Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

nnaomi

21 dias em SE e AL - Parte 1: Aracaju

Posts Recomendados

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Apresentação

 

Cultura:

As manifestaçõesda cultura popular sergipana podem ser conferidas, principalmente nas cidades de Laranjeiras, Japaratuba, São Cristóvão e Estância que contam com grupos folclóricos originais, os quais mantém vivas as tradições populares em celebrações festivas, mais intensas no decorrer do ciclo natalino e no ciclo junino. Alguns exemplos das manifestações populares são: Taieira, Reisado, Chegança, Guerreiro, São Gonçalo, Cacumbi, Lambe-Sujo e Caboclinhos, Samba de Parelha, Bacamarteiros, Parafusos, Coco de Roda, Quadrilhas Juninas, Pisa Pólvora, Cavalhadas, Vaquejadas.

 

Gastronomia:

A riqueza e a diversidade do artesanato sergipano tem artesãos representantes em várias cidades, a saber:

• Divina Pastora e Laranjeiras: renda irlandesa. Tombada como patrimônio nacional pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)

• Poço Redondo: rendas de bilro

• Brejo Grande, Pacatuba e Pirambu: palha. Extraídas de coqueirais, são trançadas e viram cestos, chapéus, bolsas, abanadores

• N. Sra. da Glória: madeira. Cícero Alves dos Santos, o Véio, transforma galhos retorcidos de mulungu ou jurema em tótens, carrancas, animais e figuras humanas, expostas num museu a céu aberto no sitio Sóarte

• Cumbe: produção de papel reciclado no Projeto "Tudo Encaixa"

• N. Sra. das Dores: bonecas de pano. Representantes de personagens do cotidiano do agreste sergipano como Lampião e Maria Bonita, vaqueiros e casal de noivos

• Santana do São Francisco: cerâmica. Beto Pezão retrata figuras sertanejas em esculturas com pés de tamanho exagerado e desproporcional

• Japaratuba e Cedro de São João: rendendê

A culinária sergipana à base de frutos do mar é reforçada pelos peixes de água doce devido ao Rio São Francisco. Destacam-se pratos à base de sururu, caranguejo, aratu, siri, lambreta, ostra, camarão, lagosta, guaiamum e peixes diversos, por exemplo, caranguejo regado ao vinagrete, moqueca de caranqueijo, guaiamum com pirão, moqueca de siri na palha de ouricuri, surubim na brasa, casquinhas de siri, caldinhos de sururu. Nem só de peixe vive a culinária local, na região do sertão tem destaque a carne de bode e a de carneiro, como buchada, carne de sol com pirão de leite, escondidinho de carne do sol, sarapatel, rabada e feijoada. Frutas típicas como mangaba, caju, umbu, cajá, pitanga, graviola, siriguela, tamarindo, carambola, manga, araçá, jenipapo, maracujá, podem ser saboreadas tanto in natura, como em sucos, sorvetes e licores. No período junino, destaca-se a culinária a base de milho, macaxeira e amendoim como bolo de milho, pamonha, mugunzá, canjica, cuscuz. Não poderiam ser esquecidos, itens como sarôio, beiju molhado, malcasado, pé-de-moleque, queijada, tapiocas, amendoim cozido.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Roteiros Turísticos

 

O estado sergipano é pequeno, o que facilita a integração das regiões turísticas. É possível partir da capital para passeios no estilo bate e volta no interior e até mesmo em outro estado, como Mangue Seco, na Bahia.

 

Os roteiros turísticos de Sergipe podem ser divididos em:

• Aracaju

• Litoral Norte (Costa dos Manguezais)

• Litoral Sul (Costa das Dunas)

• Cidades Históricas

• Rota do Sertão

 

Aracaju:

• Centro Histórico

• Praias

• Orla de Atalaia

 

Litoral Norte (Costa dos Manguezais):

• Pirambu, a 34 km do centro de Aracaju, alia a diversidade da natureza dos ecossistemas costeiros à beleza das praias

o Projeto Tamar na Reserva Biológica de Santa Isabel, 3276-1201 / 1217, seg-dom e fer das 8-17h, [email protected], http://www.tamar.org.br/centros_visitantes.php?cod=11 São apenas quatro tanques com algumas espécies de tartarugas marinhas

o Morro da Lucrécia, um conjunto de dunas de onde se tem uma vista surpreendente da região, camadas de coqueirais, mangues, lagoas e areias se intercalam até atingir o mar, também visível do alto da duna

o A Lagoa Redonda, de formato circular, é local preferido para banhos de água doce na região

• Pantanal de Pacatuba, dizem que é muito bonito, mas não é roteiro de agência e acesso não é fácil

• De Brejo Grande sai o passeio de catamarã até a Foz do Rio São Francisco, durante o qual é possível avistar o farol do Cabeço, antigo povoado submerso pelas águas do mar

 

Litoral Sul (Costa das Dunas):

• Praia de Caueira, a 30 km de Aracaju, em Itaporanga D'Ajuda. Colônia de pescadores, coqueiros, faixa de areia larga e batida, dunas, lagoas, água escura, ondas fortes, casas de veraneio, pousadas, trecho urbanizado com calçadão e barracas, infraestrutura simples, mas bastante movimentada aos finais de semana

• A 68 km de Aracaju, Estância, já foi conhecida como a Cidade Jardins, oferece turismo ecológico com rios e quedas d'água, manguezais, lagoas, praias como Abaís e Praia do Saco e a Ilha da Sogra

o Praia de Abaís, 20 km de extensão de areia branca, águas mornas, ondas fortes, Lagoa Grande paralela ao mar e com 9 km de extensão, pousadas, hotéis, campings e restaurantes

o Praia do Saco, a 76 km da capital, enseada de 5 km de extensão com coqueirais, dunas, mar azul esverdeado e calmo, barracas estruturadas na foz do Rio Real, pousadas, passeios de buggy

o Ilha da Sogra, a poucos metros da praia do Saco, fica próxima à foz do rio Real. Uma ilha de areias brancas, água rasa mas com forte correnteza

 

Cidades Históricas:

• São Cristóvão: a 4ª cidade mais antiga do país tem um circuito com 7 igrejas e 2 museus

• Laranjeiras: tem o título de Museu a Céu Aberto, devido à sua arquitetura de igrejas e sobrados

 

Rota do Sertão:

• Em Itabaiana/Areia Branca:

o Parque Nacional da Serra de Itabaiana, Serra de Ibabaiana, BR 235, km 37, Areia Branca, (79) 3211-1575 / 9974-1719 / 9989-8825 http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/unidades-de-conservacao/biomas-brasileiros/mata-atlantica/unidades-de-conservacao-mata-atlantica/2211-parna-serra-de-itabaiana.html Reúne ecossistemas de Mata Atlântica e de Caatinga, além de rica reserva hídrica com cachoeiras que favorecem o ecoturismo como a prática de trilhas e rapel

o O Parque dos Falcões, na Serra de Itabaiana, é um centro de criação e reabilitação de aves de rapina

• Em N. Sra. da Glória, a Capital do Sertão sergipano, visite o Sítio Sóarte, um museu a céu aberto e o Memorial do Sertão

• Em Poço Redondo, visite o Centro de Artesanato e faça a Rota do Cangaço, que passa pela Grota de Angicos, onde Lampião, Maria Bonita e mais nove cangaceiros, foram capturados e morreram numa emboscada

• Em Canindé de São Francisco, visite a Usina Hidrelétrica de Xingó, o Museu de Arqueologia do Xingó - MAX e faça o passeio de catamarã ou escuna pelo Cânion de Xingó. A Fazenda Mundo Novo, Rodovia Se-230 (antiga 206), km 183, (79) 9804-0673 / (82)8739-1891, [email protected], http://www.mundonovoxingo.com.br/ é um parque temático da caatinga com trilhas, contemplação de fauna, flora e pinturas rupestres

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Período: 16 a 23/02/2013

Cidades: Aracaju, Canindé de São Francisco, Itabaiana, Laranjeiras, São Cristóvão, Mangue Seco (BA)

 

Aracaju, Terra dos Cajueiros e a capital brasileira da qualidade de vida, segundo o Ministério da Saúde em abril de 2008. Essa capital, à primeira vista, não chama a atenção por suas praias, mas tem peculiaridades e passeios diferentes que podem superar suas expectativas. Conheça Mangue Seco, uma praia da Bahia, porém mais próxima de Aracaju do que de Salvador, passeie pelos cânions de Xingó, visite o Parque dos Falcões e presencie a história em São Cristóvão, a quarta cidade mais antiga do país. Surpreenda-se! Aracaju conta com boa infraestrutura de hospedagem, alimentação e serviços. À noite, depois dos passeios, a orla de Atalaia propicia opções diversificadas para lazer ou simplesmente uma caminhada pelo calçadão.

 

Confira abaixo as dicas e o relato de viagem. Ficamos hospedados na Orla de Atalaia.

Obs.: Além da seção "Dicas" antes do relato, há outras dicas específicas espalhadas pela página. ATENÇÃO: Não possuo nenhum vínculo com pousada, hotel, restaurante, agência, loja e qualquer outro tipo de estabelecimento divulgado nos meus relatos de viagem. "Outras opções" referem-se às indicações que recebi de guias ou funcionários de CITs ou são provenientes de pesquisa. Dessa forma, alguns estabelecimentos, bem como alguns dos pontos turísticos, não foram visitados por mim e, portanto, recomendo que antes de utilizar qualquer serviço, verifique com a secretaria de turismo da cidade se os dados são atualizados e/ou verossímeis.

 

A cidade

Aracaju, a capital do estado de Sergipe, está localizada no litoral e tem área de 181,8 km². Tem 571.149 habitantes (dados IBGE 2010) e faz limite com as cidades de São Cristovão, N. Sra. do Socorro e Santo Amaro das Brotas. O clima é quente e úmido, com período chuvoso de março a agosto e temperatura média anual de 26°C, com máximas em janeiro, fevereiro e março e mínimas em julho e agosto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aracaju tem fácil acesso para quem vem de outros estados, por meio de transporte rodoviário ou aéreo.

• Terminal Rodoviário José Rollemberg Leite, Av. Presidente Tancredo Neves, s/n, Novo Paraíso, 3238-3900 / 3259-2848

• Rodoviária Antiga, Praça João XXIII, 3238-2900

• Aeroporto Santa Maria, Av. Senador Júlio Leite s/n, 3212-8500 / 8557 / fax 8540 / 8553, a 12 km do Centro

 

Dicas e comentários sobre transporte:

• O aeroporto é mais bem localizado do que o terminal rodoviário, o aeroporto fica mais próximo do centro

• Táxi do aeroporto é tabelado e mais caro. Do outro lado da rua, bem pertinho, tem táxis esperando que rodam pelo taxímetro

• Guarde seus comprovantes de despacho de bagagem, pois no aeroporto de Aracaju é feita a conferência de bagagem

• Na capital, o sistema de transporte público é integrado

• Em vários locais, pontos de ônibus não estão sinalizados e só contando com a ajuda de moradores locais é possível descobrir a localização dos pontos

• O site da SMTT exibe as linhas de ônibus, mas não é muito fácil navegar pelo site, nem prático já que não possui sistema de busca eficiente por logradouro, parece que busca apenas pelo nome da linha

• O link Itinerário e Horário dos Ônibus exibe todas as linhas da cidade e, selecionada a linha, é possível ver uma tabela de horários e outra de itinerário

• Algumas empresas que fazem linhas intermunicipais e interestaduais: Real Alagoas e Bonfim

• Há opções de transporte alternativo para outras cidades como a Coopertalse, Coagreste, Coopersertão, etc

• Há longas ciclovias na capital

• Tem aluguel de bicicletas no Rest. Ultra Leve, na Orla de Atalaia

 

Basicamente, as linhas mais usadas pelo turista são:

• 600 CP1 - Circular Praias 01: Sentido único (circular): Term. Zona Sul / via Rod. José Sarney / Mosqueiro - Vai pela praia, volta por dentro

• 600 CP2 - Circular Praias 02: Sentido único (circular): Term. Zona Sul / via Rod. dos Náufragos / Mosqueiro - Vai por dentro, volta pela praia

• 500 CC1 - Circular Cidade 01: Sentido (único): Term. Zona Sul / Bairro Coroa do Meio / Shoppping Riomar / Av. Rio Branco / Term. Centro / Av. Maranhão / Bairro Santos Dumont / Conj. Bugio / Term. Zona Oeste / Av. Tancredo Neves / Term. D.I.A. / Av. Heráclito Rollemberg / Atalaia

• 500 CC2 - Circular Cidade 02: Sentido (único): Conj. Bugio / Bairro Santos Dumont / Av. Maranhão / Term. Centro / Av. Rio Branco / Shopping Riomar / Bairro Coroa do Meio / Term. Zona Sul / Av. Heráclito Rollemberg / Term. D.I.A. / Av. Tancredo Neves / Term. Zona Oeste / Conj. Bugio

• 100 CS1 - Circular Shoppings 01: Sentido único (circular): Term. D.I.A. / via Coroa do Meio / Term. Zona Sul - Passa por Term. D.I.A., Shopping Jardins, Shopping Riomar, Coroa do Meio, Av. Santos Dumont, Term. Zona Sul, Av. Beira Mar, Farolândia, Term. D.I.A.

• 100 CS2 - Circular Shoppings 02: Sentido único (circular): Term. D.I.A. / via Conj. Augusto Franco / Term. Zona Sul - Passa por Term. D.I.A., Farolândia, Av. Beira Mar, Terminal Zona Sul, Av. Santos Dumont, Coroa do Meio, Shopping Riomar, Shopping Jardins, Term. D.I.A.

• 307 São Cristóvão/Zona Oeste: Term. Zona Oeste, Terminal Campus, Term. Rod. São Cristóvão Erundino Prado - essa linha vai até SC e depois volta até o Term. Zona Oeste

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em janeiro tem o Pré-Caju, prévia do Carnaval, com 4 dias de desfile de blocos e trios. Ver em http://www.precajuverao.com.br/

 

Em junho, pode se divertir na capital ou no interior. Em Aracaju, ocorre o Sergipe, Forró e Paixão com o Arraiá do Povo - uma cidade cenográfica montada na Orla da Praia da Atalaia, o Forró Caju com shows no Centro Histórico, o Barco do Forró no Rio Vaza Barris e Rio Sergipe, e a Marinete do Forró - um veículo embalado pelo som do forró pé de serra leva turistas a dois roteiros: um pelo Centro Histórico e outro pelo Litoral Sul. Em São João de Estância, os barcos de fogo, deslizando em cabos de aço, iluminam a noite escura e guerreiros arremessam busca-pés e espadas de fogo. Em contrapartida, em Areia Branca a queima de fogos é proibida no São João de Paz e Amor, o mais tradicional do estado. Em Capela, há Festa do Mastro ou Festa da Lama e Festa de São Pedro. Em Canindé do São Francisco, ocorrem os Arraiais do Sertão. Em N. Sra. do Socorro, ocorre o Forró Siri.

 

No verão, o agito fica por conta do Projeto Verão que contempla shows, atividades culturais e campeonatos esportivos. Ver em Projeto Verão

Em relação ao clima, o período chuvoso vai de março a agosto, sendo que os registros de maior pluviosidade são de abril a julho. A alta temporada inclui o período de férias escolares (picos no ano novo e carnaval) e junho devido aos festejos na capital e interior. No período pós carnaval, estava bastante tranquilo, sem muvuca, mas sem estar vazio.

 

A capital tem boa infraestrutura turística com hotéis e restaurantes abertos o ano todo. Fora da alta temporada, principalmente no meio da semana, as praias podem ter alguns bares/quiosques fechados, mas sempre há opções disponíveis. Os passeios das agências podem operar com frequência menor, mas normalmente há saídas ainda que seja de vans ou carros menores.

 

Eventos:

• Bom Jesus dos Navegantes: em janeiro, em várias cidades

• Feira de Sergipe: na segunda quinzena de janeiro, na Praça de Eventos da Orla de Atalaia

• Encontro Cultural de Laranjeiras: primeiro final de semana de janeiro

• Festa das Cabacinhas e Santos Reis: segundo final de semana de janeiro, em Japaratuba

• Pré-Caju: em janeiro, em Aracaju

• Projeto Verão: em fevereiro, em Aracaju

• N. Sr. dos Passos: na primeira quinzena da quaresma, em São Cristóvão

• Aniversário de Aracaju: 17 de março

• Festa do Caminhoneiro: 13 de junho, em Itabaiana

• Sergipe, Forró e Paixão em junho, em Aracaju: Arraiá do Povo na Orla da Praia da Atalaia, Forró Caju no Centro Histórico, Barco do Forró no Rio Vaza Barris e Rio Sergipe e a Marinete do Forró

• Festa Junina em junho: em São João de Estância; São João de Paz e Amor em Areia Branca; Festa do Mastro ou Festa da Lama e Festa de São Pedro em Capela; Arraiais do Sertão em Canindé do São Francisco; Forró Siri em N. Sra. do Socorro

• Encontro Cultural de Canindé de São Francisco: em julho

• Missa do Cangaço: 28 de julho, em Poço Redondo

• Semana do Folclore: em agosto, em Aracaju e interior

• Encontro Cultural de Estância: em agosto

• Semana do Patrimônio Histórico e do Folclore: em agosto, em Laranjeiras

• Encontro Cultural de São Miguel do Aleixo: em agosto

• Coco Folia: em setembro, em Barra dos Coqueiros

• Festa do Vaqueiro: em setembro, em Carira e Ribeirópolis

• Festa do Jegue: em setembro, em Itabi

• CURTA-SE Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe: em setembro, em Aracaju

• Encontro de Cutura e Artes: em outubro, em Cedro de São João

• Peregrinação ao Santuário de N. Sra. Divina Pastora: 21 de outubro, em Divina Pastora

• Festa da Laranja: na primeira quinzena de novembro, em Boquim

• Festa do Boi: na primeira quinzena de novembro, em N. Sra. das Dores

• N. Sra. da Conceição: 8 de dezembro, em Aracaju e interior

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Segue lista de atrativos com endereços e contatos, separados por tipo/localidade. Qual deles selecionar? Veja em Roteiros e leia Dicas e comentários sobre passeios.

 

Centro Histórico:

• Mercado Central de Aracaju, Av. Rio Branco, s/n, seg-sáb das 6-18h, dom das 6-12h, Dividido em 3 partes: Mercado Albano Franco (hortifrutigranjeiros), Mercado Antônio Franco (artesanato), Mercado Thales Ferraz (produtos nordestinos). Frutas típicas, comidas regionais e souvenires http://www.aracaju.se.gov.br/servicos_urbanos/?act=fixo&materia=feiras_e_mercados

• Igreja São Salvador (1857), primeira a ser construída na nova capital, entre os calçadões das Laranjeiras e João Pessoa

• Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, R. Itabaianinha, 41, 3214-8491, seg-sex das 8-12h e 14-18h, sáb das 9-12h, [email protected], [email protected], http://www.ihgse.org.br/

• Praça Fausto Cardoso, antiga Praça do Palácio ou Praça dos Três Poderes, a mais antiga da capital, servindo de ponto de partida para sua expansão. Tem um coreto. É onde começa o calçadão da R. João Pessoa

• Ponte do Imperador (1859), em frente da Praça Fausto Cardoso, construído para a visita do Imperador Dom Pedro II e da Imperatriz Dona Tereza Cristina. Museu de Rua ou Museu da Ponte do Imperador, Av. Ivo do Prado, 3179-3682, 9-18h30. Entrada franca

• No alinhamento das Praças Fausto Cardoso e Almirante Barroso: Palácio Fausto Cardoso - antiga sede do Poder Legislativo Estadual; Palácio Graccho Cardoso - sede da Câmera Municipal; Palácio Carvalho Neto - sede do Arquivo Público do Estado; Delegacia do Ministério da Fazenda - serviu de residência durante a visita de Dom Pedro II e sua comitiva

• Palácio Museu Olímpio Campos (1863), Pça Fausto Cardoso, s/n, 3198-1461 / 1450 / 1457, ter-sex das 10-17h, sáb e dom das 9-13h, http://www.palacioolimpiocampos.se.gov.br Entrada franca. O passeio, acompanhado por guias, começa no hall de entrada e sobe a bela escada, forrada com carpete vermelho e cercada de colunas. No segundo pavimento, estão o quarto do governador, a sala de jantar e o gabinete, que preserva alguns móveis originais, rádio e telefone antigos

• Parque Teófilo Dantas/Praça Olímpio Campos. Área verde no centro da cidade, com riachos e viveiros, a Galeria Álvaro Santos, a Catedral Metropolitana, restaurante, bar, tradicional feira de artesanato e comidas típicas

• Catedral Metropolitana - Igreja Matriz de N. Sra. da Conceição (1862), Parque Teófilo Dantas, 3214-1539 / 3418. Estilo neoclássico e neogótico, cúpula ornamentada com belíssimas pinturas do século passado

• Centro de Turismo (1911) - Museu do Artesanato, Praça Olímpio Campos, s/n, Centro, 3214-8848, seg-sex das 8-19h, dom das 8-14h. Acervo dos melhores artesãos sergipanos. É a antiga Rua 24 horas que agora reúne lojas de artesanato e lanchonetes

• Memorial do Tribunal de Justiça de Sergipe - Palácio Sílvio Romero, Praça Olímpio Campos, 417, 3213-0219 / 0771

• Palácios Episcopal e Inácio Barbosa - sedes da Prefeitura Municipal, Praça Olímpio Campos

• Antiga Alfândega (1856), Palácio Serigy, antiga Cadeia Pública, atual sede da Secretaria Estadual da Saúde, na Praça General Valadão, 134, 3179-1932, no calçadão de João Pessoa

• Museu do Homem Sergipano, R. de Estância, 228, Centro, 3211-5798, seg-sex das 8h30-12h e das 14-17h30, [email protected]. Mostra a história da evolução do homem sergipano, na inserção do meio ambiente, na cultura e na sua história

• Museu da Gente Sergipana (1926), Av. Ivo do Prado, 398, 3218-1551, ter-sex das 10-17h, sáb e dom das 10-16h, http://www.museudagentesergipana.com.br Entrada franca. Museu de multimídia interativa. Festas, praças, personagens ilustres, culinária, ecossistemas: tudo é mostrado com muita tecnologia e criatividade. Tem a Loja da Gente com artesanato que funciona no mesmo horário do museu http://monicaschneider.com.br/ e o Café da Gente, 3246-3186 que é uma proposta gastronômica com um toque cultural e menu regional criativo com um toque de sofisticação, serve pratos executivos no almoço até às 15h e petiscos até às 20h, http://www.facebook.com/cafedagente No estacionamento, murais de azulejos

• Na antiga R. da Aurora, hoje compreendendo as Av. Ivo do Prado, Rio Branco e Otoniel Dórea, convivem casarios antigos com construções mais recentes

• Cultart (Centro de Cultura e Arte da Universidade Federal de Sergipe) - antiga Faculdade de Direito, Av. Ivo do Prado, 612 (antes da Av. Barão da Maroim), Bairro São José, 3302-5802, atual, http://cultart.ufs.br/ Galeria Florival Santos, 3211-9457 / 9010

• Colégio Estadual Atheneu Sergipense, antigo Atheneu Pedro II, Largo Graccho Cardoso (entre a R. Riachuelo e Dr. Leonardo Leite), B. São José, 3179-2023 / 3670 / 3654 / 3671, [email protected], http://www.seed.se.gov.br/redeestadual/Escola.asp?cdescola=338

• Igreja São José, na Praça Tobias Barreto, s/n (R. Duque de Caxias), Bairro São José, 3214-2463. Na praça, área verde com viveiros e parque infantil. Aos domingos, Projeto Freguesia (Feira da Coruja com artesanato, comidas típicas e apresentações musicais)

 

Outros:

• Parque da Cidade, Av. Corinto Leite, s/n, Bairro Industrial. Entrada franca, teleférico pago, 3205-1305, ter das 9h30-16h, qua-sex das 9h30-17h, sáb, dom e fer das 8h30-17h30. Reserva de Mata Atlântica com teleférico, lagos, minizoológico, quadras esportivas, campo de futebol, pista para caminhada, ciclismo e bicicross, hípica, lanchonete e restaurante. O teleférico atravessa a mata atlântica do Morro do Urubu, ligando a parte baixa à alta do morro. No alto, há um mirante aos pés da imagem de N. Sra. da Conceição, mas a melhor vista se dá na rampa de Voo Livre que é alcançada por uma trilha curta

• Igreja de Santo Antônio, Praça de Siqueira de Menezes, s/n, Bairro Santo Antônio, 3236-1864. Na Colina de Santo Antônio, local da fundação da cidade e mirante, se tem uma bela vista panorâmica de toda Aracaju, do estuário do rio Sergipe e da ilha de Santa Luzia. O local conta com um posto de informações turísticas que abre de seg-sex das 10-16h

• Orlinha do Bairro Industrial, Av. General Calazans, mirante, ciclovia, calçadão, parque infantil, Centro de Artesanato Chica Chaves, bares e restaurantes, à noite com vista para a Ponte Iluminada e bares com música ao vivo

• Centro de Memória Lourival Batista, Álvaro Silva, 89, Bairro Treze de Julho, 3179-1970, seg-sex das 13-17h, sáb das 9-17h30. Em exposição, a vida e a obra do médico e político Dr. Lourival Baptista

• Memorial de Sergipe, Av. Beira Mar, 626, Bairro 13 de Julho, 3211-3579 / 1778, seg-sex das 10-17h, sáb das 9-12h/seg das 14-18h, ter-sáb das 9-18h, [email protected], 14 salas específicas registram os mais diversos aspectos da história socioeconômica, cultural e artística do estado

• Mirante da 13 de Julho, Av. Beira Mar, Bairro 13 de Julho, 3179-2192, seg-sáb das 9-19h, dom e fer das 9-15h, vista panorâmica da ilha de Santa Luzia, do encontro do rio Sergipe com o mar e do manguezal. No local, ampla área de lazer com calçadão, pistas de skate, cooper e bicicross, ciclovia, quadras esportivas, parque infantil e quiosques

• Parque da Sementeira ou Parque Augusto Franco, Av. Beira Mar/Av. Dep. Sílvio Teixeira, s/n, Jardins - zona nobre da cidade, 3179-1932, diar das 6-18h, http://www.aracaju.se.gov.br/servicos_urbanos/?act=fixo&materia=parque_da_sementeira Grande área verde, Bosque Ecológico, Farmácia Viva (comércio de produtos naturais), parque infantil, lago com pedalinhos, ciclovia, área para piquenique e lanchonete

• Shopping Jardins, Av. Ministro Geraldo Sobral, 215, Jardins, 2107-5555

• Shopping Rio Mar, Av. Delmiro Gouveia, 3701, Coroa do Meio, 3234-6300, dois andares, porém pequeno

• Parque dos Cajueiros, Av. Beira Mar, s/n, Coroa do Meio. Área verde com parque infantil, quadras de futebol e de tênis e um restaurante à beira do rio Poxim

• Feira da Coroa do Meio, R. Cel. José de Albuquerque, paralela à Av. Mario Jorge Menezes Vieira e à Av. Santos Dumont, sáb das 5-12h

• Farol da Farolândia, Praça Tenente Domingues Fontes

• Igreja São Judas Tadeu - Igreja dos Capuchinhos, R. México, s/n, Bairro América, na parte alta da cidade, onde se tem uma visão 360º de Aracaju

• Teatro Tobias Barreto, Av. Presidente Tancredo Neves, 1997, Inácio Barbosa, 3179-1490 / 1495

 

Orla de Atalaia:

• Oceanário, Av. Santos Dumont, s/n, Atalaia, 3243-3214 / 6126, http://www.tamar.org.br/base.php?cod=19 [email protected], ter- dom e fer das 9-21h. Cinco aquários de água doce e 11 de água salgada. Às 16h30, tubarões são alimentados e os turistas podem tocá-los. O lugar também funciona como centro de reabilitação de espécies

• Passarela do Artesão, feira de artesanato, ao lado da pista de motocross, entre os lagos e a Delegacia do Turismo, fica meio escondida, pois não fica à beira da avenida, fica mais para o lado da praia, mas tem placa indicativa, diar das 17-22h. São fileiras de boxes vendendo artesanato diverso

• Centro de Arte e Cultura J. Inácio, Av. Santos Dumont, s/n, ao lado da praça de eventos, 3255-1413 / 8815-1283, seg-sáb das 9-21h, dom das 17-21h, [email protected], coletânea de lojas com artesanato típico

• Passarela do Caranguejo, um conjunto de restaurantes e bares com música ao vivo

Praias:

• Coroa do Meio tem trechos poluídos, como o que fica na foz do rio Poxim

• dos Artistas, também conhecida como Orlinha ou Havaizinho, a 7 km do centro, pode ser considerada o começo de Atalaia, com a foz do Rio Sergipe, urbana, frequentada por surfistas, boa para pesca e tem bares à beira-mar muito procurados à noite

• de Atalaia, a 9 km do centro. A orla de 6 km conta com iluminação especial para banhos noturnos, calçadão, ciclovia, praça de eventos, quadras de tênis e poliesportivas, pistas de skate, motocross e kart, lagos artificiais com pedalinhos, parquinho infantil, fontes luminosas, barracas de artesanato e comida. Tem infraestrutura com hoteis e restaurantes

• de Aruana, localizada na rodovia José Sarney, a 11 km do centro, larga faixa de areia escura batida, mar de águas mornas e calmas, coqueiros, dunas, quiosques, cercada de condomínios, sem as areias congestionadas de Atalaia, mas sem se afastar da cidade

• do Robalo, a 12 km do centro, mar de águas calmas e mornas, areia escura e batida, badalado, frequentado por pessoas de maior poder aquisitivo, muitas casas de veraneio, quiosques de serviços padronizados, opções de barracas e restaurantes, lotados no fim de semana

• Náufragos, a 15 km do centro, pequenas dunas e areia fina e escura firme boa para jogar futebol, mar de ondas calmas, quiosques bem estruturados, muitos condomínios residenciais e casas de veraneio

• Refúgio, a 18 km do centro, mar calmo, areia escura e batida, paisagem predominante de coqueiros, alterna trechos desertos com trechos com infraestrutura de barracas e restaurantes como o famoso Parati

• Mosqueiro, a 20 km ao sul da capital, larga faixa de areia branca e fina, extensa, oferece passeios de catamarã à Croa do Goré e a São Cristóvão. A leste, o oceano Atlântico, a oeste, o rio Vaza Barris com manguezais e ilhas que surgem com a maré baixa. A Croa do Goré é um banco de areia no meio do rio Vaza Barris, onde há um bar flutuante. O ideal é ir com a maré baixa, quando está subindo o mar alcança as cadeiras e mesas e é sinal para ir embora. Da Orlinha do Por do Sol, saem catamarãs e lanchas que fazem a travessia para a Croa do Goré a 15,00 ou passeio mais completo incluindo, além da Croa do Goré, a Ilha dos Namorados, a 50,00 com 3h30 de duração e saídas diárias às 9h e 14h, na alta temporada. Dá para ir de agência que já faz a reserva, se for por conta própria é melhor ligar antes para não perder a viagem, pois na alta temporada pode estar lotado e na baixa pode não ter saída se a procura for pequena. Provavelmente há outras embarcações que oferecem passeios, mas esses foram os contatos que anotei:

- Catamarã Velho Chico, 9978-9843, tratar com Preto. Faz o passeio completo

- Catamarã Por do Sol, 3231-3580 / 9981-6946 / 9134-1264, [email protected], tratar com Paulo e Gil. Faz a travessia para a Croa do Goré, não sei se também tem o roteiro completo

- Catamarã Emanuel, 9925-1959 / 3227-1773, tratar com Prego. Faz a travessia para a Croa do Goré, não sei se também tem o roteiro completo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• de Atalaia Nova, 30 km de extensão e vários nomes ao longo do percurso. Alguns trechos desertos com coqueiros, lagoas e água mais clara, outros com restaurantes à beira-mar

• da Costa, esportes radicais e pesca amadora, vários bares na areia com peixes bem gostosos

• do Jatobá, esportes radicais e pesca amadora

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

São Cristóvão, a 25 km de Aracaju e fundada em 1590, é a quarta cidade mais antiga do Brasil e foi capital sergipana do estado até 1855

 

Praça de São Francisco ostenta um belo cruzeiro e agrupamento arquitetônico:

• Ponto de Informações Turísticas (PIT): inicie o passeio por aqui, mesmo sem mapa, com as dicas dos funcionários do PIT, é fácil fazer um tour a pé

• Casa do Folclore Zeca de Noberto

• Igreja e Convento de São Francisco (ou de Santa Cruz) que abriga o Museu de Arte Sacra de São Cristóvão, 3261-1580 / 9191-6920, ter-dom das 10-16h. Acervo formado por mais de 500 peças recolhidas das igrejas e capelas dos antigos engenhos sergipanos

• Museu Histórico de Sergipe (séc. 19), 3261-1435, ter-dom das 10-16h, antigo Palácio Provincial onde se hospedou Dom Pedro II ao visitar a cidade em 1860

• Capela Santa Izabel e Lar Imaculada Conceição (1607), antiga Santa Casa da Misericórdia que foi o primeiro hospital da Província de Sergipe, onde é vendido o bricelete, tradicional e secular biscoito produzido pela Congregação Irmãs Missionárias

 

Praça Matriz ou Praça Getúlio Vargas:

• Igreja Matriz N. Sra. da Vitória (1608)

• Sobrado do Balcão Corrido, Praça da Matriz, 40, 3261-4542, diar das 8-15h, atual espaço cultural e sede da Subsecretaria de Estado do Patrimônio Histórico Cultural (SUBPAC)

 

Praça Sr. dos Passos ou Praça do Carmo:

• Igreja Sr. dos Passos ou Carmo Pequeno. Museu dos Ex-votos, 3261-1605, diar das 10-16h

• Igreja do Carmo Maior e Convento das Carmelitas (1739)

 

• Igreja N. Sra. do Amparo dos Homens Pardos (séc. 18), R. Messias Prado (antiga R. das Flores), s/n, diar das 10-16h

• Igreja N. Sra. do Rosário dos Homens Pretos (1645), R. do Rosário/da Imperatriz, diar das 10-16h

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Laranjeiras, a 20 km de Aracaju, ainda preserva antigos casarões frutos de uma época áurea no auge do ciclo canavieiro quando foi chamada de Atenas Sergipana por causa da intensa vida cultural com gabinetes de leitura, clubes de teatro, colégios e jornais

 

O roteiro abaixo pode ser feito a pé. Entre as igrejas e museus citados aproveite para ver a arquitetura das casas, todo o trajeto revela belas construções.

• Bureaux de Informação Turística Edmunda Lobão Linhares, Praça Samuel de Oliveira, 241, Centro, 3281-1805 / 1332, diar das 8-18h. Oferece guias turísticos e abriga as Secretarias Municipais de Cultura e de Turismo, a Galeria de Artes Horácio Hora e auditório

• Casa do Artesanato de Laranjeiras Dep. José Monteiro Sobral, Av. Rotary, s/n, Centro, 3281-1332, diar das 8-18h

• Centro de Tradições (antigo Trapiche), Av. Rotary, ter-dom das 9-17h

• Mercado Municipal, Praça Samuel Oliveira, ter-dom das 9-17h

• Paço Municipal, R. Sagrado Coração de Jesus, 90, atual Prefeitura Municipal

• Universidade Federal de Sergipe, “Quarteirão dos Trapiches”, Praça Samuel de Oliveira, s/n, Centro, 3281-2939, horário da secretaria seg-sex das 8-12 e das 13-22h, [email protected], http://laranjeiras.ufs.br/

• Calçadão Getúlio Vargas: apresenta algumas construções do século XIX, cujos pavimentos térreos eram lojas e os superiores eram as residências dos comerciantes

• Casa de Cultura João Ribeiro, R. João Ribeiro, s/n, 3281-1123, ter-sex das 10-17h, sáb e dom das 10-16h

• Igreja de N. Sra. da Conceição dos Homens Pardos (séc. 19), Centro

• Ruínas do Hospital São João de Deus

• Rua Francisco Bragança: o destaque fica para o calçamento pé-de-moleque, feito pelos escravos em pedra calcária

• Museu Afro Brasileiro de Sergipe (séc. 19), R. José do Prado Franco, 70, 3281-1528 / 2418, ter-sex das 10-17h, sáb e dom das 10-16h. Guarda peças recolhidas dos engenhos, instrumentos de trabalho e de tortura, que retratam o cotidiano dos escravos e sua relação com a aristocracia do açúcar. Abriga também todo o acervo ligado à cultura afro e seu sincretismo religioso

• Igreja de São Benedito e N. Sra. do Rosário (séc. 19), R. José Prado Franco, Centro

• Igreja Presbiteriana de Sergipe, R. Tobias Barreto, Centro, em estilo neogótico

• Igreja Matriz Sagrado do Coração de Jesus (1791), R. do Sagrado Coração de Jesus, Pça. Dr. Heráclito Diniz Gonçalves. Características barrocas na fachada e no interior, órgão de tubos

• Museu de Arte Sacra de Laranjeiras, Praça Dr. Heráclito Diniz Gonçalves, 39, 3221-2486, ter-sex das 10-17h / sáb e dom das 10-16h. O acervo é constituído por coleções pertencentes às igrejas do Vale de Cotinguiba

 

Andando pelo centro, verá 2 igrejas no alto de 2 morros, um de cada lado da cidade, são mirantes da cidade:

• Igreja do Sr. do Bonfim (séc. 19), no Morro do Bonfim, Centro, ponto mais alto da cidade com vista para o Vale do Cotinguiba, ter-dom das 10-16h

• Capela de Bom Jesus dos Navegantes (1905), no Alto do Bom Jesus, s/n (entrada da cidade), ter-dom das 9-17h. Fica antes de chegar na cidade, no alto de um morro

 

Mais afastados do centro:

• Capela de Sant’Aninha (século 19), Solar Sant'Aninha, zona rural

• Igreja de N. Sra. da Conceição de Comandaroba (1734), Estr. p/ Usina Pinheiro, a 1 km do centro, diar até as 16h

• Casa do Engenho Retiro (1701), Capela de Santo Antônio e N. Sra. das Neves, zona rural, nas terras do Grupo Votorantim, a 5 km do centro. Primeira residência da cidade

• Capelinha do Bom Jesus, Povoado Bom Jesus, a 10 km do centro, diar até às 16h

• Fazenda Boa Luz, Br 235, km 16, 3281-4848, http://www.boaluz.com.br O complexo reúne um zoológico, um pequeno parque aquático com toboáguas e um pesque-pague. Boa opção se quiser tirar um dia para relaxar

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...