Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Relato de quem cai da moto no meio de uma uma viagem ao Ushuaia


Posts Recomendados

  • Colaboradores

Como se nada tivesse acontecido volto a postar aqui depois desses meses todos, principalmente em respeito a todos que estavam me acompanhando por aqui e tambem por causa da comida de rabo que o Danilo meu filho me deu por ter parado de postar sem dar satisfação alguma aos seguidores do http://motoerutasumapaixao.blogspot.com, Club XT 660 e do Mochileiros.

A todos voces eu peço desculpas e espero que eu tenha argumentos para justificar tamanha falta de respeito...

Vou fazer o possivel para descrever a viagem até onde foi possivel ir e o motivo de ter parado de postar, e como se nada tivesse acontecido tambem vou postar as fotos e dicas dos lugares onde passei até que eu chegue no final antecipado da viagem, porem só vou falar do motivo que me fez abortar a viagem mais para frente, então leiam até o final ai sim quem sabe voces entenderão o motivo porque parei de postar.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 127
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Colaboradores

agradecer

 

Primeiramente ao meu amigo numero um, que esta em todas comigo, sempre vai até o final e nunca me abandona, e ainda por cima esta sempre conspirando para que as melhores pessoas sempre cruzem meu caminho na hora certa ajudando para que meus sonhos se realize. MUITO OBRIGADO DEUS.

 

 

A minha esposa, que detesta moto, mas nunca me desmotivou em relação as minhas viagens, muito pelo contrario, ela prefere ficar e administrar tudo por aqui para que eu vá mais tranquilo ainda. (aqui vou faz um aparte, conheço pessoas que tem grandes ou pequenos sonhos e que são sempre desmotivados por suas esposas e maridos e nunca realizam nada que dê o verdadeiro prazer para alma de quem sonha. )nesse ponto só tenho a agradecer a voce DONA DEISE por sempre estar a frente de nossas realizações.

 

 

A todos que me deram dicas, incentivos e me ajudaram no planejamento do roteiro e da manutenção da moto, especialmente ao CHINAF que me deu dicas desde o cuidado com ventos laterais ao melhor sorvete de doce leite daquela região, obrigado...ao grande viajante FLAMEL que me deu a grande dica do mais inclivel piloto automatico para moto, que lhe foi passado pelo amigo lá de Santos, muito obrigado...ao RKOHERIK ótimas dicas para ter cuidado com a fina camada de gelo que se forma na pista mesmo nessa época. Com certeza vou procurar aquele camping em puerto natales (torre del paine). obrigado..., ao ALEXANDRE BAURU que esteve no ushuaia de moto em pleno inverno, ele me deu dicas de tudo, inclusive pediu para que refizesse o meu kit de ferramentas e assim o fiz. obrigado... ao CAIPIRA que alem de todas as dicas que me deu, se prontificou a me ajudar até por email. obrigado...ao RICARDO lá da Viamar Yamaha, onde foi feito a revisão e me aconselhou em relação ao oleo de motor, um porem, apenas. me devolveram a moto faltando as tampinhas do retrovisor , que já foram devidamente devolvidas.

 

por tudo e a todos o meu MUITO OBRIGADO.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

são paulo - lages

 

Sai de são paulo logo bem cedo, depois de muitas despedidas e olha quem veio me acompanhar, a chuva!! e foi assim o caminho todo, o que me surpriendeu foi a condicão da estrada até aqui, estava preparado para andar por uma Regis BR 116 toda esburacada devido as chuvas dos ultimos meses, porem a surpresa é que ela esta em boas condições e a br 116 esta um tapete ate lages.chegando aqui dei sorte consegui um otimo hotel, preço, e atendimento muito bom e o garçon o Maikon cara nota dez, quase vendeu o hotel para mim. fica a dica do hotel. www.affordhotel.com.br......, fui.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

[t1]lages a rivera[/t1]

sai de lages já quase nove da manha com destino a santana do livramento, mas a chuva atrasou um pouco meus planos, mesmo com atrasos valeu a pena pois as condições da pista e a beleza das serras gauchas é uma viagem a parte. cheguei tarde em santa maria, fiquei no primeiro hotel que encontrei, melhor nem comentar, mas bem que lembra um hotel fantasma, o assoalho rangia,portas que batiam, umas pulguitas gauchitas.

 

 

as seis da manha já estava em cima da moto sentido santana do livramento a 280 km, pela a nova br 158, mais uma ótima estrada... enrrolei os cabos sem dó, aproveitei as condições da estrada já que parece que éra só eu por aqueles caminhos, parei para socorrer um gaucho desprevinido que nem chave de roda levava no seu carro, o kara com pneu furado e radiador sem agua e nem uma chave de fenda em mãos, resultado mais um amigo por conta do meu kit de ferramentas. a ironia é que o gaucho é dono de uma moto peças em rosario do sul...se passar por aqui na volta acho que já tenho uma troca de oleo garantida.

 

 

nessa mesma estrada já tive um pequeno teste do frio e do vento que vou encontrar na patagonia e que venha os ventos.

 

 

a paisagem rural mudou um pouco por essas bandas,quando passei por aqui a vinte e tantos anos o que predominava éra as plantaçoes de trigo, nunca vou me esquecer do minuano soprando aqueles trigais , uma sensação de estar dentro de um mar de trigo, só que ficou na lembrança, dessa vez não vi nenhum pé de trigo .será que a soja vale mais que trigo?

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

[b[t1]]Santana do Livramento - Rivera - A Fronteira Amiga[/t1][/b]

Santana do Livramento Talvez a maior cidade Gaúcha a fazer fronteira com o Uruguai divididas pela mesma avenida, pelo pouco tempo que eu passei pelas as cidades Santana- Rivera o que eu achei curioso foi o tipo de comercio das duas cidades do nosso lado apesar da cidade ser mais bem cuidada e organizada as lojas que mais se encontram são farmácias e super mercados e lá do outro lado em Rivera a cidade um pouco mais desorganizada, porem as lojas são mais luxuosas com o comercio voltado principalmente para bebidas, roupas de marca, perfumes, óculos... a curiosidade é que os brasileiros vão para Rivera, para abastecer o guarda roupas e eles vem para cá em Santana, para abastecer a dispensa e principalmente comprar remédios que dizem eles ser muito mais barato aqui no Brasil. ops. e nós vivemos reclamando que os remédios aqui são caros, ainda bem que eu não precisei comprar nem aspirina no Uruguai.

Voltando ao que interessa o relato da viagem, apesar da minha intenção ser passar pela fronteira e continuar até a fronteira com a argentina que fica a menos de duzentos km daqui, no entanto resolvi descansar um pouco mais por aqui até porque daqui para frente o território seria gringo e eu já estava na estrada a quatro dias, aproveitei para conhecer a cidade, ligar para casa e me preparar para sair cedo e foi o que fiz.

As seis da manha já estava com tudo pronto só esperando o restaurante do hotel abrir para tomar café e por falar em hotel por preguiça de procurar outro fiquei no hotel jandaia muito bom, porem não é bem esse tipo de hotel que os aventureiros preferem. apesar de saber que aventureiros também gostam de conforto e lençol macio e cheiroso, quem não gosta,né?

Antes de sair já tinha ido até o posto abastecido, calibrado os pneus conferi os alforges,os tensores, a corrente apesar de muita chuva no dia anterior estava bem lubrificada tudo pronto. só atravessar a avenida e já estava no Uruguai a dica aqui para quem vem de moto ou carro e vai continuar a viagem pelo Uruguai é não esquecer de passar na aduana para dar entrada no país, que aqui ao contrario de outras fronteiras a aduana migraciones fica no centro da cidade próximo ao estádio e não na estrada como de costume.La na aduana tudo muito rapido porem quando apresentei meus documentos ele me informou que teria que pagar uma pequena multa no banco, puts pagar multa porque? ele me falou que constava lá no cadastro deles que eu já hávia entrado no Uruguai outra época e não teria dado saida na fronteira, foi quando me lembrei que da outra vez que tinha ido ao Chile tinha entrado pelo chui e saído de buckbus em colonia e na verdade como sai de navio pelo rio la prata nem me lembrava se realmente tinha dado saída la em colonia del sacramento...Moral da historia, detesto pagar propina principalmente em outro pais,mas como ele mesmo deu a letra insinuando que dez Reais já deixava o dia dele feliz, isso mesmo Dez Reais preferiu reais e não pesos uruguaios,não pensei duas vezes, mas cheguei a imaginar que teria que esperar banco abrir ou pagar muito mais para ele fingir que não me viu, dei logo os dez reais e fiquei torcendo que ele realmente desse baixa lá para que eu não tivesse imprevistos ao sair pela fronteira de concepcion del Uruguay...( no caminho fiquei pensando acho que esse cara me deu o maior caô, será que ele não se aproveitou da minha pressa e aplicou essa em cima de mim? se foi nunca vou saber, pelo menos ele foi bem cortes principalmente depois de receber os dez reais e me deu até um mapa do Uruguai, pior ainda é que eu com aquela puta pressa e ele falando que estava chateado porque o Corinthians havia se recusado a tranferir o jogo pela libertadores de Montevideu para Rivera...aja assunto. papo vai e a estrada me esperando eu louco para matar as saudades daquelas curvas que me levariam até a fronteira, apesar do meus dez reais e também do tempo precioso valeu a pena ter conhecido um sujeito tão bacana.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

[t1]Rivera - Zarate[/t1]

O dia estava perfeito e como seria um trecho curto, mais ou menos 580 km. aproveitei com calma os poucos kilometros pelas rutas uruguaios, a minha intenção seria ir por fray bentos mas em tacuarembó fui informado que havia piquetes argentinos contra a fabrica de papel que se instalara ao lado do rio la plata e por precaução resolvi entrar na Argentina por Concepcion del Uruguay e aqui vou dar uma dica muito importante para quem viaja de moto ou carro para argentina e Uruguai, como todos sabem há muitos tratados que facilitam entrada e saída de veículos entre os países do Mercosul, basta somente identidade, documentos do veiculo em nome do condutor e as vezes as seguro carta verde que todos já ouviram falar, O que esses tratados facilitam é que você não precisar fazer nenhum documento de importação temporária quando entra nesses países, porem esse tratado só é valido quando você entra e sai do pais com o veiculo, mas por ex. se você precisar voltar e deixar a moto para uma transportadora trazer de volta ai você ta fudd com a burocracia... por preucação peça um documento por escrito com os dados do veiculo nas fronteiras , eu descobri da pior forma como funciona essa burocracia.( vocês entenderam? se você vai e volta com sua moto sem nada acontecer lá, você não precisa apresentar nem um documento do veiculo na saída, mas se você sofrer um acidente e a moto não poder rodar ou você arruma lá ou traz ela até a fronteira e passa com ela pela aduana com você ali presente tudo normal mesmo que ela esteja rebocada, mas se quiser vir embora e trazer de avião ou navio vai precisar daquele documento que eu falei e o pior de tudo que a maioria dos agentes das aduanas desconhecem esses trâmites burocráticos...depois eu conto o que aconteceu comigo e como foi demorado e caro trazer minha moto la da patagónia até São Paulo de navio.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...