Ir para conteúdo

Ilhabela


Augusto

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

[info]Este é um tópico-guia sobre Ilhabela.

Ele contêm informações e dicas postadas por usuarios aqui no Fórum e de outras fontes.

Se divide em história, atrações principais, praias, hospedagem e curiosidades sobre a ilha.

Também contêm mapas, fotos e vídeos que ilustram o guia e será atualizado sempre que possível.

 

Quer tirar dúvidas sobre a ilha?

Faça perguntas ou deixe suas dicas no tópico: Ilhabela - Perguntas e Respostas

 

Quer escrever um relato de uma trip pela ilha?

Crie um nesse Fórum: Clique aqui

 

Veja aqui os relatos de caminhadas na ilha postados no Fórum

Contornando Ilhabela Autor: Augusto

Trilhas na Ilhabela! Autor: otavio_aon

Travessia Oeste-Leste Ilha Bela - SP Autor: Lash

Caminhada ao topo do Pico do Baepi e Pico do São Sebastião Autor: Augusto

O Bonete - em detalhes Autor: marcos.milan

Caminhada em familia até Castelhanos!!! Autor: bruno sjc

Bike!!! Bonete/Enchovas/Indaiatuba-Ilhabela Autor: bruno sjc

Ilhabela – lado leste - Castelhanos até Caveiras Autor: babunera

Ilhabela - Bonete/Enchovas - 3 dias [20/11 a 22/11] Autor: xxcharles [/info]

Link para o comentário
  • Membros de Honra

[picturethis=http://i439.photobucket.com/albums/qq117/Augusto2044/wwilhabelacom2.jpg 550 578 Principais praias da Ilha][/picturethis] Principais praias da Ilha

 

 

 

[picturethis=http://i439.photobucket.com/albums/qq117/Augusto2044/ilhabella-12.jpg 555 511 Praias, trilhas, cachoeiras e pontos de mergulho][/picturethis] Praias, trilhas, cachoeiras e pontos de mergulho

Link para o comentário
  • Membros de Honra

A história de Ilhabela começa quando os integrantes da primeira expedição exploradora enviada por Portugal à Terra de Santa Cruz (Brasil) chegaram na Ilha em 20 de janeiro de 1502, dia consagrado, pela Igreja, a São Sebastião. Essa expedição – que rebatizou a ilha de Maembipe com o nome de São Sebastião – foi comandada por Gonçalo Coelho, era composta por três caravelas, e dela fez parte Américo Vespúcio.

 

Por diversos motivos, essa região permaneceu completamente desabitada ao longo dos primeiros 100 anos após a passagem da expedição comandada por Gonçalo Coelho.

 

Somente em 1608 é que viriam a se estabelecer os primeiros colonos (sesmeiros) em ambas as margens do canal do Toque-Toque (hoje canal de São Sebastião). Foram eles Diogo de Unhate e João de Abreu, burocratas portugueses oriundos da Vila do Porto de Santos.

 

A principal atividade exercida pelos colonos era o plantio da cana e a produção de açúcar, utilizando exclusivamente mão-de-obra escrava, na época comercializada livremente. Plantavam-se em menor escala o fumo-da-terra, o anil, o arroz, o feijão e a mandioca, que substituía o trigo.

 

Com a chegada de mais colonos e escravos, formou-se um povoado onde hoje se localiza o centro histórico de São Sebastião. Em 16 de março de 1636, esse povoado emancipou-se da Vila de Santos, passando a denominar-se primeiramente Vila da Ilha de São Sebastião, depois Vila de São Sebastião da Terra Firme e, finalmente, Vila de São Sebastião.

 

A Ilha de São Sebastião foi integrada ao território da Vila de São Sebastião e assim permaneceria até o início do século XIX.

 

Durante todos esse tempo, as águas do Litoral Norte foram intensamente procuradas por corsários e piratas europeus e argentinos. 4 dos mais famosos aventureiros dos mares que freqüentaram o litoral norte foram os ingleses Thomas Cavendish, Francis Drake e Anthony Knivet, e o francês Duguay-Trouin, cujas peripécias, aventuras e desventuras correram mundo e deram origem a lendas que até hoje mexem com o imaginário de muitos aventureiros e caçadores de tesouros. Menos famosos, mas tão terríveis quanto Cavendish e Duguay-Trouin, foram os corsários e piratas franceses, ingleses, holandeses e argentinos; sendo que estes últimos infestaram a costa brasileira durante a Guerra da Cisplatina, em ações de corso.

 

Mais do que inspirar lendas, os ataques de piratas e corsários foram tantos que acabaram motivando a construção de um sistema para defesa das vilas Bela da Princesa e de São Sebastião, cuja espinha dorsal era constituída por sete fortificações erguidas nas duas margens do Canal do Toque-Toque. A principal delas foi o forte do Rabo Azedo, ao norte da Ilha de São Sebastião; e que fica próximo da fortificação da Ponta das Canas, cujas ruínas ainda permanecem em pé.

 

O aumento significativo da população na Ilha de São Sebastião viria a ocorrer somente na segunda metade do século XVIII, ocasião em que um pequeno povoado começou a ser formado onde hoje se localiza o centro turístico de Ilhabela.

 

No final do século XVIII, com o ciclo do açúcar em crise, a Ilha de São Sebastião contava com uma população espalhada por todo o seu território, estimada em 3 mil moradores, cujos líderes pleiteavam a emancipação do território abrangido pela ilha.

 

Esse movimento – que foi liderado pelo capitão Julião de Moura Negrão, pelo alferes José Garcia Veiga, pelo senhor de engenho Carlos Gomes Moreira, e outros 27 proeminentes moradores da ilha – sensibilizou o capitão-general da Capitania de São Paulo Antônio José da Franca e Horta, que, em 3 de setembro de 1805, baixou uma portaria determinando a elevação da capela à condição de vila, que passaria a chamar-se Vila Bela da Princesa.

 

O nome na nova vila – escolhido pelo próprio Franca e Horta – foi uma homenagem à Princesa da Beira, dona Maria Teresa Francisca de Assis Antonia Carlota Joana Josefa Xavier de Paula Micaela Rafaela Isabel Gonzaga de Bragança, filha mais velha dos reis portugueses D. João VI e D. Joaquina Carlota; irmã, portanto, de D. Pedro I. Vila Bela da Sereníssima Princesa Nossa Senhora – como também era chamada – foi oficialmente instalada com solenidades em 23 de janeiro de 1806.

 

Nesse período, começava a tomar vigor em Vila Bela da Princesa um novo ciclo econômico: o do café; plantado, colhido, descaroçado, secado, torrado, ensacado e embarcado única e exclusivamente por mão-de-obra escrava. Nessa época, o comércio de escravos era realizado de forma clandestina, pois já fora proibido por autoridades internacionais. Por isso, a região de Vila Bela da Princesa voltada para o alto-mar – principalmente a Baía dos Castelhanos – era utilizada para o desembarque de escravos contrabandeados.

 

Após sua emancipação, Vila Bela da Princesa experimentou 80 anos de opulência e grande poder econômico, graças à agricultura e, principalmente, ao café, plantado em cerca de 30 fazendas espalhadas pelas Ilhas de São Sebastião e dos Búzios. A população rapidamente ultrapassou a casa de 10 mil habitantes. Os fazendeiros enriqueceram, o comércio era próspero e a vida cultural intensa.

 

Em contrapartida, essas oito décadas de plantio extensivo de café impuseram um alto índice de degradação ao meio ambiente. A produção – extensiva e sem qualquer sustentação ecológica – de açúcar e de café, além de absolutamente nada deixar capitalizado para as gerações futuras, provocou não só uma grande devastação da Mata Atlântica, como também acarretou o desaparecimento de espécies animais e vegetais de um ambiente insular único no País.

 

Diversos foram os motivos que inviabilizaram a cafeicultura em Ilhabela. O último deles foi a Abolição da Escravidão, em maio de 1888. Isso porque era escrava toda a mão de obra empregada na atividade.

 

Vila Bela da Princesa e o litoral norte entrariam em um longo período de estagnação econômica, que perduraria por quase 70 anos; o que permitiu que a natureza, por si própria, repusesse uma grande e significativa parte da floresta que foi devastada pela agricultura.

 

A partir do primeiro quarto do século XX começa a ganhar força em Vila Bela a produção de cachaça, já fabricada em 13 engenhos – ou fábricas de aguardente – instalados na Ilha de São Sebastião; sendo a maioria movida por rodas d’água. A cachaça era escoada, em pipas, principalmente para Santos, por meio de uma flotilha de grandes canoas de voga, juntamente com os excedentes agrícolas produzidos pelas roças de subsistência.

 

Com a crise econômica cada vez mais se aprofundando, o governo do Estado de São Paulo resolveu realizar em 1934 uma reestruturação na divisão territorial estadual, extinguindo 18 pequenos municípios cuja arrecadação não era suficiente para arcar com os gastos da própria administração, entre eles Vila Bela da Princesa, que passou à categoria de distrito e foi anexado ao município de São Sebastião.

 

A revolta foi grande e o governo estadual, apenas sete meses depois, viu-se obrigado a elevar Vila Bela da Princesa novamente à condição de município. Em 1º de janeiro de 1939, Vila Bela da Princesa passou a denominar-se Vilabela. Pouco mais de um ano depois, o presidente da República, Getúlio Vargas, determinou, sem maiores justificativas, que Vilabela deveria passar a chamar-se Formosa. A formalização da mudança no nome de Vilabela para Formosa veio em 4 de maio de 1940. Um movimento popular levou o governo a mudar o nome do município para Ilhabela, o que passou a vigorar em 1º de janeiro de 1945.

 

A partir da segunda metade da década de 1950, a produção da cachaça começou a entrar em declínio, sendo encerrada definitivamente em meados da década de 1970.

 

Se a região se mostrava inviável do ponto de vista econômico, o pequeno porte das roças e do plantio da cana-de-açúcar, a baixa densidade demográfica, a dificuldade de acesso e o relevo geográfico inóspito acabariam propiciando, novamente, as condições favoráveis para que a natureza providenciasse, por seus próprios meios, uma significativa recuperação do meio ambiente e da Mata Atlântica.

 

Com a melhoria das estradas de ligação entre São José dos Campos e Caraguatatuba, e entre esta cidade e São Sebastião, o turismo começou a ganhar importância econômica em Ilhabela e região a partir da década de 1970.

 

A construção de residências de veraneio, por moradores das classes média e alta do planalto paulista, também começou a ganhar impulso. A pavimentação da SP-55 – rodovia Dr. Manoel Hypóllito do Rego – na década de 1980, provocou um grande aumento na atividade da construção civil voltada para edificação de residências de veraneio e, em conseqüência, Ilhabela e as demais cidades do litoral norte começaram a receber um grande afluxo de migrantes oriundos de diversos estados brasileiros.

Desde a década de 1990, as cidades da região têm enfrentado um crescimento demográfico acelerado.

Link para o comentário
  • Membros de Honra

Comunidades Caiçaras

 

Uma característica interessante do arquipélago de Ilhabela, são as comunidades caiçaras isoladas, constituídas por aproximadamente 1000 pessoas, que habitam as áreas do arquipélago voltadas para o alto mar; com certeza um dos mais belos trechos costeiros do país. Vivem da pesca e do artesanato e em condições exatamente idênticas a seus antepassados; verdadeira "amostra viva" de uma cultura passada, na definição dos estudiosos.

 

Nestas comunidades não existe eletricidade, telefone, cartão de ponto, ruas, bares, TV, médico, banheiro, farmácia, aluguel, automóveis, etc. Nem miséria. Seu linguajar e modo de vida são únicos. Para se ter uma idéia, o café preto é acompanhado por abacate com farinha de mandioca. É comum o casamento entre parentes.

Eles são descendentes dos antigos colonizadores e vivem espalhados em suas comunidades auto-sustentáveis. O rico patrimônio da ilha está no artesanato, nas canoas, na arquitetura das casas e nas festas folclóricas preservados por esses habitantes nativos.

 

 

Lendas:

 

LENDA DA PEDRA DO SINO

Corria o ano de 1647 quando certa noite, o repicar dos sinos despertou a pacata população de Ilhabela. Correram todos em direção aos sinos e, assombrados, viram passar defronte a praia um caixão com quatro (seis) velas. Sobressaltados, puseram-se de joelhos e rezaram enquanto o caixão passava pelo canal, levado pela correnteza, em direção ao sul. Era a imagem do Bom Jesus que foi encontrada em Iguape e até hoje é venerada lá como Bom Jesus da Cana Verde.

Esta lenda tem base histórica. Segundo o historiador Calixto, foi o "vaso", navio de guerra de Segismundo Van Schkope que pôs à pique o navio português que transportava a imagem destinada à igreja de Pernambuco. Este fato se deu em fevereiro de 1647 e a imagem, levada pelas correnteza, chegou em Iguape aos 2 de Dezembro de 1647.

 

LENDA DA PEDRA DO SINO II

Na praia chamada Garapocaia encontram-se pedras que, quando batidas, soam como sinos.

A lenda conta que, em tempos passados, no século XVII, ao amanhecer, surgiu uma caravela de piratas que se dirigia à ilha de São Sebastião, enquanto a população ainda dormia. Estavam os piratas prontos para abrir fogo contra a ilha quando ouviram soar sinos despertando o povo que se preparou para receber os inimigos. Nisto surge um guerreiro que tomou o comando e, em pouco tempo, fez o inimigo recuar. Este guerreiro era São Sebastião. Voltou a calma ao povoado e quiseram saber onde estavam os sinos.

Não eram os sinos da Igreja da Armação. Ninguém sabia explicar, a não ser os indígenas que diziam "Garapocaia, Garapocaia" enquanto apontavam para as pedras dessa praia que passaram a chamar-se "Pedras do Sino" e que hoje são atração turística da ilha.

 

LENDA DA FEITICEIRA

Na praia da Feiticeira se encontra a Fazenda São Mathias. Dizem os antigos moradores que a proprietária amealhava imensa riqueza, explorando uma taverna que era ponto de encontro de piratas e marinheiros de navios negreiros e mercantes que ali aportavam em busca de provisões e informações.

Um dia, envelhecida, alquebrada temendo ser saqueada, com auxílio de seus escravos, enterrou seu tesouro no local conhecido por Tocas e matou todos eles para evitar que revelassem o segredo.

Conhecida como a feiticeira, enlouqueceu e não foi mais vista.

 

PRAIA DA CAVEIRA

Um navio negreiro ao passar atrás da ilha, afundou; todos seus tripulantes, escravos, morreram e seus corpos ficaram a boiar. Um padre que passava de barco por aquele lugar viu os corpos e os enterrou debaixo de uma enorme figueira.

Os moradores da Ilha afirmam que às seis horas da tarde, ao passar perto daquela figueira, ouvem "vozes de defundo".

Na realidade há muitas pedras no local e o vento, entrando e saindo entre as pedras emitem um som "de teclas" como a imitar vozes de outro mundo.

 

TOCA DO ESTEVÃO

Há muitos anos, ainda no tempo da escravidão, havia em Ilhabela entre tantos outros engenhos, o Engenho D'água, onde se desenrola esta estória que vamos contar: Estevão era um escravo trabalhador e servil. Era esperto, inteligente e queria aprender a ler e escrever. Como era muito querido pela "Sinhá", esta, as escondidas, ensinou-o a ler.

O capataz que sentia grande ciúme pelas atenções que eram dispensadas a Estevão pela "Sinhá" descobriu que o escravo sabia ler e escrever. Imediatamente contou ao "Sinhô" que mandou aprisionar Estevão. A prisão e os castigos dispensados a um escravo alfabetizado eram torturantes, muito mais do que os de um escravo comum. Um belo dia, Estevão fugiu do cativeiro, ajudado pela "Sinhá", que tinha como ama a mãe do próprio Estevão. Quando descobriram a fuga foram direto à "Sinha" e sua ama. Estas ao verem chegar o capataz, o "Sinhô" e os policiais, imediatamente tiveram uma idéia: ocultaram Estevão embaixo da longa e engomada saia da ama e negaram até o final, terem visto o escravo. Assim que os homens se foram, Estevão partiu ocultando-se em uma toca que fica logo acima do Engenho D' Água, e nunca mais o pegaram.

Ainda hoje, quando passam perto dessa toca, os caçadores dizem ouvir os lamentos do escravo. Daí o nome "Toca do Estevão".

Link para o comentário
  • 6 meses depois...
  • Membros de Honra

Trilhas e cachoeiras

 

Trilha do Pico do Baepi

[picturethis=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/baepi.jpg 380 280 pico]De média dificuldade, esta trilha pode ser percorrida em 4 horas de caminhada até atingir-se os 1035 metros de altitude do total de 1058, de onde pode se avistar a panorâmica da cadeia de montanhas da Ilha, o canal de São Sebastião e boa parte da Serra do Mar.[/picturethis]

 

Trilha da Água Branca

[picturethis2=http://www.ilhabela.com.br/mastercard/pl27.jpg 300 240 agua]Localizada no início da estrada de Castelhanos esta trilha é de fácil acesso, bem demarcada e possui uma guarita no início dos limites do Parque Estadual de Ilhabela. Três caminhos conduzem a várias cachoeiras de águas cristalinas, com piscinas e duchas e área de piquenique.[/picturethis2]

 

Trilha do Bonete e Enchovas

[picturethis=http://www.planetalazer.com/imagens/_files/ilhabela_praia_bonete_02.jpg 290 195 bonete]No extremo sul da Ilha existe uma comunidade isolada constituída de famílias de pescadores do Bonete. Local sem luz elétrica, mas aconchegante para quem curte acampar, tomar banho de cachoeira, nadar e surfar na praia com ondas de mais de 1 metro. Esta trilha foi outrora uma estrada, cujo acesso máximo fica na Ponta da Sepituba, onde há um estacionamento para automóveis. Dali são 15 km até o Bonete, passando por diversas cachoeiras. Apesar de bem marcada a trilha exige boa forma física para encarar subidas e terreno acidentado durante as as 3 horas de percurso.[/picturethis]

 

Trilhas das Praias: Mansa, Vermelha e Figueira

[picturethis2=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/praia%20vermelha.jpg 370 300 mansa]Partindo de Castelhanos pode-se chegar até estas três praias através de uma trilha que sai do lado sul da baía. São 30 minutos até a primeira praia, onde vale uma pequena parada. Através da mata, seguindo por mais 45 minutos atinge-se a praia Vermelha. A cerca de mais duas horas fica a praia da Figueira. Todas com encantos peculiares, são habitats naturais da fauna e flora da mata Atlântica e de gente que vive da pesca e artesanato.[/picturethis2]

 

Trilha da Cachoeira dos Três Tombos

[picturethis=http://www.ecoviagem.com.br/fique-por-dentro/viajantes/familia-muller-aventura/boletins/ilhabela-sp-um-paraiso-da-natureza-7811/centro-31938.jpg 400 350 tres]De fácil acesso, se constitue em uma trilha com extensão de menos de 500 metros, na entrada do bairro da Feiticeira. Pode-se visitar as três quedas da cachoeira local.[/picturethis]

 

Trilha da Cachoeira da Lage

[picturethis2=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/trilha-bonete.jpg 370 270 lage]Seguindo ao sul, até onde a estrada alcançar, a cachoeira da Lage fica próxima da trilha. Cerca de uma hora de caminhada depois do estacionamento da Ponta da Sepituba, pela mesma trilha que leva ao Bonete, chega-se ao local. Uma grande piscina e tobogãs naturais na pedra são encantos naturais.[/picturethis2]

 

Cachoeira da Toca

[picturethis=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/cachoeira-da-toca.jpg 350 260 toca]A mais famosa de Ilhabela fica na estrada para Castelhanos. Repleta de borrachudos, possui até um tanque de óleo para que as pessoas possam passar na pele como repelente. Tem um escorregador natural de pedra que faz a alegria de quem a frequenta. É formada por um conjunto de quedas d’águas, resultando em piscinas naturais com profundidade média de 3 metros. Possui sanitários, churrasqueiras, 1 bar e 1 engenho desativado que pode ser visitado. Cobra ingresso. Localiza-se no bairro do Perequê, à 6 km do centro e o acesso é por estrada de terra.[/picturethis]

 

Cachoeira do Gato

[picturethis2=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/cachoeira-do-gato.jpg 360 280 gato]Localizada na Baia dos Castelhanos, essa cachoeira é também conhecida como Cachoeira da Lage Preta, e é uma das mais belas e exuberantes cachoeiras da Ilha. O que se vê é um véu de água caindo de mais ou menos 50 metros de altura. Embaixo da queda há um poço.[/picturethis2]

 

Cachoeira dos Três Tombos

[picturethis=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/cachoeira_3tombos.jpg 360 280 tombos]Localizada na Praia da Feiticeira com o caminho inteiramente asfaltado, onde se chega de carro até bem próximo à primeira cachoeira. Segue-se a pé por uma trilha, passando pelas três quedas d'água, surgindo daí o seu nome.[/picturethis]

 

Cachoeira da Lage

[picturethis2=http://www.acordailha.com.br/dicas/lage.jpg 270 255 cachoeira]Chega-se de carro até o local de estacionamento em Sepituba, no extremo sul da Ilha e dali uma caminhada de cerca de 1 hora em direção à praia do Bonete. O curso do rio forma quedas, tobogãs e lindas piscinas naturais.[/picturethis2]

 

Cachoeira do Veloso

[picturethis=http://www.portaldesaosebastiao.com.br/images/stories/ilhabela_cachoeira_veloso.jpg 240 200 veloso]O acesso é feito através de propriedade particular, partindo da praia do veloso, por uma trilha de 40 minutos. A cachoeira tem uma queda de aproximadamente 70 metros, com seus poços da água transparente e refrescantes. O presente está na volta de trilha, onde, de alguns pontos, se pode avistar uma paisagem inesquecível do canal.[/picturethis]

 

Parque Estadual de Ilhabela

[picturethis2=http://www.ilhabela.org/images/trilha_aguabranca_1a.jpg 300 240 parque]Uma trilha de cachoeiras:

Na area do Parque está implantada a Trilha da Água Branca que leva a uma cachoeira, com 2.145 metros de extensão. A Estrada dos Castelhanos é a referência desta trilha de dificuldade média. Como atrativos, o visitante observa a riqueza da vegetação da Mata Atlântica como a figueira, pau-jacaré, guapuruvu, manacá-da-serra, e quaresmeira. Um pouco de sorte e inúmeras espécies de pássaros, como o tangará, o trinca-ferro, a araponga e o pica-pau podem ser observados, como também o caxinguelê, uma espécie de esquilo que se alimenta de sementes.[/picturethis2]

Link para o comentário
  • 4 semanas depois...
  • Membros de Honra

Praias

 

 

Praia do Bonete

[picturethis2=http://spintravel.blogtv.com.pt/img/Image/Spintravel/2007/Setembro/praia_do_bonete_opt.jpg 370 300 bonete]A partir da ponta da Sepituba, extremo sul da Ilha, chega-se ao Bonete, por uma trilha de 15 Km de extensão. Sua orla é ladeada de árvores chapéu-de-Sol, no mar, as ondas formadas pelo vento sul, fazem a alegria dos surfistas. A ausência de luz elétrica e a inexistência de automóveis garantem a tranqüilidade e tornam o lugar muito aconchegante. Além do ar puro, belíssimas cachoeiras e o mar onde rolam altas ondas, ideais para o surf, o local ainda conta com um belíssimo rio que desagua na praia.[/picturethis2]

 

Praia das Enchovas

[picturethis=http://www.ilhabela.net/praias/images/enchovas.jpg 220 190 praia]Mais 45 minutos de caminhada a partir da praia do Bonete. Praia de areia Monazítica e muitas pedras roliças.[/picturethis]

 

Praia de Castelhanos

[picturethis2=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/praia%20de%20castelhanos.jpg 380 300 castelhanos]Muito procurada por praticantes de Off-Road. Nesta praia, desembarcavam os Escravos dos Navios Negreiros, quando o tráfico fora proibido. Chega-se a essa praia, principal da Baía dos Castelhanos, por uma estrada de 25 Km, que atravessa a Ilha no sentido oeste à leste, onde você poderá observar pássaros de diversas espécies e ágeis caxinguelês pulando de uma árvore para outra, além da exuberante flora da Mata Atlântica. A praia tem aproximadamente 1.500 metros de extensão, onde é possível a prática do surf ou um passeio de canoa.[/picturethis2]

 

Praia do Gato

[picturethis=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/caiaque.jpg 380 300 gatos]A praia do Gato, situada atrás da Ilha, pode ser alcançada através de uma trilha, a partir da praia de Castelhanos ou de Barco. Formada por uma areia grossa, misturada a inúmeras conchas coloridas, a orla da Praia do Gato é minúscula (15 metros de extensão) e possui pontos curiosos, como a "Pedra do Gato", que adentra o mar, podendo ser escalada facilmente da praia, ou ainda de uma pedra em forma de pirâmide existente no meio da praia.[/picturethis]

 

Praia da Armação

[picturethis2=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/praia%20da%20arma%C3%A7%C3%A3o.jpg 370 300 armação]Com cerca de 500 metros, abrigando uma igrejinha e barcos de pescadores, nesta praia eram desossadas as baleias capturadas antigamente pelos pescadores da Ilha, atualmente é um dos points dos Windsurfistas, quando o vento entra de leste pelo canal. Distante cerca de 14 Km da balsa em direção norte.[/picturethis2]

 

Praia de Itaguaçú

[picturethis=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/praia%20do%20itagua%C3%A7u.jpg 370 300 praia]Próxima ao Centro, ao seu redor, encontramos alguns bons restaurantes, onde podemos apreciar boa comida e uma bela vista! Com 600 metros de extensão, essa praia é considerada como ponto mais badalado da Ilha, com um comércio variado e várias casas de veraneio. Possuí marina e vários bares, com destaque para o deck, o mais tradicional ponto de encontro ilhéu. Vida noturna intensa, com grande aglomeração de jovens e amantes dos esportes náuticos.[/picturethis]

 

Praia do Perequê

[picturethis2=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/praia%20do%20pereque.jpg 370 300 pereque]Com muitos coqueiros, esta praia oferece várias opções de quiosques onde além de curtir a praia, pode-se saborear porções e drinks deliciosos. Quando bate forte o vento de sul, é o local preferido pelos windsurfistas! Uma das primeiras praias de quem chega pela balsa e vai sentido à Vila. Possuí vários hotéis, restaurantes e bares. Principal centro comercial da Ilha fora do centro. Muito apreciada por famílias com crianças, pois suas águas calmas é um convite a um delicioso banho de mar.[/picturethis2]

 

Praia da Pacuíba

[picturethis=http://www.brasilturismo.com/ilhabela/img/praiadapacuiba.jpg 290 200 pacuiba]Localizada a 12 Km da Vila (centro da cidade), a Praia da Pacuíba é uma praia muito reservada e de baixa frequência, talvez pelo difícil acesso ocasionado pela estrada, que em dias de chuva fica propícia a um valente "jipão", além de uma bem disposta turma do "deixa-que-eu-empurro". Mas nem tudo é barro. Em dias de sol a estrada aguarda os visitantes com sua tortuosidade e beleza natural sem igual na região[/picturethis]

 

Praia da Pedra do Sino

[picturethis2=http://www.itapemar.com.br/ilhabela/pedradosino.jpg 300 255 sino]Nessa praia podemos encontrar as famosas pedras que, quando batidas, soam como sinos.[/picturethis2]

 

Praia do Jabaquara

[picturethis=http://www.seudestino.net/wp-content/jabaquara.jpg 270 x 290 praia]Distante 16 Km do centro da cidade, esta é uma das mais belas praias do Litoral Norte Paulista. De areia clara e fofa, cortada por dois cristalinos riachos, oferece encantos e tranqüilidade que outras praias da Ilha não pode oferecer. Localizada no final da estrada, ao norte da Ilha, seu acesso é através de uma trilha. Com 500 metros de extensão, esta praia, é um recanto pitoresco entrecortado por uma cachoeira, abrigando algumas casas de caiçaras, barcos e muitas árvores.[/picturethis]

 

Praia do Curral

[picturethis2=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/praia%20do%20curral.jpg 370 300 curral]Com mais de 700 mts, abriga o maior agito da moçada, nos bares, restaurantes e campings. Música ao vivo, algumas ondas e muito sol, combinam com o astral do lugar. Distante cerca de 12 Km da balsa, na direção sul da Ilha. Uma das últimas praias acessível por carro, nesta direção. Na ponta do Ribeirão, no lado direito, estão os destroços do navio "Aymoré", um dos preferidos para o mergulho. Em sua orla, os barzinhos da praia, com mesas e cadeiras na areia, servem petiscos como lula, peixe, camarão e batata frita.[/picturethis2]

 

Praia da Feiticeira

[picturethis=http://www.ilhabela.sp.gov.br/banco_fotos/praia%20da%20feiticeira.jpg 370 300 praias]Muito frequentada, a pouco mais de 200 mts da estrada principal, e a 5 Km da balsa na direção Sul, esta praia, antigamente abrigava um Engenho, onde hoje é a fazenda São Matias, com duas cachoeiras que desaguam entre a praia e a costeira ao sul.[/picturethis]

 

Praia do Julião

[picturethis2=http://www.ilhabela.net/praias/images/Praia%20do%20Juliao.jpg 290 255 julião]Famosa por sua beleza, esta praia fica próxima a praia da Feiticeira, podendo-se chegar a ela por uma trilha na avenida principal ou então pela costeira via praia Grande ou Feiticeira. Com águas calmas e límpidas, conta com um variado cenário marinho em seu costão norte, e a Praia Grande ao lado sul. Sua orla possuí apenas 200 metros e à sua frente está localizado o Ilhote, uma pequena ilha de pedra com vegetação pitoresca.[/picturethis2]

 

Praia da Ilha das Cabras

[picturethis=http://www.ilhabela.org/images/praia_pedrasmiudas_1a.jpg 330 240 cabras]O santuário ecológico da Ilha das Cabras, foi criado em 1992 com a finalidade de garantir e proteger a fauna e flora marítima costeira. É indicado aos principiantes, que querem ver de perto peixes, anêmonas, cavalos-marinhos, conchas e outros seres que surpreendem quem está vislumbrando o mundo aquático, próxima da balsa possui inúmeros bares e restaurantes. Na Ilha das Cabras está fundeada uma estátua de Netuno, ponto muito visitado ao sul da Ilha, próximo a Praia da Barra Velha, onde aportam as balsas que vem de São Sebastião.[/picturethis]

Link para o comentário
  • Membros de Honra

Pousadas

 

Pousada Vida Bela

Próximo à praia do Portinho

Tel.: (12) 3894-1267

http://www.pousadavidabela.com.br

 

Pousada Villa Vittória

Localizada próxima à praia Grande

Tel.: (12) 3894 9341

http://www.pousadavillavittoria.com.br

 

Pousada Terra Madre

Localizado próxima à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 8018

http://www.pousadaterramadre.com.br

 

Pousada Ilha Splendor

Localizada próxima ao Parque Estadual de Ilhabela

Tel.: (12) 3896 3346

http://www.ilhasplendor.com.br

 

Pousada Vila das Velas

Localizada próxima à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 3686

http://www.viladasvelas.com.br

 

Pousada Marinheiros

Localizada próxima à praia do Itaquanduba

Tel.: (12) 3896 2161 e 3896 2571

http://www.marinheiros.com.br

 

Pousada Saco do Sombrio

Localizada próxima à praia do Itaguaçu

Tel.: (12) 3896 1951 e 3896 2706

http://www.sacodosombrio.com.br

 

Pousada Veloso

Localizada próxima à praia do Veloso

Tel.: (12) 3894 1790

http://www.ilhabela.com.br/veloso

 

Pousada Isola Bella

Localizada próxima à praia do Veloso

Tel.: (12) 3894 1879 e (12) 3894 1772

http://www.isolabella.com.br

 

Pousada Nautilus

Localizada próxima à Vila (Centro)

Tel.: (12) 3896 1575

http://www.pousadanautilus.com.br

 

Pousada Mirante da Praia Grande

Localizada próxima à praia Grande

Tel.: (12) 3894-1110 e (12) 3894 1246

http://www.mirantedapraiagrande.com.br

 

Pousada dos Hibiscos

Localizada próxima à praia do Saco da Capela

Tel.: (12) 3896 1375

http://www.pousadadoshibiscos.com.br

 

Pousada Ecoilha

Localizada próxima à cachoeira da Água Branca

Tel.: (12) 3896 3098

http://www.ecoilha.com.br

 

Pousada Canto da Praia

Localizado na Praia de Santa Tereza

Tel.: (12) 3896 1194

http://www.cantodapraia.com.br

 

Pousada Perequê

Localizada próxima à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 1813 e (12) 3896 1105

http://www.pousadapereque.com.br

 

Pousada Fazenda Siriúba

Localizada próxima à praia do Siriúba

Tel.: (12) 3896 1050 e (12) 3896 1887

http://www.fazendasiriuba.com.br

 

Pousada Estância das Bromélias

Localizada na Estrada para Castelhanos

Tel.: (12) 3896 3353 e (12) 3896 3233

http://www.estanciadasbromelias.com.br

 

Pousada Casa Amarela

Localizada em frente à praia do Itaquanduba

Tel.: (12) 3896 1993

http://www.hotelcasaamarela.com.br

 

Pousada Banana Verde

Localizada entre a praia Grande e a praia do Curral.

Tel.: (12) 3894 1606 e 3894 9165

http://www.pousadabananaverde.com.br/

 

Pousada das Maritacas

Localizada próxima à Balsa

Tel.: (12) 3896 3839

http://www.pousadadasmaritacas.com.br

 

Pousada Villa da Prainha Flat

Localizada próxima à praia do Julião

Tel.: (12) 3894 9449 e (12) 3894 1948

http://www.villadaprainha.com.br

 

Pousada Canto do Sul

Localizada próximo à praia do Curral

Tel.: (12) 3894 9139

http://www.pousadacantodosul.com.br

 

Pousada Canto Bravo

Localizada na praia do Bonete

Tel.: (12) 3896 5111

http://www.bonete.com.br

 

Pousada Rafimar

Localizada próxima à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 1539

http://www.rafimar.com.br

 

Pousada Villa Nina

Localizada próxima à praia da Feiticeira

Tel.: (12) 3894 1960

http://www.villanina.com.br

 

Pousada Manga Rosa

Localizada próxima à Vila (Centro)

Tel.: (12) 3896 1118

http://www.mangarosailhabela.com.br

 

Pousada Por do Sol

Localizada próxima à praia Grande

Tel.: (12) 3894 9156

http://www.ilhabela.com.br/pordosol

 

Pousada Villa Caiçara

Localizada próxima à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 5680

http://www.villacaicara.com.br

 

Pousada Armação dos Ventos

Localizada próxima à praia da Armação

Tel.: (12) 3896 3439

http://www.bl3.com.br/pousada_armacao

 

Pousada Forte Rocha

Localizada próxima à praia da Feiticeira

Tel.: (12) 3894 1236

http://www.forterochailhabela.com.br

 

Pousada Vila do Meio

Localizada próxima à praia do Saco do Indaiá

Tel.: (12) 3896 5415

http://www.viladomeio.com.br

 

Pousada do Capitão

Localizada próximo à praia do Itaquanduba

Tel.: (12) 3896 1037 e (12) 3896 2253

http://www.pousadadocapitao.com.br

 

Pousada do Sol

Localizada próxima à praia do Itaquanduba

Tel.: (12) 3896 1065

http://www.ilhabela.com.br/pousadadosol

 

Pousada Pouso do Grego

Localizada próxima à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 1928 e (12) 3896 2800

http://www.pousodogrego.com.br

 

Pousada Ponta do Pequeah

Localizada próxima à praia do Saco da Capela

Tel.: (12) 3896 1009

http://www.pontadopequeah.com.br

 

Pousada Ilhabela

Localizada próxima à praia do Saco da Capela

Tel.: (12) 3896 1083 e (12) 3896 1383

http://www.hotelilhabela.com.br

 

Pousada Bons Ventos

Localizada próximo à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 2725 e (12) 3896 2212

http://www.pousadabonnsventos.com.br

 

Pousada Saco da Capela

Localizada próxima à praia do Saco da Capela

Tel.: (12) 3896 6758

http://www.sacodacapela.com.br

 

Pousada Refúgio das Pedras

Localizada próxima à Ponta da Sela, no caminho para o Bonete

Tel.: (12) 3894 1756

http://www.refugiodaspedras.com.br

 

Pousada Isla Bonita

Localizada próxima à praia do Julião

Tel.: (12) 3894 1641

http://www.islabonita.com.br

 

Pousada Mais Bella

Localizada próxima à praia do Itaquanduba

Tel.: (12) 3896 3153

http://www.pousadamaisbella.com.br/

 

Pousada Oito Ilhas

Localizada no extremo sul da ilha

Tel.: (12) 3894 9223

http://www.pousada8ilhas.com.br/

 

Pousada Atiaia

Localizada próximo à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 2628

http://www.pousadaatiaia.com.br

 

Pousada Ilha Brazil

Localizada próxima à Balsa

Tel.: (12) 3895 1533 e (12) 3895 8453

http://www.ilhabrazil.com.br

 

Hotel Pousada Rural

Localizada próxima à praia de Santa tereza

Tel.: (12) 3896 6900 e (12) 3896 2609

http://hotelpousadarural.com.br/

 

Pousada Montemar

Localizada próxima à praia do Itaquanduba

Tel.: (12) 3896 1643

http://www.montemarilhabela.com.br

 

Pousada Golfinho II

Localizada próxima à praia do Itaguaçu

Tel.: (12) 3896 6612

http://www.pousadagolfinho.com.br

 

Pousada do Alemão

Localizado próximo à praia do Curral

Tel.: (12) 3894 9290 e (12) 3894 9380

http://www.alemao.tur.br

 

Pousada Lacosta

Localizada próxima à praia Grande

Tel.: (12) 3894 1001 e (12) 3894 1535

http://www.pousadalacosta.com.br

 

Pousada Villaggio Assis

Localizada próxima à praia do Curral

Tel.: (12) 3894 1592 e (12) 3894 1662

http://www.pousadaassis.com.br/

 

Pousada Canto das Águas

Localizada próxima ao Parque Estadual de Ilhabela

Tel.: (12) 3896 9938

http://www.cantodasaguasilha.com.br

 

Pousada Carolina

Localizada próximo à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 1603 e (12) 3896 5795

http://www.pousadacarolina.com.br

 

Pousada Panorâma

Localizada próxima à praia do Itaguaçu

Tel.: (12) 3896 5926

http://www.pousadapanorama.com.br

 

Pousada Tamara

Localizada próxima à praia do Itaquanduba

Tel.: (12) 3896 2543 e (12) 3896 2630

http://www.pousada-tamara.com.br

 

Pousada Golfinho I

Localizada próxima à praia do Itaguaçu

Tel.: (12) 38961347

http://www.pousadagolfinho.com.br

 

Pousada Mirante da Ilha

Localizada próxima à praia do Perequê

Tel.: (12) 3896 6125

http://www.ilhabela.com.br/mirantedailha

 

Pousada Barulho D'Água

Localizada próximo à praia Grande

Tel.: (12) 3894 1358 e (12) 3894 1406

http://www.barulhodagua.com.br

 

Pousada Villarejo

Localizada próxima à Balsa

Tel.: (12) 3895 8974

http://www.pousadavillarejo.com.br

 

Pousada Aporã

Localizado próximo à praia do Itaquanduba

Tel.: (12) 3896 3031 e (12) 3896 2396

http://www.pousadaaporan.com.br

 

Pousada Conde do Mar

Localizada próxima a Balsa

Tel.: (12) 3895 1550

http://www.ilhabela.com.br/condedomar

 

Pousada Vila das Pedras

Localizada no bairro da Cocaia

Tel.: (12) 3896 2433

http://www.viladaspedras.com.br

 

 

Albergues

Bons Ventos Hostel

 

 

Campings

Camping Canto Grande

Localizado próximo à Praia Grande

Tel.: (12) 3894 1713 e 3894 1506

http://www.cantogrande.com.br

 

Camping Palmar

Localizado próximo à Balsa

Tel.: (12) 3895 8319

http://www.palmar.com.br

 

Camping Pedras do Sino

Localizado próximo à praia do Sino

Tel.: (12) 3896 1266 e (12) 3896 1368

http://www.ilhabela.com.br/pedrasdosino

 

Camping do Sítio

Rua José Pereira Carolo, 420 - Veloso

Tel.: (12) 3894 1677 e (12) 9793 0295

http://www.campingdositio.tur.br

 

Camping Cocoon

 

Camping Flamboyant

 

Camping Castelhanos

Link para o comentário
  • Membros de Honra

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...