Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

Considerado o “Santiago de Compostela” brasileiro, o Caminho da Luz é uma rota de peregrinação que percorre cerca de 195 km no leste do estado de Minas Gerais, com início na cidade de Tombos e término no Pico da Bandeira, na cidade de Alto Caparaó. Uma organização chamada Abraluz (Associação Brasileira dos Amigos do Caminho da Luz) administra o percurso implantado em 2001, cuidando do credenciamento dos caminhantes, sinalização da rota e demais detalhes.

 

Peregrinação religiosa, ecológica e histórica, o roteiro passa por dentro de várias propriedades particulares, e por isso é recomendado o credenciamento de quem pretende percorrê-lo, que pode ser feito na cidade de Tombos. Algumas operadoras de turismo são credenciadas à Abraluz e oferecem pacotes fechados. Assim como em Santiago de Compostela, o caminhante recebe sua credencial, que é carimbada nos locais de pernoite. Apesar disso, é possível fazer o caminho sozinho já que todo o percurso é sinalizado e os moradores ao longo do roteiro sempre estão prontos para atender o caminhante.

 

O meu "Caminho da Luz"

 

Dia 1

 

Dia 2

 

Dia 3

 

Dia 4

 

Dia 5

 

Dia 6

 

Dia 7

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Bruno Vicente
      Caminho da Luz é uma trila muito bacana...pra quem gosta tem de conhecer...
      Durante todo o percurso do Caminho da Luz, fragmentos de mica e cristais emergem do solo, proporcionando-lhe um brilho especial. A luz do Caminho está presente também na extensa amplitude de visão e grande luminosidade que são descortinadas nas cordilheiras do horizonte sempre que, durante a caminhada, um vale é deixado para trás.
       
      O Caminho, que é todo sinalizado por setas, marcas amarelas e placas indicativas, tem início na cidade de Tombos (conhecida como Portal de Minas), a 383 quilômetros da Belo Horizonte – capital do estado de Minas Gerais, e termina no Pico da Bandeira. São quase 200 quilômetros percorridos pelas montanhas de Minas em sete dias de caminhada (ou em menos, se de bicicleta ou a cavalo), passando por fazendas centenárias, matas, cachoeiras, santuários e antigas estações ferroviárias. A rota é carregada de um magnetismo que fascina a todos aqueles que têm uma sensibilidade aguçada, pois sua força telúrica abre inúmeros portais energéticos, os quais atiram os caminhantes numa viagem que ultrapassa a barreira do tempo.
       
      Ao peregrinar pelo Caminho da Luz, temos a impressão de que estamos viajando juntamente com os índios, tropeiros, religiosos, pesquisadores e aventureiros que se embrenhavam pelas matas da região em busca do ouro, das pedras preciosas e das terras férteis que, ainda hoje, guardam importantes tesouros naturais e arqueológicos.
       
      As inscrições para percorrer o Caminho são feitas no sesquicentenário Hotel Serpa, na cidade de Tombos, a qual, em 1849, foi batizada com o nome de Tombos Encantado devido a beleza e magia de sua cachoeira.
       
      Efetivada a inscrição, os caminhantes recebem suas credenciais, que serão carimbadas nos locais de pernoite (a exemplo do que acontece no Caminho de Santiago de Compostela). A credencial representa para o caminhante, ciclista e cavaleiro o passaporte para o acesso às inúmeras propriedades particulares ao longo da rota e garante que o mesmo não está em busca de objetivos outros em terra alheia



×
×
  • Criar Novo...