Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

felipedourado

Rio de Janeiro, relato-roteiro (com fotos)

Posts Recomendados

Rio de Janeiro – 2011.

 

Amigos, com esse roteiro de viagem pretendo não só contar-lhes sobre minha viagem, mas também auxiliar aqueles que pretendem ficar no RJ por um período curto como eu fiquei. Acredito que conseguimos aproveitar bem o tempo, então fica a dica para os colegas mochileiros.

 

1ª noite (21/01/2011 – Sexta-Feira)

- Lapa

1º dia (22/01/2011 – Sábado)

- Museu de Arte Contemporânea de Niterói

- Praia de Icaraí

- Praia de Itacoatiara

2º dia (23/01/2011 – Domingo)

- Cristo Redentor

- Jardim Botânico

- Copacabana

3º dia (24/01/2011 – Segunda-Feira)

- Centro do Rio

- Real Gabinete Português de Leitura;

- Confeitaria Colombo;

- Theatro Municipal;

- Biblioteca Nacional;

- Catedral Metropolitana;

- Bondinho de Sta. Tereza;

- Samba na Pedra do Sal *

4º dia (25/01/2011 – Terça-Feira)

- Leblon

5º dia (26/01/2011 – Quarta-Feira)

- Vôo de volta às 10h20.

 

1ª noite (21/01/2011 – Sexta-Feira)

Bom, nosso vôo estava marcado para as 18h30, partindo de Ribeirão Preto, interior do estado de São Paulo, mas em virtude de atrasos acabamos saindo de Ribeirão aproximadamente 1 hora depois do combinado, por volta das 19h30. A companhia foi a WebJet. Os preços baixos fizeram com que nós não ficássemos tão enfurecidos com o atraso, afinal, estávamos prestes a pisar em solo carioca, não valia a pena ficar se estressando logo de cara. Tudo era festa.

 

Perto das 20h iniciamos o vôo com destino ao Galeão. O vôo foi tranqüilo e em 1h estávamos no RJ. O calor e as estrelas no céu nos animaram, os dias seguintes prometiam ser de muito sol e calor, tudo o que nós paulistas precisávamos.

 

Pegamos um ônibus circular com destino a Niterói, lugar onde passaríamos nossos próximos dias. Mais precisamente: praia de Icaraí. Confirmamos com os seguranças do aeroporto onde era o ponto para pegarmos tal ônibus, a informação foi fácil de ser conseguida.

 

O ônibus que faz o trajeto para Niterói é a linha Charitas, cujo número não estou lembrado, mas sei que ele passa por quase todas as praias do Rio quando vem de Niterói, isso torna bastante fácil a locomoção entre as duas localidades, o custo é de R$ 5,30.

 

Quando chegamos em Niterói logo fomos alertados pelo nosso anfitrião de que estaria rolando um show do Martinho da Vila na Lapa, poderíamos correr pra lá. Trocamos de roupa e voltamos para o Rio.

 

Quando chegamos, infelizmente o show já havia acabado, mas valeu a viagem para conhecermos de perto os arcos da lapa e a vida noturna daquele lugar, principalmente porque optamos em conhecer a parte “não domesticada”, onde os bares ainda são sujos e de entrada gratuita, cerveja barata e samba de roda. Fomos ao Beco do Rato um lugar interessante, estava rolando sambinha, o couver era de apenas R$ 5,00. Achei a experiência interessante, e deu para perceber nitidamente que ali quem freqüentava eram os locais em sua maioria, não havia muito turista. Curtimos a noite e voltamos para casa.

 

20110129040812.jpg

 

1º dia (22/01/2011 – Sábado)

 

MAC – Niterói (R$ 5,00) - Começamos o dia visitando o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, a entrada custa R$ 5,00 por bobeira minha acabei esquecendo a carteirinha de estudante e não tive a oportunidade de pagar meia entrada. Portanto, se forem estudantes, não esqueçam de levá-la. Muito legal o museu, vale a visita. O mais interessante é que poucos apreciam as obras de arte, a maioria prefere se deliciar com a vista do local, que é fenomenal.

 

20110129041405.jpg20110129041421.jpg

 

Sua cúpula de vidro nos dá uma das melhores vistas do Rio de Janeiro, dá para ficar horas ali sentado, apenas observando a paisagem.

 

PRAIA DE ICARAÍ – Saímos dali e fomos andando pela orla até o final da praia de Icaraí, o caminho é curto da para fazer tranquilamente, aproveitamos o sol e ficamos pela praia.

 

PRAIA DE ITACOATIARA – Lá pelo meio-dia decidimos visitar uma praia que fica do outro lado de Niterói, chama-se Itacoatiara, com grandes ondas e uma paisagem incrível. Esta praia foi um grande acerto em nossa viagem, valeu demais a experiência. De ônibus, partindo de Niterói mesmo, em 30 minutos chega-se lá. Vale muito a pena.

 

20110129041714.jpg20110129041722.jpg

 

Voltamos no finalzinho da tarde, já quase escurecendo, bastante cansados e com a certeza de um dia bem aproveitado. Tínhamos planos de fazer algo pela noite, mas o sono bateu e preferimos descansar.

 

2o dia (23/01/2011 – Domingo)

 

CRISTO – (R$ 46,00)Como programado previamente, domingo, se o tempo estivesse limpo, visitaríamos o Cristo. Acordamos cedo, céu azul, sem nuvens...pé na estrada rumo ao Redentor. Não sabíamos direito como chegar, mas como diz o ditado “quem tem boca vai a Roma”, fomos perguntando e descobrindo os ônibus que deveríamos pegar.

 

Como de costume, pegamos um ônibus daqueles de R$ 5,30 para cruzar a ponte rumo ao Rio e fomos orientados a descer em Laranjeiras. De lá pegaríamos o ônibus Cosme-Velho que nos deixaria no pé do Corcovado.

 

Aqui merece um parêntese com relação ao bairro de Laranjeiras e Cosme-Velho. Que lugares agradáveis. Ruas extremamente arborizadas, comercio tranqüilo, enfim, é difícil descrever, só estando lá para saber o que estou falando, vale muito a pena dar uma passeada por lá. Acabei tendo que andar por aquelas bandas em busca de um banco, pasmem, foi difícil encontrar um ao pé do Cristo.

 

1. Leve dinheiro, não dependa de caixa-eletrônico. Fomos com o intuito de tirar dinheiro nas proximidades do tão comentado ponto turístico, mas fomos surpreendidos pela falta de bancos. Havia apenas um caixa 24h em uma farmácia, mas estava em manutenção, então minha dica é: se você não quiser depender do humor do caixa-eletrônico, leve o dinheiro vivo. ::cool:::'>

 

2. Van (ida+volta) para subida no Corcovado R$ 20,00. Geralmente esses taxistas (ou vans) oferecem um esquema de vender os ingressos para a entrada no Cristo por R$ 26,00, assim você pode evitar a fila na compra. Pegando a fila, você pagará R$ 24,75 ou R$ 18,00 estudante. Aí vai de cada um saber qual a melhor opção.

 

20110129042209.jpg20110129042218.jpg20110129042228.jpg

 

JARDIM BOTÂNICO – saindo do cristo pegamos um ônibus para o jardim botânico, ahh...mas antes disso paramos para comer, afinal, saco vazio não para em pé. Bom, sem muita pretensão escolhemos o primeiro restaurante que nos apareceu, chama-se “Assis”, em menção ao grande Machado de Assis, o bruxo do Cosme-Velho. Ora, nada mais original do que ter esse nome no bairro do grande mestre da literatura nacional.

 

20110129042434.jpg

 

Bom, como estávamos em três acabamos consumindo três pratos diferentes, todos muito bons: Filé do Machado (frango com molho de gorgonzola, batata frita e arroz com brócolis); File mignon com molho de alecrim e; Filé de Frango, creme de milho e banana frita. Todos os pratos foram elogiados, está a dica, caso queira, escolher um desses. Apesar de ser mais caro que algum prato-feito que pode-se encontrar, não achamos nada extravagante, cada prato saiu por R$ 22,00. Saímos todos muito bem alimentados, prontos para uma nova caminhada.

 

Pegamos o ônibus “Largo do Machado” com destino ao Jardim Botânico, para lá na frente. A entrada do parque custa R$ 5,00, sem opção para estudante. É um passeio muito bacana, as palmeiras imperiais são incríveis, bem como inúmeras outras paisagens que lá se encontram. Aliás, um passeio muito bom para se fazer depois do almoço...rsrs

 

20110129042600.jpg20110129042609.jpg

 

Saindo do Jardim, optamos por pegar uma praia, afinal, novamente os paulistas querendo tirar o branco da pele. Hehe. Perguntamos no ponto de ônibus por algum que passasse pelas praias (Leblon, Copa e Ipanema) nos indicaram e no percurso fomos decidindo em qual iríamos parar. Decidimos por Copacabana. GRANDE ERRO. ::putz::

 

A praia estava lotada, muita bagunça, muita sujeira no chão, sem falar no caos que foi pegar o ônibus de volta. Todo aquele povo que estava na praia também foi para os pontos, só que de uma maneira um pouco mais marginal. Assim que os ônibus paravam, dezenas de jovens corriam para a porta de trás, forçavam a entrada, quase derrubavam quem estava descendo, outros seguravam a porta para que não fechasse. Ainda, alguns mais ousados, entravam pela janela.

 

Enfim, foi um momento de apreensão. Mas percebi logo que eu é que estava no lugar errado. Quando comentei o acontecido, todos me respondiam: “Copacabana no final de semana está impossível”. Bom, fica a dica. Talvez se eu soubesse disso teria ido conhecer a Lagoa Rodrigo de Freitas, ou alguma praia menos “agitada”.

 

3º dia (24/01/2011 – Segunda-Feira)

 

CENTRO DO RIO – Segunda foi o dia que escolhemos para conhecer o centro do Rio, o fato de ser um dia útil pesou na decisão. Mas, como iríamos para lá depois do almoço, acordamos cedo e fomos pegar uma praiazinha em Icaraí, ficava a alguns metros de onde estávamos hospedados.

 

Almoçamos, e pegamos o ônibus rumo ao centro do Rio. Descemos nas proximidades do Real Gabinete Português de Leitura, acredito que foi na Av. Passos. Um passeio gratuito. Esse lugar merece muuuito ser visitado, é algo impressionante de se ver, prateleiras imensas de livros nos deixaram boquiabertos. ::otemo::

 

Saindo dali fomos à Confeitaria Colombo onde tomamos um cafezinho para manter o pique (R$ 1,50), passamos em frente ao Theatro Municipal, valeu a vista, mas estava fechado (quando forem, pesquisem horários de visitação).

 

20110129043451.jpg20110129043459.jpg20110129043507.jpg

 

Dali fomos direto para a Biblioteca Nacional, pois é do outro lado da rua. Infelizmente não podíamos visitar o acervo. De certa maneira, apesar de respeitar muito a Fundação Biblioteca Nacional, acho que eles devem repensar essa política de turismo deles. Só podem entrar aqueles que participam da visita guiada (horários 11h, 13h e 15h) pagando R$ 2,00. Na minha modesta opinião não seria muito liberar o acesso ao publico apenas ao salão principal, tudo bem, poderiam restringir os andares etc etc. Assim como ocorre com o Gabinete de Leitura, mas o salão principal deveria ser de fácil acesso a todos, ninguém vai sair queimando livros, ninguém vai roubar nada, e isso é facilmente resolvido com um segurança de olho; aliás, convenhamos, quem opta, no Rio de Janeiro, em visitar uma biblioteca é porque tem no mínimo um pouco de apresso ao tema. Fiquei frustrado em não poder ver sequer uma prateleira de livros. Mas, assim como me frustrei com a BN fiquei muito feliz pelo Gabinete de Leitura, ele me surpreendeu e nem estava nos planos iniciais da viagem.

 

20110129043803.jpg

 

Próxima parada foi a Catedral Metropolitana da Av. Republica do Chile. Muito bonita, ótimo lugar para se dar uma relaxada caso esteja com as pernas cansada, a visita é bem rapidinha.

 

Logo perto fica a estação do Bondinho de Sta. Teresa, por apenas R$ 0,60 faz-se um belo passeio. Muito divertido. Além da excelente vista, uma brisa agradável bate por lá. Importante destacar uma coisa que não sabia:

 

1. Fazendo este roteiro que eu planejei, muitos de nós acabamos comprando souvenir lá no alto do Cristo Redentor. Sempre temos que levar uma lembrancinha para alguém, ou para nós mesmos e acabamos nos precipitando e comprando na primeira loja que nos aparece. A minha dica é deixem para comprar suas lembranças em Sta. Teresa!Me arrependi de ter comprado antes e não ter dinheiro para depois, quando estava em Sta. Teresa. Uma loja que conheci e gostei muito foi a “La Vereda” é em uma das paradas do bondinho, acho q a primeira estação, logo depois que começa a subir, após os arcos da lapa, tem muita coisa, e muita coisa bonita, diferente. Minha dica é, deixem para comprar seus souvenir por lá. ::cool:::'> 8)

 

2. Para aqueles que gostam de samba e quiserem levar para casa um daqueles chapeuzinhos típicos do malandro carioca, sugiro que comprem nas barracas que aparecerão durante a caminhada no centro do RJ. Fiquei na dúvida se comprava ou não, acabei deixando para depois. Resultado: não os encontrei mais. ::vapapu::

 

20110129044045.jpg20110129044056.jpg20110129044117.jpg

 

Depois dessa grande batida de perna, íamos pegar uma roda de samba na Pedra do Sal. Infelizmente fomos surpreendidos pelo “Choque de Ordem” do Sr. Eduardo Paes, que proibiu que os músicos que lá se apresentavam continuassem por lá. Tivemos informações muito por cima, mas me pareceu uma injustiça, pois aqueles músicos estavam lá apenas para manter a tradição da roda de samba, divertir o pessoal e tal. Uma pena colocar “ordem” nesse tipo de tradição. Ainda mais o samba, que é tão ligado ao RJ. :?

 

4º dia (25/01/2011 – Terça-Feira)

 

Tiramos esse dia para ficar na praia. Escolhemos o Leblon. Valeu à pena! Praia bonita, limpa, água gelaaada e o tempo estava ótimo.

 

20110129044450.jpg

 

No dia seguinte acabou a alegria, pegamos o vôo as 10h20, desta vez sem atraso. A viagem foi ótima, valeu muito e gastamos pouco. Não pagamos hospedagem em Niterói pois ficamos na casa de um grande amigo. Enfim, é isso aí pessoal. Espero que tenham gostado!

Compartilhar este post


Link para o post

"...Cristo Redentor

Braços abertos sobre a Guanabara

Este samba é só porque

Rio, eu gosto de você..." (Samba do Avião - Tom Jobim)

 

Felipe, muito bom seu relato!!! Estava aqui lendo e cantarolando esta letra acima...rsrsrsrsr. Que pena ter perdido o show do Martinho.... mas viagem é assim mesmo, erros e acertos!!

 

abraços!!! ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post

Excelente relato! Muito organizado! ::otemo::

Copacabana fim de semana é assim mesmo. Aliás não recomendo praia da zona sul nenhuma domingo, fica muito lotado.

Quanto ao Cristo Redentor, é melhor ir pelo trem do corcovado (mas tem que chegar cedo porque lota e mais tarde só consegue passagem para horários muito depois). O Trem é R$ 36,00 e estudante paga meia entrada, apesar de não ter escrito em lugar nenhum.

Compartilhar este post


Link para o post

E ai Felipe....

 

Ótimo relato :D Parabéns....

 

Por incrivel que parece fui para a Europa e ainda não conheço o Rio, mas pretendo mudar isto no final do ano...

 

Lendo seu relato fiquei com uma "dúvidas"...

 

1) Pq a hospedagem em Niteroi e não no Rio ? Preço ? Facilidade ?

2) Algum motivo para não ter ido no Pão de Açúcar ?

 

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post

ótimo relato!!

 

aproveitou mt coisa boa no rio! faltou assistir algum clássico de futebol neh!! Copa é horrível mesmo!!! apenas o calçadao é bonito!

 

vlw

Compartilhar este post


Link para o post

Nossa faltou os melhores lugares ::toma::::toma:: Pão de açucar, Ilha de Paquetá, Ilha fiscal, museu da Marinha, Centro Cultural banco do Brasil, Igreja da Candelária, parque laje, Vista chinesa, região dos lagos, ilha Grande, Petrópolis , Terezópolis, Barra, recreio , Atero do Flamengo com Monumento aos mortos da segunda Guerra, marina da Glória com passeio pela Bahia de Huanabara ::mmm:::mmm:::mmm:

Compartilhar este post


Link para o post

mas ele curtiu oq deu em poucos dias! para tudo isso precesa de pelo menos 10 dias!!!

 

 

mas vlw sim!

Compartilhar este post


Link para o post
E ai Felipe....

 

Ótimo relato :D Parabéns....

 

Por incrivel que parece fui para a Europa e ainda não conheço o Rio, mas pretendo mudar isto no final do ano...

 

Lendo seu relato fiquei com uma "dúvidas"...

 

1) Pq a hospedagem em Niteroi e não no Rio ? Preço ? Facilidade ?

2) Algum motivo para não ter ido no Pão de Açúcar ?

 

Abraço

 

 

Grande Xandekr,

 

Na verdade, acabei ficando em Niterói na casa de um amigo, ou seja, hospedagem barata! hehe

Mas foi bom para conhecer Niterói também! Muito bacana aquele lugar!!!

 

Com relação ao Pão-de-Açucar, como eu estava em uma trip rápida e econômica, o Pão iria me tomar alguns bons trocados. Assim, tinha que escolher o Cristo (mais barato) ou o Pão-de-Açucar. Fiquei com o primeiro...

Compartilhar este post


Link para o post
Nossa faltou os melhores lugares ::toma::::toma:: Pão de açucar, Ilha de Paquetá, Ilha fiscal, museu da Marinha, Centro Cultural banco do Brasil, Igreja da Candelária, parque laje, Vista chinesa, região dos lagos, ilha Grande, Petrópolis , Terezópolis, Barra, recreio , Atero do Flamengo com Monumento aos mortos da segunda Guerra, marina da Glória com passeio pela Bahia de Huanabara ::mmm:::mmm:::mmm:

 

 

Realmente, faltou muita coisa!

Mas foi o que deu para ver nos dias que estive lá...rs

 

Já anotei as dicas para a próxima ida ao Rio!

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.



×
×
  • Criar Novo...