Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
neyestrabelli

Roteiro de Viagem Cartagena das Índias - Colômbia com fotos e gastos 05/2018

Posts Recomendados

 
 
 


Total gasto na viagem:R$ 9.907,11. (2 pessoas).

1*UIEysdSMUWuM09C4BAkvew.jpeg


Vôos + Hotel

Nosso voo saiu de São Paulo com parada no Panamá e destino final Cartagena voando pela Copa.

+

Hotel Dann Cartagena 7 diarias

No valor de R$ 5979.42. (Duas pessoas).


Seguro Viagem

Fizemos seguro viagem com a World Nomads: R$ 297.00 (2 pessoas).


Hospedagem

Hotel Dann Cartagena

 Hotel Localizado no bairro de El laguito/Bocagrande, o quarto é muito grande, banheiro com água quente que é uma coisa bem difícil de se encontrar por lá.

 Piscina grande, café da manhã sem muitas variedades, apenas os sucos que mudavam o sabor, sem cobranças de taxas extras.

 Estávamos procurando um hotel um pouco melhor, com algumas comodidades e esse foi perfeito para nossas expectativas, porém se quiser economizar com táxis talvez ficar mais próximo do centro seja uma melhor opção.


Alimentação

Crepes & waffles: Comida de boa qualidade e um custo benefício, fomos duas vezes durante a viagem.

Hamburgueria Al Corral: Combos saborosos, batata frita muito boa. Vale a pena conhecer, parece ser mais visitado por moradores.

Acción de Gracias: Fomos duas vezes durante a viagem, a primeira vez foi algo muito bom já a segunda vez nã gostei, pedi o mesmo prato mas veio totalmente diferente.

Anacordos: Uma surpresa muito grata, estávamos procurando outro restaurante quando achamos esse, por um preço fixo estava incluído entrada, prato principal e suco. Comida simples de boa qualidade.

La Diva de Bocagrande: A pizza estava maravilhosa e o macarrão muito bom acredito que vale a pena para quem estiver hospedado em El Laguito ou Bocagrande. Decoração linda e sobremesa gratís para aniversariante.

La Pepita: Fomos nessa Hamburgueria que fica junto com o restaurante La Diva, lanches bons, mas o destaque fica para a batata rústica que estava fantástica.

La Bonga del Sinú: É uma Hamburgueria que tem um foco mais gourmet, eles têm hamburgueres na chapa ou grelhado, além de outros lanches.
O Hamburguer era bem suculento e veio com mandioca frita.


 Passeios

  • Ilha Coralina
  • Ilha Gente del Mar
  • Praia Água Azul
  • Ilha San Pedro de Majagua

 Fechamos todos os passeios com a Juliana do The Experience Travel 

Whats+ 55 11 981758504 / + 57 300 289 8747

Gasto total com passeios: R$ 2.254,83 (2 pessoas)

Vamos aos relato por dia.


Dia 1  —  Chegada e Free Tour

1*OtBHedXabw5VX7hhD2Ynyw.jpeg1*rXaTYn07m6LX8Xe_gsNMcA.jpeg

 

Nosso vôo saiu de SP com escala no Panamá e foi um voo super tranquilo, não teve nenhum atraso.

 Nós não despachamos malas e estávamos na frente do avião, isso possibilitou chegar na imigração sem ninguém na nossa frente, foi super rápido e só nos foi perguntado em que hotel iríamos ficar.

 Saímos da imigração e entregamos o papel da aduana preenchido ainda no avião, após isso você já está na área de taxi, não demoramos nem 15 minutos todo esse processo.

O taxis custou 18 mil pesos.

 Chegamos no hotel muito antes do horário do check in então tivemos que esperar bastante para conseguir entrar no quarto. Nesse tempo fomos almoçar no El corral (44 mil) e andamos pela avenida principal de Bocagrande.

 As 16:00 tínhamos reservado o free walking tour, é só reservar pelo site deles você escolhe o idioma e no final do tour ajuda com uma contribuição( no nosso caso 20 mil para 2 pessoas ).

 Achei muito bom, mas não sei se faria novamente pela barreira do idioma, você pode escolher entre espanhol e inglês, fomos de espanhol porém o guia falava muito rápido.

 Jantamos no Crepes & Waffes eu gostei bastante, principalmente do molho de aspargos( 52 mil).


Dia 2 — Ilha Coralina

1*IXmrtlM_8kxrs9WubUJU2Q.jpeg1*CJ5-v5yNuWpaQIGbp3WvpA.jpeg

A lancha saiu da marina de la Bodeguita, umas 9:30, pois houve um pequeno atraso, que parece ser normal lá.

A viagem de ida durou 50 minutos e foi super de boa, tranquila e sem molhar.

Chegamos na ilha e nos foi passado as informações, escolhemos o almoço e o “guia” nos orientou onde estava nossas cadeiras de praia.

As 13:00 horas fomos chamados para o almoço, foi servido um caldo de peixe de entrada, o prato principal, suco de manga( não havia outra opção) e no final a sobremesa que no nosso caso ficamos tristes pois perdemos.

 No final do almoço eles não falaram que tinha sobremesa e acabamos indo para a área das cadeiras de praias e depois vimos que eles tinham servido.

 As 15:00 hrs o barco saiu, durou mais ou menos 1:00 hrs o percurso.

 Adoramos a ilha, comida gostosa, ambiente romântico, enfim só temos elogios.

Coralina é uma ilha super pequena e reservada, são umas 20 pessoas por dia então é interessante tentar fazer um pré reserva para ter certeza que vai conseguir.

 Na nossa opinião e de alguns outros brasileiros que encontramos durante a viagem, essa é sem dúvida a melhor ilha.

Portanto se ela estiver na sua lista, faça-a por último.

 Jantamos no KFC ficou 35.700 mil.

 


Dia 3  —  Castelo e Bairro Getsemaní

1*la7uW2FR2uP_FgJBKur2bw.jpeg1*-nyvjRGwFZLb8OWDuyGMtA.jpeg

 

Chegamos no castelo exatamente na hora em que abriu, compramos os ingressos por 50 mil e alugamos um áudio guia 17 mil.

 A história é demais, você consegue imaginar como foi na época, como estamos sozinhos foi possível tirar algumas fotos bem legais e descansar bastante.

 Uma dica que eu daria para quem quer economizar, não aluguem o áudio guia, existe uma sala com ar condicionado que passa um filme explicando toda a história, achamos muito melhor aprender dessa forma, mas é uma questão de gosto.

 Saímos de lá e fomos passear em um shopping que tem na frente, legal mas nada demais, talvez seja uma boa opção para almoçar.

 Pedimos um taxi na frente do Shopping para a praça de Getsemaní, ele nos deixou exatamente na frente do graffiti mais famoso, custou 7 mil, ficamos apaixonados por todas as casas e portas rumo até a cidade amuralhada onde almoçamos no restaurante Anacardos.

 Após o almoço fomos até o museu Naval, os ingressos custaram 32 mil, ele está em reforma, então acredito que não foi uma grande experiência, após visitarmos achamos melhor não gastar mais dinheiro nos museus.

Jantamos em um shopping de Bocagrande no La Bonga del Sinú. 52 mil.


 Dia 4  —  Ilha. Gente de Mar

1*7wNypJuWKV5CKsZiVHTb-Q.jpeg1*38FQ1bJFmgt_cwjDvrKdwg.jpeg

A van deles vieram nos buscar no hotel, eles fazem isso para algumas regiões, tem que prestar atenção pois ele só buscam, na volta é preciso que você vá de táxi ou andando de volta para o seu hotel.

 A lancha sempre sai um pouco mais tarde não tem jeito, chegamos 10:17 na ilha, sentamos na frente da lancha na ida e foi super tranquilo.

Ao chegar eles passam as informações, explicam os opções e fala que se alguém tem problemas com peixe ou é vegetariano, essa é a hora de falar para trocar. Nós esquecemos, pois iríamos pegar um prato diferente para experimentar, mas quando lembramos de falar já não podia mais trocar.

 Comida não agradou muito, mas também era difícil não comparar com a última ilha, Coralina.

 Passamos o dia na ilha, como achamos outros brasileiros alugamos em 5 pessoas o Stand up, por 30 mil durante 40 minutos acho que se estiver sozinho e chorar eles abaixam, foi muito legal e ainda rendeu várias fotos.

 Na hora de voltar começou a ventar muito e saímos com o mar bem tenso, uma dica é chegar cedo no lugar que sai o barco na volta, para pegar o melhor lugar.

Um casal que ficou por último sofreu muito mais que a gente, afinal eles ficaram em uma parte que não tinha cobertura e lá na frente.

 Até que a lancha não pulou tanto, mas molhou bastante porque começou a chover. Ficamos no lado esquerdo quase para o final, sofremos muito menos do que quem ficou na direita ou na ponta.

Para acabar nosso dia fomos ver a festa de aniversário da cidade, passamos pelo centro histórico e Getsemaní, jantamos em um restaurante com muitos locais.

Saiu em torno 52 mil, um macarrão e uma pizza, muito bem servido e gostoso. Chama Accion de Gracias.


Dia 5  —  Museus

1*86XH48OlvqN1spYrqsMBoQ.jpeg

Visitamos 3 museus: Museu do Chocolate, Museu Esmeralda e Museu do Ouro.

 Na verdade o do chocolate e a da esmeralda sao lojas para vender os produtos e um pouco antes meio que conta a história.

 Achamos interessante o da Esmeralda e o do Ouro.

Esses 3 museus são gratuitos.


Dia 6  —  Playa Água Azul

1*KnFVnEUjC6RzP6HgHLCdtQ.jpeg1*S35ME9JXnNq2LqyE-sirAw.jpeg

 

Combinamos com um taxista para que ele levasse a gente para Playa Blanca, mas ele nos orientou a fazer uma outra praia chamada Água Azul, fechamos o transfer ida e volta por 300 mil sendo possível ir até 4 pessoas, fora o barco que foi 20 mil por pessoa e o aluguel da cadeira de praia por 10 mil, como fomos em 3 ficou 130 mil para cada.

 Saímos do hotel ás 8:30 e chegamos uma hora depois.

 Acho bom deixar claro que não é qualquer táxi que consegue fazer esse caminho, precisa ser um 4x4, pois tem um pedaço que é bem difícil passar, chegando até ficar próximo do mar, não sei como faz em dias de maré alta.

Após uns 50 minutos de carro paramos em uma casinha e pegamos um barco que deixou a gente na ilha, não foi nem 5 minutos.

 Resolvemos não almoçar na praia, mas estava em média de 40 mil pesos por pessoa.

 Ás 15 horas saímos de lá chegando em Bocagrande ás 16:15.

 Esse passeio foi algo mais rústico, tivemos que confiar no taxista, foi algo muito bom, porém, quem gosta de algo mais organizado talvez não seja uma boa idéia.

O bom dessa ilha é que não teve quase nenhum assédio dos locais oferecendo serviços como massagem, artesanatos, entre outros.

 Jantamos no restaurante La Diva de Bocagrande 68 mil.


Dia 6  —  Isla Majagua — Hotel San Pedro Majagua

1*iUnrt6tbLCLPr8C3tnF_0g.jpeg1*pdRanIB5ufqt7Soqa44FZg.jpeg

 

Os barcos para esta ilha saem de outra marina chamada Santa Cruz e fica no bairro de Manga, de Bocagrande até lá dá uns 20 minutos. Ela é bem menor por isso parece ser mais organizada. A lancha saiu pontualmente ás 9:00 com a viagem de duração de 60 minutos.

 Chegando na ilha o responsável fala as informações e mostra quais são os opcionais: snorkel, bicicletas, caiaque e stand up. Apenas sabemos o preço do Snorkel que foi 95 mil por pessoa com duração de 1:30, a lancha saiu ás 10:40 então é preciso escolher rápido se quiser fazer o snorkel.

Não sabemos nadar, então antes de ir perguntamos se tinha coletes ou alguma bóia, chegando no local de mergulho ele nos entregou os coletes, porém algumas pessoas ficaram sem, pois não tinham solicitado antes. Então acho que é válido confirmar antes se vai ter algum auxílio no mar.

 Sem palavras para descrever como foi ver esse mundo enorme e incrível que muitas vezes nem lembramos que existe.

O snorkel foi na frente da praia de Bora Bora então não sei é possível fazer partindo de lá.

Voltamos e já fomos almoçar.

Nesta ilha fizemos o pagamento direto lá, embora a Juliana tenha reservado para nós, no final do almoço eles te entregam a conta, porém já vai vir com valores de IVA e propina.

 Achamos esse Day Use mais organizado e pontual que as outras ilhas, a lancha era muito boa, deu até pra cochilar de tão calma que foi .

Se quiser ver mais algumas fotos: https://flic.kr/s/aHskCzup2G

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Seja [email protected] ao Mochileiros.com

    Faça parte da maior comunidade de mochileiros e viajantes independentes do Brasil! O cadastro é fácil e rápido! 😉 

×