Ir para conteúdo

Tokyo e arredores (relato de viagem)


Posts Recomendados

  • Colaboradores

Olá amigos,

 

Infelizmente é dificil encontrar topicos para mochileiros com ajuda e informações para o Japão, não é para menos também, já que estamos falando de um país que literalmente está do outro lado do planeta.

 

Assim, com o intuito de ajudar os mochileiros que pretendem conhecer a capital desse incrivel país, segue no topico o meu relato de viagem(realizado em dezembro de 2013) com dicas e informações.

 

1° dia - Estadia dentro do avião

 

A minha viagem começou com um voô de Belo Horizonte p/ o RJ, passei um dia na capital carioca com amigos.

No dia seguinte começou a jornada rumo à terra do sol nascente.

 

O voo seria da seguinte maneira

 

Rio_ Houston (Texas)

Houston_ Tokyo (aeropoto de Narita)

 

A primeira viagem durou cerca de 11 horas, com uma escala de 5 no bom aeroporto de Houston, em seguida uma viagem de 14 horas de Houston até Tokyo. A viagem obviamente é cansativa, e parece que nunca chegaremos ao destino, o vaião da compania UNITED também não ajudava muito, mas faz parte, se quiser conhecer um país tão distante, tais situações devem ser enfrentadas.

 

Observação importante: se você viaja para o Japão fazendo escala pelos EUA, o visto americano é obrigatorio, mesmo se tratando somente de uma conexão. E obviamente é necessario ter o visto japones que é bem burocratico para ser retirado.

 

Após mais de um dia por conta de viagem chegamos ao aeroporto de Narita.

 

2° dia - Chegada ao Japão

 

Chegamos ao Japão, tudo muito diferente, você já sente o impacto cultural ao dar o primeiro passo fora do avião. O aeroporto de Narita é fantástico, muito bem sinalizado e sempre com informações em inglês.

 

Passamos sem menores problemas pela imigração, e coletamos nossas mochilas que chegaram intactas, realizamos a troca do dinheiro no aeroporto:

 

U$$ 1 = 100 Yen

 

Até facilita a conta, em alguns momentos o yen estava em 98,102,99, mas sempre bem próximos dos 100 comparado à 1 dólar.

 

Observação importante: Diferente do resto do mundo o melhor cambio que encontramos no Japão foi dentro do aeroporto. Na cidade não é comum achar casas de câmbio, e mesmo quando são encontradas os seus valores são inferiores ao do aeroporto, por isso caso você troque dinheiro, pode faze-lo dentro do aeroporto de Narita.

 

Após realizados todos os procedimentos, era o momento de irmos para o nosso hostel que ficava próximo a região de Ueno. Não compramos o JR express por que ele só é vantajoso para quem pretende rodar em várias cidades do Japão, o que não era o nosso caso, nos iríamos visitar somente Tokyo e região e nesse meio tempo ficaríamos 3 dias em Seul (Coreia do Sul). A melhor alternativa era a compra de um cartão recarregável de metrô e demais transportes, o cartão se chama Suica card, ele é verde e tem um pinguim nele (tudo no Japão desde cartões de metrô, até avisos de não fumar têm mascotes).

 

Optamos por pegar o Narita EXpress, conhecido como NEX, que era um trem que levava você para a estação Tokyo, que fica bem no centro e faz ligações com outras varias linha do metrô de Tokyo, o valor não era caro, não me recordo o preço exato. O trem é super confortável, extremamente pontual, chega na estação de Tokyo em torno de 45 minutos. Da estação de Tokyo pegaríamos outro trem rumo a Ueno station, e de lá rumaríamos para o hostel, fizemos isso. Chegamos ao hostel sem maiores problemas e contamos com a ajuda de uma simpática japonesa que conhecia o local, ela nos levou até lá, para aqueles que ouviram falar mal dos japoneses estão bem enganados, a simpatia do povo nipônico é sensacional.

 

Ficamos em um hostel tradicional japonês chamado Toco guest house, bem ao estilo japonês mesmo, com paredes de papel e etc. O staff do hostel foi simplesmente fantástico nos acolheu de forma quase materna. Chegado ao destino era hora de descansar após uma viagem quase infinita.

 

Observação importante: Fique atento aos costumes locais, em vários ambientes, como nosso hostel por exemplo não se pode entrar com calçados, somente de meia ou descalço.

 

3° dia - Templo Meiji

 

Descansados, partimos para conhecer Tokyo. Nosso primeiro destino foi o bairro de Harajuku, famoso por ter vários japoneses fantasiados, famosos cosplays, e por ser próximo ao templo Meiji.

 

Antes de dizer algo mais, abro um adendo para dizer que Tokyo é simplesmente impecável, a limpeza, organização, funcionalidade são extremos. O metrô passa de 1 em 1 minuto, tudo é bem indicado, a simpatia dos japoneses com os estrangeiros é ótima, tudo é maravilhoso.

 

Voltando... Fomos para Harajuku pelo metrô obviamente. O bairro também é um centro de compras, com várias lojas de grife e afins, e como era domingo estava apinhada de gente. Seguimos para o templo Meiji. Simplesmente lindo o local, é um parque gigante que conta com diversas atrações do local, visita obrigatória para quem pretende visitar Tokyo. E logo depois que saímos do templo encontramos alguns divertidos cosplays.

 

Seguimos o dia andando pelo bairro que além do templo conta também com o parque Yoyogi, era nosso primeiro dia e estamos maravilhados com tudo ao nosso redor. comemos o tradicional Lamem, um prato caprichado custa em torno de 15, 18 reais. O custo das coisas no Japão não é absurdo como dizem, longe de ser barato, mas também longe de ser absurdo.

 

Observação importante: No Japão, poucas pessoas falam inglês, porém o povo dos locais faz de tudo para te entender, e assim você consegue realizar o que estava querendo fazer.Alguns restaurantes contam com cardápio em inglês(não todos). E também não custa nada aprender as palavras básicas do idioma local, bom dia, boa tarde, obrigado, adeus, de nada, com licença. Os japoneses ficam extremamente felizes quando você fala uma simples frase no idioma local, e é algo que não gasta muito sacrifício.

 

4° dia - Visitando Hakone

 

Acordamos bem cedo e partimos rumo a Hakone, essa cidade é famosa por ficar aos pés do monte Fuji, ela fica a aproximadamente 1:30 de Tokyo. Também fomos de metrô(não vou colocar trecho por trecho aqui senão o relato ficará muito extenso, caso tenham duvidas basta perguntar que eu responderei dentro do possível).

 

Infelizmente o local estava nublado no dia, mal sinal para visualização do monte mais famoso do Japão. Sempre nas estações de metrô, trem e etc é comum encontrar panfletos com diversos tipos de informação e propaganda. Na estação de Hakone havia um folder com uma sugestão de roteiro para pessoas que passariam o dia no local, seguimos a sugestão do roteiro. Infelizmente não conseguimos ir aos famosos termas, pois estávamos com o tempo corrido.

Mas em Hakone rodeamos o famoso Lake Ashi, conhecemos templos, comemos o famoso ovo negro, e andamos de barco, e bonde bem próximos ao Fuji, como o dia estava nublado não conseguimos ver o Fuji da forma que queríamos, mas conseguimos ver ele assim mesmo, ele é maravilhoso, é uma montanha perfeita com o cume de neve no alto.

 

Voltamos para Tokyo e fomos no bairro de Roppongi, famoso pela vida noturna, bons bares e afins. Sim realmente são bons, mas os preços são salgados.

 

Do 5°dia ao 8° fomos para Seul, se também se interessarem sobre o local basta perguntar que eu tento ajudar.

 

9° dia - Templo de Asakusa/Museu de Tokyo/Ueno Park

 

Voltamos para Tokyo, primeiramente seguimos para o Ueno Park que era relativamente próximo ao nosso hostel, e andamos pelo local, muito agradável e bonito, no final do Ueno park se chega ao Museu nacional de Tokyo, para quem quer conhecer a arte tradicional japonesa esse é o local. De lá seguimos para o templo mais famoso de Tokyo, Asakusa. Não sei nem o que dizer, Templo e pagodas lindos, Feirinha com coisas e comidas típicas, tudo sensacional, esse na minha opinião é o ponto alto de Tokyo. São tantas coisas para se fazer e ver ao arredor que fica até difícil de descrever. Visita mais que obrigatória.

 

Observação importante: Tire ao menos uma manhã/tarde para visitar Asakusa, prove os tradicionais bolinhos de polvo Takoyaki, se delicie com as comidas tipicas (incluindo doces) e sempre silencio e respeito absoluto próximo aos locais de meditação e oração.

 

10° dia - Conhecendo bairros famosos

 

Tiramos um dia somente para visitarmos os bairros famosos e conhecer o que eles tem de melhor para oferecer.

 

Roppongi: Mesmo famoso pela vida noturna, ele também tem coisas para se fazer de dia, e ele ficava relativamente próximo à Tokyo Tower, um dos símbolos de Tokyo. Para os cinéfilos(como eu) de plantão, lá fica o restaurante que inspirou Quentin Tarantino, a criar o ambiente de luta em Kill Bill 1 (para quem conhece, é aquela parte da luta contra os Crazy 88), para os que gostam o restaurante é idêntico ao do filme, além de ser um dos melhores restaurantes do japão, preço salgadíssimo!!!!!!!!!!!!!!!! Caro demais... Comida fantástica, mas o preço é absurdo.

 

Ginza: Bairro da ostentação, lojas de grife, tudo caro, mas o bairro é muito bonito e organizado, vale a visita, o local é bem agradável.

 

Akihabara: Quer comprar eletrônicos e ver as ultimas tecnologias??? Tá aí o local... As melhores lojas estão aqui. Ultimas tecnologias, vídeo game, câmeras , portáteis e tudo mais, lojas em todos os cantos

Quer ir no local que mais concentra loja de mangás, animes games e afins ? De novo o local é aqui. Lojas e mais lojas vendem os famosos mangás japoneses, desde os famosos que conhecemos aqui no Brasil até os undergrounds vistoso somente por lá. O que não me agradou nas lojas de mangás e afins de AKihabara são que as mesmas são muitooo apertadas, tudo lotado e pequeno, não gostei muito não, mas conta com uma quantidade e variedade coisas incríveis.

Ahh, é por aqui também tem Pachinko pra todo lado, jogo de azar japonês, parece um pinball vertical, bota aí no google que você vê do que se trata!!!!

 

Informação importante: Quando for para Akihaba evite os horários de pico e se possível finais de semana, lá no horário de pico ou finais de semana, fica lotado em qualquer local, na rua ou dentro de lojas, fica difícil fazer as coisas

 

11° dia - Ilha artificial de Odaiba

 

Imaginem uma ilha no meio do mar próximo a Tokyo feita de entulhos? Isso è Odaiba, que conta com uma replica da estátua da liberdade, varias lojas, restaurantes, um Gundam(robô japonês) em tamanho real e vários museus de carro, o mais famoso sendo o da Toyota, que conta com simulador, e vc pode até andar em um Toyota que é quase de corrida, em uma pista especial, basta ter a carteira de motorista internacional.

 

Divertida a ilha, porém dispensável em minha opinião, além de gastar uns 40 minutos para chegar nela.

 

12° dia - Conhecendo bairros famosos II

 

No nosso ultimo dia fomos conhecer os bairros mais movimentados de Tokyo.

 

Shinjuku: Que tem a estação de metrô mais movimentada do mundo, são 3 milhões de usuários diários. Esse bairro vale a pena ir de noite e ver ele todo iluminado com os anúncios japoneses em todos os cantos. O Gyoen Garden está lá também, muito bonito e agradável. o prédio do governo de Tokyo está lá, vale a pena você subir (de graça) no prédio e ter uma vista panorâmica de Tokyo, a visão é incrível. E por ser um bairro tão grande e movimentado tem milhares de coisas para fazer. Só de andar por lá as coisas vão surgindo.

 

Shibuya: Fica até próximo ao Harajuku, pode ir andando de um para o outro(uma boa caminhada, mas vale a pena)

Para os que conhecem algo de Tokyo e já viram aquelas faixas de pedestre que se cruzam, e nelas passa o mundo de gente, é nesse bairro aí, lá também tem a estátua do Hachiko o cachorro mais leal do mundo, sem contar a infinidade de lojas, restaurantes e afins.

 

Observação importante: Para se ter uma boa visão da Shibuya Pedestrian Scramble como é conhecida, basta que você vá na Starbucks próxima ao local, e suba ao 2 andar, você vai ver o formigueiro com uma boa visão, para os mais afortunados e querem uma melhor visão, tem um prédio que cobra a entrada.

 

13° dia - Adeus Tokyo

 

Chegou a hora da volta... Voltamos no mesmo jeito que viemos pelo Narita Express (NEX),

Agora o voô seria da seguinte maneira

 

Tokyo_Washington com duração de 13 horas (escala de 7 horas)

Washington_SP com duração de 11 horas (escala de 3 horas)

SP_BH com duração de 1 hora

 

E assim acabou minha jornada pelo extremo oriente.

 

Assim acabou minha viagem para Tokyo, que não foi completa, eu não conheci por exemplo o famoso Tsukiji (mercado de peixes) dentre outros, Tokyo conta com uma infinidade de coisas para serem feitas. Mas aproveitei demais essa viagem simplesmente fantástica.

 

Eu tentei colocar o relato de uma forma resumida, assim não coloquei informações de transportes, gastos, retirada do visto e outras coisas, mas fiquem a vontade para perguntar, ajudarei da melhor maneira possivel.

 

Infelizmente as informações para esse longínquo local, são bem escassas, por isso fiz ese relato de viagem. Com a intenção de auxiliar os mochileiros que pretender ir para lá, com o máximo de informações possiveis.

 

Podem entrar em contato comigo pelo meu e-mail também: [email protected]

 

Obrigado a todos mochileiros pela atenção...

 

Nos vemos pelo mundo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 semanas depois...
  • Respostas 26
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Colaboradores

Meus gastos diários eram mais ou menos os seguintes:

 

 

Hospedagem - R$ 75,00

Albergue: Toco Heritage hostel, com quarto para 8 pessoas

Site: http://backpackersjapan.co.jp/english/

 

Aconselho bastante o local, muito agradável, ótimo staff, e boa localização.

 

Gastos com transporte usando o Suica card (aproximado) - R$ 20,00

 

Andando bastante, cada passagem no metrô varia entre R$ 2,00 à uns R$ 8,00, variando de acordo com a distancia percorrida

 

Alimentação (café, almoço, lanche, janta) - R$ 60,00

Opção mais econômica é o Lamen /Ramen, tem pra todo lado e ainda é muito farto e gostoso

 

 

Gastos diários : R$ 160,00

 

 

Isso somente o básico, pois os dias que fui para outras cidades aos arredores de Tokyo ou alguma atração paga(como museus por exemplos) os gastos variam.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Eu tenho uma certa dificuldade em colocar fotos aqui no tópico dos mochileiros, mas eu vou tentar mais uma vez, e colocarei as melhores fotos!!!!

 

Em relação a viagem para Seoul, ocorreu o seguinte.

 

Apareceu uma promoção de passagem saindo de Tokyo para Seul pela ótima Korean Air pelo preço de R$ 430,00 ida e volta. Não perdi tempo, mesmo sabendo pouco sobre a Coreia do Sul eu comprei a passagem.

 

Eu achei Seul bem bacana, eles possuem templos simplesmente incríveis, cito aqui o palácio Changdeokgung, Templo Bongeunsa (que conta com uma incrível estatua do Buda) e Santuário de Jongmyo.

 

Além de outros locais interessantes, como o bairro coreano antigo, Gangnam, dentre outros pontos interessantes.

 

Eu fiquei 3 dias por lá e apreciei bastante.

 

Vou falar com você de acordo com meu gosto pessoal.

 

A viagem valeu a pena, e três dias para Seul foram suficientes, não sei se valeria uma compra de passagem Brasil/Coreia do Sul, apesar da cidade ser muito bacana eu não ficaria mais de uma semana por lá.

 

Assim que conseguir colocar as fotos do Japão aqui aproveito e também coloco as fotos da Coreia

 

Abraços a todos

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 semanas depois...
  • Colaboradores

Conforme prometido, aqui estão algumas fotos da minha viagem para o Japão

DSC00972.JPG.66ccb4a528636e172d0d681e35be3bcb.JPG

 

Criança local, em um dia de casamento no parque

DSC01007.JPG.36ea987ccf79fed557abc2638c2586e0.JPG

 

Lago Ashi, em Hakone

DSC01074.JPG.53f010681206f1a3561555365d4ac1ed.JPG

 

Monte Fuji(Infelizmente em um dia nublado)

IMG_2274.jpg.fc843363eb16c2c32f8012a1f1349181.jpg

 

Entrada do templo de Asakusa

DSC01378.JPG.15b5034d49ca6e3ed284baa2ef63f48a.JPG

 

Formigueiro em Shibuya

IMG_2754.jpg.5602690c9d9fef5081b212c999752f41.jpg

 

Ginza iluminada

DSC01416.JPG.749b2ed95468587c7e15656d2d13b9d8.JPG

 

Gundam tamanho real na ilha artificial de Odaiba

IMG_2866.jpg.f63120e2896248ca4e20fdf20da17a89.jpg

 

Hostel típico em Tokyo, com as paredes de papel e madeira e portas corridas

DSC01446.JPG.9f6acf18f63f0954fc17861bd0d0259d.JPG

 

Ramen, o mais comum e mais econômico prato em Tokyo

DSC01367.JPG.93b219614ff2f8fa7ca4954cda9d565a.JPG

 

Por fim, meus companheiros de viagem

DSC02961.JPG.3de6ab45dd403084e6349a607e1f0c9b.JPG

 

Bônus

 

Dentro do templo em Seul

DSC01212.JPG.33a2067905c3788cfce7f7fc46ad52d2.JPG

 

Estátua gigante de Buda no templo Bongeunsa

DSC01330.JPG.8a8f70005b5c0b9e122c6c6d708b058a.JPG

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Olá, Thiago! Tudo bom?

 

Adorei o relato!

Vou ao Japão em dezembro deste ano e me será muito útil.

Ainda estou em dúvida sobre o JRPASS, pois não entendo muito bem quando ele me será de fato necessário e se vale a pena. Pretendemos conhecer algumas cidades além de Tokyo e isso me deixou em dúvida. Você recomenda não comprar?

Como foi o frio neste período? É suportável?

Outra coisa, o visto é complicado? Estava tranquila, mas li muitos relatos informando que é bem difícil de conseguir e fiquei com receio de comprar a passagem antecipadamente.

 

Agradeço antecipadamente ::otemo::

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Olá Simone,

 

Obrigado, fico feliz que tenha gostado!!!

 

O JRpass é interessante se você for visitar mais cidades no Japão, ele te ajuda e também pode ser usado no metrô de Tokyo. Como eu fui só em Tokyo e região não valeu a pena para mim, mas um dos meus amigos visitou Osaka, Nagoya, Hiroshima e Yokohama, ele comprou o JRpass(infelizmente não lembro os valores), mas ele comentou comigo que foi vantajoso, você utiliza os ótimos trens japoneses para visitar as outras cidades (o trem bala não está incluído).

Ele é simples e pratico de usar e você pode retirar no guichê de trens e metrôs no aeroporto de Narita mesmo.

 

Nessa época do ano que eu fui (inicio de dezembro) eu achei a temperatura muito agradável, frio que um casaco, cachecol e luva segurava, eu achei a temperatura ótima, variava entre os 4 aos 15 C°. Pegamos um dia com chuva apenas, no mais eu achei ótimo.

Diferente de Seul, onde cheguei a pegar -16 °C.

Porém no Japão se você for para o norte o frio é mias intenso, se você pretende visitar Hokkaido por exemplo acredito que estará bem frio nessa época!!!!

 

Em relação ao visto o que dificulta é a burocracia, são muitos e muitos documentos. A compra da passagem é pré requisito, assim como a reserva da hospedagem, são um dos documentos requeridos.

Print das passagens aéreas e o endereço de hospedagem são documentos que devem ser enviados. Me disseram que é extremamente incomum eles negarem o pedido de visto. O grande problema é a grande quantidade de documentos, as pessoas associam isso com a dificuldade de ser aprovado.

 

Se você tiver interesse me passe seu e-mail que eu tenho a lista de todos os documentos necessários para visitar o Japão, além do formulário.

 

E é sempre importante ressaltar que eu vi gente passando por problemas por causa disso, é sobre a conexão. Caso você pare nos EUA, é necessário o visto americano, assim como no território canadense. Mesmo sendo apenas uma conexão.

 

Abraços

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...