Ir para conteúdo
ivaldo junior

BH - Pico da Bandeira - Viagem solo (breve relato)

Posts Recomendados

Viagem sozinho - Belo Horizonte x Pico da Bandeira

 

De Belo Horizonte existem 2 opções de horário

de ônibus para Manhuirim, pela companhia Passaro Verde,

as 7:00 ou as 19:30. ( + ou - R$70)

 

Inicialmente a idéia era sair no primeiro horário mas

como dormi demais perdi o ônibus e tive que trocar o horário

para 19:30 para não perder a passagem.

 

A viagem foi tranquila e cheguei as 24:00 e pretendia dormir em algum

lugar e ir para o acampamento Tronqueira no primeiro ônibus que tivesse pela manhã,

mas um taxista disse que eu deveria ir de noite mesmo e acabei batendo na guarita do

Parque de Alto Caparaó sem poder entrar pois o funcionamento é até as 22:00.

Sem opção, bati na 1ª pousada que vi, ja eram 02:00 da madrugada e o pessoal

do Bezerra me arrumou um quarto para a curta noite.

 

De manhã um empregado da pousada vendo que eu estava meio perdido, pois eu

pretendia subir a pé até o Tronqueira (coisa que me arrependeria muito se tivesse feito)

conseguiu uma vaga num jipe com 2 gringos praticamente de graça.

 

Chegando no acampamento tentei encontrar uma galera que participa do

Mochileiros.com, mas não consegui, decidi então ir direto para o acampamento

Terreirão, trilha tranquila, que durou 3 horas.

 

No Terreirão logo achei meu cantinho e montei a barraca, conheci muitos

mochileiros de vários estados e passei o tempo planejanto a subida

as 02:00 para o pico da bandeira.

 

As 18:00 a temperatura começou a cair rapidamente, o que levou todos as

suas respectivas barracas, mas não antes de ver um lindo por do sol.

 

A tentativa de dormir foi em vão pois o acampamento estava muito cheio

e tinha muito baderneiro com luzer para todo lado e barulho sem parar.

 

Chegada a hora de subir (sem descansar), ao contrario do que imaginava

não estava tão frio quanto ficar parado dentro da barraca e cmecei a subir sozinho,

e me arrependi logo pois perdi a trilha varias vezes mas logo encontrei um grande grupo

e a subida ficou tranquila.

 

O Nascer do Sol foi um espetáculo, superando o que espereva e fazendo valer a pena

tudo o que se havia passado.

 

Voltei satisfeito com a superação e na rodoviaria de Manhumirim acabei encontrando o pessoal

do Mochileiros.com (galera gente boa) e que numa próxima espero encontrar ...

 

 

20100607233602.JPG

20100607233750.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí perdido!? Cochilou o cachimbo cai mi fi. ::tchann::

Mas é aquilo também né: Algumas vezes é nos perdendo que nos encontramos. ::lol3::

 

Mesmo que por um breve instante foi um prazer conhecê-lo.

Ficou bacana o relato. ::otemo::

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bela trip, veio... me fez recordar saudosamente qdo fui pra essa serra pela primeira vez...hummm... idos de 2001 ou 2002. Desde entao retornei acho q umas outras duas ocasioes quase seguidas, ja pra fazer diferente e ficar longe das farofas q vira e mexe predominam tanto no Terreirao como no Troqueira, q as vezes lembra Sao Tome das Letras em dia de festividades! Sugiro a travessia de uma portaria á outra (capixaba á mineira, ou vice versa), via crista da serra, q nao é nada do outro mundo pois ta td bem sinalizado. Ou alguns ataques a picos menos conhecidos (Pico do Cruzeiro, por exemplo, acho q esse era o nome) onde nao vai absolutamente ninguem, sentido oeste, pelo simples fato de ser proibido. Mas nada q o jeitinho brasileiro nao resolva. ::hãã2::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×