Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Alinny Miranda

Viajar sozinha? Loucura!?!

Posts Recomendados

Neste mesmo período resolvi viajar sozinha pela primeira vez, um mochilão de 13 dias, uma mochila pequena, nada além do necessário e a procura de grandes histórias, aventuras e conhecimentos.

Sai de Fortaleza de ônibus até Recife, foram algumas horazinhas, mas logo cheguei a capital Pernambucana, a empresa para qual trabalhava tinha sede em Recife, assim que, uma colega de trabalho que me hospedou em sua casa, ficamos juntas 3 dias, fomos para o Vila Mix de Pernambuco, dançamos toda a noite, uma experiência de muitas que viriam pela frente. Só nos conhecíamos por e-mails e foi um enorme prazer conhece-la pessoalmente, uma pessoa incrível.

 20663965_679347538922755_750244428710565082_n.jpg.eb3f50f5b46d4312b467ab394a74f34d.jpg

Vila Mix PE, com Laís e suas amigas ^_^

Já estava em Recife, então, porque não conhecer Porto de Galinhas? Procurei por caronas compartilhadas em um aplicativo chamado BLABLACAR e conheci um casal, ele brasileiro e ela argentina, nunca tinha usado o aplicativo, era minha primeira vez e estava com muito medo. Foi aí que combinamos o local de encontro e quando começamos a conversar, bom, Marcelo Oliveira também morava em Fortaleza, na verdade até bem próximo do bairro onde eu morava e Lucila Quevedo, encantadora ^_^.

20745987_680092235514952_6712810663140751198_o.thumb.jpg.270f311aa01e6f64c9b66c3ab73774bb.jpg

Praia de Maracaípe - Recife/PE

Eles iniciavam uma viagem que ia de Fortaleza, passando por Pernambuco, Maragogi, Aracaju e na volta uma breve parada em Pipa. Eram ótimas pessoas, assim que, me tranquilizei e seguimos viagem. Chegando a Porto de Galinhas, fui para um hostel, também minha primeira experiência, e por incrível que pareça conheci Adélia Cristine. Aiii Deliii eu tenho nem o que falar, minha irmã de coração. Bom, Adélia e sua família tem um espaço muito especial no meu coração, mas essa é uma outra história.

 776297815_pernambucoondeconheciadelly.thumb.JPG.0803739b349cae17e191271be068a887.JPG

Porto de Galinha, PE

Nós encontramos a noite, na praia com um bom vinho branco e melão, bebida que me foi apresentada por 3 hermosas chilenas, que estavam em Fortaleza por um Intercambio Social e uma delas, Thamara, estava hospedada em minha casa, assim que, un Melón com Vino y mucha charla seguido de um banho de chuva para fechar a noitada. Kkkkk

Decidi seguir com Marcelo e Lucila até Maragogi, chegamos a cidade e tínhamos tanta fomeeee que a primeira loja de comida que vimos, paramos, não era lá essas coisas, mas com fome tudo fica gostoso, compramos salgadinhos e comemos na praça, depois nem queiram saber do resultado. Um barato que saiu caro. Kkkkkk

Comparando com Porto de galinhas, Maragogi é uma cidade maior, porém com pouca estrutura, conhecida por suas praias de aguas transparente e suas piscinas naturais. Em Maragogi fiz um mergulho lindo, com uma diversidade e quantidade de peixes, muitos corais e diversas cores, também foi a primeira experiência de mergulho com cilindro, é muito pesado. De Maragogi resolvi voltar para Recife e ficar mais alguns dias na casa de Laís, conhecer um pouco mais a cidade e descansar. Mas não acabou por aí, Marcelo e Lucila estavam voltando de Aracaju e me perguntaram se queria ir para Pipa com eles, que iriam passar por Recife e poderiam pegar, outro destino realmente incrível, Pipa.

 

maragogi3.thumb.JPG.011993e6c57c726a84d8a0137a214f06.JPG

Mergulhando em Maragogi/AL

maragogi1.thumb.jpg.fd9ed99e47b2b1163c82803145040707.jpg

Piscinas Naturais, Maragogi/AL

 

Chegamos a Pipa no dia do meu aniversário, exatamente hoje, 11/08, fiquei no Hostel Mandela, na mesma noite conheci uma turma que por incrível que pareça, estavam fazendo o mesmo intercambio que Thamara, mas na cidade de Natal. Saímos na intenção de tomar todas, mas acabamos com suco de laranja e joguinhos no bar. No dia seguinte Marcelo, Lucina e eu saímos bem cedo para conhecer a Baía dos Golfinhos, para mim era só um nome, quando chegamos a praia de longe já era possível ver os golfinhos próximo a área, a maioria estavam em grupos de 2 a 3 e nadavam bem próximo das pessoas, uma outra grande experiência, eu jamais havia visto um golfinho e nadar com eles é uma sensação incrível de medo e admiração.

20799848_681898405334335_177548978823600198_n.jpg.30d04176e65c09a58dd2a86494f493ea.jpg

Baía dos golfinhos, Praia da Pipa/RN

 

No mesmo dia 19/08 saímos de Pipa com destino a Fortaleza, avisei minha família que estava voltando, a minha colega de apartamento e a Thamara, a menina chinela que estava hospedada na minha casa, como Marcelo morava muito próximo a minha casa, ele praticamente me deixou no portão de casa, o que foi perfeito, porque eu só pensava em tomar um banho, comer, dormir e no dia seguinte separar os presentes que comprei, mas me fui pegue com um pequeno niver surpresa, também minha primeira experiência, minhas amigas, mãe e irmãos estavam lá com bolo e salgadinhos, no escuro, esperando eu entrar, eu tomei um susto então de cara mandei todo mundo pra aquele lugar, mas depois tudo de boas. Depois de comer, aproveitando que já estavam todos ali, separei os presentes e já entreguei, corri para o banheiro para tomar banho e coloquei todo mundo para correr kkkkkkkk. Estava muito cansada queria muito, muito dormi, eu precisava, tinham sido hora e horas de viagem e muito sono atrasado.
 

Voltei para casa e logo o desejo de viajar novamente surgiu e sentia que não podia e não queria esta ali naquele momento , pequenas viagens começaram a surgir para os finais de semana, um bate e volta ali e acolá, grupos e grupos de viagens e idiomas, locais incríveis no mundo e todos possíveis, bastava apenas querer, então me surgiu uma oportunidade de sair e viajar por um tempo mais longo, a empresa para qual eu trabalhava estava encerrando suas atividades em Fortaleza e no mês de setembro era possível que já não estivesse trabalhando, comecei a olhar roteiros e ficar bem mais atenta aos detalhes da viagem, por onde ir, o que conhecer e outros. Foi assim que dia 21 de setembro de 2017 sai de casa sem data de volta e sem um destino preestabelecido, a ideia era viajar por 90 dias, mas acabei ficando 198 dias longe de casa.

Graças a essa primeira viagem tive coragem de sair do "meu mundo" e ver a vida a outro modo, logo quando retornei para casa soube exatamente até onde queria ir, e aprendi que é quando mudamos que enchermos que os limites são apenas imaginários para aqueles que realmente sabem o que buscam.

 

Obrigada por dedicar um pouco do seu tempo lendo minha história, ainda vou publicar outros relatos sobre como cheguei ao Rio de Janeiro, como fiz para consegui um trabalho e os de mais destinos que conheci durante meu segundo mochilão.

Até a próxima!!!

20664707_681053968752112_3060438022255649002_n.jpg

  • Gostei! 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Seja [email protected] ao Mochileiros.com

    Faça parte da maior comunidade de mochileiros e viajantes independentes do Brasil! O cadastro é fácil e rápido! 😉 

×