Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
joesebastiany

Dúvida Espaço Schengen

Posts Recomendados

Olá pessoal, sou novo no fórum, então me perdoem se estiver fazendo essa pergunta no lugar errado.

Tenho uma dúvida sobre a imigração na volta ao Brasil. Entrei no espaço Schengen em Frankfurt no dia 30/12/2018 e saí pela Romênia no dia 05/01/2019, onde estou até agora. Meus 180 dias encerram-se no dia 27/06/2019. Até lá farei viagens entrando e saindo do espaço (sempre respeitando os 90 dias, como minha residência base é na Romênia, não terei problemas).

Vamos à minha dúvida. Pretendo voltar ao Brasil em julho (depois dos 180 dias), a partir da Croácia (fora do Schengen) mas com conexão em Frankfurt (dentro do Schengen). Tendo minha passagem ao Brasil em mãos, terei algum problema na conexão com a Imigração em Frankfurt?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

  • Conteúdo Similar

    • Por Torvic
      Olá!
      Por favor, ajudem um marinheiro de primeira viagem!
      Eu vou viajar para a Europa na próxima semana para passar 30 dias em Portugal e Espanha, com duas conexões em Amsterdã. Está praticamente tudo pronto para viajar.
      Não tive preocupação com a imigração antes porque nunca ouvi falar de alguém barrado na imigração de Lisboa (destino) ou de Amsterdã (conexão) - não sei em qual dos dois eu vou ter que passar pela imigração. Contudo, para procurar chifre em cabeça de cavalo, acessei o site do Ministério das Relações Exteriores para saber se era recomendável levar alguma coisa. Tenho quase tudo, exceto a comprovação de renda nos valores indicados. A imigração de Amsterdã exige que eu tenha 40 euros por dia de permanência, mas eu não vou levar esse dinheiro todo. Daí diz no site que pode levar extrato bancário ou comprovação de limite de cartão emitido pelo próprio banco (não pode pela internet). Mas meu cartão é Nubank... 😅
      Enfim, devo me preocupar com isso? Eu pretendo levar o máximo de papelada para comprovar renda, emprego, reservas e passagens.
      Alguém já teve problemas com a imigração de Lisboa ou de Amsterdã?
       
       
       
    • Por najara sampaio
      Pessoal não consegui ainda entender o esquema de não estar ilegal . Estou em processo de cidadania na Itália.  Minhas datas é a seguinte ...
      12/12/18 entrada por Portugal(somente escala)
      12/12/18 A 16/12/18. ITALIA 
      16/12/18 A 24/12/18. REINO UNIDO Londres 
      24/12/18 A 04/11/19. FINLANDIA 
      05/01/19 a 25/02/19 Itália 
       
      A questão é .... eu saí para Londres por 8 dias Dps entrei de novo na Europa Finlândia.  Recebi o  carimbo da Finlândia.  Meus 90 dias comecam a valer de novo a partir do dia 24/12 ? 
      Meu assessor disse que sim . Mas tenho dúvidas...  
      A passagem para ir embora está para dia 13/03 E farei stopOver em Portugal por 3 dias . 
      Estarei ilegal ou não???? Socorroooo essa regra é mto chata . Rsss 
       
       
       
    • Por Natygirl
      Olá pessoal,
      É necessário que o visto de cuba seja feito antecipadamente? Vi em alguns sites que para solicitar o visto é preciso ter o certificado da febre amarela, só que em outros pede que se tome a vacina 10 dias antes da viagem. Confesso que to bastante confusa nessas infos. 
      (Irei de Cancun para Havana)
    • Por Lianaviaja
      Olá,
      Na minha última viagem para a Europa excedi a minha estada na área de Schengen.
      Na volta por Portugal o oficial da imigração me disse que eu havia ficado a mais, e eu apenas disse "nossa, desculpe!".
      Então ele carimbou meu passaporte e eu voltei para o Brasil. Na dúvida comecei a ler os tópicos aqui e vi que nem sempre eles avisam no caso de haver alguma restrição para retornar para a Europa.
      Na dúvida, eu enviei um formulário para verificar se havia algo registrado no SIS - Sistema de Informação Schengen. Recebi a resposta e não consta nada registrado (Ufa!)
      Então, minha dúvida final é: não fui multada, não há nenhuma anotação ou carimbo no meu passaporte e, por fim, nada consta registrado no SIS. Há algum outro sistema em que possa constar alguma restrição de entrada na Europa ou na área Schengen?
       
       
    • Por nicolesuet
      Olá!
      Depois de pouco mais de três anos juntanto dinheiro, acho que o meu mochilão, finalmente, vai sair no papel no ano que vem, porém tenho muitas dúvidas e espero que vocês possam me ajudar.
      A minha meta é realizar o mochilão com 10000 reais, sendo que consegui juntar uma quantidade considerável de pontos (70 mil) no Multiplos, então eu acho que pelo menos a passagem de ida estará garantida. Pretendo fazer um mochilão de 30 a 45 dias, mas eu estou com muita dúvida sobre quais países e a quantidade países que devo passar. Sei que não posso ser muito ambiciosa e querer ir em muitos lugares,  porque não conseguiria aproveitar a localização. Os países que tenho certeza que quero passar são: França, Itália, Holanda e se possível Grécia. Há tantos lugares que eu gostária de ir. Islândia, Alemanhã, Noruega, Belgica, Republica Tcheca, Inglaterra, Espanha... Enfim o que não falta são lugares incríveis para visitar. Gostaria de pedir sugestão de quem já tem experiência de roteiros, países e cidades que vocês acham que uma pessoa que nunca foi a Europa deve visitar. 
      Qual seria o tempo de antecedencia ideal que vocês recomendam para comprar as passagens de avião? Já estou dando uma pesquisada nos preços usando Skyscanner. Também gostaria de perguntar se vocês acham que compensa "flexibilizar" a volta, dependendo da viagem. Por exemplo, caso eu perceba que ainda tenho dinheiro sobrando e decida extender a viagem por mais alguns dias, logo compraria a passagem de volta em cima da hora. 
      Além disso, existe pacotes de transportes ou atrações turisticas que possam me ajudar a economizar na Europa? Vale a pena usar cards como o Paris Visite? Sobre o que eu pesquisei sobre transporte, acredito que não seja muito lucrativo andar de trem ou ônibus na maior parte do tempo, mas sim usar voos de companhias low cost. O que vocês acham de apps de carona como Blablacar? Confesso que tenho muito medo de usar algo assim.
      Sinceramente, qualquer dica que vocês possam me dar para economizar será bem vinda.
      Não vou gastar muito, ou comprar as famosas "lembrancinhas". Ficarei em hostel e tentarei cozinhar minha própria comida no hostel (pelo menos o café da manhã e a janta), 60 a 70 euros por dia é suficiente contando acomodação, transporte, atrações turísticas, etc?
      Outra coisa que gostaria de perguntar é sobre a questão de câmbio e dinheiro. Como vocês recomendam fazer transações financeiras no exterior? Existe algum cartão próprio para viajantes? Qual a opção mais lucrativa para isso?
      Ao pesquisar sobre a questão de visto, vi que a maior dos países europeus não pedem visto para brasileiros. Portanto devo apenas tirar o passaporte e comprar as passagens? Me desculpa a ignorância, mas nunca viajei para o exterior. 
      A Europa obriga que os turistas possuam seguro de viagem. Vocês tem alguma recomendação de seguro com um bom custo-benefício? Fiquei meio chocada com os preços, achei bem salgado.
      Muito obrigada a todos! Sei que são muitas perguntas, mas fico muito grata com qualquer ajuda possível, sério.
      Nicole.


×
×
  • Criar Novo...