Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Relatos de viagens pela Turquia


Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor davlav » 03 Jun 2010, 23:56

Pessoal,

Vai em partes. Na segunda seguirão os relatos de Istambul e Capadócia.

Abraços,

David.

Resumo viagem Turquia.

Primeira parte: De Marmaris à Istambul.

OBS: todos os valores estarão em euros. Para facilitar dividi os valores em liras turcas por 2. Se o euro mudar em relação a lira, basta multiplicar os valores citados por 2 para se ter o valor real em liras turcas.

1. O povo.
Embora não tenha colocado este tópico no relato da Grécia, gostaria de dizer que o povo turco é muito cordial, comunicativo e muito prestativo. Nunca negaram-me informação, pelo contrário, muitas vezes se aproximavam só por me ver com o mapa na mão, procurando ajudar. Além disto gostam muito dos brasileiros.
Turcos também adoram futebol e quando souberem que você é brasileiro iram falar de Ronaldinho, Alex e de outros jogadores que porventura estejam jogando por lá. Antes de ir se informe sobre quem está jogando lá e pegue algumas informações, mesmo que você náo goste de futebol para não parecer desinteressado.

2. Comunicação.
Fora da parte turística e dos profissionais de turismo é mais difícil encontrar quem fale inglês, principalmente fora de Istambul. Mas a linguagem universal funciona muito bem. Consegui visitar até uma mesquita em uma cidade medieval e “bater papo” com várias pessoas, sem elas saberem inglês e eu, turco.

3. Dirigir na Turquia
Nenhum problema em dirigir na turquia. Para os nossos padrões as estradas são boas e não tem buraco. São todas asfaltadas e boa parte já é de mão única com duas pistas. A Turquia é bem montanhosa (ao menos em boa parte do trecho que eu andei) e é um sobe desce constante. Quando a pista é de mão dupla, normalmente existem duas faixas para quem sobe. Os visuais são muito bonitos, muito pinheiros no sul, mais vegetação e plantações na direção de Istambul. Em alguns trechos existem muitos carros da polícia fazendo vistorias e é normal te pararem.
Você pode pegar trânsito ruim nos pedaços em que as rodovias estão sendo duplicadas, e são muitos, estão investindo muito em rodovias nesta região que eu dirigi. Em alguns anos todas as rodovias serão de mão única.
Em nenhum momento vi “loucuras” no trânsito (com exceção de Istambul, que é uma loucura, até para nós, mas lá eu entreguei o carro). Não recomendo a ninguem dirigir em Istambul até porque em nenhuma grande cidade vale a pena. Claro que eles dirigem mais como nós do que como os alemãos, logo é preciso o mesmo cuidado ao dirigir como temos por aqui, nem sempre eles sinalizam e portanto é bom estar sempre alerta, principalmente nas áreas urbanas.
Não existe muita sinalização nas estradas em relação a velocidade. Adotei o costume que tenho de andar na mesma velocidade dos motoristas locais, mas acabei descobrindo que todas elas são 90 km, com 10% de tolerância (excecão nas freeway, onde é 120), o que é um problema, pois as estradas são boas e peguei pouco trânsito. Dava para andar a mais tranquilo. Como descobri isto? Sendo multado. Minha primeira multa, depois de mais de 20.000 km rodados na Europa. Para mim, andar a 90 é um martírio.
Outro problema é que as estradas passam dentro das cidades e vilas. Não que atrapalhe muito, mas existem diversos sinais. Normalmente existem luzes amarelas piscando antes de situações que exijam mais cuidados ou dos sinais de trânsito. O sinal fica com o verde piscando, quando vai fechar, depois fica amarelo e finalmente vermelho.
Como um cidadão politicamente correto que sou, na primeira vez que vi o sinal piscar o verde e depois amarelo, pisei no freio e parei. O cara que vinha atrás de mim cortou-me pela esquerda e pareceu falar algo que não entendi,quando me passou e foi embora, parecia relacionado a mãe, mas devo ter me enganado. Com este episódio concluí que ser politicamente correto é louvável mas pode fazer mal a saúde. Conhece algum lugar assim?
Olhe sempre no retrovisor quando for parar, que nem no Brasil. Em relação a isto e a velocidade, faça o que a sua consciência mandar. Eu não aconselho nada. Em tempo, a multa foi de 100 euros, com desconto, paga no banco. A gasolina é mais cara que na Grécia, 1, 9 euros, aproximadamente.
Cuidado com o GPS. O meu mapa foi comprado antes da viagem e está desatualizado (tom tom) mas todos devem ter a mesma fonte. Em uma outra situação, quando estava no interior, em Iznick, e sai faltando pouco para escurecer, parti para Istambul – 250 km, ele me jogou na estrada mas curta, só que era uma estrada de interior, para apenas um carro, cheia de curvas e buracos cruzando montanhas desertas, numa região agrícola, teria sido legal se não estivesse escurecendo e o GPS não se perde-se as vezes. Em algumas situações fui pelo meu mapa, que peguei numa agência de turismo em Bodrum, ao lado da entrada do castelo.
Se você vai pegar o carro em uma cidade e devolver em outra, a oferta se reduz. Só as grandes companhias aceitam esta situação e os preços até dobram. A Avis pediu de Marmaris à Istambul o dobro que a Hertz pediu. O problema é que a Hertz só tinha em Bodrum. Fui obrigado a alugar um em Marmaris, e devolver lá, e ir para Bodrum pegar o carro da Hertz, até Istambul. Uma semana por 300 euros. Era o econômico, mas ganhei um up-grade e peguei um Focus.
Concluindo, quem gostar de dirigir, não tem problema, e existem lugares lindo para se conhecer nos caminhos.

4 .Hotéis.
De um modo geral os hotéis são bons. Possuem banheiros até melhores que o padrão europeu. Todos com bons armários, boas camas, normalmente bem decorados e, comparando com os preços das cidades européias, custam a metade do preço.

Marmaris.
Ficamos no Club Amaris – 25 euros, sem café - um apart hotel onde você pode fazer até refeições leves no seu apartamento. Mas no hotel existe um bar, com um povo muito animado e amigo. Foi fácil se inturmar. O hotel possui uma boa piscina e uma excelente relação custo-benefício. Valeu ficar nele.

Bodrum.
Ficamos no Hotel Istankoy – 45 euros com café (5 euros do ar condicionado), perto da praia e da muvuca. Boa localização. Também com piscina (quase todos tem) , bar, muito turista. Também nos atendeu.

Pamukkale.
Ficamos no hotel Vênus – 30 euros, com café. Bom hotel e bom restaurante. Comida típica. Não o achamos, fomos achados pelo dono , que fica rodando de lambreta pelas ruas.

Kusadasi.
Da mesma rede de Bodrum. 37,5 euros. Perto da praia e da muvuca. Atendeu bem.

Bergama.
Cidade pequena. Ficamos no terceiro que olhamos, . Poucas opções. Mas estava dentro dos padrões de qualidade. Jantamos lá mesmo. Nada na cidade nos estimulou a sair e chegamos tarde de Pergamo, também. Não lembro o nome.

Canakkale.
Demos sorte. Paramos o carro ao lado de um muito bom, mais barato do que o preço que tinha visto no Brasil, no booking.com. O nome é Kervansaray, um hotel histórico no centro da cidade. 50 euros, com café.

5. Deslocamento entre locais
De Rhodes para Marmaris – catamarã – 16:00 – 17:00 50 euros
Porto para o hotel – taxi 10 euros
De Marmaris para Bodrum – Ônibus. Tem a toda hora. 9 euros p/ pessoa.
De Bodrum, para Pamukkale, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Istanbul – de carro.

6. Deslocamento nos locais

Dica: para caminhar nas praias (e também em Pamukkale) e até mesmo entrar no mar existem uns sapatos de plastico, tipo silicone, esportivo, super-flexivéis, que permitem andar sem machucar os pés. Deve vender aqui no Brasil.

Todas as cidades menores em que ficamos circulamos a pé. (Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Kusadasi, Selçuck, Bergama, Canakkale, Bursa e Iznik) . Algumas eram apenas base para conhecer as cidades históricas.

7. Alimentação
Nenhum problema em relação as comidas turcas. As mezes são legumes, queijos, pastas e comem muitas saladas e frutos do mar e carnes conhecidas. Não recomendo restaurantes pois acho muito pessoal, mas de modo geral todos os restaurantes que fomos nos agradaram. Bebem muito chá (o dia todo). Alguma dificuldade para conseguir leite quente no café da manhã.

8. Dinheiro
A forma mais prática de lidar com ele é a mesma usada no nosso cotidiano, cartão de crédito e saque no cartão de débito, com a vantagem de se pegar o dinheiro local (existem caixas em qualquer lugar). Basta levar alguns euros para os primeiros momentos.

9. Preços
Estes preços refletem os praticados por bons restaurantes (ou bares e cafés) em áreas turísticas. Podem variar conforme o gosto de cada viajante.
Massas – 4 a 7. Saladas – 4 a 5. Pratos de carne e peixe – 6 a 10
Coca cola – 1 a 2 Cerveja 330 ml – 1,5 a 2,5 Cerveja 500 ml – 2,5 a 4.
Suco de laranja 500 ml – 1,5. Taça de vinho – 2,5 a 4
Kebab, sanduba local – 2 a 3. Morango – 1,5 o quilo (muito bom)

10. Tempo necessário

Nesta primeira parte da viagem a idéia era conhecermos algumas cidades menores, as ruínas históricas, o interior da Turquia e o que mais aparecesse. É uma forma diferente de viajar, onde você determina o ritmo e onde quer ir e parar.
Os dias previstos se mostraram suficientes, desde que você tenha disposição para andar, as vezes durante horas (para conhecer hierápolis e Pamukkale foram umas 5 horas, claro que parando para uma cervejinha).
Outro ponto importante é a velocidade com que vê as coisas pelo caminho. Por exemplo, se você levar 30 minutos contemplando cada mosaico que encontrar pela frente, cada conjunto de colunas gregas, a coisa ficará complicada. Mas isto é pessoal.
De um modo geral, duas a quatro horas por cada sítio arqueológico é razoável para mim. Mas lembre-se que o tempo é gasto como você quiser, você é o dono dele, não se trata de uma excursão.
Por exemplo, fiquei uma meia hora parado em uma beira de estrada “conversando” com um vendedor de frutas, sobre frutas típicas, pronúncia em turco e português, e comendo morangos maravilhosos.
Outro exemplo, andar uns 80 km fora do previsto, para achar uma praia ou vila que você leu em algum lugar que é maravilhosa ou tirar do roteiro alguma cidade prevista originalmente. Normalmente eu decido na noite anterior onde vou no dia seguinte e em que cidade vou dormir.

11. Temperatura
O tempo em maio foi bom, só com uma manhã chuvosa e uma tarde com névoa seca, em 9 dias, calor de dia e friozinho a noite (podem levar casacos, mas nada exagerado).

12. Compras.
Nesta parte da viagem não nos preocupamos muito com isto, mas a maioria das cidades é turística, logo existe um grande comércio voltado para este fim. Em Bursa já existe um bazar, menor que o de Istambul, mas já com bastante oferta. Serve para as meninas irem se aquecendo para Istambul. Procure usar o seu valor referencial para as coisas, quanto elas custam no Brasil e em outros países e compre se valer a pena (e se houver dinheiro, é claro).

13. Guia turístico
Uso sempre o guia visual que a Folha de S. Paulo publica no Brasil. Claro que isto é pessoal, mas dê uma olhava nele. Comprei um da Turquia toda.

14. Relatos.
Não entrarei em muitos detalhes sobre os pontos turisticos tradicionais, pois podem ser pesquisados em vários guias. A idéia é dar uma noção do tempo gasto para conhecer as cidades e os locais. A Turquia do mar Egeu é cheia de atrações, cidades movimentadas a beira-mar, resorts enormes, ruínas históricas e alguns quilometros para dentro, pegando-se algumas estradas secundárias, ainda se vê pastores com suas ovelhas.

Marmaris.
Inicialmente pretendíamos ir de Rhodes para Bodrum, mas acabamos indo para Marmaris, por vários motivos: O catamarâ leva 50 minutos contra umas duas horas para Bodrum, tem todo o dia para Mamaris e Bodrum não, queríamos ir para Olu Deniz e Marmaris fica uns 180 km mais perto. O único problema foi o fato da Hertz não ter loja em Marmaris e minha reserva com ela ser em Bodrum. Acabei alugando um carro por um dia lá. O objetivo principal era ir ao desfiladeiro de Saklikent e a um local com belas fotos de praia: Olu Deniz.
Chegamos no hotel umas 18:00 h e saímos para alugar um carro para o dia seguinte e conhecer a cidade. Depois voltamos para o hotel e jantamos lá, pois tinha um bar/restaurante com mesas na beira da piscina e com uma turma super-simpática.
No dia seguinte pegamos o carro e fomos para Fethiye - 122 km. Dali, com mais 17 chega-se a Olu Deniz e com 42 ao desfiladeiro. Todos os dois passeios valeram a pena. Só que acabei saindo um pouco tarde e no desfiladeiro precisaríamos de mais umas 2 h para ir até a parte que o guia local sugeriu, voltamos da metade. A tardinha passeamos pela rua litorânea em Marmaris. Devolvemos o carro e fomos dormir. No dia seguinte pegamos um ônibus para Bodrum.
Foi bom ter ficado em Marmaris, em função dos nossos planos.

Bodrum.
Em Marmaris, e principalmente em Bodrum, eles aproveitam muito bem o turismo. As praias continuam com “areia” de pedras, mas eles “tiram leite” destas pedras. Os bares são transados, as praias lotadas de espreguiçaderas, onde os garçons atendem os turistas, tudo florido e arrumado.
Bodrum já é um outro padrão de cidade. É o mais conhecido balneário turco, centenas de iates, um bonito castelo na beira do mar (aliás, tem uma informação turística muito boa na entrada dele, foi onde peguei os mapas para minha viagem), muitos bares e restaurantes.
Lá tem umas das mais famosas boates turcas, com capacidade para 5.000 pessoas, a Halikarnas. Passamos lá de dia e o visual da parte externa é incrível, com vista do mar e do castelo. Ficamos tão animados que resolvemos ir nela, a noite. O único problema foi o fato dela fechar no inverno e só reabrir na semana seguinte.

Dica: Galera da noite, tive a impressão que no verão deve ficar tipo Mikonos, a orla é cheia de bares/boates, cheios de luzes, efeitos e música. Todas as espreguiçadeiras são retiradas e no local se colocam mesas, cadeiras, sofás, tudo bem transado tipo lounge e a “areia” vira um grande restaurante/barzinho, cheio de gente. Pesquisem.

No dia seguinte finalmente pegamos o carro e partimos. Valeu a pena ter ido a Bodrum.

Pamukkale.
A distância a percorrer era 286 km, foi tranquilo, chegamos e fomos direto para hierápolis. Descobrimos que Hierápolis e as famosas plataformas brancas de Pamukkale ficam no mesmo lugar. Você pode entrar por Hierápolis (pelo lado da estrada, precisa ir de carro ou ônibus) ou pelo lado de Pamukkale (neste caso pode ir a pé, se você estiver hospedado na vila).
Em Pamukkale existe uma piscina natural de aguas transparentes e pedaços de mármores gregos dentro dela, cheia de turistas. Passei, até porque não era barato entrar nela. As piscinas naturais estavam com bastante água (uma preocupação pelo que tinha lido antes).
Hierápolis também é fantástica. “bem conservada”, possui o mais completo teatro dos que eu ví, ainda com uma parte do palco e da decoração.
Chegamos na vila quase noite. Paramos para nos localizarmos e logo surgiu o dono de um hotel, o Vênus, de lambreta. Fomos para lá e valeu a pena. Jantamos por lá mesmo. Comida turca, tanto no jantar como no café da manhã. Muito bom.

Kasadasi
Saímos de manhã cedo e partimos para Selçuk, onde iríamos no castelo e na basílica de S. João, onde acredita-se que ele esteja enterrado. Na estrada paramos para comprar morangos e “conversamos” bastante com o vendedor sobre frutas e seus nomes.
Após a catedral , partimos para Éfeso, que estava cheia, mas não insuportável e, finalmente, partimos para a casa de Maria (mãe de Jesus, que teria sido levada por João para se esconder e que teria morado nesta casa). Não existe prova científica do fato, apenas circustanciais, mas como trata-se de uma questão de fé, você decide se vale a pena. Arquitetonicamente não acrescenta nada, é uma casa bem simples.
Fomos então conhecer Kusadasi, uma cidade normal, na praia, com seus bares e restaurantes. Estivemos lá no dia em que o Bursa foi campeão e vimos a festa dos torcedores.

Bergama.
Na saída resolvemos procurar uma praia chamada Ilica, perto de Cesme, que lemos no guia que era um local interessante e fomos lá confirmar. Valeu a ida .
Depois fomos direto para Bergama, e para as ruínas de Pergamo. Na saída procuramos um hotel, jantamos nele mesmo e fomos dormir.

Canakkale
No caminho para Canakkale programamos passar em Assos, uma cidade medieval no litoral da Turquia. Fomos por uma estrada regional, beirando o litoral, de onde se avista bem proximo uma ilha grega, acho que Lesvos. Muito bom, a cidade é realmente medieval e habitada, ideal para curtir um outro visual para variar. Bom lugar para fotos.
Depois seguimos a viagem para a próxima etapa: Tróia.
Particularmente procuro evitar comentários sobre os lugares, pois as opiniões variam conforme o perfil e o conhecimento prévio de cada viajante, mas no caso de Tróia, só com tempo disponível. Não existem nem ruínas como o teatro de Hierápolis ou a biblioteca de Éfeso e o cavalo de tróia é uma reconstituição bem estilizada, tem um monte de janelinhas para os turistas tirarem fotos. Se o problema é ver um cavalo de Tróia, vá em Canakkale, onde se encontra o utilizado no filme do Brad Pitt, bem mais factível.
A cidade de Canakkale vale a pena. Na beira do canal que liga o mar Egeu ao mar de Marmara, é animada, pessoas circulando pela beira-mar e bons restaurantes.

Bursa.
A dúvida era se cruzávamos o canal e íamos para Edirne ou se íamos para Bursa. Fomos para Bursa. Já é uma cidade grande, bem legal, grande mercado, mesquita, movimento na rua. Quase dormimos lá. Em cima da hora resolvemos passar em Iznik, famosa pelos seus azulejos, na beira de um lago enorme, pareceu-me uma boa idéia. Só que chegando lá não tinha hotel, todos fechados, ainda não era temporada. Com ainda faltava umas duas horas para escurecer, resolvi ir logo para Istambul ( uns 250 km). Pelo GPS vi que tinha uma opção de pegar um ferry para Istambul, cruzando o mar de Marmara, ou dar a volta de carro. Optei por dar a volta. O GPS me colocou na estrada mais curta, o problema é que era uam estrada pequena, para apenas um carro, em muitos trechos, com buracos, pelo interior mesmo, subindo e descendo montanhas. Teria sido ótimo, se fosse mais cedo, mas os 40 km levaram quase uma hora. Cheguei em Istambul as 21h.
Avatar do usuário
davlav
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 463
Desde: 22 Mai 2008, 22:02

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor davlav » 04 Jun 2010, 19:33

Segue a planilha de gastos.

David.

Custo Turquia excel 2003.xls
(22.5 KiB) Baixado 582 vezes
Avatar do usuário
davlav
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 463
Desde: 22 Mai 2008, 22:02

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor davlav » 08 Jun 2010, 22:21

Seguem algumas fotos:

Legenda da Foto
Saklikent.

Legenda da Foto
Olu Deniz.

Legenda da Foto
Bodrum

Legenda da Foto
Boate

Legenda da Foto
Pamukkale

Legenda da Foto
Hierápolis.

Legenda da Foto
Éfeso

Legenda da Foto
Kusadasi

Legenda da Foto
Pergama

Legenda da Foto
Canakkale.

Legenda da Foto
Bursa.

Legenda da Foto
Indo para Istambul
Avatar do usuário
davlav
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 463
Desde: 22 Mai 2008, 22:02

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor Barone223 » 23 Jun 2010, 16:52

David,
esse relato vai ajudar muito na minha viagem, em primeiro lugar gostaria de agradecer, e segundo , gostaria de pedir algumas opinioes.
Vou ficar do dia 30/09 a 10/10
Vou chegar na Turquia 30/09 por Ancara, e pego um transfer direto pra Goreme.
01/10 Tour pela Capadócia (fechado com o Hotel)
02/10 Passeio de balão( fechado com o Hotel) e logo depois quero partir com um carro alugado.
Estou querendo chegar em Istambul dia 7, então tenho do dia 2 até dia 7 pra ''rodar''
Tenho interesse em Antalya, Fethiye, Ephesus, Pamukkale, e um passeio de barco de um dia.
O que vc acha neste pequeno período? O que vale mais a pena?
Agradeço muito se puder ajudar!!!
Abraços!!!!
Barone223
 
Mensagens: 7
Desde: 20 Mar 2010, 15:08

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor davlav » 25 Jun 2010, 00:30

Tudo bem, Barone?

Não sei se você viu os tópicos abaixo, onde tem o relato de Istambul e Capadócia.

istambul-em-cinco-dias-t44593.html
capadocia-t44736.html

Bom, em relação a suas perguntas eu diria que seu tempo é curto para o que você pretende. Por exemplo, chegar dia 7 (provavelmente a tarde) em Istambul e ir embora dia 10 te deixaria 2,5 dias livres (sugiro pelo menos 4).

Analise o seguinte: saia de avião da Capadócia e vá para Bodrum, chegará dia 02, parte da tarde, conheça a cidade e saia de lá de carro (foi o que fiz) no dia 3, vá para Pamukkale, durma lá (veja sugestão do hotel), saia dia 4 pela manhã e vá para Éfeso. Durma o mais próximo que puder de Bergama. Dia 5 conheça Pergamo e parta para Istambul. Vai chegar de noite,

Assim sobraram os dias 6, 7, 8 e 9 para Instambul.

Outra opção, vá para Antalya de avião, pegue o carro lá, passe em Olu Deniz e durma em Bodrum. Neste caso chegará um dia depois em Istambul e sobram 3,5 dias.

Vai ser meio corrido, mas se você tiver disposição até dá. Melhor solução: arranje mais 3 dias de férias.. :)

Abraços,

David.
Avatar do usuário
davlav
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 463
Desde: 22 Mai 2008, 22:02

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor Barone223 » 29 Jun 2010, 01:15

David,
muito grato pela resposta e sua planilha está nota dez! Vai ajudar muito!
Bem montei o roteiro:
30/09- Ancara-Goreme
01/10- Goreme
02/10- Goreme- Fethiye(avião)
03/10- Fethiye(passeio p/ Rodhes)
04/10- Fethiye( barco) (Onudeliz- Butterfly Valley)
05/10- (Aluguel de carro) (Myra- Olimpos) e mais o que der tempo
aí gostaria de sua sugestão, daria pra encaixar Saklikent em algum dia?
06/10- (Aluguel de carro) Fethiye- Denizli- Ephesus- Istambul( esse dia vai ser brabo) carro alugado
07/10- Istambul
08/10- Istambul
09/10- Istambul
10/10 - Istambul - Rio
é mais ou menos isso, se puder de sua opinião.
Abcs
Barone223
 
Mensagens: 7
Desde: 20 Mar 2010, 15:08

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor davlav » 29 Jun 2010, 18:40

Barone,

Acho que sair de avião de Goreme é realmente uma boa idéia.

Agora, não estou vendo Pamukkale e Hierápolis. Outro ponto, ir de Fethiye até Istambul de carro é loucura, não dará para ver nada no caminho.

Comentários:

Não sei se vale ie a Rhodes, é uma ilha linda, talvez a que eu mais tenha gostado, mas sair do "clima" Turquia pra o Grego não parece-me uma boa idéia com os seus prazos tão apertados. Acho que você deve analisar incluir os dois pontos citados acima (na verdade é o mesmo lugar)

Dos lugares que eu fui até dá para cortar Assos, Pergamo e Canakkale e com certeza Tróia. Analise isto em relação aos outros lugares que você citou.

Bom, a decisão é sua, pense apenas em não fazer uma viagem muito corrida ou deixando de lado um ponto importante. A minha sugestão continua a mesma do tópico anterior. Agora se mantiver a ida direta de Fethiye para Istambul, vá de avião.

Abraços,

David.
Avatar do usuário
davlav
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 463
Desde: 22 Mai 2008, 22:02

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor Barone223 » 30 Jun 2010, 00:02

David,
mais uma vez muito grato pela resposta, não está sendo útil só pra mim, mas com certeza pra muitos outros participantes do forum.
Em relação ao roteiro, me expressei mal, quando disse Denizli, seria Pamukkale e Hierápolis. E quanto ao carro, sairia de Fethiye bem cedo , faria Pamukkale, Ephesus e deixaria o Carro em Izmir, pegando um voo a noite para Istambul. esse dia vai ser meio pauleira, pois as atrações se não me engano fecham as 17 horas, confirma isso?
E a grande dúvida que tenho, quando eu sair de Goreme vou alugar um carro até Fethiye, mas estou achando muito longe e iria acabar pegando um belo pedaço de estrada a noite, então acho que vou dormir em Antalia e bem cedo partir pra Fethiye, fazendo Olimpus, myra e mais o que der nese dia.
Bem ta aí um esboço, por enquanto reservei somente o hotel em Goreme, e estou esperando ter certeza do roteiro pra reservar os outros.
Com certeza irei postar tudo na volta, estradas, hoteis e td mais.
Muito grato pela ajuda!!
Barone223
 
Mensagens: 7
Desde: 20 Mar 2010, 15:08

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor Barone223 » 30 Jun 2010, 00:12

Acabei esquecendo de postar minha duvida, quanto a ir de Goreme a Fethiye ou Antalya, sabe como possa vir a ser a estrada? Será que é complicado numa estrada que me parece , não dei se estou engando, secundária?
Valeu!!
Barone223
 
Mensagens: 7
Desde: 20 Mar 2010, 15:08

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor davlav » 01 Jul 2010, 18:45

Barone,

reforço o que já disse, saindo de manhã do sul da Turquia e passar em hierápolis e Pamukkale já preenche todo o dia. Ainda passar em Éfeso e deixar o carro no aeroporto? Não aconselho.

Não posso opinar sobre os lugares que não fui, mas esta é uma decisão que só você pode tomar. A minha sugestão, a partir do que conheci na minha viagem, continua sendo a que coloquei lá encima. Pode mudar a vontade, só analise bem os tempos para não ter que conhecer tudo correndo...ou nem conhecer.

Pense assim: 4 horas para Hierápolis/Pamukkale - 2 - 3 horas para Éfeso, mais 1 hora para a casa de Maria (se quiser ir -não é nada especial, só pelo valor religioso).

Abraços,

David.
Avatar do usuário
davlav
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 463
Desde: 22 Mai 2008, 22:02

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor Barone223 » 02 Jul 2010, 17:38

Realmente David, acho que vai ser muita correria, melhor sair de fethiye tranquilo, conhecer pamukkale com calma, dormir lá e dia seguinte conhecer Ephesus pela manha e pegar um voo a tarde, perco um pouco de Istambul, mas acho que vai ser beeeem mais tranquilo.
Muito grato pelos esclarecimentos David, e na volta vou fazer um relato bem esclarecedor sobre estradas, etc....
abs
Barone223
 
Mensagens: 7
Desde: 20 Mar 2010, 15:08

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor davlav » 20 Set 2010, 20:46

Respondendo consulta enviada para meu email.

"vi seu post da turquia e queria um favor vou p la em agosto de 2011 depois de ficar 3 meses ma europa, vou por rhodes, ficarei em torno de 15 dias pela turquia, quais cidades me recomenda conhecer tendo em vista que não alugarei carro irei de onibus, taxi ou avião, não gosto de dirigir em outros paises tenho medo...rsrs!
Da turquia quero ir para israel, jordania e egito, tem algumas dicar de roteiro?"

Junior,
Existem muitas cidades e lugares que o meu tempo não permitiu ir, mas comentarei dos que eu fui. Se você vai entrar na Turquia a partir de Rhodes por mar, existem duas opções mais viáveis: Marmaris e Bodrum, sendo que destas a melhor e mais rápida é Marmaris. Como seu tempo é mais curto, a opção de Bodrum seria melhor pois cortaria do roteiro Marmaris e Olu Deniz.
Em Bodrum dá para ficar uns 2 dias, caso goste de agito. Depois partir para o pacaote que considero básico: Hierápolis / Pamukkale / Éfeso e então partir para Istambul e depois Capadócia.
Eu colocaria 5 dias em Istambul, 3 na Capadócia, 2 em Bodrum e uns 3 para as outras cidades citadas.
Bom, se você leu os relatos já dá para ter uma idéia dos outros lugares. Veja os outros tópicos da Turquia.

capadocia-t44736.html
istambul-em-cinco-dias-t44593.html

Abraços,

David.
Avatar do usuário
davlav
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 463
Desde: 22 Mai 2008, 22:02

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor msportugal » 02 Out 2010, 22:36

David,
Em maio de 2011 irei a grecia e turquia. Seguirei seguinte roteiro: atenas(2 dias), creta(3 dias), santorini(3dias), mykonos(3 dias), bodrum(1dia), pamukale(1dia), fethiye(1 dia), sigo no blue cruise até olympos por 3 dias (http://www.alaturkacruises.com/life-on- ... board.html), capadocia( 2dias), istambul(4dias). Minha dúvida é como ir da grecia à Bodrum (nao queria ir a rodhes)? Tem como ir de mykonos ou teria q voltar a atenas ir p istambul e depois a bodrum?
A segunda dúvida é como ir de olympos a capadocia e da capadocia a istambul?
Ademais gostaria de dicas de passagens aereas do brasil para la. Abraço
Murillo
msportugal
 
Mensagens: 1
Desde: 02 Out 2010, 22:17

Re: Turquia: Marmaris, Bodrum, Pamukkale, Éfeso, Kusadasi, Bergama, Canakkale e Bursa

Mensagem não lidapor davlav » 03 Out 2010, 11:52

Murillo,

Vou procurar te ajudar em relação aos lugares que passei. Não sei se você viu meus outros relatos, da Grécia, Istambul e Capadócia, mas lá tem muita informação.
Primeiramente queria dizer que Rhodes vale a pena. Fui em três ilhas: Mikonos, Santorini e lá. Se tivesse que escolher só duas ela estaria dentro.

Bom, entre Capadócia e Istambul pode ser um pacote que inclua o ônibus (leva a noite toda) ou de avião (comprando antes pode até sair o mesmo preço). A vantagem do avião é chegar descansado para a "pauleira" de conhecer a Capadócia em dois dias (são necess´rios dois dias inteiros, no mímino). Vale a pena pegar um pocote completo: Deslocamento, hospedagem, balão, passeios.......

De Mikonos para Bodrum de ferry deve ser complicado. De Rhodes, que é mais próximo, já era. Tanto que fui para Marmaris (uma hora de Rhodes, diariamente). No meu caso foi bom pois queria ir a Olu Deniz. De avião talvez seja mais rápido.

Em relação as passagens do Brasil, não posso te ajudar. Só viajo com milhagens.

Veja os outros tópicos da minha viagem nesta região.

grecia-atenas-mikonos-santorine-e-rhodes-t44431.html
istambul-em-cinco-dias-t44593.html
capadocia-t44736.html

Abraços,

David.
Avatar do usuário
davlav
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 463
Desde: 22 Mai 2008, 22:02

Turquia, Egito e Jordania

Mensagem não lidapor erika_rp » 18 Out 2010, 20:40

Olá Pessoal,

Depois de "sugar"durante 2 anos o site mochileiros, tomei vergonha na cara e resolvi contribuir...rsrsrs
Ano passado(2009) fiz um trip para Europa: Paris, Auschwtiz, Praga, Atenas, Florença, Piza, Costa Amalfi, Roma, Barcelona.
Este ano (2010) fiz Turquia, Egito e Jordânia.

Fiquei 20 dias viajando e voltei dia 12/out. Foram 3 paises com peculiaridades únicas. Não vou me atentar aos pontos turísticos, mas sim, a minha impressão de cada país.

Turquia: Cheguei no final de setembro. Peguei um taxi no aeroporto com destino a Sultanahmet. Paguei 35 liras turcas ( quase 1 para 1). Fiquei hospedada no Hotel Península. Quarto single 40 euros. Custo benefício bom! Café da manhã simples, mas justo. Sempre de manhã conversava com o cara do hotel, foi bom saber um pouco sobre a cultura turca. Por exemplo, quem é casada a aliança é na mão direita, conversar se eles sentem mais europeus ou asiáticos, sobre Orham Pamuk ( famoso escritor turco que escreveu livros como "Istambul, memoria e cidade" e "Neve"... e descreve Istambul como huzun=melancolica em turco) entre outras coisas.

Em Sultanahmet, os restaurantes são "pega turista", o menu é muito internacional. O melhor mesmo é ir a Beyoglu. Fui neste bairro na hora do almoço e numa das vielas vi um monte de turcos comendo um pão com recheado... qdo fui ver no cardápio era intestino de carneiro. Provei, gostei. De tantas especiarias,não senti o gosto do intestino. Qdo perguntei no meu hotel onde encontrar em Sultanahmet "kokoreç", o tal intestino, o cara do hotel disse que esta comida estava proibida, devidos as leis européias de higiene. Como assim???? Ele recomendou o restaurante "Sampyon kokoreç", que é o melhor. Infelizmente não tive oportunidade de ir. Provei tbm em Beyoglu, um marisco com arroz... MARAVILHOSO!!!!
Ah! Todo dia, as 06h00 eu era acordada com o som dos minaretes ( torres das mesquitas), com o chamado para as oraçoes dos muçulmanos. Eles fazem 5 rezas ao dia.

Vc vai ser a foto do Atatürk , o pai dos turcos, fundador da Republica Turca espalhado em todo lugar.

Cappadocia - Depois de Istambul, fui para Goreme (ou Cappadocia)... ficar atento ao passeio de balão. Como comprei um pacote, só tinha aquele dia para passear de balão. Justo "naquele"dia, o vento estava forte e o passeio foi cancelado! Não subiram 20 baloes "naquele" dia. Pelo menos eles devolvem o dinheiro. Mas o gostinho de passear de balão ficou... buááá.

Pamukkale - Nao tem água na parte natural de Pamukkale, igual ao que se ve nas fotos do Google. O que a cidade fez foi construir uns piscinoes artificiais. Muito decepcionante!!!

Aprenda algumas palavras em turco, elas sempre sao bemvindas:
- bom dia = gunaydin ( le-se gunaidan)
- obrigado = tesekkur ederim
- por favor = lütfen

Bom eh isso...
Bjs
erika_rp
 
Mensagens: 8
Desde: 08 Jun 2008, 19:56

Próximo

Voltar para Turquia - Relatos de Viagem



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante