masada e Mar Morto

Alugamos um carro na Eldan de Jerusalém, e fomos primeiramente até Masada. A estrada é boa, mas você tem que prestar muita atenção pra fazer o trajeto correto, passando pelas rodovias 1 e 90 e não passando pelo território palestino. Muito cuidado ao usar GPS offline (como o IGo), que insistia em nos mandar pelo territorio palestino mesmo quando já estávamos na rodovia. O Google Maps indicou o caminho correto, mas mesmo assim recomendo estudar o trajeto na noite anterior. A estrada tem alguns momentos que parece que continua mas na verdade é uma saída, então fique atento. E porque não passar pelos territórios palestinos? É sabido o conflito que existe, e como o pessoal de povoados não sabem que o carro é alugado, atiram pedras. Existem relatos sobre isso na internet. O seguro da locadora também não vale em território palestino. De qualquer maneira, você irá passar por Checkpoints de Israel, 1 na ida e 3 na volta, se não me engano.

Falando agora sobre Masada, outro audio guia incrível para um lugar com uma historia impressionante, gostaria de ter o dia inteiro só pra ouvir tudo. De lá fomos para uma praia no mar morto. Existem alguns SPAs caros, mas também existem praias públicas com excelente infra estrutura (armários, chuveiro, banheiro, cadeiras etc). Fomos em uma destas. Porém depois descobrimos que o roteiro talvez tivesse funcionado melhor ao contrário, porque a montanha faz sombra na praia, entao quando chegamos no fim da tarde já estava frio.

 

Dia 11: Quarta - Jerusalém

Fizemos o mesmo esquema de Tel Aviv, deixar o carro em um estacionamento na noite anterior e devolver neste dia pela manhã

Este dia pegamos um taxi e fomos até o monte das oliveiras. De lá fomos descendo e visitando alguns pontos, como a Igreja da Ascensão e a tumba da Virgem Maria. E finalmente refizemos o caminho de Jesus na via Crucis.

A noite fui no Pub Crawl, do Hostel, que estava bem animado e organizado. Só que eu mesmo estava muito cansado, então não fiquei até o final.

 

Dia 12: Quinta - Retorno

Nosso vôo saía meio dia, e optamos por sair de Jerusalém 5h30 antes do horário, já pensando na 1h de deslocamento, mais um possivel engarrafamento, e uma antecedência de 4h. O aeroporto estava tranquilo, e estimo que descontando esperas levamos 2h30 pra passar por todo o processo. Porém é aquela velha história melhor chegar cedo no aeroporto do que chegar tarde e contar com a sorte. Acho que foi melhor assim. Fizemos o transfer com o Ruslan, já citado anteriormente.

 

Conclusão

Curti muito essa viagem. Descontando todo o aspecto religioso, ainda assim é muito interessante o tanto de história que existe por ali. Gostei muito do país, da organização de tudo. Recomendo 100%! Qualquer dúvida, fiquem a vontade.

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito proveitoso seu relato, e espero utilizar as referências deixadas. Obrigado!

Fico feliz q tenha sido útil, qualquer dúvida só postar!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi!

 

Na verdade eu não consegui selecionar fotos ainda para colocar. Resolvi postar logo o relato para o pessoal ja poder usufruir das informações o mais rapido possivel.

Que bacana vmesquita!

Você está com dificuldade de inserir fotos no relato? Se sim, envie para o e-mail [email protected] que tentamos inseri-las pra você. Como não é um destino com muitas informações, seria legal!

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Muito bom!

Vou pra lá em maio e gostaria de saber se você tem indicação de locais pra câmbio...

É muito fácil achar locais para câmbio em toda parte e geralmente não tem variações muito absurdas. Exceto no aeroporto. Acho que o cambio do aeroporto de Tel Aviv ganha disparado o título de mais ladrão que já vi até hoje. Tem uma tabelinha de comissões, e se você trocar menos de 5 dólares tem uma comissão de 1 dólar, por exemplo. :shock:

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 18/01/2018 em 22:18, igorilas disse:

a comida é tão cara assim mesmo? ouvi dizer que nem tanto.

É cara sim. Tudo é caro em tel Aviv comparando às cidades brasileiras, transporte público, comida.. .

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fui em Maio/2018, para se ter uma ideia o combo do McDonalds fica na faixa de 50-60-70 shekels. Caríssimo pagar 60 reais no McDonalds, mas é isso mesmo...

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×