Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

victoraas

Viagem ao Chile de Curitiba via Uruguaiana

Posts Recomendados

Olá Colega

 

Mês passado fui para Santiago e o sul do Chile partindo de Curitiba, na ida fui via Br-101 e na volta via BR-153(Transbrasiliana). Fui e voltei por Uruguaiana, e resumindo , você terá somente 2 pequenos probleminhas , nada de mais, encarar a corrupção da polícia Caminera na provincia de Corrientes ( em Entre Rios melhorou bastante a polícia , eles param, pedem seus documentos e se ok boa viagem). Uma sugestão de algo que fiz nesses estados, se tiver acompanhado de uma mulher( esposa,noiva, namorada,etc) bote ela para dirigir nesses dois estados, eles ficam intimados , pois não estão acostumados a ver mulher brasileira dirigindo nesses locais. A caminera de Corrientes nos pediram dinheiro descaradamente e falei que tinha somente centavos aí ele falou boa viagem, deixe carteira escondida , nada a mostra para esses caras e tchau. O segundo problema é o câmbio , use cartão só e somente numa emergência , o câmbio na Argentina está congelado e o mercado negro com cambistas pagam até 60% a mais do que a cotação oficial, então leve real ou dolar para trocar lá na fronteira, os hoteis brasileiros das fronteiras indicam os nomes de cambistas confiáveis e conhecidos para fazer a troca. Em resumo se usar cotação oficial , Argentina será tudo caro para você , se usar o mercado paralelo , será tudo barato e dentro da sua realidade.

Na Argentina e no Chile , faça EXATAMENTE o que as placas indicam , respeite RIGOROSAMENTE proibição de ultrapassagem e principalmente de VELOCIDADE. A ruta 127 entre Paso de los Libres e Paraná/Santa Fé está uma buraqueira , evite se puder e a Ruta 14 em Corrientes e Entre Rios estão transformando em auto-pista então é obras para todo lado, com desvios em trechos de terra.

Na Argentina nos dois estados citados abasteça somente nos YPF e de preferência com o serviço Full ( é o AM/PM e BR Mania deles) . Sugiro encher o tanque nas cidades maiores ou fronteiriças , vi alguns postos nesses estados sem gasolina para vender principalmente no fim do dia.

Te afirmo que quando entrar em Santa Fé , estará em outra Argentina, a viagem sai da tensão Entre Rios e Corrientes, a pessoas terão o prazer de te ajudar , prestar informação, tudo .

Nos Caracoles estão sendo feitos trabalhos de reforma da pista então para ir ao Chile somente de dia e para voltar somente de madrugada, dormimos em Uspallata já nas Cordilheiras , digo que foi o ar mais puro e o sono mais gostoso que já tive na minha vida.

No Chile é tudo primeiro mundo , postos da Copec, as estradas, a polícia , tudo , lembre-se em Santiago do Chile tem o pedágio urbano tipo via fácil (uso do tag) e custa em torno de R$ 20,00 diários para um carro estrangeiro trafegar nas auto pistas.

No Brasil a BR-290( litoral gaucho até Uruguaiana) é um tapete , não tem movimento , muito sossegado, agora a BR-285, a RS-135/BR153 e BR-476 que é trecho São Borja,Passo Fundo-Erechim-Concordia -União da Vitória e Curitiba , somente caminhão , muito caminhão, motoqueiros loucos e motoristas doentes sem paciência para esperar uma ultrapassagem são os pontos altos do stress da viagem , muita atenção e principalmente PACIÊNCIA quase vi duas merdas nas nossas estradas. Em compensação as vistas são lindas e maravilhoas.

 

Em resumo a viagem foi show de bola , espetacular, recomendo e vale a pena.

Sds

 

P.S. : Se o veículo for financiado legalize a autorização do Banco no Ministério das Relaçoes Exteriores, a caminera Argentina pediu esse documento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde, irei fazer esta mesma viagem entre Curitiba e Santiago agora no carnaval e gostaria de perguntar se demorou muito para cruzar a fronteira por Uruguaiana? Estou na dúvida se cruzo por São Borja ou Uruguaina, me falaram que é bem mais rápido por São Borja mas tem pedágio e não sei quanto custa....Iremos pela estrada da Lapa, São Mateus, que é a BR-153, depois Erechim, Passo Fundo, São Borja....E gostaria de saber o tempo para cruzar a cordilheira, muita burocracia, demora, trânsito...Iremos sair de Santiago na volta lá por umas 4:00 da matina para não correr risco de não dar tempo de cruzar o bloqueio...Obrigado. ATT

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vá por Uruguaiana , não tem pedágio e estava tranquilo no dia que fui. Já fui uma outra vez por São Borja e na minha opinião as paisagens pelo lado brasileiro são mais bonitas , a travessia do rio Ibicuí é show de bola. Em Uruguaiana todo trâmite é feito no lado argentino (aduanas integradas) e é sossegado. Se você ver no Google Earth , na saída da aduana tem um posto YPF e uma rotátoria com uma arvore gigante , alí você encontrará os cambistas. Bem tranquilo, procure por Nico(meio gordinho)ele é indicação de vários hoteis da região. A cotação oficial congelada te cobra/paga 2,27 pesos por cada real , com o cambista consegui 3,12 quase 60% a mais, furada usar cartão na Argentina.

Na cordilheira a burocracia é mínima , eles(aduanas integradas, funcionários chilenos e argentinos, tranquilaço e educados , tem prazer em ajudar) gostam de brasileiros e do Brasil, não embaçam na vistoria e a gendarmeria na Argentina antes de chegar na aduana te dará uma senha que você confunde com propaganda, não jogue esse papel fora por nada. Lá é muito sossegado ( só não leve fruta, grãos etc , tal como em Aeroporto, mas entrando na província de Mendoza já tem a fiscalização sanitária, então não tem como passar na Cordilheira com esses alimentos) . Eu me ferrei na ida e fiquei 5 horas esperando porque coincidiu com o início das férias dos mendozino, era sábado e de manhã( segundo os argentinos na fila que são bem receptivos é o pior dia da semana para ir ao Chile). Sugestão vá em dia de semana e de tarde lembrando que em Uspallata eles fecham a passagem as 19:00h, daí só no outro dia. Esse bloqueio para reforma da pista fodeu com o turismo no litoral chileno, simplesmente despencou o número de turistas argentinos pois as filas estavam intermináveis e o argentino não é acostumado com essas coisas.

E quanto ao trânsito nas estradas argentinas , tem menos carros e caminhões do que no Brasil , mas o jeito de dirigir lá é igual que aqui , você se adapta fácil. Em Corrientes estão em obras a ruta 14 com varios desvios , então é placas de controle de velocidade mínima( numero com fundo azul e círculo vermelho), velocidade máxima e proibida ultrapassagem para todo lado. RESPEITE RIGOROSAMENTE ESSAS PLACAS , se tiver um caminhão lerdo na tua frente NÃO ULTRAPASSE com essas placas do lado nos desvios de terra, a policia caminera de Corrientes estão se postando nesses desvios afim de pegar um para morder e a ruta 127 está um lixo além de encontrar policias vendendo livros de trânsito( se você for de Curitiba me escreva que eu te empresto aí você não vai morrer com 50 pesos ou 16 reais com esse livrinho). Coisas mínimas. Entrando em Entre Rios já fica mais tranquilo a viagem e quando entrar em Santa Fé estará em outra Argentina.

Saí de Santiago ás 4:00h e às 5:40 já estava no bloqueio policial , bem tranquilo dá tempo suficiente( eles fecham ás 07:00 da manha para quem vai a Argentina). E não esqueça do pedágio urbano de Santiago , na rede Pronto dos postos Copec você paga essa taxa e quanto ao câmbio no Chile , na calle Agustinas é o local ideal para fazer a troca, tenho uns pesos que me sobraram e posso emprestar para você usar no primeiro dia ( pedágio, lanche rápido etc , etc).

 

De resto boa viagem e vá sossegado , vale a pena e você encontará pessoas disposta a te ajudarem, bem tranquilo.

 

Sds

 

P.S. : Vá no CONSULADO DA ARGENTINA na Benjamim Constant, eles te darão um papel timbrado e carimbado com os ítens obrigatórios do carro , se a caminera te parar e pedir coisas a mais que não consta no papel do consulado você mostra pro policial que tem um documento OFICIAL em mãos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito obrigado pela ajuda...Eu tinha outras perguntas mas vc já respondeu..Eu sou de Curitiba sim e se possível gostaria de emprestar este caderninho e talvez pegar mais algumas dicas contigo...Fiquei chateado apenas com o peso Argentino pois troquei semana passada e paguei R$ 2,5...Mas paciência...Comprei R$400,00 em peso Chileno (80.000) para chegar até lá, será que é o suficiente ou até muito...

Desde já agradeço

ATT

Gabriel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Victor, excelentes dicas, se possível, coloque umas fotos.

 

Por incrível que pareça, quando fui pro atacama em outubro, o único local que tentaram achar pelo em ovo para arranjar propina foi na província de Jujuy, um policial da caminera, que solicitou um certificado de la revision tecnica e um adesivo no parabrisa. Mostrei o manual do carro com a data da revisão e o adesivo no vidro e me liberou meio a contra gosto.

 

 

Passei por Missiones, Corrientes, Chaco, Salta e Santiago del Estero e não tive problemas. Fui parado pela Gendarmeria algumas vezes e só perguntaram o de praxe: de onde vem e para onde vai e deram uma olhada por cima no carro. Na próxima viagem vou mais ao sul, Ushuaia ou Santiago e região sul do chile.

 

abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa pessoal, tudo bem? Sou novo no fórum, gostaria de tirar algumas dúvidas. Eu e um amigo pretendemos fazer a mesma viagem, porém tenho dúvida em relação aos valores. De gasolina gastaríamos uns 900R$ cada, + estadia, passeios. Alguém pode me ajudar? Queremos ficar aproximadamente uns 3 dias no máximo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vá por Uruguaiana , não tem pedágio e estava tranquilo no dia que fui. Já fui uma outra vez por São Borja e na minha opinião as paisagens pelo lado brasileiro são mais bonitas , a travessia do rio Ibicuí é show de bola. Em Uruguaiana todo trâmite é feito no lado argentino (aduanas integradas) e é sossegado. Se você ver no Google Earth , na saída da aduana tem um posto YPF e uma rotátoria com uma arvore gigante , alí você encontrará os cambistas. Bem tranquilo, procure por Nico(meio gordinho)ele é indicação de vários hoteis da região. A cotação oficial congelada te cobra/paga 2,27 pesos por cada real , com o cambista consegui 3,12 quase 60% a mais, furada usar cartão na Argentina.

Na cordilheira a burocracia é mínima , eles(aduanas integradas, funcionários chilenos e argentinos, tranquilaço e educados , tem prazer em ajudar) gostam de brasileiros e do Brasil, não embaçam na vistoria e a gendarmeria na Argentina antes de chegar na aduana te dará uma senha que você confunde com propaganda, não jogue esse papel fora por nada. Lá é muito sossegado ( só não leve fruta, grãos etc , tal como em Aeroporto, mas entrando na província de Mendoza já tem a fiscalização sanitária, então não tem como passar na Cordilheira com esses alimentos) . Eu me ferrei na ida e fiquei 5 horas esperando porque coincidiu com o início das férias dos mendozino, era sábado e de manhã( segundo os argentinos na fila que são bem receptivos é o pior dia da semana para ir ao Chile). Sugestão vá em dia de semana e de tarde lembrando que em Uspallata eles fecham a passagem as 19:00h, daí só no outro dia. Esse bloqueio para reforma da pista fodeu com o turismo no litoral chileno, simplesmente despencou o número de turistas argentinos pois as filas estavam intermináveis e o argentino não é acostumado com essas coisas.

E quanto ao trânsito nas estradas argentinas , tem menos carros e caminhões do que no Brasil , mas o jeito de dirigir lá é igual que aqui , você se adapta fácil. Em Corrientes estão em obras a ruta 14 com varios desvios , então é placas de controle de velocidade mínima( numero com fundo azul e círculo vermelho), velocidade máxima e proibida ultrapassagem para todo lado. RESPEITE RIGOROSAMENTE ESSAS PLACAS , se tiver um caminhão lerdo na tua frente NÃO ULTRAPASSE com essas placas do lado nos desvios de terra, a policia caminera de Corrientes estão se postando nesses desvios afim de pegar um para morder e a ruta 127 está um lixo além de encontrar policias vendendo livros de trânsito( se você for de Curitiba me escreva que eu te empresto aí você não vai morrer com 50 pesos ou 16 reais com esse livrinho). Coisas mínimas. Entrando em Entre Rios já fica mais tranquilo a viagem e quando entrar em Santa Fé estará em outra Argentina.

Saí de Santiago ás 4:00h e às 5:40 já estava no bloqueio policial , bem tranquilo dá tempo suficiente( eles fecham ás 07:00 da manha para quem vai a Argentina). E não esqueça do pedágio urbano de Santiago , na rede Pronto dos postos Copec você paga essa taxa e quanto ao câmbio no Chile , na calle Agustinas é o local ideal para fazer a troca, tenho uns pesos que me sobraram e posso emprestar para você usar no primeiro dia ( pedágio, lanche rápido etc , etc).

 

De resto boa viagem e vá sossegado , vale a pena e você encontará pessoas disposta a te ajudarem, bem tranquilo.

 

Sds

 

P.S. : Vá no CONSULADO DA ARGENTINA na Benjamim Constant, eles te darão um papel timbrado e carimbado com os ítens obrigatórios do carro , se a caminera te parar e pedir coisas a mais que não consta no papel do consulado você mostra pro policial que tem um documento OFICIAL em mãos.

 

Bom Dia, eu gostaria de saber como faço para entrar em contato com você aqui em Curitiba, na próxima semana iremos partir rumo a Rosário AR, então eu gostaria de trocar algumas idéias e experiencias com você antes de ir, eu e minha esposa estamos um pouco perdidos ::lol3:: por isso estou recorrendo a pessoas que já foram pra esses lados de carro.. Aguardo seu retorno, abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Victoraas! Boas informações, mas tenho algumas perguntas, no próximo ano pretendo ir para Bariloche e sul do Chile passando por Uruguaiana, já havia descartado a Ruta 127 pois li informações que está em péssimas condições, minha opção é realmente a Ruta 14, consegue consegue informar quantos km estão em obras, se há bloqueios e tudo mais, e se os desvios de terra são longos e as condições? Minha intenção é sair de Uruguaiana e ir até Rosário. Muito obrigado pela ajuda.

 

Marcelo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...