Ir para conteúdo
Zabotto

Travessia Laranjeiras X Ponta da Joatinga (Acampamento Lendário - Kleber Zabotto)

Posts Recomendados

Salve galera!!! Todos que participaram do Acampamento Lendario 03 a 06 de Fevereiro de 2011!

 

Estou aqui postando o meu primeiro Relato neste Forum... Então desculpe as falhas, os erros de portugues, etc, etc...

 

Fica aqui a minha primeira impressão de como é possível se aventurar no mundo, em qualquer lugar, apenas com uma boa idéia na cabeça, disposição e força de vontade!

 

Começamos a Travessia através do condomínio Laranjeiras - RJ... Combinamos de nos encontrar em Paraty - RJ. Todos através deste site!!!

 

Pessoas!!!! Eu não conhecia ninguém até o presente momento!!! Alguns me perguntavam: - Como assim? Voce vai viajar sozinho, vai pegar uma trilha de 3 dias e não conhece ninguém? Voce ficou louco?

 

Deixei todas estas peguntas no ar e parti... Saída de São Berrrrrnarrrrrrdo do Campo (como me apelidaram depois) e a mochila nas costa, fui até o Terminal Tietê - SP...

 

Não reservei poassagem achando que seria tudo de boa pois não era feriado... Ledo engano. Galera - NÃO CUSTA NADA se planejar e se organizar!!! Mas quem me conhece sabe que não faço nada disto. Conclusão: Não tinha ônibus até Paraty as 13:00 mais ou menos( o próximo somente no finaL do dia). Fiquei nas neuras, mas logo em seguida fiz a boa e velha pergunta: Como chego lá? O Atendente muito solícito me disse: - Atravesse até o outro lado e tome o busão (Galera busão é = a ônibus, é uma gira besta que usamos bastante aqui em sampa).

Minha sorte mudou e as 12:30 hrs estava saindo o bus até Uba-chuva kkkkkk (UBATUBA) pra mim é UBACHUVA, tristes lembraçnas de quando fui pra esta linda cidade só peguei chuva... é sério! Eu vou e o Sol se esconde lá. E lá vem chuva!

 

No caminho tudo tranquilo, viagem legal sem problemas. Descemos em Ubatuba com muito Sol!!! ihuuuu finalmente!!! Logo em seguida eu percebi que ali não era a Rodoviária. Eu não perguntei, e ninguém também explicou que o busão faz parada final na Garagem da empresa... E eu aonda precisava chegar em Paraty.

 

Voltamos a boa e velha pegunta... E ai como eu faço pra chegar lá? A esta altura eu não estva tão só, reparei num camarada meio que perdido procurando a direção de Paraty. O nome dele era Rafael Pio. Estava indo para TRINDADE (o melhor lugar do mundo!!!) o cara é músico e passaria uns dias lá,. acampando, tocando, vivendo, sei lá sem compromisso, até quando desse. Cara, confesso que me bateu uma inveja boa e pensei: - Sei tocar uma merreca de violão, adoro de coração Trindade. Será que um dia eu serei capaz de chegar na Vila de Trinda e "viver" uns dias da arte? Tocar, comer, dormir e voltar pra casa numa boa? Me auto-sustentar?

 

Devaneios a parte, saimos caminhando pelas ruas de Ubatuba rumo ao local onde tomaríamos o ônibus com destino à Paraty. Sorte novemente!!! O busão estava de saida, compramos a passagem e embarcamos... No caminho, tudo tranquilo, aquelas paisagens maravilhosas que só o caminho Ubatuba - Paraty oefere; muita vegetação, praias, caminhos para cachoeiras, etc...

 

O meu novo amigo desceria no Patrimônio e pegaria mais um busão até Trindade (+ 8 km). Como eu ja fizera este trajeto de carro umas 3 X mais ou menos, fiquei de alertá-lo do ponto de descida. Mas de carro é uma coisa de bus é outra, quando vimos já estava em cima da hora dele descer e foi só gritaria para o motorista parar rsrsrs ::lol4::::toma:: !!! Ele desceu, com uma mochila nas mãos, o violão na outra, cabelereira, cara de descolado, sossegado, ruma à Trindade!!! Caraca, muitas pessoas tem vários sonhos: apartamento, vida financeira boa, carros luxuosos, etc... este brother estava realizando um pensamento que eu acho que nunca faria: sair com o violão nas costas e viver disto por um tempo... ::mmm:

 

Mas o meu destino era Paraty - RJ e chegaria lá em breve...

 

Liguei para o pessoal que mantive contato aqui no mochileiros.com e qual foi a minha maior supresa quando o Renan me disse: - Estamos aqui em Trindade conhecendo o local, daqui a pouco retornamos e a gente se encontra!

 

Caraca!!!! Acabei de passar la entrada de Trindade- pensei comigo mesmo!

Mas enfim, era se hospedar no hostel e esperar o pessoal chegar.

 

Não tardou chegou a turma toda - Renan, Julia, Evandro, Rodrigo, Pamela, Leo, Val, Francisco (de madrugada), e eu... rsrsrs

 

Conheci todos e a interação foi total !!! Passeamos no Centro Hitórico de Paraty, onde vc pode conhecer muito da cultas e da época da cidade aintiga... (Estrada Real - Caminho do Ouro do Brasil Colonial)

 

 

20110217020157.JPG

 

E começamos a Travessia Laranjeiras X Ponta da Joatinf]ga na sexta-feira 04/02/2011 com todos as postos!!!

 

20110217020157.JPG

20110217020501.JPG

 

Busão até o ponto final em Laranjeiras e a galera pronta para começar a trip.

 

A primneira TRILHA de laranjeiras até a Praia do Sono praticamente não tem erro. A trilha é bem larga, bem sinalizada é só seguir. Cruzamos com lagartos e até uma cobra!!! ::ahhhh:: Sério mesmo, não sei quel era, mas era grande, + ou _ 1 metro e meio, preta com a barriga amarela, deu medo e admiração, todos queriam bater fotos mais ela se embrenhou na mata e sumiu. Amigos biólogos, quem tiver dicar de que tipo de cobra possa existir nesta região eu agredeço...

 

Continuamos com subidas e descidas alguns trechos piores mas no gertal, tudo de boa, mas cansatico. Fomos parando e aproveitando cada ponte de água para abaatecer e parar...

 

Pessoal!!! Parem somente o necessário, senão voces estouram no tempo, muitas vezes "perdemos tempo" cxom conversas e descanso. Poderíamos ter acelerado um pouquinho e curtido mais as praias la frente...

20110217021627.JPG

 

E sobe e desce a primeira de muitas trilha e finalmente avistamos a Praia do Sono

 

 

 

20110217022119.JPG

20110217022119.JPG

 

E continua em breve... rsrsrsr

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E continuem me desculapndo os merros de digitação e portugues... ::putz::

 

Praia do Sono, linda e perfeita para acampar, passamos um bom tempo ouvindo história do Sr. Jó (primeiro camping - primeiro estabelecimento de quem vem de Laranjeiras). Bebemos, curtimos e pé na trilha. Precisávamos atravessar algumas praias até chegar no nosso primeiro destino: Ponta Negra.

 

20110217023244.JPG

 

E caminhamos pelas areias limpas da Comunidade da Praia do Sono até chegar no começo da próxima trilha

 

 

20110217023701.JPG

 

Pé na trilha até a próxima trilha até a Praia dos Antigos

 

 

 

 

20110217024142.JPG

 

Praia deserta, linda de morrer!!! Pena que nosso acampamento seria na próxima parada!!! Ponta Negra!!!

 

E continua a caminhada, os mesmo desafios, trilha insana na subida muito forte!!!

 

E como sempre continuará em breve... rsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Continuamos a nossa caminhada. O próximo destino seria uma passagem pelas Praias "desertas" de Antigos / Antiguinhos.

 

Começo da trilha para Antigos

 

 

20110217140932.JPG

 

 

 

E pé na trilha, subindo e deixando pra traz este bel visual. Vista da praia do Sono:

 

 

20110217141043.JPG

 

Atrilha até Antigos é até rápida, mas... Chegando na subida do ultimo morro, estávamos com o sol à pino, por voltas das 13:3o, ou seja, praticamente o sol do meio dia do horário de verão. Não levei boné nem chapeu... (levem se puder faz muita falta). Para vencer esta última etapa sofremos muito. A subida não é brincadeira, e por diversas vezes, dávamos alguns passos e descansávamos. E assim subindo, passinho por passinho.

 

 

 

20110217141612.JPG

 

Léo e Evandro, tentando achar uma sombra pra fugir do sol que castigava.

 

Vencida a escalminhada radical, a trilha continua bem mais suave, muita vegetação, muito mato, pequenos riachos e bicas de água para refrescar. Logo mais a frente tivemos a recompensar ao chegar na Praia dos Antigos.

 

 

 

 

20110217142113.JPG

 

Esta praia não tem moradores, passamos pro elas e encontramos apenas poucas pessoas. Alguns caiçaras, uns banhistas e um grupo de surfistas que nos explicaram onde era o início da trilha que nos levaria até a Praia de Ponta Negra.

 

A esta hora a fome ja apertava e eu não via a hora de chegar no restaurante em Ponta Negra e saborear um PF de peixe, feito pelos locais... nhac nhac

 

Passamos por toda a extensão da praia e seguimos rumo a nossa penúltima trilha do dia...

 

 

 

 

20110217143046.JPG

 

Esta Praia é uma das mais belas que passamos. Praticamente deserta, sem a degradação humana. Natureza por toda a parte. Riachos que terminam no mar. Rochas, vegetação, cachoeiras, areia branca, céu azul... ufa... realmente fomos abençoados neste dia.

 

De passagem ainda vimos alguns pescadores, um pequeno barco... Nossa companheira Pamela, não se sentiu bem e decidiu ficar na Praia do Sono, onde foi de barco nos esperar em Ponta Negra. Continuamos a nossa missão... mais uma travessia na montanha!!!

 

A trilha começa com uma bela subida sentido Ponta Negra. Trilha bem marcada, sem muitas complicaçõe no início. Ao vencer as principais subidas tomamos o sentido de atravessar o rio que corta a montanha. Em determinado ponto a trilha tem uma bifurcação sem nenhuma anotação. Peguei à esquerda para verificar, mas como este caminho começou a mudar de figura derepente abriu uma clareira e o caminho não parecia claro. Tomei a decisão de retornar e virar à direita no mesmo ponto. Bingo! Sempre a direita descendo seguindo em direção ao Rio. Não tem erro, é só prestar bem atenção que a vegetação e os caminhos coincidem quase a trilha toda. Então se notar algo muito diferente, retorne e procure outro caminho.

 

Chegamos ao ponto de atravessar o Rio e para a nossa surpresa... Já haviam construido uma ponte sobre o mesmo. Boa! Pelo menos não precisávamos nos molhar!!! Atravessamos a ponte e chegamos ao Saco das Galhetas - Praia das Galhetas.

 

 

 

 

 

20110217145120.JPG

 

 

Esta é a Paloma, ela veio acompanhando a trip desde a Praia do Sono

 

 

 

 

20110217145733.JPG

 

 

Praia Saco das Galhetas

 

 

20110217145912.JPG

 

Neste momento já estávamos perto de Ponta Negra, exausto pelo dia inteiro de caminhada. Andamos em cima destas pedras procurando o próximo caminho.

Meu amigo Renan 01 (Zero Um), estava com o relato desta travessia e não tinha nenhuma informação sobre onde começava a ultima trilha kkkkk. Ficamos ali arados em cima das pedras vendo o mar e o tempo passando. Perdemos muito tempo mesmo. Eu ja estava injuriado querendo chegar logo, escalava várias pedras tentando achar um caminho. E todo mundo descansando e vendo o mar rsrsrs. De tanto andar, fuçar, seguir a Paloma, fui encontrando umas casas de caiçaras... No começo fiquei coim receio pois dava a impressão de estar entrando no quintal de alguém. Mas depois a sorte começou a mudar e no meio de duas casas, justamente onde parceia ser o quintal começa a ultima trilha.

Ja estava muito cansado mesmo... Agradeci e chamei o pessoal através de gritos e gestos, pois não dava para caminhar entre as pedras para contar a boa nova. E a Paloma parecia querer me contar que o caminho era óbivio, era aquele mesmo. E eu achando que descobri a América kkkkkkkk

 

E como toda trilha que pegamos o dia inteiro é um tal de sobe sobe sobe, desce desce desce... A recompensa realmente não tem preço. Agora tinha a certeza que estávamos perto, e chegaríamos em breve, com direito a comida, banho, descanso e tudo o que um bom guerreiro merece...

 

Vista da Praia de Ponta Negra:

 

 

20110217150945.JPG

 

A seguir cenas do próximo episódio rsrsrs xD

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E continua...

 

Chegamos em Ponta Negra, no camping da dona Branca (R$ 10,00 a diária). Após nos instalarmos, fomos até a praia onde pude saborear um delicioso peixe ao molho de camarão, muito bem servido por sinal. Só um pequeno detalhe: nesta praia há poucas opções, praticamente só tem 2 lugares servindo refeições e a cerveja em lata (Itaipava) custa R$ 4,00 ou R$ 5,00. As residências geralmente são bem simples e não tem rede de energia elétrica, somente geradores. Daí a necessidade de comprar gelo dos barqueiros, o que acaba encarecendo o produto.

 

Caminhamso o dia todo pra chegar e curtir um belo visual

 

 

20110228175333.JPG

 

 

20110228175410.JPG

 

De barriga cheia, muito cansado curtimos uma bela noite no camping... Céu lindo muito estrelado!!! Fomos convidados para um churrasco que aconteceria na casa da Dona Branca... Mas quando eu percebi todos estava em suas respectivas barracas prontos pra durmir... rsrsrs

 

No outro dia pela manhã aguardamos a chegado do pessoal que veio de barco até Ponta Negra: Wagner, Thiago, Fernanda, Livia, Monique e Everson. Combinamos de partir assim que o grupo chegasse. Este segundo dia de Travessia seria muito mais puchado!

Tivemos uma pequena baixa no caminho. A Panmella não queria continuar a caminhada pois estava forte demais pra ela. Queria voltar e ficar na praia do Sono. Então porquê voltar até o Sono de barco? Convencemos ela a ir de barco até a Praia Martim de Sá, assim ela conheceria prais novas. E combinamos de mandar algumas mochilas pelo barqueiro também. Esta decisão acho que salvou a minha pele como voces verão a seguir.

Combinamos com um barqueiro e encaminhamos as mochilas com a supervisão da Panmella.

Agora era só partir certo? Errado!!! kkk Demorou demias até todos estarem prontos. Péssima idéia a nossa pois o sol estava castigando. Saimos por volta das 11:30 hrs. Como avisou o Wagner Ponce, a trilha começa com uma subida muito forte, vamos apressar senão não da tempo... Assim partimos para o segundo dia de jornada.

Realmente as escolhas que fizemos foram totalmente erradas. A trilha é forte, muita subida no começo e o pior: é uma área descampada, vegetação baixa. O sol estava realmente derretendo e minando todos. Imagina subir e subir com quase 40 graus na cabeça. Era só início e vamos parando sempre pra descansar.

Daí confesso que começou um calvário pra mim: comecei a passar mal no começo da caminhada. Estava desidratando muito rapidamente e sol estava terrível. Após uma das paradas pra descanso eu estava decidido a desistir e ir junto com o barco. Paramos e o pessoal resolver me dar uma força, uma animada. O pior foi que depois de uma hora de caminhada o Wagner (que ja tinha feito a travessia) avissou: pessoal, isto aqui é só o começo, e não chegamos na subida ainda. Hahaha ficou louco? Estava já arrebentado e nem começou a subir ainda. rsrsrs. Vamos que vamos!!! Cada um no seu tempo, cada uma na sua condição. Fomos caminhando serpenteando a base da montanha que teríamos que vencer. Caraca, cheguei até aqui e tenho que voltar... e se o barco ja tinha saído? Mil e uma dúvidas passavam pela minha cabeça e as pessoas preocupadas comigo. Não queria atrapalhar o rolê de ninguém. então fui assim, caminhava e parava sempre que dava. Muito cansado, mas com o objetivo em mente: vencer!!! Após quase 4 horas de subidas, chegamos ao topo da montanha onde já estávamos à + ou - 700 metros do nível do mar.

Foi uma alegria imensa, com direito à gritos de comemoração dos mochileiros e tudo mais, se liga no visual

 

20110228182703.JPG

 

Não da pra ver muito bem,mas juro que a praia esta ao fundo.

Agora começa a descida. Que alegria. hahahaha. Mas saibam que a descida também tem os seus probleminhas. É pé, joelho e tornozelo pra segurar. Tem que ter freios nos pés. Só alegria, pra quem queria desistir, chegar neste momento era a glória. Em determinado ponto da subida a floresta ficou bem densa, as árvores agora serviam de proteção contra o sol que seguia firme e forte la no céu. Aliás quero agradecer aqui a São Pedro, pegamos todos os dias ensolarados, nenhuma nuvem, nenhum pingo de chuva, realmente fomos abençoados pelo tempo, valeu Pedrão. ::otemo::

E vamos nessa!!! Desce, desce, desce... depois sobe, sobe, sobe... Trilha bem marcada, bem definida, não tem como errar. Vamos passando e contornando pelo meio da grande montanha. Pé na trilha, agora o cansaço já tinha sumido, as dores ja eram tão frequentes que faziam parte da caminhada, a temperatura deu uma trégua e seguimos em frente. Parávamos quando precisa, água nunca foi um problema, pois tem inúmeras nascente e quedas dágua pelo caminho.

Chegamos até esta pequena e linda praia.

 

20110228183652.JPG

 

Ainda estámos longe do destino e o tempo virou uma preocupação. Não queríamos acampar no mato, então era apressar o passo e tentar ir o mais rápido possível. Eu estava sem a mochila e estava osso. imagine carregado. Mas a rolou a solidariedade e acabei ajudando, carregando um pouco pra quem precisava. Rolou uma energia e um companheirismo muito legal. Pessoas que nem sequer se conheciam compartilhando o mesmo objetivo e se ajudando sem qualquer tipo de cobrança ou coisa parecida. Caminhada forte... Pé na trilha como sempre!!! Fomos vencendo cada nova subida, cada descida, troncos, galhos, espinheiros, mas sempre tinha uma surpresa e uma recompensa. A natureza reserva alguns momentos de beleza pra quem está em contato com ela. Chegamos a noite no camping, pegamos um pequeno pedaço de trilha com o céu já escuro sem iluminção. Bateu um certo receio, sorte que tínhamos 2 lanternas e dividimos em dois grupo com 3 pessoas cada, e por fim chegamos e vencemos o terrível segundo dia!!! Só alegria de novo!!!

 

 

Shoe de bola, uma das praias mais bonitas que passamos

 

20110228183818.JPG

Continua

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ei pessoas, A Paloma continuava firme e forte com a gente!!!

 

 

20110228185525.JPG

 

Muito mais firme que eu... hahaha

 

Martim de Sá é um daqueles lugares especiais que parece que parou no tempo! O dono do única camping do local é o Sr. Maneco. Caiçara que nasceu e vive lá desde então... É um pedacinho do paraíso quase intocado. Muita vegetação e a praia é maravilhosa.

De família evangélica, ele não tolera muita bagunça, som alto, nem queimar uma ervinha no local rsrsrs. Contam as lendas que ele manda embora sem cerimônia se ficar "causando" no camping.

Por isso respeite a opção de quem escolheu viver neste pequeno paraíso:

Não leve nada além de fotos e boas lembranças do local

Não ouça som alto, tente ouvir o som da natureza, o mar, os pássaros...

 

Acordamos cedo, e após tomar um pequeno café da manhã, fomos dar um mergulho.

 

 

20110228190046.JPG

 

20110228190213.JPG

galera em Martim de Sá: Panmella, Kleber, Julia, Renan (01), Wagner, Livia, Valdirene, Monique, Leo, Fernanda e Everson.

 

Ficamos curtindo o sol, mergulhando e aproveitando o dia maravilhoso, sem pressa ou preocupação pois tínhamos a manhã toda livre. O próximo destino era o último da trip: Pouso de Cajaíba. + ou - 3 horas de trilha, então era suave rsrsrs

Mas "como tudo que é bom dura pouco". Desmontamos o acampamente, nos despedimos das pessoas e pé na trilha novamente ruma ao ponto de chegada. Teve uma galera que foi um pouco na frente, outras pessoas demoraram um poco mais e assim fomos subindo novamente. Esta última parte da travessia comparada aos dias anteriores realmente é de boa. Pelo que passamos no segundo dia tudo que viesse pela frente era fichinha. Partimos sem muita pressa, curtindo o belo visual que ficava pra trás,

 

20110228191112.JPG

 

Coração apertado de ter que deixar um lugar maravilhoso mas, vamos que vamos, pé na trilha!

Vencemos a última etapa sem muitas dificuldades. E finalmente chegamos como guerreiros vitoriosos chegamos ao Pouso de Cajaíba.

Local mais bem estruturado, com mais opções de pousadas e restaurantes... Foi só alegria chegar no destino todos estavam alegres e satisfeitos...

Hora do almoço, todos pedimos um PF de lula (R$ 15,00) bem servido afinal. E ainda pra comemorar não podia faltar aquela cervejinha!!!!

 

Galera, chegamos ao final de uma jornada inesquecível pra mim!!!

 

Pude curtir a natureza, conhecer lugares paradisíacos, fazer novas amizades com pessoas maravilhosas.

Agradeço e todos que estiveram comigo nesta grande aventura, e espero poder repetir a dose em breve.

OBSERVAÇÂO: Ao embarcar de volta a cena mais linda e triste foi ver a cachorrinha Paloma que ficou na praia. Ela fez até amizades novas rsrsrs. Mas partiu o coração ter de deixá-la. Foi muito triste, só não chorei porque sou muito macho... rsrsrs. Tive que segurar as lágrimas mesmo, ela parece o meu dog chamado Ozzy. Mas afinal como iríamos adotar uma cadelinha acostumada a andar solta na natureza, num local de imensa beleza? Acho que foi mais acertado deixar ela livre e solta como sempre foi. Segue alguma fotos tiradas no barco no caminho de volta para Paraty:

 

20110228192102.JPG

 

20110228192427.JPG

 

20110228192529.JPG

 

20110228192608.JPG

 

20110228192652.JPG

 

20110228192723.JPG

 

20110228192801.JPG

 

Valeu galera, obrigado pela trip, e até uma próxima!!!

 

Kleber Zabotto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hahahah excelente relato meu amigo. São viagens como essa que dão a esperança que ainda existem sim pessoas maravilhosas neste mundo, com espírito aventureiro e o melhor completamente parceiras e preocupadas umas com as outras, sem ter aquele pensamento individualista que gira por causa do dinheiro. Essa foi de fato minha primeira trip com os mochileiros, e pode ter certeza que primeira de muitas. Realmente essa travessia irá ficar na história, a travessia é lindaaaaa as praias são as melhores.

 

Ultrapassar os limites, em que muitas das vezes o cansaço o abate, instigando-o a desistir e supera-los com belas vistas, e empolgação dos demais colegas a continuar é de fato indescritivel. De fato não tem sensação melhor do que você não sentir mais a sua perna e tomar aquele banho geladoo de cachoeira. Com o perdão da expressão literalmente um "orgasmo" hehehe

 

Imagina estar num lugar onde a iluminação fica por conta das estrelas e das algas bioluminescente no mar, é a concepção que tenho de verdadeiro PARAÍSO. Muito bom saber também que existem lugares ainda completamente preservados pela mata nativa (Mata Atlântica) - o que da aquele contraste especial - podendo deparar com todo o encanto da biodiversidade local e a curiosidade que estes promovem quando vistos ( famosa biofilia ). Melhor ainda é saber que se depender dos nativos essa beleza natural perdurará por bastante tempo00.

 

Sinto-me honrado em uma dia poder ter conhecido uma galera tão fantástica com paisagens tão incríveis. Que venham as próximas

Grande abraço e que Deus os abençoe sempre

Saudades de todos já !!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hahahah excelente relato meu amigo. São viagens como essa que dão a esperança que ainda existem sim pessoas maravilhosas neste mundo, com espírito aventureiro e o melhor completamente parceiras e preocupadas umas com as outras, sem ter aquele pensamento individualista que gira por causa do dinheiro. Essa foi de fato minha primeira trip com os mochileiros, e pode ter certeza que primeira de muitas. Realmente essa travessia irá ficar na história, a travessia é lindaaaaa as praias são as melhores.

 

Ultrapassar os limites, em que muitas das vezes o cansaço o abate, instigando-o a desistir e supera-los com belas vistas, e empolgação dos demais colegas a continuar é de fato indescritivel. De fato não tem sensação melhor do que você não sentir mais a sua perna e tomar aquele banho geladoo de cachoeira. Com o perdão da expressão literalmente um "orgasmo" hehehe

 

Imagina estar num lugar onde a iluminação fica por conta das estrelas e das algas bioluminescente no mar, é a concepção que tenho de verdadeiro PARAÍSO. Muito bom saber também que existem lugares ainda completamente preservados pela mata nativa (Mata Atlântica) - o que da aquele contraste especial - podendo deparar com todo o encanto da biodiversidade local e a curiosidade que estes promovem quando vistos ( famosa biofilia ). Melhor ainda é saber que se depender dos nativos essa beleza natural perdurará por bastante tempo00.

 

Sinto-me honrado em uma dia poder ter conhecido uma galera tão fantástica com paisagens tão incríveis. Que venham as próximas

Grande abraço e que Deus os abençoe sempre

Saudades de todos já !!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Show de bola o relato Zabotto...

Descreveu exatamente como foi...paisagem maravilhosa, dureza da trilha e companheiros de trip sensacionais...

Como disse o Leo, q venham as próximas...

Abração

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótimo relato!! Deu uma saudade imensa da galera e dos bons momentos!! Como vc disse, após as dificuldades vinham as recompensas. Que venham as próximas!!

Ahhh!! Na próxima não esqueçam de incluir o Hipoglós na necessaire!! ::lol4::

Um abraço a todos!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Pessoal, UAU, vcs fizeram um barulho na internet hein...hehehe

Ouvi algumas muitas vezes falarem deste tal "Acampamento Lendario" que iria rolar ou que rolou, hehehe

Vi aqui as fotos e o Relato do São Bernarrrrrdo, rs, e show !!!!!!!!!

Adorooo esta trilha, pelo menos nos 3 ultimos anos fui fazer esta travessia em todo verão. É show !!!!

Parabens galera, pela disposição, alto atras, fotos e relatos !!!

E que seja a 1º de muitas não é mesmo.

Bjks

Vivi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ponta da Joatinga é um lugar fantástico. Vontade de fazer essa trilha de novo, e de novo e de novo e quantas outras vezes for possivel!!

 

Parabens pra voces, que nao arregaram naquela subida Ponta Negra x Caiuruçu, que é pra mataaaaaaar quem nao tá acostumado a desniveis com mochila nas costas kkk

Muito Feliz tambem em ver uns rostinhos conhecidos ai no meio, como a Val (olha a Vaaaaal meeeeu, curtindo travessias!!!!) e o Wagner

beijos pra todos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu Vivi, obrigado pelas palavras, realmente espero que esta trip seja a primeira de muitas... Como vc conhece bem a travessia é muito linda e cheia de emoções. Espero um dia poder contar contigo numa dessas...

 

Val, nunca mais esquecerei do Hipoglós hahahahaha!!! Realmente vc me salvou, eu estava assado igual a um bebe kkkkkkk Valeu mesmo pela companhia, foi muito bom....

 

Rodrigão, estamos juntos e misturados mlk!!! To boladão com a trip rsrsrsrsrs

 

Léo, meu brother... sem palavras, seu companheirismo não tenho como agradecer foi show de bola...

 

Aliás, um grande abraço para todos que participaram. Saudades de todo mundo!!! E fica um abraço também para aqueles que não puderam estar presentes mas acompanharam pelo fórum...

 

E é isso ai galera, vamos que vamos!!! Pé na trilha!!! Vamos manter contato e marcar mais uma aventura assim que for possível...

 

Kleber Zabotto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Zaboto...

 

parabéns pela trip...

 

por acaso a cobra não era essa?

20110301144917.jpg

 

se for essa, chama-se caninana, apesar da cara e fama de má, ela não venenosa...

 

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não tive tempo de ler tudo ainda mas pelo o que vi de fotos já da para imaginar como é uma trip dessas! Estou querendo fazer uma pegando umas praias também!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa, valeu Fabio obrigado!!!

 

Cara, se não for esta a cobra realmente é muito parecida. A diferença era que a cobra que encontramos as cores eram contínuas, como se o preto fosse a parte de cima quase inteira e a barriga amarela, mas exatamente neste tom... Então parece que é da mesma espécie...

 

Mas que deu medo na hora, não tenho dúvida ::ahhhh:: kkkkkkkkkkkkkkkkk pergunta pra Val... ::lol4::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nossa deu saudade!! Quero outra vez! Foi uma trip muito especial pra mim na próxima tamojunto!!!

Parabéns Val! Isso aí! Olha o Vagner denovo!! muito bom galera!!

=D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Geoger Leonardo, a trilha é show de bola mesmo cara! Vale muito apena se aventurar nela, se vc for precisar existe vários relatos bem mais detalhados que o meu rsrsrs. Eu apenas quis dar uma visão geral. O Wagner Ponce aqui deste fórum já postou uma travessia com detalhes das trilhas (bifurcações, caminhos, etc) pra não ter erro. Qq coisa estou à disposição.

 

Cris e Pedreca, vcs conhecem bem mais do que eu... A Val é uma pessoa sensacional adorei ela... o Wagner foi o "cara" que praticamente me salvou no 2o dia. ainda não agradeci, mas foi pela experiência e paciência dele que não desisti naquela famosa subida da Ponta Negra até Martim de Sá. Então esta em tempo ainda: VALEU WAGNÃO!!! ::otemo:: Obrigado brother!!! Aliás meu muito obrigado a todos que estavam lá de uma forma ou de outra acho que todos nós ajudamos uns aos outros...

 

Vamos que vamos, e pé na trilha!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Opa, valeu Fabio obrigado!!!

 

Cara, se não for esta a cobra realmente é muito parecida. A diferença era que a cobra que encontramos as cores eram contínuas, como se o preto fosse a parte de cima quase inteira e a barriga amarela, mas exatamente neste tom... Então parece que é da mesma espécie...

 

Mas que deu medo na hora, não tenho dúvida ::ahhhh:: kkkkkkkkkkkkkkkkk pergunta pra Val... ::lol4::

 

se vc procurar fotos dela na internet verá que umas apresentam essa coloração, não sou biologo, por isso não sei explicar pq essa diferença.

Mas já encontrei com essa na ilha bela, ela é linda. Mas ela tinha quase 3 metros rsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fábiao

 

A Caninana e a Surucucu tem coloração semelhante. Mas a Surucucu é mais escura tem mais preto do que amarelo e a cabeça pequena..triangular.

Na região que o Kleber relatou eu dei de cara com uma que para os meus poucos conhecimentos era uma Surucucu.

 

Kleber. Parabéns pela superação e pelo relato.

 

Abração

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu Paulo, obrigado!!!

 

Pelo que o Fabio me mostrou e depois vendo na internt, me pareceu mesmo a caninana...

 

Mas também sou totalmente leigo no assunto. Quem sabe?

 

Sei que a natureza é incrível e nos reserva momentos como este. imagine um cara totalmente urbano com eu se deparar com o bicho deste? hahahaha quase faço nas calças kkkkkkkkkkkkkkkk

 

Mas a aventura e conhecimento valeu todo o esforço...

 

abraços

 

Kleber Zabotto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×