Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''noronha''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Companhia para Viajar
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 1 registro

  1. 1. FERNANDO DE NORONHA – 12 A 19/02/2019 Conhecer Fernando de Noronha sempre foi um sonho bem distante. Achávamos que um dia iriamos, mas que esse dia seria quando fossemos mais velhos e muito ricos! Ter a oportunidade de visitar a ilha, nos fez ver que tudo é possível e sonhos se realizam antes de estarmos 100% preparados. Só estávamos equivocados com o que imaginávamos da ilha, ela é incrivelmente mais bonita quando se está lá, sentindo a energia e o astral do lugar. As cores, as paisagens, os movimentos, as sensações, tudo vibra uma natureza exuberante e bela. Fernando de Noronha é muito mais do que os posts glamorosos de instagram que a gente vê quando pesquisa sobre a ilha. Na verdade encontramos um lugar simples na essência, aquela simplicidade bonita e autentica um lugar que te traz segurança, que as pessoas estão dispostas a ajudar umas as outras. Nos acostumamos com aquela paz, com aquela beleza e tranquilidade e acreditamos que a vida deveria ser assim em todos os lugares. Prazer, somos Karina Borges e Mario Medeiros. Abaixo dividimos nosso diário, roteiro, experiências destes 7 dias que passamos em Noronha. No final de cada dia também abrimos os custos que tivemos. Aproveite :) 2. Diário de Bordo DIA 1 – 12.02 Aterrissagem em Noronha às 14 horas! Aqui é 1h a mais que em Recife, que é 1h a menos que em Porto Alegre, e demoramos para entender que é a mesma hora. Ok, não importa a hora. De transfer com a Noronha Tour (cada pousada tem uma agencia que faz o transfer de graça) já rolaram algumas dicas com a guia e outros passageiros que recém tinham desembarcado. Neste papo decidimos não fazer o Ilha Tour com agencia, pois tínhamos vários dias e faríamos o nosso próprio tour! Na Pousada Bela Vista, foi só largar tudo e sair para a praia. Praia 1 – Praia do Cachorro Praia 2 – Praia do Meio Praia 3 – Praia da Conceição Todas as praias são lindas. A do Cachorro quase sem areia, com muitas pedras, vimos o povo pulando no Buraco do Galego, mas não fomos. Só uns mergulhos no rasinho e admirar a beleza. Seguimos para a praia do lado pela Trilha Costa Esmeralda: Praia do Meio. Onde entramos para um mergulho, mas haviam ondas altíssimas. Ficamos no rasinho, admiramos a Pedra do Pião. Menino Mario necessitava de um mergulho profundo então seguimos para a próxima praia. Praia da Conceição, onde o tão esperado mergulho aconteceu. O Morro do Pico é maravilhoso! Ficamos curtindo e aguardando o pôr do sol no Bar do Meio. Estava um pouco nublado mas foi lindo mesmo assim. Depois partimos atrás de comida e encontramos um restaurante junto à uma farmácia. Buffet por kilo, comida boa e preço honesto para o nosso padrão Noronha: R$100 para nós dois com 1,5l de água junto. Obrigado Restaurante da Mãezinha. DATA R$ O QUE 12/fev R$ 8,75 Uber ida aeroporto Porto Alegre 12/fev R$ 10,00 Água bar do meio 12/fev R$ 99,92 Janta self service Restaurante da Mãezinha DIA 2 – 13/02 Chove em Noronha! Acordamos e tomamos um super café da manhã, descansados e sem pressa. Ouvimos as histórias da “Lora”, uma figura que cuida da pousada, e tomamos um mate com outros gaúchos que estão na mesma pousada. Programa de Noronha na chuva: Visita ao Memorial Noronha – ao lado da Igreja na Vila dos Remédios. Conta toda a historia da Ilha, desde o descobrimento, todas as ocupações... Espaço simples e bem legal foi ótimo para saber onde estávamos. Saímos e subimos para o Forte Nossa Senhora dos Remédios. Linda a vista para as praias do Dia 1, Morro do Pico e toda Praia do Porto mais as ilhas secundárias. O Forte está em reforma, recuperação de toda a estrutura o que não atrapalhou em nada o passeio. Quando finalizamos, já parava de chover. Fomos no ICMBIO e Projeto Tamar, uns 20min de caminhada da nossa pousada. Pés quentes, chegamos no ICMBIO e estavam distribuindo as senhas para agendar as trilhas (acontece todo o dia às 15:30h). Às 16:30h o Tamar faz uma palestra explicando as trilhas e percursos, preocupações, fala sobre a ilha e a biodiversidade. Antes da palestra conseguimos comprar as carteirinhas de acesso as praias do Parque Nacional Marinho. Depois fomos conhecer a Praia Boldró, rolou um mergulho e logo voltamos para a estrada. Resolvemos esperar o ônibus, pois a subida até a pousada era longa! O ônibus escolar passou e nos deu uma carona, algo que acontece bastante por aqui. Jantamos no Xica da Silva, bem próximo a Pousada Bela Vista, e com uma comida muito boa! Dica: O Ilha Tour é um baita passeio se tu tiveres poucos dias ou quiser algo mais prático sem grandes caminhadas e esforços para rodar a ilha. DATA R$ O QUE 13/fev R$ 18,00 Água 5 litros 13/fev R$ 19,95 Frutas maçã e pera 13/fev R$ 212,00 2 ingressos Parque Marítimo 13/fev R$ 220,00 Janta Xica da Silva 13/fev R$ 14,00 2 heineken padaria DIA 3 – 14/02 Acordamos cedinho para ir a Praia do Sancho, esperamos o ônibus (que era para ser a cada 30min, mas demorou quase 1h). O ônibus nos deixou na estrada de chão que leva até o PIC Sancho-Golfinho. Estava bem embarrado e um amigo nos ofereceu carona. Chegamos lá, fomos direto ao Mirante 2 Irmãos. A vista é incrivelmente linda, mas deixamos as fotos para depois e voltamos à fila para descer à praia. Este ano implementaram horários de subida e descida para organizar o acesso a praia, 45min para a descida, depois 45min para subida. As escadas são entre as pedras, um local apertado e que dá um certo nervoso de imaginar ficar preso. Mas tudo certo! Apesar de um pouco mais demorada a nossa fila chegamos à praia é eleita a mais linda do Mundo. Titulo super merecido! Ficamos felizes de estar ali sem guia/passeio, pois assim curtimos a praia por horas! No ilha tour as pessoas ficam cerca de 45min e seguem para outra praia. Mergulhamos com máscara e pé de pato e vimos peixes lindos, arraia e até lula. Foi lindo esse primeiro contato com a vida marinha. Depois do Sancho seguimos para a próxima praia e por sorte conseguimos outra carona que nos levou até a Cacimba do Padre. Uma praia lindíssima e grande, com vista para a lateral dos Morros 2 Irmãos, aproveitamos e fizemos uma pequena trilha até a praia do lado: Baia dos Porcos. Apesar de ter bastante ondas, a maré estava baixa e conseguimos atravessar, em horários de maré alta não é possível fazer esta travessia pela praia. Esta praia é muito famosa vista de cima, do mirante dos Morros Dois Irmãos. Andamos pelas pedras e tomamos um banho em suas águas calmas e cristalinas. No entardecer fomos caminhando da Cacimba até a Praia do Bode e Praia do Americano, onde subimos por uma trilha para o Morro do Boldró. Ali a galera se reúne para ver o por do sol, tem um bar com música ao vivo e um super astral todo fim de tarde. Quando chegamos na pousada os gaúchos estavam fazendo um churrasco e nos convidaram para jantar. Achamos muito legal pois estavam hospedes e funcionários da pousada reunidos em uma grande mesa comunitária. Demos risada, conversamos e conhecemos um pouco mais da cultura local! Dica: O PIC são Postos de Informação e Controle de acesso as praias do Parque Nacional Marinho, os postos tem estrutura de banheiro, ducha, lojinha e bar. Aqui é um ótimo lugar para comprar água, eles vendem refil por um preço bem acessível, então leva tua squezze ou garrafinha – para evitar o uso de garrafas pet na Ilha. DATA R$ O QUE 14/fev R$ 10,00 Bus até Sancho 14/fev R$ 45,00 Açaí PIC golfinho 14/fev R$ 5,00 Água recarga PIC 14/fev R$ 10,00 Bus retorno por do sol 14/fev R$ 45,00 Janta: legumes churras 14/fev R$ 64,00 Cevas + coca churras DIA 4 – 15/02 Alugamos uma moto para fazer as praias do outro lado da ilha: o Mar de Fora. Fomos direto até a Baia Sueste. Esta praia é uma grande enseada com mar calmo e muita vida marinha. Ali tem algumas regras para preservação: área central é livre, esquerda proibido entrar na água e a direita só entra com colete. Tem muitos corais, é muita vida marinha! Alugamos os coletes no PIC e fomos flutuar pelo lado direito. Fomos longe, nadando, deslumbrados com peixes de todos os tipos, tamanhos e cores.... até que vimos uma tartaruga bem grande, 1 metro talvez. Ficamos um bom tempo parados, admirando a beleza, e ela nem bola pra nós, seguia de boa comendo suas algas no fundo do mar. Fizemos um lanche que levamos para a praia e fomos dar mais uma caminhada até o Mirante da Praia do Sueste e o Forte São Joaquim do Sueste. A vista era incrivelmente linda, os tons da água variavam de azul e verde turquesa. Percebemos então chegando ao tal forte, que mal tinham as ruínas da construção, mas a vista dali valeu a pena. Pegamos a moto e seguimos até a Ponta Caracas, onde a vista se estendia para o outro lado o outro lado da baia. Muitas piscinas naturais lá embaixo e mais uma vista sensacional. Dali seguimos para a Praia do Leão. É belíssima! Descemos e tomamos um belo banho de mar. Uma verdadeira piscina turquesa! Seguimos pegando a estrada de volta e aproveitamos para parar no Mirante dos Golfinhos, mesmo local da Praia do Sancho. Tem uma trilha bonita com vários mirantes bem altos para admirar a beleza do mar. Cerca de 1km de caminhada até chegar ao mirante, mas não enxergamos nenhum golfinho. Quer vê-los? Chegue as 6h da manhã que rola a contagem dos golfinhos que entram na baía diariamente. Aproveitando a moto, resolvemos ir até o porto tomar um chimarrão no fim de tarde! Não encontramos nenhum local para sentar, mas em uma pequena caminhada encontramos um quiosque atrás do posto de gasolina, onde havia uma bela vista da Enseada da Caiera. Jantamos no Empório São Miguel, comida boa e ótimo atendimento. Bem na frente da Praça Flamboyant. Dica: Levamos vários lanchinhos na bagagem, granola, aveia, nuts e íamos comprando frutas nos mercadinhos, assim íamos economizando e matando a fome durante o dia. DATA R$ O QUE 15/fev R$ 150,00 Aluguel moto 15/fev R$ 20,00 Alugueis coletes sueste 15/fev R$ 4,00 Refil água + passoquinha 15/fev R$ 136,40 Janta Empório São Jorge risotos DIA 5 – 16/02 Acordamos cedinho e fomos até a Air France fazer as fotos do Manifesto Orgânico (marca de moda orgânica da Kaka – merchan gratuito). Bem na ponta da ilha principal com vista para as ilhas secundárias, porto e morro do pico, o amanhecer estava lindo. Abastecemos a moto, deu um pouco mais de 1l de gasolina para todas as voltas que fizemos. Após devolver a moto, fomos a pé até a Praia da Conceição. Pegamos o acesso pela BR, foi bem mais longe do que ir pela Praia do Meio. Ficamos um bom tempo na praia, Mario estava dormindo e a Kaka desenhando uma mandala para Noronha. O mar já estava agitadíssimo, com swell entrando essa seria a realidade dos próximos dias. Fomos caminhando para retornar à pousada na marcha lenta, quase sem energia de tanto sol e mar. Caminhada pela estrada, Praia do Meio, Vila dos Remédios e muita força para subir toda a ladeira até a Praça Flamboyant e chegar na pousada. Renovada as energias fomos almoçar no Restaurante Flamboyant, desesperados de fome às 16hs. Comida bem boa. Sábado era dia de Cinema no Forte, e lá fomos nós às 19h assistir Os Normais. O lugar de noite ficou lindo, com esteiras, almofadas, cadeiras, muito astral para uma sessão de cine. Luis Fernando Guimarães estava na plateia e falou um pouco sobre como foi feito o filme em 2003. Achamos muito legal o projeto, uma ótima iniciativa cultural. Saindo do forte, passamos na Praça Flamboyant para jantar um crepe na Creperia Euforonha. Preço justo e bem saboroso. Voltamos para a pousada e ficamos de boa no quarto. Já bem a vontade, pelados na verdade, conversando e mexendo no celular. Escutamos uns barulhos no teto e em seguida uma gritaria: eram gatos! E a gata estava com certeza no cio. Os barulhos ficaram mais fortes e de repente o teto caiu. Literalmente o gato caiu do telhado. E que susto! O forro do teto caiu exatamente entre nós. E os gatos, que caíram juntos, corriam desesperados por todo o quarto! Nisso o Mario abriu a porta e tentou tirar os gatos (detalhe é que ele seguia pelado nessa confusão toda). Finalmente os gatos saíram, um pelo teto e o outro pela porta. Vestidos, saímos do quarto em busca de ajuda. Enquanto contávamos a situação para a galera da pousada, riamos muito! E eles apavorados com tudo o que tinha acontecido (e agradecendo por estarmos rindo e levando na boa essa situação). Troca de quarto e mais muitas risadas até dormirmos. Dica: Fica ligado nas programações culturais da ilha. No forte tem sessões de cinema e música, vale a pena conferir a agenda que fica nos cartazes na entrada. E certifique-se que o forro da sua pousada seja forte o suficiente, os gatos estão por tudo. DATA R$ O QUE 16/fev R$ 12,00 Gasolina moto 16/fev R$ 19,00 Água 5l + heineken 16/fev R$ 120,79 Almoço flamboyant 16/fev R$ 49,70 Janta crepe + heineken 13 DIA 6 – 17/2 Nos planos originais, domingo faríamos o passeio de barco a tarde, com direito a por do sol de dentro do mar. Mas como o mar estava agitado, devido ao nosso amigo swell, aguardávamos confirmação. No fim o passeio foi cancelado. Pela manhã, pós café descemos até a Praia do Cachorro para ir no Buraco do Galego. Quase não tinha praia, só pedras visíveis de tão grande que estava o mar. Ondas batiam forte nas pedras agitando o Buraco, ainda assim muita gente estava na fila para entrar pelo Buraco (vamos tentar parar de fazer esses trocadilhos). Esperamos de bobeira na praia, quando acalmou a fila fomos, mas o mar estava maior ainda e resolvemos não entrar. No fim foi besteira, logo depois chegou um guia e eles entraram mesmo assim. Até ponta de uma das pedras o guia deu, direto para dentro do Buraco. Esperamos acalmar o sol, almoçamos um litro de açaí no Açaí e Raiz Noronha, que é muito bom! Rumamos para a Cacimba do Padre. Na parada de ônibus, pedindo carona com cartaz e tudo! Mas nesse dia o bus veio antes da carona amiga. O bus deixa em uma estrada de chão perto da praia, mesmo assim tem uma boa caminhada até chegar lá – uns 15 ou 20 min. Chegamos na Cacimba e o evento Oi Hang Loose Pró Contest estava sendo montado. Muita gente e muitos surfistas no mar, aproveitando as grandes ondas. Está é uma das melhores praias para o surfe. Curtimos de boa, vendo as manobras legais no mar e quando estava próximo ao por do sol saímos para tentar uma carona de volta. Conseguimos até a Vila Boldró e dali seguimos a pé até a pousada (mais uns 15 min de caminhada). Banho, chimarrão e voltamos caminhando até a Vila Boldró, no Projeto Tamar. Havia uma palestra da Noronha com Grazi, uma historiadora local, que contou sobre a Vila dos Remédios e muitas curiosidades sobre a historia de Noronha. Muito legal, valeu a pena. Dali subimos de volta e fomos jantar no mesmo lugar do açaí, comida estilo lanche com um bom preço. Kaka comeu omelete e o Mario um sanduíche de peixe. Dica: Todos os dias as 20h tem uma palestra diferente no Projeto Tamar, vale a pena aproveitar. DATA R$ O QUE 17/fev R$ 55,00 Açaí 1 litro Açaí e Raiz 17/fev R$ 10,00 Bus 17/fev R$ 52,00 Janta omelete + sanduiche DIA 7 – 18/02 Dia do nosso agendamento de trilha! Havíamos agendado a Trilha do Atalaia curta, saímos cedo da pousada e caminhamos até a Vila dos Trinta, de onde saem as trilhas para o Atalaia e Ponta Caieras. Para entrar na piscina natural é obrigatório o uso de coletes, então alugamos ali mesmo no PIC. A trilha curta é bem tranquila, no máximo em 30min chegamos até a praia. Onde nos organizamos para começar a flutuação. Um guia nos passa as informações e contabiliza o tempo de permanência na piscina – são 30min. Haviam muitos tipos de corais e de bichos diferentesaviam muitos bixos diferentes, Haaahahahhshdh rfrffrf , principalmente filhotes. Entre eles vimos: linguado, moréia, peixe agulha e tubarão limão. Foi um lindo passeio. O mundo embaixo d’agua é deslumbrante e a flutuação é praticamente uma meditação. Depois da trilha, resolvemos aproveitar que estávamos perto e fomos até o Museu do Tubarão, fica próximo ao Porto. Ali também encontramos o Buraco da Raquel, uma pedra com um buraco no meio, que devido a maré baixa não estava tão deslumbrante assim. Aproveitamos para nos informar sobre os tubarões no museu e comer um lanche. Ao lado do Museu, subimos na Capela São José, com vista para a Enseada dos Tubarões, Ilhas Secundárias, mais algumas fotos e descemos para Praia do Porto. Tinham nos falado que ali existem muitos bichos fáceis de ver no mergulho, mas esse dia a água estava muito turva, com areia e muita alga flutuando. Foi até engraçado, olhando da praia via aquele mar azul, mas de dentro do mar era tudo nebuloso devia estar com baixa visibilidade devido ao swell. Ainda assim, tinha um filhote de tubarão bem na beira da praia, Noronha sempre surpreendendo. Conseguimos uma carona de buggy, alegria total até a Praça Flamboyant. A tarde faríamos o passeio de barco, mas mais uma vez foi cancelado devido as condições do mar. Sem barco, atacamos de moto. Alugamos novamente para curtimos a tarde, saímos para rodar a ilha e curtir outra tarde vendo surfe na Cacimba do Padre. Depois fomos outra vez no Morro do Boldró e curtimos um belo por do sol. Passamos pela pousada e voltamos ao Museu do Tubarão, toda a segunda feira às 20hs tem Yoga com a Silvinha Yoga Noronha. Essa segunda era especial da lua cheia e a prática foi ótima! Fisicamente já estávamos precisando de uns alongamentos, e com aquele cenário perfeito foi melhor ainda! Na beira do mar, com lua cheia, estrelas e uma meditação incrível. Aproveitamos para terminar aquela noite especial em um dos restaurantes clássicos da ilha: Restaurante Cacimba, na Vila dos Remédios. Eles tem uma área externa com mesinhas e almofadas no chão, super astral, comida muito boa. Um precinho mais salgado do que costumamos, mas merecido para o nosso último jantar. Dica: Passeio de barco é um dos tours mais requisitados da ilha, marque com antecedência principalmente se fores na época de mar agitado como nós fomos. DATA R$ O QUE 18/fev R$ 20,00 Coletes atalaia 18/fev R$ 11,35 Água + bolo de rolo mercado Vila dos Trinta 18/fev R$ 44,50 Almoço Museu dos Tubarões- burger veg + coxinha panicat 18/fev R$ 150,00 Aluguel moto 18/fev R$ 231,99 Janta restaurante Cacimba DIA 8 – 19/02 Acordamos antes das 5h para ver se ia acontecer o nosso passeio de Canoa Hawaiana, para nossa alegria estava confirmado. 5:30h estávamos no Porto, por perto das 6hs saímos na canoa com outros 3 casais. O mar estava bem mexido, a canoa balançava e tínhamos que remar mesmo. Todos juntos! De dentro da canoa vimos o sol nascer na ponta do Air France. Retomamos a remada e fomos em direção ao Porto, passando pela Vila dos Remédios, Praia do Cachorro, Pedra do Rugido do Leão, Morro de Fora, Praia do Meio até a Praia da Conceição. Ali tivemos uma pausa para banho. Mario mareou, havia comido um pouco antes de iniciar o passeio e alimentou os peixes em alto mar com overnight de aveia. Mais uma vez não vimos golfinhos no passeio, só teve o “gorfinho”. Com malas organizadas para nossa partida de tarde, seguimos para nossos últimos passeios e fomos visitar novamente: o Sueste e a Praia do Leão, uma passada breve para admirar e seguimos para um ponto que não tínhamos conhecido ainda, Vila Quixaba. Tem apenas uma igreja e uma casa, ponto histórico para ilha, mas não muito atrativo para turistas. Uma última olhada para admirar o Sancho e o Mirante 2 Irmãos, e depois nos despedimos do Morro do Boldró. O campeonato Oi Hang Losse havia começado neste dia e fomos mais uma vez na Praia da Cacimba do Padre dar uma olhada. Quase fomos atropelados por um buggy sem freio na descida da estrada até a praia! Dois gringos vinham dirigindo, o freio estragou quando tentaram parar e se jogaram para o barranco lateral, foi só susto, tudo certo! Despedida completa das praias que mais gostamos em Noronha, alegria no peito, sorriso no rosto, entregamos a moto e fomos arrumar as últimas coisas para partir. A Noronha Tour nos pegou e levou até o aeroporto, outra vez sem cobrar nada. Dica: Aproveite todos os dias, faça tudo o que seu coração mandar nesse paraíso. DATA R$ O QUE 19/fev R$ 320,00 Canoa hawaiana 19/fev R$ 1.920,00 Pousada Bela Vista 50% 19/fev R$ 28,00 Cevas Mario 19/fev R$ 95,94 Almoço Empório São Jorge 19/fev R$ 12,00 Gasolina moto 19/fev R$ 8,19 Uber retorno aero Porto Alegre Investimentos Pré Viagem: DATA R$ O QUE pré viagem R$ 1.920,00 Pousada Bela Vista 50% pré viagem R$ 2.600,00 Passagens - o Seu Consultor de Viagens pré viagem R$ 935,18 Taxa Noronha RESUMO DE INVESTIMENTOS: Rótulos de Linha Soma de R$ BEBIDA R$ 178,00 COMIDA R$ 1.115,14 PASSEIO R$ 320,00 POUSADA R$ 3.840,00 TAXA R$ 1.147,18 TRANSPORTE R$ 507,34 PASSAGEM R$ 2.600,00 Total geral R$ 9.707,66
×
×
  • Criar Novo...