Ir para conteúdo

Imigração - mais de 90 dias na europa


Jpdias2

Posts Recomendados

  • Membros

Olá gente,

Vou viajar segunda e tenho uma dúvida a esclarecer. Comprei minha passagem com chegada na Europa dia 5/09/2017 e volta no dia 22/02/2018, inicialmente iria fazer um curso, só que aconteceram alguns problemas e não vou mais para o curso em questão, como não queria perder a passagem, já tinha pedido licença do trabalho, então resolvi me aventurar mesmo assim. Agora irei fazer um mochilao do dia 05/09 até 24/09 ( Londres, Paris, Madrid, Santander e Porto) do dia 25/09 até 01/12 farei um curso de inglês em Dublin e mais uma viagem do dia 02/12 até 22/02. Minha questão é a seguinte, para o primeiro mochilao já tenho tudo reservado e pago, para o curso em Dublin também já tenho tudo pago, mas para a viagem do dia 02/12 até 22/02 só tenho alguns hotéis reservados, até pq falta um pouco. Meu medo é a imigração de Londres e depois de Paris ficarem criando algum problema.

*Não irei ultrapassar o período de 3 meses no espaço de Schengen pois irei para o Leste Europeu nessa segunda viagem.

** Estou indo com cartão de crédito, vtm, 1500 euros + 250 libras, uma carta da minha mãe se responsabilizando por mim financeiramente , o contracheque e imposto de renda dela.

*** Tenho visto americano, não sei se pode ajudar , e já fui para Londres 3 vezes, talvez também ajude. E estou levando o comprovante de matrícula na faculdade daqui.

O que vcs acham? Corro muito risco de ser barrado?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Você vai passar um monte de vezes na imigração, por que vai ficar entrando e saindo do Espaço Schengen e do espaço comum UK/Irlanda várias vezes durante a sua viagem.

A princípio não tem nenhum problema em entrar e sair várias vezes, mas toda vez que você passar na imigração, pode ser questionado, agora o que eles vão perguntar, ou se vão implicar, não dá para saber... 

O que precisa obrigatoriamente é de uma reserva de hospedagem ao menos para os primeiros dias depois da imigração, pode ser para os primeiros 10 ou 15 dias, não precisa ser para todos os 82 dias, mas sempre que você passar na imigração, seja do UK, Irlanda, Espaço Schengen, países do Leste Europeu que costumam ser mais chatos do que no UK e Espaço Schengen, tenha reservas de hospedagem ao menos para a primeira cidade ou as duas primeiras.

Para o resto, você sempre pode alegar que ainda não definiu, e claro sempre que cruzar uma imigração, tenha também os comprovantes de uma passagem comprada indo embora de lá dentro do prazo...

Se você estiver com tudo certo, e não exceder os prazos, tiver os comprovantes dos primeiros dias e das principais passagens, pessoalmente eu acho que não teria problema.

 

Certifique-se de que você vai sair do Espaço Schengen, pois estaria estourando o prazo, certifique-se de que os países do leste Europeu realmente não fazem parte do Espaço Schengen. Muitas pessoas não conferem isto, e descobrem quando é tarde demais que todos os países escolhidas por elas do leste Europeu fazem parte do Espaço Schengen...

Ahh, um detalhe, Dezembro, Janeiro e Fevereiro vai estar fazendo um frio terrível e um clima horrível na maior parte do Leste Europeu, com poucas opções de transporte e poucas atrações turísticas funcionado na maioria dos locais.

Então veja bem onde você vai se enfiar lá no Leste Europeu durante o inverno, pois se escolher mal os locais, pode ser literalmente a maior furada e fria que você possa se meter na vida, com você só gastando um monte de dinheiro para passar frio e não conseguir fazer quase nada de interessante devido ao frio, chuva e neve.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Obrigado Adriano, meu maior medo é quanto a questão da comprovação financeira, afinal não estou levando tudo de uma vez, uma boa parte meus pais vão depositar depois. Só espero que não achem que os 1500 euros é todo o meu dinheiro e me mandem voltar por isso. Quanto ao leste europeu, irei para dubrovinik e split e tentarei fazer a Sérvia. E talvez até o fim do mochilao antecipe a volta para Janeiro, mas isso ainda não é certo, então na imigração vou passar com a volta em fevereiro, que está me deixando meio tenso. Espero que dê tudo certo, rs.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Tenha cuidado com Dubrovnik e Split, fica lá longe no litoral, longe de tudo e com pouca opção de transporte no inverno, mesmo no verão é complicado sair de lá, pois só tem voos 1 ou 2 vezes por semana para a maioria das cidades europeias, e durante o inverno o barco para Ancona na Itália acho que também não opera todo dia, isto se operar, oque se não tiver planejado direitinho como sair de lá, muitas vezes obriga você a perder um tempão enorme fazendo o caminho de volta até Zagreb de ônibus, para seguir para o restante da Europa pagando caro.

Quanto ao dinheiro, dificilmente eles conferem, mas se conferirem, alegue que seus pais vão depositar, afinal não tem mito mais o que você possa fazer neste caso, a não ser falar isto e torcer para que eles não impliquem.

Só não tente cruzar as fronteiras ou fazer imigração sem dinheiro ou com muito pouco dinheiro, se o seu dinheiro estiver acabando, sempre peça para os seus pais depositarem algum dinheiro antes de você fazer a imigração.

Editado por adrianolb
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Planeje direitinho esta parte do leste Europeu, pois não é tão fácil e simples como no restante da Europa ocidental, e no inverno fica pior ainda, então se não for planejado direito, você pode se meter num beco sem saída, onde a única forma de sair de lá a tempo de não perder os voos ou compromissos, é com um voo de 400 ou 500 euros...

Se o seu orçamento vai estar apertado, também não deixe para planejar a segunda parte do mochilão em cima da hora, pois deixando para fazer tudo em cima da hora, você sempre paga bem mais caro nas passagens, mesmo no inverno.

E também tenha cuidado a hora de decidir voltar mais cedo para casa, ao alterar a passagem você paga a multa definida no momento da compra e a diferença de preço entre o que você pagou inicialmente e o preço do novo dia da volta no momento em que você for alterar.

Muitas vezes esta alteração acaba sendo bem cara, custando até 2 ou 3 mil reais para alterar o voo. E se for pagar 3 mil reais para alterar o voo, use este dinheiro para ficar na Europa e volte no dia inicialmente previsto...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...