Ir para conteúdo

Ushuaia(ARG) a Salto Angel(VEN) em 10 meses...


Posts Recomendados

  • Membros

16 de fevereiro de 2007 as 14:00

 

Sai de Assis-SP com destino a Londrina-PR, onde peguei outro busao para Foz do Iguacu, onde cheguei as 06:30 da matina, depois de atravesar a fronteira para Puerto Iguazu-Argentina, o coletivo tem como ponto final o Terminal rodoviario, comprei a passagem em onibus leito com cafè da manha, almoco e jantar incluido, saiu por 150 pesos (R$ 100,00).

 

Como era cedo e o busao saia as 17 hs. Fui direto conhecer o lado argentino das Cataratas que sem duvidas e muito mais bonito e emocionante que o lado brasileiro. A entrada no Parque fica em 30 pesos, sendo que para brasileiros sai por 18 pesos. Foram 18 horas ate Buenos Aires com parada sò para o tradicional baculejo da Policia 1 hora antes de Bs As.

 

De Buenos Aires pensava em ir de aviao para Ushuaia, o que nao foi possivel pois era perìodo de alta temporada e nao tinha feito reserva, fui de busao leito ate Rio Gallegos com todas as mordomias possiveis. Viajar de busao na Argentina sem duvidas e muito melhor do que no Brasil, pois varias empresas operam na mesma linha com diferentes precos, ou seja, a concurrencia e grande, o que no Brasil e puro monopolio…

 

Quando cheguei em Rio Gallegos, (30 horas de viajem) so tinha passagem para Ushuaia 6 dias depois, olhei meu roteiro e mapa e decidi pegar um atalho, 15 minutos depois saia um busao para Puerto Natales, onde fiquei no Hotel Dom Guillermo, tambem com muitas mordomias e conforto. No dia seguinte peguei o busao para Paine, onde fiz 89 km em 7 dias, sempre acampando e preparando meu proprio rango, definitivamente achei uma roubada esse Parque Nacional, pois jà estive duas vezes viajando pelo Chile e conheco dezenas de Parques Nacionais, mas percebi que Paine e pura fama, modismo e falta de magnitude de beleza natural. Sò gostei do Glaciar Grei, o resto è resto…. Decepcao total, tudo caro e alta discriminacao…

 

Retornei a Puerto Natales onde fiquei mais uma noite no Hotel Dom Guillermo e no dia seguinte fui para Punta Arenas, onde comprei algunas roupas termicas com precos 60 % mais baratos que no Brasil, pois Punta Arenas e zona franca internacional. Fiz um turismo cultural que tbm nao gostei, e sempre aquela mesma historia, a Igreja catolica patrocinando o genocidio indígena as custas de uma tal colonizacao que nada mais e do exploracao…

 

No outro dia peguei um “ferry” para Puerto Williams, foram 35 horas navegando pelos fiords patagonicos a miseros 120 dolares(com café, almoco e janta incluidos), Chegando em Puerto Williams, instalei-me num bom e confortavel Hotel, comprei rango, fiz o registro na Policia(para um probable resgate) e parti para uma caminhada que para mim foi uma das melhores em 25 anos de viajem, è o circuito Puerto Williams – Lago Windhond – Puerto Navarino. No segundo dia de caminhada, quando ja estava preparado para sair vi uma massa branca assobrosa cegando, comecou a chover, montei novamente a barraca e sai dela 72 horas depois, peguei uma nevasca, que foi uma experiencia indescritivel, pois quando retornei a Puerto Williams tive que caminhar em ate 1,20 de neve, o clima na ilha Navarino muda em 30 minutos, eu tinha verificado na Internet e na capitania dos Portos e a previsto era de tempo bom, quando retornei a Puerto Willimas a Policia ja estava planejando o meu resgate, pois ja tinha passado 2 dias de minha previsao de volta e nada…

 

Com certeza quero retornar futuramente e fazer o circuito completo pois uma parte jà estava interditado devido a avalanches… Desejei ver os trekkeiros do Paine por là so para ver ate onde ia sua resistencia…

 

De Puerto Williams a Ushuaia(em frente) paguei exorbitantes 105 dolares por apenas 20 minutos de travessia(a empresa que faz a travessia e argentina). Ushuaia è totalmente oposta a Puerto Willliams, nao tem a beleza natural, precoz exorbitantes, cheio de turistas, parece uma mistura de Gramado com Campos de Jordao, e temu m tal de Glaciar Martial que de Glaciar nao tem nada, so fama, tinha pouquissima neve, e cheio de turistas, cegando de teleférico, que roubada, as trilhas sao fraquissimas demais, coisa para aposentados, e quando falam da beleza natural da regiao apontam pro Canal de Beagle e Ilha Navarino, mas nunca falam que a Ilha Navarino e Chile e ali sim e que e o FIN DEL MUNDO e nao Ushuaia…

 

De Ushuaia peguei um voo para Calafate onde tambem achei uma droga, so existe turismo convencional, so pode ver o tal Glaciar Perito Moreno de busao e nada de trekkings ou acampamentos, e nas explicacoes dos guias, nunca falaz que o motivo pricipal dos desabamentos e a emissao de carbono acabando com a camada de ozonio. Obrigado George Bush…

 

No outro dia fui para El Chalten onde tambem tem um micro clima imprevisivel, fiz as caminhadas basicas com o tempo excelente depois de 2 dias de muito temporal, El Chalten tambem merece mais uma vsita futura para desbravar com detalhes toda aquela regiao…

 

Sai de El Chanten debaixo de um pu.. temporal, com direcao a Los Antiguos, apos 20 minutos de percurso o tempo estava excelente, falei para uma española que tambem viajava sozinha, El Chalten è igual a casa da familia Adams, com aquela nuvem, enfim foram boas gargalhadas atè Los Antiguos… No outro dia fui para Chile Chico e sò tinha onibus para Cochrane 5 dias depois, nao porque estava lotados e sim porque so temu m por semana, ai lembrei da minha amiga Manena(chilena), que disse que o tesao da Carretera Austral e faze-la de carona, testado e aprovado, pois voce acaba fazendo um turismo antropologico, coñéese muita gente e cada paisagem deslumbrante…

 

Neste exato momento estou em Cochrane e amanha irei para Caleta Tortel, e no outro dia Villa O’hhigins, onde realmente Quero comecar uma viajem por toda Carretera Austral atè seu fim(ou comeco) Chaitèn(proximo da Ilha Chiloè)..

 

Hoje completa 34 dias de viajem e jà estou movido a pura endorfina com adrenalina…

 

Cochrane – Aysen

Carretera Austral

Chile

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Respostas 20
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

agora sim o negocio ta ficando bom ahahahahah

 

Ola a todos!!!

 

Realmente viajar è preciso!

 

Fiz a carretera austral em 20 dias e conheci muita gente (local e viajeiros), a vantagem de viajar sozinho e que vc conhece um montao de gente...

 

No ultimo relato eu estava em Cochrane, como entrei na Carretera austral por Chile Chico, conheci Puerto Guadal, Puerto Bertrand, Cochrane, Puerto Vagabundo e a exòtica Tortel, a cidade das passarelas, nao tem ruas, magnifica, depois fui para Vila O'hhigins(fim da carretera), onde penei junto com outros estrangeiros por 4 dias, esperando a chuva e neve parar, para poder conhecer algo, que nada, os micro climas que rolam perto de lagoas e glaciares arrasam o psicologico de qualquer viajante, voltei de O'hhigins pra Cochrane sem ver nada, deixei grandes amigos(dentre eles os ilustres carabineiros chilenos = policiais) que depois do 4 a 0 do Brasil, so faltaram me pedir autografo, como pretendo voltar no verao de 2009(De Santiago a Puerto Williams em 90 dias), um deles convidou-me a ficar em sua casa com sua familia...

 

De Cochrane fui a Puerto Tranquilo e depois Villa Cerro Castillo, que para meu perfil de turismo da de 10 a 0 em El Chalten, fiz a trilha completa onde vc chega a 1.650 mts., caminha na neve e tal(de graca) (em El Chalten pra tu caminhar na neve tem que desembolsar 260 doletas); a cidade esta a 350 mts.

 

De Cerro Castillo fui para Coihaique(capital de Aysen) estava necessitando de uma noitada e das boas, tive a recomendacao de um engenheiro florestal da CONAF que a melhor discoteca e pub era PIEL ROJA, fui la pra confirmar, cheguei as 21 hs. e sai as 6 da matina, depois de dancar 3 musicas brasileiras fiquei famoso novamente no pedaco, a galera se afastava pra ver um brasileiro sacudindo o futuro cadaver... Falando em sacudindo, depois de descansar apenas 3 horas fui pra Puerto Chacabuco, pois sabia que là chegam navios de cruzeiros e como nao tinha muitas informacoes sobre o local achei que seria uma boa pedida descansar por la, pra que, em 25 anos de viagens vivi uma experiencia simplesmente inarravel:

 

http://www.cooperativa.cl/p4_noticias/antialone.html?page=http://www.cooperativa.cl/p4_noticias/site/artic/20070402/pags/20070402063209.html

 

http://jbonline.terra.com.br/extra/2007/04/02/e020427862.html

 

As 07:30 da matina la estava eu novamente visitando os ilustres carabineiros para ter informacoes sobre o ocorrido e relataram que o vulcao esta a 15 km do Porto(eu estava num hotel em frente do Porto - Hotel Moradela) e a cidade ja entrou para o livro dos recordes como sendo a primeira no mundo em numero de abalos sismicos(entre 2.500 a 2.700 por ano), e o pior, infelizmente, estao esperando, pois segundo os especialistas existem mais de 30 pontos provaveis de erupcao e como o vulcao e submarino, esperam tsunami de ate 50 metros, falei com pessoas de idade e me contaram da experiencia vivida em 1960(Valdivia) e citaram que era desta mesma forma que esta ocorrendo agora, acontece que entre Chaitén e Coihaique, existe uma imensa cadeia vulcanica submarina...

 

Pois bem, de Puerto Chacabuco, fui para Puerto Aysen, Manihualles, Puihuapi, La Junta e Chaitén. Fiz a Carretera Austral 90 %(no minimo) de carona e o restante de busao, nao porque estou sem grana ou querendo economizar, simplesamente pq os horarios sao pouquissimos por semana e os chilenos sao extremamente cordiais... As pessoas que vendem passagens falam pra vc (hacer dedo=pedir carona) que viaja mais facil para a proxima cidade.

 

Em El Chaiten conheci uma canadense, um italiano e dois israelitas, decidimos alugar uma pickup Mitsubishi L200 para conhecer o Parque Nacional Pumalin e Termas e no retorno do Parque infelizmente aconteceu um acidente, capotamos a pickup que ficou bem destruida, o mais judiado foi eu que fiquei 2 dias em observacao depois de 2 pancadas na cabeca... Na quinta feira rola um tribunal em Puerto Mont, que segundo os carabineiros è formal pois muita gente que nao conhece as estradas de ripio se acidentam por estas bandas, inclusive o governador de Pallena(o estado da decima regiao chilena) que poucas horas depois capotou na mesma estrada... Infelizmente um casal de brasileiros nao tiveram a mesma sorte e faleceram a pouco tempo depois de cairem com uma Land Rover Defender(placa do RJ) no Lago...

 

Ontem sai de Chaitén com destino a Qellon na ilha de Chiloè, a viagem foi excelente, a travessia em navio dura 6 horas, de Quellon fui direto pra Chonchi, onde è o acesso principal ao Parque Nacional de Chiloè.

 

Em todos lugares que passei fiz questao de perguntar se andam brasileiros por aqui e a resposta foi enfatica, POUCOS E NUNCA!!!

 

Se alguem quiser informacoes basicas a respeito da Carretera austral(dos lugares citados) estou a disposicao!

 

Gracas a Deus inteiro e pronto pra outra!!!

 

sem reservas

Chonchi - Parque Nacional de Chiloè - Chile

 

Obs. Nem sabia que hj era Pascoa!!!

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
E aí sem reservas, doideira esta tua viagem, já que estava em Puerto Willians, a cidade mais austral do mundo, devia ter pedido carona, ou entrado de gaiato em algum navio da marinha chilena até a Antartida. A carretera é muito linda, pena que asfaltaram. Como estão os preços no Chile?

 

oloco cumpadi que historia é essa de pedir carona em Puerto Williams, nao existe estradas por lá, só uma que liga Puerto Williams a Puerto Navarino(que nao tem nada, só a aduana pra vc pegar a lancha pra Ushuaia), e a questao de entrar de gaiato num navio é fria pois conheco muito bem o Chile e considero um pais de primeiro mundo na America do Sul, mas recebi um convite no Hotel que fiquei que se quisesse conhecer o Cabo Hornos(divisa do Atlantico com Pacifico) era só desembolsar 1.700 doletas que faria um passeio de 3 dias de veleiro. Em El Chalten conheci duas francesas que me disseram que é possível conhecer o Cabo Hornos com muitas mordomias a bordo da "Armada" (Marinha Chilena) por apenas 80 doletas, eles sempre saem de Punta Arenas.

 

A carretera austral em 1.250 km só esta asfaltada de Villa Cerro Castillo até a entrada da mina El Toqui(pra frente de Manihualles)(mais ou menos 175 km), eles nao tem projeto nenhum de asfalta-la pois a cada ano com as nevascas que rolam(de até 1 metro) estragam muito...

 

E aí camarada penso em retornar para o sul do Chile no verao de 2009, e conhecer outras partes da Carretera que estao abrindo, tipo: Bahia de Exploradores em Puerto Tranquilo e outra parte entre Tortel e Villa O'hhigins, trekking de 4 dias pelo Cerro San Lorenzo em Cochrane, penso em fazer de Santiago a Puerto Williams em 90 dias, tas afim? Vms juntar uma trip bem disposta para tal?

 

Quanto aos precos o Chile sempre foram meio caros e principalmente aqui no sul onde tudo é mais dificil e as regioes sao inospitas... A baixa temporada comecou agora em abril, os precos cairam 30% mais ou menos...inclusive voos da Lan Chile!

 

Qualquer outras duvidas mande as ordens!

 

Na PAZ!

 

sem reservas

 

Puerto Varas - Chile

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Caro sem reservas

A carona que me referi era justamente com a marinha chilena, eles tem várias bases na península antartica, e sempre estão saindo de Puerto Willians, passando pelo Cabo Horn e pela passagem de Drake.

Recentemente descobriram uma catarata gigante no Peru, quase 800 metros, terceira do mundo em altura, no meio da floresta amazônica, totalmente inexplorada, nada comercial, já que tá nessa trip para conhecer o salto Angel, que tal conhecer a outra para comparar.

Obrigado pelo convite, vou analisar com carinho, mas antes quero voltar ao Aconcagua.

Valeu maluco beleza, até mais

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

tá explicado!!!

 

Pretendo retornar no verao de 2009 e fazer de Salta a Puerto Williams em 90 dias e com certeza esse trajeto já está no meu roteiro.(Aconcagua tbm esta no trekking de 4 dias até 5.300)

 

Estarei indo conhecer a Cachoeira de Gocta en Chayapoyas, inclusive nesse mesmo Estado peruano(Amazonas) estao as ruinas de Kuelap que dao de 10 a 0 em MP e só tem de 10 a 12 turistas por dia. Quanto ao estado de Amazonas é estilo serra selva, com em Machu Pichu, nao tem muito aspecto de amazonia tipo Iquitos ou Tabatinga...

 

Estive 56 dias viajando de Puerto Williams a Puerto Varas e depois de 3 dias e 3 noite (aburridos) com uma maldita chuva que é impossivel conhecer o vulcao Osorno, vazei 2.300 km pro Deserto de Atacama, agora estou fazendo aclimatacao pra subir o vulcao Licancabur = 5.8 e ñ me lembro agora ahahahaahh! Mas o cherao de enxofre tá me deixando mareado...

 

Depois irei atravessar o Salar de Uyni em direcao a Coapacabana(Isla del Sol) sserá o descanso merecido...

 

Na fé

 

sem reservas

San Pedro de Atacama - Chile (2.330 mts)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Beleza sem reservas, visite Gocta e conte para nós, acho que ninguém daqui foi para lá. Soube que no Peru existe outra maior ainda, a Cachoeira de las tres Hermanas com 914 metros. Vai também a Choquequirao?

No Aconcagua os trekkings vão só até 4350msnm, que é a altura de Plaza de Mulas, acima desta cota é necessário comprar a permissão de ascenção. Em quatro dias só dá para ir a Confluência, Plaza Francia e Plaza de Mulas. Se quiser subir mais de 5000 metros, precisa ficar pelo menos mais dois dias, e ir para o Mt. Bonete ou Nido de Condores na rota normal. Prefira a alta temporada, tem clima melhor e estrutura.

Boa sorte no Licancabur, pena que não vai pegar a lua cheia.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Membros

Ola carissimos leitores!

 

Após a Carretera Austral fui conhecer a Isla de Chiloé, que para meu perfil de turismo(aventura) sinceramente nao gostei, é bom pra relaxar e degustar seus pratos típicos, conheci Quelon, Chonchi(acesso ao Parque Nacional de Chiloé, Castro e Ancud). De Ancud fui para Puerto Varas onde queria conhecer o vulcao Osorno, qual nao foi possivel devido a chuvarada de 3 dias e 3 noites; como já estava farto de chuva, neve e frio, decidi encurtar a viajem e fui para san Pedro do Atacama com o objetivo de escalar o vulcao Licancabur - 5.960 mts.

 

Puerto Varas - Pucon - Bariloche - El Bolson - Vila La Angostura e Mendoza estava derretendo em água, como estou retornando pra estas bandas no verao de 2009, vazei sem ressentientos!!!

 

A visao do cume do vulcao Licancabur é divina, inarrável, fiz o ascenso com um guia boliviano que sao 6 vezes mais barato com guias chilenos.

 

Em San Pedro do Atacama conheci uma brasileira que disse nao gostar de ter viajado por intermedio de agencia pois nao conhecia outros picos importantes de turismo e que da proxima vez ira fazer turismo independente, ou seja, MOCHILAO!!!

 

De San Pedro fiz a travessia cenica do salar de Uyuni- 3 dias magnificos, onde fui relaxar na Isla del sol em Copacabana. De là fui a Puno-Peru e depois Arequipa onde escalei o vulcao El Misti(pela segunda vez) sao 5.822 mts. com o triplo de dificuldade do que o vulcao Licancabur mas compensa o visual divino, principalmente no acampamento base(4.500 mts.) com lua cheia!

 

Agora estou indo a Lima e depois Chiclayo, onde o proximo objetivo será ruinas de Kuelap(10 a 0 em Machu Pichu) e Cachoeira Gocta(772 mts.).

 

Ontem a noite peguei o terceiro terremoto da viajem, mas foi fraco em relaçao a Puerto Chacabuco-Chile, inclusive , fiquei sabendo que rolou um tsunami por lá e tem 7 desaparecidos...

 

O Peru e Bolivia em relacao ao Chile e Aregentina está baratíssimo!

 

Qualquer informaçao estou a disposiçao!

 

Na paz

 

sem reservas

Arequipa - Peru

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...
  • Membros

Ola caríssimos leitores!

 

De Lima fui a Chiclayo e Lambayeque, onde montei base e permaneci mais 3 semanas onde pude visitar as Pirâmides de Tucume, Senhor de Sipan, Motupe, Playas de San Jose e Pimentel e conhecer muito da cultura moxica, inclusive sua deliciosa culinária. O norte do Peru tem fama de ter os melhores pratos típicos. De Chiclayo fui a Chachapoyas, onde visitei a Grande Fortaleza de Kuelap, cidade onde viveram de 3.000 a 3.500 habitantes e com visuais espetaculares. Para quem conhece a Chapada Diamantina, multiplique aquela magnitude de visual por 3 e terá a visao de Kuelap e regiao. Com certeza dá de 10 a 0 em Machu Pichu.

 

Conheci tambem as Cataratas Gocta com seus imponentes 771 mts. Ao inves de fazer o famoso bate e volta, ou seja, de Chachapoyas ao povoado de San Pablo(de carro), fazer a caminhada de 2 hs. e meia até a parte de cima da cachoeira(da primeira queda) e regressar; fui de Chachapoyas ate Cocahuayco de taxi lotacao e subi por uma trilha ingreme até San Pablo, en San Pablo procurei um guia disponível ao meu objetivo e vamos!!!

 

Depois de uma caminhada por dentro da mata úmida e fria(2.500 m de altitude) chegamos a uma pequena casa a meia hora de caminhada da cachoeira, por incrível que pareca era a unica area propria para acampar. Pois a trilha é bem fechada mesmo...

 

Fui curtir o visual fantastico da primeira queda(+/- 210 mts.) e o abismo aos pes!!! O interessante é que Gocta esta no fundo de um vale que tem pelo menos uma dezena de outras cachoeiras menores mas nao desprezíveis, sao comuns cachoeiras de 300 a 500 metros por estas bandas. No retorno acampei e combinei com o guia para recomecar a caminhada as 7 da matina do outro dia. A noite foi inarrável, os sons de pássaros, animais e insetos fazem da floresta um inferno verde!!!

 

Recomendo a quem for a Chachapoyas reservar pelo menos umas 3 semanas para fazer os tours que existem pela regiao que apesar de inóspita e deslumbrante! Se eu falar que me senti como um Indiana Jones é pouco para Chacha, pois seu potencial de turismo promete muito mais emocoes!!! Huancas é um povoado proximo a Chacha, lá existe um mirador imperdível!!!

 

De Chachapoyas tive que retornar ao Brasil, o restante da viajem(Equador, Colombia e Venezuela) farei no verao de 2009, incluindo a Cordilheira Huayhuash en Huaraz... e Salta(ARG) a Puerto Varas(CHI) que também ficou para tras.

 

No retorno ao Brasil estarei atravessando do Pacifico ao Atlantico, ou seja de Chiclayo-Peru a Belem do Para. A rodovia de Chiclayo(Lambayeque) a Tarapoto(San Martin)que foi construida recentemente por brasileiros está em excelente estado, mas o que torna a viajem meio dificil sao as curvas que apesar do onibus ser confortavel(Movil Tours), torna-se quase impraticavel aquele bom e velho sono!!! (As saidas sao diarias, somente as 18:30 - preco 65 soles com jantar a bordo e 13 hs. de viajem).

 

De Tarapato a Yurimaguas(Loreto) as curvas e abismos continuam e até o fim deste ano está proibido o transito pela rodovia devido a sua construcao, so é permitido viajar de 19:00 as 6 da matina. Com o calorao de 34 C que estava em Tarapoto foi um refrigério viajar a noite com a iluminacao da lua cheia e o clima ameno da selva.

 

Neste momento estou em Yurimaguas esperando o horário para a saída do barco a Iquitos(40 hs. de viajem), existem varias embarcacoes com saidas todos os dias, os precos sao 60 soles para quem esta com o povao, faz-se necessario o uso de rede, como nao tenho, irei pagar 120 soles e viajar no andar superior que tem algumas mordomias tais como tv, restaurante, espaco livre ahahahaha e um visual muito mais privilegiado!!! A noite irei dormir no saco de dormir sobre o isolante termico.

 

O que admirei muito foi a reciclagem que fizeram nos barcos peruanos, pois ja estive navegando por estas bandas em outras épocas e agora está quase igual aos barcos brasileiros!

 

Muito obrigado Marinha Peruana!

 

Pois sempre foi uma grande aventura navegar pela selva peruana!!!

 

Qualquer informacao continuo a disposicao!

 

sem reservas

Yurimaguas - Loreto - Peru

 

Obs.: Estou neste momento em Salinas - Pará, final de viajem, estive tentando acessar o site desde Yurimaguas-Peru e não entrava nem a pau... Em breve divulgo o relato final da viajem!!!

De Salinas-Pará a Assis-SP(onde moro) estarei fazendo 19 orçamentos em 8 Estados.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • Membros

Ola a todos!

 

Após descer o rio Huallaga(de Yurimaguas a Iquitos) decidi ficar uns dias em Iquitos e qual não foi a surpresa, um PARO. Nada funcionava, nenhum carro circulava, tudo fechado e pouquíssimas pessoas na rua. Ate achei bom, pois assim livrei-me do ruído stressante ds 35 mil mototaxis triciclo, que transportam de tudo, e uma espécie de sofá em cima de um triciclo de 150 cc. Por apenas 1 nuevo sol (1 dolar = 3,15 nuevos soles)vc roda a muitas partes da cidade.

 

Aproveitando esse PARO fui ate um Centro Shamanico participar de uma sessão de limpeza com ayahuasca...

 

Como já estive viajando outras duas vezes por estas bandas, não fiz outras investidas turisticas e no ultimo dia do PARO, soube que iria descer uma lancha rápido(8 horas de viajem)(de barco são 3 dias e 3 noites) ate Santa Rosa – Peru fronteira com Letícia – Colômbia e Tabatinga – Brasil. Aproveitei a chance e sai com destino ao que parecia ser minha casa, ou seja, o Brasil.

 

Tabatinga no Amazonas, após 11 anos da ultima visita, percebi estar entregue ao esquecimento, ironicamente a construção mais que identifica voce estar numa cidade brasileira em pleno 2007, e o Hospital do Exercito e Banco do Brasil. O resto faz do, vc sente o que estar longe da capital(estadual e federal).

 

Sem duvidas repeti o que fiz na ultima visita fiquei 5 dias hospedado no Hotel Amazonas(com muitas mordomias por apenas R$ 20,00) em Leticia capital do Amazonas. E uma cidade bonita, bem projetada e com muito mais atenção por parte do governo do que em Tabatinga.

 

Sai de Tabatinga com destino a Manaus, foram 4 dias e 4 noites de viajem. Como não tenho interesse nenhum em Manaus fui direto para Santarém e Alter do Chão, onde quebrei a cara, apesar de ter a informação de que estava baixa as águas, não foi possível curtir a magia das águas cristalinas e areias branquíssimas do rio Tapajós, pois ainda estava tudo inundado.

 

No próximo dia regressando(decepcionado) a Santarém fui comprar a passagem pra Belém e quando entrei no barco perguntei quanto custava, disseram R$ 90,00. Quando subi e fui pagar o tiozao que recebe a grana disse que era R$ 150,00. Meti a mão no bolso e tirei minha identidade e falei pra ele. Olha aqui Sr. não sou americano nem europeu, sou brasileiro... Ele falou mais alto – R$ 150,00. Eu disse – Muito obrigado, irei de avião...

 

Saindo das docas em Santarém fui direto pra Secretaria de Turismo onde formalizei uma denuncia contra esse proprietário de barco, e disseram que tinham feito o mesmo com duas turistas argentinas na semana passada.

 

A passagem na Gol custou R$ 119,00 e em 1 hora cheguei a Belém onde fiz um orcamento do meu trabalho e foi aprovado, fiz outro orçamento em Salinopolis(onde estão as praias mais badaladas do Para e também foi aprovado. Fui para Brasília e posteriormente a Assis-SP(onde moro). Foram 21.000 km percorridos em 5 meses e 1 semana.

1.900 fotos e algumas dezenas de vídeos.

 

Investi US$ 5.800 e agora estou pronto para mais uma temporada de trabalho e planejar a próxima...

 

Depois do trabalho em Belém quero caminhar novamente pelos 260 km do litoral alagoano(uns 200 km já conheço), entre 10 de dezembro e 10 de janeiro).

 

 

Alguma dica ou informação continuo a disposicao!

 

sem reservas

Assis – SP

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...