Como escolher a hospedagem? Hostels, hotéis econômicos, Campings, pousadas, apartamentos, sofá alheio? Qual é a melhor escolha? Como reservar? Quais são os serviços de reserva mais confiáveis?
#432256 por Bia_mojotrotters
26 Dez 2009, 05:20
Ser hospedado de graça, eliminando assim uma das maiores despesas de viagem. Conhecer pessoas interessantes, cabeça aberta, geralmente viajadas e interessadas em você. Descolar aquelas dicas que só os locais têm acesso. Ser convidado para uma festa na casa de alguém ou uma baladinha nada turística. E, porque não, reestabelecer a fé na humanidade. Para um mochileiro, ainda não inventaram na minha opinião um conceito melhor do que o couchsurfing.

Desde que me inscrevi na comunidade de surfistas de sofá de Montréal, a princípio só como anfitriã, recebo entre 1 e 5 pedidos de hospedagem por semana. É muita gente, e não posso (e nem quero) atender a todos os pedidos. Pra certas pessoas eu digo “não”, mesmo tendo tempo e lugar pra recebê-las. Pra outras eu digo “sim”, mesmo se eu estiver super ocupada, cansada e se já tiver gente hospedada em casa.

Como você pode aumentar suas chances de fazer parte da galera pra quem nós, os hospedeiros, dizemos sim?

1 – Tenha um perfil atraente, completo, sem erros de ortografia, com muitas fotos e que te represente bem

Se você me parece ser alguém interessante, eu vou querer te conhecer. Se eu achar que somos altamente compatíveis, ou que você tem algo pra ensinar que eu esteja justamente interessada em aprender, eu vou dar um jeito de te arrumar um lugar em casa. No mínimo, vou propor uma data alternativa pra tentar te encaixar de algum jeito. E eu vou sentir que você é alguém que se investiu pra realmente fazer parte da comunidade, e não alguém que fez um perfil de qualquer jeito e de última hora, só pra arrumar um lugar pra ficar de graça.

2 – Capriche na mensagem de pedido, o “couchsurfing request”

Ponto importantíssimo. Se sua mensagem for muito genérica e tiver aquele jeitão de ctrl+c/ctrl+v, suas chances de botar o pé aqui em casa diminuem consideravelmente. Às vezes até faço uma exceção pra quem tem um profile bem interessante. Mas sempre tente conquistar o anfitrião comentando sobre as coisas que você leu no seu profile. Use essas informações pra dizer porque esse possível encontro vai dar liga, faça um elogio sincero. Mesmo porque não é legal ser hospedado por alguém que não tem nada a ver com você. Diga por favor e obrigado. Todo mundo gosta de se sentir especial, e nós não somos diferentes. Já hospedei muitas pessoas sem referência alguma só porque fui conquistada pela mensagem de pedido.

3 – Use um bom timing

Não peça hospedagem com mais de três semanas de antecedência. Entre 7 e 10 dias é um tempo ideal, na minha opinião. Em primeiro lugar, porque minha casa não é hotel. Segundo, porque eu não tenho como saber se daqui a três semanas eu vou querer viajar (principalmente durante o verão), se vai rolar uma festival, se eu vou ter que trabalhar de fim-de-semana…
Pedir hospedagem de última hora é também mais arriscado, já que eu posso ter feito outros planos.

4 – Consiga referências

Você pode fazer como eu, e antes de usar o serviço como hóspede, abrir sua casa como anfitrião para ir construindo uma reputação na comunidade. Ou encontrar um amigo que também esteja cadastrado, e trocar referências. Mas só faça isso com gente que você conhece e confia de verdade, e em pessoa. É a sua reputação, além da segurança da comunidade, que estão em jogo.

O Couchsurfing mudou a minha vida pra melhor. E você, tem dicas, dúvidas ou experiências pra contar sobre o serviço?

#432367 por bfcosta
26 Dez 2009, 19:39
Olá Bia ! Você poderia descrever como foram suas experiências de receber ou ser recebida por pessoas no couchsurfing ? Tinha curiosidade de saber como é que é o esquema do site e como é você receber em sua casa - se você mora sozinha ou se tem que entrar em acordo com que você divide casa/apartamento - uma pessoa que a princípio você não conhece.
#432378 por Bia_mojotrotters
26 Dez 2009, 20:32
Olá bfcosta! 99% das minhas experiências foram positivas. O 1% é devido àquelas pessoas com quem não bate muita química. Mas nunca tive problemas ou situações chatas pra resolver. Muito pelo contrário, as pessoas que eu recebi aqui colocaram um tempero, um colorido no meu cotidiano. Como amigos de viagem, só que em casa. Alumas pessoas depois de uma noite eu já estava pronta pra que elas fossem embora. :wink: Outras ficaram 3 noites e eu senti que foram embora cedo demais!

Vou te dar alguns exemplos: numa terça-feira onde eu não tinha planos mais excitantes do que ficar em casa surfando a Internet, me vi com a companhia de 2 francesas fofas e simpáticas, a Amelie e a Sophie, loucas pra conhecer a noite de Montréal. Fizemos a festa juntas e foi um barato! Olha nós aqui:

Imagem

Ou eu chego em casa, meu namorado está cansado mas eu estou cheia de energia pra bater-papo. Ótimo, já que tenho a companhia de um casal de Taiwan que preparou um jantar pra gente e está super a fim de trocar idéias comigo por horas. E por aí vai. Se você optar por receber pessoas cujo profile te desperta um interesse qualquer, muito provavelmente você já tem meio caminho andado pra ter uma boa experiência.

Nossos hóspedes ficam num sofá-cama na sala. Ou seja, eles sabem de antemão que de manhã nós circulamos por lá e fazemos um pouco de barulho. Nós nos sentimos à vontade o suficiente para emprestar uma cópia da nossa chave de casa durante a hospedagem. Mas tem gente que não faz isso e prefere que o surfista saia justo com o hospedeiro, de manhã ao sair pro trabalho, por exemplo. Nós deixamos as pessoas passarem até 3 noites aqui. Tem gente que deixa menos, ou mais.
Mas o ponto é o seguinte: é sempre o hospedeiro quem faz as regras.

A comunidade é baseada na confiança. Ou seja: meu hóspede confia em mim e eu confio nele. Os feedbacks, tipo como os do Ebay, ajudam a cristalizar essa confiança.

Claro que se você mora com alguém, a outra pessoa tem que estar de acordo em ter um hóspede na casa que afinal também é dela. Mas se você for o hospedeiro, você pode ser o principal "resposável" por ela. Eu digo responsável entre aspas já que você não é obrigado a alimentar, passear, ou fazer o que quer que seja com seu convidado.

Quer dar uma olhada no meu profile e ver nossas fotos com os couchsurfers, entra aqui:
http://www.couchsurfing.org/people/bia_beto/

E aí, respondi suas dúvidas??
#434427 por Bia_mojotrotters
05 Jan 2010, 02:17
Acabamos de ter uma das melhores experiência de couchsurfing até agora. 2 israelenses ficaram em casa 2 noites e nos proporcionaram um fim-de-semana super divertido. E detalhe: os caras só foram aceitos por mim por ter seguido direitinho (mas sem saber, claro) a minha dica número 2 do tutorial. Isso porque eles chegariam dia 1 de janeiro, e em teoria eu não ia aceitar ninguém nesta data. Como a cada ano, eu queria me recuperar da ressaca e do cansaço do Reveillon em paz. ::hein:

Mas não resisti e mudei de idéia ao ler a mensagem de pedido deles. Vejam só porque:

"Olá Bianca and Roberto- (pontos por escrever uma introdução em português!)

We are traveling buddies Tomer and Aelon – as you can
see in our profile – and we will be visiting Montreal
for the New Year’s weekend. We are looking for a
couch for two nights, Friday Jan 1st and Saturday Jan
2nd. We understand from your profile that you are
planning a one year round-the world trip in the end of
2009 "to calm down your travel bugs", so we weren't
sure if you are around during the requested weekend.

(aqui eles mostram que leram o nosso profile, o que pra mim é um sinal de consideração e respeito) ::cool::

We liked that you're promising to make "dirty,
political incorrect or somewhat inappropriate jokes."
Too many people take things very seriously these days,
so it’s nice to see there are laid-back people out
there.

(aqui eles mostram que temos algo em comum) ::otemo::

You also looked fun with the pictures you
posted with the other couchsurfers – playing band,
beer fest, etc.

(um elogio sempre cai bem!) 8)

As far as sharing things with you guys, you can't beat
Samba teaching, but Aelon has Salsa skills and Tomer
holds some very interesting theories about life and
relationships, which he's willing to share at no extra
charge :) Aelon cooks traditional Middle Eastern food
with American influence, and Tomer is poker wiz. So if
you’re up to it – we can provide you with a good
conversation, nice meal, fun card game, and listening
to wonderful music.

(promessa de conversas sobre psicologia e relacionamentos, dança, poker e cozinha do Meio-Oriente! Esse foi o golpe de misericórdia, já me conquistaram ::love:: )


Also, feel free to check us out on Facebook – Just
search for Tomer Koron or Aelon Porat. We have Canadian
and U.S. phone numbers you can call to as well.

(oferecer Facebook e número de telefone pra mim indica transparência. E isso é importante, já que eles tem apenas 1 referência).

Muito obrigado!
Aelon and Tomer

(bonus points pela assinatura em português). ::cool:: ::cool:: ::cool::

O que começou com uma bela mensagem terminou com uma bela amizade. Não vemos a hora de ir pra Tel-Aviv rever nossos novos amigos.
Quem quiser ler o relato completo da nossa aventura, clique aqui http://mojotrotters.com/2010/01/couchsu ... -and-tomer
#439332 por pedroribeiro
20 Jan 2010, 03:18
Olá a tod@s... Ainda não viajei no CS, mas já recebi muita gente aqui em ksa... Eu e meu companheiro nos inscrevemos no começo do ano passado e desde então... OMFG... é tanta gente que as vezes a gente fica louco... e é aquilo, tem gente que vc REZA pra ir embora no outro dia de manhã;... e já tem gente que você chora escondido no quarto pq tá indo embora... No reveillon, ficamos loucos aqui, com 9 pessoas em ksa, mas os moradores da ksa, somos 4, ou seja, 13 pessoas... Foi uma loucura... tive que dormir com 3 na minha cama... meus móveis tomaram formas diferentes... e minha ksa começou o ano de 2010 um lixo... mas a experiencia foi incrivel... muitas linguas sendo faladas ao mesmo tempo... hehehe estamos com uma francesa, um grego, um alemão, uma russa e alguns canadenses... loucura total... eu não falo muito bem inglês e no final todos estavamos falando uma mistura de tudo... foi muito bom! E muito dificil pra organizar e manter tudo organizado... Enfim, conversei com meu companheiro e falei... 9 NUNCA MAIS... hehe desde então estamos recebendo no máximo 2 pessoas... mas 1 pessoa pra gente é o ideal. Enfim, hoje to indo pra São Paulo fazer mochilão, e ia surfar em algum sofá, mas só consegui pra 2 dias em uma lugar e 2 dias em outro e acabei optando em gastar um pouco mais e ficar em um hostel no centro de são paulo... É isso galera... hospedar pelo CS é muito BOM! Ah, um detalhe... eu nunca estudei Francês... nem fazia idéia do que se tratava... e hoje falo muito bem francês... graças ao CS... abraços a todos! (L) shalom
Imagem na foto um pedaço da galera que recebi no ano novo assistindo os fogos de copacabana na ksa da minha sogra. Eu sou o de azul! :D
#444087 por thiagopinheiro
04 Fev 2010, 00:14
ótimo post.
obrigado por compartilhar conosco informações tão valiosas.
meu interesse pelo couchsurf começou logo depois de conhecer, em um hostel, uma australiana que está viajando o mundo a 4 anos. Ela utiliza bastante esse site e resolvi me inscrever. Ainda não tive oportunidade de hospedar e ser hospedado pois estou arrumando meu profile ainda, mas no meio do ano pretendo ir para argentina começar minha viajem pela América do Sul e já tenho em mente que usarei bastante o CouchSurf.

Mais uma vez, obrigado pelas dicas!
#468825 por Bia_mojotrotters
09 Mai 2010, 06:28
Pedro, super divertida a sua história do Reveillon. Meu Deus, 9 pessoas, vocês são loucos! Hehehehhe. Mas estou certa que, apesar da bagunça, foi uma festa inesquecível. O legal do couchsurfing é isso: é tão gratifcante pra quem hospeda como pra quem é hospedado, aprendemos tanto.

Thiago, que bom que você gostou. Espero que você se anime e aproveite muito dos sites e das amizades que você certamente fará. Abraços!
#469053 por Patricia Arruda
10 Mai 2010, 11:14
Moramos eu e minha filha, de 23 anos. Ela tem perfil no couch surfing e na primeira vez que recebemos alguem quase que pirei de preocupação. Liquei para um colega de trabalho que também está inscrito do programa e ele me tranquilizou. Minha filha também é muito cuidadosa com o perfil de quem recebemos e nunca tivemos problemas. Por outro lado, ela viajou no ano passado para Europa utilizando o couch surfing e também não teve problemas.
Nota 10 para quem teve a idéia inicial de juntar hospedagem, amizade, internet resultando no couch surfing. ::otemo::
#469145 por MariaEmilia
10 Mai 2010, 17:29
Amigos,

Não participo da rede de couchsurfing, mas no final de 2009 e começo de 2010 já hospedei 3 pessoas que conheci aqui no site dos mochileiros.com.

Quando em dezembro de 2009 estava viajando para a Bolivia fui reconhecida no ônibus por um casal de mochileiros, que frequentam o site, depois de conversarmos na viagem entre San Matias e Santa Cruz de la Sierra eu e meu namorado resolvemos oferecer hospedagem para os mesmos no apartamento de minha cunhada em Santa Cruz, assim pudemos oferecer apoio logistico muito bem vindo pelo casal de mochileiros.

Outra vez, agora no final do mês de abril hospedei uma conterrânea (paraense) que estava fazendo a viagem Belém x Cuiabá X San Matias x Santa Cruz e o restante a rota tradicional mochileira até Macchu Picchu.

Gostei dessas experiências a talves até me inscreva no programa.

Bom, essa é a experiência que gostaria de dividir com vocês.

Maria Emilia
#469151 por Ingrid Ferreira
10 Mai 2010, 17:47
Eu faço parte do couchsurfing desde 2008 e recomendo. ::otemo::

Já hospedei duas vezes e fui hospedada uma vez no Rio de Janeiro, e foram ótimas experiências!

Participo dos encontros que a comunidade de São Paulo promove aqui, toda semana tem um "meeting" e sempre que possível eu apareço por lá.
Fiz ótimos amigos através do couchsurfing, tanto brasileiros como estrangeiros que vivem aqui no Brasil.

Inclusive acho que a filosofia do projeto CouchSurfing vai além de hospedagem de graça, o intuito é promover um intercâmbio cultural entre os viajantes e os nativos. Recentemente não hospedo por questão logística, mas sempre participo dos eventos de integração, como eventos culturais, passeios, viagens, etc.

Acho também que para você virar um CSer mesmo, tem que comprar a idéia do projeto. Achar que o couchsurfing é somente para economizar dinheiro de hospedagem é besteira. Porque na verdade não é bem isso!

Tenho um amigo francês, por exemplo, que só hospeda pessoas com verdadeiras intenções de integração cultural, quando ele recebe alguém de outro país na casa dele, promove um Cooking Something, que é quando o estrangeiro cozinha um prato típico de seus país. Ele como anfitrião, convida outros CSers para apreciar o evento. Isso sim é bacana.

No ano que vem vou para Europa e vou tentar conseguir ficar na casa de alguém do CouchSurfing, mas vou preparada para pagar um hostel, caso não consiga.

Mas já tenho hospedagem confirmada em Lisboa, Porto, Paris e Berlin! Na casa de pessoas que conheci durante suas estadias no Brasil e no caso de Berlin, será na casa de uma pessoa que ficou hospedada na minha casa em 2008. ::otemo::
#510932 por tiagoleal
07 Out 2010, 20:41
Oi pessoal!

Ingrid, eu tbm acredito que a filosofia do CS vai muito além de conseguir hospedagem "free" mas sim vc poder imergir em culturas diferente e possibilitar trocas que em outra viagem não seria possível.

Durante esse ano, junto com uma amiga, planejei passar minhas férias na Europa e utilizei principalmente o Mochileiros.com para organizar tudo, desde a escolha da cia. aérea até hostels, passeios e dicas dos destinos. Retornei ao Brasil no último final de semana e tudo deu certo, graças a Deus. Um mês antes de viajar um conehcido comentou que tinha surfado no sofá de um casal em Hamburgo/Alemanha e que tinha sido perfeito, a estada que seria de 2 dias transformou-se em uma semana. Eu já tinha ouvido falar do CS antes e com esse relato me interessei demais, mas como estava muito próximo de embarcar e todas as reservas estavam feitas só cadastrei no site, não preenchi mais nada e viajei.

Em Londres, caminhando pelo Hyde Park encontramos uma família de brasileiros e começamos conversar. Para minha surpresa, eles estavam em uma casa que conseguiram através do CS e estavam vindo de um encontro em um clube inglês com uma outra pessoa que tbm tinha oferecido o sofá para eles. Além disso eles tinham hospedagem para todos os destinos. Achei isso fantástico porque já tinha comentado que estava sentindo falta de viver mais a fundo os lugares os quais estávamos passando.

Então, estou aqui completando meu perfil. Em minha próxima viagem, pretendo surfar alguns sofás, mesmo aqui no Brasil. Fora isso, estou muito interessado nos eventos realizados e encontros com outros viajantes principalmente para aprimorar meu inglês, como alguns amigos fazem. Apesar de a princípio não poder oferecer meu sofá, tenho muita disponibilidade e interesse em receber o pessoal para um tour. Já estou mobilizando alguns amigos tbm interessados.

Bia, achei seu post excelente! Dá uma outra visão do que é o CS. Vasculhei o perfil de vcs para ter uma noção de como elaborar o meu.

Espero tb trazer bons relatos em breve.
#521942 por jackiebla
10 Nov 2010, 16:43
Já me hospedei em casa de pessoas na Europa e já hospedei 2 francesas aqui em casa.

Em um mochilão que fiz pela Europa em Março/2010 junto com um amigo, por conta de $ e de vontade de conhecer o lado não tão turista dos locais, optamos por nos inscrever no CS e experimentar.

Valeu muito a pena. Fiquei em república, depois em sofá na sala, depois em cama inflável no quarto do host e depois em um sofá cama em um conjugadinho mt bonitinho!

Valeu tanto a pena que quero repetir. Ems etembro fiz outro mochilão, mas como estava em um nº maior de pessoas, não rolou pq n queríamos nos separar.

Não tenho como hospedar em casa por falta de espaço, mas a francesa que me hospedou e que fala português (português de Angola) foi tão maravilhosa cmg q consegui convencer a minha mãe a ceder meu quarto para ela enquanto eu estava em uma trip.

Vale muito a experiência. Recomendo!


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 15 visitantes