Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

rafacarvalho33

Para que viajar tão rápido?

Posts Recomendados

Quase sempre navegando pela internet eu me deparo com algumas notícias " Fulano faz volta ao mundo em 96 dias", "Ciclano demora 110 dias para percorrer todos os continentes", e as mais famosas "Eurotrip passando por 25 países em 10 dias", e assim vai, não quero fazer nenhuma crítica pessoal a ninguém, cada um gasta o seu dinheiro da maneira que quiser, não tenho a intenção de impor nenhuma regra, mas ao mesmo tempo preciso opinar sobre essa onda que surge de tempos em tempos.

Cada vez mais nos deparamos com esse tipo de viagem e isso acaba incentivando as pessoas a fazerem igual, e eu sempre me faço os seguintes questionamentos "é possível conhecer uma cultura local com tantos poucos dias assim?", não seria preferível invés de ficar 02 dias em cada país, você ficar os 25 em um só e poder conhecer tudo numa profundidade maior, fazendo uma viagem mais intensa no país escolhido, não é um pouco superficial esse estilo de viagem?

As vezes me soa como se fosse alguma coisa mais para falar que fez, do que para realmente conhecer uma outra cultura, em dois dias não da tempo nem de decorar onde fica aquela padaria legal que tem um pãozinho bom e barato hehehe, ou onde tem aquela cerveja gelada com uma galera animada, imagino as pessoas chegando na cidade, indo para os pontos turísticos, batendo fotos e indo para o próximo país fazer a mesma coisa. 


Eu sou da turma que entende que o caminho para chegar ao destino final vale mais que o próprio destino em si, ali esta a motivação por a gente viajar, em descobrir uma nova cultura, comer uma comida diferente, utilizar o transporte público, conhecer pessoas locais e trocar ideias sobre o mundo, esse é o principal, Machu Pichu ou uma Torre Eiffel, é só a cereja do bolo, só para finalizar uma viagem com chave de ouro, tenho certeza que 99% das histórias boas que você conta para seus amigos são de momentos aleatórios de uma viagem, estar perdido no metro, ou tentar falar a língua local sem ter domínio nenhum, ou não saber o que pedir no restaurante.

Então na sua próxima viagem, seja menos rígido com você mesmo, deixe alguns dias livres, faça menos países, e mais cidades de um mesmo país, tire alguns dias de bobeira para caminhar nas ruas olhando cada detalhe dos prédios, como as pessoas conversam e ate como elas olham para você, se permita a sentir como funciona a cidade.

 

A vida já é rápida o bastante, a viagem não precisa ser assim também. 

 

Para ler mais viagens dessas, só seguir o Facebook Follow the Portuga.

 

4bd889_e30ac89bbc4943108f9246cc0c10bc6e-mv2.thumb.png.083a6dde8eae5eb681374b52595df166.png

 

  • Gostei! 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@rafacarvalho33 , penso de forma parecida e também gosto de ficar mais tempo em cada lugar. Às vezes repito alguns destinos, mas a viagem nunca é igual - pois nem eu sou a mesma da primeira viagem! (clichê, mas é verdade, hehe).

Agora... entendo os argumentos de quem faz roteiros mais apressados:

- as viagens estão ficando mais caras e dá aquela insegurança sobre quando vamos poder fazê-las de novo; e alguns destinos são especialmente caros;

- conheço gente que é praticamente obrigada a vender 10 dias de férias, porque a empresa não deixa tirar tudo;

- várias pessoas viajam juntas, cada uma sonhando mais com uma cidade. Na hora de juntar as cidades/países dos sonhos de cada um, fica uma lista enorme;

- às vezes, sim, a ideia de que existe um "básico" de cada lugar (que pode ser resumido numa checklist) e basta fazer aquilo. E hoje em dia, com as redes sociais, as pessoas se sentem pressionadas a visitar todos os pontos que os amigos indicam, tirar todas as selfies nos monumentos, etc.

Embora eu mesma não me identifique com as viagens express, tem gente que faz e acaba curtindo. Agora, uma coisa que muitas vezes me chama a atenção - inclusive aqui no Mochileiros - é quando a pessoa quer ir a um lugar, mas não sabe por quê:

"Quero ir à cidade Y. O que tem de legal pra fazer lá?"

Pare e pense: o que atraiu você à ideia de ir à cidade Y? Dicas dos amigos? Estereótipos? (ex: tal lugar é romântico e estou viajando em lua-de-mel). Ou foi o seu subconsciente? É interessante fazer um exercício de autoconhecimento, pensar nas razões que estão levando você àquela destinação e não a outras. E esse exercício é que nem sempre se faz.

Às vezes aparece a oportunidade de viajar a algum lugar para onde não tínhamos planejado nada. Uma seleção de emprego, um congresso universitário... nesse caso a coisa muda de figura e muitas vezes temos que "descobrir" o local sem muita pesquisa prévia. E vou dizer: algumas das minhas boas recordações de viagem vieram assim, aproveitando um pouco do tempo que sobrou num deslocamento que fiz por motivos práticos. Sem a ansiedade que vem da obrigação de curtir.

Bons ventos! :-)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...