Ir para conteúdo
Debora e Luiz

Alérgicos e intolerantes a alimentos diversos (glúten, soja, lactose, etc...)

Posts Recomendados

E ai povo,

 

não encontrei nenhum tópico aqui em Gastronomia falando sobre esse assunto e acho importantíssimo abordá-lo, por isso tomei a liberdade. Eu sou intolerante a glúten e tenho muita dificuldade em comer em restaurantes no Brasil, imagina no exterior.

 

Em 2011, quando fui de carro do Rio de Janeiro até o Ushuaia, tive que fazer um super pesquisa de locais que vendessem alimentos sem glúten. Penei, viu. Então acho legal compartilhar com vocês aqui algumas infos. Por favor, me ajudem acrescentando o que vocês acharem pertinente e dicas de restaurantes que recebam bem àqueles alérgicos ou intolerântes a alimentos diversos.

 

Um dos sites mais legais pra consulta é o www.specialgourmets.com pq inclui tanto restaurantes, quanto lojas de produtos naturais e hotéis. Você pode pesquisar pelo país e cidade e o site te dá uma lista completa do que há nas redondezas.

 

Fora isso, eu digitava no Google "restaurante sem glúten buenos aires", por exemplo, e abria página por página coletando informações. Depois imprimi tudo, sobre todas as cidades por onde passaria e levei comigo. Foi uma mão na roda. Mas deu muuuuito trabalho. Eu vou postar esse arquivão aqui pra vocês depois, assim quem é intol. a glúten pode viajar tranquilo pro Ushuaia... rsrs

 

Eu reuni material dos seguintes lugares: Sul do Brasil, Punta del Este, Montevideo, Colonia, Buenos Aires, Mar del Plata, Ushuaia, El Calafate, Bariloche, Atacama, Mendonza, Cordoda, Rosario e Santa Fé.

 

Eu também criei um blog (www.restaurantessemgluten.com.br) para reunir as informações sobre a nova viagem que vou fazer. Vocês podem acompanhar a parte gastronômica da Expedição Novo Mundo nesse blog.

 

E vocês? Tem alguma dica para não passar fome quando estão viajando no Brasil e no exterior? Como fazem para se alimentar e encontrar restaurantes?

 

Beijos,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bacana a sua iniciativa, Débora!

 

Imagino realmente o sufoco que deve ser. Há uns meses atrás, por causa de uns problemas de saúde, o médico suspeitou eu que pudesse ser intolerante ao glúten. Fiquei de cabelo em pé pois a maioria das coisas que comemos hoje em dia, tem glúten. Mas também fiquei muito feliz em saber que o Brasil é um dos países que mais se preocupa com isso e possui legislação voltada para o assunto. Em toda embalagem de produto que é feito com glúten, precisa estar escrito "contém glúten". Descobri que no exterior não fazem isso e é preciso estar atento. Bem, não sou intolerante ao glúten, mas descobri que sou ao leite e já estou começando a pensar no assunto para evitar problemas nas viagens, especialmente nas que forem para as terras do chocolate, queijos e afins. ::essa::

 

Se quero chocolates e lanchinhos para levar em viagens curtas, compro de soja pelo site da Olvebra. Para o exterior, não sei....

 

[]'s,

Camila

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mila,

 

tanto a intolerância ao glúten quanto a lactose são as mais difíceis porque quase tudo leva trigo e leite. É muito chato mesmo! Aqui no Brasil, como você disse, as embalagens tem que ter escrito se contém ou não contém glúten e isso é lei. Na Argentina não tem essa lei então precisa ter muito cuidado. Eu mesma passei mal duas vezes pq comi sem saber o que tinha.

 

Se você der uma pesquisada no site que eu sugeri tem bastante coisa, senão faz o que vc falou, leva marmita. Eu sempre carrego alguma coisa pra comer, principalmente quando estou viajando.

 

Você sabe que as empresas aéreas internacionais tem cardápio separado para dietas restritivas? Das nacionais, só a TAM tem esse cardápio. Das internacionais, praticamente todas tem. Basta pedir o prato especial com antecedência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Mila,

Você sabe que as empresas aéreas internacionais tem cardápio separado para dietas restritivas? Das nacionais, só a TAM tem esse cardápio. Das internacionais, praticamente todas tem. Basta pedir o prato especial com antecedência.

 

Não sabia disso. Ótima informação.

Divulguei seu blog sobre o assunto no Twitter e tb no Facebook. Acho importante as pessoas saberem o que fazer quando precisam conviver com essas restrições. Como você disse, é dificil conseguir informações à respeito.

 

[]'s

Camila

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que bom ver que as pessoas com restrições alimentares estão se mobilizando. Já é bastante comum ver alimentos livres de glúten, ou observações quando os alimentos o contem. Minha esposa tem intolerância à lactose. Sofremos com isso, pois vejo menos alternativas e muitos alimentos levam leite e o fabricante não avisa, ainda que sejam traços de leite. Pior é quando um FDP coloca "sem lactose", quando na verdade é um alimento com a enzima lactase. Parece a mesma coisa, mas não é. Pela nossa experiência, esses alimentos fazem mal mesmo assim, pois a lactase neles presente não deve ser suficiente para digerir por completo a lactose.

 

Para piorar, esse governo arcaico proíbe a importação do único remédio realmente eficiente, que é o lactaid. Prefere proteger o cartel da indústria farmacêutica local, que empurra suas soluções ineficientes. E vamos sofrendo. Temos que importar de pessoas que nem conhecemos, correndo risco de comprar remédio falsificado. Fazer o quê, é uma das poucas formas de viajar para o exterior e se alimentar adequadamente. Pois até restaurantes vegans, ou seja, absolutamente nada de origem animal é difícil achar. Vez ou outra acontece de irmos a restaurantes que se dizem vegetarianos e os caras jogarem queijo em tudo. Ó, vida ...

 

Favoritando o blog. Os EUA estão a anos luz na frente do mundo em matéria de possibilidades de dietas restritas. Infelizmente mesmo na Europa a dificuldade é grande. E na América do Sul então, nossa ... Argentina e Chile são pré-históricos e temo pelo que vamos encontrar nos demais países. Lá, a única bebida proteica sem lactose que encontramos foi o (nem tão) bom e velho Ades. Mas até isso foi difícil de achar, não me lembro se em Santiago ou Buenos Aires.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Marcos,

 

obrigada pela resposta. Realmente intolerância a lactose é brabo. Quando eu fui a Uruguai e Argentina eu apresentava intolerância a lactose tb e foi brabo. Graças a Deus agora já passou mas eu entendo vc e sua esposa. Ler os ingredientes das embalagens é mto chato msm. No Brasil ainda fica fácil pq pela lei é obrigatório constar "contém ou não contém glúten". Pra lactose não tem isso né!

 

Uma pena mesmo não ter Lactaid aqui. Conheço várias pessoas que viajam e trazem ao monte pra sempre ter. Ou então encomendam com os amigos que viajam pra fora.

 

Eu já estou me planejando aqui pq a minha viagem de 2013 vai ser punk. 90% em acampamento sem poder comer miojo, macarrão e pão vai ser difícil! Mas a gente consegue! rsrs

 

Obrigada por acompanhar o blog. Se vc ou sua esposa quiserem enviar um relato ou alguma dica, podem ficar à vontade. Muitos intolerântes a glúten (se não a maioria) tb apresenta intolerância a lactose, então as receitas e as dicas são bem parecidas.

 

Abraços,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sou intolerante a lactose. Ja pedi minha comidinha especial pela Tam, vou ao Peru final de outubro. Também vou ver se acho o Lactaid nas farmacias de la, imagino que deva ter e seja mais barato.

Depois conto meu relato!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho altamente improvável que você ache Lactaid em qualquer lugar fora dos EUA. Nem na Europa é fácil achar. Recomendo que importe do E-bay.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×