Ir para conteúdo
KIRL

MACHU PICCHU SETEMBRO 2012

Posts Recomendados

Demorei postar o relato, pois tinha começado e tinha parado, mas me sentido na obrigação de contribuir com o site e os mochileiros que ainda vão nesse templo para qualquer mochileiro, segue meu relato.

 

Quarta-05/09

Embarque no horário certo no Galeão/Rio, no entanto, por descuido da TACA faltou um documento do voo e ficamos 2h dentro da aeronave antes de decolar... Compensação o serviço de bordo é ótimo ::cool:::'> (whisky, Vodca, Inka cola...) e mesmo assim é o melhor voo do Brasil pra chegar em Cusco. O piloto avisou que iriamos passar sobre o lago Titicaca, então vi uma paisagem impressionante dos Andes e o lago. Conexão rápida em Lima e chegada as 14h em Cusco, detalhe, a TACA deixou minha mochila em Lima... ::bad:: fui orientado no Rio que pegava minha bagagem no destino final...confiei no pessoal da TACA e foram 30hs com a mesma roupa, mas a mochila chegou na manha seguinte no hotel. Dica: Recolha sua bagagem em Lima e despache pra Cusco!!!

Realmente a altitude cansa muito... chegando no hotel já me ofereceram chá de coca e já fui logo tomando, alivia muito o efeito da altitude. Fiquei hospedado no hostel La Casa de Salenque, ótimo hostel e muito bem localizado, fica na mesma entrada da Starbucks, a Janete e Milagros da recepção foram supere atenciosas comigo, então, a fome bateu, atravessei a Plaza de Armas pela primeira vez, olhando a imponente estatua de Pacha Cuté e achei o restaurante Pachamama, perto do Mama Afrika, comi uma truta andina grelhada, deliciosa (recomendo) preço bom ::otemo:: .

Logo depois encontrei com o Rolando da agencia Puma’s Trek e um casal de brasileiros, fomos todos para uma casa de cambio pra trocar dólares por soles, fica do lado direito no inicio da Av. do Sol, depois fomos comprar o Boleto Turístico $ 130 pertinho de lá. Fomos a uma casa de sucos muito boa que fica numa esquina da Calle Marquez com a San Bernardo, tomei um suco de Tuna, um fruto de tipo de cacto andino, exótico mais saboroso. Depois fiquei passeando pelas ruas próximas a Plaza de Armas...

 

20121215221755.JPG

 

Quinta-06/09

Acordei cedo e tomei café no hostel, básico mas mto bom. Sai pela calle Triunfo em direção ao bairro de San Blas, entre as muralhas Incas algumas lojas de artesanatos, passei sem perceber pela famosa pedra 12 ângulos e logo pedi informação e o cara me levou até a pedra e ainda tirou fotos minhas... Depois, claro, me convidou a entrar na loja dele, iniciei as compras heheh mas tudo pechinchado, sempre oferecendo uns 30% a 40% a menos.

Então continuei pela rua Hatunrumiyoc, declarada patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, entre as muralha com pedras milimetricamente sobrepostas pelos Incas, observei a pouca movimentação dos Cusquenos indo pro trabalho, para escola... nesse horário quase não havia turistas. Cheguei a San Blas, bairro dos artistas repleto de ateliers que estavam abrindo e cruzei com alguns pintores na rua, sai sem rumo pelos becos estreitos do bairro até chegar na Av Tullumayo e fui caminhado até o Mercado de Artesanado de Cusco que fica no encontro com a Av do Sol, mais compras... retornei pela av do Sol para o hostel, passei no supermercado e comprei água, barras de cereal, gatorate e chocolate Machu Picchu, isso pra levar pra Machu Picchu no sábado, pois em Águas Calientes tudo é mais caro.

 

20121215221954.JPG

 

20121215222017.JPG

 

 

Fui ao museo Inca que não tem entrada pelo boleto turístico ($10) e valeu muito apena ir la, fica bem próximo a Plaza das Armas e lá tem vários objetos incas e mostra muito bem a historia de Machu Picchu, também exite la uma exposição permanente sobre CHOQUEQUERÃO um santuário Inca tanto importante quanto Machu Picchu, quem for com mais tempo a Cuzco deve ir conhecer esse lugar.

 

20121215222143.JPG

 

20121215222211.JPG

 

Almocei no restaurante Tunupa, numa sacada com de frente a Plaza de Armas e a Catedral, antes do almoços umas cervejas Cusqueña, muito boa (possui o desenho da muralha onde está a pedra 12 ângulos em alto relevo no vidro da garrafa), pedi para o almoço um filé de Alpaca grelhada, sensacional!!! Um pouco caro esse restaurante, mas vale apena, o prato foi $ 40.

 

20121215222336.JPG

Depois de um rápido descanso no hostel, chegou o Rolando e ficamos ao lado da Catedral esperando um grupo para iniciarmos o city tour. Saímos a pé pela rua Arequipa até chegar no templo Qorikancha, esse foi o mais importante templo do império inca, mesmo depois da destruição parcial pelos espanhóis e construção de um convento sobre o templo, ficaram partes imponentes do templo, as pedras são todos granitos polidos e perfeitamente encachados, as paredes eram revertidas com uma camada de 4cm ouro e prata e polidas diariamente... Obs. Entrada $10, não faz parte do boleto turístico.

Depois seguimos num micro ônibus para fora da área urbana, sempre subindo e com uma vista legal de Cuzco, fomos para as ruinas de Saqsayhuaman, impressionante a estrutura em zig zag feitas com pedras de até 180 toneladas. Cusco originalmente tinha o formato de um Puma, e Saqsayhuaman representa a cabeça dele. Depois seguimos para Qenqo uma visita relampago, Puca-Pucara (não descemos) e Tambomachay. Apesar de Tambomachay possuir canais de água potável, não é permitido tomar da água, perguntei a guia o por que? Ela disse que a água contem concentrações altas de minerais e que já causaram problemas pra algumas pessoas. Achei o City tour muito corrido, além de não pararmos em Puca-Pucara os outros sítios foram numa rapidez...ficou a vontade de passar mais tempo nesses lugares.

A noite foi encontrar com Monica e seu pai que estavam chegando de Machu Picchu, conheci ela aqui no mochileiros e marcamos para nos encontrar por lá, fomos para o restaurante Pachamama e comemos pizza, tomei Pisco soul. Ela me deu dicas da viagem e foi muito bom conhecer ela e seu pai também.

Dicas: roupa leve, bom tênis de caminhada e agasalho, no fim da tarde fez bastante frio!!! Levar na mochila uns 2L de água, não vi pra vender. Também evitar comprar os artesanatos nesses lugares, são caros e de pouca qualidade, fui informado que eles vendem casaco de lã dizendo ser de Alpaca mas na verdade é misturado com lã sintética.

 

20121215222659.JPG

20121215222723.JPG

20121215222755.JPG

 

Sexta-07/09

Logo após o café, deixei minha mochila maior guardada no hotel e segui com uma mochila menor pra Plaza de Armas e peguei um micro ônibus pra fazer o Vale Sagrado, reencontrei algumas pessoas do city tour do dia anterior e fui fazendo amizades. Passando pelo mesmo trajeto do dia anterior, fomos em direção a Pisac, na programação iriamos passar em Corao, mas para não “perdermos tempo” fomos direto. No caminho as paisagens são fascinantes, muitas montanhas e picos nevados ao longe. Pisac fica, mas margens do rio Urubamba, fomos no mercado que tem os mesmo artesanatos que vi no mercado em Cuzco, e não notei diferenças de preço, apesar que eu tinha lido que lá era mais barato... o lance é sempre pedir desconto!!!

Depois fomos à ruinas de Pisac, impressionante a quantidade de terraços e ruinas de casas Incas naquele lugar. Foi lá que o guia explicou que os terraços agrícolas eram pra melhoramentos/experimentos agrícolas, a grande parte dos alimentos eram cultivados ao longo do vale Urubamba, como é feito até os dias de hoje.

Na hora do almoço, passamos por vários restaurantes, o grupo foi dividido e meu almoço paguei $35 a parte e foi num lugar muito bonito em meio a natureza, com Ilhamas e araras, pareceu-me o top de lá. Seguimos pra Olantaytambo, visitamos as ruinas, templos e terraços em Olanta, os canais de água feitos pelo incas existem até hoje e é usado pela população de la... Olanta fica num lugar estratégico e em meio a uma paisagem fantástica.... Encontro de 3 vales com montanhas gigantes. Próximo e ultimo destino do tour seria a cidade de Chicheiro, mas deixei o grupo e fiquei na estação de trem em Olanta, pois, preferi aproveitar a luz do dia pra ir curtindo a paisagem até Águas Calientes. Estava bastante ansioso por está chegando o grande dia de Machu Picchu. Aproveitei para tomar um Cusqueña na estação, que é bastante limpa e aconchegante.

Logo peguei o trem, fui sentado na janela do lado esquerdo, lado do rio Urubamba, toda a viagem é margeando esse rio e a paisagem é demais, no teto do trem existia janelas de vidro e quando passava próximos as montanhas era só olhar pra cima e contemplar... compensa muito fazer essa viagem de dia.

Chegando a Águas Calientes centenas de turistas estavam esperando o trem pra voltar, a alegria era expressa nas pessoas... logo encontrei a moça do Hotel com uma plaquinha com meu nome. Fiquei no Pumas inn, uma longa caminhada até esse hotel, mas a vista de lá é de toda Águas Calientes, o quarto muito bom, porem, péssimo café da manha... esse lugar me surpreendeu bastante pela concentração de bares e restaurantes, a beleza e energia do lugar, a noite encontrei Miguel um colega de city tour e fomos comer uma pizza em frente a praça que tem o monumento de Pachacuteq, depois algumas Cusqueñas e conversa com o garçom argentino super gente boa chamado Vicente (na volta a Cuzco ele me acompanhou até a estação de trem).

 

20121215223052.JPG

20121215223114.JPG

20121215223248.JPG

20121215223357.JPG

20121215223443.JPG

20121215223503.JPG

 

Sábado-08/09

Logo cedo o guia me ligou e marcamos de encontrar na entrada de MP, as vans saem com frequência de AC e são 25min subindo até MP, subida punk, são 13 voltas em zig-zag, quem tiver medo de altura não vá de janela!!!

Chegando lá em cima, chuva!!! Logo apareceu uma cara vendendo capa de chuva por $5, ofereci $3 ele não quis, a chuva não parava e foi chegando mais gente e comprando todas as capas, ele já tava vendendo por $10 falei com ele e comprei por $5. Não demorou apareceu o guia, Beto, com uma bandeira preta escrita Mapi, então nosso grupo começou a reunir-se em volta dele, gente de toda parte do mundo, mas ele só falou espanhol e pra mim foi tranquilo. Começamos a subir para a entrada, em meio as nuvens avistei MP...dai paralisei e esqueci de tudo, fiquei alguns minutos contemplando aquele lugar que espera ver a muito tempo.... Depois reencontrei o grupo e fizemos uma visita guiada por 2:30h, demais!!! O Beto foi bastante atencioso e explicou com sabedoria a historia do lugar e significado das ruinas. Importante estudar os ambientes antes de chegar lá, fica muito melhor pra entender as ruinas.

Após a visita guiada finalizada próximo a entrada de Huayna Picchu, eu entrei na fila rumo à grande subida, foi próximo a 2 francesas que foram minhas companhias durante todo percurso. No inicio eu achava que não ia conseguir, não faço atividades físicas regulares e senti muito o joelho direito e muito cansado, mas com paradas para recuperar o folego e tomar água (leve pelo menos 2L la pra cima) e a adrenalina subindo eu fui subindo e determinado a não desistir, existem pontos perigosos e escadas íngremes sem corrimão, já chegando ao topo passei por um túnel estreito entre pedras e alcancei o topo, fiquei sentado por muito tempo na pedra que fica no ponto mais extremo. A sensação é indescritível, a visão é espetacular e sem nenhum dúvida compenso qualquer esforço para chegar lá. Depois de algum tempo peguei meu celular e o sinal da TIM naquele lugar estava topado, então já sabia que pagando R$ 30 poderia ligar a vontade para celulares TIM no Brasil resolvi ligar para algumas pessoas e familiares pra compartilhar aquele momento incrível.

A descida foi tranquila e chegando de volta nas ruinas foi conhecer outra parte que não tinha ido na visita guiada, valeu muito apena. Próximo ao templo do Sol um encontro inesperado com um bando de Lhamas e elas são muito dóceis e pousam pra fotos, elas são as roçadeiras biológicas de Machu Picchu, foram introduzidas lá com esse proposito que desempenham com alta eficiência. Já era 16hs e comecei me dirigir para a saída, ultimas fotos e mais um momento de contemplação junto com um colega Chinês que encontrei por lá. A passagem de volta (US$ 9) não fazia parte de meu pacote, muitos descem a pé, mas é longa e difícil a caminhada.

De volta a Águas Calientes foi direto as fontes termais, era $10 para entrar, fiquei na duvida entre relaxar no banho quente ou com umas Cusqueñas, optei pela gelada heheh. Voltei ao hotel para pegar minha bagagem e reencontrei o casal de brasileiros que estavam chegando lá pra subir MP no outro dia. Viagem tranquila de trem até Olanta e peguei uma Van que demorou muito a sair para Cuzco e só cheguei lá por volta de meia noite.

20121215223556.JPG

20121215223654.JPG

20121215223724.JPG

20121215223810.JPG

Domingo-09/09

Sai cedo para o mercado São Pedro e chegando lá encontrei uma cena hilária, eles estavam todos do lado de fora do mercado e o bombeiros estava lavando todo o mercado e as bancas até o teto, de vez em quando eles jogam o jato de água no pessoal e todos gritavam e sorriam, uma festa. Fiquei observando a movimentação das pessoas nativas, as comidas típicas que não tive vontade de encarar (amanheci ruim da barriga e estava tomando eletrólitos pra recuperar). Em direção a Plaza de Armas entrei na Feria Artesanal de Productore (El Marquez de San Francisco 337), nesse lugar encontrei os melhores preços de artesanatos e pareceu-me um lugar frequentado pelos nativos, existe uma loja simples de artigos de aventura/mochileiros com preços muito atraentes.

Peguei minha mochila no hotel e fui para o aeroporto, peguei um taxi por $7 e voei pra Lima as 13h.

20121215223928.JPG

20121215223947.JPG

20121215224018.JPG

 

Chegando em Lima foi logo procurando um taxi que consegui por $40 para me levar até Miraflores, acabei descendo na Plaza del amor e fui observar os voos de parapente que é demais, só não fiz porque já estava sem grana. Depois fui caminhando até o park central e acabei matando a fome numa lanchonete excelente chamada La Lucha Sanguchería Criolla ($15). Segui para o shopping Larcomar caminhando, o local me pareceu seguro e tinha muitos turistas caminhando, fiquei algum tempo por comtemplando a paisagem nos terraços e vendo bem de perto os voos rasantes dos parapentes. Tomei um taxi de volta ao aeroporto de Lima ($35), jantei por lá e as 22h embarquei de volta ao Rio, super tranquila a viagem de volta e sem atrasos.

 

 

20121215224118.JPG

20121215224157.JPG

20121215224221.JPG

20121215224454.JPG

20121215224511.JPG

20121215224553.JPG

 

O Peru é um lugar que com certeza tenho que voltar!!!

Segue abaixo custos e algumas dicas.

 

Gastos

 

Alimentação $153

Taxi $95 + 23

Roupas/artes $564

Bebidas $70

Museu $10

Outros $33

Boleto Turistico $130

Hotel U$ 180

Agencia U$ 252

Passagens R$ 1500

 

 

 

::cool:::'>Dicas ::cool:::'>

 

Levar:

Capa de chuva simples

Mochila pequena impermeável

Casaco corta vento leve impermeável

2 litros de água para MP

Cajado (bastão para trilha)

Tênis trekking

Bateria extra para câmera

Folhas de coca

Dinheiro trocado sempre

Meias reservas

Protetor solar

Repelente

Chapéu

Manteiga de cacau

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Kirl!!! Adorei o relato!!! Em julho vou para Cusco tbm!!!! VOu dormir e acordo pensando nessa viagem desde que comprei as passagens! :)

Gostaria de tirar umas dúvidas com vc... O que vc fechou (passeios) por agência aqui no Brasil? Vc acha que compensou? A agência foi boa, é confiável? Agradeço muito se puder me ajudar, pois estou "quebrando a cabeça" com o passeio para Machu Picchu.

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Cris, desculpa a demora em responder! Fechei os passeios tudo aqui do Brasil, acho que compensa quando não se tem muito tempo pra ficar lá, como foi uma viagem corrida pra mim compensou muito. Não tive problemas com a agencia e recomendo. Pode entrar em contato com o Rolando, E-mail : [email protected], Adress : portal comercio 141 plaza de armas cusco - peru, Director: Rolando Auccapuri Iturriaga.

ID : 46200839. MOVIL : 051 084 984951059

Qualquer dúvida me escreva

Abraçosss e tenha uma otima viagem

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×