Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Fernando Backpack

Manaus - Santarém - Belem - Rotas e Meios de Transporte - Perguntas e Respostas

Posts Recomendados

Valeu Xampus! Vou dar uma olhada no site. Apesar de nao gostar de sair de casa com tudo planejado por agencias de turismo, acho que posso pegar umas ideias a mais. Prefiro por a mochila nas costas e o resto que aconteca na hora (meio aloprado mesmo, rsrs), mas claro, uma ideia do percurso eu ja tenho que ter...

 

E Xalibas, obrigado pelas dicas!! Esta de Santarem realmente eh uma boa. Entao vou ver se dou uma conferida do jeito menos tradicional, aos igapos!

E só mais 2 duvidas rapidas:

1 - como imagino que seja a ultima coisa da minha viagem, quanto tempo vc reservaria para Ilha de Marajo?

2 - outro assunto: em relacao a mosquitos? Ouco falar que repelente é algo obrigatorio... Alguma medida especial para se evitar o infortunio de uma malaria?

 

Obrigado!

Abs

Michel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia. Realmente o passeio foi muito bom, a paisagem, os animais e tudo foi muito legal mesmo. Só achei um pouco corrido, mesmo porque a falta de horário foi minha....não podia perder o vôo de jeito nenhum. Se tivesse ido no barco grande com a turma toda não teria chegado a tempo. Vou ficar com os contatos de vocês, pois um dia destes vou retornar apenas para conhecer mais locais, não a trabalho. Gostaria muito de ir nos locais onde podemos nadar com os botos, os que vi eram cinza e não chegavam muito perto do barco.

 

 

 

Recomendamos www.amazingtours.com.br

 

Email:[email protected]

 

 

Eles tem otimos passeios!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Devo fazer a viagem Manaus / Bélem . Na segunda semana de maio , sou do Rio e gostaria de informações . Quanto a preço (atualizado)e tempo gasto de viagem .e com relação ao barco , que barco pegar .

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em tempo de crise, a melhor opcao eh pesquisar os precos...roteiros que vc quer fazer...o q vc quer conhecer...

Roteiros prontos de agencias de turismos? nao obrigado....eu quero econonizar como mochileiro q sou...

nada como fazer amigos e ver o que cada cidade tem a oferecer...

Recomendo sempre...pesquise antes...faca um mini roteiro...e prepare a mochila..

namastê ::cool:::'>

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ai pessoal. Quem pensa em conhecer as tres cidades Manaus, Santarém e Belém, lembre-se que qualquer trajeto de navio deve seguir esta sequencia:

Manaus, Santarém e Belém ou Belém, Santarém e Manaus.

 

Alguns sites interessantes

http://www.pa.gov.br link "conheca o Pará"

http://www.paratur.pa.gov.br companhia de turismo do Pará

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[creditos]or carué em Qui Jan 29, 2009 1:48 pm[/creditos]

Santarém se localiza na margem direita do Rio Amazonas, entre Manaus e Belém, na foz do Rio Tapajós. É uma cidade pequena (cerca de 260.000 habitantes) bem pouco conhecida e ainda pouco turística, mas que permite um contato diferente e surpreendente com a Amazônia. As águas azuis/verdes do rio Tapajós contrastam com as do Amazonas, e a cidade apresenta – o que é realmente uma surpresa – quilômetros de praias de areia branca (sim sim!!).

 

A cerca de 45 min de Santarém está o povoado de Alter-do-Chão. Chega-se lá facilmente de ônibus, que pode ser tomado na Avenida são Sebastião (do lado da Telemar), durante a semana, ou na Praça Tiradentes, aos domingos. Saem mais de 10 ônibus por dia. Preço do bilhete: menos de 2 reais. Esse povoado realmente vale o passeio. Muito tranqüila e ainda preservada do turismo de massa. Muita gente de Santarém vai lá nos fins-de-semana para aproveitar as fantásticas praias de areia branca e as águas quentinhas e claras do Rio Tapajós. Nós adoramos. Íamos ficar só uns 2 ou 3 dias, mas acabamos ficando 10 dias! Para os que tiverem a sorte de passar uns dias por lá, e que dispuserem de um orçamento apertado (como nós), a Pousada Pôr-do-Sol é o lugar ideal para pendurar sua rede. A pousada está muito bem localizada, com acesso direto para a praia. E o acolhimento é familiar, simples e bem “roots”. O dono desse pedaço do paraíso é o Alain, um bom barman francês que se divide entre a Güiana e o Brasil. Por 10 reais/dia/pessoa, você pode tranqüilamente se instalar com sua rede na “maloca” (grande cabana aberta), onde há um banheiro, um cômodo fechado (com chave e corrente) para deixar a bagagem e um lugar pra lavar roupa. E além disso, a cereja do sundae, uma cozinha bem agradável à sua disposição, com uma churrasqueira. Para orçamentos mais à vontade, Alain oferece alguns quartos simpático e arrumadinhos, com banheiro privativo.

Para um pouco de aventura e um contato legal e realmente respeitoso com a natureza, nao hesite em procurar Michel e Patrick, dois guias italianos que migraram para o Brasil há anos. Você poderá, por exemplo, se meter em uma “caça” noturna a jacarés. Grande momento e uma supernoite garantida. (Os caras são realmente excelentes e falam francês, inglês, italiano, espanhol, português e alemao!!)

Existe ainda um meio diferente de explorar a floresta, uma alternativa interessante aos pacotes oferecidos em Manaus, por exemplo (cidade que nós pessoalmente achamos tristonha e cara...) (N. do T.: desconsiderem isto; espero ter tempo para explicar...) Bem próximo a Santarém, e se estendendo ao longo do Rio Tapajós, está a Floresta Nacional do Tapajós, santuário único e ainda preservado da Amazônia.

É simples chegar lá. Basta pegar uma autorizaçao no Ibama que custa 3 reais por dia. O Ibama fica no centro de Santarém, na avenida Tapajós, perto do Mercado 2000 e do mercado flutuante. Munido da autorizaçao, deve-se tomar um ônibus (o Ibama tem os horários), que sai da avenida São Sebastião (bem ao lado do ponto para Alter-do-Chão), para uma das comunidades ribeirinhas que recebem turistas, que ficam no meio da floresta. (Existem 3, entre elas Maguari e Jamaragua). Lá, você pode se hospedar, se quiser, na casa de uma família, e conhecer essa floresta fantástica com um guia local. Nós passamos uma semana maravilhosa em Maguari, em uma familia com quatro crianças. Experiência inesquecível. Basta perguntar no Ibama quem vc precisa procurar quando chegar na comunidade.

Nós preferimos começar com a floresta de Tapajós e terminar com Alter-do-Chao.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal! Xaliba (que viajou nessa época ano passado)!

 

Pretendo fazer Manaus-Santarém-Belém mês que vem.

 

Vocês acham que vale a pena ir na cheia? O que devo

"cortar" pra enxugar o roteiro? Só tenho cerca de 15 dias.

 

Em que barco vc viajou, Xaliba?

Vale a pena pernoitar em Santarém?

No PA, queria fazer Ilha de Marajó, Algodoal, Mosqueiro e Salinópolis.

Mas, não sei se terei tempo suficiente... Também não quero "pipocar"

sem curtir o clima dos lugares...

 

Obrigada!

Ciça

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

oi ciça,

 

fazer esse role vale a pena sempre, na seca eh um estilo e na cheia eh outro, mas todos com certeza sao deslumbrantes e uma experiencia inesquecivel.

 

barco vc pega o q esta saindo, simples assim. Descobre q horas sai no dia seguinte e aparece la pro embarque, compra sua rede e enjoy the ride.

 

Em manaus vc vai ver as coisas turisticas la, mas nao sei se vc vai conseguir ter uma experiencia na floresta de verdade pois sua rota eh longa, vc nao tem muito tempo e eh preciso um tempinho - e bastante $$ pra dar um role legal na floresta pois la eh cheio de gringo e os precos sao salgados.

 

Santarem em si nao tem nada de mais, mas alter do chao esta ali do lado e eh um dos lugares desse planeta q nao se pode perder. As aguas devem estar subindo e cada vez menos vc vai ver as praias de areias brancas la, mas mesmo assim tem q ir, vai curtir de uma forma diferente, vai ver os igapos - florestas alagadas - q devem ser demais, deve ser a sensacao de entrar dentro de floresta mesmo, mas de barquinho - mas isso se qdo vc for ja tiver alagado total.

 

Marajo eu achei fantastico, pena q nao tive muito tempo, fiz praticamente um bate-volta mas eu ficaria la no minimo 3 dias. Conheci um cara de belem q ficou insistindo pra eu ir pra algodoal, eu nao fui, mas pelo jeito q ele falou eu fiquei com muita vontade.

 

O q vc tem q fazer eh definir a rota, onde comeca e onde termina e vai seguindo, fica mais onde vc gostar e vaza onde vc nao gostar, simples assim, desse jeito nao tem como pipocar ou perder nada. Mochilar eh assim, deixar o vento levar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

OI! Cica,

 

 

na cheia é a melhor epoca para ver o Amazonas,sem duvida éa melhor opcão.Durante a cheia tem muita vida selvagem,principalmente a visibilidade de bichos preguicas,també, temos os canais que chamamos de igarapes e igapos,fazendo canoagem dentro dos canais possivel ver,insetos,tarantulas,aranhas,anfibios e outros.

 

 

De fev ate abril vale apena!!!!!

 

 

 

espero ter ajudado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...