Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Pat Motinha

Dicas para acampar

Posts Recomendados

Cris,

 

Você encontra carbureto em lojas de equipamento de solda e materiais de ferragens em geral.

 

JC

Compartilhar este post


Link para o post

Pessoal,

já usei bastante óleo de amêndoa + essência de citronela (inclusive é o que o pessoal usa no começo do passeio Macuco nas cataratas. O cheiro é bem melhor que alho (se bem que alho frito na pizza ou em cima de uma bela picanha é 10[:D]).

 

[]´s

Compartilhar este post


Link para o post

bom gente.so fazendo uma queimada,daquelas bem grande.brincadeirinha.

repelente,deve ter aos montes por ai.aqui eu uso um que se eu disser o nome,vcs vao falar que eu to falando palavrao.eh cheiroso,parece perfume e funciona que eh uma beleza.so nao sei se funciona por ai.

Compartilhar este post


Link para o post

Caros Amigos,

 

O assunto repelentes de insetos é tão importante que existe um grande volume de literatura médica sobre o assunto.

 

Mais importante que o desconforto das picadas ou as reações alérgicas (que podem até matar, diga-se) são as doenças transmitidas pelos insetos.

 

Dengue, dengue-hemorrágica, malária (só em 2004, 600 mil casos no Brasil) e leishmaniose são as mais frequentes.

 

A literatura é clara em afirmar:

1) Repelentes botânicos (citronela e andiroba) são ineficazes.

2) Ingestão de substâncias (alho e vitamina B12) são ineficazes.

3) A literatura sobre o assunto recomenda o uso de repelentes cutâneos com 50% de concentração do princípio ativo DEET.

4) No Brasil, só a marca Exposis (www.exposis.com.br) tem esta concentração contra 10% do Autan, Off! e Repelex.

5) Além da concentração de 50% de DEET, repelentes não podem conter perfumes.

6) Contra o anópheles (transmissor da malária de hábitos noturnos) deve-se usar o mosquiteiro impregnado de permetrina.

 

Sim, trabalho no laboratório que os fabrica, mas como aventureiro não posso deixar de passar o que recomenda a literatura.

 

Criei um forum aqui mesmo neste site, na mesma seção "Equipamentos em Geral", chamado "Porque os repelentes não funcionam?". Lá vocês podem encontrar mais informações, discussões acaloradas, outras dicas bem legais.

 

Não deixem de consultar também o artigo do N Engl J Med, Vol. 347, No. 1 · July 4, 2002 · www.nejm.org acerca do assunto.

 

Um forte abraço,

 

Paulo Guerra!

Compartilhar este post


Link para o post

MUITO interessante paulo mais eu vou continuar com minhas vitaminas B12 e o alho...pq repeteco nao he pra mim!

sou mais a vacina contra F.Amarela....dada em qualker posto do BR DE GRAÇA!!! TA NA LEI! SE NAO DEREM?!?! -CHAMA A LEI! KEBRA TUDO E CHAMA A NASA!!

Compartilhar este post


Link para o post

Bom, não tenho muito experência em acampamentos. Mas em relação ao seu comentário de colocar algumas coisa fora da barraca, existem velas, geralemnte são mais de decoração em alguns formatos (não as comuns que tem em supermercado) que tem um produtos quimico na mistura chamado Citronéla. Esse composta afasta os mosquitos com certeza. existem festas que usam tochas (aquelas comllatinhas) e que dentro tem fluído tipo querozene misturados com citronéla para afastar os mosquitos dos convidados... Não ficaria mal 2 ou 3 velinhas acesas em volta da barraca. De qualquer modo hoje já temos repelentes sem cheiro ruin que é tranquilo...

 

Abraços, Cristian.

Compartilhar este post


Link para o post

Essa estória é engraçada...

Eu normalmente uso repelentes (inclusive o Nívea com aloe vera que me disseram que não funciona, mas ninguem da minha familia ficou mordido até agora).

Desta última vez que acampei na Ilha grande coloquei aquele repelente espiral que vende em supermercados. é umproduto super velho,mas pelo menos não entrava mosquito na minha barraca.

Por precaução todos nós usamos a vit B. mas n vale sótomar no dia, tem que vir tomando pelo menos 5 dias antes!

E depois de tudo, ninguem acredita que acampamos sem ficar com nenhuma picadinha sequer.

Agora, se nada disso faz efeito, como não ficamos mordidos?!

ehhehe

Compartilhar este post


Link para o post

Claro que existe Cris,

Jogando um mosquiteiro impregnado com permetrina em cima da barraca, o mosquiteiro além de ser uma barreira física contra os insetos tb impedem que eles cheguem próximo a tela.

Pesquise sobre mosquiteiro impregnado no Google.

Beijinhos

Pri

Compartilhar este post


Link para o post

O ROCK (PEDRA) DAS ARANHAS

Talvez não seja uma invenção, mas é um BISU legal....

Geralmente nas áreas de camping tem grama nos locais reservados para as barracas, locais ótimos para a Aranha-Marrom, cuja picada alem de estragar suas férias pode matar, em camping selvagem os locais escolhidos são clareiras entre as arvores, local onde cobras costumam tomar sol. Alem deles, há escorpiões, lacraias, toda uma gama de aranhas, etc. Quando eu acampo, sempre levo algumas pedras de CARBURETO, esta pedra é usada em lanternas dos mineiros e exploradores de cavernas, quando ela é molhada solta um gás inflamável, se não me engano o gás é o acetileno, eu as enterro perto da barraca, junta da entrada e nos cantos, com a umidade do solo ele vai derretendo aos poucos e soltando o gás, se o solo estiver muito molhado eu enrolo em plástico e faço uns furinhos. Os animais PEÇONHENTOS (que produzem veneno, incluindo as sogras e as tias solteironas) geralmente têm um olfato muitíssimo apurado, eles sentem o cheiro do gás e fogem como o diabo da cruz, assim eu evito surpresas dentro da barraca e nas imediações, é ecológico, pois eu não mato só espanto, esses animais são essenciais na natureza, não há o perigo de explodir pois o gás não esta confinado e como vai soltando devagar não tem o perigo de pegar fogo também. Eu compro CARBURETO em lojas de equipamento de solda.

P.S.: se usar plástico para retardar o derretimento das pedras, não esqueça de desenterrar e leva-lo embora.

Compartilhar este post


Link para o post

Caros Amigos,

 

O assunto repelentes de insetos é tão importante que existe um grande volume de literatura médica sobre o assunto.

 

Mais importante que o desconforto das picadas ou as reações alérgicas (que podem até matar, diga-se) são as doenças transmitidas pelos insetos.

 

Dengue, dengue-hemorrágica, malária (só em 2004, 600 mil casos no Brasil) e leishmaniose são as mais frequentes.

 

A literatura é clara em afirmar:

1) Repelentes botânicos (citronela e andiroba) são ineficazes.

2) Ingestão de substâncias (alho e vitamina B12) são ineficazes.

3) A literatura sobre o assunto recomenda o uso de repelentes cutâneos com 50% de concentração do princípio ativo DEET.

4) No Brasil, só a marca Exposis (http://www.exposis.com.br) tem esta concentração contra 10% do Autan, Off! e Repelex.

5) Além da concentração de 50% de DEET, repelentes não podem conter perfumes.

6) Contra o anópheles (transmissor da malária de hábitos noturnos) deve-se usar o mosquiteiro impregnado de permetrina.

 

Sim, trabalho no laboratório que os fabrica, mas como aventureiro não posso deixar de passar o que recomenda a literatura.

 

Criei um forum aqui mesmo neste site, na mesma seção "Equipamentos em Geral", chamado "Porque os repelentes não funcionam?". Lá vocês podem encontrar mais informações, discussões acaloradas, outras dicas bem legais.

 

Não deixem de consultar também o artigo do N Engl J Med, Vol. 347, No. 1 · July 4, 2002 · http://www.nejm.org acerca do assunto.

 

Um forte abraço,

 

Paulo Guerra!

Compartilhar este post


Link para o post
Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens


×
×
  • Criar Novo...