Ir para conteúdo
Helderzito

Uma viagem de terror nas estradas Peruanas

Posts Recomendados

Bom, aqui vou relatar a parte que faltou do meu relato bolivia-chile-e-peru-fev-2012-29-dias-sozinho-sem-carnes-pollos-pescados-ingles-e-espanhol-t66822.html

 

 

Era fevereiro de 2012, e depois de me surpreender com a beleza do Oasis de Huacachina, faria uma viagem de aproximadamente 15 horas até Cusco, o bus partiria de Ica as 16:30 com previsão de chegada as 7:30 no terminal de Cusco, a empresa escolhida foi a Tepsa, além de ser a passagem mais cara que paguei, mais tarde descobri que faria a viagem mais emocionante da minha vida, foram horas de pânico nas estradas do Peru.

 

A viagem começou com problemas desde o seu inicio, pois o bus demorou a chegar e acabamos saindo por volta das 17:10, talvez esse atraso tenha sido bom ou ruim, talvez ele tenha evitado algo pior ou ele tenha proporcionado toda essa aventura, isso é algo que nunca vou saber dizer com clareza.

 

A viagem começou e passamos a assistir alguns filmes em espanhol, logo nos serviram uma marmitex, eu escolhi uma opção vegetariana logo quando comprei a passagem, então veio com muito arroz, feijão, batata e legumes, nada a reclamar, eu devorei em 5 minutos e bateu aquele sono, pedi um cobertor e um travesseiro da empresa, deitei meu banco ao máximo, tomei dois dramins e logo estava em um profundo sono.

 

No meio da madrugada, e não sei especificar à hora exata, acordei porque o bus parou e as pessoas começaram a conversar, não havia como enxergar nada do lado de fora, pois estava muitooo escuro, assim que as pessoas silenciaram um pouco comecei a escutar um barulho na lataria do bus, era como se alguém estivesse batendo na lataria, não era um barulho muito alto, mas incomodava meu sono, pois era ao lado da minha poltrona, não havia como saber o que era, e ao indagar os funcionários nenhum nos explicava com clareza porque estávamos parados e o que era aquele barulho, estava preocupado mas não me restava outra opção, a não ser tentar dormir......Eu não consegui, porque o barulho foi aumentando e aumentando, e olhei no relógio, ainda era 4:30 da manhã, depois a menina que estava trabalhando no bus me disse que havia um carro quebrado a nossa frente que estava impossibilitando passarmos, mas o que era aquele barulho? Ela não sabia me dizer e ninguém se arriscou a ir lá fora descobrir, não me restava outra opção a não ser conversar com quem estava acordado pra fazer o tempo passar, já que dormir estava fora de cogitação no momento.

 

O dia começou a clarear, então descobri que aquele barulho era de pedras que estavam caindo de cima das montanhas, isso mesmo de cima das montanhas, choveu muito naquela região, e as estradas são construídas no meio de montanhas gigantes, serrados e similares, ao lado do nosso bus estava ocorrendo um desmoronamento de pedras pequenas que ficaram a noite toda caindo e batendo na lataria do bus, e era esse o barulho que atrapalhou meu sono. A nossa frente não havia apenas um carro, havia outros buses e carros, e estavam parados, porque havia pedras gigantes na estrada impossibilitando a passagem, essas pedras só foram retiradas quando o dia amanheceu completamente. Daí em diante foram mais horas de terror, pois por toda a estrada havia pedras caindo a todo o momento, fora as pedras gigantes que estavam caídas na estrada, parávamos o bus e ficávamos olhando as pedras caindo ao nosso lado, morrendo de medo que ela viesse na nossa direção, não havia como ficar ali e esperar, pois a tendência era piorar e chover ainda mais, tínhamos que ir em frente e chegar o quanto antes em Cusco. Depois de muito sofrimento passamos pelas piores partes da estrada, e chegamos a um rio que estava com uma correnteza muito forte, a água passava da barragem e caia diretamente na estrada, então enfrentamos diversos trechos atravessando os rios que caiam na estrada, fazendo um verdadeiro rafting com o bus, eu não conseguia nem piscar, estava com muito medo, sozinho e ainda sendo o único brazuca do bus, olhava pela janela e pensava em toda minha vida, não estava mais confiando nessa viagem, foram horas de terror que me fizeram refletir muito, afinal não somos nada perto da força da natureza, por isso é necessário sempre a respeitar e preservar, não criando caminhos onde ela quer criar vida.

 

Resolvi não olhar mais na janela, me concentrei no filme que estava passando, e por volta das 14:00hrs chegamos em Cusco, foram 21 horas de viagem, a mais emocionante e o dia que mais passei medo na minha vida, foram momentos pra pensar na vida e nas pessoas.

 

Sim, eu faria tudo de novo, a mesma viagem e do mesmo jeito, não temos poder de dizer ou saber quando vamos partir, então é preciso não ter medo da vida, mas sim a enfrentar de cabeça erguida, todas as pessoas me falaram dos perigos das estradas da Bolívia e Peru, mas agora isso virou história, daquelas de contar pros netos diante daquelas fogueiras de família, e é isso nisso que eu acredito.

 

Bons ventos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

AHOOOOOO!!!!

Ontem ganhei um livro de uma migo que ficou sabendo que estarei no peru em maio.

O nome dele é: Noites Mágias em Machu Picchu - De um escritor aqui de Curitiba.

COnta a história da passagem dele pelo Peru, e sua ligação com o lugar.

E olha o que esta escrito na capa:

"Aquilo que dá sentido a nossa vida e nos traz felicidade esta sempre a uma volta de distância de nossos olhos. Vc já olhou direito?"

O importante é passar por estas situações e aprender com elas!

Beijo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

heheheh tenso, daria uma boa historia de suspense/terror. O importante nessas horar é saber que nesses filmes as loiras gostosas e os gordinhos são sempre os primeiros a morrerem, hehehehe

 

brincadeiras a parte, deve ter sido uma boa experiência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×