Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Pergunta

7 respostass a esta questão

Posts Recomendados

  • 0
  • Membros

Possível sempre é 
mas o que seria sem gastar tanta grana ? o que não seria tanta grana para você ? 500 euros ? 1000 euros ? 3000 euros?
 

mas de qualquer forma não vai ser barato e é claro vai depender quanto tempo você tem para percorrer tudo isso 
se o tempo for curto mesmo com um orçamento grande não vale a pena 

minha última viagem foi para Suécia e Noruega e como comentei num post aqui do fórum foram os países mais caros que já estive , então sinceramente não consigo ver você gastando pouco e passando por lugares que por si já são caros quando comparados ao Brasil e que apesar de parecerem pertos, os meios de transporte para chegar nele não são tão fácil assim , principalmente Moldávia onde a oferta de voos e outros transporte são bem pequenas 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • 0
  • Membros

Como o colega já comentou, qualquer viagem é possível e viável se você tiver tempo e dinheiro suficiente.

Mas uma viagem passando por 19 cidades diferentes, em 16 ou 17 países diferentes não será barata, você vai gastar um quantia bem grande com passagens.

Sem contar o fato de que você precisaria de uns 60 dias para aproveitar e conhecer estes locais com alguma calma, supondo que você fique em média 2 dias em cada cidade, são 34 dias, mais 1 dia perdido para cada deslocamento e serão mais 18 dias, totalizando 52 dias.

Mas para ir a Arnhem, você vai ter que incluir Amsterdam no seu roteiro, e para ir a Tampere, você terá que incluir Helsinque no roteiro, e isto vai lhe consumir ainda mais tempo e dinheiro, e com isto o seu roteiro ficaria com uns 60 dias.

Fazendo um mochilão econômico, onde você economize bastante, e consiga ficar numa média de 60 Euros por dia entre hostel, alimentação, passeios, etc, 60 dias x 60 Euros daria 3.600 Euros.

O preço das passagens entre cidades vai variar de 10 a mais 100 euros por passagem, mas fazendo uma média, supondo que em média você gaste 50 Euros em cada deslocamento, 18 passagens x 50 Euros daria 900 Euros.

Somando com os 3.600 de antes, dá 4.500 Euros, convertendo isto para Reais pela cotação do Euro Turismo que hoje está em R$ 6.40, daria R$ 29.000.

Mas ainda faltam as passagens Brasil x Europa x Brasil, e passagens para Oslo costumam ser caras, bem mais caras que outros destinos europeus mais populares, então pode por na conta mais 3 ou 4 mil Reais nas passagens Brasil x Oslo x Brasil.

Mas ainda falta seguro saúde obrigatório, passaporte, mochila, roupas ou outra coisa que você precise comprar para a viagem, também é muito importante ter uma reserva para imprevistos, pois vai que você perde por exemplo um trem ou avião, e tenha que comprar uma passagem cara lá na hora, ou então que tenha que pegar um táxi caro, ou que pegue um resfriado e tenha que comprar remédio na farmácia, etc...

Somando tudo, seria uma viagem que hoje custaria algo perto de 35 mil Reais.

Você pode falar, mas eu vi na internet as pessoas falando que fizeram uma viagem parecida com esta gastando muito menos, mas isto provavelmente foi na época que o Euro valia R$ 3.00 e não R$ 6.40, e o dólar valia R$ 2.50 e não R$ 5.50...

 

E por fim, você tem algum motivo para ter escolhido estas cidades? Ou simplesmente olhou no mapa e escolheu as capitais ou as cidades mais conhecidas?

Pergunto isto por que o seu roteiro inclui alguns locais que sinceramente não oferecem muita coisa de interessante em termos de turismo, e que por isto não costumam estar nos roteiros da maioria dos mochileiros.

Por exemplo, Frankfurt na Alemanha, não tem nada de muito interessante para um turista ver e fazer, é basicamente uma grande cidade comercial, cheia de banqueiros, com pouca coisa interessante para um turista. As pessoas que vão a Frankfurt ou vão a trabalho, ou usam Frankfurt como ponto de partida ou ponto de término de um roteiro pelas pequenas cidades e vilas do Vale do rio Reno ou da Rota Romântica.

Munique, Berlin, Hamburgo, Bremen, Dresden, Nürenberg, Colônia, etc oferecem muito mais atrativos turísticos do que Frankfurt, e estes locais costumam ser vistos com mais frequência nos roteiros das pessoas do que Frankfurt.

Bratislava é outro local que não oferece muita coisa de diferente, é um local que muitas pessoas acham meio dispensável num roteiro, é uma cidade que costuma entrar nos roteiros das pessoas somente para preencher espaço vago, quando há 1 ou 2 dias livres "sobrando" no roteiro.

Na Polônia, 99% das pessoas quer visitar Cracóvia, que foi a "capital" histórica e cultural da Polônia por muito tempo, e que oferece muito mais coisas interessantes para você ver e fazer do que Varsóvia.

Na Romênia, a região de Brasov no interior, ou de Constança no litoral costumam ser os destinos mais procurados...

E por fim, tem que avaliar se a época da sua viagem é adequada para estes destinos, Suécia, Noruega, Finlândia, Romênia, Polônia, etc são locais onde é recomendável ir no verão europeu, entre maio e setembro, pois no inverno é frio demais para você conseguir aproveitar algo.

 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

@FCRO @poiuy sabe quando você quer conhecer tudo de uma só vez? Acho que eu me empolguei em escolher  tantos lugares para o primeiro mochilão! Porém fiquei dividida porque meu sonho é  conhecer os países nórdicos, mais li que são caríssimos msm! Vou diminuir o roteiro e  pesquisar mais! Pensando em 20 mil pelo menos de dinheiro pra 6 meses de viagem. Oque vocês  acham? Aceito sugestões de roteiros ! Seria muito bem vinda as sugestões de vocês! Obrigada 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros
28 minutos atrás, marianaresende disse:

@FCRO @poiuy sabe quando você quer conhecer tudo de uma só vez? Acho que eu me empolguei em escolher  tantos lugares para o primeiro mochilão! Porém fiquei dividida porque meu sonho é  conhecer os países nórdicos, mais li que são caríssimos msm! Vou diminuir o roteiro e  pesquisar mais! 

É normal queremos abraçar meio mundo na primeira viagem, mas temos que ser realistas e manter os pés no chão.

Lembro que na minha primeira viagem a Europa eu comecei o planejamento querendo conhecer 6 países em 10 dias, mas depois que pensei melhor e coloquei os pés nos chão os 6 países viraram somente 3 países.

Alem disto, estas cidades vão continuar no mesmo lugar por muitos e muitos anos, não vão desparecer daqui a 2 ou 3 anos, ou seja, você não precisa sair correndo desesperada para visitar tudo agora, pode conhecer estes locais em outra oportunidade.

Por exemplo, hoje eu posso me considerar um mochileiros com alguma experiência, já estive em 28 países diferentes, mas levei 15 anos e mais de 10 viagens para chegar neste número, vistando 2 ou 3 países em cada viagem.

Mas ainda pretendo chegar aos 50 ou 60 países diferentes visitados antes dos 70 anos, rsss

Ou seja, não tenha pressa, você ainda tem pelo menos uns 50 anos pela frente para viajar e conhecer locais diferentes, não precisa sair desesperada agora, achando que o mundo vai acabar logo.

28 minutos atrás, marianaresende disse:

Pensando em 20 mil pelo menos de dinheiro pra 6 meses de viagem. Oque vocês  acham?

20 mil reais para 6 meses de viagem, sem a menor chance, ainda mais em local caro como a Europa!

Uma cama num quarto coletivo de hostel baratinho e vagabundo custa em média 15 Euros por noite, se for pegar um hostel um pouco melhor o preço médio é de uns 20 euros por noite.

Então 15 euros multiplicado por 180 noites, daria 2.700 Euros, ou  R$ 17.280 convertendo em reais (2700 x 6,40) só com hostel.  Ou seja, 86% do seu dinheiro iria só para pagar hostel.

Mas você ainda tem que comer, descontando o gasto com hostel, você teria que conseguir sobreviver 180 dias com 425 Euros, e conseguir se alimentar com 2,36 Euros por dia, o que é bem complicado, pois qualquer almoço num restaurante baratinho e vagabundo custa uns 10 euros no mínimo, um big mac custa 2 Euros, etc...

Mas ainda falta o dinheiro para as passagens, de onde que sairia o dinheiro para as passagens se você já gastou tudo com hostel e comida?

 

Sendo realista, e mantendo os pés nos chão, com o preço atual do Euro, Dólar e das moedas dos países nórdicos, um orçamento de 20 mil Reais é suficiente para uma viagem de no máximo uns 30 dias, e olha lá, você já tem que planejar muito bem e economizar muito para conseguir terminar a viagem de 30 dias sem passar por aperto.

 

 

 

 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

@poiuy vou colocar o pé no chão e  decidir ! Estou pensando em organizar o primeiro mochilão parar países mais baratos e depois eu posso ir para os países nórdicos com mais experiências e mais dinheiro. Como você mesmo disse os lugares não vão sair do lugar! Se você quiser me ajudar e me dar dicas eu vou ficar muito feliz! Você tem mais experiências do que eu , então seria uma honra! Obrigada por tirar um tempo e me explicar ahaha

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
  • Membros

Você não precisa abrir mão do seu sonho de conhecer os países nórdicos na primeira viagem, só por que são locais caros.

Você pode usar a estratégia de combinar locais caros com locais mais baratos na mesma viagem, combinar por exemplo Portugal e Espanha, que são um pouco menos caros, com Noruega, Suécia e Finlândia, locais mais caros, assim dá para equilibrar um pouco os gastos.

Alem disto, passagens do Brasil para Oslo ou para qualquer país nórdico ou do leste Europeu costumam ser muito mais caras do que para países mais populares como Portugal, França, Espanha, Itália, etc, então combinar estes países para onde há passagens mais "baratas" com os países nórdicos pode lhe render uma boa economia e fazer o seu dinheiro render mais.

Quando eu vou viajar, eu sempre tento combinar países mais populares, onde seja fácil de encontrar passagens mais baratas, com países onde é mais complicado e caro de se chegar.

Por exemplo, quando fui a Polônia e Hungria, as passagens do Brasil até estes países estavam custando os olhos da cara, mas pesquisando outros destinos, eu descobri que havia passagens para Madrid na mesma semana que eu pretendia viajar custando metade do preço de uma passagem para Varsóvia ou Budapeste.

Em seguida eu pesquisei se havia passagens baratas da Espanha para Polônia ou Hungria nas datas que eu precisava, e descobri que havia passagens baratinhas de Madrid para Budapeste, e de Wroclaw/ Breslávia (Polonia) para Barcelona, e assim acabei incluindo a Espanha no roteiro e o roteiro ficou com Espanha, Hungria e Polônia.

Sai do Brasil para Madrid, fiquei 2 dias em Madrid, pequei um voo low-cost baratinho de Madrid para Budapeste, fiquei 3 dias em Budapeste, depois fui de ônibus até Cracóvia, onde fiquei 3 dias, depois fui a Wroclaw de ônibus, onde fiquei somente 1 dia, de lá peguei um voo low-cost baratinho de volta a Barcelona na Espanha, onde fiquei 3 dias, e finalmente voltei de trem até Madrid na noite anterior ao meu voo de volta ao Brasil.

Fazendo esta combinação de países aparentemente meio estranha, acabou ficando muito mais barato do que se eu fosse direto até a Polônia ou Hungria, e aproveitei para conhecer 3 países.

Mas conseguir achar estas combinações de passagens baratas dá bastante trabalho, consome horas e mais horas de dedicação quase diária fuçando em sites de pesquisa de passagens como skyscanner e kayak, pesquisando, simulando e anotando os preços de cada combinação possível, até chegar na melhor opção.

Mas escolher quais cidades incluir num roteiro é algo muito pessoal, depende muito dos interesses pessoais de cada pessoa, e uma coisa que  ajuda muito, é ler o máximo de roteiros ou relatos de viagem que puder, dos mais diferente locais e cidades, assim você já terá uma ideia do que pode lhe interessar mais, e será mais fácil escolher os locais para incluir no roteiro.

Com todos estes problemas com o Covid que estamos tendo, e que vão deixar qualquer viagem internacional complicada para brasileiros em 2020 e que muito provavelmente também vão complicar as viagens em 2021, aproveite para ir lendo e vendo relatos de viagem e juntar dinheiro,.

Para que quando a situação em relação ao Covid estiver sob controle, provavelmente lá no começo de 2021, e quando não houver mais risco de você ser barrada, você já tenha uma ideia mais clara do que fazer e possa partir para o próximo passo, que seria começar a pesquisar os preços as passagens.

Ficar fuçando em sites de passagens ou ficar vendo roteiro de viagem já virou meio que meu hobby, as vezes eu estou em casa sem nada pra fazer, e quando me dou conta, estou fuçando na internet atras de passagens baratas, ou vendo roteiro de viagem. rssss

 

 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...